2º e 3º Períodos | 4ª edição 2013-2014
Young Business Talents
Jantar de
Solidariedade
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFR...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
22013 / 2014
Propriedade: Escola Secundária José Saramago – Mafra; Sede: Pavilhão B
...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
31º Período 13-14
Realizou-se, no dia 30 de janeiro, pelas 10h30, a cerimónia protoc...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
42013 / 2014
A nossa Escola recebeu entre os dias 11 e 25 de janeiro uma professo-
r...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
51º Período 13-14
Mais uma vez, a nossa Escola participou no programa Parlamento dos...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
62013 / 2014
A equipa do Projeto de Solidariedade So-
cial congratula-se com a parti...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
71º Período 13-14
Este ano foram os alunos do 12.º H, com a professora Ana Lourenço,...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
82013 / 2014
No dia 5 de Abril, realizou-se na ESJS, um jantar com fados, cujo objec...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
91º Período 13-14
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
102013 / 2014
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
111º Período 13-14
O Depositrão, localizado próximo da escadaria de acesso
aos labor...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
122013 / 2014
“Em Ti, o Amor no Qual me basto e Te mostras”
Numa busca desenfreada e...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
131º Período 13-14
Sempre o desejo de Ti
No deslizar do navio da minha vida errante
...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
142013 / 2014
Os teus olhos são como o céu,
A tua cara uma beldade
Mas mesmo que não...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
151º Período 13-14
HEROIS: EXISTEM REALMENTE?
Discordando do jornalista e historiado...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
162013 / 2014
De Pessoa para Camões (à moda d’A
Mensagem)
Camões, jaz, posto nos cot...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
171º Período 13-14
“ELES EXISTEM E ESTÃO POR AÍ! ”
Vivemos numa época de herois, mas...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
182013 / 2014
Sete alunos de alemão da nossa escola, 6 alunas do 10º ano e 1 aluno d...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
191º Período 13-14
"1974/2014 ....e entretanto 40 anos se passaram. Jovem esta Democ...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
202013 / 2014
Os alunos da José Saramago tiveram um brilhante comportamento no campe...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
211º Período 13-14
Aniversários
Professores
Ana Maria Ramalhete Pires Pisany Burnay
...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
222013 / 2014
Decorreu no dia 15 de março, no Colégio dos Salesianos em Lisboa, a fi...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
231º Período 13-14
No dia 23 de abril, realizou-se no Pavilhão do Parque Desportivo ...
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
242013 / 2014
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
251º Período 13-14
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
262013 / 2014
ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA
271º Período 13-14
Junho de 2014
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Junho de 2014

509 visualizações

Publicada em

3ª edição do Jornal Páginas Tantas - junho de 2014

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
509
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Junho de 2014

  1. 1. 2º e 3º Períodos | 4ª edição 2013-2014 Young Business Talents Jantar de Solidariedade ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA CAMPANHA SOMOS PELOS ANIMAIS
  2. 2. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 22013 / 2014 Propriedade: Escola Secundária José Saramago – Mafra; Sede: Pavilhão B Coordenação / Montagem: Margarida Cachão e Ricardo Almeida Reprodução: Clara Tomás, Conceição Jesus Colaboradores: alunos - professores—funcionários Versão online: http://jornalpaginastantas.no.sapo.pt Correio eletrónico: paginastantas@esjs-mafra.net FICHA TÉCNICA Sumário Contrato de Autonomia Pág. 3 Intercâmbio Pág. 4 Parlamento Jovem Pág. 5 Projeto de Solidariedade Pág. 6 Campanha Somos Pelos Animais Pág. 7 Jantar de Solidariedade Pág. 8 Carnaval Pág. 9 Plantação do Loureiro Pág. 10 Campanha Depositrão Pág. 11 Espaço Criação Págs. 12—17 Alemão em Cena Pág. 18 Expo 25 de Abril e Con- ferência sobre o Sono Pág. 19 Desporto Pág. 20 Aniversários e Reformas Pág. 21 Young Business Talents Pág. 22 Concurso Jovem Empre- ende + Pág. 23 Almoço de Natal dos Idosos Págs. 24—27 Editorial Viva! Mais um ano letivo cheio de coisas boas che- gou ao fim. Foi um ano recheado de atividades, dentro e fora da Escola, algumas das quais nos fo- ram enviadas, outras ficaram pelo caminho. No en- tanto, fica a certeza de que foram todas muito bo- as e certamente ficarão para sempre naquele can- tinho especial das recordações. Agora é tempo de partir para umas bem me- recidas férias! Palavra mágica. FÉRIAS! Praia, sol, tardes inteiras esticados ao sol ou simplesmente sentados na companhia dos amigos ou de um bom livro. Digam lá se não merecemos? Claro que sim! Então, toca a pôr o chinelinho no pé, pegar na toa- lha e dizer adeus com estilo. Abracinhos a todos, muito descanso e voltem rapidamente, com muitas histórias para contar. A equipa do PáginasTantas
  3. 3. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 31º Período 13-14 Realizou-se, no dia 30 de janeiro, pelas 10h30, a cerimónia protocolar de as- sinatura de trinta contratos de autonomia, que teve lugar na Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra. Até ao momento, já assinaram o Contrato de Autonomia com o Ministério da Educação e Ciência 212 escolas e agrupamentos de escolas, representando 27% das escola públicas do País. Como Presidente do Conselho Geral da Escola Secundária José Saramago - Mafra, não posso deixar de elogiar o grande profissionalismo demonstrado pelos nossos alunos do 3º ano do Curso Profissional de Turismo, na receção de todos os convidados e no respetivo acompanhamento até ao espaço onde decorreu a cerimónia. Bem hajam! António Ferreira
  4. 4. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 42013 / 2014 A nossa Escola recebeu entre os dias 11 e 25 de janeiro uma professo- ra francesa, Monique Roques, que leciona a disciplina de português na Ilha da Reunião. Esta professora veio a Portugal para realizar uma estadia pro- fissional, no âmbito do Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida, que é financiado pela União Europeia. Esteve entre nós e encantou-nos com a sua alegria e simpatia contagi- antes, e mostrou-se totalmente disponível para nos falar e mostrar imagens da ilha onde trabalha. Durante a estadia na nossa Escola, a profª Monique foi acompanhada pela profª Fernanda Laia, que teve a preocupação de fazer com que houves- se uma total integração da professora na nossa comunidade.
  5. 5. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 51º Período 13-14 Mais uma vez, a nossa Escola participou no programa Parlamento dos Jovens, desta feita, apenas na vertente nacional, pois o facto de termos ganho a edi- ção do Euroscola no ano letivo anterior, vedou-nos o acesso à vertente euro- peia do concurso no presente ano. Assim, os seguintes alunos que participaram na sessão do distrito de Lisboa, no dia 18 de março, foram: a Daniela Cunha, do 12ªJ, como presidente da assembleia de deputados, e que esteve de parabéns, não só por ter sido eleita pelos restantes candidatos das outras escolas do distrito de Lisboa, numa sessão anteriormente rea- lizada, como por ter desempenhado o seu cargo de forma eficaz e irrepreensí- vel; o Pedro Batalha, do 11ºA e Rita Branco, do 12ºJ, como deputados efetivos à assembleia distrital, e Renato Costa, do 12ºE, como deputado suplente. Apesar de não termos passado à sessão nacional, a nossa participação foi de grande qualidade e pertinência, tendo as intervenções dos nossos deputados sido alvo de elevada apreciação. Profª Patrícia Adrahi
  6. 6. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 62013 / 2014 A equipa do Projeto de Solidariedade So- cial congratula-se com a participação dos professores e funcionários na “Feira dos Sabores” e agradece toda a sua colabora- ção e empenho. Foi graças a esta ajuda que se conseguiu angariar €452. E, com este dinheiro, podemos continuar a com- prar bens alimentares ou outros para dis- tribuir às famílias dos alunos e funcioná- rios mais carenciados. Bem hajam! Profª Fernanda António Coordenadora do Projeto
  7. 7. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 71º Período 13-14 Este ano foram os alunos do 12.º H, com a professora Ana Lourenço, que pro- duziram os cartazes. Aqui vão dois dos que estão afixados no placar da campa- nha, no átrio principal da escola, junto ao caixote onde foram deixados os do- nativos, que revertem para as Associações AdR- Animais de Rua, MafrAnimal e APA - Torres Vedras. As associações e os animais por elas apoiados, agradecem muito a vossa cola- boração. Muito obrigada! Ana Ribeiro, Marina Costa, Margarida Estrela Maria João Marques Teresa e Inês, 12º H Marco Batalha, 12º H
  8. 8. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 82013 / 2014 No dia 5 de Abril, realizou-se na ESJS, um jantar com fados, cujo objecti- vo foi angariar fundos para ajudar o João Pedro no tratamento de que neces- sita. Para tal, as turmas do 10ºR1 e do 10X1 participaram na organização do mesmo. Os alunos do 10ºX1 fizeram pedidos de donativos em alimentos jun- to de talhos e pastelarias próximas da escola e a respetiva recolha. As duas turmas ajudaram a servir o jantar, que teve cerca de 350 pessoas. Colaboraram com donativos as pastelarias Doce Camélia, Sempre Quen- te, Castelão Sabores, Polo Norte, Convento e O Carrilhão, bem como os ta- lhos JL-Talhos, Manuel Cristóvão e o Caseiro. A todos o nosso obrigado!
  9. 9. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 91º Período 13-14
  10. 10. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 102013 / 2014
  11. 11. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 111º Período 13-14 O Depositrão, localizado próximo da escadaria de acesso aos laboratórios, foi usado para lá serem colocados pequenos eletrodomésticos em fim de vida (secadores de cabelo, vari- nhas mágicas, batedeiras, torradeiras, fritadeiras, aspiradores, telefones/telemóveis, relógios, balanças de cozinha, computa- dores, impressoras, etc.). Também foi disponibilizada uma cai- xa para recolha de lâmpadas e outra para pilhas/baterias. A campanha de recolha de tinteiros para reciclagem, numa parceria com a AMI, continuou até ao final do ano.
  12. 12. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 122013 / 2014 “Em Ti, o Amor no Qual me basto e Te mostras” Numa busca desenfreada e indecisa, eu, decidida, busquei o amor; Aquele amor que arde e não queima; Óh! como é interessante parafrasear Camões! Amor, qual sarça ardente que não Se consome; Ah! Como é construtivo mastigar a metáfora divina! Como eu admiro este jogo Trinitário! E será que me é lícito “brincar” ilicitamente? Poderei eu interrogar o Infinito que termina? Mais ainda: poderá ser tudo isto, neste Aqui e Agora sem o antes? Quisera eu poder jogar o ser ou não ser de uma úni- ca vez… Todavia, isto mais não são do que palavras inofensi- vas, Que, afinal, ofendem mortalmente. Enfim, há algo que tudo desfaz, fazendo tudo de no- vo: Ele é AMOR!!! E, depois disto, nada mais conta… Pois Ele é o Uno e o Omni que me inclui, embora não se contenha em mim, Sem o seu Amor, eu não sou, menos ainda, serei. Terei sido, por uma vez, coisa alguma? Ele é o Tudo que contém todos os Nadas. Assim, Sem Ele, o meu eu não é!!! Paz, 10 de março de 2014 Amor nominal Um quarto escuro uma mão apagada um amor puro uma canção mal criada. Um tic-tac desesperado um mundo só de dor um ser abandonado um amor durador. Um pássaro libertado um beijo roubado um abraço apertado um amor partilhado. Uma bola demolidora uma barreira derrubada uma hora passada uma alma destroçada. Uma confissão inacabada um caminho nunca percorrido um verso perdido uma boca amada. Um ramo de flores roubado um coração perfurado uma rosa amada um Feliz Dia dos Namorados Pseudónimo: KitKat
  13. 13. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 131º Período 13-14 Sempre o desejo de Ti No deslizar do navio da minha vida errante Qual corrente ondulante Ouço-Te, vejo-Te e inquieto-me! (Pré)ocupada Insurjo-me, solto um grito mudo Cujo eco corre ao teu encontro! Ouvi? Sonhei? Imaginei? Ou terás sido Tu a chamares-me pelo meu nome insondável como se este existisse? O sorriso impreciso, mas belo e cativante, que eu ouço e grito é uma chama ardente Que nunca se consome, antes me alimenta, liber- tando-me! Quisera eu tocar-Te, acariciar-Te, mimar-Te na Tua corporeidade! E poderia? Ontem, hoje e SEMPRE Tu és, todavia, eu desco- nheço se fui Se sou e, menos ainda, se serei aqui. No entanto, eu sei que vou ser! Mais ainda, Nós sabemos que vou ser FELIZ!!! Paz - Mafra, 3 de março de 2014 És a luz na noite escura Doente fico quando choras És meu mal e minha cura és uma das piores melhoras mais perto e mais distante veneno de mais belo odor tua graça capto num instante impotente me faz o amor não há palavras para o que sinto minha cabeça e coração lutam quanto mais te esqueço mais minto os tempos passam e não mudam ficarei agarrado a ti, eu persinto a todos peço, me acudam! Tiago Gameiro nº 28 10ºE O meu amor Neste mundo Nunca poderia existir Pois este è frio e cruel A dor de amar Algo que não existe Tenho presente na alma E deixa-me com um sorriso triste Nunca pensei Que algo inexistente Podesse fazer-me sofrer De maneira tão potente S Uma visão utópica Da mais pura perfeição Que me abre o sorriso E ilumina o coração Mas a mente Pois é mais dificil de enganar Deixa-me a sofrer Por algo ter de amar Mantenho no entanto O queixo bem erguido Pois o meu sofrimento, de sinal de fraquesa Não pode ser seguido S
  14. 14. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 142013 / 2014 Os teus olhos são como o céu, A tua cara uma beldade Mas mesmo que não acredites Eu estou a dizer verdade Por vezes não queria Mas tem que ser assim Agora passo os meus dias A pensar em ti Não sei se és tu Que tens esse efeito nas pessoas Mas quando estou contigo Só penso em coisas boas Wilson Ribeiro Rodrigo Valente O meu coração te dei, Mas dele nunca mais soube, Será que fui eu que errei? Ou tu que não o soubeste devolver? Gostava de o ter de volta, Partido ou inteiro, Para o poder entregar a alguém, Que sinta amor verdadeiro. Alguém que saiba dar valor, Aquilo que sinto, Alguém que saiba o que é o amor, E que dê valor a um coração já partido. Catarina Cipriano Os teus olhos eu vi, Perdidos no mar, Num olhar os encontrei, E já não os quis largar. Num dia um sorriso, Noutro dia um suspiro, Que é isto que sinto? Não consigo acreditar. O meu coração bate forte, Nunca pensei sentir isto, É como uma chama que arde sem se ver, Ou como um coração que bate sem viver. Catarina Cipriano Amor que me prende meu grande coração aprisionaste na minha mente grande dor e aflição. Conheci-te naquele dia à beira-mar, a minha vida encheu-se de alegria quando soube que te ía amar. Mil e uma noites pensei, cem mil lágrimas derramei quando meu amor renegaste, porque é que não me procuraste? Minha vida tentei tirar, quando te vi à beira-mar o meu coração parou, porque é que o meu amor não lutou? A dor parou, a aflição acabou, quando tu me abraçaste percebeste que te apaixonaste. Pseudónimo: KitKat
  15. 15. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 151º Período 13-14 HEROIS: EXISTEM REALMENTE? Discordando do jornalista e historiador britânico Simon Montefiori, que afirma que «vivemos numa era não heroica» que tem uma «necessidade desesperada de apren- der sobre heroísmo», julgo que vivemos numa época de heroísmos exacerbados. O único problema é que quem nomeia os herois da atualidade não percebe nada do assunto. Hoje, qualquer um pode ser considerado heroi pela sociedade, voraz de heroís- mo frequente que a faça distrair da sua mendicidade espiritual. Assim se percebe como os míticos homens que não fazem nada de extraordinário vêem os seus peitos pejados de medalhas. Os exemplos surgem de todo o lado! Hoje, é mais heroi o futebolista que mar- cou golos e distraiu o povo do que o bombeiro que salvou a vida de muitas pessoas. Mas é mesmo assim que o mundo funciona. É por isto que se pode afirmar que o conceito de heroi não só tem vindo a mu- dar ao longo dos tempos, como também tem vindo a ser, sobretudo actualmente, inade- quadamente aplicado. Um título com esta envergadura não pode ser aplicado de ânimo leve, todavia, é-o, insistentemente. Assim se chega aos herois que o são por terem sobrevivido a ca- tástrofes causadas por eles mesmo, isto é, são dados louros a pessoas que “vencem” o alcoolismo ou a luta contra a obesidade (não genética). Contudo, entrar por este cami- nho levar-nos-ia a questões como: um diabético consciente da sua condição ingere açú- cares em demasia, falecendo. Será suicídio? Hoje, perdeu-se a necessidade de um heroi que salve o mundo e descubra ou- tros mares e continentes. Se houvesse, os astronautas sê-lo-iam, porém, isso não acon- tece. Atualmente, um heroi é sobretudo um palhaço, no sentido em que entretém as pessoas e, por isso, é mitificado. Veja-se, por exemplo, a glória dada ao cantor Michael Jackson em detrimento da que é atribuída a verdadeiros salvadores. Assim se percebe o que diz Montefiori. Hoje, não há herois, no sentido clássico e romântico do estatuto, porque, para além das necessidades de então já não existirem, aqueles que recebem o nome não o são verdadeiramente. Pedro Miranda 12º J
  16. 16. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 162013 / 2014 De Pessoa para Camões (à moda d’A Mensagem) Camões, jaz, posto nos cotovelos, Um olho cego analisa os collants E toldam-se os peitos belos Das musas nas tabernas nas manhãs. À tua pena, em tuas mãos achada, Tua bebida desce E adivinha um Passado que se esquece. Três vezes rodou, três vezes no ar, Três vezes antes de cair no chão. Obedecendo à bebida, deu aos lusos um cantar, Que em ressaca dedicou a D. Sebastião. Valeu a pena? Vale sempre a pena Pensar n’Os Lusíadas em versão pequena, Que é angústia tal, saber, em Portugal, Que se se cumpriu o império, falta cumprir- se Camões, afinal. Três vezes rodou e caiu no chão Digo-o de perto e de coração: Tudo é incerto e muito pouco verdadeiro, Ó Luiz Vaz, hoje, és só Mosteiro. De Camões para Pessoa (à moda d’Os Lusíadas) Ouvi, que não vereis tamanhas façanhas Na mente de um pobre doido dividido! Se sou louco, morri em lutas tamanhas Mas ess’outro, morreu feio e perdido. E não é supra, aquele que em grandes ma- nhas, Subiu aos céus e se prostrou com o bigodito Contemplando com semblante pensativo A ignorância do seu povo embirrativo. E este parvo, a quem eu julgo tanto, É Pessoa, de rosto acarrancado Choroso de alma, cobarde em pranto, Fernandinho, só, à espera do Fado. Na divisão de tantos Eu’s morreu, e eu canto Que a sabedoria é fogo não cantado. Comecem a sentir o peso grosso Que fazer-vos vê-lo mais, não sei nem posso. Nunca no Mundo se viu tamanha rudeza, Tamanha melancolia de olhos inchados, Tanta loucura, crime. Quanta frieza Cabe até nos passeios calcetados. Por Lisboa vai espalhando aspereza Um senil: cabelos brancos, dentes amarela- dos, E neste desterro, que Vénus não conhece, Obra-se a sede velha, onde o império desca- rece.
  17. 17. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 171º Período 13-14 “ELES EXISTEM E ESTÃO POR AÍ! ” Vivemos numa época de herois, mas numa sociedade que, embrenhada nos problemas e nas rotinas, se esqueceu de sonhar e de acreditar em qualquer coisa que seja boa, que va- lha a pena. De facto, os herois existem, disfarçados de homens de negócios, mães trabalhadoras, carteiros ou professores. O heroi comum não luta contra os maus, batalha pelos bons. Em Barcelona, o Instituto Oncológico, numa campanha de solidariedade e angariação de fundos para crianças vítimas de cancro, juntou “herois enfermeiros”, “herois médicos”, “herois que limpam as casas de banho” e “herois doentes”, numa demanda heroica para salvar vidas. Nin- guém os conhece e eles nunca impediram um hipotético meteorito de colidir com a Terra. Mas são herois. Esquecidos de sonhar e dos seus herois, as pessoas sentem-se cada vez mais desprotegi- das, descrentes em herois nos quais, em tempos, depositaram fé. Veja-se Pedro Passos Coe- lho que, no início da sua campanha eleitoral, havia prometido não aumentar os impostos. Ho- je, vive-se em Portugal com medo do próximo ato maléfico de um conjeturável heroi. Em compensação, no Dia Mundial do Síndrome de Down, foi lançada uma campanha de sensibilização: uma futura mãe perguntou como seria a vida do seu filho que iria nascer com Down. A resposta veio de herois, herois com Síndrome de Down e com vida, felizes e realiza- dos. Ora, nisto parece existir uma contradição: os herois existem, mas não se deixam apa- nhar. Também o Super-Homem se escondia, para evitar represálias. Hoje, parcamente otimistas e com poucas perspetivas de futuro, os herois escondem-se do mundo e uns dos outros, perdidos em rotinas, esquecendo-se de sonhar. Saem apenas quando ninguém os vê, para fazer o bem. Os que o fazem às claras, não o fazem honesta- mente. Num Mundo assim, prevalece a dúvida: “Será um pássaro ou um avião?” Um heroi ou um vilão? (Que havemos nós de contar às nossas crianças?) Rita Branco 12ºJ
  18. 18. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 182013 / 2014 Sete alunos de alemão da nossa escola, 6 alunas do 10º ano e 1 aluno do 11º ano, concorreram à atividade de alemão "Alemão em Cena", patrocinada pelo Insti- tuto Alemão. Foram selecionados para ir à final, que se realizará de 14 a 17 de maio, em Almada. A pré-eliminatória realizou-se no dia 1 de abril, na Escola Secundária de Camões. RECOLHA DE DONATIVOS PARA ANIMAIS (CÃES E GATOS) Este ano foram os alunos do 12º H, juntamente com a professora Ana Lourenço, que produziram os cartazes da recolha de donativos que foi efetuada no átrio principal da escola, e que reverteram a favor das Associações AdR - Animais de Rua, MafrAni- mal e APA - Torres Vedras. As associações e os animais por elas apoiados, agradecem muito a vossa colabora- ção. Muito obrigada!
  19. 19. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 191º Período 13-14 "1974/2014 ....e entretanto 40 anos se passaram. Jovem esta Democracia, se a analisarmos à luz da História, habituada a lidar com os Séculos do Tempo. Muito "Cota", se tivermos em conta uma geração que nasceu há pouco mais de uma quinzena de anos, em Liberdade, em Democracia, sem Censura nem Repressão. Contudo, é preciso informar, educar, lembrar, passo a passo, o que aconteceu nessa noite que mudou o rumo da nossa História, das nossas vidas. Foi neste contexto que pretendeu o grupo de História da nossa Escola evocar as vozes de um passado recente e mostrá-lo numa Exposição que decorreu no Espaço/ Biblioteca, de fins de abril a princípios de maio e que envolveu alunos e professores. Esperamos ter contribuído não só para o conhecimento do tema, mas também para o desenvolvimento do espírito de cidadania, que se pretende cada vez mais ativa, res- ponsável e participante." Realizou-se, na nossa escola, no dia 8 de maio, pelas 10h15, uma conferência subordinada ao tema Sono: "Porque não podemos viver sem ele", com a participação do Dr Miguel Meira e Cruz, pre- sidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono.
  20. 20. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 202013 / 2014 Os alunos da José Saramago tiveram um brilhante comportamento no campeonato regional de natação disputado na sexta-feira, 2 de maio de 2014, na piscina municipal de Corroios. Num total de 250 alunos, representando sete CLDE (Amadora, Cascais e Oeiras; Lezíria e Médio Tejo; Lisboa Cidade; Loures, Oeiras e VFX; Oeste; Península de Setúbal; Sintra), estes alunos da nossa Escola obtiveram um total de quinze medalhas, destacando-se a aluna Joana Mansinho, que se sagrou campeã regional do desporto escolar. Gostaríamos ainda de salientar que, pelo quinto ano consecutivo, temos alunos apurados para o cam- peonato nacional de natação, disputado na piscina do estádio universitário de Lisboa. Eis as classificações de maior relevo: ∗ Joana Mansinho, 10ºH- 1ª classif. 200m bruços, 3ª classif. 100m bruços, 2ª classif. estafeta 4x25m estilos, 3ª classif. estafeta 4x50m livres. ∗ Carolina Pinto, 10ºC - 2ª classif. 200m bruços, 4ª classif. 100m bruços, 2ª classif. estafeta 4x25m estilos, 3ª classif. estafeta 4x50m livres. ∗ Ana Rita Carreira, 11ºB - 3ª classif. 50m livres, 2ª classif. estafeta 4x25m estilos, 3ª classif. esta- feta 4x50m livres. ∗ Beatriz Carmo, 11º A - 3ª classif. 200m livres, 3ª classif. 50m mariposa. ∗ Maria Loureiro, 11ºC - 2ª classif. estafeta 4x25m estilos. ∗ Pilar Faustino, 11ºB - 3ª classif. estafeta 4x50m livres. ∗ Rodrigo Valente, 10ºC – 4º classif. 50m costas e 50m bruços, 5º classif. 50m livres. ∗ Tiago Fiúza, 11ºE – 4º classif. 200m bruços. Parabéns aos vencedores! Francisco Godinho e Sofia Tiago
  21. 21. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 211º Período 13-14 Aniversários Professores Ana Maria Ramalhete Pires Pisany Burnay José Manuel Varandas de Carvalho da Silva Martinho Aurélio de Almeida Rangel Maria Filomena Cavalheiro Garcia Sardinha Helena Margarida Tenreiro de Couto Ana Maria Alves Ribeiro Maria Clarisse Moreno Rosa Maria Luísa Bispo Fachada Isolinda Inácio Sapina Nascimento Ana Maria Camacho de Oliveira Carlos Alberto Almeida Marques Marina Guerra Costa Armindo dos Santos Silva Maria Manuela Raposo Martins Maria dos Prazeres Rodrigues Baptista Alves Maria Teresa Martinho Oliveira Francisco José Ferreira Sousa Rui Jorge Gonçalves da Silva Sousa Ester Ferreira de Sousa Campos Cristina Conceição Marques Machado Ribeiro João Carlos Basílio Ferreira Maria de Fátima Rodrigues de Oliveira Maria Margarida Vicente Lucas Branco Ângela Maria da Costa Leite Maria Isabel Gonçalves dos Santos Sousa Maria Teresa Simões Fernanda Maria Marques Laia Ana Maria Tavares Estrela Maria Pilar Soares Tavares Medeiros Manuel Carlos Costa Branco Pereira Bastos Ricardo Luís Gomes dos Santos de Almeida João Paulo da Silva Afonso Filipe Alves Gilberto Coelho Carla de Jesus Engrossa Conceição Martins Sandra Marisa Gonçalves e Silva Outros funcionários Áurea Lopes Esteves Maria Lucie da Cruz Palmela Sacramento Maria Isabel Inácio Rodrigues Ana Maria Fernandes Miranda Ferreira Anabela Neves e Melo Maria Conceição Cardoso Jesus Isabel Maria Rolo Leitão Oruguela Luísa Maria Torre dos Santos Inácia Maria Rosado Caro Leitão Lopes Maria Laurinda Vieira Mafra Valério Georgina maria Amâncio Bragadeste Adalgisa Maria da Cruz Gomes Salvador Sandra Manuela Pires Pinto Batalha Santos Ofélia Susana Marcelino Esteves Lídia Maria Dias Eugénio Timóteo Alda de Conceição da Silva Saldanha Ferreira Sónia Maria Domingues de Jesus Conde Joaquim Manuel Meneses Calado Broa
  22. 22. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 222013 / 2014 Decorreu no dia 15 de março, no Colégio dos Salesianos em Lisboa, a final nacional do concurso Young Business Talents, no qual participaram, aproximadamente, 1500 alunos do ensino secundário de todo o país. Da nossa escola, participaram 7 equipas, constituídas por alunos das turmas H e I do 11º ano, que, ao longo de quatro meses (de novembro a março), deram o seu melhor para tomar boas decisões de gestão nas suas empresas virtuais. O seu esforço e empenho valeram a pena! Cinco equipas marcaram presença nas semifinais e uma delas alcançou o 2º lugar na final nacional, tendo obtido prémios bastantes compensadores. A equipa “GurusdaSaramago”, constituída pelos alunos Márcio Hipólito, Mariana Gomes e Paula Penedo, da turma H do 11º ano, participou no evento “Final Nacional”, com a animação de Fernando Alvim, que proporcionou um ótimo ambiente, com a sua contagiante boa disposição ao longo de todo o dia. O concurso Young Business Talents vai na sua 3ª edição, mas só este ano de realizou pela primeira vez em Portugal. Conta com a colaboração das Secretarias de Estado do Ensino Básico e Secundário e do Desporto e Juventude e proporciona aos partici- pantes a utilização de um simulador empresarial, permitindo praticar atos de gestão adequa- dos a um “Cenário” fornecido pela Organização, numa área geográfica onde existem empre- sas concorrentes. Participar é uma ótima oportunidade para perceber as dificuldades que se levantam às empresas e “vestir a pele” de um gestor que precisa de tomar deci- sões. Caro leitor, para o próximo ano, se for aluno(a) da nossa escola, esteja atento(a)! Quem sabe se não poderá, através da participação neste concurso, descobrir o seu talento como gestor(a) ☺
  23. 23. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 231º Período 13-14 No dia 23 de abril, realizou-se no Pavilhão do Parque Desportivo Municipal Eng.º Ministro dos Santos (Mafra), pelas 16h00, a Final Concelhia do Concurso Jovem Empre- ende +, destinada aos alunos das Instituições de Ensino com Secundário do Concelho, e consistiu numa apresentação pública, perante um júri, das suas ideias/negócios de- senvolvidos no âmbito do Empreendedorismo. Os alunos apresentaram o plano de negócios e utilizaram como suporte de apoio uma apresentação em PowerPoint. Os projetos foram orientados pela Professora Ana- bela Matias. As alunas Anna Carolina Alves e Rita Adão receberam o 3º prémio, com a apresen- tação do projeto de criação de uma empresa de comercialização de vasos modulares e verticais. Os alunos Débora Sofia Mota, Tisbe Reis e João Pereira receberam o 2º pré- mio com o projeto de criação de um Hostel em Mafra. Os prémios patrocinados pelo Banco Santander Totta foram os seguintes: 250 euros para o 1.º lugar, 100 euros para o 2.º lugar e 50 euros para o 3.º lugar. Parabéns a todos! Profª Anabela Matias
  24. 24. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 242013 / 2014
  25. 25. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 251º Período 13-14
  26. 26. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 262013 / 2014
  27. 27. ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO—MAFRA 271º Período 13-14

×