O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Sessão Científica Bolsista Carolina - 2014.2

130 visualizações

Publicada em

Artigo Consultado: Efficacy of hyaluronic acid spray on swelling, pain, and trismus after surgical extraction of impacted mandibular third molars.

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sessão Científica Bolsista Carolina - 2014.2

  1. 1. Carolina Araújo Eficácia do spray de ácido hialurônico no edema, dor e trismo após a extração cirúrgica de terceiros molares inferiores impactados M. Koray, D. Ofluoglu, E. A. Onal, M. Ozgul, H. Ersev, M. Yaltirik, H. Tanyeri: Efficacy of hyaluronic acid spray on swelling, pain, and trismus after surgical extraction of impacted mandibular third molars. Int. J. Oral Maxillofac. Surg. 2014; 43: 1399–1403.
  2. 2. Procedimento mais comum em cirurgia oral e maxilo-facial; Edema, dor e trismo são comuns no pós-operatório Osteíte alveolar (alvéolo seco) e infeccção pós operatória também podem ocorrer. (Blum 2002; Üstün et al. 2003; Mc Grath et al. 2003; Ren et al. 2007; Kim et al. 2009) Para evitar ou reduzir a inflamação pós-operatória e os sintomas associados, é necessária a terapia anti-inflamatória adequada. Corticóides e anti-inflamatórios. INTRODUÇÃO CIRURGIA DE 3º MOLAR OPÇÕES DE TRATAMENTO Os potenciais efeitos secundários da utilização de corticosteróides são supressão supra-renal perioperatória, retardo na cicatrização de feridas, e um aumento da susceptibilidade à infecção. (Üstün et al 2003; Kim et al. 2009) (Filho et al. 2008; Piecuch 2012)
  3. 3. Biomaterial que tem sido introduzido como uma abordagem alternativa para melhorar a cicatrização de feridas; Em virtude de sua não-imunogenicidade e não-toxicidade, o seu uso foi estabelecida em muitas disciplinas médicas, como oftalmologia, dermatologia e reumatologia; A forma sintética de AH para uso oral, tópico está disponível na forma de gel ou preparação líquida. (Laurent TC, Fraser JR, 1992; Chen WY, Abatangelo G, 1999; Moseley et al. 2002; Gontiya G, Galgali SR, 2012 ) INTRODUÇÃOÁCIDO HIALURÔNICO (AH) Induzir a formação precoce de tecido de granulação benéfico Inibir a inflamação destrutiva durante a fase de cicatrização Promoção de reepitelização e angiogênese
  4. 4. Droga não-esteróide com propriedades analgésicas, anti-inflamatória, e propriedades antimicrobianas; Mecanismo de ação não é totalmente conhecido; Afeta a formação de tromboxamos e altera a taxa de produção de prostaglandina; Inibe a agregação plaquetária e estabiliza as membranas das células. (Whiteside MW 1982; Epstein et al. 2001; Polat et al. 2008) INTRODUÇÃOCLORIDRATO DE BENZIDAMINA (BnzHCl) Recomenda-se frequentemente para o alívio de condições inflamatórias da cavidade oral e é comumente utilizada como enxaguatório ou spray bucal em uma concentração de 0,15% (Whiteside MW, 1982; Epstein et al. 2001)
  5. 5. OBJ’ETIVO O objetivo deste estudo foi comparar a eficácia dos sprays de HA e BnzHCl em reduzir o edema, dor e trismo após a extração cirúrgica de terceiros molares inferiores impactados.
  6. 6. Estimativa do a tamanho da amostra necessária ESTUDO PILOTO (40 pacientes randomizados em um estudo duplo-cego) Todos os pacientes apresentavam os terceiros molares inferiores impactados simétricos bilateralmente; 15 Homens e 19 Mulheres completaram o estudo (média de 23,85 anos ± 3,89 anos) AMOSTRA = 34 PACIENTES E MÉTODOS Sinais de pericoronitie /dor antes da cirurgia, os que estavam grávidas ou amamentando, aqueles em que a extração do terceiro molar retido durou mais de 30 minutos ou o tempo de operação diferiram em mais de 5 min entre os dois lados, tinham sido submetidos a terapias medicamentosas com antibiótico ou outro durante as 2 semanas anteriores, os que tinham lesões de cárie /doenças periodontais, contra-indicações para as drogas ou anestésicos utilizados no protocolo cirúrgico. Ausência de doença sistêmica, alergias ou problemas de sangramento, dificuldade cirúrgica comparável, terceiros molares inferiores bilaterais simetricamente com cobertura total ou parcial do osso, colaboração do pós operatório
  7. 7. PACIENTES E MÉTODOS sintomas. DESENHO DO ESTUDO características clínicas,Todas as cirurgias realizadas pelo mesmo cirurgião e assistente; 2 tempos cirúrgicos: APROVADO PELO Istanbul University, Istanbul Medical Faculty Ethics Committee (protocol number 2012/1576- 1250). Exodontia do 3º molar direito 4 semanas depois... Exodontia do 3º molar esquerdo Spray de BnzHCl (Tanflex spray oral, 30 ml, 0,15% BnzHCl; Abdi Ibrahim Pharmaceutical Company, Istambul, Turquia) ; Spray de HA (Gengigel spray de 50 ml, 0,2 % HA;. Farmalink Saglik Urunleri San ve Tic Ltd. Sti, Istambul, Turquia Spray 2x consecutivas no local da cirurgia, três vezes ao dia, durante 7 dias ; No segundo tempo cirúrgico o spray dado ao paciente era substituído pelo outro Cirurgião de pacientes não tinham conhecimento sobre qual spray estava sendo utilizado
  8. 8. PACIENTES E MÉTODOS PROTOCOLO CIRÚRGICO Procedimento cirúrgico e sutura com fio de seda 3-0, A medicação pós-operatório em ambos os grupos foi de 1 g de amoxicilina duas vezes ao dia e 550 mg naproxeno sódico a cada 8 horas para 4 dias. Medicação profilática pré-operatória/ instruções pós-operatórias, ESCALA DE PEDERSON AVALIAÇÃO DO TRISMO GRAU DE EDEMA FACIAL ESCALA VISUAL ANALÓGICA (VAS) PARA AVALIAR A DOR Testes t - Student Um nível de significância de P <0,05 para o intervalo de confiança de 95% foi escolhido para definir a significância estatística.
  9. 9. RESULTADOS NÃO HOUVE DIFERENÇA SIGINIFICATIVA: Escore de dificuldade para o terceiro molar impactado (P=0,80) ASSOCIAÇÃO SIGNIFICATIVA uso do spray de HA reduziu o edema facial no segundo dia pós-operatório
  10. 10. RESULTADOS
  11. 11. RESULTADOS
  12. 12. RESULTADOS HOUVE uma diminuição significativa na abertura da boca máxima média em ambos os grupos no segundo dia de pós-operatório em comparação com os valores pré- operatórios; UMA diminuição de 15,5% foi observada para o grupo HA; UMA diminuição de 23,0% para o grupo BnzHCl; No sétimo dia de pós-operatório, quase todos os pacientes recuperaram a abertura pré- operatório boca e não houve diferença estatisticamente significativa entre os dois grupos; Nenhum dos pacientes teve alveolite, infecção pós-operatória, ou uma reação alérgica a qualquer um dos fármacos.
  13. 13. DISCUSSÃO HUNTER, 1978: Uso de BnzHCl em pacientes que realizaram exodontia de 3º molar inferior impactado; Não apresentou resultados estatisticamente significantes para edema; Não apresentou resultados estatisticamente significantes trismo; IDADE x SEXO x DIFICULDADE CIRÚRGICA DOS DENTES x TEMPO DE OPERAÇÃO (Lago-Méndez et al., 2007; de Santana-Santos et al., 2013) No presente estudo, as durações e graus de dificuldade das intervenções cirúrgicas foram semelhantes nos dois grupos de tratamento. Além disso, com relação à idade e sexo, cada paciente serviu como seu próprio controle neste, estudo duplo-cego randomizado e cruzado, o que permitiu a coleta de dados imparcial. A maioria dos procedimentos cirúrgicos resultam em uma certa quantidade de edema, conduzindo ao trismo. O edema geralmente atinge o seu máximo em 1-2 dias após o procedimento cirúrgico; ele começa a diminuir no terceiro ou no quarto dia e tem geralmente resolução até ao final da primeira semana. Os resultados do segundo dia de pós-operatório do presente estudo revelou que HA reduziu siginificaticamente o edema facial e trismo mais do que BnzHCl, e estes resultados sugerem que HA é mais eficaz no controle do edema pós-cirúrgico proveniente de processo inflamatório iniciado pelo trauma cirúrgico. (Peterson, 2003; Filho JR et al., 2008; Trindade PA et al., 2010) Por conseguinte, as diferenças observadas no que diz respeito ao edema e ao trismo parecem resultar dos tratamentos com os dois tipos de sprays nvestigados.
  14. 14. DISCUSSÃO NAPROXENO SÓDICO: Proporciona alívio da dor, mas não tem benefícios clínicos na redução do edema (Lago-Méndez et al., 2007; Kara et al., 2010) APLICAÇÃO TÓPICA DE ANTIBACTERIANOS, CLOREXIDINA E REGIME ANTIBIÓTICO PROFILÁTICO: uma tentativa de equilibrar os grupos em relação ao controle de infecção pós- operatória e para minimizar o viés na coleta de dor, trismo, edema e dados, que podem ter sido alterados no caso de uma infecção Esteller- Martinéz (2004) extração de 3º molar inferior implica em um certo grau de osteotomia e o aumento da dor será de acordo com o grau de dificuldade da cirurgia Dor após a extração de terceiro molar inferior atinge sua máxima intensidade 2-4 h após o término da cirurgia, e na maioria dos casos, os pacientes requerem tratamento. Tratamento analgésico para a dor após a cirurgia de 3º molar inferior inclui medicamentos anti- inflamatórios e não-esteróides.
  15. 15. DISCUSSÃO Há uma deterioração significativa no relato sobre a condição de saúde bucal do paciente no pós operatório imediato de cirurgia de 3º molar impactado. Novas abordagens devem ser identificadas para evitar o edema e o trismo. (McGrath et al., 2002; de Santana-Santos et al., 2013) Muitos agentes têm sido investigadas na busca por um que reduz os sintomas e as complicações pós-operatórias e promove a cicatrização de feridas cirúrgicas bucais (Hammad et al., 2011) HA é relatado como uma alternativa bastante promissora para a mediação da regeneração dos tecidos periodontais e cicatrização de feridas cirúrgicas (Moseley et al. 2002)
  16. 16. Spray de HA parece oferecer um efeito benéfico sobre o manejo do edema e do trismo no pós – operatório imediato em cirurgia de terceiros molares impactados; Pode ser recomendado para oferecer conforto ao paciente no pós-operatório; Mais estudos randomizados controlados com placebo são necessários para confirmar a eficácia do spray de HA CONCLUSÃO
  17. 17. REFERÊNCIAS
  18. 18. REFERÊNCIAS

×