ILHÉUS - ESTUDANTES SEM LIMITES DEMOCRÁTICOS
O que presenciamos hoje mais uma vez é um ato unilateral, ou seja, temos
dire...
Não somos contra estes tipos de manifestos, pois eles são democráticos,
desde que sejam respeitados os limites da tolerânc...
Ilhéus   estudantes passam do limite democrático
Ilhéus   estudantes passam do limite democrático
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ilhéus estudantes passam do limite democrático

1.432 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Ilhéus estudantes passam do limite democrático

  1. 1. ILHÉUS - ESTUDANTES SEM LIMITES DEMOCRÁTICOS O que presenciamos hoje mais uma vez é um ato unilateral, ou seja, temos direitos (estudantes), a população restante da cidade e vizinhanças não. Os estudantes que hoje interditaram a Ponte Lomanto Júnior, das 11:00 às 13:00 horas, que é o único acesso entre o Centro, Zona Norte, Oeste e cidades circunvizinhas para Zona Sul, agiram de forma irresponsável, e prejudicando toda população da cidade, e justamente num horário em que o caos é inevitável. Claro, que tudo é planejado e eles sabem o que estão fazendo, eles só esquecem, que também temos direitos, que precisam ser respeitados. Estavam ali em pleno sol, jovens, crianças, idosos, que vinham do trabalho para casa, ou para escolas, além de pessoas que tinham que viajar e não podiam chegar até o aeroporto. Presenciamos uma senhora em desespero, pois perdera seu voo, outro vindo da Zona Sul, acidentado da construção civil, mais ainda vivo que não pode passar, ou seja, não passava nada, estavam irredutíveis. Nem a polícia, que se manteve calma e tentou a todo custo, pelo menos liberar os casos mais urgentes não foi possível. Enfim, radicalizaram mesmo. Foram duas horas de agonia.
  2. 2. Não somos contra estes tipos de manifestos, pois eles são democráticos, desde que sejam respeitados os limites da tolerância. Ora, se era um protesto contra o aumento da passagem de ônibus, pela ordem, aonde deveria ser esta manifestação era: garagem dos coletivos, Poder Legislativo e Prefeitura, pois os aumentos passam por lá. Lá sim, seria mais democrático e nunca interditar uma única ponte, para que "meus gritos sejam ouvidos". Também nos causa surpresa, que estudantes cubram seus rostos ( encapuzados), para fazer um manifesto deste nível. Estudante tem que dá o exemplo e vim de cara limpa, senão fica a impressão que são "paus mandados". Já fui estudante e já participei de passeata ordeira, e de cara limpa, mas a maioria dos jovens de hoje estão se deixando levar, pelos maus políticos e perderam sua autonomia, que era a coisa mais bonita e funcionava, quando este país vivia a Ditadura Militar, e hoje só mudou para civil, e as coisas tomam um rumo muito perigoso, e os próprios estudantes não se aperceberam disto, é uma pena. Estudantes vocês são o futuro deste país, e se assim vocês agem, como nós podemos um dia lá na frente confiar em vocês, para serem a esperança que já estamos perdendo? Protestos nesta ponte já é um caso de policia mesmo. Não podemos ser mais reféns destas manifestações, pois também temos o direito de ir e vir. José Rezende Mendonça.

×