Ficha de leitura 3

6.400 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.400
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
61
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ficha de leitura 3

  1. 1. Estudo AcompanhadoFicha de LeituraNome: Pedro André Flamino Botas Nº: 16 Ano: 6ºIndicação Bibliográfica- Título do Livro: Uma Aventura nas Férias da Páscoa- Autores (as): Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada- Colecção: Uma AventuraResumo da históriaTodos questionavam uns aos outros: “_Achas que vai nevar?”.Até que viram, dentro da sala de aula, através da janela, ummontinho de flocos. Sem pedirem autorização, os alunos foram acorrer lá para fora, mas repararam que a neve era uma farsa; emcima do telhado estavam três rapazes, incluindo o Chico.No dia seguinte, as gémeas viram que estava a nevar e quemlhes veio quebrar o encanto foi o pai que recitou alguns versosque pertenciam à Balada da Neve. Escapando à aula de Inglês, asgémeas foram ter com os amigos que tinham construído um«deslizador automático» feito com sacos de plástico.A neve caía cada vez com mais força e as gémeas, que já setinham divertido muito, começaram a espirrar e a sentir dores degarganta e, assim, decidiram ir à farmácia. O Pedro continuavajunto ao Pavilhão 4 a construir a «grande muralha da China».Todos os que permaneceram na escola já não podiam sair, poisestavam bloqueados pela neve.
  2. 2. Na farmácia, as gémeas já estavam irritadas com tanta fome,até que o Chico apareceu dentro de uma gaveta e vinha com umsaco de comida.Em casa, o João (admirado) entretinha-se ouvindo o vizinhoSérgio a dizer que há umas plantas do Tejo que atraem osflamingos, porque estas filtram as impurezas da poluição epurificam a atmosfera. Estava tão entusiasmado por fazer partedo grupo de ornitólogos!Do outro lado, o Pedro ouvia atentamente o professor Carlos aexplicar que se está a organizar uma exposição em Portugal e noBrasil. Portugal manda para lá peças portuguesas e eles mandampara cá peças brasileiras. A peça portuguesa mais importante vaiser a Custódia de Belém. Nesse momento, através do rádio ouviu-se o jornalista a afirmar que a Custódia de Belém tinhadesaparecido na neve sem deixar rasto.Nos dias seguintes não se falava noutra coisa sem ser no rouboda Custódia de Belém. Todos, incluindo o grupo de ornitólogos,foram ter a casa do João e o Sérgio levou-os numa carrinhadireitos ao rio.Estes fizeram a viagem de barco a motor até ao mochão daPóvoa. No regresso, os ornitólogos fizeram-lhes uma propostaque foi aceite rapidamente: darem um passeio de barco pela zonado Seixal (Corroios) para verem o moinho de maré.Quando chegaram, avistaram uma casa… Estavam comincertezas se era realmente uma igreja, mas tiraram as dúvidasquando o moleiro simpatiquíssimo lhes disse que esta casa era omoinho de maré. Ele tinha-lhes mostrado um mapa com outrosmoinhos de maré que podiam visitar. Não se entenderam até queo Chico decidiu com muita convicção que iriam visitar dois: oMoinho Velho e o Moinho Novo dos Paulistas.Eles já tinham chegado e ouviram várias vozes. O Chico definiusubir ao telhado. Atrás veio o Pedro. O que ouviram deixou-osestupefactos: um dos prisioneiros (que era empregado daRodoviária) revelara que os brutamontes tinham roubado aCustódia de Belém.
  3. 3. Passados uns minutos, o Pedro e o Chico desceram do telhado,pois já não estavam lá a fazer nada. Conversaram com os amigose dirigiram-se para o outro moinho.Mal chegaram o Pedro teve uma ideia para se dividirem: asgémeas iriam até ao Seixal ter com o Sérgio e os amigos paracontar o que se passa, telefonar à polícia e virem todos para omoinho; os rapazes ficavam lá e vigiavam.As gémeas tinham desaparecido pelo escuro. Mais uma vez oPedro e o Chico subiram pelo telhado. O João, irritado, tambémquis subir. Conseguiram ver a Custódia de Belém.No Seixal, tudo tinha corrido como previsto, excepto umaquebra de electricidade que fez parar o elevador.O Chico teve uma excelente ideia. Tinha trazido uma corda comum gancho na ponta e, assim, puxava a relíquia.Foi uma sorte enorme, pois as gémeas já estavam a bater àporta, mas por outro lado tiveram azar pois os ornitólogos tinhamacabado de descer.O Chico acabara de enganchar a preciosidade, quando umbrutamontes deu conta que tinha desaparecido. Por mais quetentou segurar-se, o Pedro acabou por cair lá dentro e desmaiou.O chefe chantageou-os por causa da troca do Pedro pelaCustódia de Belém. O João e o Chico estavam a ganhar tempo etiveram um plano que era «jogar com o elemento surpresa»: oFaial. Este parecia não obedecer ao dono, até que o Pedroacordou e pediu «Socorro» ao Faial.Finalmente as gémeas tinham chegado! Passado algum tempo, aLuísa estava um pouco estranha. Realmente, tinha motivos paraisso, pois aquelas doze figurinhas mexeram-se e falaram com ela.Mais uma vez, o grupo de aventuras acabou bem com um casocompleto!Data do início da leitura: 06/07/10Data da conclusão da leitura: 06/07/10Data da entrega da ficha de leitura: 14/09/10
  4. 4. VIVA A LEITURA!

×