FIERGS- ESTUDO INFRA-ESTRUTURA REGIÃO SUL

806 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
806
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

FIERGS- ESTUDO INFRA-ESTRUTURA REGIÃO SUL

  1. 1. PROJETO SUL COMPETITIVO Anexo – Lista de Eixos e Projetos Brasilia, 28 de Agosto de 2012 Este documento é confidencial e não pode ser fornecido a uma outra parte sem autorização da Macrologística
  2. 2. VI – Detalhamento dos Eixos de Integração e Projetos Logísticos A-1 – Eixos de Integração de Transporte Priorizados A-2 – Projetos Priorizados pelo Sul Competitivo (51 projetos) A-3 – Outros Projetos Relevantes para a Região Sul 1
  3. 3. Modal do Projeto Ferrovia Hidrovia Eixo de Integração Atual da Rodo- Rodo Hidro Rodovia Porto L.Curso L.Curso Eclusa via BR-116 SP – Porto Alegre Ferro Porto Terminal Hidroviário Principais Projetos 2 Maringá Londrina 1. Duplicação da BR-116 na Serra do Cafezal 9. Construção e Duplicação do Contorno Norte de 1 Curitiba BR 116 10. Duplicação da BR-116 entre Curitiba e Cascavel Mandirituba Ponta Grossa Curitiba 11. Adequação da BR-116 entre Dois Irmãos e Foz do Iguaçú Guarapuava 9 Porto Alegre Incluindo a BR-448 (Programa 10 Paranaguá Via Expressa) São Francisco do Sul São Miguel Joinville do Oeste Itajaí Chapecó Itapiranga Florianópolis Lages Imbituba Passo Fundo Criciúma São Borja Cruz Alta Caxias do Sul Santa Maria Uruguaiana Santa Cruz 11 Porto Alegre Santana do Livramento Bagé Pelotas Rio Grande O eixo de integração da BR-116 envolve 4 projetos focados na melhoria de seu tráfegoFonte: PAC, PAC2, PELT 2020-PR, SEIL, DNIT, Forum Industrial Sul, entrevistas, análise Macrologistica 2
  4. 4. Modal do Projeto Ferrovia Hidrovia Eixo de Integração Atual Rodo- Rodo Hidro Rodovia Porto L.Curso L.Curso Eclusa viário SP–Caxias do Sul via BR 101 Ferro Porto Terminal Hidroviário Principais Projetos 3 Maringá Londrina 1. Duplicação da BR-116 na Serra do Cafezal 5. Pavimentação da Ligação entre BR-101 e 1 Itapoá 6. Construção do Acesso Rodoviário ao Porto de BR 116 Itajaí Cascavel 7. Construção do Contorno da Grande Ponta Grossa Curitiba Florianópolis Foz do Iguaçú 8. Duplicação do Acesso ao Porto de Imbituba Guarapuava 9 10 9. Construção e Duplicação do Contorno Norte de Paranaguá BR 376 Curitiba São Francisco do Sul São Miguel Joinville do Oeste 5 Itajaí Chapecó BR 101 Itapiranga 6 Florianópolis Lages 7 Imbituba Passo Fundo Criciúma 8 São Borja Cruz Alta BR 453 Caxias do Sul Santa Maria Uruguaiana Santa Cruz Porto Alegre Santana do Livramento Bagé Pelotas Rio Grande O eixo de integração SP – Caxias do Sul envolve 6 projetos focados na melhoria de seu tráfegoFonte: PAC, PAC2, PELT 2020-PR, SEIL-PR, Forum Industrial Sul, entrevistas, análise Macrologistica 3
  5. 5. Modal do Projeto Ferrovia Hidrovia Eixo de Integração Atual Rodo- Rodo Hidro Rodovia Porto L.Curso L.Curso Eclusa viário Passo Fundo – Imbituba Ferro Porto Terminal Hidroviário Principais Projetos 16 Maringá Londrina 8. Duplicação do Acesso ao Porto de Imbituba 38. Construção da BR-285 entre São José dos Ausentes e Timbé do Sul 39. Dragagem no Porto de Imbituba Cascavel Ponta Grossa 40. Ampliação da Área Portuária do Porto de Curitiba Imbituba Foz do Iguaçú Guarapuava Paranaguá São Francisco do Sul São Miguel Joinville do Oeste Itajaí Chapecó Itapiranga Florianópolis Lages Imbituba Passo Fundo Criciúma 8 39 40 São Borja Cruz Alta BR 285 Caxias do Sul 38 BR 101 Santa Maria Uruguaiana Santa Cruz Porto Alegre Santana do Livramento Bagé Pelotas Rio Grande O eixo de integração liga as regiões produtoras do Rio Grande do Sul com o porto de ImbitubaFonte: PAC, PAC2, PNLT, PELT 2020-PR, SEIL-PR, DNIT, BNDES, IIRSA, Forum Industrial Sul, CNT, ALL, entrevistas, análise Macrologistica 4
  6. 6. Eixo de Integração Atual Rodo- Modal do Projeto Rodo Hidro Ferrovia Rodovia Hidrovia L.Curso viário São Miguel do Oeste – São Ferro Porto Porto L.Curso Terminal Hidroviário Eclusa Francisco do Sul Principais Projetos 19 Maringá Londrina 49. Adequação da BR-282 entre São Miguel do Oeste e Entroncamento BR-153 50. Adequação do Acesso Norte a Chapecó 51. Construção do Contorno Leste de Xanxerê 57. Adequação da BR-153 entre General Carneiro Cascavel Ponta Grossa e Paulo Frontin Curitiba Foz do Iguaçú 58. Duplicação da BR-280 entre Jaraguá do Sul e Guarapuava Paranaguá São Francisco do Sul BR 280 58 57 São Francisco do Sul 45. Construção do Berço 401 no Porto de São São Miguel 49 51 Joinville Francisco do Sul 45 46 47 48 do Oeste BR 153 Itajaí 46. Recuperação do Berço 201 no Porto de São BR 282 Chapecó Francisco do Sul 47. Derrocagem de Lajes na Bacia de Evolução Itapiranga 50 Florianópolis do Porto de São Francisco do Sul Lages 48. Construção do Terminal Mar Azul em São Imbituba Francisco do Sul Passo Fundo Criciúma São Borja Cruz Alta Caxias do Sul Santa Maria Uruguaiana Santa Cruz Porto Alegre Santana do Livramento Bagé Pelotas Rio Grande O eixo de integração rodoviário São Miguel do Oeste – São Francisco do Sul envolve 10 projetos focados na melhoria de seu tráfegoFonte: PAC, PAC2, Forum Industrial Sul, CNT, Porto de São Francisco do Sul, análise Macrologistica 5
  7. 7. Modal do Projeto Ferrovia Hidrovia Novo Eixo de Integração da Ferro- Rodo Hidro Rodovia Porto L.Curso L.Curso Eclusa via Norte-Sul – Trecho Sul Ferro Porto Terminal Hidroviário Principais Projetos 80 34 Maringá Londrina 80. Construção da Ferrovia Norte-Sul entre Panorama e Rio Grande Campo Mourão 81. Construção do Terminal Rodo-Ferroviário em Guaíra 81 Campo Mourão Cascavel 82. Construção do Terminal Rodo-Ferroviário em Ponta Grossa Laranjeiras do Sul Laranjeiras do Sul Curitiba 82 Guarapuava 83. Construção do Terminal Rodo-Ferroviário em Foz do Iguaçú Paranaguá Pato Branco 83 Pato Branco 84. Construção do Terminal Rodo-Ferroviário em Joinville São Francisco do Sul Coronel Coronel Freitas Freitas 84 Itajaí 85. Construção do Terminal Rodo-Ferroviário em Chapecó Itapiranga Norte-Sul Passo Fundo Florianópolis Lages 26. Recuperação do Molhe Leste no Porto de Rio 85 Imbituba Grande Passo Fundo Criciúma 27. Modernização do Cais e da Sinalização do São Borja Cruz Alta Porto Novo de Rio Grande 28. Dragagem em Rio Grande e São José do Caxias do Sul Norte Santa Maria Uruguaiana Santa Cruz Porto Alegre Santana do Livramento Bagé Pelotas 26 27 28 Rio Grande O novo eixo de integração da ferrovia Norte-Sul ligará a Região Sul com a Região NorteFonte: PAC, PAC2, PNLT, PELT 2020-PR, SEIL-PR, Porto de Rio Grande, Forum Industrial Sul, análise Macrologistica 6
  8. 8. Novo Eixo de Integração Ferro- Modal do Projeto Rodo Hidro Ferrovia Rodovia Hidrovia L.Curso viário Guaíra – São Francisco do Ferro Porto Porto L.Curso Terminal Hidroviário Eclusa Sul – Paranaguá via Anel Principais Projetos 53 Maringá Londrina 41. Adequação da Ferrovia ALL entre Mafra e São Francisco do Sul 71 42. Construção do Contorno Ferroviário de Jaraguá do Sul Guaíra 43. Construção do Contorno Ferroviário de 72 Joinville Ponta Grossa 44. Construção do Contorno Ferroviário de São Guarapuava Curitiba Cascavel 61 62 63 64 65 Francisco do Sul Ferroeste 71. Construção do Terminal Rodo-Ferroviário em Paranaguá 66 67 68 69 Guaíra 104 42 41 105 72. Construção da Ferrovia Ferroeste entre Joinville São Francisco do Sul Maracajú e Cascavel (Trecho Guaíra- São Miguel do Oeste ALL 43 Cascavel) 44 Chapecó Itajaí 104. Construção do Trecho Ferroviário entre Guarapuava e Engenheiro Bley Itapiranga Florianópolis 105. Construção do Trecho Ferroviário entre São Lages Francisco do Sul e Paranaguá Imbituba Passo Fundo 61 Ampliação do Pátio de Triagem no Porto de Criciúma Paranaguá São Borja Cruz Alta 62. Construção do Novo Píer para Carga Geral no Caxias do Sul Porto de Paranaguá Santa Maria 63. Construção do Novo Píer para Granéis Uruguaiana Santa Cruz Sólidos no Porto de Paranaguá Porto Alegre 64. Ampliação do Cais de Inflamáveis no Porto de Paranaguá Santana do 65. Ampliação do Pátio e Construção do Novo Livramento Berço para Contêineres no Porto de Bagé Paranaguá Pelotas 66. Construção de 2 Novos Armazéns Graneleiros no Porto de Paranaguá Rio Grande 67. Dragagem de Manutenção no Porto de Paranaguá 68. Aprofundamento do canal de acesso e da bacia de evolução no Porto de Paranaguá 69. Derrocagem no Porto de ParanaguáO novo eixo de integração ferroviário Guaíra – São Francisco do Sul – Paranaguá formará um anel duplicando a capacidade de movimentação dos acessos aos dois portosFonte: PAC, PAC2, PNLT, PELT 2020-PR, SEIL-PR, Forum Industrial Sul, Porto de Paranaguá, ALL, entrevistas, análise Macrologistica 7
  9. 9. Novo Eixo de Integração Rodo- Modal do Projeto Rodo Hidro Ferrovia Rodovia Hidrovia L.Curso viário da Boiadeira Porto Camargo Ferro Porto Porto L.Curso Terminal Hidroviário Eclusa – Paranaguá via Campo Mourão Principais Projetos 56 109 Maringá Londrina 60. Adequação dos Acessos Rodoviários ao Porto de Paranaguá 107. Adequação da BR 487 entre Campo Mourão Campo Mourão e Três Bicos Guaíra BR 487 108. Pavimentação do trecho Três Bicos-Ipiranga Cascavel Ponta Grossa 109. Construção da BR-487 entre Porto Camargo 107 BR 376 60 61 62 63 64 65 e Campo Mourão Foz do Iguaçú 108 Guarapuava Curitiba 61 Ampliação do Pátio de Triagem no Porto de Paranaguá 66 67 68 69 BR 277 Paranaguá São Francisco do Sul 62. Construção do Novo Píer para Carga Geral no São Miguel Joinville Porto de Paranaguá do Oeste Itajaí 63. Construção do Novo Píer para Granéis Chapecó Sólidos no Porto de Paranaguá Itapiranga 64. Ampliação do Cais de Inflamáveis no Porto de Florianópolis Lages Paranaguá Imbituba 65. Ampliação do Pátio e Construção do Novo Passo Fundo Criciúma Berço para Contêineres no Porto de São Borja Cruz Alta Paranaguá 66. Construção de 2 Novos Armazéns Graneleiros Caxias do Sul Santa Maria no Porto de Paranaguá Uruguaiana Santa Cruz 67. Dragagem de Manutenção no Porto de Porto Alegre Paranaguá 68. Aprofundamento do canal de acesso e da bacia de evolução no Porto de Paranaguá Santana do Livramento 69. Derrocagem no Porto de Paranaguá Bagé Pelotas Rio Grande No novo eixo de integração rodoviário Porto Camargo – Paranaguá também envolve só 4 projetos rodoviários O Guíra – Paranaguá (“Boiadeira”) faltam somente 2 projeto rodoviáriosFonte: PAC, PAC2, PNLT, PELT 2020-PR, SEIL-PR, Forum Industrial Sul,Sul, Porto Paranaguá, entrevistas, análise Macrologistica Fonte: PAC, PAC2, PNLT, PELT 2020-PR, SEIL-PR, Forum Industrial Porto de de Paranaguá, entrevistas, análise Macrologistica 8
  10. 10. Eixo de Integração Internacional Modal do Projeto Rodo Hidro Ferrovia Rodovia Hidrovia L.Curso Atual Rodoviário São Paulo – Ferro Porto Porto L.Curso Terminal Hidroviário Eclusa Buenos Aires via São Borja Principais Projetos 61 Campo Grande Rio de Janeiro 1. Duplicação da BR-116 na Serra do Cafezal 9. Construção e Duplicação do Contorno Norte de Curitiba São Paulo 57. Adequação da BR-153 entre General Carneiro e Paulo Frontin Foz de 1 59. Adequação da BR-476 entre Lapa e São Asunción Iguaçú Curitiba Mateus do Sul 57 59 9 São Borja Florianópolis Porto Alegre Córdoba Rosário Mendoza Montevideo Santiago de Chile Buenos Aires O eixo de integração internacional rodoviário São Paulo–Buenos Aires via São Borja envolve 4 projetosFonte: PAC, PAC2, PELT 2020-PR, SEIL-PR, Forum Industrial Sul, análise Macrologistica 9
  11. 11. VI – Detalhamento dos Eixos de Integração e Projetos Logísticos A-1 – Eixos de Integração de Transporte Priorizados A-2 – Projetos Priorizados pelo Sul Competitivo (51 projetos) A-3 – Outros Projetos Relevantes para a Região Sul 10
  12. 12. Duplicação da BR-116 na Serra do Cafezal 1Mapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Duplicação da BR-116 na Serra do Cafezal entre Miracatu e Juquitiba Modal Rodoviário Responsável Concessionária OHL Resultado Esperado Aumento de capacidade e segurança na serra do Cafezal, diminuindo congestionamentos em dias de pico Valor Investimento R$ 330 Milhões Fonte Financiamento BNDES Modelo de Público-Privado Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA Sim Projeto Básico Sim Edital Sim Início Previsto Jun-2010 Conclusão Prevista 2014 Status (Abr-12) Em andamento Apesar de já ter começado em alguns trechos de menor relevância, a obra principal de duplicação da BR116 na Serra do Cafezal ainda não iniciouFonte: BNDES, FIEP, Análise Macrologística 11
  13. 13. Pavimentação da Ligação entre BR-101 e Itapoá 5Mapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Pavimentação da ligação entre BR-101 e Itapoá (SC-415) Modal Rodoviário Responsável DEINFRA-SC Resultado Esperado Melhoria do acesso ao Porto de Itapoá Valor Investimento R$ 43,4 Milhões Fonte Financiamento CAF - Corporação Andina de Fomento Modelo de Público Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA Sim Projeto Básico Sim Edital Sim Início Previsto Abr-2008 Conclusão Prevista Final de 2012 Status (Abr-12) Em andamento A obra já está em fase final de contrução e tem por objetivo melhorar o acesso ao Porto de Itapoá permitindo o tráfego de caminhões de grande porteFonte: DEINFRA-SC, Análise Macrologística 12
  14. 14. Construção do Acesso Rodoviário ao Porto de Itajaí 6Mapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Construção do acesso rodoviário ao Porto de Itajaí| entre BR-101 e Itajaí (Via Expressa Portuária) Modal Rodoviário Responsável DNIT / Prefeitura de Itajaí Resultado Esperado Melhoria do acesso ao Porto de Itajaí, retirando os caminhões de dentro da cidade Valor Investimento R$ 88,7 Milhões Fonte Financiamento PAC / Prefeitura Modelo de Público Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA Sim Projeto Básico Sim Edital Sim Início Previsto Jul-2010 Conclusão Prevista Dez-2014 Status (Abr-12) Em andamento A obra é importante para o Porto de Itajaí, porém no relatório de acompanhamento do PAC, a obra consta como estando em estado “preocupante”Fonte: Relatório PAC- Resultados 1º. Semestre, MT, Análise Macrologística 13
  15. 15. Construção do Contorno da Grande Florianópolis 7Mapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Construção do contorno da Grande Florianópolis entre Biguaçu e Palhoça paralelo à BR-101 Modal Rodoviário Responsável Concessionária Resultado Esperado Diminuição do trafego na BR-101, diminuindo o impacto do tráfego urbano Valor Investimento R$ 250 Milhões Fonte Financiamento Privado Modelo de Público-Privado Financiamento Estudo de Viabilidade Não EIA-RIMA Não Projeto Básico Não Edital Não Início Previsto 2º. Semestre 2012 Conclusão Prevista 2015 Status (Abr-12) Planejado O contorno melhorará tanto a passagem Norte-Sul da Grande Florianópolis quanto a mobilidade urbana da região porém ainda está em fase de planejamentoFonte: Plano CNT de transporte e Logística 2011, Análise Macrologística 14
  16. 16. Duplicação do Acesso ao Porto de Imbituba 8Mapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Duplicação do acesso ao Porto de Imbituba entre a BR-101 e Imbituba (SC- 435) Modal Rodoviário Responsável A ser definido¹ Resultado Esperado Aumento de capacidade de tráfego no acesso ao Porto de Imbituba Valor Investimento R$ 35,5 Milhões Fonte Financiamento A ser definido Modelo de A ser definido Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA Sim Projeto Básico Sim Edital Não Início Previsto Indefinido Conclusão Prevista Indefinido Status (Abr-12) Projetado A duplicação do acesso é fundamental para a ampliação do Porto de Imbituba, só faltando o lançamento do edital para o início das obras 1) A Prefeitura de Imbituba incentiva a federalização do trecho, sendo que o projeto básico foi entregue pela Santos-Brasil, principal interessadaFonte: Companhia Docas de Imbituba, Análise Macrologística 15
  17. 17. Construção e Duplicação do Contorno Norte de 9 CuritibaMapa Esquemático do Projeto Descrição do ProjetoTrecho Estadual (PR-418): Trecho concedido OHL – Nome Construção e Duplicação do Contorno21,89 km sendo 1,33 em Previsão de construção e Norte de Curitiba (PR-418)pista dupla duplicação no ano 8 (2016) Modal Rodoviário Responsável A ser definido Resultado Esperado Desvio do tráfego de passagem da área urbana de Curitiba Valor Investimento R$ 120 Milhões Fonte Financiamento A ser definido Modelo de A ser definido Financiamento Estudo de Viabilidade Não EIA-RIMA Não Projeto Básico Não Edital Não Início Previsto Indefinido Conclusão Prevista Indefinido Status (Abr-12) Planejado A SEIL-PR quer viabilizar o federalização do trecho estadual e negociar a antecipação da obra no trecho concedido—No entanto, por hora a obra ainda está em fase de planejamentoFonte: SEIL-PR, Análise Macrologística 16
  18. 18. Duplicação da BR-116 entre Curitiba e Mandirituba 10Mapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Duplicação da BR-116 entre Curitiba e Mandirituba – trecho de 25 km Modal Rodoviário Responsável Concessionária Resultado Esperado Aumento de capacidade e melhoria do fluxo de passagem na BR-116 Valor Investimento R$ 150 Milhões Fonte Financiamento PAC Copa / Prefeitura / Concessionária Modelo de Público Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA Sim Projeto Básico Sim Edital Sim Início Previsto Set-2011 Conclusão Prevista 2016 Status (Abr-12) Em andamento O projeto completará a duplicação da saída sul da Região Metropolitana de Curitiba, sendo a obra prevista para ser entregue somente em 2016Fonte: Prefeitura de Curitiba, OHL, análise Macrologística 17
  19. 19. Adequação da BR-116 entre Dois Irmãos e Porto 11 Alegre Incluindo a BR-448 (Programa Via Expressa)Mapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Adequação da BR-116 entre Dois Irmãos e Estância Velha, construção da BR-448 entre Sapucaia e Porto Alegre e obras complementares entre Dois Irmãos e Rio Gravataí (Programa Via Expressa) Modal Rodoviário Responsável DNIT Resultado Esperado Melhoria do fluxo de passagem e aumento de capacidade no trecho Valor Investimento R$ 1.846 Bilhões Fonte Financiamento PAC Modelo de Público Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA¹ Sim Projeto Básico¹ Sim Edital¹ Sim Início Previsto¹ 2009 Conclusão Prevista Jun-2015 Status (Abr-12) Em andamento Este projeto inclui obras na BR-116 e da alternativa BR-448 sendo que a obra já está em andamento 1) Trecho Estância Velha – Dois Irmãos concluirá EIA-RIMA até Jun-2012, concluirá PB até Set-2012, publicará Edital até Nov-2012 e será iniciado até Abr-2013Fonte: Relatório PAC- Resultados 1º. Semestre, MT, Análise Macrologística 18
  20. 20. Recuperação do Molhe Leste no Porto de Rio Grande 26Mapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Recuperação do Molhe Leste do canal de acesso ao Porto de Rio Grande Modal Portuário Responsável SEP Resultado Esperado Estabilização do Molhe Leste no Porto de Rio Grande, melhorando a navegação pelo canal de acesso a Rio Grande Valor Investimento R$ 80 Milhões Fonte Financiamento PAC Modelo de Público Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA Sim Projeto Básico Sim Edital Sim Início Previsto Ago-2012 Conclusão Prevista Fev-2013 Status (Abr-12) Projetado A licitação da obra foi lançada em Janeiro 2012 sendo que a obra será iniciada até Agosto de 2012Fonte: PAC, MT, Porto do Rio Grande, análise Macrologística 19
  21. 21. Adequação do Cais e da Sinalização do Porto Novo 27 de Rio GrandeMapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Adequação do cais e da sinalização do Porto Novo de Rio Grande Modal Portuário Responsável SEP Resultado Esperado Adequação do Porto Novo de Rio Grande ampliando o calado para 13,5 metros, permitindo a acostagem de embarcações maiores Valor Investimento R$ 193 Milhões Fonte Financiamento PAC Modelo de Público Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA Sim Projeto Básico Sim Edital Não¹ Início Previsto 2012 Conclusão Prevista 2014 Status (Abr-12) Projetado A modernização adequará o Porto Novo de Rio Grande para o calado de 13,5 metros 1) Edital de licitação encontra-se em processo de reaberturaFonte: PAC, MT, Porto do Rio Grande, Análise Macrologística 20
  22. 22. Dragagem em Rio Grande e São José do Norte 28Mapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Dragagem da bacia de evolução e do canal de acesso ao Porto Novo de Rio Grande e do canal de São José do Norte para 13,5 metros de calado Modal Portuário Responsável SEP Resultado Esperado Aumento do calado para 40 pés e melhoria da passagem no trecho, melhorando a navegação pelo canal para navios Post-Panamax Valor Investimento R$ 153 Milhões Fonte Financiamento PAC Modelo de Público Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA até Dez-2012 Projeto Básico Sim Edital Sim Início Previsto Abr-2013 Conclusão Prevista Abr-2014 Status (Abr-12) Projetado A dragagem melhorará a passagem no canal de São José do NorteFonte: PAC, MT, Porto do Rio Grande, Análise Macrologística 21
  23. 23. Construção da BR-285 entre São José dos Ausentes 38 e Timbé do SulMapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Construção da BR-285 entre São José dos Ausentes e Timbé do Sul incluindo a ponte sobre o Rio das Antas – trecho de 28 km Modal Rodoviário Responsável DNIT Resultado Esperado Melhoria do fluxo de passagem no trecho Valor Investimento R$ 62 Milhões Fonte Financiamento PAC Modelo de Público Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA Sim Projeto Básico Sim Edital Sim Início Previsto Jul-2012 Conclusão Prevista Mar-2015 Status (Abr-12) Projetado A obra facilitará a passagem pela Serra da Rocinha melhorando o escoamento de cargas pela BR-285Fonte: PAC, MT, FIESC, Análise Macrologística 22
  24. 24. Dragagem no Porto de Imbituba 39Mapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Dragagem no Porto de Imbituba para 15 metros de calado Modal Portuário Responsável Companhia Docas de Imbituba Resultado Esperado Aumento do calado no Porto de Imbituba Valor Investimento R$ 55 Milhões Fonte Financiamento PAC Modelo de Público Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA Sim Projeto Básico Sim Edital Sim Início Previsto Jun-2012 Conclusão Prevista Dez-2012 Status (Abr-12) Projetado A dragagem aumentará o calado do Porto de Imbituba para 15 metrosFonte: PAC, Relatório de Obras de Infra-estrutura de transportes estratégicas para região Sul, Análise Macrologística 23
  25. 25. Ampliação da Área Portuária do Porto de Imbituba 40Mapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Construção do retroporto Imbituba, aquisição de novos equipamentos para graneis sólidos e ampliação dos cais 1,2,3 Modal Portuário Responsável Santos Brasil Resultado Esperado Melhoria da infraestrutura portuária Valor Investimento R$ 400 Milhões Fonte Financiamento Privado Modelo de Público Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA Sim Projeto Básico Sim Edital Sim Início Previsto 2011 Conclusão Prevista 2013 Status (Abr-12) Em andamento A adequação da área portuária melhorará a infraestrutura do Porto de ImbitubaFonte: Companhia Docas de Imbituba, Santos Brasil, FIESC, Análise Macrologística 24
  26. 26. Adequação da Ferrovia ALL entre Mafra e São 41 Francisco do SulMapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Adequação da ferrovia ALL entre Mafra e São Francisco do Sul – trecho de 215 km Modal Ferroviário Responsável A ser definido Resultado Esperado Aumento de capacidade no trecho Valor Investimento R$ 250 Milhões1 Fonte Financiamento A ser definido Modelo de A ser defindio Financiamento S.F.S. Estudo de Viabilidade Não EIA-RIMA Não Projeto Básico Não Edital Não Início Previsto Indefinido Conclusão Prevista Indefinido Status (Abr-12) Idealizado A adequação da ferrovia ampliará a capacidade melhorando o acesso ferroviário ao Porto de São Francisco do Sul 1) Valor estimado baseado em obras similares do PAC/PNLT, proporcional a distânciaFonte: Relatório de Obras de Infra-estrutura de transportes estratégicas para região Sul, FIESC, Análise Macrologística 25
  27. 27. Construção do Contorno Ferroviário de Jaraguá do 42 SulMapa Esquemático do Projeto Descrição do Projeto Nome Construção do Contorno Ferroviário de Jaraguá do Sul – trecho de 28 km Modal Ferroviário Responsável DNIT Resultado Esperado Desvio do tráfego ferroviário da área urbana de Jaraguá do Sul e aumento de segurança Valor Investimento R$ 196,96 Milhões Fonte Financiamento A ser definido Modelo de A ser definido Financiamento Estudo de Viabilidade Sim EIA-RIMA Não Projeto Básico Sim Edital Não Início Previsto Indefinido Conclusão Prevista Indefinido Status (Abr-12) Planejado A obra do contorno de Jaraguá do Sul ainda não tem inicio definidoFonte: Relatório de Obras de Infra-estrutura de transportes estratégicas para região Sul, ABIFER, BNDES, análise Macrologística 26

×