Apresentação crico

389 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
389
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
66
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação crico

  1. 1. Diagnóstico de aplicabilidade de uma rede colaborativa de criação musical em português <br /> <br />Artigo para curso de pós-graduação em gestão de conhecimento do CRIE/COPPE/UFRJ - Orientador: André Pereira<br />Paulo Renato Costa Maciel da Silveira<br />16/09/2010<br />
  2. 2. Tema<br />Os seguintes temas são alvo de estudo para o artigo:<br />Arranjos produtivos musicais<br />Novos modelos de negócio;<br />Criação colaborativa na internet;<br />Animação de rede.<br />Processos de composição e produção musical<br />Coordenação/capacitação do ambiente de criação.<br />
  3. 3. Objeto<br />Teórico<br />Cadeia de valor de composição e produção musical <br />Atores, processos e ferramentas.<br />Redes colaborativas para criação musical<br />Benefícios e características;<br />Características de redes bem sucedidas.<br />
  4. 4. Objeto empírico<br />Pesquisa de campo qualitativa para análise da cadeia de valor e avaliação da proposição:<br />Análise de sites com foco análogo ao da proposição:<br />
  5. 5. Objeto empírico<br />Pesquisa on-line com foco:<br />Na análise de novas funções e processos;<br />Na avaliação da proposição de um ambiente colaborativo.<br />Evolucaomusical.com<br /><ul><li>Dados pessoais
  6. 6. Experiência e colaboração
  7. 7. Levantamento sobre a cadeia de valor
  8. 8. Prospecção do sistema</li></li></ul><li>Objetivos<br />Levantar e justificar as características desejáveis a uma redeque viabiliza a criação musical colaborativa na internet. Descrever, dentre as percepções comuns ao grupo pesquisado:<br />Deficiências e gargalos no processo criativo e de produção;<br />Oportunidades percebidas:<br />Na integração dos atores da rede;<br />Em melhorias nos processos (criacionale de produção);<br />Funcionalidades desejáveis a um ambiente de composição colaborativa.<br />Inovar na interface e funcionalidades propostas sem perder o foco educacional (Bligh, Jennings, Tangney 2005, p.5)<br />
  9. 9. Questão:<br />1965<br />
  10. 10. Hipótese<br />Através da disponibilização de ferramentas apropriadase instintivas aos atores da cadeia de valor da composição e produção e empenho na integração proscênio-bastidor, um ambiente de criação colaborativa poderá incentivar um grupo significativo de compositores a interagir em rede e, com isso, aumentar a diversidade das composições e possibilidades de criação.<br />
  11. 11. Justificativas<br />As tecnologias digitais tem transformado a indústria da música, não só pela larga oferta de formatos de distribuição e pesquisa, mas também pelo aparecimento de novos modelos de negócio com novos parceiros chaves a cadeia. (Lopez 2010);<br />O Brasil é um país continental com grande riqueza musical que pode ser aumentada através de atividades colaborativas com artistas de regiões geográficas distintas;<br />A ideia de utilizar redes colaborativas como um elemento de criação coletiva provê originalidade conceitual e estilística (Barbosa 2003);<br />Não foram encontradas iniciativas de igual teor em língua portuguesa;<br />As tecnologias de informação já possibilitam a criação de funcionalidades complexas on-line, as quais só eram encontradas em softwares dedicados e não distribuídos.<br />
  12. 12. Metodologias<br />A análise do ambiente de criação atual, com suas forças e deficiências, será realizada utilizando a metodologia do CRIE. <br />Artefatos de Análise Estruturada e UML e de para descrição dos processos chave identificados, detalhamento das entidades participativas e seus atributos.<br />Diagrama de macroprocessos<br />
  13. 13. Planejamento<br />
  14. 14. Fontes selecionadas<br />Harnoncourt, Nikolaus (1988) O Discurso dos Sons<br />Guedes e Rodriguez (2008) Uso de redes sociais e organizacionais na construção de soluções inovadoras<br />Cavalcanti e Nepomuceno (2007) O CONHECIMENTO EM REDE: Como Implantar projetos de InteligênciaColetiva<br />Lessig, Lawrence (2008) Remix: Making Art and Commerce Thrive in the Hybrid Economy<br />Michael Gurevich (2006) JamSpace: Designing A Collaborative Networked Music Space for Novices<br />Barbosa, Á. (2003) Displaced Soundscapes: A Survey of Network Systems for Music and Sonic Art Creation. In: “Leonardo Music Journal”, 13, 53-60. Cambridge, Massachussetts: MIT Press.<br />IgnacioLópez, AntonioCañabateand Ruth Raventós (2010) Febos: A Service-Oriented System for Collaborative Music Creation<br />J. Bligh, K. Jennings, B. Tangney(2005) Designing Interfaces For Collaborative Music Composition <br />

×