Curso teclado

1.260 visualizações

Publicada em

Apostila Básica de Teclado

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.260
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
57
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curso teclado

  1. 1. Extraída e Montada por INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 1
  2. 2. ÍNDICE NOTAS MUSICAIS .................................................................................................................................................... 3 INTERVALOS ............................................................................................................................................................ . 4 BEMOL E SUSTENIDO .............................................................................................................................................5 ESQUEMA DE CIFRAS .............................................................................................................................................5 TRÍADES ......................................................................................................................................................................6 TÉTRADES ...................................................................................................................................................................9 TOCANDO COM AS DUAS MÃOS ..........................................................................................................................9 INVERSÃO DE ACORDES ...................................................................................................................................... 11 CIFRAS ........................................................................................................................................................................ 13 INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 2
  3. 3. 1) NOTAS MUSICAIS Antes de qualquer coisa precisamos conhecer as sete notas básicas ou naturais. dó ré mi fá sol lá si Observe que a seqüência Dó, Re, Mi, Fa, Sol, La, Si é repetida várias vezes no teclado. Ex: de Dó a Dó essa repetição é chamada de Oitava, portanto um Teclado de 61 teclas possui 5 Oitavas, que começam com sons Graves e terminam com sons Agudos. A primeira tecla branca antes das duas teclas pretas sempre será a nota dó. A segunda que fica entre as duas teclas pretas sempre será a nota ré. A primeira tecla branca após as duas teclas pretas sempre será a nota mi. A primeira tecla branca antes das três teclas pretas sempre será a nota fá. A segunda que fica entre as três teclas pretas sempre será a nota sol. A terceira que fica entre as três teclas pretas sempre será a nota lá. A primeira tecla branca após as três teclas pretas sempre será a nota si. Agora que já sabemos identificar as teclas vamos numerar os dedos de nossa mão para fazermos um exercício. INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 3
  4. 4. Tanto na mão esquerda quanto na direita os dedos terão atribuídas a seguinte numeração: Polegar = 1 Indicador = 2 Médio = 3 Anelar = 4 Mínimo = 5 Exercício 1.1: Agora vamos praticar o que aprendemos: Utilize os dedos nas notas que a representa sucessivamente, comece com a mão direita: 2) INTERVALOS Em uma oitava existe 12 sons, a distância entre cada um desses sons é chamada de semitom que é menor distancia entre um tom e outro. No teclado é de um semitom a distância entre duas teclas contíguas. INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 4
  5. 5. Um tom equivale a 2 semitons. Todas as teclas brancas do teclado separadas por uma tecla preta possuem o intervalo de um tom. As que não tem a tecla preta entre elas possuem um intervalo de um semitom entre elas: 3) BEMOL E SUSTENIDO É o nome que damos quando queremos representar uma nota acrescida de meio tom, exemplo: Temos a nota Dó e queremos representar. A próxima nota que vem depois dela, então essa próxima nota chamar-se-á Dó# ou Dó sustenido, porque está entre Dó e Ré. Geralmente sustenido é o nome que damos às teclas pretas do teclado. Exemplo mais prático - olhando no teclado. SOL SOL# Aumenta a nota em meio (1/2) tom, (da esquerda para direita). SOL SOL b Diminui a nota em meio (1/2) tom, (da direita para a esquerda). 4) ESQUEMA DE CIFRAS INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 5
  6. 6. Como é apresentado nas cifras, as notas musicais: Dó Ré Mi Fá Sol Lá e Si são representadas por letras do alfabeto. Respectivamente: C D E F G A B. Vejamos então: C = Dó D = Ré E = Mi F = Fá G = Sol A = Lá B = Si m = Menor b = Bemol # = Sustenido 7 = Com sétima A partir de agora não usaremos mais os termos Dó Ré Mi Fá Sol Lá e Si. E sim, C D E F G A B. Certo?! É isso mesmo você terá que identificar cada nota. 5) TRÍADES Tríades são acordes formados por três notas. Entre estes estão os acordes básicos, C – D – E – F – G – A – B, tanto maiores, como menores e também sustenidos (#) e bemois (b). Maiores - Um acorde será maior quando a distância entre o 1º grau e o 3º grau for igual à dois tons (C+C#+D+D#+E) e a distância entre o 3º e 5º grau for um tom e meio (E+F+F#+G); C Menores - Um acorde será menor quando a distância entre o 1º grau e o 3º grau for igual à 1 tom e meio (C+C#+D+D#) e a distância entre o 3º e 5º grau for dois tons (E+F+F#+G); Cm INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 6
  7. 7. Vejamos então a montagem das tríades das setes notas maiores básicas: C + E + G D + F# + A E + G# + B F + A + C G + B + D A + C# + E B + D# + F# INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 7
  8. 8. Vejamos então a montagem das tríades das setes notas menores básicas: C + D# + G D + F + A E + G + B F + G# + C G + A# + D A + C + E B + D + F# INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 8
  9. 9. 6) TÉTRADES Tétrades são acordes formados por quatro notas. É muito comum, nós vermos o uso da 7ª, 5ª, 4ª entre outras. Vejamos ainda o exemplo do C. Observe que além do (C) que é a primeira, temos o (E) que é a terceira, o (G) que é a quinta, formando assim a tríade de DÓ. E foi acrescentado (B) que é a sétima de (C), formando assim um acorde de Tétrades, com quatro notas. 7) TOCANDO COM AS DUAS MÃOS É comum nós vermos a maioria das pessoas utilizando a mão direita para fazer um solo ou uma melodia, e com a mão esquerda fazendo acordes, batendo a nota fundamental ou a fundamental com a quinta do acorde. Seguindo essa regra, nunca se esqueça que: Mão esquerda - você bate a nota fundamental ou a fundamental com a quinta do acorde. Mão direita - você monta a tríade, podendo também solar ou fazer uma melodia. Vejamos como fica então se seguirmos o (C) como exemplo: Exemplo 1 Mão esquerda Mão direita Com a mão direita batemos o (C) e novamente o (C) em outra oitava. Com a mão direita montamos a tríade de (C) que é: C + E + G INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 9
  10. 10. Exemplo 2 Mão esquerda Mão direita Com a mão direita batemos o (C) e o (G) que é a quinta do acorde de C. Com a mão direita montamos a tríade de (C) que é: C + E + G Para fixarmos melhor em nossa mente, veremos outro exemplo usando o (D). Exemplo 1 Mão esquerda Mão direita Com a mão direita batemos o (D) e novamente o (D) em outra oitava. Com a mão direita montamos a tríade de (D) que é: D + F# + A Exemplo 2 Mão esquerda Mão direita Com a mão direita batemos o (D) e o (A) que é a quinta do acorde de D. Com a mão direita montamos a tríade de (D) que é: D + F# + A INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 10
  11. 11. Também é muito comum nós vermos acordes do tipo G/B (Sol com Si) ou (Sol com baixa de Si). Vejamos então a montagem deste acorde... Exemplo 3 Mão esquerda Mão direita Com a mão direita batemos o (B) e novamente o (B) em outra oitava. Com a mão direita montamos a tríade de (G) que é: G + B + D 8) INVERSÃO DE ACORDES Se você já fixou e está praticando muito bem a montagem das tríades, este capítulo será de muita avalia para você, caso contrario pratique mais a montagem das tríades antes de partir para inversão de acordes. Vejamos então o exemplo do (C) novamente: Sabemos que a tríade de DÓ é C + E + G C + E + G Inversão 1 Podemos inverter as notas, ao invés de C + E + G, usaremos E + G + C E + G + C INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 11
  12. 12. Inversão 2 Ou então, ao invés de C + E + G, usaremos G + C + E Que é a inversão mais usada. G + C + E Vejamos um exemplo com o DÓ utilizando as duas mãos: Com a mão direita batemos o (C) e novamente o (C) em outra oitava. Com a mão direita montamos a tríade de (C) que é: G + C + E Outro exemplo com o RÉ usando as duas mãos Com a mão direita batemos o (D) e novamente o (D) em outra oitava. Com a mão direita montamos a tríade de (D) que é: A + D + F# INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 12
  13. 13. 9) Cifras FAZ CHOVER (MINISTÉRIO APASCENTAR) Am Eu vejo uma pequena nuvem, F do tamanho da mão de um homem C Mas este é um sinal G Que a tua chuva vai descer F Am Faz chover, faz chover C G Abra as comportas do céu F Am E Faz chover, faz chover C G Abra as comportas do céu Am F Se pedirmos, Jesus virá C G Como chuva descerá Am F Se pedirmos, Jesus virá C G G Então clame, então grite, então chame por Ele INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 13
  14. 14. ELE VEM (FERNANDINHO) G D C D O tempo de cantar chegou o tempo de dançar chegou }2x G D C E Ele vem Ele vem saltando pelos montes }2x G D C Seus cabelos Seus cabelos são brancos como a neve }2x G D C D E nos Seus olhos nos Seus olhos ha fogo!!!!!!!!! }2x G D incendeia Senhor a sua noiva C D C incendeia Senhor a sua igreja G D C D G incendeia Senhor a Sua casa vem me incen di ar INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 14
  15. 15. EM NOME DO SENHOR (IG. BATISTA NOVA JERUSALÉM) Intro: Em D C (2X) Em D C Com reverência e temor quero estar Em D C Minhas sandálias eu vou retirar Am G/B Quero ver o céu aberto C Em Quero ouvir a Tua voz F D Faz brilhar Tua glória aqui C Em D Eu vejo Deus face a face C Em Como o som de muitas águas D Eu ouço a Sua voz C Em D Me chamando pelo nome, Am D Eis-me aqui Am Com Deus vou para peleja G Não temerei nenhum exército Am G Os sinais de Deus seguem aos que acreditam Am G/B O Grande Eu Sou me enviou C Em Eu vou em nome do Senhor F D Com poder de Deus eu vou vencer Base solo: Em D C Repete tudo Sobe 1 tom D F#m E Eu vejo Deus face a face D F#m Como o som de muitas águas E Eu ouço a Sua voz D F#m E Me chamando pelo nome, Bm E Eis-me aqui INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 15
  16. 16. OLHA PRA MIM (MINISTERIO APASCENTAR) Am7 G/B EU ME HUMILHAREI TEU NOME GRITAREI. C9 C6/D COMO CRIANÇA EU SEREI, MAIS OLHAO PRA MIM. Am7 G/B TUAS VESTE TOCAREI, NA FIGUEIRA SUBIREI. C9 C6/D AOS TEUS PÉS EU CHORAREI, MAIS OLHA PRA MIM. Am Bm7 OLHA PRA MIM, SENHOR. Am Bm7 Em OLHA PRA MIM, Am Bm7 OLHA PRA MIM C9 C6/D POIS EU PRECISO DO TEU OLHAR Am EU FAREI O QUE FOR PRECISO Bm PARA TE VER C9 POIS NÃO POSSO DEIXAR QUE SIGAS Bm7 Em SEM ME PERCEBER Am NÃO IMPORTA A MULTIDAO Bm SÓ EU SEI DO QUE EU PRECISO C9 E EU PRECISO DO TEU OLHAR, DO TEU OLHAR. C6/D DO TEU OLHAR INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 16
  17. 17. FAZ CHOVER (FERNANDINHO) Faz chover (correção) Intr.: Bm G D A D Bm A Assim como a corça anseia por águas G D A Bm A Como terra seca precisa da chuva G A F#m G D A Meu coração tem sede de ti Rei meu e Deus meu Bm G D A Faz chover Senhor Jesus Bm G A Derrama chuva neste lugar Bm G D A Vem com teu rio Senhor Jesus Bm G A Inundar meu coração Bm G D A Faz chover... INTRODUÇÃO AO TECLADO – Extraída e Montada por Roberto Ornellas 17

×