SlideShare uma empresa Scribd logo
 O envelhecimento é o
processo biológico
natural no qual as
funções de diferentes
órgãos tornam-se
deficientes, alterando a
atividade dos
medicamentos.
Um idoso com vários distúrbios ou
sintomas pode usar fármacos
prescritos por vários médicos ao
mesmo tempo, com o objetivo
detratar suas queixas agudas e
crônicas. Além disso, ele pode
automedicar-se com fármacos
vendidos sem prescrição para
aliviar queixas comuns, como
indigestão, constipação, tonteira,
insônia.
Polifármacia
 Insuficiência Cardíaca;
 Infarto Agudo do Miocárdio;
 Angina;
 Aterosclerose;
 Acidente Vascular Cerebral;
 Hipertensão Arterial.
Sistema Cardiovascular
Medicamentos
 Os Anti-Hipertensivos,
previnem o IAM, AVC e
alguns servem para o
tratamento de ICC e
Angina:
• Atenolol;
• Captopril;
• Isordil;
• Losartana.
 Acido Acetilsalicílico
“AAS”.
 Drogas para diminuir o
colesterol (Previnem a
aterosclerose):
• Sivastatina.
Sistema Respiratório
 Asma;
 Bronquite Crônica;
 Pneumonia.
• Acetilcisteína;
• Brometo de Ipratrópio
(ATROVENT);
• Sulfametoxazol +
trimetoprima
(BACTRIM).
 Doença de Parkinson:
• levodopa + cloridrato
de benserazida
 Mal de Alzheimer:
• Bromidrato de
galantamina;
• Hemitartarato de
Rivastigmina;
 Ansiedade e
agrevisidade:
• Haloperidol.
Sistema Nervoso
Artrite
 Anti-inflamatórios não
esteroides:
• Ibuprofeno;
• Naproxeno.
Osteoporose
• ALENDRONATO DE SÓDIO
TRI-HIDRATADO;
• Vitamina D;
• carbonato de cálcio +
colecalciferol (vit. D).
Diabetes Mellitus
• Metiformina;
• Glibenclamida;
• Insulina NPH;
• Insulina Regular.
Alguns cuidados devem ser sempre tomados quando se utilizar
qualquer medicamento na terceira idade
Evitar uso de medicação não necessária, procurando usar,
sempre que possível, formas de tratamento que não utilizem
medicamentos, como fisioterapia, por ex:
• Sempre iniciar tratamento com medicamentos utilizando
doses inferiores aquelas utilizadas por jovens
• O aumento da dose deve ser sempre feito vagarosamente e
deve ser evitado, quando possível, o seu fracionamento (
várias tomadas ao dia )
• Sempre definir o tempo de tratamento junto ao médico.
Nunca tomar medicação por longo prazo sem conhecimento
do médico.
• Sempre procurar saber com detalhes os possíveis efeitos
colaterais do medicamento. Informar sempre ao médico todos
os medicamentos que estão sendo utilizados e procurar saber
eventuais reações entre os mesmos.
• Evitar sempre que possível a utilização prolongada de
medicamentos sintomáticos, como por ex, laxantes,
tranquilizantes, soníferos, vasoconstritores nasais,
vasodilatadores, etc.
• Não existe medicamento que deve ser tomado sempre,
continuamente, "para o resto da vida". Toda medicação deve
ser reavaliada periodicamente tanto em função do tipo de
medicamento como também de sua dosagem.
Principais medicamentos utilizados pelos idosos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Parkinson
ParkinsonParkinson
Saúde do Idoso
Saúde do IdosoSaúde do Idoso
Saúde do Idoso
Ana Hollanders
 
Antihipertensivos
AntihipertensivosAntihipertensivos
Antihipertensivos
resenfe2013
 
Farmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagemFarmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagem
Ana Hollanders
 
Atendente de Farmácia - injetáveis
Atendente de Farmácia -  injetáveisAtendente de Farmácia -  injetáveis
Atendente de Farmácia - injetáveis
Luis Antonio Cezar Junior
 
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do pacienteAula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Proqualis
 
Aula residência ave avc
Aula residência ave avcAula residência ave avc
Aula residência ave avc
Inaiara Bragante
 
Apresentando a caderneta do Idoso
Apresentando a caderneta do IdosoApresentando a caderneta do Idoso
Apresentando a caderneta do Idoso
Ana Hollanders
 
Farmacos do sistema cardiovascular
Farmacos do sistema cardiovascularFarmacos do sistema cardiovascular
Farmacos do sistema cardiovascular
Joel Santos Nogueira
 
Apresentação administração de medicamentos (1)
Apresentação administração de medicamentos (1)Apresentação administração de medicamentos (1)
Apresentação administração de medicamentos (1)
ANDRESSA POUBEL
 
Apresentação acidente vascular cerebral
Apresentação acidente vascular cerebralApresentação acidente vascular cerebral
Apresentação acidente vascular cerebral
Laboratório Sérgio Franco
 
Teste de glicemia capilar slide
Teste de glicemia capilar   slideTeste de glicemia capilar   slide
Teste de glicemia capilar slide
Renata Nobre
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
resenfe2013
 
Fármacos psicotrópicos
Fármacos psicotrópicosFármacos psicotrópicos
Fármacos psicotrópicos
Eloi Lago
 
QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
 QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia  QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
Stefane Rayane
 
Aula Insuficiência Renal Aguda
Aula Insuficiência Renal AgudaAula Insuficiência Renal Aguda
Aula Insuficiência Renal Aguda
Jucie Vasconcelos
 
Pré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção BásicaPré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção Básica
marianagusmao39
 
analgesicos
analgesicosanalgesicos
analgesicos
josi uchoa
 
7ª aula classes de medicamentos
7ª aula   classes de medicamentos7ª aula   classes de medicamentos
7ª aula classes de medicamentos
Claudio Luis Venturini
 
Banho de leito.atualizada
Banho de leito.atualizadaBanho de leito.atualizada
Banho de leito.atualizada
hospital
 

Mais procurados (20)

Parkinson
ParkinsonParkinson
Parkinson
 
Saúde do Idoso
Saúde do IdosoSaúde do Idoso
Saúde do Idoso
 
Antihipertensivos
AntihipertensivosAntihipertensivos
Antihipertensivos
 
Farmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagemFarmacologia para enfermagem
Farmacologia para enfermagem
 
Atendente de Farmácia - injetáveis
Atendente de Farmácia -  injetáveisAtendente de Farmácia -  injetáveis
Atendente de Farmácia - injetáveis
 
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do pacienteAula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
Aula sobre cuidados paliativos e segurança do paciente
 
Aula residência ave avc
Aula residência ave avcAula residência ave avc
Aula residência ave avc
 
Apresentando a caderneta do Idoso
Apresentando a caderneta do IdosoApresentando a caderneta do Idoso
Apresentando a caderneta do Idoso
 
Farmacos do sistema cardiovascular
Farmacos do sistema cardiovascularFarmacos do sistema cardiovascular
Farmacos do sistema cardiovascular
 
Apresentação administração de medicamentos (1)
Apresentação administração de medicamentos (1)Apresentação administração de medicamentos (1)
Apresentação administração de medicamentos (1)
 
Apresentação acidente vascular cerebral
Apresentação acidente vascular cerebralApresentação acidente vascular cerebral
Apresentação acidente vascular cerebral
 
Teste de glicemia capilar slide
Teste de glicemia capilar   slideTeste de glicemia capilar   slide
Teste de glicemia capilar slide
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
Fármacos psicotrópicos
Fármacos psicotrópicosFármacos psicotrópicos
Fármacos psicotrópicos
 
QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
 QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia  QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
QUALIDADE DE VIDA geriatria e gerontologia
 
Aula Insuficiência Renal Aguda
Aula Insuficiência Renal AgudaAula Insuficiência Renal Aguda
Aula Insuficiência Renal Aguda
 
Pré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção BásicaPré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção Básica
 
analgesicos
analgesicosanalgesicos
analgesicos
 
7ª aula classes de medicamentos
7ª aula   classes de medicamentos7ª aula   classes de medicamentos
7ª aula classes de medicamentos
 
Banho de leito.atualizada
Banho de leito.atualizadaBanho de leito.atualizada
Banho de leito.atualizada
 

Semelhante a Principais medicamentos utilizados pelos idosos.

Cuidador de idoso_15
Cuidador de idoso_15Cuidador de idoso_15
Cuidador de idoso_15
Liberty Ensino
 
Dicas posithivas
Dicas posithivasDicas posithivas
Doença terminal
Doença terminalDoença terminal
Doença terminal
Wagner Garcia
 
Fitoterapia tratamento
Fitoterapia tratamentoFitoterapia tratamento
Fitoterapia tratamento
Gilvanda ribeiro
 
Dependencias moda ppt
Dependencias moda pptDependencias moda ppt
Dependencias moda ppt
adrcab
 
Acupuntura e obesidade
Acupuntura e obesidadeAcupuntura e obesidade
Acupuntura e obesidade
Emilia Lima
 
Polifarmacia
PolifarmaciaPolifarmacia
Polifarmacia
natalineller
 
Urgência e emergência em álcool e outras drogas
Urgência e emergência em álcool e outras drogasUrgência e emergência em álcool e outras drogas
Urgência e emergência em álcool e outras drogas
Gabriela Haack
 
Livro quimioterapia Verdades sem Mitos
Livro quimioterapia Verdades sem MitosLivro quimioterapia Verdades sem Mitos
Livro quimioterapia Verdades sem Mitos
Roberta Soares
 
Nutrição Miselizada - eBook.pdf
Nutrição Miselizada - eBook.pdfNutrição Miselizada - eBook.pdf
Nutrição Miselizada - eBook.pdf
cdabliomarketingdigi
 
Aula 9 Riscos da automedicação
Aula 9 Riscos da automedicaçãoAula 9 Riscos da automedicação
Aula 9 Riscos da automedicação
Ana Filadelfi
 
CARTILHA ORIENTACAO PACIENTE QUIMIOTERAPIA.pdf
CARTILHA ORIENTACAO PACIENTE QUIMIOTERAPIA.pdfCARTILHA ORIENTACAO PACIENTE QUIMIOTERAPIA.pdf
CARTILHA ORIENTACAO PACIENTE QUIMIOTERAPIA.pdf
AndrLoboEstraiotto
 
Toxicodep..
Toxicodep..Toxicodep..
Toxicodep..
R C
 
Tratamento para lúpus: medicamentos e terapias
Tratamento para lúpus: medicamentos e terapiasTratamento para lúpus: medicamentos e terapias
Tratamento para lúpus: medicamentos e terapias
Tookmed
 
CLASSES FARMACOLOGICAS.pptx
CLASSES FARMACOLOGICAS.pptxCLASSES FARMACOLOGICAS.pptx
CLASSES FARMACOLOGICAS.pptx
Kalinevaloesvidal
 
Manual de Orientação a Pacientes Hipertensos
Manual de Orientação a Pacientes HipertensosManual de Orientação a Pacientes Hipertensos
Manual de Orientação a Pacientes Hipertensos
Sérgio Amaral
 
Convivendo com multiplos problemas de saude
Convivendo com multiplos problemas de saudeConvivendo com multiplos problemas de saude
Convivendo com multiplos problemas de saude
Rubens Junior
 
Os usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análise
Os usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análiseOs usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análise
Os usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análise
Miriam Gorender
 
Bula letrozol-paciente
Bula letrozol-pacienteBula letrozol-paciente
Bula letrozol-paciente
FazfarmaNet
 
Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)
Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)
Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)
Gelvin
 

Semelhante a Principais medicamentos utilizados pelos idosos. (20)

Cuidador de idoso_15
Cuidador de idoso_15Cuidador de idoso_15
Cuidador de idoso_15
 
Dicas posithivas
Dicas posithivasDicas posithivas
Dicas posithivas
 
Doença terminal
Doença terminalDoença terminal
Doença terminal
 
Fitoterapia tratamento
Fitoterapia tratamentoFitoterapia tratamento
Fitoterapia tratamento
 
Dependencias moda ppt
Dependencias moda pptDependencias moda ppt
Dependencias moda ppt
 
Acupuntura e obesidade
Acupuntura e obesidadeAcupuntura e obesidade
Acupuntura e obesidade
 
Polifarmacia
PolifarmaciaPolifarmacia
Polifarmacia
 
Urgência e emergência em álcool e outras drogas
Urgência e emergência em álcool e outras drogasUrgência e emergência em álcool e outras drogas
Urgência e emergência em álcool e outras drogas
 
Livro quimioterapia Verdades sem Mitos
Livro quimioterapia Verdades sem MitosLivro quimioterapia Verdades sem Mitos
Livro quimioterapia Verdades sem Mitos
 
Nutrição Miselizada - eBook.pdf
Nutrição Miselizada - eBook.pdfNutrição Miselizada - eBook.pdf
Nutrição Miselizada - eBook.pdf
 
Aula 9 Riscos da automedicação
Aula 9 Riscos da automedicaçãoAula 9 Riscos da automedicação
Aula 9 Riscos da automedicação
 
CARTILHA ORIENTACAO PACIENTE QUIMIOTERAPIA.pdf
CARTILHA ORIENTACAO PACIENTE QUIMIOTERAPIA.pdfCARTILHA ORIENTACAO PACIENTE QUIMIOTERAPIA.pdf
CARTILHA ORIENTACAO PACIENTE QUIMIOTERAPIA.pdf
 
Toxicodep..
Toxicodep..Toxicodep..
Toxicodep..
 
Tratamento para lúpus: medicamentos e terapias
Tratamento para lúpus: medicamentos e terapiasTratamento para lúpus: medicamentos e terapias
Tratamento para lúpus: medicamentos e terapias
 
CLASSES FARMACOLOGICAS.pptx
CLASSES FARMACOLOGICAS.pptxCLASSES FARMACOLOGICAS.pptx
CLASSES FARMACOLOGICAS.pptx
 
Manual de Orientação a Pacientes Hipertensos
Manual de Orientação a Pacientes HipertensosManual de Orientação a Pacientes Hipertensos
Manual de Orientação a Pacientes Hipertensos
 
Convivendo com multiplos problemas de saude
Convivendo com multiplos problemas de saudeConvivendo com multiplos problemas de saude
Convivendo com multiplos problemas de saude
 
Os usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análise
Os usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análiseOs usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análise
Os usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análise
 
Bula letrozol-paciente
Bula letrozol-pacienteBula letrozol-paciente
Bula letrozol-paciente
 
Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)
Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)
Suplementos Nutricionais - Babosa (Aloe Vera)
 

Mais de Patricia Nunes

Tipos de pesquisas e seus delineamentos
Tipos de pesquisas e seus delineamentosTipos de pesquisas e seus delineamentos
Tipos de pesquisas e seus delineamentos
Patricia Nunes
 
Transtorno do Estresse pós traumático
Transtorno do Estresse pós traumáticoTranstorno do Estresse pós traumático
Transtorno do Estresse pós traumático
Patricia Nunes
 
Insuficiência Renal
Insuficiência Renal Insuficiência Renal
Insuficiência Renal
Patricia Nunes
 
Hiv na infância
Hiv na infânciaHiv na infância
Hiv na infância
Patricia Nunes
 
Cuidados paliativos em pacientes oncologicos
Cuidados paliativos em pacientes oncologicosCuidados paliativos em pacientes oncologicos
Cuidados paliativos em pacientes oncologicos
Patricia Nunes
 
Toxoplasmose Congênita
Toxoplasmose CongênitaToxoplasmose Congênita
Toxoplasmose Congênita
Patricia Nunes
 
Rubéola
RubéolaRubéola
Rubéola
Patricia Nunes
 
Cálcio, Fosforo e Magnesio
Cálcio, Fosforo e MagnesioCálcio, Fosforo e Magnesio
Cálcio, Fosforo e Magnesio
Patricia Nunes
 
Colostomia
ColostomiaColostomia
Colostomia
Patricia Nunes
 
Embolia pulmonar
Embolia pulmonarEmbolia pulmonar
Embolia pulmonar
Patricia Nunes
 
Evolução da educação no brasil
Evolução da educação no brasilEvolução da educação no brasil
Evolução da educação no brasil
Patricia Nunes
 
TCE
TCETCE
Vitaminas
Vitaminas Vitaminas
Vitaminas
Patricia Nunes
 
Erros na enfermagem
Erros na enfermagemErros na enfermagem
Erros na enfermagem
Patricia Nunes
 
Toxoplasmose Congenita
Toxoplasmose CongenitaToxoplasmose Congenita
Toxoplasmose Congenita
Patricia Nunes
 
Insuficiência renal crônica
Insuficiência renal crônicaInsuficiência renal crônica
Insuficiência renal crônica
Patricia Nunes
 

Mais de Patricia Nunes (16)

Tipos de pesquisas e seus delineamentos
Tipos de pesquisas e seus delineamentosTipos de pesquisas e seus delineamentos
Tipos de pesquisas e seus delineamentos
 
Transtorno do Estresse pós traumático
Transtorno do Estresse pós traumáticoTranstorno do Estresse pós traumático
Transtorno do Estresse pós traumático
 
Insuficiência Renal
Insuficiência Renal Insuficiência Renal
Insuficiência Renal
 
Hiv na infância
Hiv na infânciaHiv na infância
Hiv na infância
 
Cuidados paliativos em pacientes oncologicos
Cuidados paliativos em pacientes oncologicosCuidados paliativos em pacientes oncologicos
Cuidados paliativos em pacientes oncologicos
 
Toxoplasmose Congênita
Toxoplasmose CongênitaToxoplasmose Congênita
Toxoplasmose Congênita
 
Rubéola
RubéolaRubéola
Rubéola
 
Cálcio, Fosforo e Magnesio
Cálcio, Fosforo e MagnesioCálcio, Fosforo e Magnesio
Cálcio, Fosforo e Magnesio
 
Colostomia
ColostomiaColostomia
Colostomia
 
Embolia pulmonar
Embolia pulmonarEmbolia pulmonar
Embolia pulmonar
 
Evolução da educação no brasil
Evolução da educação no brasilEvolução da educação no brasil
Evolução da educação no brasil
 
TCE
TCETCE
TCE
 
Vitaminas
Vitaminas Vitaminas
Vitaminas
 
Erros na enfermagem
Erros na enfermagemErros na enfermagem
Erros na enfermagem
 
Toxoplasmose Congenita
Toxoplasmose CongenitaToxoplasmose Congenita
Toxoplasmose Congenita
 
Insuficiência renal crônica
Insuficiência renal crônicaInsuficiência renal crônica
Insuficiência renal crônica
 

Último

Teoria de enfermagem de Callista Roy.pdf
Teoria de enfermagem de Callista Roy.pdfTeoria de enfermagem de Callista Roy.pdf
Teoria de enfermagem de Callista Roy.pdf
jhordana1
 
Bioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptx
Bioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptxBioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptx
Bioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptx
BeatrizLittig1
 
643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx
643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx
643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx
SusanaMatos22
 
3° Aula.ppt historia do Sistema Unico de Saude
3° Aula.ppt historia do Sistema Unico de Saude3° Aula.ppt historia do Sistema Unico de Saude
3° Aula.ppt historia do Sistema Unico de Saude
WilberthLincoln1
 
Principios do treinamento desportivo. Ed Física
Principios do treinamento desportivo. Ed FísicaPrincipios do treinamento desportivo. Ed Física
Principios do treinamento desportivo. Ed Física
AllanNovais4
 
doenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptx
doenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptxdoenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptx
doenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptx
ccursog
 
AULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptx
AULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptxAULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptx
AULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptx
DiegoFernandes857616
 
Historia de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagem
Historia de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagemHistoria de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagem
Historia de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagem
sidneyjmg
 
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
jhordana1
 
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na Enfermagem
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na EnfermagemMICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na Enfermagem
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na Enfermagem
sidneyjmg
 
higienização de espaços e equipamentos
higienização de    espaços e equipamentoshigienização de    espaços e equipamentos
higienização de espaços e equipamentos
Manuel Pacheco Vieira
 

Último (11)

Teoria de enfermagem de Callista Roy.pdf
Teoria de enfermagem de Callista Roy.pdfTeoria de enfermagem de Callista Roy.pdf
Teoria de enfermagem de Callista Roy.pdf
 
Bioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptx
Bioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptxBioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptx
Bioquímica [Salvo automaticamente] [Salvo automaticamente].pptx
 
643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx
643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx
643727227-7233-Afetvidade-e-sexualidade-das-pessoas-com-deficie-ncia-mental.pptx
 
3° Aula.ppt historia do Sistema Unico de Saude
3° Aula.ppt historia do Sistema Unico de Saude3° Aula.ppt historia do Sistema Unico de Saude
3° Aula.ppt historia do Sistema Unico de Saude
 
Principios do treinamento desportivo. Ed Física
Principios do treinamento desportivo. Ed FísicaPrincipios do treinamento desportivo. Ed Física
Principios do treinamento desportivo. Ed Física
 
doenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptx
doenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptxdoenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptx
doenças transmitidas pelas arboviroses ARBOVIROSES - GALGON.pptx
 
AULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptx
AULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptxAULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptx
AULA BANHO NO LEITO DE ENFERMAGEM...pptx
 
Historia de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagem
Historia de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagemHistoria de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagem
Historia de FLORENCE NIGHTINGALE na enfermagem
 
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
 
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na Enfermagem
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na EnfermagemMICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na Enfermagem
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA na Enfermagem
 
higienização de espaços e equipamentos
higienização de    espaços e equipamentoshigienização de    espaços e equipamentos
higienização de espaços e equipamentos
 

Principais medicamentos utilizados pelos idosos.

  • 1.
  • 2.  O envelhecimento é o processo biológico natural no qual as funções de diferentes órgãos tornam-se deficientes, alterando a atividade dos medicamentos.
  • 3. Um idoso com vários distúrbios ou sintomas pode usar fármacos prescritos por vários médicos ao mesmo tempo, com o objetivo detratar suas queixas agudas e crônicas. Além disso, ele pode automedicar-se com fármacos vendidos sem prescrição para aliviar queixas comuns, como indigestão, constipação, tonteira, insônia. Polifármacia
  • 4.  Insuficiência Cardíaca;  Infarto Agudo do Miocárdio;  Angina;  Aterosclerose;  Acidente Vascular Cerebral;  Hipertensão Arterial. Sistema Cardiovascular
  • 5. Medicamentos  Os Anti-Hipertensivos, previnem o IAM, AVC e alguns servem para o tratamento de ICC e Angina: • Atenolol; • Captopril; • Isordil; • Losartana.  Acido Acetilsalicílico “AAS”.  Drogas para diminuir o colesterol (Previnem a aterosclerose): • Sivastatina.
  • 6. Sistema Respiratório  Asma;  Bronquite Crônica;  Pneumonia. • Acetilcisteína; • Brometo de Ipratrópio (ATROVENT); • Sulfametoxazol + trimetoprima (BACTRIM).
  • 7.  Doença de Parkinson: • levodopa + cloridrato de benserazida  Mal de Alzheimer: • Bromidrato de galantamina; • Hemitartarato de Rivastigmina;  Ansiedade e agrevisidade: • Haloperidol. Sistema Nervoso
  • 8. Artrite  Anti-inflamatórios não esteroides: • Ibuprofeno; • Naproxeno. Osteoporose • ALENDRONATO DE SÓDIO TRI-HIDRATADO; • Vitamina D; • carbonato de cálcio + colecalciferol (vit. D).
  • 9. Diabetes Mellitus • Metiformina; • Glibenclamida; • Insulina NPH; • Insulina Regular.
  • 10. Alguns cuidados devem ser sempre tomados quando se utilizar qualquer medicamento na terceira idade Evitar uso de medicação não necessária, procurando usar, sempre que possível, formas de tratamento que não utilizem medicamentos, como fisioterapia, por ex: • Sempre iniciar tratamento com medicamentos utilizando doses inferiores aquelas utilizadas por jovens • O aumento da dose deve ser sempre feito vagarosamente e deve ser evitado, quando possível, o seu fracionamento ( várias tomadas ao dia ) • Sempre definir o tempo de tratamento junto ao médico. Nunca tomar medicação por longo prazo sem conhecimento do médico.
  • 11. • Sempre procurar saber com detalhes os possíveis efeitos colaterais do medicamento. Informar sempre ao médico todos os medicamentos que estão sendo utilizados e procurar saber eventuais reações entre os mesmos. • Evitar sempre que possível a utilização prolongada de medicamentos sintomáticos, como por ex, laxantes, tranquilizantes, soníferos, vasoconstritores nasais, vasodilatadores, etc. • Não existe medicamento que deve ser tomado sempre, continuamente, "para o resto da vida". Toda medicação deve ser reavaliada periodicamente tanto em função do tipo de medicamento como também de sua dosagem.