SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
Leo e Albertina ESCRITO E ILUSTRADO POR CHRISTINE DAVENIER
Todas as manhãs a gamela de Leo estava cheia de ração de primeira qualidade e ele sempre encontrava uma linda poça de lama onde brincava com seus vários amigos. Enfim, Leo levava uma boa vida de porco. Isto é, antes de se apaixonar... Uma linda galinha, Albertina, havia roubado o coração de Leo. O que ele poderia fazer para chamar sua atenção? Pobre Leo! Estava desesperado e não pensava em outra coisa. Então decidiu pedir conselho aos amigos...
A melhor maneira de seduzir uma galinha - proclamou o galo - é cantar.
Mas os roncos de Albertina encobriam a serenata de Leo.
Dance, dance, dance - repetiu o coelho alegremente - Isso sempre dá certo.
Mas Albertina continuou comendo e nem levantou a cabeça.
Como pretende conquistar Albertina quando você é tão emporcalhado? - perguntou o peru - Comece por melhorar sua aparência e aí ela irá notá-lo.
Mas Albertina estava muito ocupada para reparar em Leo.
Não seja molenga - urrou o touro - As damas gostam de nós quando somos fortes. Mostre a ela sua força!
Mas Albertina não estava interessada.
Que tal se você mostrasse seu talento mergulhando no lago? - sugeriu o pato.
Mas Albertina estava apressada demais para admirar a proeza de Leo.
"Não adianta", pensou Leo, com lágrimas nos olhos. "Já tentei de tudo. Albertina nunca vai reparar em mim. Vou-me embora." - Ei, Leo! Aonde você vai? Quer brincar comigo? - gritou seu amigo Gastão. - E por que não?
Leo pulou na lama e os dois amigos rodopiaram, saltaram, deram cambalhotas e mergulharam. Riram tanto que Leo até esqueceu sua tristeza.
Sua alegria era contagiante. Logo todos os animais da fazenda estavam brincando na lama.
De repente, Leo parou. Não podia acreditar no que via. Lá estava Albertina, à sua frente, sorrindo. - Oh, Leo! Estou me divertindo tanto com você! Adoraria fazer tudo de novo!
Leo respirou fundo, fechou os olhos e, sem pedir conselho a ninguém, sussurrou: - Eu amo você, Albertina.
fim

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Livro dos numero bichos e flores de Cleo Busatto
Livro dos numero bichos e flores de Cleo BusattoLivro dos numero bichos e flores de Cleo Busatto
Livro dos numero bichos e flores de Cleo BusattoLuzania Lima
 
DORMIR FORA DE CASA
DORMIR FORA DE CASADORMIR FORA DE CASA
DORMIR FORA DE CASAMarisa Seara
 
Elmer – o elefante xadrez
Elmer – o elefante xadrezElmer – o elefante xadrez
Elmer – o elefante xadrezisabel preto
 
Livro: o mundo inteiro (contação de histórias)
Livro: o mundo inteiro (contação de histórias)Livro: o mundo inteiro (contação de histórias)
Livro: o mundo inteiro (contação de histórias)Bruna Ale
 
O carteiro-chegou-janet-e-allan-ahlberg
O carteiro-chegou-janet-e-allan-ahlbergO carteiro-chegou-janet-e-allan-ahlberg
O carteiro-chegou-janet-e-allan-ahlbergCarla Ferreira
 
Histórias infantis e contos power point
Histórias infantis e contos power pointHistórias infantis e contos power point
Histórias infantis e contos power pointdione mompean fernandes
 
Menina Bonita do Laço de Fita
Menina Bonita do Laço de Fita  Menina Bonita do Laço de Fita
Menina Bonita do Laço de Fita Luciana Carvalho
 
LIVRO: Cuidando do corpo o nariz da zebrinha listradinha
LIVRO: Cuidando do corpo   o nariz da zebrinha listradinhaLIVRO: Cuidando do corpo   o nariz da zebrinha listradinha
LIVRO: Cuidando do corpo o nariz da zebrinha listradinhaClaudinéia da Silva
 
A princesa baixinha power point
A princesa baixinha   power pointA princesa baixinha   power point
A princesa baixinha power pointlabeques
 
NinguéM Dá Prendas Ao Pai Natal
NinguéM Dá Prendas Ao Pai NatalNinguéM Dá Prendas Ao Pai Natal
NinguéM Dá Prendas Ao Pai Nataldaliatrigo
 
Historinhas do Vovô Juca: Um mundo de insetos
Historinhas do Vovô Juca: Um mundo de insetosHistorinhas do Vovô Juca: Um mundo de insetos
Historinhas do Vovô Juca: Um mundo de insetosFreekidstories
 
7 pretinha de neve e os sete gigantes
7  pretinha de neve e os sete gigantes7  pretinha de neve e os sete gigantes
7 pretinha de neve e os sete gigantestlfleite
 
4 menino poti
4 menino poti4 menino poti
4 menino potitlfleite
 

Mais procurados (20)

O livro dos medos
O livro dos medosO livro dos medos
O livro dos medos
 
Livro dos numero bichos e flores de Cleo Busatto
Livro dos numero bichos e flores de Cleo BusattoLivro dos numero bichos e flores de Cleo Busatto
Livro dos numero bichos e flores de Cleo Busatto
 
DORMIR FORA DE CASA
DORMIR FORA DE CASADORMIR FORA DE CASA
DORMIR FORA DE CASA
 
A galinha que sabia ler
A galinha que sabia lerA galinha que sabia ler
A galinha que sabia ler
 
Elmer – o elefante xadrez
Elmer – o elefante xadrezElmer – o elefante xadrez
Elmer – o elefante xadrez
 
Livro: o mundo inteiro (contação de histórias)
Livro: o mundo inteiro (contação de histórias)Livro: o mundo inteiro (contação de histórias)
Livro: o mundo inteiro (contação de histórias)
 
O carteiro-chegou-janet-e-allan-ahlberg
O carteiro-chegou-janet-e-allan-ahlbergO carteiro-chegou-janet-e-allan-ahlberg
O carteiro-chegou-janet-e-allan-ahlberg
 
Histórias infantis e contos power point
Histórias infantis e contos power pointHistórias infantis e contos power point
Histórias infantis e contos power point
 
Menina Bonita do Laço de Fita
Menina Bonita do Laço de Fita  Menina Bonita do Laço de Fita
Menina Bonita do Laço de Fita
 
LIVRO: Cuidando do corpo o nariz da zebrinha listradinha
LIVRO: Cuidando do corpo   o nariz da zebrinha listradinhaLIVRO: Cuidando do corpo   o nariz da zebrinha listradinha
LIVRO: Cuidando do corpo o nariz da zebrinha listradinha
 
A princesa baixinha power point
A princesa baixinha   power pointA princesa baixinha   power point
A princesa baixinha power point
 
NinguéM Dá Prendas Ao Pai Natal
NinguéM Dá Prendas Ao Pai NatalNinguéM Dá Prendas Ao Pai Natal
NinguéM Dá Prendas Ao Pai Natal
 
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro MundoLivro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
 
Historinhas do Vovô Juca: Um mundo de insetos
Historinhas do Vovô Juca: Um mundo de insetosHistorinhas do Vovô Juca: Um mundo de insetos
Historinhas do Vovô Juca: Um mundo de insetos
 
3 terriveis porquinhos
3 terriveis porquinhos3 terriveis porquinhos
3 terriveis porquinhos
 
Fogo+no+céu+novo
Fogo+no+céu+novoFogo+no+céu+novo
Fogo+no+céu+novo
 
Mamã maravilha
Mamã maravilhaMamã maravilha
Mamã maravilha
 
7 pretinha de neve e os sete gigantes
7  pretinha de neve e os sete gigantes7  pretinha de neve e os sete gigantes
7 pretinha de neve e os sete gigantes
 
4 menino poti
4 menino poti4 menino poti
4 menino poti
 
A bruxa castanha de antónio mota
A bruxa castanha de antónio motaA bruxa castanha de antónio mota
A bruxa castanha de antónio mota
 

Destaque

HISTÓRIA INFANTL:Conte comigo amigo
HISTÓRIA INFANTL:Conte comigo amigoHISTÓRIA INFANTL:Conte comigo amigo
HISTÓRIA INFANTL:Conte comigo amigoroessencia
 
História infantil- A Amizade
História infantil- A AmizadeHistória infantil- A Amizade
História infantil- A Amizadefprc
 
Rótulos alimentos - Você sabe o que está comendo?
Rótulos alimentos  - Você sabe o que está comendo?Rótulos alimentos  - Você sabe o que está comendo?
Rótulos alimentos - Você sabe o que está comendo?Grazi Grazi
 
A Mamã Pôs um Ovo
A Mamã Pôs um OvoA Mamã Pôs um Ovo
A Mamã Pôs um OvoPaty Nunes
 
A reinvencao da alfabetizacao
A reinvencao da alfabetizacaoA reinvencao da alfabetizacao
A reinvencao da alfabetizacaotlfleite
 
Sabe De Quem Era Aquele Rabinho
Sabe De Quem Era Aquele RabinhoSabe De Quem Era Aquele Rabinho
Sabe De Quem Era Aquele Rabinhoeducacao f
 
Manual Consumidor Rotulagem
Manual Consumidor RotulagemManual Consumidor Rotulagem
Manual Consumidor RotulagemFernanda Sampaio
 
Era uma vez uma bruxa
Era uma vez uma bruxaEra uma vez uma bruxa
Era uma vez uma bruxaAdrinic
 
Alfabetização não tem receita, mas tem princípios (patrícia corsino)
Alfabetização não tem receita, mas tem princípios (patrícia corsino)Alfabetização não tem receita, mas tem princípios (patrícia corsino)
Alfabetização não tem receita, mas tem princípios (patrícia corsino)Terc Cre
 
A formiga horripilante
A formiga horripilanteA formiga horripilante
A formiga horripilanteMaria Almeida
 
Alimentois Saudavies X NãO SaudáVeis1
Alimentois Saudavies X NãO SaudáVeis1Alimentois Saudavies X NãO SaudáVeis1
Alimentois Saudavies X NãO SaudáVeis1EMEF IRINEU MARINHO
 
A formiga horripilante[1]
A formiga horripilante[1]A formiga horripilante[1]
A formiga horripilante[1]Mara Pinto
 
Livro era uma vez um menino travesso
Livro era uma vez um menino travessoLivro era uma vez um menino travesso
Livro era uma vez um menino travessoWilma Freire
 

Destaque (20)

História de amor
História de amorHistória de amor
História de amor
 
HISTÓRIA INFANTL:Conte comigo amigo
HISTÓRIA INFANTL:Conte comigo amigoHISTÓRIA INFANTL:Conte comigo amigo
HISTÓRIA INFANTL:Conte comigo amigo
 
O amor é
O amor éO amor é
O amor é
 
História infantil- A Amizade
História infantil- A AmizadeHistória infantil- A Amizade
História infantil- A Amizade
 
O cabelo de lele
O cabelo de leleO cabelo de lele
O cabelo de lele
 
Rótulos alimentos - Você sabe o que está comendo?
Rótulos alimentos  - Você sabe o que está comendo?Rótulos alimentos  - Você sabe o que está comendo?
Rótulos alimentos - Você sabe o que está comendo?
 
A Mamã Pôs um Ovo
A Mamã Pôs um OvoA Mamã Pôs um Ovo
A Mamã Pôs um Ovo
 
A reinvencao da alfabetizacao
A reinvencao da alfabetizacaoA reinvencao da alfabetizacao
A reinvencao da alfabetizacao
 
Sabe De Quem Era Aquele Rabinho
Sabe De Quem Era Aquele RabinhoSabe De Quem Era Aquele Rabinho
Sabe De Quem Era Aquele Rabinho
 
Manual Consumidor Rotulagem
Manual Consumidor RotulagemManual Consumidor Rotulagem
Manual Consumidor Rotulagem
 
Era uma vez uma bruxa
Era uma vez uma bruxaEra uma vez uma bruxa
Era uma vez uma bruxa
 
RÓTULOS E EMBALAGENS
RÓTULOS E EMBALAGENSRÓTULOS E EMBALAGENS
RÓTULOS E EMBALAGENS
 
Poema Letramento
Poema LetramentoPoema Letramento
Poema Letramento
 
Aventura da escrita lia zatz
Aventura da escrita   lia zatzAventura da escrita   lia zatz
Aventura da escrita lia zatz
 
Alfabetização não tem receita, mas tem princípios (patrícia corsino)
Alfabetização não tem receita, mas tem princípios (patrícia corsino)Alfabetização não tem receita, mas tem princípios (patrícia corsino)
Alfabetização não tem receita, mas tem princípios (patrícia corsino)
 
Apresentação1pais
Apresentação1paisApresentação1pais
Apresentação1pais
 
A formiga horripilante
A formiga horripilanteA formiga horripilante
A formiga horripilante
 
Alimentois Saudavies X NãO SaudáVeis1
Alimentois Saudavies X NãO SaudáVeis1Alimentois Saudavies X NãO SaudáVeis1
Alimentois Saudavies X NãO SaudáVeis1
 
A formiga horripilante[1]
A formiga horripilante[1]A formiga horripilante[1]
A formiga horripilante[1]
 
Livro era uma vez um menino travesso
Livro era uma vez um menino travessoLivro era uma vez um menino travesso
Livro era uma vez um menino travesso
 

Último

Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 

Último (20)

Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 

Leo e Albertina: amor na lama

  • 1. Leo e Albertina ESCRITO E ILUSTRADO POR CHRISTINE DAVENIER
  • 2. Todas as manhãs a gamela de Leo estava cheia de ração de primeira qualidade e ele sempre encontrava uma linda poça de lama onde brincava com seus vários amigos. Enfim, Leo levava uma boa vida de porco. Isto é, antes de se apaixonar... Uma linda galinha, Albertina, havia roubado o coração de Leo. O que ele poderia fazer para chamar sua atenção? Pobre Leo! Estava desesperado e não pensava em outra coisa. Então decidiu pedir conselho aos amigos...
  • 3. A melhor maneira de seduzir uma galinha - proclamou o galo - é cantar.
  • 4. Mas os roncos de Albertina encobriam a serenata de Leo.
  • 5. Dance, dance, dance - repetiu o coelho alegremente - Isso sempre dá certo.
  • 6. Mas Albertina continuou comendo e nem levantou a cabeça.
  • 7. Como pretende conquistar Albertina quando você é tão emporcalhado? - perguntou o peru - Comece por melhorar sua aparência e aí ela irá notá-lo.
  • 8. Mas Albertina estava muito ocupada para reparar em Leo.
  • 9. Não seja molenga - urrou o touro - As damas gostam de nós quando somos fortes. Mostre a ela sua força!
  • 10. Mas Albertina não estava interessada.
  • 11. Que tal se você mostrasse seu talento mergulhando no lago? - sugeriu o pato.
  • 12. Mas Albertina estava apressada demais para admirar a proeza de Leo.
  • 13. "Não adianta", pensou Leo, com lágrimas nos olhos. "Já tentei de tudo. Albertina nunca vai reparar em mim. Vou-me embora." - Ei, Leo! Aonde você vai? Quer brincar comigo? - gritou seu amigo Gastão. - E por que não?
  • 14. Leo pulou na lama e os dois amigos rodopiaram, saltaram, deram cambalhotas e mergulharam. Riram tanto que Leo até esqueceu sua tristeza.
  • 15. Sua alegria era contagiante. Logo todos os animais da fazenda estavam brincando na lama.
  • 16. De repente, Leo parou. Não podia acreditar no que via. Lá estava Albertina, à sua frente, sorrindo. - Oh, Leo! Estou me divertindo tanto com você! Adoraria fazer tudo de novo!
  • 17. Leo respirou fundo, fechou os olhos e, sem pedir conselho a ninguém, sussurrou: - Eu amo você, Albertina.
  • 18. fim