UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
FACULDADE DE ODONTOLOGIA
PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL
RANA DE BRITO GRANJA
Salvador - BA – ...
Introdução
• Hipersensibilidade dentinária : “dor
aguda de curta duração, que ocorre
quando um estímulo de origem
osmótica...
• A dentina é um tecido duro mineralizado contendo pequenos túbulos dentinários.
Introdução
• De acordo com a teoria hidro...
• O bloqueio dos túbulos dentinários expostos reduz a hipersensibilidade, devido a diminuição
da permeabilidade.
• Numeros...
• Este estudo in vitro foi realizado para avaliar a competência da obliteração dos túbulos
e remineralização de vários cre...
1. Seleção dos dentifrícios:
Metodologia
Flúor
• Colgate
BG
• Sensodyne Repair
and Protect
HAP
• Ultradex Recalcifying
and...
2. Preparação do disco de dentina
• 60 terceiros molares  Conservados em formol a 10% à temperatura ambiente.
• 60 discos...
3. Preparação da saliva artificial
• Os discos foram lavados com água destilada e armazenados à temperatura ambiente em sa...
4. Escovação
• Escovados por 2 min duas vezes ao dia durante 7 dias em uma máquina de simulação de
escovação.
• Depois de ...
4. Escovação
Metodologia
40 discos
selecionados
Grupo 1: Controle
Grupo 2: Escovado
com água destilada
Grupo 3: Escovado
c...
5. Desafio ácido
• Quatro dos oito discos de dentina de cada grupo foram selecionados aleatoriamente para o
desafio ácido ...
6. Caracterização do potencial de remineralização
Metodologia
20 discos restantes
Grupo A: Discos de EDTA
mantidos em água...
7. Análise MEV
• Discos de dentina foram montadas em bases e analisados em um MEV para observar a
oclusão dos túbulos dent...
8. Análise estatística
• As estatísticas descritivas foram estimadas usando SPSS software (versão 19.0) .
• Foi utilizado ...
1. Análise do MEV após escovação
Resultados
Grupo 1 Escovação
Não houve
obliteração
dos túbulos
Grupo 2
Escovação
com água...
1. Análise do MEV após escovação
Resultados
Grupo 3
Escovação com
creme dental
com flúor
Obliteração
dos túbulos
Desafio á...
1. Análise do MEV após escovação
Resultados
Grupo 4
Escovação com
creme dental
com BG
Maior
obliteração dos
túbulos do que...
1. Análise do MEV após escovação
Resultados
Grupo 5
Escovação com
creme dental
com HPA
Máxima
obliteração dos
túbulos
Desa...
1. Análise do MEV após escovação
• A Tabela 2 apresenta as percentagens médias de oclusão dos túbulos. O Wilcoxon Signed R...
2. A análise em MEV após imersão de discos dos dentina em uma mistura de
saliva e de pasta de dentes artificiais.
Resultad...
3. Análise pH
• O pH da saliva artificial preparada foi de 7,2. Após a imersão de 2 g de pasta de dentes em saliva
artific...
• Pessoas que sofrem de hipersensibilidade geralmente preferem tratamentos caseiros.
Lee, 2008
• Estudos anteriores relata...
Discussão
O atual estudo mostra que a maior
competência no bloqueio dos túbulos
foi obtida pelo creme dental com HAP
(pós ...
• Foi demonstrado que as partículas de HAP (consistindo de cálcio e fosfato) têm a
capacidade de adsorver sobre a superfíc...
• Um aumento do pH com a mistura de SA + dentifrício mostra a capacidade de
tamponamento da pasta de dente. Útil para neut...
• A imersão de discos de dentina na mistura creme dental + saliva artificial foi realizada
para simular as condições in vi...
• Com base nos resultados deste estudo, a hipótese nula(H0) de que todos os cremes
dentais têm oclusão dos túbulos e poten...
Referências
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Competência de vários cremes dentais na oclusão dos túbulos dentinários e remineralização in vitro.

232 visualizações

Publicada em

Competência de vários cremes dentais na oclusão dos túbulos dentinários e remineralização in vitro.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
232
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Competência de vários cremes dentais na oclusão dos túbulos dentinários e remineralização in vitro.

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL RANA DE BRITO GRANJA Salvador - BA – Brasil Setembro, 2015 FAROOQ I., MOHEET I., ALSHWAIMI E. In vitro dentin tubule occlusion and remineralization competence of various toothpastes. Archives of Oral Biology, Vol. 60, p. 1246-1253, 2015.
  2. 2. Introdução • Hipersensibilidade dentinária : “dor aguda de curta duração, que ocorre quando um estímulo de origem osmótica, térmica, química, por evaporação ou tátil entra em contato com uma superfície de dentina exposta”. • Sua prevalência é relatada como sendo entre 15 a 74 %. • Todas as faixas etárias, entre 30 e 40 anos e maioria mulheres.
  3. 3. • A dentina é um tecido duro mineralizado contendo pequenos túbulos dentinários. Introdução • De acordo com a teoria hidrodinâmica, a hipersensibilidade ocorre devido ao movimento de fluidos no interior dos túbulos dentinários, em resposta a um estímulo nas superfícies de dentina exposta. Perda de esmalte ou Recessão gengival Exposição dentina Hipersensibilidade dentinária
  4. 4. • O bloqueio dos túbulos dentinários expostos reduz a hipersensibilidade, devido a diminuição da permeabilidade. • Numerosos estudos têm demonstrado que produtos caseiros dessensibilizantes, como cremes dentais e vernizes fornecem oclusão dos túbulos e reduzem a sensibilidade. • Alguns ingredientes ativos contidos em dentífricos demonstraram habilidades de remineralizar e ocluir os túbulos, como o flúor, vidro bioativo(BG) e hidroxiapatita (HAP ). Introdução
  5. 5. • Este estudo in vitro foi realizado para avaliar a competência da obliteração dos túbulos e remineralização de vários cremes dentais que contêm flúor, BG e HAP. Introdução Capacidade de oclusão dos túbulos Microscopia eletrônica de varredura Competência de remineralização Microscopia eletrônica de varredura Análise de pH
  6. 6. 1. Seleção dos dentifrícios: Metodologia Flúor • Colgate BG • Sensodyne Repair and Protect HAP • Ultradex Recalcifying and Whitening
  7. 7. 2. Preparação do disco de dentina • 60 terceiros molares  Conservados em formol a 10% à temperatura ambiente. • 60 discos de dentina de 1,5 mm  Corte do dente mesio-distalmente acima da junção cemento-esmalte. Metodologia 60 discos Superfície marcada Lixada com lixa de carbeto de silício (30s- refrigerado) Superfície não marcada EDTA por 1 min  Água destilada 1 min
  8. 8. 3. Preparação da saliva artificial • Os discos foram lavados com água destilada e armazenados à temperatura ambiente em saliva artificial. • O pH da saliva artificial recém-preparada foi ajustado até um pH de 7,2 ser obtido. • A saliva foi preparada de acordo com a composição proposta por Fusayama et al. Metodologia
  9. 9. 4. Escovação • Escovados por 2 min duas vezes ao dia durante 7 dias em uma máquina de simulação de escovação. • Depois de cada ciclo de escovação, os discos foram lavados com água destilada durante 1 min e foram armazenados em um recipiente contendo saliva artificial a 37ºC, que era substituída a cada 24 h. Metodologia
  10. 10. 4. Escovação Metodologia 40 discos selecionados Grupo 1: Controle Grupo 2: Escovado com água destilada Grupo 3: Escovado com 1,0 g de dentifrício fluoretado Grupo 4: Escovado com 1,0 g dentifrício de BG Grupo 5: Escovado com 1,0 g dentifrício de HAP Superfície lavada com EDTA e água destilada 8 espécimes em cada grupo
  11. 11. 5. Desafio ácido • Quatro dos oito discos de dentina de cada grupo foram selecionados aleatoriamente para o desafio ácido cítrico. • Discos de dentina foram imersos em ácido cítrico (pH 2,2) durante 1 min para avaliar a resistência das partículas de oclusão dos túbulos dentinários contra o desafio ácido. • Após o desafio ácido, os discos foram lavados com água destilada durante 2 min e secos em um aparelho durante 24 horas antes da análise MEV. Metodologia
  12. 12. 6. Caracterização do potencial de remineralização Metodologia 20 discos restantes Grupo A: Discos de EDTA mantidos em água destilada Grupo B: Discos de EDTA mantidos em saliva e 2g de dentifrício com flúor Grupo C: Disco de EDTA mantidos em 2g de saliva e dentifrício com BG Grupo D: Disco de EDTA com 2g de saliva e dentifrício de HPA Mantidos em recipiente com 1g de dentifrício por 5 mL de saliva artificial 4 espécimes em cada grupo Obs.: Depois de uma semana, os discos foram lavados com água destilada durante 1 min e secos durante 24 horas antes da análise MEV. O pH da mistura/solução restante foi analisada utilizando um medidor de pH.
  13. 13. 7. Análise MEV • Discos de dentina foram montadas em bases e analisados em um MEV para observar a oclusão dos túbulos dentinários . As micrografias foram tomadas a partir da porção central dos discos de dentina e ampliadas em 3000x, 6000 x, 10000x. Metodologia
  14. 14. 8. Análise estatística • As estatísticas descritivas foram estimadas usando SPSS software (versão 19.0) . • Foi utilizado o Wilcoxon Signed Rank Test para comparar as percentagens médias de oclusão dos túbulos antes e depois dos desafios ácidos. O nível de significância foi estabelecido em p <0,05. Metodologia
  15. 15. 1. Análise do MEV após escovação Resultados Grupo 1 Escovação Não houve obliteração dos túbulos Grupo 2 Escovação com água destilada Não houve obliteração dos túbulos
  16. 16. 1. Análise do MEV após escovação Resultados Grupo 3 Escovação com creme dental com flúor Obliteração dos túbulos Desafio ácido Muitos túbulos sem partículas de pasta
  17. 17. 1. Análise do MEV após escovação Resultados Grupo 4 Escovação com creme dental com BG Maior obliteração dos túbulos do que grupo 3 Desafio ácido Muitos túbulos bloqueados
  18. 18. 1. Análise do MEV após escovação Resultados Grupo 5 Escovação com creme dental com HPA Máxima obliteração dos túbulos Desafio ácido Túbulos bloqueados
  19. 19. 1. Análise do MEV após escovação • A Tabela 2 apresenta as percentagens médias de oclusão dos túbulos. O Wilcoxon Signed Rank Test revelou uma diferença significativa (p <0,05) em oclusão dos túbulos antes e depois do tratamento com ácido para os grupos 3 e 4. Em contraste, no grupo 5 a diferença não era significativa. Resultados
  20. 20. 2. A análise em MEV após imersão de discos dos dentina em uma mistura de saliva e de pasta de dentes artificiais. Resultados Grupo B Imerso em SA e dentifrício com Flúor Pouca ou nenhuma obliteração de túbulos Grupo A Imerso em água destilada Sem obliteração de túbulos Grupo C e D Imerso em SA e dentifrício com BG ou HPA Obliteração de túbulos considerável com presença de partículas
  21. 21. 3. Análise pH • O pH da saliva artificial preparada foi de 7,2. Após a imersão de 2 g de pasta de dentes em saliva artificial, observou-se: o Fluoreto tornou-se 7,8 o BG aumentou para 7,6 o HAP aumentou para 7,3 Resultados
  22. 22. • Pessoas que sofrem de hipersensibilidade geralmente preferem tratamentos caseiros. Lee, 2008 • Estudos anteriores relataram que dentífricos que contêm flúor, BG e HAP são eficazes para ocluir túbulos dentinários e reduzir a sensibilidade. Mcbride, 1991; Wang, 2011; Kim, 2009. • O flúor é um agente remineralizante que tem a capacidade de formar fluorapatita, mais resistente a desafios ácidos e tem a capacidade de bloquear túbulos dentinários Lata et al., 2010 • Vidro bioativo (BG) é um material biocompatível que é tradicionalmente utilizado para a osteogênese, mas, recentemente, a sua utilização no campo da odontologia tem sido incentivada por causa das semelhanças entre osso e dentina. Hench et al., 1997; Farroq et al., 2012 • HAP é o componente de núcleo de tecidos duros no corpo humano. Seu potencial remineralização superiores tem incentivado seu uso em odontologia, principalmente como um ingrediente ativo em dentifrícios. Mistry et al., 2011 Discussão
  23. 23. Discussão O atual estudo mostra que a maior competência no bloqueio dos túbulos foi obtida pelo creme dental com HAP (pós desafio ácido)  Creme dental com BG  Creme dental com flúor. Não foi encontrado quaisquer estudos semelhantes que possam ser comparados com os resultados do estudo atual em termos de competência de flúor, BG, ou HAP na oclusão dos túbulos. Os discos de dentina que foram tratados com cremes dentais com BG e HAP foram os únicos que obliteraram os túbulos mesmo após o desafio ácido. Outro estudo que foi realizado demonstrou que pasta de dentes com HAP e BG, quando aplicados ao esmalte desmineralizado demonstraram o potencial de alta remineralização desses componentes (Gjorgievska et al., 2013)
  24. 24. • Foi demonstrado que as partículas de HAP (consistindo de cálcio e fosfato) têm a capacidade de adsorver sobre a superfície do dente e inibir a dissolução  Maior obliteração pela HAP. Discussão Yuan P., et al. demonstrou que a adição de HAP a um dentifrício comum melhora significativamente as suas capacidades de oclusão dos túbulos e relatou taxa de mais de 90% de ligação após 7 dias de escovação. Semelhante ao atual estudo, onde uma porcentagem de oclusão dos túbulos de quase 100% foi alcançada para creme dental com HAP (ambos desafio ácido pré e pós cítrico).
  25. 25. • Um aumento do pH com a mistura de SA + dentifrício mostra a capacidade de tamponamento da pasta de dente. Útil para neutralizar os ácidos que são libertadas pelas bactérias na placa dentária e para normalizar o pH da saliva após um ataque ácido. Discussão Capacidade de remineralização MEV SA+ HAP e SA + BG  SA+ Fluoreto Análise de pH Aumento de pH = SA + fluoreto por SA + BG  SA + HAP.
  26. 26. • A imersão de discos de dentina na mistura creme dental + saliva artificial foi realizada para simular as condições in vivo que estão presentes para a remineralização da dentina e obliteração dos túbulos. Discussão Muitas partículas na superfície da dentina Pastas BG e HAP aumentam a quantidade de íons cálcio e fosfato na saliva Formação camada de fosfato de cálcio Oclusão física dos túbulos Reynolds, 2008
  27. 27. • Com base nos resultados deste estudo, a hipótese nula(H0) de que todos os cremes dentais têm oclusão dos túbulos e potencial de remineralização similares é rejeitada. • A mais alta competência em obliterar os túbulos (tanto pré e pós desafio ácido) foi alcançada pela pasta de dente com HAP, seguido por creme dental com BG. • Depois de misturar cremes dentais em saliva artificial, foi observado o maior aumento de pH para creme dental com flúor, mostrando sua capacidade de remineralização e tamponamento superior. Conclusão
  28. 28. Referências

×