O Magnificat é um hino religioso
belíssimo que ultrapassou séculos e até
hoje faz parte das Vésperas da Liturgia
das Horas...
Exemplaridade e Fidelidade! Com estas duas pala-
vras, Francisco convida-nos a prosseguir no aprofunda-
mento sobre as vir...
DIA DOS TRABALHADORES, ANIVERSÁRIO DE
ORDENAÇÃO SACERDOTAL DE PADRE ADERBAL E
ABERTURA DO MÊS DE MARIA: 1.º de maio, missa...
Após os 40 dias de preparação para a Páscoa, foi
iniciada a Semana Santa com as celebrações do
DomingodeRamos,noúltimo20de...
HOMENAGEM AO MONSENHOR
GASPAR SADOC
NO SEU CENTENÁRIO
Elizabeth Araújo Lima
Pastoral do Acolhimento
Pelos prados e campina...
01-EDNA DE ARAUJO ROCHA
01-JORGE ROBERTO M. P. DOS SANTOS
01-LUCIANA PINHEIRO IGLESIAS
01-Mª ELOINA SANTOS OLIVEIRA
01-MAR...
yvettealemosmaral@gmail.com
Os cálculos urinários são decorrentes da formação anormal de
compostos cristalizados no interi...
Informativo da Paróquia de São Pedro
Praça da Piedade, 11 - São Pedro - CEP: 40.060-300 - Salvador - Bahia - Brasil - Fone...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio de 2016

43 visualizações

Publicada em

Edição de Maio de 2016 do Jornal Folha de São Pedro, o Jornal da Paróquia de São Pedro.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
43
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio de 2016

  1. 1. O Magnificat é um hino religioso belíssimo que ultrapassou séculos e até hoje faz parte das Vésperas da Liturgia das Horas. É literário na sua forma e teologal no seu conteúdo. Conforme o evangelista Lucas, ele foi pronunciado por Maria, inspirada pelo Espírito San- to, após a saudação da prima Isabel. Quando esta exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres, e é bendito o fruto do teu ventre! Como posso merecer que a Mãe do meu Senhor venha-me visitar?” Maria responde: “Minha alma engrandece o Senhor, e meu espí- rito se alegra em Deus, meu Salvador, porque olhou para humilhação de sua serva, doravante todas as gerações me chamarão Bem-aventurada” (Lc 1, 42- 43. 46-48). Aprofecia se cumpriu, e, em todo o percurso da Igreja, Maria nunca saiu dos altares. No Brasil sempre foi exal- tada, e seus títulos se multiplicam como padroeira de inúmeras catedrais e milhares de pequenas igrejas e san- tuários.O nomeMariaéo nomedepes- soa mais usado entre as mulheres e até entre homens existe o 'José Maria'. São poucas as referências que os Evange- lhos lhe fazem. Soube ocupar humilde- mente o seu lugar na História da Salva- ção.Antes de a Igreja proclamar, como dogma de fé, a mediação universal de Maria, ela jamais pensou em agir no lugar do Filho. Nas Bodas de Caná, aconselha aos empregados: “Façam o que Ele mandar” (Jo 2, 5), porque pen- sava, como o precursor João: “É preci- so que Ele cresça e eu diminua”.Assim procede com todos que necessitam de algum favor divino. Na entrega a Deus e na humildade, construiu sua santida- de. O seu grande mérito não decorre do privilégio de ser a Mãe do Filho de Deus, porém de se comportar como a menor das servas entre os seguidores deJesus.Vejamcomoelaconcluio diá- logo com o anjo Gabriel, ao lhe comu- nicar a maternidade divina: “Eis a escrava do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1, 38). Como o mistério de Deus, também o mistério de Maria é inacessível à nossa limitada inteligência humana. Só a sabedoria do coração é capaz de enxer- gar um mínimo da grandeza de Nossa Senhora. Por isso, Scott Hahn comenta em seu livro 'Salve, Santa Rainha', na página 120: “Quando se trata de expli- car a Santíssima Virgem Maria, ter muito amor é mais importante do que termuitasrespostas”. Porque amou muito, realizou o seu papel no plano de Deus, sendo a prime- ira e maior entre os evangelizadores de todos os tempos. Identificamo-nos como filhos seus, quando procuramos absorver sua luz, aprender com os seus testemunhos e refletir sobre o amor da “bem-aventurada entre todas as gera- ções”. Confirmamos a nossa devoção a ela, quando nos tornamos servos e ser- vas do seu Filho, e, com a sua ajuda, expandimoso ReinoqueEleanunciou. Neste mês em que celebramos tam- bém o dia das mães, coloco sob o manto materno de Maria as mães da nossa comunidade paroquial e desejo que todos nós possamos neste período expressaro amoraNossa Senhora,par- ticipando ativamente dos momentos de reflexão e louvor proporcionados pela nossa Paróquia. Com um abraço fraterno, peço a Deus, pela intercessão de Maria, que todos vocêssejamsempreabençoados. Padre Aderbal Galvão de Sousa Refletindo sobre o acróstico do Papa Francisco, Zélia Vianna fala sobre as virtudes da exemplaridade e fidelidade. Página 2 Qual a relação entre as pragas do Egito e a Campanha da Fraternidade 2016? Veja no artigo de Yvette Amaral na página 7 Na página 8, leia os principais trechos da mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Comunicações Sociais
  2. 2. Exemplaridade e Fidelidade! Com estas duas pala- vras, Francisco convida-nos a prosseguir no aprofunda- mento sobre as virtudes necessárias aos discípulos missi- onárioscomprometidoscomamissãodaIgreja. Exemplaridade é a qualidade de alguém cujo compor- tamento é irrepreensível e, mais que isso, inspirador. Tra- ta-se de uma qualidade tão fundamental que, em carta a Timóteo, o apóstolo Paulo insiste numa recomendação que continua válida para os discípulos missionários de todos os tempos: “Seja um exemplo para os fiéis na pala- vra, no procedimento, no amor, na fé e na pureza” (1Tm 4,12). Vivemos num mundo onde as palavras machucam e ofendem, onde proliferam fofocas e calúnias que geram conflitos e divisões; num mundo onde os comportamen- tos não conhecem limites, principalmente quando se trata de poder e de dinheiro; e onde a fé, porque muitas vezes restringe-se a crenças, não estabelece relacionamentos nem assume compromissos. O apelo de Paulo para que Timóteo seja um discípulo missionário exemplar, isto é, uma pessoa de Fé, formada na Palavra e irrepreensível no Comportamento, chega até nós com a mesma força e vigordaqueletempo. Ter Fé é fundamental, mesmo porque sem fé – diz a Sagrada Escritura – é impossível agradar a Deus. Falo não da fé normal que todos têm, mas daquela que é fruto da adesão incondicional Àquele que é o autor e doador da Fé. Falo da fé inquieta que arca com as consequências de sua decisão, que abre as portas da sacristia e sai ao encontro dos irmãos mais vulneráveis nas periferias existenciais da vida. Vejo na figura do discípulo exemplar uma pessoa con- fiável, capaz de fazer das palavras, pontes e pedras que unemeconstroemcomunidades,alguémquese deixacon- duzir pela Palavra de Deus, mesmo quando contraria a lógica humana, como sucedeu com Pedro, que, após uma noite sem haver pescado um único peixe no Mar de Tibe- ríades, ousou confiar na Palavra do Ressuscitado, lançou as redeseobteveumaincrívelemaravilhosapesca. Por fim Paulo pede que pautemos nosso procedimento pelos valores do Evangelho, a fim de que, numa socieda- dequenãovalorizaavidaeéextremamentecarentedeati- tudes que dignificam o ser humano criado à imagem e semelhança de Deus, possamos ser não os pregadores de regras e testemunhas de acusação, porém exemplos de coerência, solidariedade, fraternidade e justiça e testemu- nhas daternuradeDeus. Apesar de a História apresentar heróis que merecem ser honrados e a Igreja oferecer um número incontável de santos que merecem ser imitados, foi em Jesus que Paulo encontrou o modelo perfeito a ser seguido: “Sede meus imitadorescomoeusou deCristo”(1Cor 11,1). Diferentemente de Paulo, nós temos dificuldade de nos deixar moldar por Jesus de Nazaré. Embora o Credo cristão professe, e a Sagrada Escritura afirme categorica- mente que Jesus nasceu de uma mulher, possuía um corpo humano, uma mente humana, uma alma humana, experi- mentou as emoções, fadigas e tentações humanas, apren- deu a ler e a escrever, aprendeu um ofício e morreu como todos os humanos morrem, resistimos muito em aceitá- Lo como gente de carne e osso. Mas quem senão um de nós poderia assumir nossas culpas, tomar sobre os ombros os nossos pecados, os pecados dos seus irmãos de raça,pararedimirahumanidadedaqualelefaziaparte? Talvez para justificar nossas “quedas” e aliviar nossa consciência apraz-nos repetir o velho refrão de que ele era Deus, nós “somos humanos” e “a carne é fraca”, como se ser pecaminoso fosse condição necessária para se ser humano. Mas isso não é verdade, e a prova é que Jesus foi plenamentehumanoenãopecou. Penso que só quando assumirmos que Jesus foi plena- mente humano ele será em nossa vida o que foi na vida de Paulo: um modelo de caráter, de conduta, de comporta- mento e fidelidade à vontade do Pai. A fidelidade ao Pai foi, aliás, o fio condutor da vida do Filho. Jesus mostrou- se fiel na adolescência quando disse a José e a Maria que o procuravamaflitos:“Não sabíeisque devo-meocupardas coisas de meu Pai?”. Foi fiel quando venceu as tentações, invocando os mandamentos de Deus. E foi fiel na hora da morte quando, em meio à dor física da crucificação e do abandono daqueles por quem dava a vida, pediu ao Pai: “Nãosefaçaaminhavontade,masaTua”. Que a exemplo de Jesus, que foi o mensageiro exem- plar e fiel do Pai, sejamos no mundo mensageiros exem- plares e fiéis de Jesus, testemunhas de sua misericórdia e mensageirosdeesperança. zelia.vianna@yahoo.com.br Zélia Vianna
  3. 3. DIA DOS TRABALHADORES, ANIVERSÁRIO DE ORDENAÇÃO SACERDOTAL DE PADRE ADERBAL E ABERTURA DO MÊS DE MARIA: 1.º de maio, missa às 8h, 10h e12h, naIgrejadeSão Pedro. MÊS DE MARIA: de 1.º a 31 de maio, de segunda-feira a sábado, às 11h30 e às 16h30; e aos domingos, às 11h30, na Igreja de São Pedro. E de segunda a sexta-feira, às 16h, na IgrejaNossa SenhoradaConceiçãodaLapa. ANIVERSÁRIO DE NASCIMENTO DE PADRE ÁUREO: 4 demaio. GRUPO DE ORAÇÃO NOSSA SENHORA DO CENÁCULO: 4, 11, 18 e 25 de maio, às 8h, na Igreja Nossa SenhoradaConceiçãodaLapa. ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA IGREJADE SÃO RAIMUNDO: 5 de maio, às 11h, na Igreja de São Raimundo, sob a responsabilidade da Paróquia de São Pedro. HORA SANTA E MISSA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS: 6 de maio. Hora santa às 9h e missa às 10h, na Igreja deSão Pedro. UNÇÃO DOS ENFERMOS: 7 de maio, na missa das 15h, na Igreja de São Pedro. As inscrições devem ser feitas com antecedêncianasecretariaparoquial. TARDE DE LOUVOR COM ORAÇÃO E ADORAÇÃO EM AÇÃO DE GRAÇAS PELOS 35 ANOS DO GRUPO DE ORAÇÃO NOSSA SENHORA DO CENÁCULO: 7 de maio, a partir das 14h30, na Igreja Nossa Senhora da ConceiçãodaLapa. PREPARAÇÃO DE PAIS E PADRINHOS PARA O BATISMO DE CRIANÇAS: 7 e 21 de maio, das 14h às 18h, naIgrejaNossa SenhoradaConceiçãodaLapa. BATISMO DE CRIANÇAS: 8 e 22 de maio, às 9h, na Igreja deSão Pedro. FESTA DA ASCENSÃO DE JESUS – DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS E DIA DAS MÃES: 8 demaio,missaàs8h, 10h e12h, naIgrejadeSão Pedro. SEMANA DE ORAÇÃO PELA UNIDADE DOS CRISTÃOS: de9 a14 demaio,naIgrejadeSão Pedro. REUNIÃO DA PASTORAL DA VISITAÇÃO AOS DOENTES E IDOSOS: 10 de maio, às 16h, na Igreja Nossa SenhoradaConceiçãodaLapa. DIA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA (99 anos da ApariçãodeNossa SenhoraemFátima):13 demaio. R E U N I Ã O D A E Q U I P E D E R E C E P Ç Ã O E ATENDIMENTO: 14 de maio, às 9h, na Igreja Nossa SenhoradoRosário. FESTA DE PENTECOSTES E MISSA EM AÇÃO DE GRAÇAS PELOS DOADORES DO BAZAR DA SOLIDARIEDADE DA PARÓQUIA: 15 de maio, às 8h, 10h e12h, naIgrejadeSão Pedro. DIADOS GARIS: 16 demaio. ANIVERSÁRIO DE NASCIMENTO DE PADRE GILMAR: 17demaio. REUNIÃO DOS MONITORES DAS COMUNIDADES BÍBLICAS: 17 demaio,às 17h30, naIgrejadeSão Pedro. REUNIÃO DACOMISSÃO DAFESTADE SÃO PEDRO: 18 demaio,às 18h, naIgrejadeSão Pedro. FESTA DA SANTÍSSIMA TRINDADE E MISSA EM AÇÃO DE GRAÇAS PELOS DIZIMISTAS: 22 de maio, missaàs 8h, 10h e12h, naIgrejadeSão Pedro. FESTA DE CORPUS CHRISTI: 26 de maio, missa às 8h, 10h e12h, naIgrejadeSão Pedro. C O N F R AT E R N I Z A Ç Ã O D O S M I N I S T R O S EXTRAORDINÁRIOS DA SAGRADA COMUNHÃO: 26 demaio,às 9h, naIgrejadeSão Pedro. REUNIÃO DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO: 27 de maio, às 14h30, na Igreja Nossa Senhora da Conceição da Lapa. REUNIÃO DO CONSELHO PASTORAL PAROQUIAL: 28 de maio, às 14h30, na Igreja Nossa Senhora da ConceiçãodaLapa. INÍCIO DO TRÍDUO DA FESTA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS: 31 de maio, prosseguindo nos dias 1.º e2dejunho,às 9h, naIgrejadeSão Pedro. REUNIÃO DOS ANUNCIADORES DA PALAVRA: 31 demaio,às 15h30, naIgrejadeSão Pedro. E N C E R R A M E N TO D O M Ê S D E M A R I A – COROAÇÃO DE NOSSA SENHORA: 31 de maio, na missadas 17h, naIgrejadeSão Pedro. 01 e 02: Continuação do tríduo da Festa do Sagrado Coração de Jesus; 01 a 13: Trezena de Santo Antônio; 02: Adoração ao Santíssimo Sacramento na Igreja de São Raimundo; 03: Hora santa e missa da Festa do Sagrado Coração de Jesus; 04: Festa do Imaculado Coração de Maria; 04: Unção dos Enfermos; 04: Forró do Pedro; 08, 15, 22 e 29: Grupo de Oração Nossa Senhora do Cenáculo; 09: Dia de São José de Anchieta; 11: Reunião da Equipe de Recepção e Atendimento; 04 e 18: Preparação de pais e padrinhos para o batismo de crianças; 05 e 19: Batismo de crianças; 13: Festa de Santo Antônio; 14: Reunião da Pastoral da Visitação aos Doentes e Idosos; 17: Reunião do Apostolado da Oração; 18: Aniversário de nascimento de Padre Fernando; 19: Missa em ação de graças pelos doadores do Bazar da Solidariedade da Paróquia; 21: Reunião dos Monitores das Comunidades Bíblicas; 24: Festa de São João – Feriado; 26: Missa em ação de graças pelos dizimistas da Paróquia; 26 a 28: Tríduo da Festa de São Pedro; 27: Aniversário de ordenação sacerdotal de Padre Thierry; 27: Dia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro; 28: Reunião dos Anunciadores da Palavra; 29: Festa de São Pedro;
  4. 4. Após os 40 dias de preparação para a Páscoa, foi iniciada a Semana Santa com as celebrações do DomingodeRamos,noúltimo20demarço,naIgre- ja de São Pedro. Na segunda, terça e quarta-feira, ocorreram várias celebrações penitenciais e atendi- mentodeconfissões. Com a missa da Ceia do Senhor, quando é reali- zado o gesto do Lava-pés, foi dado início ao Tríduo Pascal, fonte e ápice da fé cristã. Nessa missa, de modo especial, torna-se presente a ceia na qual Jesus instituiu a Eucaristia, o Ministério Sacerdotal. O gesto do Lava-pés mostra a missão do cristão é estar a serviço dos irmãos. No início da missa foi apresentada a Ceia Judaica, que faz memória da libertaçãodopovo hebreunoEgito. Na Sexta-feira Santa, 25 de março, houveAdora- ção ao Santíssimo Sacramento no período da manhã e, à tarde, a Liturgia da Paixão. Padre GilAndré Pei- xinho, reitor do Seminário Central da nossa Arqui- diocese,presidiuacelebração. AVigíliadaPáscoamarcouacelebraçãodoSába- do Santo. A liturgia desse dia é iniciada com a bên- ção do fogo e acendimento do Círio Pascal, que representa o próprio Jesus. Essa celebração foi mar- cadapelaalegriadavitóriadeCristosobre amorte. QUARESMA E SEMANA SANTA Procissão de Ramos da nossa Arquidiocese Sexta-feira santa Vigília Pascal AGRADECIMENTO No último mês de abril, Padre Aderbal recebeu a visita da sr.ª Raimunda, aposentada, moradora de Feira de Santana, que confeccionou uma toalha em crochê, especialmente para a Igreja Senhor Bom Jesus dosAflitos. Nossa Comunidade paroquial agradece esse ato deamoregenerosidade.
  5. 5. HOMENAGEM AO MONSENHOR GASPAR SADOC NO SEU CENTENÁRIO Elizabeth Araújo Lima Pastoral do Acolhimento Pelos prados e campinas Espalhou sua semente. Sendo Pai de tantos filhos A vida lhe fez presente Dando a todos seus exemplos. O coração de sacerdote Com Cristo, por Cristo e em Cristo Entendeu o Amor Padecente... Ouvindo a voz do Pai, Seu sonho se realizou! Entendeu os Evangelhos Unia-se fraternidade Crescendo sua fé, Entendendo a Divindade. Não queria perder um minuto Trabalhou com dignidade Exaltando e louvando Na mais pura lealdade A vida lhe fez mostrar Renúncias das vaidades Isso lhes traz felicidade O coração se tranquiliza Pois Deus quer a humildade BAZARES PAROQUIAIS A nossa Paróquia mantém três espaços de bazar, com venda de objetos, resultado de doações diversas, com renda direcionada para ajuda social às pessoas carentes. Se você tem objetos que não utiliza mais e estão em bom estado (móveis, roupas, sapatos, utensílios domésticos, etc.), doe para os nossos bazares que funcionam nas igrejas: Nossa Senhora do Rosário, na Avenida Sete de Setembro, 819, Rosário; Nossa Senhora da Conceição da Lapa, na Avenida Joana Angélica, 41, Lapa; e Senhor Bom Jesus dos Aflitos, no Largo dos Aflitos, s/n, Aflitos. No terceiro domingo de cada mês, às 8h, 10h e 12h, é realizada missa em ação de graças pelos doadores do bazar, na Igreja de São Pedro. 35 ANOS DO GRUPO DE ORAÇÃO NOSSA SENHORA DO CENÁCULO No próximo dia 7 de maio, a partir das 14h30, na Igreja Nossa Senhora da Conceição da Lapa, haverá uma tarde de louvor com oração e adoração ao Santíssimo Sacramento, em ação de graças pelos 35 anos do Grupo de Oração Nossa Senhora do Cenáculo. A tarde de louvor será encerrada com a Santa Missa, às 16h, presidida pelo bispo auxiliar da nossa Arquidiocese, Dom Marco Eugênio, e com a presença do nosso pároco, Padre Aderbal Galvão de Sousa.
  6. 6. 01-EDNA DE ARAUJO ROCHA 01-JORGE ROBERTO M. P. DOS SANTOS 01-LUCIANA PINHEIRO IGLESIAS 01-Mª ELOINA SANTOS OLIVEIRA 01-MARINALVA CHAVES SANTANA 01-SHARLES ALVES DE OLIVEIRA 02-ANA MARIA DE O. A. DOS SANTOS 02-JOSÉ DE ALENCAR PEREIRAABRAHÃO 02-M.ª HELENA PASSOS DA SILVA PINTO 02-M.ª PEREIRA SANTOS 02-MANOEL DO N. QUEIROZ JESUS FILHO 03-BERNADETE MARIA SOARES FONTES 03-IVONETE SAMPAIO MATTOS 03-JANDIRAA. SILVA DOS SANTOS 03-JOELMA VIEIRA LIMA PINTO 03-JOSÉ ONOFRE DOS SANTOS 03-M.ª DO CARMO RODRIGUES DE SOUZA 03-NEUZA BISPO DE ALMEIDA 04-FERNANDO S. MOTA DE BARROS 04-MAGNÓLIA CRISTINA F. PITTA JESUS 05-CLAYTON QUEIROZ DÓREA 05-CLEONICE DA SILVA SOUZA 05-DANILO DE OLIVEIRA ROCHA 05-LUÍS ROBERTO ALVES DOS SANTOS 05-MÁRCIA MARIAABREU BASTOS 05-MARLENE MARIA COSTA FREITAS 06-GILMAR ALMEIDA DA SILVA 06-JOSSILENE SANTOS FREIRE 06-LUCIANE F. DE SOUZA CARDOSO 06-M.ª CREUZA DE SOUZA TRINDADE 06-MIROSVALDO SANTOS MENEZES 07-M.ª ALICE COSTA MURICY 07-Mª HELENA SUAREZ CALAZANS 07-SHEILA CRISTINA TEIXEIRA 07-THEREZA VIANA BARROS 08-ANITA DE OLIVEIRAALVES 08-AZENETE SILVA DO NASCIMENTO 08-CELEIDA M.ª MOREIRA DIAS OLIVEIRA 08-CLARICE BARBOSA PEREIRA 08-EDNA SOUZA GUIMARÃES 08-M.ª DE LOURDES AMORIM VIEIRA 08-Mª NASCIMENTO LEAL 09-MÁRCIA COSTA DE SOUSA 09-RAIMUNDO DE SOUSA 10-ANTONINA MAURÍCIO DO CARMO 10-DIONE OLIVEIRAALMEIDA FREITAS 10-EDNA MARIA OLVEIRA RIBEIRO 10-JACQUELINE M. BARRETO PEREIRA 10-MARIA LINO DE ARAÚJO 10-NÁBILA SANTOS BRITO 10-OSÓRIO HENRIQUE D. DE SOUZA 10-SOLANGE MARIA DE SANTANA 11-ELIANA CARDOSO XAVIER 11-JORGE LUIZ SANTANA BOAVENTURA 11-JOSÉ AUGUSTO SILVA 11-JOSÉ CARLOS DOS SANTOS 11-MONIQUE MONIZ BARRETO PEREIRA 11-ROBERTO LUIZ DE ANDRADE VIEIRA 11-STELLA SOUZA GUERRA LIMA 12-CLAUDIONORA SANTOS BACELAR 12-CREMILDA LIMA MENESES DA PAIXÃO 12-EDNA LIMA DE CARVALHO 12-FRANCISCA REIS FRANÇA 12-ITALO N. DO NASCIMENTO FONSECA 12-JOÃO CANÁRIO BARBOSA DE SOUZA 12-NADIR TEIXEIRA 12-TIAGO VICTOR FONTES SÁ BARRETO 13-LINDAURA OLIVEIRAALMEIDA 13-M.ª DO CARMO SOUZA 13-Mª DE FÁTIMA DE LIRO SÁ 13-MARLENE PITA DA SILVA 13-MARLY P. LANDIM BORMA DE BORGES 13-NILTON SANTANA SILVA 14-ELISA MARIA LINHARES MONTEIRO 14-GIESI N. DOS SANTOS FILHO 14-IOLANDA MARIA SANTOS BATISTA 14-LUÍS CARLOS CHAGAS BRAGA 14-MÁRCIA MARIA DE ARAÚJO MARQUES 14-MARIA LÚCIA SOUZAARMENTANO 15-JOANA ZEFERINA DA PAZ 15-M.ª DA HORA GONÇALVES DE SOUZA 16-IOLANDA DE OLIVEIRA KELLER 16-LUCAS DA SILVA OLIVEIRA 16-M.ª DO CARMO OLIVEIRA DE SOUZA 16-Mª DAS GRAÇAS FERREIRA DA SILVA 16-SANDRO SOUZA DÓREA 17-JOSÉ AYRES NUNES COSTA 17-M.ª CLÉA MARQUES BITENCOURT 17-M.ª JESUÍNA DE VASCONCELOS 17-REGINA MARIA FERREIRA DE MOURA 18-BRENDA DOS SANTOS DE SOUZA 18-CAROLINA M. DA SILVA MOITINHO 18-DEMÉTRIUS BONFIM DOS SANTOS 18-ISA DA SILVA BATISTA 18-MANOEL RODRIGUES DA SILVA 19-IVAN BARRETO SARDINHA 19-Mª APARECIDA NOVAIS 19-Mª DA HORA DE JESUS SANTOS 19-Mª GILMA VERA CRUZ 19-ROBSON SILVA SANTOS 19-TÁBATA ELISE FERREIRA CORDEIRO 20-ISABELLA CANTALINO BRASIL 20-M.ª JOSÉ L. DE CASTRO CONCEIÇÃO 21-ALBANO ERNESTO MARTINS 21-CARLOS M. DA S. BITTENCOURT JR. 21-ELVIS LUIS SIMÕES DA SILVA 21-JOÃO PAULO ARAÚJO LEITE DA SILVA 21-M.ª CÉLIA DE ARAÚJO GUEDES 21-ZACÁRIAS CARDOSO DOS APÓSTOLOS 22-ERIC DE JESUS DOS SANTOS 22-TEREZA CRISTINA LOPES DOS SANTOS 23-DANIELA MONTEIRO OLIVEIRA 23-EDITH DE FIGUEIREDO DOMINGUES 23-EUNICE BATISTA 23-LÚCIA LIRA 23-NEUZA REIS VIANA 23-ROSE MARY M. DA SILVA MOITINHO 23-VÂNIA MARIA MIRANDA SILVA 24-IRACEMA PORTO DA SILVA 24-M.ª DAS VIRGENS CHÉ DE MEDEIROS 24-NORMA MENDES BARRETO 25-HELOÍSA MENDES DOS SANTOS 25-IRAILDES MARIA FERREIRA 25-Mª BERNADETE MORAIS PEREIRA 25-SANDRA MARIA DE OLIVEIRA SILVA 26-IVANA SILVA CASAIS 26-M.ª DAS GRAÇAS OLIVEIRA DOS ANJOS 27-CLAUDELICE ALVES DE A. CONCEIÇÃO 27-JOSIMAR ANTUNES RIBEIRO 27-OLINDA SOUZA CRUZ MENEZES 27-SUSAN SANTOS FREIRE 27-VALDEMIR FERNANDES DOS SANTOS 28-ANDREY RAPHAEL DE S. NASCIMENTO 28-ELZA SAMPAIO 28-LIZETTE DIAS TEIXEIRA 28-LORENY CARDOSO DE MELO 28-LUIZ TADEU MACHADO DA SILVA 28-M.ª ELIENE PINHEIRO COSTA 28-SÔNIA REGINA DE OLIVEIRA PINHO 28-WASHINGTON GARRIDO DOS SANTOS 29-ALMERINDA BARBOSA DOS SANTOS 29-ELSINAAYRES BORBA GODINHO 29-NAIR PALLES KELLER 30-FERNANDO CERQUEIRA SILVA 30-Mª EDNETE GUIMARÃES NEGRÃO 30-NEIDE SOUZA MAGNAVITA 30-ROSILENE PALHETA DE OLIVEIRA 31-IGOR DA COSTA PINTO SOUZA SILVA 31-MÉRCIA CABRAL SILVA OLIVEIRA 31-NEYDE DE UZEDA FREITAS 31-RONALD FONTES A você, meu irmão, minha irmã, que assume esta Paróquia como dizimista e se compromete com o trabalho pastoral, parabéns! Como presente do seu aniversário, a comunidade paroquial estará unida a você, seus amigos e familiares, nesse dia tão especial, para celebrar esta data. Venha participar, nesse dia, da Santa Missa, às 8h, na Igreja de São Pedro. PARÓQUIA DE SÃO PEDRO MOVIMENTO FINANCEIRO MARÇO/2016 RECEITAS Dízimos .............................................. 34.437,50 Espórtulas de missas ............................ 4.752,00 Espórtulas de batizados ............................ 320,00 Espórtulas de matrimônios ........................ 370,00 Taxas de certidões ......................................145,00 Coletas ordinárias ................................... 8.931,65 Coleta da CF-CNBB para Evangelização 1.962,00 Coleta Quinta-feira Santa para os padres idosos e doentes ..................................................779,95 Coleta Sexta-feira Santa para Terra Santa 883,45 Donativos ............................................... 1.132,00 Rendimento do bazar ............................. 7.520,00 Rendimento do restaurante .................... 8.859,67 Rendimento de aplicações bancárias ..... 2.506,03 Aluguéis ................................................1.200,00 TOTAL ...............................................73.799,25 DESPESAS Manutenção e conservação .................. 4.876,38 Manutenção de equipamentos de som .. 1.074,40 Material litúrgico ...................................... 1.434,80 Promoção humana/formação ...................5.950,00 Ajuda pastoral a moradores de rua ..........1.000,00 Ajuda pastoral a mulheres marginalizadas .880,00 Ajuda social ............................................. .400,00 Salários ................................................. 16.813,77 Vale refeição ......................................... 7.341,50 Vale transporte ......................................... 2.006,40 Encargos sociais .................................... 10.292,94 Côngrua ao pároco .................................2.732,80 Material de informática ..............................2.800,00 Correios ..................................................1.051,60 Água, energia e telefonia ......................... 2.844,65 Serviços contábeis ....................................715,00 Móveis e utensílios ...................................1.068,50 Tarifa bancária ...............................................57,60 Taxa do programa SGCP ....................... 97,50 Repasse de taxa à Cúria ........................ 3.987,95 Repasse à Cúria de Coletas especiais ... 3.625,40 Outras despesas .................................... 905,89 TOTAL ............................................. 71.957,08 SALDO DO MÊS 1.842,17 Na medida em que partilhamos o pouco que temos, o Senhor abençoa-nos e multiplica o que possuímos.
  7. 7. yvettealemosmaral@gmail.com Os cálculos urinários são decorrentes da formação anormal de compostos cristalizados no interior das vias urinárias.Aformação de um cálculo urinário é consequência do rompimento do equilí- brio existente entre as substâncias promotoras e as inibidoras da cristalização. Existem diversos tipos de cálculo urinário, por exemplo: os formados de oxalato de cálcio, ácido úrico, estruvita, cistina,etc. O cálculo de oxalato de cálcio é o tipo mais comum, isolado ou associado ao fosfato.Acausa mais comum é a excreção exagerada de cálcio. Ocorre aumento do cálcio urinário, mas sem o respecti- vo aumento do cálcio no sangue. Há um aumento da reabsorção intestinal do cálcio ao lado de uma retirada anômala do cálcio dos ossos. Esse tipo de cálculo muitas vezes não se conhece a origem, mas ocorre também no hiperparatireoidismo primário, no uso de corticoides,nohipertireoidismo. O cálculo de ácido úrico está relacionado à acidez excessiva da urina, pouca ingestão de líquidos, altos níveis de ácido úrico no sangue, em dietas ricas em proteínas animais e associação com a gota. Esse tipo de cálculo pode ser misto com o cálculo de oxalato decálcio. Os cálculos compostos de estruvita são geralmente relaciona- dos à infecção urinária por bactérias produtoras da enzima urease, como Proteus e Klebsiella. Esse cálculo representa o tipo mais comum dos cálculos em forma de coral. O cálculo de cistina acon- tece devido a uma doença genética relacionada ao transporte intestinalerenaldacistina. A repercussão clínica da formação de cálculos no interior do sistema urinário é a cólica renal, podendo haver quadros de hiper- tensão arterial secundária a formação de cálculos renais e, em casos mais graves, insuficiência renal. Na investigação diagnósti- ca devem-se pesquisar diversos fatores, tais como hábito de vida e alimentares, doença hereditária, malformações no trato urinário, etc. O tratamento deve ser direcionado à causa principal. A inges- tão de água é um dos melhores meios que auxilia reduzir a forma- ção de cálculos no sistema urinário, diminuindo a saturação uriná- ria dos elementos formadores do cálculo. Deve-se também evitar a ingestão de sal excessiva, como também proteínas de origem animal,nocasodecálculosdeácidoúrico. COMO SE FORMAM OS CÁLCULOS NO SISTEMA URINÁRIO? CONVERSANDO SOBRE SAÚDE Yvette Amaral A realização de qualquer projeto pede constante avaliação dos passos dados em relação aos objetivos previs- tos. Tal exigência é pedida também pela Campanha da Fraternidade (CF), que não acontece em determinado tem- po, mas é um processo que se estende por todo o ano litúrgico. Em maio já se completam dois meses de andamento o que possibilita alguma observação sobre ela. Como não se trata de uma prestação de conta oficial, vamos ques- tionar atitudes de mudança que cada um observa pelo menos na simplicida- dedeseus comportamentosdiários. É válido rever até onde o tema apre- sentado nos motivou para gestos con- cretos diante do drama ecológico cria- do pela ação humana. Acredito que paramuitagenteaCF/2016 tenhasacu- dido a consciência em face à responsa- bilidade que todos têm de zelar pela “Casa comum”. Há décadas os ambi- entalistas nos advertem sobre os danos ao Jardim de Éden (tradicionalmente chamado de paraíso terrestre), no qual Deus colocou o homem na madrugada da Criação. Foi a nossa primeira habi- tação amorosamente preparada por Deus para sermos felizes nela. Por causadasuperioridadedo homem,cria- do à sua imagem e semelhança, Ele o incumbiudecuidardela.Estamoscons- cientes desse desafio? Já lemos atenci- osamente o texto-base da CF/2016, refletindo sobre alguns números horri- pilantesemrelaçãoaosaneamentobási- co,queéo enfoquepreferido? Muito triste é esta informação: “Estudos estimam que uma criança morre a cada 2,5 minutos por não ter acesso à água potável, por falta de redes de esgotos e por falta de higiene” (37). Se isso acontecesse num passado distante seria compreensível, porque o homem ainda estava engatinhando na missão de responsável pelo mundo. Mas hoje é inadmissível, numa época emqueeleéumpós-graduadonasciên- cias e nas tecnologias, já pisou na lua, dispõe de recursos de última geração no setor da medicina e da higiene e reduz as distâncias geográficas com os meiosdecomunicação. Todo progresso merece aplauso se – preste bem atenção, leitor – benefici- ar todos os homens e não degradar o Planeta.Porquetalhipótesenãosecum- priu, a Igreja se vê forçada a trabalhar com campanhas da Fraternidade e outros meios de conscientização para evitar a extinção da vida por falta de condiçõesambientais. Lembrem-se das pragas do Egito. Elas ainda acontecem quando as injus- tiças existem, os fracos e impotentes são oprimidos e a arrogância de alguns sufoca a liberdade de muitos. No momento ocorrências climáticas estra- nhas nos surpreendem e pedem refle- xão. Violentos temporais, fortes chu- vas fora do tempo vêm causando mor- te, desaparecimento de pessoas e danos materiais. Na verdade eles sinalizam que a mãe-terra não está contente e pede mudanças em nosso estilo de viver. Um ano se esgota rapidamente na ampulheta do tempo. Mãos à obra. Não brinquemos com a natureza nem com a paciênciadeDeus. Dr. Getúlio Tanajura Machado gemachado@bol.com.br - tel. 71-3328-5633
  8. 8. Informativo da Paróquia de São Pedro Praça da Piedade, 11 - São Pedro - CEP: 40.060-300 - Salvador - Bahia - Brasil - Fone: (55)(0*71) 3329-3280 Site: www.paroquiadesaopedro.org - E-mail: padreaderbal@bol.com.br Direção e Coordenação: Padre Aderbal Galvão de Sousa Diagramação e Revisão: Equipe da Pastoral da Comunicação Colaboração: Getúlio Machado, Yvette Amaral e Zélia Vianna Ilustrações: Internet, Getúlio Machado, José Queiroz e Rivelino Silva Impressão: Pubgraf - E-mail: atendimentopubgraf@gmail.com Expediente: Jornalista responsável: Maria Alcina Pipolo - MTb/DRT/BA 915 Tiragem: 10 mil exemplares Distribuição Gratuita Arquidiocese de São Salvador da Bahia - Brasil Em 22 de janeiro passado, o Vaticano divulgou a men- sagem do Papa Francisco para o 50.º Dia Mundial das ComunicaçõesSociais,celebradoanualmentepelaIgreja, desde 1966, na Festa daAscensão de Jesus, que neste ano acontece em 8 de maio. O tema da mensagem é: “Comu- nicação e Misericórdia: um encontro fecundo”, inserido no contexto do Ano Santo da Misericórdia. O Papa Francisco defende, na sua mensagem, que a comu- nicação pode ser “autêntica” e “humana” nas redes sociais e no mundo digital pode ser. “E- mails, SMS, redes sociais, chats podem ser formas de comunica- ção plenamente humanas. Não é a tecnologia que determina se a comunicação é autêntica ou não, mas o coração do homem e a sua capacidade de fazer bom uso dos meios ao seu dispor”, escreveo Papa. Depois de assinalar que as redes sociais são capazes de “favorecer as relações e promover o bem da sociedade” e de ajudar na construção de “uma verdadeira cidadania”, o Papa deixa alertas em relação a uma possível “maior pola- rizaçãoedivisãoentreaspessoas eos grupos”. “O ambiente digital é uma praça, um lugar de encon- tro, onde é possível acariciar ou ferir, realizar uma discus- são proveitosa ou um linchamento moral”, enfatiza Francisco. “Comunicar com misericórdia significa contribuir para a boa, livre e solidária proximidade entre os filhos de Deus eirmãosemhumanidade”,destacaamensagempon- tifícia. O Papa Francisco sustenta que o acesso às redes digi- tais implica “uma responsabilidade pelo outro”, por alguém que, mesmo não sendo visível, “é real, tem a sua dignidadequedeveserrespeitada”. O Pontífice volta a afirmar que a comunicação e a internet são um “dom de Deus”, que implicam uma “gran- de responsabilidade”. “Gosto de definir esse poder da comu- nicação como 'proximidade'. O encontro entre a comunicação e a misericórdia é fecundo na medida em que gera uma pro- ximidade que cuida, conforta, cura, acompanha e faz festa”, salienta. Francisco assinala que a comunicação com “os seus lugares e os seus instrumen- tos” permitiu um “alargamento de horizontes para muitas pes- soas”. “A comunicação tem o poder de criar pontes, favore- cer o encontro e a inclusão, enriquecendo assim a socieda- de”,realça. O Papa aconselha todos a escolher “cuidadosamente” palavras e gestos para superar “incompreensões” e cons- truir “paz e harmonia”. Ele pontua: “Palavras e ações hão de ser tais que nos ajudem a sair dos círculos viciosos de condenaçõesevingançasquemantêmprisioneirosos indi- víduos easnações”. Amensagem do Papa é publicada anualmente por oca- sião da festa litúrgica de São Francisco de Sales, padroei- ro dos jornalistas, que se celebra em 24 de janeiro, e pode serlidanaíntegranositedaCNBB (www.cnbb.org.br). Os interessados na aquisição ligar para a Igreja de São Pedro, telefone 3329-3280, e falar com Rivelino.

×