SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Traduzido e adaptado de Teaching Tips, no âmbito da parceria com o Centre for Teaching Excellence, University of Waterloo (Waterloo, Ontario,
Canada).
1
Receber e Fornecer Feedback Eficiente
Estamos constantemente a receber e a fornecer feedback. Quer seja explicitamente através de linguagem oral
ou escrita, ou implicitamente através de gestos ou tom de voz, o feedback transmite informação acerca de
determinados comportamentos e oferece uma avaliação sobre as qualidades desses comportamentos. Apesar
de ser fácil entender o feedback como pessoal, deve tentar percepcioná-lo enquanto uma oportunidade de
aprendizagem. O feedback pode reforçar qualidades já existentes, manter um comportamento direccionado
para os objectivos, esclarecer os efeitos de determinados comportamentos e aumentar as capacidades de
detecção e correcção de erros. Utilize as dicas a seguir para receber e fornecer feedback eficientemente.
Receber Feedback Eficientemente
• Escutar o feedback fornecido. Isto significa não interromper. Ouça a pessoa e preste atenção ao que
está de facto a dizer, não àquilo que acha que ela vai dizer. Conseguirá captar mais informação se
se concentrar em ouvir e entender, do que se adoptar uma posição defensiva e se concentrar na sua
resposta.
• Ponderar as suas respostas. Por vezes a linguagem corporal e o tom de voz dizem mais do que as
palavras. Tente evitar criar uma barreira. Se parecer distraído ou aborrecido também irá transmitir
uma mensagem negativa. A concentração mostra que valoriza o que a outra pessoa tem para dizer e
irá deixar ambos mais à vontade.
• Ser receptivo. Isto significa estar receptivo a novas ideias e opiniões diferentes. Por vez, existe mais do
que uma maneira de fazer as coisas e os outros poderão ter um ponto de vista totalmente diferente
relativamente a um determinado tema. Poderá aprender algo significativo.
• Perceber a mensagem. Assegure-se de que percebe o que lhe estão a dizer, especialmente antes de
responder ao feedback. Se necessário faça perguntas para ficar esclarecido. Vá repetindo os pontos-
chave de modo a ter a certeza que interpretou o feedback correctamente. Num contexto de grupo
deve pedir feedback a outras pessoas antes de responder. Quando possível seja explicito
relativamente ao tipo de feedback que deseja, para não ser surpreendido.
• Reflectir e decidir o que fazer. Analise o valor do feedback, as consequências de o utilizar ou ignorar,
e depois decida o que fazer. A sua resposta só depende de si. Se não concordar com o feedback,
pondere pedir uma segunda opinião a outra pessoa.
• Seguimento. Existem muitas formas de dar seguimento ao feedback. Por vezes, o seguimento
significa apenas implementar as sugestões dadas. Noutros caso, poderá querer marcar outra reunião
para discutir o feedback ou para reapresentar o trabalho revisto.
Fornecer Feedback Eficiente
• Organizar as ideias. Limite o seu feedback às questões mais importantes. Considere o potencial valor
do feedback para o receptor e como responderia no lugar dele – poderia agir de acordo com o
feedback dado? Também não se deve esquecer que fornecer demasiado feedback de uma só vez
poderá ser difícil de processar para o receptor.
• Concentrar-se no comportamento e não na pessoa. Uma das estratégias é começar referindo o
comportamento em questão, depois descrever o que pensa acerca dele e concluir com aquilo que
Traduzido e adaptado de Teaching Tips, no âmbito da parceria com o Centre for Teaching Excellence, University of Waterloo (Waterloo, Ontario,
Canada).
2
pretende. Este modelo permite-lhe evitar parecer acusatório ao utilizar “eu”, e concentrar-se nos
comportamentos e não em suposições.
Exemplo: “Não o tenho visto nas aulas toda a semana. Preocupa-me que possa estar a perder
informação. Podemos reunir-nos para debater isso?”
Em vez de: “Obviamente esta disciplina não lhe interessa!”
• Equilibrar o conteúdo. Comece por fazer alguns comentários acerca de determinadas qualidades.
Isto fornece um reforço e identifica o que o receptor deve continuar a fazer. Depois identifique as
áreas específicas a melhorar e as formas de mudar. Conclua com um comentário positivo. Este
modelo ajuda a reforçar a confiança e mantêm a áreas mais necessitadas em perspectiva.
Exemplo: “A sua apresentação foi óptima. Estabeleceu um bom contacto visual e estava muito
bem preparado. Foi um pouco difícil ouvi-lo no fundo da sala, mas com prática resolve
essa questão. Continue com o bom trabalho!”
Em vez de: “Não fala suficientemente alto. No entanto, a apresentação correu bem.”
• Ser específico. Evite fazer comentários gerais que poderão ser pouco úteis para o receptor. Tente
incluir exemplos para demonstrar exactamente a que se refere. Também pode apresentar alternativas
e não apenas dar conselhos, isto permite ao receptor decidir o que fazer com o seu feedback.
• Ser realista. O feedback deve concentrar-se no que pode ser mudado. É inútil e frustrante para os
receptores receber comentários acerca de algo sobre o qual não têm qualquer controlo. Evite
também utilizar as palavras “sempre” e “nunca”. Normalmente o comportamento das pessoas não é
tão consistente.
• Aproprie-se do feedback. Quando fornecer comentários avaliativos, utilize o pronome “eu” em vez
de “eles”, o que indicaria que a sua opinião é universal. Não se esqueça que o feedback é apenas a
sua opinião.
• Ser oportuno. Procure fornecer o seu feedback numa altura apropriada. Ser rápido é essencial, uma
vez que o feedback perde o seu impacto se não for dado atempadamente. Um feedback dado
demasiado tarde pode suscitar sentimentos de culpa e ressentimento no receptor, uma vez que a
oportunidade para melhorar já passou. Se o feedback for principalmente negativo prepare
calmamente o que vai dizer ou escrever.
• Oferecer apoio continuado. O feedback deve ser um processo contínuo, não um acontecimento
único. Depois de fornecer o seu feedback, faça um esforço para acompanhar e dar o devido
seguimento. Mostre aos receptores que está disponível caso tenham questões para colocar, e, caso
seja apropriado, peça outra oportunidade para fornecer mais feedback no futuro.
Recursos:
Dempsey, J.V. and G.C. Sales (Eds.). (1993) Interactive Instruction and Feedback. Educational Technology
Publication. NJ: Englewood Cliffs
London, M. (1997) Job Feedback: Giving, Seeking, and Using Feedback for Performance Improvement.
Mahwah, NJ:
Lawrence Erlbaum Associates
McGill, I. and L. Beaty (1995) Action Learning. 2nd
Ed. London: Kogan Page Ltd.
Elaborado para TRACE Workshop, “Receiving and Giving Feedback,” Fevereiro 10, 2003.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação: Feedback para melhorar o desempenho da equipe
Apresentação: Feedback para melhorar o desempenho da equipeApresentação: Feedback para melhorar o desempenho da equipe
Apresentação: Feedback para melhorar o desempenho da equipeEly Moraes Bisso
 
O método sanduíche para feedback – reflexões e críticas
O método sanduíche para feedback – reflexões e críticasO método sanduíche para feedback – reflexões e críticas
O método sanduíche para feedback – reflexões e críticasRoberto Cohen
 
PALESTRA GRATUITA: A ARTE DE DAR E RECEBER FEEDBACK
PALESTRA GRATUITA: A ARTE DE DAR E RECEBER FEEDBACKPALESTRA GRATUITA: A ARTE DE DAR E RECEBER FEEDBACK
PALESTRA GRATUITA: A ARTE DE DAR E RECEBER FEEDBACKRenanSabio
 
Cópia de kolb e roger neighbour
Cópia de kolb e roger neighbourCópia de kolb e roger neighbour
Cópia de kolb e roger neighbourInaiara Bragante
 
Preciso saber se estou indo bem!
Preciso saber se estou indo bem!Preciso saber se estou indo bem!
Preciso saber se estou indo bem!Vanessa Me Tonini
 
O poder do feedback
O poder do feedbackO poder do feedback
O poder do feedbackCarlos Hoyos
 
A importância do FeedBack
A importância do FeedBackA importância do FeedBack
A importância do FeedBackDavid Marques
 
Preciso saber se estou indo bem
Preciso saber se estou indo bemPreciso saber se estou indo bem
Preciso saber se estou indo bemMarceloMachado161
 
Os 6 passos de um Feedback de alto impacto
Os 6 passos de um Feedback de alto impactoOs 6 passos de um Feedback de alto impacto
Os 6 passos de um Feedback de alto impactoKarina Schaefer
 

Mais procurados (20)

Feedback
FeedbackFeedback
Feedback
 
Feedback
FeedbackFeedback
Feedback
 
Apresentação: Feedback para melhorar o desempenho da equipe
Apresentação: Feedback para melhorar o desempenho da equipeApresentação: Feedback para melhorar o desempenho da equipe
Apresentação: Feedback para melhorar o desempenho da equipe
 
7 dicas de lideranca
7 dicas de lideranca7 dicas de lideranca
7 dicas de lideranca
 
Feedback
FeedbackFeedback
Feedback
 
Comunicação e feedback
Comunicação e feedbackComunicação e feedback
Comunicação e feedback
 
Objetivos Do Feedback
Objetivos Do FeedbackObjetivos Do Feedback
Objetivos Do Feedback
 
Feedback palestra dia 08 de nov.
Feedback   palestra dia 08 de nov.Feedback   palestra dia 08 de nov.
Feedback palestra dia 08 de nov.
 
A importância do feedback
A importância do feedbackA importância do feedback
A importância do feedback
 
O método sanduíche para feedback – reflexões e críticas
O método sanduíche para feedback – reflexões e críticasO método sanduíche para feedback – reflexões e críticas
O método sanduíche para feedback – reflexões e críticas
 
PALESTRA GRATUITA: A ARTE DE DAR E RECEBER FEEDBACK
PALESTRA GRATUITA: A ARTE DE DAR E RECEBER FEEDBACKPALESTRA GRATUITA: A ARTE DE DAR E RECEBER FEEDBACK
PALESTRA GRATUITA: A ARTE DE DAR E RECEBER FEEDBACK
 
Feedback e comunicação
Feedback e comunicaçãoFeedback e comunicação
Feedback e comunicação
 
Cópia de kolb e roger neighbour
Cópia de kolb e roger neighbourCópia de kolb e roger neighbour
Cópia de kolb e roger neighbour
 
Preciso saber se estou indo bem!
Preciso saber se estou indo bem!Preciso saber se estou indo bem!
Preciso saber se estou indo bem!
 
O poder do feedback
O poder do feedbackO poder do feedback
O poder do feedback
 
A importância do FeedBack
A importância do FeedBackA importância do FeedBack
A importância do FeedBack
 
Feedback e Liderança
Feedback e LiderançaFeedback e Liderança
Feedback e Liderança
 
Preciso saber se estou indo bem
Preciso saber se estou indo bemPreciso saber se estou indo bem
Preciso saber se estou indo bem
 
Os 6 passos de um Feedback de alto impacto
Os 6 passos de um Feedback de alto impactoOs 6 passos de um Feedback de alto impacto
Os 6 passos de um Feedback de alto impacto
 
A ARTE DE DAR E RECEBER FEEDBACK
A ARTE DE DAR E RECEBER FEEDBACKA ARTE DE DAR E RECEBER FEEDBACK
A ARTE DE DAR E RECEBER FEEDBACK
 

Semelhante a Receber e fornecer feedback

Fomentar a Cultura feedback
Fomentar a Cultura feedbackFomentar a Cultura feedback
Fomentar a Cultura feedbackMayra de Souza
 
Aula 02 feedback assertivo
Aula 02   feedback assertivoAula 02   feedback assertivo
Aula 02 feedback assertivoNiloar Bissani
 
Encontro 5 - 2016 - feedback
Encontro 5 - 2016 - feedbackEncontro 5 - 2016 - feedback
Encontro 5 - 2016 - feedbackadanipalma
 
Como fazer um Feedback Eficaz - Comitê de Gestores
Como fazer um Feedback Eficaz - Comitê de GestoresComo fazer um Feedback Eficaz - Comitê de Gestores
Como fazer um Feedback Eficaz - Comitê de GestoresEu Prefiro o Paraíso.
 
Solucoes essenciais-desafios-gerenciais
Solucoes essenciais-desafios-gerenciaisSolucoes essenciais-desafios-gerenciais
Solucoes essenciais-desafios-gerenciaisNazareno P. Silva
 
Faça o que tem que ser feito!
Faça o que tem que ser feito!Faça o que tem que ser feito!
Faça o que tem que ser feito!Arnor Neto Neto
 
Feedback , como fazer um com assertividade.
Feedback , como fazer um com assertividade. Feedback , como fazer um com assertividade.
Feedback , como fazer um com assertividade. André Hypolito
 
PA - Feedback Stored
PA - Feedback StoredPA - Feedback Stored
PA - Feedback Storedanakatariny
 
1ª série_Aula 25_Projeto de Vida_Feedback.pptx
1ª série_Aula 25_Projeto de Vida_Feedback.pptx1ª série_Aula 25_Projeto de Vida_Feedback.pptx
1ª série_Aula 25_Projeto de Vida_Feedback.pptxCELIMARACORDACO
 
Gerir situações agressivas
Gerir situações agressivasGerir situações agressivas
Gerir situações agressivasMário Laranjeira
 
As formas de ser o melhor mentor para a sua equipe
As formas de ser o melhor mentor para a sua equipeAs formas de ser o melhor mentor para a sua equipe
As formas de ser o melhor mentor para a sua equipeNegócios Afins
 
Saber se comunicar
Saber se comunicarSaber se comunicar
Saber se comunicar-
 
Pt recruit module 5-mentoring as a tool - online
Pt   recruit module 5-mentoring as a tool - onlinePt   recruit module 5-mentoring as a tool - online
Pt recruit module 5-mentoring as a tool - onlinecaniceconsulting
 
Recruit module 5 mentoria - online
Recruit module 5 mentoria - onlineRecruit module 5 mentoria - online
Recruit module 5 mentoria - onlinecaniceconsulting
 
Manejo de feedback e supervisão positiva
Manejo de feedback e supervisão positivaManejo de feedback e supervisão positiva
Manejo de feedback e supervisão positivaEsequias Caetano
 

Semelhante a Receber e fornecer feedback (20)

Cultura feedback
Cultura feedbackCultura feedback
Cultura feedback
 
Fomentar a Cultura feedback
Fomentar a Cultura feedbackFomentar a Cultura feedback
Fomentar a Cultura feedback
 
Aula 02 feedback assertivo
Aula 02   feedback assertivoAula 02   feedback assertivo
Aula 02 feedback assertivo
 
Encontro 5 - 2016 - feedback
Encontro 5 - 2016 - feedbackEncontro 5 - 2016 - feedback
Encontro 5 - 2016 - feedback
 
Como fazer um Feedback Eficaz - Comitê de Gestores
Como fazer um Feedback Eficaz - Comitê de GestoresComo fazer um Feedback Eficaz - Comitê de Gestores
Como fazer um Feedback Eficaz - Comitê de Gestores
 
Solucoes essenciais-desafios-gerenciais
Solucoes essenciais-desafios-gerenciaisSolucoes essenciais-desafios-gerenciais
Solucoes essenciais-desafios-gerenciais
 
Faça o que tem que ser feito!
Faça o que tem que ser feito!Faça o que tem que ser feito!
Faça o que tem que ser feito!
 
Feedback , como fazer um com assertividade.
Feedback , como fazer um com assertividade. Feedback , como fazer um com assertividade.
Feedback , como fazer um com assertividade.
 
PA - Feedback Stored
PA - Feedback StoredPA - Feedback Stored
PA - Feedback Stored
 
1ª série_Aula 25_Projeto de Vida_Feedback.pptx
1ª série_Aula 25_Projeto de Vida_Feedback.pptx1ª série_Aula 25_Projeto de Vida_Feedback.pptx
1ª série_Aula 25_Projeto de Vida_Feedback.pptx
 
Fanático em atender bem
Fanático em atender bemFanático em atender bem
Fanático em atender bem
 
Gerir situações agressivas
Gerir situações agressivasGerir situações agressivas
Gerir situações agressivas
 
As formas de ser o melhor mentor para a sua equipe
As formas de ser o melhor mentor para a sua equipeAs formas de ser o melhor mentor para a sua equipe
As formas de ser o melhor mentor para a sua equipe
 
Saber se comunicar
Saber se comunicarSaber se comunicar
Saber se comunicar
 
Pt recruit module 5-mentoring as a tool - online
Pt   recruit module 5-mentoring as a tool - onlinePt   recruit module 5-mentoring as a tool - online
Pt recruit module 5-mentoring as a tool - online
 
como voce se ve.pptx
como voce se ve.pptxcomo voce se ve.pptx
como voce se ve.pptx
 
Durante o Trabalho Home Office
Durante o Trabalho Home OfficeDurante o Trabalho Home Office
Durante o Trabalho Home Office
 
Recruit module 5 mentoria - online
Recruit module 5 mentoria - onlineRecruit module 5 mentoria - online
Recruit module 5 mentoria - online
 
Manejo de feedback e supervisão positiva
Manejo de feedback e supervisão positivaManejo de feedback e supervisão positiva
Manejo de feedback e supervisão positiva
 
Entrevista motivacional
Entrevista motivacionalEntrevista motivacional
Entrevista motivacional
 

Mais de Paulo Cesar Diniz Bicudo

Mais de Paulo Cesar Diniz Bicudo (7)

Apostila sobre motores de indução trifásicos i
Apostila sobre motores de indução trifásicos iApostila sobre motores de indução trifásicos i
Apostila sobre motores de indução trifásicos i
 
Spotware
SpotwareSpotware
Spotware
 
Info plc introduccion_rapid_abb_irb-140
Info plc introduccion_rapid_abb_irb-140Info plc introduccion_rapid_abb_irb-140
Info plc introduccion_rapid_abb_irb-140
 
Product manual 6400 m98
Product manual 6400 m98Product manual 6400 m98
Product manual 6400 m98
 
Mps.br guia de_aquisicao_2013
Mps.br guia de_aquisicao_2013Mps.br guia de_aquisicao_2013
Mps.br guia de_aquisicao_2013
 
Lógica para ciencia da computaçao joao nunes souza
Lógica para ciencia da computaçao   joao nunes souzaLógica para ciencia da computaçao   joao nunes souza
Lógica para ciencia da computaçao joao nunes souza
 
Aula 6 relações semânticas entre os conectivos da lógica proposicional
Aula 6   relações semânticas entre os conectivos da lógica proposicionalAula 6   relações semânticas entre os conectivos da lógica proposicional
Aula 6 relações semânticas entre os conectivos da lógica proposicional
 

Receber e fornecer feedback

  • 1. Traduzido e adaptado de Teaching Tips, no âmbito da parceria com o Centre for Teaching Excellence, University of Waterloo (Waterloo, Ontario, Canada). 1 Receber e Fornecer Feedback Eficiente Estamos constantemente a receber e a fornecer feedback. Quer seja explicitamente através de linguagem oral ou escrita, ou implicitamente através de gestos ou tom de voz, o feedback transmite informação acerca de determinados comportamentos e oferece uma avaliação sobre as qualidades desses comportamentos. Apesar de ser fácil entender o feedback como pessoal, deve tentar percepcioná-lo enquanto uma oportunidade de aprendizagem. O feedback pode reforçar qualidades já existentes, manter um comportamento direccionado para os objectivos, esclarecer os efeitos de determinados comportamentos e aumentar as capacidades de detecção e correcção de erros. Utilize as dicas a seguir para receber e fornecer feedback eficientemente. Receber Feedback Eficientemente • Escutar o feedback fornecido. Isto significa não interromper. Ouça a pessoa e preste atenção ao que está de facto a dizer, não àquilo que acha que ela vai dizer. Conseguirá captar mais informação se se concentrar em ouvir e entender, do que se adoptar uma posição defensiva e se concentrar na sua resposta. • Ponderar as suas respostas. Por vezes a linguagem corporal e o tom de voz dizem mais do que as palavras. Tente evitar criar uma barreira. Se parecer distraído ou aborrecido também irá transmitir uma mensagem negativa. A concentração mostra que valoriza o que a outra pessoa tem para dizer e irá deixar ambos mais à vontade. • Ser receptivo. Isto significa estar receptivo a novas ideias e opiniões diferentes. Por vez, existe mais do que uma maneira de fazer as coisas e os outros poderão ter um ponto de vista totalmente diferente relativamente a um determinado tema. Poderá aprender algo significativo. • Perceber a mensagem. Assegure-se de que percebe o que lhe estão a dizer, especialmente antes de responder ao feedback. Se necessário faça perguntas para ficar esclarecido. Vá repetindo os pontos- chave de modo a ter a certeza que interpretou o feedback correctamente. Num contexto de grupo deve pedir feedback a outras pessoas antes de responder. Quando possível seja explicito relativamente ao tipo de feedback que deseja, para não ser surpreendido. • Reflectir e decidir o que fazer. Analise o valor do feedback, as consequências de o utilizar ou ignorar, e depois decida o que fazer. A sua resposta só depende de si. Se não concordar com o feedback, pondere pedir uma segunda opinião a outra pessoa. • Seguimento. Existem muitas formas de dar seguimento ao feedback. Por vezes, o seguimento significa apenas implementar as sugestões dadas. Noutros caso, poderá querer marcar outra reunião para discutir o feedback ou para reapresentar o trabalho revisto. Fornecer Feedback Eficiente • Organizar as ideias. Limite o seu feedback às questões mais importantes. Considere o potencial valor do feedback para o receptor e como responderia no lugar dele – poderia agir de acordo com o feedback dado? Também não se deve esquecer que fornecer demasiado feedback de uma só vez poderá ser difícil de processar para o receptor. • Concentrar-se no comportamento e não na pessoa. Uma das estratégias é começar referindo o comportamento em questão, depois descrever o que pensa acerca dele e concluir com aquilo que
  • 2. Traduzido e adaptado de Teaching Tips, no âmbito da parceria com o Centre for Teaching Excellence, University of Waterloo (Waterloo, Ontario, Canada). 2 pretende. Este modelo permite-lhe evitar parecer acusatório ao utilizar “eu”, e concentrar-se nos comportamentos e não em suposições. Exemplo: “Não o tenho visto nas aulas toda a semana. Preocupa-me que possa estar a perder informação. Podemos reunir-nos para debater isso?” Em vez de: “Obviamente esta disciplina não lhe interessa!” • Equilibrar o conteúdo. Comece por fazer alguns comentários acerca de determinadas qualidades. Isto fornece um reforço e identifica o que o receptor deve continuar a fazer. Depois identifique as áreas específicas a melhorar e as formas de mudar. Conclua com um comentário positivo. Este modelo ajuda a reforçar a confiança e mantêm a áreas mais necessitadas em perspectiva. Exemplo: “A sua apresentação foi óptima. Estabeleceu um bom contacto visual e estava muito bem preparado. Foi um pouco difícil ouvi-lo no fundo da sala, mas com prática resolve essa questão. Continue com o bom trabalho!” Em vez de: “Não fala suficientemente alto. No entanto, a apresentação correu bem.” • Ser específico. Evite fazer comentários gerais que poderão ser pouco úteis para o receptor. Tente incluir exemplos para demonstrar exactamente a que se refere. Também pode apresentar alternativas e não apenas dar conselhos, isto permite ao receptor decidir o que fazer com o seu feedback. • Ser realista. O feedback deve concentrar-se no que pode ser mudado. É inútil e frustrante para os receptores receber comentários acerca de algo sobre o qual não têm qualquer controlo. Evite também utilizar as palavras “sempre” e “nunca”. Normalmente o comportamento das pessoas não é tão consistente. • Aproprie-se do feedback. Quando fornecer comentários avaliativos, utilize o pronome “eu” em vez de “eles”, o que indicaria que a sua opinião é universal. Não se esqueça que o feedback é apenas a sua opinião. • Ser oportuno. Procure fornecer o seu feedback numa altura apropriada. Ser rápido é essencial, uma vez que o feedback perde o seu impacto se não for dado atempadamente. Um feedback dado demasiado tarde pode suscitar sentimentos de culpa e ressentimento no receptor, uma vez que a oportunidade para melhorar já passou. Se o feedback for principalmente negativo prepare calmamente o que vai dizer ou escrever. • Oferecer apoio continuado. O feedback deve ser um processo contínuo, não um acontecimento único. Depois de fornecer o seu feedback, faça um esforço para acompanhar e dar o devido seguimento. Mostre aos receptores que está disponível caso tenham questões para colocar, e, caso seja apropriado, peça outra oportunidade para fornecer mais feedback no futuro. Recursos: Dempsey, J.V. and G.C. Sales (Eds.). (1993) Interactive Instruction and Feedback. Educational Technology Publication. NJ: Englewood Cliffs London, M. (1997) Job Feedback: Giving, Seeking, and Using Feedback for Performance Improvement. Mahwah, NJ: Lawrence Erlbaum Associates McGill, I. and L. Beaty (1995) Action Learning. 2nd Ed. London: Kogan Page Ltd. Elaborado para TRACE Workshop, “Receiving and Giving Feedback,” Fevereiro 10, 2003.