SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Em 08 de maio de 2014 aconteceu o Seminário sobre Núcleo Especializado
dos Direitos do Idoso e da Pessoa com Deficiência NEDIPED – Defensoria
Pública do Estado de São Paulo
Iniciou-se com a Sr. Tiago Barbosa – Vigilância Sanitária, falando sobre a
quantidade de ILPI’s que atuam na Cidade de São Paulo, disse que existem 60
serviços pela cidade e destes 52 são clandestinos, então sua atuação como
Vigilante Sanitário se dá por meio de fiscalizações nestes serviços, relatou que
as condições destes lugares variam entre superlotação, falta de higiene,
alimentações estragadas ou vencidas e medicamentos sem receituário médico
e fora do prazo de validade. Informou que quando são encontrados estes
serviços nestas condições à interdição é imediata. Relatou também que 48%
dos idosos institucionalizados não assinam contrato de permanência no ILPI,
sendo assim estão institucionalizados sem o direito de expressar sua vontade
de ali permanecer ou não. Finalizou sua fala dizendo “A Proteção Social
voltada ao lucro de Instituições Privadas, reescreve a prática manicomial”.
Logo após, a Sra. Neuma Nogueira – Assistente Social – Grupo Vida de
Barueri, iniciou apresentando o serviço: O Grupo Vida - Brasil é uma entidade
civil sem fins lucrativos que tem como missão “promover a defesa dos direitos e
o exercício da cidadania do idoso, valorizando o envelhecimento e a qualidade
de vida”. Fundado em 1997, o Grupo Vida presta serviços gratuitos às pessoas
com idade igual ou superior a 60 anos. Localizada em Barueri, SP. O objetivo é
de desmistificar junto à comunidade os preconceitos relacionados ao
envelhecimento, além de possibilitar aos idosos avanços quanto à percepção
dos seus próprios direitos e deveres, elementos fundamentais para o exercício
da cidadania. Os projetos desenvolvidos têm como foco a saúde física e
mental, assistência social, lazer recreativo, cultural e esportivo, e ações
socioeducativas. Finaliza sua fala dizendo “Falamos muito pelo idoso, quando
quem deveria falar e ser ouvido é ele”.
Em seguida, ganha a palavra a Sra. Sandra Cristina Coelho Teixeira,
apresentando o Programa Acompanhante de Idosos, informou que este
programa reflete o compromisso da Secretaria Municipal de Saúde da cidade
na oferta de políticas públicas que atendam às necessidades das pessoas
idosas. Apresenta-se como um desafio na reconstrução das práticas de saúde,
ao valorizar o cuidado como prática humana e ao voltar-se para a prestação de
serviços à pessoa idosa em situação de fragilidade e vulnerabilidade social.
Logo após o Sr. Hélio Benetti - Secretário de Assistência Social apresenta o
serviço Centro Dia do Idoso de Marília-SP, neste serviço os idosos são
integrados com a sociedade, desenvolvendo diversas atividades educativas,
culturais, esportivas, além do acompanhamento médico-odontológico. À noite,
retornam para casa mantendo-se também integrados com a família, permitindo-
se com isso que os adultos da residência possam trabalhar para o reforço do
orçamento doméstico. O Centro Dia é um importante equipamento de proteção
e acolhimento para pessoas com mais de 60 anos. O idoso é atendido por uma
equipe preparada sem perder o vínculo com a família. Em Marília, a parceria
município-Estado deu certo e o resultado é excelente. Disse também que outra
vantagem é a prevenção aos acidentes domésticos. Dados do Sistema Único
de Saúde apontam que 75% dos acidentes com idosos acontecem dentro da
própria casa.
A Sra. Celiana Souza Nunes da República de Santos – SP contribuiu
apresentando o serviço, as repúblicas para idosos são mantidas pela
Secretaria de Assistência Social (Seas), para ser beneficiária deste serviço, a
pessoa precisa ser moradora de Santos, ter idade igual ou acima de 60 anos,
renda mínima de um salário e máxima de dois salários, gozar de autonomia
física e psíquica, não possuir imóvel próprio e nem residir com parentes. Os
moradores das repúblicas cuidam da limpeza e organização de tarefas, que
são feitas por todos. Cada um tem suas responsabilidades, que são revezadas
para que todos façam um pouco de tudo. Tudo é decidido em grupo. As casas
possuem regulamentos e estatutos decididos pelos idosos, e que muda de
acordo com as necessidades da maioria. Finaliza sua fala dizendo “Mantemos
assim, para que eles se sintam a vontade. Aqui só vem quem eles querem e
quando querem”.
No encerramento foi proposto um debate entre os participantes formando
alguns grupos. Fizeram a seguinte pergunta para os grupos: Qual a sua
proposta para ampliar as alternativas à institucionalização das pessoas idosas?
As ideias dos grupos foram parecidas, então foi proposto que os serviços já
existentes, sejam ampliados e que os idosos tenham acesso efetivamente às
políticas e leis para o idoso. E que nos próximos encontros seja debatido como
expandir as políticas para o idoso.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Politicas públicas e Direitos dos Idosos
Politicas públicas e Direitos dos IdososPoliticas públicas e Direitos dos Idosos
Politicas públicas e Direitos dos IdososDany Romeira
 
O assistente social e a garantia de protecao social ao idoso
O assistente social e a garantia de protecao social ao idosoO assistente social e a garantia de protecao social ao idoso
O assistente social e a garantia de protecao social ao idosomarcia geane correia de andrade
 
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Educação
 
10 política nacional do idoso
10  política nacional do idoso10  política nacional do idoso
10 política nacional do idosoAlinebrauna Brauna
 
NOVO LAR PARA IDOSOS | Maria Marta Miranda | TCC1
NOVO LAR PARA IDOSOS | Maria Marta Miranda | TCC1NOVO LAR PARA IDOSOS | Maria Marta Miranda | TCC1
NOVO LAR PARA IDOSOS | Maria Marta Miranda | TCC1martamirandacau1512
 
Jornada de estudos da SEMASC / Baraúna - CREAS
Jornada de estudos da SEMASC / Baraúna - CREASJornada de estudos da SEMASC / Baraúna - CREAS
Jornada de estudos da SEMASC / Baraúna - CREASFatima Lima
 
O Idoso Na Sociedade Atual
O Idoso Na Sociedade AtualO Idoso Na Sociedade Atual
O Idoso Na Sociedade AtualWilson Rodrigues
 
Envelhecer com Direitos (TCC)
Envelhecer com Direitos (TCC)Envelhecer com Direitos (TCC)
Envelhecer com Direitos (TCC)GlauciaAS
 
Apresentação serviços do creas
Apresentação serviços do creasApresentação serviços do creas
Apresentação serviços do creasOrlei Almeida
 
Plano de-trabalho-abrigo-de-idosos-2018 modelo
Plano de-trabalho-abrigo-de-idosos-2018 modeloPlano de-trabalho-abrigo-de-idosos-2018 modelo
Plano de-trabalho-abrigo-de-idosos-2018 modeloRita Silva
 
Projeto de pesquisa idosos
Projeto de pesquisa idososProjeto de pesquisa idosos
Projeto de pesquisa idososSilvio Medeiros
 
CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL – CREAS GU...
CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA  ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA  SOCIAL – CREAS  GU...CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA  ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA  SOCIAL – CREAS  GU...
CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL – CREAS GU...Rosane Domingues
 
CasaSenior_a+v+j
CasaSenior_a+v+jCasaSenior_a+v+j
CasaSenior_a+v+jAna Santos
 
Slide Saúde Coletiva - Cras
Slide Saúde Coletiva  - CrasSlide Saúde Coletiva  - Cras
Slide Saúde Coletiva - CrasHelena Damasceno
 

Mais procurados (20)

Politicas públicas e Direitos dos Idosos
Politicas públicas e Direitos dos IdososPoliticas públicas e Direitos dos Idosos
Politicas públicas e Direitos dos Idosos
 
O assistente social e a garantia de protecao social ao idoso
O assistente social e a garantia de protecao social ao idosoO assistente social e a garantia de protecao social ao idoso
O assistente social e a garantia de protecao social ao idoso
 
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
 
10 política nacional do idoso
10  política nacional do idoso10  política nacional do idoso
10 política nacional do idoso
 
NOVO LAR PARA IDOSOS | Maria Marta Miranda | TCC1
NOVO LAR PARA IDOSOS | Maria Marta Miranda | TCC1NOVO LAR PARA IDOSOS | Maria Marta Miranda | TCC1
NOVO LAR PARA IDOSOS | Maria Marta Miranda | TCC1
 
TCC - Idosos
TCC - IdososTCC - Idosos
TCC - Idosos
 
Jornada de estudos da SEMASC / Baraúna - CREAS
Jornada de estudos da SEMASC / Baraúna - CREASJornada de estudos da SEMASC / Baraúna - CREAS
Jornada de estudos da SEMASC / Baraúna - CREAS
 
Tipificacao cras e creas
Tipificacao cras e creasTipificacao cras e creas
Tipificacao cras e creas
 
Cartilha dos direitos do idoso
Cartilha dos direitos do idosoCartilha dos direitos do idoso
Cartilha dos direitos do idoso
 
Creas serviços
Creas  serviçosCreas  serviços
Creas serviços
 
O Idoso Na Sociedade Atual
O Idoso Na Sociedade AtualO Idoso Na Sociedade Atual
O Idoso Na Sociedade Atual
 
Envelhecer com Direitos (TCC)
Envelhecer com Direitos (TCC)Envelhecer com Direitos (TCC)
Envelhecer com Direitos (TCC)
 
Conselho Municipal do Idoso - Criação e Atuação
Conselho Municipal do Idoso - Criação e AtuaçãoConselho Municipal do Idoso - Criação e Atuação
Conselho Municipal do Idoso - Criação e Atuação
 
Apresentação serviços do creas
Apresentação serviços do creasApresentação serviços do creas
Apresentação serviços do creas
 
Plano de-trabalho-abrigo-de-idosos-2018 modelo
Plano de-trabalho-abrigo-de-idosos-2018 modeloPlano de-trabalho-abrigo-de-idosos-2018 modelo
Plano de-trabalho-abrigo-de-idosos-2018 modelo
 
Projeto de pesquisa idosos
Projeto de pesquisa idososProjeto de pesquisa idosos
Projeto de pesquisa idosos
 
CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL – CREAS GU...
CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA  ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA  SOCIAL – CREAS  GU...CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA  ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA  SOCIAL – CREAS  GU...
CREAS- CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL – CREAS GU...
 
Livreto creas
Livreto creasLivreto creas
Livreto creas
 
CasaSenior_a+v+j
CasaSenior_a+v+jCasaSenior_a+v+j
CasaSenior_a+v+j
 
Slide Saúde Coletiva - Cras
Slide Saúde Coletiva  - CrasSlide Saúde Coletiva  - Cras
Slide Saúde Coletiva - Cras
 

Destaque (20)

Am +âo
Am +âoAm +âo
Am +âo
 
Diapositivas tic Mods
Diapositivas tic ModsDiapositivas tic Mods
Diapositivas tic Mods
 
17
1717
17
 
Masc br md
Masc br mdMasc br md
Masc br md
 
Antibióticos e antineoplásicos
Antibióticos e antineoplásicosAntibióticos e antineoplásicos
Antibióticos e antineoplásicos
 
FAMILIA MISSIONARIA NO URUGUAI
FAMILIA MISSIONARIA NO URUGUAIFAMILIA MISSIONARIA NO URUGUAI
FAMILIA MISSIONARIA NO URUGUAI
 
Deriva dos continentes/ Tectónica de placas
Deriva dos continentes/ Tectónica de placasDeriva dos continentes/ Tectónica de placas
Deriva dos continentes/ Tectónica de placas
 
Princípios organização em rede
Princípios organização em redePrincípios organização em rede
Princípios organização em rede
 
Narcoeconomia1
Narcoeconomia1Narcoeconomia1
Narcoeconomia1
 
As condições locais
As condições locaisAs condições locais
As condições locais
 
obras maestras
obras maestrasobras maestras
obras maestras
 
Karate-do e suas origens
Karate-do e suas origensKarate-do e suas origens
Karate-do e suas origens
 
Jv 19
Jv 19Jv 19
Jv 19
 
Crucigrama
Crucigrama Crucigrama
Crucigrama
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Absoluto rx 1
Absoluto rx 1Absoluto rx 1
Absoluto rx 1
 
Sondagem Indústria da Construção | Abri 2014 | Divulgação 23/05/2014
Sondagem Indústria da Construção | Abri 2014 | Divulgação 23/05/2014Sondagem Indústria da Construção | Abri 2014 | Divulgação 23/05/2014
Sondagem Indústria da Construção | Abri 2014 | Divulgação 23/05/2014
 
Az sp
Az spAz sp
Az sp
 
PRINT_PF_05_EXPLORA_2
PRINT_PF_05_EXPLORA_2PRINT_PF_05_EXPLORA_2
PRINT_PF_05_EXPLORA_2
 
Grandes batallas en la historia universal g3 295597
Grandes batallas en la historia universal g3 295597Grandes batallas en la historia universal g3 295597
Grandes batallas en la historia universal g3 295597
 

Semelhante a Seminario institucionalização de idosos (1)

Guia da Pessoa Idosa - Dicas e Direitos
Guia da Pessoa Idosa - Dicas e DireitosGuia da Pessoa Idosa - Dicas e Direitos
Guia da Pessoa Idosa - Dicas e Direitosivone guedes borges
 
Pl nº. 371 2011 - programa idoso funcional – pif
Pl nº. 371 2011 - programa idoso funcional – pifPl nº. 371 2011 - programa idoso funcional – pif
Pl nº. 371 2011 - programa idoso funcional – pifLúcia Dornellas
 
Vera Mendes - 31mai14 1º Congresso A&R SUS
Vera Mendes - 31mai14 1º Congresso A&R SUSVera Mendes - 31mai14 1º Congresso A&R SUS
Vera Mendes - 31mai14 1º Congresso A&R SUSAutismo & Realidade
 
Garantia dos direitos sociais do idoso
Garantia dos direitos sociais do idosoGarantia dos direitos sociais do idoso
Garantia dos direitos sociais do idosoEvailson Santos
 
2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas
2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas
2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonasSimoneHelenDrumond
 
A atuação do Assistente Social no CAPS
A atuação do Assistente Social no CAPSA atuação do Assistente Social no CAPS
A atuação do Assistente Social no CAPSIsabela Ferreira
 
Relatório de estágio 2014
Relatório de estágio 2014Relatório de estágio 2014
Relatório de estágio 2014O Paixao
 
Apresentacao Associação Aliança de Saúde e Cidadania
Apresentacao Associação Aliança de Saúde e CidadaniaApresentacao Associação Aliança de Saúde e Cidadania
Apresentacao Associação Aliança de Saúde e CidadaniaJosé Luiz Montañola
 
Manual basico saude_publica
Manual basico saude_publicaManual basico saude_publica
Manual basico saude_publicaCássimo Saide
 
Cartilha-TEA.pdf
Cartilha-TEA.pdfCartilha-TEA.pdf
Cartilha-TEA.pdfAlbaMaYa2
 
TCC - Engenharia da Qualidade - O Idoso Na Sociedade Moderna
TCC -  Engenharia da Qualidade - O Idoso Na Sociedade ModernaTCC -  Engenharia da Qualidade - O Idoso Na Sociedade Moderna
TCC - Engenharia da Qualidade - O Idoso Na Sociedade ModernaWilson Rodrigues
 

Semelhante a Seminario institucionalização de idosos (1) (20)

Guia da Pessoa Idosa - Dicas e Direitos
Guia da Pessoa Idosa - Dicas e DireitosGuia da Pessoa Idosa - Dicas e Direitos
Guia da Pessoa Idosa - Dicas e Direitos
 
APRESENTAÇÃO EDUARDO REAL_LIS CNS.pptx
APRESENTAÇÃO EDUARDO REAL_LIS CNS.pptxAPRESENTAÇÃO EDUARDO REAL_LIS CNS.pptx
APRESENTAÇÃO EDUARDO REAL_LIS CNS.pptx
 
Pl nº. 371 2011 - programa idoso funcional – pif
Pl nº. 371 2011 - programa idoso funcional – pifPl nº. 371 2011 - programa idoso funcional – pif
Pl nº. 371 2011 - programa idoso funcional – pif
 
Saude1
Saude1Saude1
Saude1
 
Saude1
Saude1Saude1
Saude1
 
Vera Mendes - 31mai14 1º Congresso A&R SUS
Vera Mendes - 31mai14 1º Congresso A&R SUSVera Mendes - 31mai14 1º Congresso A&R SUS
Vera Mendes - 31mai14 1º Congresso A&R SUS
 
52356417 assistencia-social
52356417 assistencia-social52356417 assistencia-social
52356417 assistencia-social
 
Garantia dos direitos sociais do idoso
Garantia dos direitos sociais do idosoGarantia dos direitos sociais do idoso
Garantia dos direitos sociais do idoso
 
2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas
2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas
2 cartilha os direitos das crianças autistas no amazonas
 
A atuação do Assistente Social no CAPS
A atuação do Assistente Social no CAPSA atuação do Assistente Social no CAPS
A atuação do Assistente Social no CAPS
 
TCC
TCCTCC
TCC
 
Relatório de estágio 2014
Relatório de estágio 2014Relatório de estágio 2014
Relatório de estágio 2014
 
Apresentacao Associação Aliança de Saúde e Cidadania
Apresentacao Associação Aliança de Saúde e CidadaniaApresentacao Associação Aliança de Saúde e Cidadania
Apresentacao Associação Aliança de Saúde e Cidadania
 
Velhice 1
Velhice 1Velhice 1
Velhice 1
 
Manual basico saude_publica
Manual basico saude_publicaManual basico saude_publica
Manual basico saude_publica
 
Manual basico saude_publica
Manual basico saude_publicaManual basico saude_publica
Manual basico saude_publica
 
Manual basico de saude publica
Manual basico de saude publicaManual basico de saude publica
Manual basico de saude publica
 
Cartilha-TEA.pdf
Cartilha-TEA.pdfCartilha-TEA.pdf
Cartilha-TEA.pdf
 
Fórum idosos11
Fórum idosos11Fórum idosos11
Fórum idosos11
 
TCC - Engenharia da Qualidade - O Idoso Na Sociedade Moderna
TCC -  Engenharia da Qualidade - O Idoso Na Sociedade ModernaTCC -  Engenharia da Qualidade - O Idoso Na Sociedade Moderna
TCC - Engenharia da Qualidade - O Idoso Na Sociedade Moderna
 

Seminario institucionalização de idosos (1)

  • 1. Em 08 de maio de 2014 aconteceu o Seminário sobre Núcleo Especializado dos Direitos do Idoso e da Pessoa com Deficiência NEDIPED – Defensoria Pública do Estado de São Paulo Iniciou-se com a Sr. Tiago Barbosa – Vigilância Sanitária, falando sobre a quantidade de ILPI’s que atuam na Cidade de São Paulo, disse que existem 60 serviços pela cidade e destes 52 são clandestinos, então sua atuação como Vigilante Sanitário se dá por meio de fiscalizações nestes serviços, relatou que as condições destes lugares variam entre superlotação, falta de higiene, alimentações estragadas ou vencidas e medicamentos sem receituário médico e fora do prazo de validade. Informou que quando são encontrados estes serviços nestas condições à interdição é imediata. Relatou também que 48% dos idosos institucionalizados não assinam contrato de permanência no ILPI, sendo assim estão institucionalizados sem o direito de expressar sua vontade de ali permanecer ou não. Finalizou sua fala dizendo “A Proteção Social voltada ao lucro de Instituições Privadas, reescreve a prática manicomial”. Logo após, a Sra. Neuma Nogueira – Assistente Social – Grupo Vida de Barueri, iniciou apresentando o serviço: O Grupo Vida - Brasil é uma entidade civil sem fins lucrativos que tem como missão “promover a defesa dos direitos e o exercício da cidadania do idoso, valorizando o envelhecimento e a qualidade de vida”. Fundado em 1997, o Grupo Vida presta serviços gratuitos às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos. Localizada em Barueri, SP. O objetivo é de desmistificar junto à comunidade os preconceitos relacionados ao envelhecimento, além de possibilitar aos idosos avanços quanto à percepção dos seus próprios direitos e deveres, elementos fundamentais para o exercício da cidadania. Os projetos desenvolvidos têm como foco a saúde física e mental, assistência social, lazer recreativo, cultural e esportivo, e ações socioeducativas. Finaliza sua fala dizendo “Falamos muito pelo idoso, quando quem deveria falar e ser ouvido é ele”. Em seguida, ganha a palavra a Sra. Sandra Cristina Coelho Teixeira, apresentando o Programa Acompanhante de Idosos, informou que este programa reflete o compromisso da Secretaria Municipal de Saúde da cidade na oferta de políticas públicas que atendam às necessidades das pessoas idosas. Apresenta-se como um desafio na reconstrução das práticas de saúde, ao valorizar o cuidado como prática humana e ao voltar-se para a prestação de serviços à pessoa idosa em situação de fragilidade e vulnerabilidade social. Logo após o Sr. Hélio Benetti - Secretário de Assistência Social apresenta o serviço Centro Dia do Idoso de Marília-SP, neste serviço os idosos são integrados com a sociedade, desenvolvendo diversas atividades educativas, culturais, esportivas, além do acompanhamento médico-odontológico. À noite, retornam para casa mantendo-se também integrados com a família, permitindo- se com isso que os adultos da residência possam trabalhar para o reforço do
  • 2. orçamento doméstico. O Centro Dia é um importante equipamento de proteção e acolhimento para pessoas com mais de 60 anos. O idoso é atendido por uma equipe preparada sem perder o vínculo com a família. Em Marília, a parceria município-Estado deu certo e o resultado é excelente. Disse também que outra vantagem é a prevenção aos acidentes domésticos. Dados do Sistema Único de Saúde apontam que 75% dos acidentes com idosos acontecem dentro da própria casa. A Sra. Celiana Souza Nunes da República de Santos – SP contribuiu apresentando o serviço, as repúblicas para idosos são mantidas pela Secretaria de Assistência Social (Seas), para ser beneficiária deste serviço, a pessoa precisa ser moradora de Santos, ter idade igual ou acima de 60 anos, renda mínima de um salário e máxima de dois salários, gozar de autonomia física e psíquica, não possuir imóvel próprio e nem residir com parentes. Os moradores das repúblicas cuidam da limpeza e organização de tarefas, que são feitas por todos. Cada um tem suas responsabilidades, que são revezadas para que todos façam um pouco de tudo. Tudo é decidido em grupo. As casas possuem regulamentos e estatutos decididos pelos idosos, e que muda de acordo com as necessidades da maioria. Finaliza sua fala dizendo “Mantemos assim, para que eles se sintam a vontade. Aqui só vem quem eles querem e quando querem”. No encerramento foi proposto um debate entre os participantes formando alguns grupos. Fizeram a seguinte pergunta para os grupos: Qual a sua proposta para ampliar as alternativas à institucionalização das pessoas idosas? As ideias dos grupos foram parecidas, então foi proposto que os serviços já existentes, sejam ampliados e que os idosos tenham acesso efetivamente às políticas e leis para o idoso. E que nos próximos encontros seja debatido como expandir as políticas para o idoso.