Maristela Carneiro
Pressupostos Relevantes:  Muito se comenta que há diferentes princípios, formas e processos de    observação que poderiam ...
Pressupostos Relevantes:           É necessário investigar a utilização de determinadosprocedimentos e estratégias em educ...
Perguntas:Há diferença significativa no processo ensino-aprendizagem de música para                    alunos com necessid...
Existe uma estreita relação entre música, educação e as pessoas com                          necessidades especiais.      ...
A rítmica musical: uma experiência a partir de Dalcroze e Orff O aprendizado da rítmica corporal e instrumental são elemen...
Para Dalcroze e Orff, o ensino da música parte do desenvolvimento rítmico.        Dalcroze coloca a rítmica, como uma ling...
Para Orff, a base de seu método é o ritmo da linguagem, a palavra representa a                                célula gerad...
Por onde começar:♪ Atividades específicas, com movimentos corporais e os instrumentos de percussão.♪ Dinâmicas de iniciaçã...
Referências: DEL BEM, L.;HENTSCHKE L. Educação Musical escolar: uma investigação a partirdas concepções de três professor...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Educação musical e pne

2.053 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.053
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
612
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educação musical e pne

  1. 1. Maristela Carneiro
  2. 2. Pressupostos Relevantes: Muito se comenta que há diferentes princípios, formas e processos de observação que poderiam ajudar no ensino de crianças especiais.Quanto mais conhecimento o professor tem acerca do estudante, maior é a adequação de suas propostas de ensino e a sua segurança para promover o desenvolvimento de seus alunos. (BIRKENSHAW-FLEMING apud JOLY, 1993, p. 80).
  3. 3. Pressupostos Relevantes: É necessário investigar a utilização de determinadosprocedimentos e estratégias em educação musical no universo da educação inclusiva, através de uma metodologia envolvendo jogos e brincadeiras, os quais proporcionam de maneira prazerosa, o desenvolvimento cognitivo musical e corporal dos sujeitos inseridos no processo.
  4. 4. Perguntas:Há diferença significativa no processo ensino-aprendizagem de música para alunos com necessidades especiais? Temos princípios, olhares e propostas específicas para esse grupo educacional? De que maneira deve ser concebida a aula de música?
  5. 5. Existe uma estreita relação entre música, educação e as pessoas com necessidades especiais. Assim, as atividades musicais têm papel importante na formaçãoe no desenvolvimento do individuo como um todo, justificando sua inclusão no contexto educacional e social. Muitas manifestações artísticas, especialmente a música,aparecem com predominância em relatos de experiências e de pesquisas, comopropulsora de aspectos relacionados com a qualidade de vida e na mudança de comportamento de pessoas portadoras de necessidades especiais.
  6. 6. A rítmica musical: uma experiência a partir de Dalcroze e Orff O aprendizado da rítmica corporal e instrumental são elementos imprescindíveis em atividades musicais, do mesmo modo que a criação é importante para que os alunos possam vivenciar de forma integral as informações e o conhecimento em música, realizada mediante avaliação continua e formativa.O ensino de música deve ser construído a partir do fazer musical e da realidade dos alunos, contemplando seus interesses, preferências e saberes, desenvolvendo habilidades, atitudes e valores considerados necessários para a formação do individuo como cidadão. (DEL BEN; HENTSCHKE, 2002, p. 50).
  7. 7. Para Dalcroze e Orff, o ensino da música parte do desenvolvimento rítmico. Dalcroze coloca a rítmica, como uma linguagem corporal através da qual são relacionados os ritmos musicais, com papel de destaque na Educação Musical.Em sua experiência enquanto educador, percebeu que os alunos realizavam a música de forma mecânica, desprovida de sensibilidade, realizando os ritmos de forma artificial, levando o autor a criar em 1903 a Eurritmia. Esse método propõe a percepção rítmica através da sensibilidade, para que se distingam os componentes musicais como dinâmica, compasso, frase, entre outros. É desenvolvido pela repetição de exercícios e pelos ritmos naturais do corpo, além de que, aperfeiçoa a memória e enriquece o cérebro. O registro através do corpo propicia uma fixação profunda e racional da aprendizagem, por isso é muito importante o aluno vivenciar todas as potencialidades do corpo com acuidade e concentração, para conseguir compreender e dominar com precisão os movimentos. (GOULART, 2004, p. 3).
  8. 8. Para Orff, a base de seu método é o ritmo da linguagem, a palavra representa a célula geradora. O método Orff nos legou três importantes caminhos, a saber:O primeiro refere-se à descoberta do ritmo da palavra em todo o seu potencial,o segundo diz respeito ao ritmo no corpo transformando-o num instrumento de percussão, e por ultimo, o uso do instrumental especifico.Somamos as estes três pilares, a valorização e o resgate do folclore, presente em todos os momentos, além da ênfase nos exercícios de criação e improvisação.
  9. 9. Por onde começar:♪ Atividades específicas, com movimentos corporais e os instrumentos de percussão.♪ Dinâmicas de iniciação rítmica com uma abordagem adequada para familiarizar osalunos com esses conteúdos.♪ Atividades que desenvolvam a coordenação motora a partir do som e do silêncio em música.♪ Atividades que envolvam o pulso em andamentos lento, moderado e rápido♪ O canto e a livre expressão corporal
  10. 10. Referências: DEL BEM, L.;HENTSCHKE L. Educação Musical escolar: uma investigação a partirdas concepções de três professoras de música. Revista da ABEM. Porto Alegre, n. 7,2002, p. 49-57 FONTES, A. A. N. Olha a Bernúncia. In: Anuário de Itajaí. Itajaí: PMI, 1959, p. 155-156. GOULART, D. Quatro educadores. Disponível em:http://www.dianagoulart.pro.br/bibliot/dkos.htm. Acesso em: nov. 2007. JOLY, I. Z. L. Musica e Educação Especial: uma possibilidade concreta para promovero desenvolvimento de indivíduos. Revista Educação. V. 28, N. 2, São Paulo: UFSCar,2003.

×