Seminário Mariza

538 visualizações

Publicada em

O Discurso Visual Em Apresentações Científicas

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
538
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário Mariza

  1. 1. O discurso visual em apresentações de conferências científicas.<br />Um estudo fundamentado na teoria de gêneros, por<br />Elizabeth Rowley-Jolivet. <br />
  2. 2. OBJETIVOS:<br />Analisar como os princípios semióticos operam através de diferentes modos – <br />oral, escrito, pictórico.<br />COMUNICAÇÃO VISUAL<br />Investigar as estratégias de estruturação do discurso empregadas para facilitar a comunicação entre falantes <br />nativos e não-nativos.<br />ELEMENTOS RECORRENTES<br />
  3. 3. Algumas considerações: <br /><ul><li> As conferências desempenham um papel primordial na comunicação científica.
  4. 4. A participação em conferências</li></ul> divulga o trabalho de pesquisa e<br />dá notoriedade ao pesquisador. <br />
  5. 5. Os elementos multissemióticos do discurso científico: <br />Verbal <br />Matemático <br />Gráfico <br />Operacional <br />Apresentação: gênero híbrido que pressupõe um “letramento visual” <br />
  6. 6. A função retórico-cognitiva dos elementos visuais nas ciências: <br />Os elementos visuais não são apenas decorações ou ilustrações do texto, mas<br />trazem consigo uma forte carga teórica e conceitual. <br />
  7. 7. A função retórico-cognitiva dos elementos visuais nas ciências: <br />Esses elementos não são imagens “transparentes”, mas representam o resultado de uma cadeia que atribui visibilidade ao fenômeno em estudo.<br />
  8. 8. EM SUMA:<br />Os elementos visuais da pesquisa científica são construtos estilizados, específicos para seu campo de estudo, e, geralmente, decodificáveis apenas por uma audiência específica. <br />
  9. 9. OS NÚMEROS:<br /><ul><li>5 conferências internacionais (1993-1994)
  10. 10. 90 apresentações
  11. 11. 2048 elementos visuais – slides e</li></ul> transparências <br /><ul><li>3 campos de estudo </li></ul>GEOLOGIA<br />MEDICINA<br />FÍSICA<br />
  12. 12. OS DADOS:<br />Os sistemas semióticos do gênero escrito científico: <br />MATEMÁTICO<br />VISUAL - GRÁFICO <br />MONOSSÊMICO <br />LINGUÍSTICO<br />VISUAL - FIGURATIVO<br />POLISSÊMICO <br />
  13. 13. A PIRÂMIDE IMAGÉTICA:<br />GRÁFICAS <br />34%<br />NUMÉRICAS <br />TEXTUAIS <br />18%<br />23%<br />FIGURATIVAS <br />25%<br />
  14. 14. A HIERARQUIA E – D:<br />VISUAL E.<br />VISUAL D.<br />EXPOSIÇÃO ORAL<br /><ul><li> geral - específico
  15. 15. problema - solução
  16. 16. instrumento - resultado
  17. 17. externo - interno
  18. 18. comparação - contraste</li></li></ul><li>AS CONCLUSÕES:<br />O uso de elementos semióticos não-linguísticos compensa a falta de fluência verbal do apresentador ou da platéia. <br />Com o uso simultâneo dos dois canais – verbal e visual, cabe aos elementos visuais o papel de estruturar a comunicação. <br />
  19. 19. AS IMPLICAÇÕES PARA O ENSINO DE INGLÊS:<br />A compreensão oral pode ser bastante facilitada pela análise dos elementos visuais.<br />A língua inglesa não é a única “linguagem internacional da ciência”; <br />o discurso visual também desempenha essa função. <br />

×