Objetivos    Melhorar a qualidade dos serviços e a     infraestrutura aeroportuária para os usuários    Ampliar a oferta...
Medidas1.   Novas parcerias         Concessão de Galeão e Confins         Criação da Infraero Serviços em parceria com o...
Concessões
Concessão – Estimativa de Investimentos                      6,6 bi                     Galeão   11,4   bilhões           ...
Concessão de Galeão e ConfinsGarantir excelência de gestão naoperação aeroportuária:      Operador deverá ter experiência...
Concessão de Galeão e Confins    abr   mai   jun   jul   ago   set                 2013
Infraero ServiçosInfraero   Infraero Serviços                 Parceiro               Estratégico:                operador ...
Aviação Regional
Aeroportos regionais - Investimentos                       1ª fase      7,3             270     bilhões        aeroportos
Aviação RegionalExpansão da malha para:   Integração do território nacional   Desenvolvimento dos polos regionais   For...
Aviação RegionalFortalecer e estruturar rede de 689 aeroportos regionais,investindo R$ 7,3 bi em 270 aeroportos na 1ª fase...
Infraestrutura Regional de Aeroportos
Infraestrutura Regional de Aeroportos1ª Fase                          InvestimentoRegião         1ª Fase   Previsto (R$ bi...
Investimentos - Região Norte
Investimentos - Região NorteEstado         1ª FaseAcre              4Amazonas         25Amapá             2Pará           ...
Investimentos - Região Nordeste
Investimentos - Região NordesteEstado         1ª FaseAlagoas           2Bahia            20Ceará             9Maranhão    ...
Investimentos - Região Centro-Oeste
Investimentos - Região Centro-OesteEstado         1ª FaseGoiás            10Mato Grossodo Sul            8Mato Grosso     ...
Investimentos - Região Sudeste
Investimentos - Região SudesteEstado         1ª FaseEspíritoSanto             4Minas Gerais      33Rio deJaneiro          ...
Investimentos - Região Sul
Investimentos - Região SulEstado          1ª FaseParaná             15Rio Grandedo Sul             15Santa Carina       13...
Aviação RegionalIsenções    Das tarifas dos aeroportos do interior com     movimentação inferior a 1 milhão de     passag...
Aviação RegionalSubsídio  Para rotas entre cidades pequenas e médias do     interior e destas cidades para as capitais  ...
Aviação RegionalParcerias com Estados e Municípios    União investe e mantém a infraestrutura    Investimentos serão pad...
AprimoramentoRegulatório
Aprimoramento RegulatórioDistribuição de slots:    Todos os slots da aviação doméstica serão distribuídos de     acordo c...
Aprimoramento RegulatórioDistribuição de slots:    Empresa aérea que, durante 6 meses, não cumprir     exigência de pontu...
Aviação Geral
Aviação Geral   Regulamentação da autorização para exploração comercial de    aeroportos privados dedicados exclusivament...
AEROPORTOS- PLANEJAMENTO GOVERNO FEDERAL
AEROPORTOS- PLANEJAMENTO GOVERNO FEDERAL
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

AEROPORTOS- PLANEJAMENTO GOVERNO FEDERAL

507 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
507
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AEROPORTOS- PLANEJAMENTO GOVERNO FEDERAL

  1. 1. Objetivos  Melhorar a qualidade dos serviços e a infraestrutura aeroportuária para os usuários  Ampliar a oferta de transporte aéreo à população brasileira  Reconstruir a rede de aviação regional
  2. 2. Medidas1. Novas parcerias  Concessão de Galeão e Confins  Criação da Infraero Serviços em parceria com operador internacional2. Fortalecimento e ampliação da Aviação Regional  Investimentos  Isenções e Subsídios  Parcerias com Estados e Municípios  Concessão administrativa3. Aprimoramento regulatório4. Aviação Geral
  3. 3. Concessões
  4. 4. Concessão – Estimativa de Investimentos 6,6 bi Galeão 11,4 bilhões 4,8 bi Confins
  5. 5. Concessão de Galeão e ConfinsGarantir excelência de gestão naoperação aeroportuária:  Operador deverá ter experiência em aeroporto com movimentação mínima de 35 milhões de passageiros por ano  Operador deverá deter pelo menos 25% de participação societária no consórcio
  6. 6. Concessão de Galeão e Confins abr mai jun jul ago set 2013
  7. 7. Infraero ServiçosInfraero Infraero Serviços Parceiro Estratégico: operador internacional
  8. 8. Aviação Regional
  9. 9. Aeroportos regionais - Investimentos 1ª fase 7,3 270 bilhões aeroportos
  10. 10. Aviação RegionalExpansão da malha para: Integração do território nacional Desenvolvimento dos polos regionais Fortalecimento dos centros de turismo Garantia de acesso às comunidades da Amazônia Legal
  11. 11. Aviação RegionalFortalecer e estruturar rede de 689 aeroportos regionais,investindo R$ 7,3 bi em 270 aeroportos na 1ª fase Gestão dos projetos e dos investimentos através do Banco do Brasil Modelo padronizado de aeroportos: pequeno, médio e médio-grande Parceria com estados e municípios para gestão dos aeroportos Concessão administrativa
  12. 12. Infraestrutura Regional de Aeroportos
  13. 13. Infraestrutura Regional de Aeroportos1ª Fase InvestimentoRegião 1ª Fase Previsto (R$ bi)Norte 67 1,7Nordeste 64 2,1Centro-Oeste 31 0,9Sudeste 65 1,6Sul 43 1,0Total: 270 7,3
  14. 14. Investimentos - Região Norte
  15. 15. Investimentos - Região NorteEstado 1ª FaseAcre 4Amazonas 25Amapá 2Pará 24Rondônia 6Roraima 3Tocantins 3Total de 67aeroportos:Investimento R$ 1,7 bitotal:
  16. 16. Investimentos - Região Nordeste
  17. 17. Investimentos - Região NordesteEstado 1ª FaseAlagoas 2Bahia 20Ceará 9Maranhão 11Paraíba 3Pernambuco 9Piauí 7Rio Grandedo Norte 2Sergipe 1Total deaeroportos: 64Investimento R$ 2,1 bitotal:
  18. 18. Investimentos - Região Centro-Oeste
  19. 19. Investimentos - Região Centro-OesteEstado 1ª FaseGoiás 10Mato Grossodo Sul 8Mato Grosso 13Total deaeroportos: 31Investimento R$ 0,9 bitotal:
  20. 20. Investimentos - Região Sudeste
  21. 21. Investimentos - Região SudesteEstado 1ª FaseEspíritoSanto 4Minas Gerais 33Rio deJaneiro 9São Paulo 19Total deaeroportos: 65Investimento R$ 1,6 bitotal:
  22. 22. Investimentos - Região Sul
  23. 23. Investimentos - Região SulEstado 1ª FaseParaná 15Rio Grandedo Sul 15Santa Carina 13Total deaeroportos: 43Investimento R$ 1,0 bitotal:
  24. 24. Aviação RegionalIsenções  Das tarifas dos aeroportos do interior com movimentação inferior a 1 milhão de passageiros por ano  Todas as tarifas serão reembolsadas pelo FNAC, preservando as destinações previstas
  25. 25. Aviação RegionalSubsídio  Para rotas entre cidades pequenas e médias do interior e destas cidades para as capitais  Condicionado aos assentos ocupados, limitados a 50% da aeronave e até 60 assentos  Reduzirá a diferença entre as passagens aérea e rodoviária  Estimulará novas rotas regionais Será realizada audiência pública em jan/13
  26. 26. Aviação RegionalParcerias com Estados e Municípios  União investe e mantém a infraestrutura  Investimentos serão padronizados conforme porte do aeroporto  Convênio com Estados e Municípios que garantem custeio e gestão  Concessão administrativa
  27. 27. AprimoramentoRegulatório
  28. 28. Aprimoramento RegulatórioDistribuição de slots:  Todos os slots da aviação doméstica serão distribuídos de acordo com critérios de eficiência (regularidade e pontualidade) e participação da empresa nas redes regional e nacional de aviação  A distribuição será feita anualmente, conforme regulamentação que será submetida a audiência pública  A primeira fase terá seus efeitos escalonados em três anos
  29. 29. Aprimoramento RegulatórioDistribuição de slots:  Empresa aérea que, durante 6 meses, não cumprir exigência de pontualidade de 75% e de regularidade de 80% em um determinado slot, terá o slot retirado  No caso de Congonhas, a exigência será de 80% e 90%, respectivamente A audiência pública será realizada em jan/13
  30. 30. Aviação Geral
  31. 31. Aviação Geral Regulamentação da autorização para exploração comercial de aeroportos privados dedicados exclusivamente à aviação geral Autorização será precedida de avaliação técnica do DECEA A aviação regular sempre prevalecerá sobre a aviação geral Tráfego da aviação geral será sempre residual, não interferindo no tráfego da aviação regular Execução por conta e risco do empreendedor, que responde diretamente por qualquer ocorrência relacionada ao aeroporto

×