SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
As Revoluções Liberais:
Revolução Americana de
1776
George Washington
Da Carreira Militar ao Casamento
Nasci a 22 de Fevereiro de 1732, na Virgínia, vindo de uma família
tradicional, embora abastada. Ajudei-a numa quinta. Mas sempre soube que
o meu sonho era ser diferente. Talvez militar, porque não? Combater o mal,
defender a minha pátria, revolucionar algo (não sabendo como!)… Era tudo
o que eu desejara naqueles tempos remotos.
Cresci, saudável e feliz, a pensar no futuro. Jovem e vigoroso, estive
desde cedo preparado para pertencer a um exército.
Contra franceses, assumi o cargo de tenente-coronel, tentando, de
modo árduo, bani-los de Ohio. Este foi o início da Guerra Franco-Indígena
que, após muitas derrotas (e não esquecendo as grandes vitórias),
determinou o Tratado de Paris.
Fig.1 – Mapa do domínio do noroeste americano
Deixei o exército em 1758, depois de vários anos de luta e guerra. É
provável que tenha decidido mudar de vida; esta era demasiado monótona.
Todavia, ficara hesitante. Parecia um “rapaz mimado” que queria
experimentar tudo, que nunca gostava de nada, que não sabia dar valor ao
que tinha de bom naqueles momentos de júbilo e gratidão. Mas tinha de
arriscar e, sobretudo, prometer-me a mim próprio que era a última vez que
iria cometer aquele possível erro.
Foi então que conheci uma mulher bela. Chamava-se Martha Custis.
Tinha uma história fatídica. O seu marido havia morrido, deixara-a com
quatro filhos e, claro, com a gestão da herança das crianças. Poderia dizer-
se que era uma viúva rica. Porém, o dinheiro não compra a felicidade. E foi
uma felicidade genuína que nos levou a casar, a 6 de janeiro de 1759.
Fomos viver para uma quinta na Virgínia, onde trabalhávamos numa
plantação de tabaco.
O Início de uma Liberdade
Em anos anteriores, por volta do século
XVII, os Ingleses fundaram treze colónias na
costa atlântica da América do Norte. Embora
existissem diferenças significativas, havia aspetos
em comum: a língua, o espírito de iniciativa e a
tradição de liberdade de pensamento.
Nos últimos cinquenta anos do século
XVIII, o domínio de Inglaterra face às colónias
americanas começou a originar revoltas. O
lançamento de um imposto sobre o açúcar, o papel
selado e o chá provocou uma má reação aos
colonos, inclusive eu, que apoiávamos
deliberadamente a resistência às prescindíveis
decisões inglesas. Fig.2 – As treze colónias
na época da Independência
Em 1775, os delegados dessas treze colónias concentraram-se em
Filadélfia, com o intuito de discutir as medidas a adotar contra os ingleses.
Eu fui um dos sete representantes da Virgínia.
Passado um ano, houve um novo congresso. Então resolvemos,
sempre corajosos, proclamar a independência da nossa pátria. Esta decisão
marcou o início da Guerra da Independência dos Estados Unidos. Os
colonos tinham uma finalidade comum: derrotar os ingleses e conseguir
obter a liberdade pretendida; contudo, os grupos estavam desorganizados.
15 de julho de 1755 foi um dia que se salientou na minha vida,
apesar de não ter noção do que se poderia seguir. Fui nomeado por John
Adams, importante político, para liderar todos os exércitos, assumindo o
meu posto em Cambridge.
Consegui impor alguma ordem nos 16 mil voluntários. Admito que,
inicialmente, foi um trabalho difícil. Mas, trabalhando juntos, começámos
logo por expulsar os “inimigos” de Boston.
Durante os cinco anos seguintes, continuei a dirigir perfeitamente o
meu exército. Aproveitei-me da ignorância dos ingleses (ou será que nós,
americanos, éramos perspicazes demais?!) e incentivei para que se
desencadeassem conflitos e guerrilhas ocasionais.
A Independência justifica a Presidência
Fiz uma aliança com os franceses. E, claro, esperava que eles fossem
fiéis. Assim, além de nós e da França, também a Espanha e a Prússia
entraram em ação. Foi, sobretudo, esta união que determinou a merecida
derrota dos britânicos, na batalha de Yorktown, em 19 de outubro de 1781.
Esta data significou um pequeno passo para mim, mas um grande passo
para os Estados Unidos da América.
Dois anos decorreram, muito rápidos, e eu ficava cada vez mais
velho. Foi então que uma simples colónia, controlada pelos ingleses,
ascendeu a uma grande nação, reconhecida, oficialmente, pelo Reino da
Grã-Bretanha.
Pela primeira vez na História, um território dependente de um reino
tornava-se livre através de um movimento de revolta, de uma revolução
notável… A partir de aí, conseguiu-se o direito à felicidade, ao bem-estar, à
vida. Os pensamentos iluministas tiveram um grande peso nestas inovações
e no que iria ser o novo governo americano, como a separação dos poderes
e a igualdade de todos perante a lei.
Quase no fim do ano de 1783, demiti-me e afastei-me para Mount
Vernon. No entanto, levei comigo recordações jamais inesquecíveis.
Devido a isso, senti-me orgulhoso. Não só por defender a minha pátria
(nada mais do que uma obrigação), mas também por zelar pelos valores
cristãos, os únicos que, por vezes, nos mantém firmes e de cabeça erguida.
Os anos seguintes foram anos de fraternidade, de honra. Fui eleito
por concordância para presidência da União. E é mesmo isso que esse país
representa. Ao apoiar a Constituição de 1787, obtive a aprovação de todos
os estados para que esta fosse estabelecida. Nunca pensara em ter este
cargo, de facto, muito nobre.
Fui reeleito presidente em 1792, agora no segundo mandato, embora
tivesse recusado o terceiro. Já estava cansado e precisava de fazer uma
longa pausa para refletir. Estava a acontecer tudo ao mesmo tempo e eu já
me encontrava bastante confuso. Todavia, a minha desculpa fora “para não
dar mau exemplo”. Foi difícil despedir-me do povo americano, mas aquela
era a altura certa.
Em 1799, tomei a direção de um caminho desconhecido, que me
conduziu à encruzilhada do fim do mundo.
Três anos depois, a minha mulher veio ter comigo. Descobriu o
paraíso onde eu me situava e lá ficámos juntos. A primeira coisa que me
disse quando chegou foi: “És o Pai dos Estados Unidos”. Eu assenti. De
alguma forma, sabia que aquilo que ela dissera era verdade.
Bibliografia
 http://pt.wikipedia.org/wiki/George_Washington
 http://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_A
mericana
 https://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_da_Independ%C3%A
Ancia_dos_Estados_Unidos
 http://www.dicio.com.br/
 AMARAL, Cláudia; PINTO, Ana Lídia; NEVES, Pedro
Almiro. Descobrir a História 8. Porto: Porto Editora, 2012,
p. 150-151
Revolução Americana de 1776 e George Washington

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

seminario de histoira, guerra do vietnã, guerra da coreia, revolução chinesa,...
seminario de histoira, guerra do vietnã, guerra da coreia, revolução chinesa,...seminario de histoira, guerra do vietnã, guerra da coreia, revolução chinesa,...
seminario de histoira, guerra do vietnã, guerra da coreia, revolução chinesa,...leoncioivo
 
Governos Dutra e Vargas: O Populismo Democrático
Governos Dutra e Vargas: O Populismo DemocráticoGovernos Dutra e Vargas: O Populismo Democrático
Governos Dutra e Vargas: O Populismo DemocráticoValéria Shoujofan
 
Guerra da secessão e pós guerra
Guerra da secessão e pós guerraGuerra da secessão e pós guerra
Guerra da secessão e pós guerraCarol Pires
 
Guerra de Secessão nos EUA
Guerra de Secessão nos EUAGuerra de Secessão nos EUA
Guerra de Secessão nos EUAMichele Frison
 
Pra não dizer que não falei das flores
Pra não dizer que não falei das floresPra não dizer que não falei das flores
Pra não dizer que não falei das floreslgreggio10
 
A guerra civil americana (secessão)
A guerra civil americana (secessão) A guerra civil americana (secessão)
A guerra civil americana (secessão) Marlon Barros Cardozo
 
Os Estados Unidos no Século XIX
Os Estados Unidos no Século XIXOs Estados Unidos no Século XIX
Os Estados Unidos no Século XIXFátima Pontes
 
A Guerra do Vietnã no contexto da Guerra Fria
A Guerra do Vietnã no contexto da Guerra FriaA Guerra do Vietnã no contexto da Guerra Fria
A Guerra do Vietnã no contexto da Guerra FriaEddieuepg
 
Guerra de secessão
Guerra de secessãoGuerra de secessão
Guerra de secessãoturmac11
 
3ºexpansão norte americana.
3ºexpansão norte americana.3ºexpansão norte americana.
3ºexpansão norte americana.Ajudar Pessoas
 
Estados Unidos Século XIX
Estados Unidos Século XIXEstados Unidos Século XIX
Estados Unidos Século XIXbrenosassarao
 
a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 3
 a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 3 a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 3
a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 3Wellington Gabriel de Borba
 
Eua no século xix
Eua no século xixEua no século xix
Eua no século xixAuxiliadora
 
America sec xix.filé
America sec xix.filéAmerica sec xix.filé
America sec xix.filémundica broda
 

Mais procurados (20)

Guerra do Vietnã
Guerra do VietnãGuerra do Vietnã
Guerra do Vietnã
 
Guerra da secessão
Guerra da secessãoGuerra da secessão
Guerra da secessão
 
seminario de histoira, guerra do vietnã, guerra da coreia, revolução chinesa,...
seminario de histoira, guerra do vietnã, guerra da coreia, revolução chinesa,...seminario de histoira, guerra do vietnã, guerra da coreia, revolução chinesa,...
seminario de histoira, guerra do vietnã, guerra da coreia, revolução chinesa,...
 
Governos Dutra e Vargas: O Populismo Democrático
Governos Dutra e Vargas: O Populismo DemocráticoGovernos Dutra e Vargas: O Populismo Democrático
Governos Dutra e Vargas: O Populismo Democrático
 
Guerra da secessão e pós guerra
Guerra da secessão e pós guerraGuerra da secessão e pós guerra
Guerra da secessão e pós guerra
 
Revolução Cubana.
Revolução Cubana.Revolução Cubana.
Revolução Cubana.
 
Trabalho de História
Trabalho de HistóriaTrabalho de História
Trabalho de História
 
Guerra de Secessão nos EUA
Guerra de Secessão nos EUAGuerra de Secessão nos EUA
Guerra de Secessão nos EUA
 
Pra não dizer que não falei das flores
Pra não dizer que não falei das floresPra não dizer que não falei das flores
Pra não dizer que não falei das flores
 
A guerra civil americana (secessão)
A guerra civil americana (secessão) A guerra civil americana (secessão)
A guerra civil americana (secessão)
 
Os Estados Unidos no Século XIX
Os Estados Unidos no Século XIXOs Estados Unidos no Século XIX
Os Estados Unidos no Século XIX
 
A Guerra do Vietnã no contexto da Guerra Fria
A Guerra do Vietnã no contexto da Guerra FriaA Guerra do Vietnã no contexto da Guerra Fria
A Guerra do Vietnã no contexto da Guerra Fria
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
A Guerra do Vietnã(1959 1975)
A Guerra do Vietnã(1959 1975)A Guerra do Vietnã(1959 1975)
A Guerra do Vietnã(1959 1975)
 
Guerra de secessão
Guerra de secessãoGuerra de secessão
Guerra de secessão
 
3ºexpansão norte americana.
3ºexpansão norte americana.3ºexpansão norte americana.
3ºexpansão norte americana.
 
Estados Unidos Século XIX
Estados Unidos Século XIXEstados Unidos Século XIX
Estados Unidos Século XIX
 
a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 3
 a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 3 a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 3
a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 3
 
Eua no século xix
Eua no século xixEua no século xix
Eua no século xix
 
America sec xix.filé
America sec xix.filéAmerica sec xix.filé
America sec xix.filé
 

Destaque

George washington
George washingtonGeorge washington
George washingtonFaraz Patel
 
George Washington
George WashingtonGeorge Washington
George Washingtonllgenesca
 
George washington slide show
George washington slide showGeorge washington slide show
George washington slide showbrendenharper
 
George Washington
George WashingtonGeorge Washington
George Washingtontjbechtel
 
George washington
George washingtonGeorge washington
George washingtonNewhart6925
 
Washington’s presidency ppt
Washington’s presidency pptWashington’s presidency ppt
Washington’s presidency pptBo Chamberlain
 
Topic & Conclusion Sentence Tutorial
Topic & Conclusion Sentence TutorialTopic & Conclusion Sentence Tutorial
Topic & Conclusion Sentence TutorialNinjabob991
 
Biografia de george washington
Biografia de george washingtonBiografia de george washington
Biografia de george washingtonYerenny Rubio
 
George Washington
George WashingtonGeorge Washington
George WashingtonLorrene
 
Washington Presidency
Washington PresidencyWashington Presidency
Washington Presidencymrsvogel
 
George Washington - Meghan Nolan
George Washington - Meghan NolanGeorge Washington - Meghan Nolan
George Washington - Meghan NolanMeghan Nolan
 
The presidency of george washingtion ppt for notes
The presidency of george washingtion ppt for notesThe presidency of george washingtion ppt for notes
The presidency of george washingtion ppt for notesMatthew Fulghum
 
Nagasaki and Hiroshima
Nagasaki and HiroshimaNagasaki and Hiroshima
Nagasaki and Hiroshimaguest8a7501
 
Washington Powerpoint
Washington PowerpointWashington Powerpoint
Washington Powerpointablack
 

Destaque (20)

George washington
George washingtonGeorge washington
George washington
 
George Washington
George WashingtonGeorge Washington
George Washington
 
George washington
George washingtonGeorge washington
George washington
 
George washington slide show
George washington slide showGeorge washington slide show
George washington slide show
 
George Washington
George WashingtonGeorge Washington
George Washington
 
George washington
George washingtonGeorge washington
George washington
 
George washington
George washingtonGeorge washington
George washington
 
George washington
George washingtonGeorge washington
George washington
 
Apresentaçâo ingles
Apresentaçâo inglesApresentaçâo ingles
Apresentaçâo ingles
 
Apotheosis Of George Washington
Apotheosis Of George WashingtonApotheosis Of George Washington
Apotheosis Of George Washington
 
Washington’s presidency ppt
Washington’s presidency pptWashington’s presidency ppt
Washington’s presidency ppt
 
Topic & Conclusion Sentence Tutorial
Topic & Conclusion Sentence TutorialTopic & Conclusion Sentence Tutorial
Topic & Conclusion Sentence Tutorial
 
George washington
George washingtonGeorge washington
George washington
 
Biografia de george washington
Biografia de george washingtonBiografia de george washington
Biografia de george washington
 
George Washington
George WashingtonGeorge Washington
George Washington
 
Washington Presidency
Washington PresidencyWashington Presidency
Washington Presidency
 
George Washington - Meghan Nolan
George Washington - Meghan NolanGeorge Washington - Meghan Nolan
George Washington - Meghan Nolan
 
The presidency of george washingtion ppt for notes
The presidency of george washingtion ppt for notesThe presidency of george washingtion ppt for notes
The presidency of george washingtion ppt for notes
 
Nagasaki and Hiroshima
Nagasaki and HiroshimaNagasaki and Hiroshima
Nagasaki and Hiroshima
 
Washington Powerpoint
Washington PowerpointWashington Powerpoint
Washington Powerpoint
 

Semelhante a Revolução Americana de 1776 e George Washington

Estados Unidos da América
Estados Unidos da AméricaEstados Unidos da América
Estados Unidos da Américabruno2m1
 
Revolamericana 1209852352271341-8
Revolamericana 1209852352271341-8Revolamericana 1209852352271341-8
Revolamericana 1209852352271341-8Jamil Muhammad
 
Eua história
Eua   históriaEua   história
Eua história4grupo4
 
Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02
Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02
Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02Neuda Larissa Dias Perdigao
 
A Independência dos Estados Unidos
A Independência dos Estados UnidosA Independência dos Estados Unidos
A Independência dos Estados UnidosRitsu Onodera
 
Estados Unidos - 13 Colônias
Estados Unidos - 13 ColôniasEstados Unidos - 13 Colônias
Estados Unidos - 13 ColôniaskarenfreitasRS21
 
A independência Americana - Prof. Altair Aguilar
A independência Americana - Prof. Altair AguilarA independência Americana - Prof. Altair Aguilar
A independência Americana - Prof. Altair AguilarAltair Moisés Aguilar
 
Revolução francesa aisha
Revolução francesa aishaRevolução francesa aisha
Revolução francesa aishasr adil
 
A Independência das 13 colônias inglesas na América (1).ppt
A Independência das 13 colônias inglesas na América (1).pptA Independência das 13 colônias inglesas na América (1).ppt
A Independência das 13 colônias inglesas na América (1).pptNayaraSales13
 
A revoluções liberais
A revoluções liberaisA revoluções liberais
A revoluções liberaisEduardo Sousa
 
Resumos História A
Resumos História AResumos História A
Resumos História AAna Catarina
 
As treze colônias USA
As treze colônias USA As treze colônias USA
As treze colônias USA Lucia GCR
 

Semelhante a Revolução Americana de 1776 e George Washington (20)

Estados Unidos da América
Estados Unidos da AméricaEstados Unidos da América
Estados Unidos da América
 
Revolamericana 1209852352271341-8
Revolamericana 1209852352271341-8Revolamericana 1209852352271341-8
Revolamericana 1209852352271341-8
 
Revolução americana
Revolução americanaRevolução americana
Revolução americana
 
Rev americana 11º d
Rev americana  11º dRev americana  11º d
Rev americana 11º d
 
Eua história
Eua   históriaEua   história
Eua história
 
Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02
Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02
Aindependnciadosestadosunidos 131212121308-phpapp02
 
A Independência dos Estados Unidos
A Independência dos Estados UnidosA Independência dos Estados Unidos
A Independência dos Estados Unidos
 
Revolução americana
Revolução americanaRevolução americana
Revolução americana
 
60248.pptx
60248.pptx60248.pptx
60248.pptx
 
Estados Unidos - 13 Colônias
Estados Unidos - 13 ColôniasEstados Unidos - 13 Colônias
Estados Unidos - 13 Colônias
 
Revolução americana
Revolução americanaRevolução americana
Revolução americana
 
HISTÓRIA DO EUA.pptx
HISTÓRIA DO EUA.pptxHISTÓRIA DO EUA.pptx
HISTÓRIA DO EUA.pptx
 
A independência Americana - Prof. Altair Aguilar
A independência Americana - Prof. Altair AguilarA independência Americana - Prof. Altair Aguilar
A independência Americana - Prof. Altair Aguilar
 
Revolução francesa aisha
Revolução francesa aishaRevolução francesa aisha
Revolução francesa aisha
 
Revolução americana
Revolução americanaRevolução americana
Revolução americana
 
A Independência das 13 colônias inglesas na América (1).ppt
A Independência das 13 colônias inglesas na América (1).pptA Independência das 13 colônias inglesas na América (1).ppt
A Independência das 13 colônias inglesas na América (1).ppt
 
A revoluções liberais
A revoluções liberaisA revoluções liberais
A revoluções liberais
 
Resumos História A
Resumos História AResumos História A
Resumos História A
 
As treze colônias USA
As treze colônias USA As treze colônias USA
As treze colônias USA
 
Revolução Americana
Revolução AmericanaRevolução Americana
Revolução Americana
 

Mais de PAFB

O planeta cilíndrico
O planeta cilíndricoO planeta cilíndrico
O planeta cilíndricoPAFB
 
Marquês de pombal power-point
Marquês de pombal  power-pointMarquês de pombal  power-point
Marquês de pombal power-pointPAFB
 
Ficha de leitura 13
Ficha de leitura 13Ficha de leitura 13
Ficha de leitura 13PAFB
 
Ficha de leitura 12
Ficha de leitura 12Ficha de leitura 12
Ficha de leitura 12PAFB
 
Ficha de leitura 6
Ficha de leitura 6Ficha de leitura 6
Ficha de leitura 6PAFB
 
Ficha de leitura 1
Ficha de leitura 1Ficha de leitura 1
Ficha de leitura 1PAFB
 
Revolução dos cravos
Revolução dos cravosRevolução dos cravos
Revolução dos cravosPAFB
 
Valores humanos justiça
Valores humanos   justiçaValores humanos   justiça
Valores humanos justiçaPAFB
 
Valores humanos ética
Valores humanos   éticaValores humanos   ética
Valores humanos éticaPAFB
 
Valores humanos disciplina
Valores humanos   disciplinaValores humanos   disciplina
Valores humanos disciplinaPAFB
 
Valores humanos
Valores humanosValores humanos
Valores humanosPAFB
 
Valores humanos paz
Valores humanos   pazValores humanos   paz
Valores humanos pazPAFB
 
O peixe azul
O peixe azulO peixe azul
O peixe azulPAFB
 
Ficha de leitura 9
Ficha de leitura 9Ficha de leitura 9
Ficha de leitura 9PAFB
 
Ficha de leitura 8
Ficha de leitura 8Ficha de leitura 8
Ficha de leitura 8PAFB
 
Ficha de leitura 7
Ficha de leitura 7Ficha de leitura 7
Ficha de leitura 7PAFB
 
Ficha de leitura 5
Ficha de leitura 5Ficha de leitura 5
Ficha de leitura 5PAFB
 
Ficha de leitura 3
Ficha de leitura 3Ficha de leitura 3
Ficha de leitura 3PAFB
 
Ficha de leitura 4
Ficha de leitura 4Ficha de leitura 4
Ficha de leitura 4PAFB
 
Ficha de leitura 2
Ficha de leitura 2Ficha de leitura 2
Ficha de leitura 2PAFB
 

Mais de PAFB (20)

O planeta cilíndrico
O planeta cilíndricoO planeta cilíndrico
O planeta cilíndrico
 
Marquês de pombal power-point
Marquês de pombal  power-pointMarquês de pombal  power-point
Marquês de pombal power-point
 
Ficha de leitura 13
Ficha de leitura 13Ficha de leitura 13
Ficha de leitura 13
 
Ficha de leitura 12
Ficha de leitura 12Ficha de leitura 12
Ficha de leitura 12
 
Ficha de leitura 6
Ficha de leitura 6Ficha de leitura 6
Ficha de leitura 6
 
Ficha de leitura 1
Ficha de leitura 1Ficha de leitura 1
Ficha de leitura 1
 
Revolução dos cravos
Revolução dos cravosRevolução dos cravos
Revolução dos cravos
 
Valores humanos justiça
Valores humanos   justiçaValores humanos   justiça
Valores humanos justiça
 
Valores humanos ética
Valores humanos   éticaValores humanos   ética
Valores humanos ética
 
Valores humanos disciplina
Valores humanos   disciplinaValores humanos   disciplina
Valores humanos disciplina
 
Valores humanos
Valores humanosValores humanos
Valores humanos
 
Valores humanos paz
Valores humanos   pazValores humanos   paz
Valores humanos paz
 
O peixe azul
O peixe azulO peixe azul
O peixe azul
 
Ficha de leitura 9
Ficha de leitura 9Ficha de leitura 9
Ficha de leitura 9
 
Ficha de leitura 8
Ficha de leitura 8Ficha de leitura 8
Ficha de leitura 8
 
Ficha de leitura 7
Ficha de leitura 7Ficha de leitura 7
Ficha de leitura 7
 
Ficha de leitura 5
Ficha de leitura 5Ficha de leitura 5
Ficha de leitura 5
 
Ficha de leitura 3
Ficha de leitura 3Ficha de leitura 3
Ficha de leitura 3
 
Ficha de leitura 4
Ficha de leitura 4Ficha de leitura 4
Ficha de leitura 4
 
Ficha de leitura 2
Ficha de leitura 2Ficha de leitura 2
Ficha de leitura 2
 

Revolução Americana de 1776 e George Washington

  • 1. As Revoluções Liberais: Revolução Americana de 1776 George Washington
  • 2. Da Carreira Militar ao Casamento Nasci a 22 de Fevereiro de 1732, na Virgínia, vindo de uma família tradicional, embora abastada. Ajudei-a numa quinta. Mas sempre soube que o meu sonho era ser diferente. Talvez militar, porque não? Combater o mal, defender a minha pátria, revolucionar algo (não sabendo como!)… Era tudo o que eu desejara naqueles tempos remotos. Cresci, saudável e feliz, a pensar no futuro. Jovem e vigoroso, estive desde cedo preparado para pertencer a um exército. Contra franceses, assumi o cargo de tenente-coronel, tentando, de modo árduo, bani-los de Ohio. Este foi o início da Guerra Franco-Indígena que, após muitas derrotas (e não esquecendo as grandes vitórias), determinou o Tratado de Paris. Fig.1 – Mapa do domínio do noroeste americano Deixei o exército em 1758, depois de vários anos de luta e guerra. É provável que tenha decidido mudar de vida; esta era demasiado monótona. Todavia, ficara hesitante. Parecia um “rapaz mimado” que queria experimentar tudo, que nunca gostava de nada, que não sabia dar valor ao que tinha de bom naqueles momentos de júbilo e gratidão. Mas tinha de arriscar e, sobretudo, prometer-me a mim próprio que era a última vez que iria cometer aquele possível erro. Foi então que conheci uma mulher bela. Chamava-se Martha Custis. Tinha uma história fatídica. O seu marido havia morrido, deixara-a com quatro filhos e, claro, com a gestão da herança das crianças. Poderia dizer- se que era uma viúva rica. Porém, o dinheiro não compra a felicidade. E foi uma felicidade genuína que nos levou a casar, a 6 de janeiro de 1759. Fomos viver para uma quinta na Virgínia, onde trabalhávamos numa plantação de tabaco.
  • 3. O Início de uma Liberdade Em anos anteriores, por volta do século XVII, os Ingleses fundaram treze colónias na costa atlântica da América do Norte. Embora existissem diferenças significativas, havia aspetos em comum: a língua, o espírito de iniciativa e a tradição de liberdade de pensamento. Nos últimos cinquenta anos do século XVIII, o domínio de Inglaterra face às colónias americanas começou a originar revoltas. O lançamento de um imposto sobre o açúcar, o papel selado e o chá provocou uma má reação aos colonos, inclusive eu, que apoiávamos deliberadamente a resistência às prescindíveis decisões inglesas. Fig.2 – As treze colónias na época da Independência Em 1775, os delegados dessas treze colónias concentraram-se em Filadélfia, com o intuito de discutir as medidas a adotar contra os ingleses. Eu fui um dos sete representantes da Virgínia. Passado um ano, houve um novo congresso. Então resolvemos, sempre corajosos, proclamar a independência da nossa pátria. Esta decisão marcou o início da Guerra da Independência dos Estados Unidos. Os colonos tinham uma finalidade comum: derrotar os ingleses e conseguir obter a liberdade pretendida; contudo, os grupos estavam desorganizados. 15 de julho de 1755 foi um dia que se salientou na minha vida, apesar de não ter noção do que se poderia seguir. Fui nomeado por John Adams, importante político, para liderar todos os exércitos, assumindo o meu posto em Cambridge. Consegui impor alguma ordem nos 16 mil voluntários. Admito que, inicialmente, foi um trabalho difícil. Mas, trabalhando juntos, começámos logo por expulsar os “inimigos” de Boston. Durante os cinco anos seguintes, continuei a dirigir perfeitamente o meu exército. Aproveitei-me da ignorância dos ingleses (ou será que nós, americanos, éramos perspicazes demais?!) e incentivei para que se desencadeassem conflitos e guerrilhas ocasionais.
  • 4. A Independência justifica a Presidência Fiz uma aliança com os franceses. E, claro, esperava que eles fossem fiéis. Assim, além de nós e da França, também a Espanha e a Prússia entraram em ação. Foi, sobretudo, esta união que determinou a merecida derrota dos britânicos, na batalha de Yorktown, em 19 de outubro de 1781. Esta data significou um pequeno passo para mim, mas um grande passo para os Estados Unidos da América. Dois anos decorreram, muito rápidos, e eu ficava cada vez mais velho. Foi então que uma simples colónia, controlada pelos ingleses, ascendeu a uma grande nação, reconhecida, oficialmente, pelo Reino da Grã-Bretanha. Pela primeira vez na História, um território dependente de um reino tornava-se livre através de um movimento de revolta, de uma revolução notável… A partir de aí, conseguiu-se o direito à felicidade, ao bem-estar, à vida. Os pensamentos iluministas tiveram um grande peso nestas inovações e no que iria ser o novo governo americano, como a separação dos poderes e a igualdade de todos perante a lei. Quase no fim do ano de 1783, demiti-me e afastei-me para Mount Vernon. No entanto, levei comigo recordações jamais inesquecíveis. Devido a isso, senti-me orgulhoso. Não só por defender a minha pátria (nada mais do que uma obrigação), mas também por zelar pelos valores cristãos, os únicos que, por vezes, nos mantém firmes e de cabeça erguida. Os anos seguintes foram anos de fraternidade, de honra. Fui eleito por concordância para presidência da União. E é mesmo isso que esse país representa. Ao apoiar a Constituição de 1787, obtive a aprovação de todos os estados para que esta fosse estabelecida. Nunca pensara em ter este cargo, de facto, muito nobre. Fui reeleito presidente em 1792, agora no segundo mandato, embora tivesse recusado o terceiro. Já estava cansado e precisava de fazer uma longa pausa para refletir. Estava a acontecer tudo ao mesmo tempo e eu já me encontrava bastante confuso. Todavia, a minha desculpa fora “para não dar mau exemplo”. Foi difícil despedir-me do povo americano, mas aquela era a altura certa. Em 1799, tomei a direção de um caminho desconhecido, que me conduziu à encruzilhada do fim do mundo. Três anos depois, a minha mulher veio ter comigo. Descobriu o paraíso onde eu me situava e lá ficámos juntos. A primeira coisa que me disse quando chegou foi: “És o Pai dos Estados Unidos”. Eu assenti. De alguma forma, sabia que aquilo que ela dissera era verdade.
  • 5. Bibliografia  http://pt.wikipedia.org/wiki/George_Washington  http://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_A mericana  https://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_da_Independ%C3%A Ancia_dos_Estados_Unidos  http://www.dicio.com.br/  AMARAL, Cláudia; PINTO, Ana Lídia; NEVES, Pedro Almiro. Descobrir a História 8. Porto: Porto Editora, 2012, p. 150-151