Marketing Prof. Manoel Marcondes Neto 2011.2 Pablo Florenzano Barreto Pedro José Avon Brasil Saulo Ferreira Nascimento
Produção  versus  Consumo <ul><li>A ciência e a tecnologia tornaram o mundo capaz de produzir quase tudo de que o Homem pr...
Limites da capacidade de consumir <ul><li>1 - Baixo padrão de vida da população: </li></ul><ul><li>Insuficiência de partic...
Limites da capacidade de consumir <ul><li>2 - Ausência de motivação da população: </li></ul><ul><li>Pode ser por falta de ...
1. Desafios <ul><li>Alguns setores estão chegando ao limite da capacidade de produzir, devido a muitos recursos naturais e...
Desafio Tecnológico <ul><li>Descobrir novas formas de processos produtivos, com matérias-primas antes não usuais para supr...
Planejamento econômico e social <ul><li>É um desafio um pouco mais complexo, pois além de incorporar a tecnologia, trabalh...
2. Respostas Centralização <ul><li>Nas economias planificadas começa &quot;sempre&quot; dando certo. Pois &quot;obriga&quo...
<ul><li>As economias de mercado tem como principal ferramenta o sistema ‘marketing’. Este sistema visa a compatibilização ...
3. Obsolescência planejada <ul><li>É o cuidado especial para que os bens duráveis de hoje não sejam “tão” duráveis assim. ...
A defesa de Brooks Stevens <ul><li>“ Fazemos bons produtos, induzimos o povo a comprá-los, e, então, no outro ano, nós del...
A “utilidade” da obsolescência <ul><li>Se não fosse, por exemplo, a atração dos novos modelos de automóveis, induzida por ...
O “agravante” da obsolescência <ul><li>Nos países em que a mão-de-obra vai sendo melhor remunerada, o custo de um conserto...
Fonte <ul><li>VASCONCELLOS, Manoel Maria.  </li></ul><ul><li>Marketing Básico. Rio de Janeiro, </li></ul><ul><li>Conceito ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fundamentos de marketing grupo 06 dez 2011

472 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
472
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fundamentos de marketing grupo 06 dez 2011

  1. 1. Marketing Prof. Manoel Marcondes Neto 2011.2 Pablo Florenzano Barreto Pedro José Avon Brasil Saulo Ferreira Nascimento
  2. 2. Produção versus Consumo <ul><li>A ciência e a tecnologia tornaram o mundo capaz de produzir quase tudo de que o Homem precisa para suprir suas necessidades e aumentar seu conforto. </li></ul><ul><li>A produção tomou proporções tão grandes que produziu uma quantidade numa escala em que o Homem tornou-se incapaz de consumir na mesma velocidade tais proporções. </li></ul>
  3. 3. Limites da capacidade de consumir <ul><li>1 - Baixo padrão de vida da população: </li></ul><ul><li>Insuficiência de participação na renda para adquirir a produtividade em larga escala introduzida pelas máquinas e pelo processo de organização que evoluiu no decorrer do tempo. </li></ul>
  4. 4. Limites da capacidade de consumir <ul><li>2 - Ausência de motivação da população: </li></ul><ul><li>Pode ser por falta de cultura consumista, apego a valores arcaicos, a não-adaptação à aldeia global (termo proposto por Marshall McLuhan nos anos 1960, segundo o qual “as novas relações de interdependência criadas pela mídia eletrônica redefiniriam o mundo à uma imagem de ‘aldeia global’.”). </li></ul>
  5. 5. 1. Desafios <ul><li>Alguns setores estão chegando ao limite da capacidade de produzir, devido a muitos recursos naturais estarem ameaçados de chegar ao esgotamento. </li></ul>
  6. 6. Desafio Tecnológico <ul><li>Descobrir novas formas de processos produtivos, com matérias-primas antes não usuais para suprir as necessidades que já fazem parte do ser humano. </li></ul><ul><li>Ex.: Máquinas que produzem combustíveis como etanol, produção de energia a partir do vento, entre outros. O grande desafio é adequar e inventar tecnologias para se adequar aos escassos nossos recursos naturais. </li></ul>
  7. 7. Planejamento econômico e social <ul><li>É um desafio um pouco mais complexo, pois além de incorporar a tecnologia, trabalha com o material humano, pois este tem que buscar produzir sem deixar de atender às necessidades primárias do mesmo, ao mesmo tempo em que aumenta a sua satisfação estética e de liberdade. </li></ul>
  8. 8. 2. Respostas Centralização <ul><li>Nas economias planificadas começa &quot;sempre&quot; dando certo. Pois &quot;obriga&quot; a população no qual é implantado este tipo de sistema a escolher os produtos do governo, não dando a sociedade liberdade de escolha para consumo. Assim, em um primeiro momento o aumento da produção é alcançado, assim gerando mais empregos e renda. Mas, depois, logo há uma queda, pois a população (excluídos os ‘analfa-betos’ digitais) fica saturada dos produtos esta-tais e começa a recorrer a mercados mundiais. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>As economias de mercado tem como principal ferramenta o sistema ‘marketing’. Este sistema visa a compatibilização dos interesses do produtor, maximização do lucro e dos interesses do consumidor, atendendo a suas necessidades. Sendo estas não escolhidas pelo governo central e sim pelo próprio consumidor. Assim, neste tipo de mercad,o não é o produtor que decide o que vai ser consumido, é o consumidor que decide o que quer comprar. </li></ul>2. Respostas Descentralização
  10. 10. 3. Obsolescência planejada <ul><li>É o cuidado especial para que os bens duráveis de hoje não sejam “tão” duráveis assim. Conforme enfatiza Vance Packard, em seu livro “The Waste Makers” (ou “Os produtores de desperdício”). </li></ul>
  11. 11. A defesa de Brooks Stevens <ul><li>“ Fazemos bons produtos, induzimos o povo a comprá-los, e, então, no outro ano, nós deliberadamente introduzimos alguma coisa que fará esses produtos superados, fora de mora, obsoletos... Não se trata de desperdício organizado. É uma contribuição sadia para a economia americana”. </li></ul>
  12. 12. A “utilidade” da obsolescência <ul><li>Se não fosse, por exemplo, a atração dos novos modelos de automóveis, induzida por um conceito de obsolescência na faixa de maior poder aquisitivo da população, o automóvel continuaria a ser inacessível à maior parte dos consumidores. O mercado de automóveis mais movimentado, assim, é o de carros usados. </li></ul>
  13. 13. O “agravante” da obsolescência <ul><li>Nos países em que a mão-de-obra vai sendo melhor remunerada, o custo de um conserto vai se elevando até chegar a um ponto desvantajoso. Assim, o consumidor prefere comprar um novo produto a consertar o antigo. </li></ul>
  14. 14. Fonte <ul><li>VASCONCELLOS, Manoel Maria. </li></ul><ul><li>Marketing Básico. Rio de Janeiro, </li></ul><ul><li>Conceito Editorial. 2006. 120 p. </li></ul>

×