Ilhéus onde os aviões e urubus voam juntos

716 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
716
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
579
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ilhéus onde os aviões e urubus voam juntos

  1. 1. ILHÉUS – ONDE OS URUBUS E AVIÕES VOAM JUNTOS Sempre deparamos com os artigos do amigo Nilson Pessoa, sobre o lixo (Zâmbia), onde os urubus fazem a festa e ainda batem palmas. Por várias vezes já chamou a atenção do poder público para esta situação, que faz o que pode, mas não acaba com o problema em definitivo. O povo também não coopera, na sua maioria são sujismundo mesmo. O Zé Carlos Júnior, fala sempre sobre este aspecto, e ele toda razão. Independentemente disso é uma questão de querer acabar, como acabamos com o lixão da Sapetinga. É fazer ver ao governo municipal que os locais escolhidos na cidade, para servirem de descarte é conduzir os péssimos cidadãos a vitória e a serem os primeiros a criticarem o serviço de limpeza da cidade. Estes locais só acabam com pavimentações das vias e calçadas, assim foi como realizado na Avenida Allan Kardec, no governo de João Lírio, aqui no Pontal, e na mesma continuação da Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, no local que mais conhecido pelo lixão da Sapentinga. Foi preciso insistir muito e fazer entender ao secretário de Limpeza Pública, que era um absurdo ainda se manter numa área urbana tão próxima da população, de um colégio e de um aeroporto, que esteve ameaçado várias vezes de ser interditado, em razão dos urubus.
  2. 2. O aeroporto de Ilhéus já foi prejudicado por diversos fatores, e continua sempre no andar da carruagem com ameaças de fechamento. Notícias sobre aeronaves que tiveram que desviar a rota para não colidir com urubus, não é mais novidade. Houve uma época inclusive que Infraero, chegou a manter no final da pista leste, o operário só para acionar pistões para espantar os urubus, coisa de brasileiro sem idéia firme numa decisão para resolver o assunto em definitivo. Para que os ilheenses tenham noção da gravidade dos fatos, resolvemos elaborar um mapa, só da zona sul, onde mapeamos os lixões, que são os responsáveis pela alimentação e proliferação dos urubus, além de locais de criatórios de moscas, ratos, baratas e várias doenças e dentre elas amais corriqueira, a dengue.
  3. 3. Neste mapa fica mais fácil entender que os lixões da zona sul estão todos em volta do aeroporto, e dentro de áreas populosas. Vale ressaltar que se mapearmos lixões do Centro da cidade, zona norte, e oeste, aí ficaria demonstrado o verdadeiro e maior criatório de urubus do mundo. Meu amigo Nilson Pessoa, só vou te solicitar um favor, não chame mais o lixão de Zâmbia, é uma afronta aquele país africano, que não vive com tanta miséria como ali apresentada. Vamos chamar de o Lixão do CAIC, pois também é um colégio que está jogado as traças, como tudo, quando se refere à educação neste país. José Rezende Mendonça

×