Caderno de comunicação

209 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
209
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Caderno de comunicação

  1. 1. CADERNO DE COMUNICAÇÃO: SUA IMPORTÂNCIA NA EDUCAÇÃO DE CRIANÇAS COM NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS O caderno de comunicação é um caderno utilizado para registrar as atividades realizadas no dia a dia. Com ele podemos conversar sobre o que fizemos, com quem e onde. Podemos sempre voltar as páginas e relembrar o que fizemos no dia anterior, semana anterior ou mês anterior. Isto ajuda muito a criança com necessidades educativas especiais pois ajuda esta a localizar-se em períodos de tempo mais prolongados e na organização de sequencias de acontecimentos. Sendo assim, o caderno de comunicação é:  É uma estratégia de ensino pois ajuda a criança na sua organização, orientação, adequação e estruturação espacial e temporal;  É um recurso que promove o diálogo, a conversação sobre um tópico comum trabalhando a linguagem expressiva e compreensiva;  É um meio de ajudar a pessoa a criar memória e fazer associações entre as experiências vivenciadas e as que está vivenciando.  É uma forma de ensinar a pessoa a refletir sobre seu dia. Estes cadernos possuem os seguintes benefícios para o processo de ensino e aprendizagem:  Promovem a interação;  Estimulam a comunicação;  Propiciam a conversação / diálogo;  Auxiliam na memória e na organização do pensamento.  Ajudam a estruturar a rotina dando maior consistência ao processo de aprendizagem.
  2. 2. O ideal é fazer o registro logo após a atividade feita, mas é possível fazer um registro geral no final do dia, relembrando tudo o que fizeram juntos. Se você decidir registrar logo após a atividade lembre-se de “reler” o dia da criança antes dela ir embora. Além disso, podemos fazer uso do livro de experiência real que conta a história de si próprio e de suas experiências ajudando o indivíduo reviver eventos passados, além de registrar passeios, datas comemorativas e atividades que precisam de reforço o que leva a uma aprendizagem significativa. O livro de experiência real é importante pois:  Ajuda o aluno e o professor a ensinar e rever conceitos e vocabulário relacionados com a atividade realizada;  Reforça experiências que não ocorrem frequentemente dando um sentido para a aprendizagem  Ajuda o aluno a sair do “aqui e agora”, pois permite o diálogo sobre eventos passados reforçando conceitos fora do contexto do evento real;  Fornece uma fonte de materiais apropriados às necessidades individuais (visuais, táteis, conceituais e comunicativas e as habilidades da pessoa). Os principais benefícios são:  O indivíduo se coloca como sujeito da ação;  O indivíduo é o personagem principal;  O indivíduo pode aprender conceitos de maneira mais significativa, pois trata-se de algo que ela vivenciou primeiro;  O indivíduo tem a chance de refletir sobre o que passou;  Apresenta-se como estratégia para auxiliar a pessoa a lembrar de pessoas que conheceu e lugares por onde esteve, fazendo associações e auxiliando na estruturação de seu pensamento.
  3. 3. Para utilizar o caderno de comunicação e o livro de experiência real, devemos:  Envolver o aluno na produção de seu livro tanto quanto for possível;  Permitir que a pessoa colete e guarde alguns materiais usados na atividade para serem colocadas no livro de experiência real (balão vazio de uma festa, colherinhas de sorvete, folhas de um parque, saquinho de batata, canudinho, etc.);  Fornecer uma caixa ou sacola para a pessoa coletar estes itens;  Para itens difíceis de colar para afixar no livro, pode-se usar sacos tipo “zip lock” presos no topo da página;  No começo utilize um conceito principal por página, para auxiliar no desenvolvimento de conceitos;  Ao invés de colar os itens utilize velcro para a pessoa ter a oportunidade de manusear os objetos novamente;  Sempre utilize materiais apropriados às habilidades conceituais e visuais das pessoas com quem estiver trabalhando (avaliação funcional);  A pessoa que for totalmente cega necessitará de estímulos táteis. Isso pode apresentar um desafio, mas com criatividade as estratégias propostas continuam sendo viáveis;  Todo aprendizado vai do concreto para o abstrato (depende do estágio que a pessoa se encontra);  Faça avaliações contínuas para assegurar que a pessoa esteja realmente entendendo o conceito representado pelo objeto ou figura (dependendo do estágio);  A pessoa deve ser envolvida ativamente no processo participando da construção dos livros, calendários ou cadernos de comunicação.

×