SlideShare uma empresa Scribd logo
ALUNO:
WALDELEI DE OLIVEIRA
SEMINÁRIO TEOLÓGICO BATISTA DO GRANDE ABC
CURSO DE BACHAREL EM TEOLOGIA
AVALIAÇÃO I - PLANEJAMENTO ADMINISTRATIVO
Trabalho de Paradigmas Contemporâneos de Gestão,
apresentado ao Seminário Teológico Batista do Grande
ABC, como requisito parcial para a obtenção de média
nessa disciplina.
Orientador: Prof. Sidney Franco
AVALIAÇÃO I – PLANEJAMENTO ADMINISTRATIVO
I) Razão de ser da igreja
A Igreja Batista em Jardim Tietê é uma comunidade agente de edificação de vidas na palavra de
Deus, tendo como compromisso levar o Evangelho de Jesus Cristo ao mundo, promovendo o Reino de
Deus e Seu amor, no poder do Espírito Santo, através da reunião de pessoas para adoração, comunhão,
discipulado, serviço e missões.
II) Declaração de Visão
Ser uma igreja viva, acolhedora, que ame as pessoas e ensine e pratique a Palavra de Deus.
III) Declaração de Missão
Conduzir as pessoas à salvação em Cristo, integrando-as à família de Deus, ensinando-as a viver
como verdadeiros discípulos, à luz dos princípios bíblicos e dos propósitos de Deus.
IV) Definição da filosofia do ministério
Quando falamos em valores e em Filosofia de Ministério, falamos da nossa maneira de ser igreja,
falamos de como a vida comunitária se desenvolve no cotidiano de cada indivíduo. Nossa filosofia de
ministério está embasada no compromisso de cumprir as cinco missões que Cristo ordenou:
1 – Amar a Deus com todo o seu coração - A palavra que descreve este propósito é ADORAÇÃO. A igreja
existe para adorar a Deus. Quando expressamos o nosso amor por Deus, o adoramos.
2 – Amar ao seu próximo como a si mesmo - A palavra para descrever este propósito é SERVIÇO. A igreja
deve servir a Deus e às pessoas nos diversos tipos de necessidades: espiritual, emocional E física.
3 – Ir e fazer discípulos - Este propósito chamamos de MISSÕES. A igreja existe para comunicar a Palavra
de Deus. É responsabilidade de cada crente compartilhar as boas novas em qualquer lugar que ele vá.
Somos convidados a participar, trazendo pessoas para a família eterna de Deus.
4 – Batizar - Indo, batizando e ensinando, são elementos essenciais no processo de se estar fazendo
discípulos. A igreja existe para proporcionar comunhão aos Crentes. Batismo não é somente um símbolo de
salvação, é um símbolo de COMUNHÃO.
5 – Ensinar a obedecer - A palavra que normalmente usamos quando nos referimos a este propósito
é DISCIPULADO. A igreja existe para edificar ou educar o povo a Deus. Como igreja, não somos somente
chamados para alcançar pessoas, mas também para ensiná-las.
Nossos VALORES são princípios que orientam nossas ações e esclarecem PORQUE fazemos, O
QUE fazemos, do JEITO que fazemos: alinham nossas ações com a nossa VISÃO. E assim, faremos tudo o
que foi descrito acima, baseados em quatro VALORES, a saber:
1- AMAR a Deus e as pessoas
2- ALCANÇAR as pessoas para Cristo
3- ACOLHER a todos e integrá-los à família de Deus
4- FORMAR Cristo na vida de todos
5- SERVIR a Deus e às pessoas em suas necessidades com amor e disposição
Através desses valores, compromissos e ênfases é que temos nos tornado igreja com o a visão de
”Ser uma igreja viva, acolhedora, que ame as pessoas e ensine e pratique a Palavra de Deus.”
QUADRO I - PLANO ESTRATÉGICO
1. IGREJA
IGREJA BATISTA EM JARDIM TIETE
2. DECLARAÇÃO DE MISSÃO DA IGREJA
Conduzir as pessoas a salvação em cristo , integrando-as à família de deus, ensinando-as a viver como
verdadeiros discípulos, à luz dos princípios bíblicos e dos propósitos de deus.
3. FATORES DO AMBIENTE EXTERNO
FATORES EXTERNOS À IGREJA OPORTUNIDADES
(Aspectos Favoráveis)
AMEAÇAS
(Aspectos Desfavoráveis)
A igreja está inserida em uma comunidade com
população numerosa
Vasto campo para evangelização Dificuldade de penetração
A igreja está inserida em uma comunidade com
baixo poder aquisitivo
Oportunidade para realização de
projetos sociais
Dificuldade de conseguir
recursos para o trabalho
Comunidade composta por pessoas oriundas de
famílias mal estruturadas
Oportunidade p/ realização de
projetos voltados para as famílias
Dificuldade de reunir as
familias em um evento
4. FATORES DO AMBIENTE INTERNO
PONTOS FORTES PONTOS FRACOS
Ministério Infantil atuante Falta de assiduidade dos membros
Ministério de Mulheres atuante Baixo grau de comprometimento dos lideres
Boa Infraestrutura da igreja Poucas pessoas dispostas a exercer liderança
5. OBJETIVO ESTRATÉGICO
Nossa visão foi definida para os próximos 10 anos e os alvos estratégicos para o período de 3 anos.
O resultado esperado é o crescimento integral (crescimento quantitativo, crescimento espiritual e desenvolvimento de
lideres). O crescimento quantitativo esperado é o atingimento de pelo menos 300 membros nos próximos 3 anos.
6. TEMAS ESTRATÉGICOS
PRIORIDADE
1 Envisionar a diretoria executiva/administrativa e os líderes
2 Capacitar os líderes para o atingimento dos objetivos estratégicos
3 Multiplicar o número de membros através de Pequenos Grupos
QUADRO II - PLANO TÁTICO
1. OBJETIVO ESTRATÉGICO
CRESCIMENTO INTEGRAL - crescimento quantitativo, crescimento espiritual e desenvolvimento de lideres
2. TEMA ESTRATÉGICO
Priorizar os TEMAS ESTRATÉGICOS para que o OBJETIVO ESTRATÉGICO traçado possa ser alcançado
3. AÇÃO CORRESPONDENTE
PRIORIDADE
1
Envisionar a diretoria executiva/administrativa e
demais lideres para que disseminem a visão
1
Promover encontro de lideres e diretoria para
estudo da visão e missão
2
Promover a participação dos lideres em
treinamentos externos
3
Promover jornadas de oração dos lideres em
favor dos objetivos estratégicos
2
Capacitar os lideres nas áreas de liderança,
planejamento, crescimento e implantação de
pequenos grupos
1 Identificar e desenvolver líderes multiplicadores
2
Implantar programa de desenvolvimento
graduado e contínuo de lideres para atuarem
dentro e fora da igreja
3
Capacitar líderes com a visao de gerarem novos
lideres, produzindo a multiplicação dos
ministérios e grupos
3
Gerir a multiplicação dos pequenos grupos, corrigindo
rotas, quando necessário
1
Criar um grupo gestor do planejamento com
métricas e valiações periódicas
2
Nomear coordenadores para os planos de ação e
alinhar suas ações conjuntas
3
Desenvolver líderes dos pequenos grupos e
ampliar o numero deles
QUADRO III - PLANO OPERACIONAL
Deve ser feito um plano operacional para cada tema estratégico, porém neste trabalho demonstramos de
forma simplificada.
1. Objetivo Estratégico:
CRESCIMENTO INTEGRAL - crescimento quantitativo, crescimento espiritual e desenvolvimento de lideres
2. TEMAS ESTRATÉGICOS
2.1 - ENVISIONAR
Macro objetivo: Envisionar a diretoria executiva e demais lideres para que assimilem e disseminem a visão
Item AÇÃO (descrição) INÍCIO FIM COMO RESPONSÁVEL
01
Promover encontro de lideres e
diretoria para estudo da visão
19/01/17 21/01/17
Treinamento: Atualizando
e ampliando a Visão
Sívia Mara
02
Promover a participação dos lideres
em treinamentos externos
31/03/17
15/06/17
01/04/17
17/06/17
The Global L,Summit
Conf Nacional MEES
Sílvia Mara
03
Promover jornadas de oração em
favor dos objetivos estratégicos
25/01/17
02/04/17
02/07/17
08/10/17
05/03/17
11/05/17
10/08/17
16/11/17
4 Jornadas de 40 dias a
cada trimestre
Ministério de
Intercessão
2.2 CAPACITAR
Macro objetivo: Capacitar os líderes para o atingimento dos objetivos estratégicos
Item AÇÃO (descrição) INÍCIO FIM COMO RESPONSÁVEL
01 Identificar e desenvolver líderes
multiplicadores
02/04/17 28/04/17 Série de Mensagens
Semanais (4)
Júlio Holanda
02
Implantar programa de
desenvolvimento graduado e
contínuo de lideres para atuarem
dentro e fora da igreja
07/05/17 30/07/17 Curso de Maturidade Osana Oliveira
03
Capacitar líderes com a visão de
gerarem novos lideres, produzindo a
multiplicação dos ministérios e PGs
06/08/17 26/11/17 Trein. de Lideres - CTL
Waldelei
Oliveira
2.3 - MULTIPLICAR
Macro objetivo: Multiplicar o número de membros através dos pequenos grupos
Item AÇÃO (descrição) INÍCIO FIM COMO RESPONSÁVEL
01
Criar um grupo gestor do planejamento
com métricas e avaliações periódicas
26/03/17 26/03/17 Assembléia
Diretoria
Executiva
02
Nomear coordenadores para os planos de
ação e alinhar suas ações conjuntas
26/03/17 26/03/17 Assembléia
Diretoria
Executiva
03
Desenvolver líderes dos pequenos grupos
e ampliar o numero deles
15/01/18
01/08/18
31/07/18
31/12/18
Curso de Liderança-
Células
Trein Pastoral Lideres
- TPL
Rogel Brito
Ecísio França
QUADRO IV - ORGANOGRAMA
IGREJA BATISTA EM JARDIM TIETÊ
QUADRO V – CALENDÁRIO ANUAL
Para viabilizar a execução do planejamento para os próximos três anos, daremos os seguintes
passos:
ANO FOCO
2017 Ano da Comunidade da Visão e da Capacitação
2018 Ano da Multiplicação
2020 Ano da Consolidação e Crescimento
CALENDÁRIO ANUAL - 2017
JANEIRO Mês da Comunhão
01 19h00 Ceia do Senhor
08 19h00 Celebração Dominical
15 09h00 Assembleia Regular
15 19h00 Celebração Dominical
19 a 21 19h00 Treinamento: Atualização e ampliação da Visão
22 19h00 Celebração Dominical
25/01 a 05/03 Jornada de Oração
29 19h00 Celebração Dominical
FEVEREIRO Mês do Discipulado
12 19h00 Ceia do Senhor
17 21h00 Culto de Vigília
18 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças
19 19h00 Celebração Dominical
24 a 28/02 Retiro de Jovens - Sítio Atibaia
26 19h00 Culto do Amigo
MARÇO Mês de Missões Mundiais
05 19h00 31° Aniversário da Igreja - Culto de Gratidão
11 18h00 Reunião – Ordem dos Diáconos Associação ABC
12 19h00 31° Aniversário da Igreja - Culto de Gratidão
18 19h00 Encontro Homens, Mulheres e Crianças
19 19h00 31° Aniversário da Igreja - Culto de Gratidão
26 09h00 Assembleia: Nomear grupo gestor e coordenadores planos de ação
26 19h00 31° Aniversário da Igreja – Culto de Gratidão
31/03 a 01/04 Global Leadership Summit - 2017 – IB Morumbi
QUADRO V – CALENDÁRIO ANUAL
CALENDÁRIO ANUAL - 2017
ABRIL Mês da Escola Bíblica Dominical
31/03 a 01/04 Global Leadership Summit - 2017 – IB Morumbi
02/04 a 11/05 Jornada de Oração
02/04 a 30/04 Série de Mensagens – Sensibilização Líderes
02 19h00 Ceia do Senhor
08 21h00 Corujão – Adolescentes – Palavra da Vida
09 19h00 Celebração Dominical
15 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças
16 19h00 Cantata de Páscoa - Coral
23 09h00 Dia da Escola Dominical – 4º domingo do mês
23 19h00 Celebração Dominical
28 21h00 Culto de Vigília
30 19h00 Celebração Dominical
MAIO Mês da Família
07 09h00 Início do Curso de Maturidade Espiritual
07 19h00 Celebração Dominical
13 19h00 Reunião Ordem dos Diáconos Associação ABC
14 09h00 Dia das Mães – 2º domingo do mês
14 19h00 Celebração Dominical
20 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças
21 9h00 Assembleia Regular
21 19h00 Celebração Dominical
27 19h00 Encontro de Casais
28 19h00 Culto das Famílias
JUNHO Mês do Pastor
04 19h00 Dia do Homem Batista - 1º domingo do mês
11 19h00 Dia do Pastor – 2º domingo do mês
15 a 17/06 Conferência Nacional MEES Brasil – IB Morumbi
18 19h00 Ceia do Senhor
23 21h00 Culto de Vigília
24 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças
25 19h00 Celebração Dominical
QUADRO V – CALENDÁRIO ANUAL
CALENDÁRIO ANUAL - 2017
JULHO Mês de Missões Estaduais
02/07 a 10/08 Jornada de Oração
02 19h00 Ceia do Senhor
08 19h00 Reunião Ordem dos Diáconos Associação ABC
09 19h00 Culto de Missões Estaduais - 2º domingo do mês
15 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças
16 09h00 Assembleia Regular
16 19h00 Celebração Dominical
19 a 23: 14h00 EBF - Escola Bíblica de Férias
23 19h00 Celebração Dominical
29 19h00 Culto de Jovens
30 19h00 Celebração Dominical - Certificação do Curso de Maturidade Espiritual
AGOSTO Mês da Juventude e dos Adolescentes
05 14-18h EBA – Escola Bíblica de Adolescentes
06 09h00 Início do Curso de Treinamento de Líderes - CTL
06 19h00 Ceia do Senhor - Dia do Adolescente Batista – 1º domingo do mês
13 09h00 Dia dos Pais – 2º domingo do mês
13 19h00 Celebração Dominical
19 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças
20 19h00 Dia do Jovem Batista – 3º domingo do mês
25 21h00 Culto de Vigília
27 19h00 Celebração Dominical
SETEMBRO Mês de Missões Nacionais
03 19h00 Ceia do Senhor
09 19h00 Reunião Ordem dos Diáconos
10 19h00 Dia de Missões Nacionais – 2º domingo do mês
16 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças
17 09h00 Assembleia Regular
17 19h00 Celebração Dominical
23 19h00 Culto de Jovens
24 19h00 Culto do Amigo
QUADRO V – CALENDÁRIO ANUAL
CALENDÁRIO ANUAL - 2017
OUTUBRO Mês das Crianças
01 19h00 Celebração Dominical
08/10 a 16/11 Jornada de Oração
08 19h00 Dia da Criança Batista – 2º domingo do mês
12 09h00 Dia Feliz - Ministério Infantil
14 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças
15 19h00 Celebração Dominical
22 19h00 Celebração Dominical
27 21h00 Culto de Vigília
29 19h00 Celebração Dominical
NOVEMBRO Mês de Ação de Graças
05 19h00 Celebração Dominical
06 20h00 Dia Batista de Oração Mundial – 1ª segunda-feira do mês
11 19h00 Ordem dos Diáconos Associação ABC
12 19h00 Dia do Diácono Batista – 2º domingo
18 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças
19 09h00 Assembleia Regular
19 19h00 Celebração Dominical
25 19h00 Culto de Jovens
26 19h00
Dia do Ministro de Música Batista – 4º domingo
Certificação Conclusão do CTL – Curso de Treinamento de Líderes
30 20h00 Dia Nacional de Ação de Graças – Última 5ª feira do mês
DEZEMBRO Mês da Bíblia e Natal
03 19h00 Cantata Coral
10 19h00 Dia da Bíblia – 2º domingo do mês
16 19h00 Encontro de Famílias em Confraternização
17 19h00 Cantata Coro Infantil
24 19h00 Culto de Natal
31 21h00 Culto de Vigília

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
SEDUC-PA
 
O Plano de Deus - ECC - Texto
O Plano de Deus - ECC - TextoO Plano de Deus - ECC - Texto
O Plano de Deus - ECC - Texto
Presentepravoce SOS
 
Planejamento ebd
Planejamento ebdPlanejamento ebd
Planejamento ebd
Lucia Verissimo
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
Carlos Cirleno Neves
 
CURRICULO DA EBD 2012 - Completo
CURRICULO DA EBD 2012 - CompletoCURRICULO DA EBD 2012 - Completo
CURRICULO DA EBD 2012 - Completo
Sergio Silva
 
A história dos avivamentos da igreja
A história dos avivamentos da igrejaA história dos avivamentos da igreja
A história dos avivamentos da igreja
Giovani Luiz Zimmermann Jr.
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Éder Tomé
 
Manual do pastor
Manual do pastorManual do pastor
Manual do pastor
SERGIODEMELLOQUEIROZ
 
A Verdadeira Adoração
A Verdadeira AdoraçãoA Verdadeira Adoração
A Verdadeira Adoração
guest3e2535
 
O Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.pptO Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.ppt
Herbert de Carvalho
 
O discipulado na prática
O discipulado na práticaO discipulado na prática
O discipulado na prática
Joary Jossué Carlesso
 
Carta de mudanca
Carta de mudancaCarta de mudanca
Carta de mudanca
cristiano mascarenhas
 
PROFESSOR DA EBD PRECISA SABER
PROFESSOR DA EBD PRECISA SABERPROFESSOR DA EBD PRECISA SABER
PROFESSOR DA EBD PRECISA SABER
Marcio de Medeiros
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
RODRIGO FERREIRA
 
A importância da Escola Dominical na Atualidade
A importância da Escola Dominical na AtualidadeA importância da Escola Dominical na Atualidade
A importância da Escola Dominical na Atualidade
Amor pela EBD
 
A família e a igreja
A família e a igrejaA família e a igreja
A família e a igreja
Moisés Sampaio
 
MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1
MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1
MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1
Natalino das Neves Neves
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
Josue Lima
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
guestc5d870
 
História da escola dominical
História da escola dominicalHistória da escola dominical
História da escola dominical
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 

Mais procurados (20)

12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
 
O Plano de Deus - ECC - Texto
O Plano de Deus - ECC - TextoO Plano de Deus - ECC - Texto
O Plano de Deus - ECC - Texto
 
Planejamento ebd
Planejamento ebdPlanejamento ebd
Planejamento ebd
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
 
CURRICULO DA EBD 2012 - Completo
CURRICULO DA EBD 2012 - CompletoCURRICULO DA EBD 2012 - Completo
CURRICULO DA EBD 2012 - Completo
 
A história dos avivamentos da igreja
A história dos avivamentos da igrejaA história dos avivamentos da igreja
A história dos avivamentos da igreja
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novo
 
Manual do pastor
Manual do pastorManual do pastor
Manual do pastor
 
A Verdadeira Adoração
A Verdadeira AdoraçãoA Verdadeira Adoração
A Verdadeira Adoração
 
O Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.pptO Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.ppt
 
O discipulado na prática
O discipulado na práticaO discipulado na prática
O discipulado na prática
 
Carta de mudanca
Carta de mudancaCarta de mudanca
Carta de mudanca
 
PROFESSOR DA EBD PRECISA SABER
PROFESSOR DA EBD PRECISA SABERPROFESSOR DA EBD PRECISA SABER
PROFESSOR DA EBD PRECISA SABER
 
hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.hamartiologia - Doutrina do pecado.
hamartiologia - Doutrina do pecado.
 
A importância da Escola Dominical na Atualidade
A importância da Escola Dominical na AtualidadeA importância da Escola Dominical na Atualidade
A importância da Escola Dominical na Atualidade
 
A família e a igreja
A família e a igrejaA família e a igreja
A família e a igreja
 
MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1
MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1
MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
 
História da escola dominical
História da escola dominicalHistória da escola dominical
História da escola dominical
 

Semelhante a Planejamento administrativo

Manual escola de lideres
Manual escola de lideresManual escola de lideres
Manual escola de lideres
Roberto Wagner Fernandes
 
Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo
João Soares Joao
 
EBD - Curso para professores e oficiais
EBD - Curso para professores e oficiaisEBD - Curso para professores e oficiais
EBD - Curso para professores e oficiais
Eli Rocha Silva
 
Projeto Isaque - Conhecendo o Programa
Projeto Isaque - Conhecendo o ProgramaProjeto Isaque - Conhecendo o Programa
Projeto Isaque - Conhecendo o Programa
Ary Queiroz Jr
 
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da IgrejaLBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
boasnovassena
 
Plan estr ced_abm
Plan estr ced_abmPlan estr ced_abm
Plan estr ced_abm
Davi Carvalho
 
Ensino 6 grupo de perseverança
Ensino 6    grupo de perseverançaEnsino 6    grupo de perseverança
Ensino 6 grupo de perseverança
ministerioformacao
 
Projetos SemCe 2023
Projetos SemCe 2023Projetos SemCe 2023
Projetos SemCe 2023
Comando Resgatai
 
A Igreja está em grande perigo...
A Igreja está em grande perigo...A Igreja está em grande perigo...
A Igreja está em grande perigo...
Patrick van der Plaat
 
toaz.info-rede-inspire-igrejas-vivas-comunicacao-17-ok-pr_72833efdee09d595496...
toaz.info-rede-inspire-igrejas-vivas-comunicacao-17-ok-pr_72833efdee09d595496...toaz.info-rede-inspire-igrejas-vivas-comunicacao-17-ok-pr_72833efdee09d595496...
toaz.info-rede-inspire-igrejas-vivas-comunicacao-17-ok-pr_72833efdee09d595496...
Elis Lira
 
Estudo para liderança
Estudo para liderançaEstudo para liderança
Estudo para liderança
Ivo Souza
 
Liderança2
Liderança2Liderança2
Liderança2
prvladimir
 
Pequenos Grupos uma explicação de como desenvolver em sua comunidade
Pequenos Grupos uma explicação de como desenvolver em sua comunidadePequenos Grupos uma explicação de como desenvolver em sua comunidade
Pequenos Grupos uma explicação de como desenvolver em sua comunidade
EdmundoBarreto
 
Apostila PGs PIB Araruama
Apostila PGs PIB AraruamaApostila PGs PIB Araruama
Apostila PGs PIB Araruama
Andre Nascimento
 
Projeto brothers 2012
Projeto brothers 2012Projeto brothers 2012
Projeto brothers 2012
Raphael Antoniolli
 
Abrangencia geral - Perseverança RCC
Abrangencia geral - Perseverança RCCAbrangencia geral - Perseverança RCC
Abrangencia geral - Perseverança RCC
Isaias Moreira
 
PRAM -Plano Regional de Ação Missionária
PRAM -Plano Regional de Ação MissionáriaPRAM -Plano Regional de Ação Missionária
PRAM -Plano Regional de Ação Missionária
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Conselho missionario o que é e como organizar
Conselho missionario   o que é e como organizarConselho missionario   o que é e como organizar
Conselho missionario o que é e como organizar
Sammis Reachers
 
Ministérios e suas Funções
Ministérios e suas Funções Ministérios e suas Funções
Ministérios e suas Funções
Agnaldo Souza
 
Apresentação GAP
Apresentação GAPApresentação GAP
Apresentação GAP
Malu Moreira
 

Semelhante a Planejamento administrativo (20)

Manual escola de lideres
Manual escola de lideresManual escola de lideres
Manual escola de lideres
 
Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo
 
EBD - Curso para professores e oficiais
EBD - Curso para professores e oficiaisEBD - Curso para professores e oficiais
EBD - Curso para professores e oficiais
 
Projeto Isaque - Conhecendo o Programa
Projeto Isaque - Conhecendo o ProgramaProjeto Isaque - Conhecendo o Programa
Projeto Isaque - Conhecendo o Programa
 
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da IgrejaLBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
 
Plan estr ced_abm
Plan estr ced_abmPlan estr ced_abm
Plan estr ced_abm
 
Ensino 6 grupo de perseverança
Ensino 6    grupo de perseverançaEnsino 6    grupo de perseverança
Ensino 6 grupo de perseverança
 
Projetos SemCe 2023
Projetos SemCe 2023Projetos SemCe 2023
Projetos SemCe 2023
 
A Igreja está em grande perigo...
A Igreja está em grande perigo...A Igreja está em grande perigo...
A Igreja está em grande perigo...
 
toaz.info-rede-inspire-igrejas-vivas-comunicacao-17-ok-pr_72833efdee09d595496...
toaz.info-rede-inspire-igrejas-vivas-comunicacao-17-ok-pr_72833efdee09d595496...toaz.info-rede-inspire-igrejas-vivas-comunicacao-17-ok-pr_72833efdee09d595496...
toaz.info-rede-inspire-igrejas-vivas-comunicacao-17-ok-pr_72833efdee09d595496...
 
Estudo para liderança
Estudo para liderançaEstudo para liderança
Estudo para liderança
 
Liderança2
Liderança2Liderança2
Liderança2
 
Pequenos Grupos uma explicação de como desenvolver em sua comunidade
Pequenos Grupos uma explicação de como desenvolver em sua comunidadePequenos Grupos uma explicação de como desenvolver em sua comunidade
Pequenos Grupos uma explicação de como desenvolver em sua comunidade
 
Apostila PGs PIB Araruama
Apostila PGs PIB AraruamaApostila PGs PIB Araruama
Apostila PGs PIB Araruama
 
Projeto brothers 2012
Projeto brothers 2012Projeto brothers 2012
Projeto brothers 2012
 
Abrangencia geral - Perseverança RCC
Abrangencia geral - Perseverança RCCAbrangencia geral - Perseverança RCC
Abrangencia geral - Perseverança RCC
 
PRAM -Plano Regional de Ação Missionária
PRAM -Plano Regional de Ação MissionáriaPRAM -Plano Regional de Ação Missionária
PRAM -Plano Regional de Ação Missionária
 
Conselho missionario o que é e como organizar
Conselho missionario   o que é e como organizarConselho missionario   o que é e como organizar
Conselho missionario o que é e como organizar
 
Ministérios e suas Funções
Ministérios e suas Funções Ministérios e suas Funções
Ministérios e suas Funções
 
Apresentação GAP
Apresentação GAPApresentação GAP
Apresentação GAP
 

Último

12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
PIB Penha
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
Sammis Reachers
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 

Último (14)

12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 

Planejamento administrativo

  • 1. ALUNO: WALDELEI DE OLIVEIRA SEMINÁRIO TEOLÓGICO BATISTA DO GRANDE ABC CURSO DE BACHAREL EM TEOLOGIA AVALIAÇÃO I - PLANEJAMENTO ADMINISTRATIVO Trabalho de Paradigmas Contemporâneos de Gestão, apresentado ao Seminário Teológico Batista do Grande ABC, como requisito parcial para a obtenção de média nessa disciplina. Orientador: Prof. Sidney Franco
  • 2. AVALIAÇÃO I – PLANEJAMENTO ADMINISTRATIVO I) Razão de ser da igreja A Igreja Batista em Jardim Tietê é uma comunidade agente de edificação de vidas na palavra de Deus, tendo como compromisso levar o Evangelho de Jesus Cristo ao mundo, promovendo o Reino de Deus e Seu amor, no poder do Espírito Santo, através da reunião de pessoas para adoração, comunhão, discipulado, serviço e missões. II) Declaração de Visão Ser uma igreja viva, acolhedora, que ame as pessoas e ensine e pratique a Palavra de Deus. III) Declaração de Missão Conduzir as pessoas à salvação em Cristo, integrando-as à família de Deus, ensinando-as a viver como verdadeiros discípulos, à luz dos princípios bíblicos e dos propósitos de Deus. IV) Definição da filosofia do ministério Quando falamos em valores e em Filosofia de Ministério, falamos da nossa maneira de ser igreja, falamos de como a vida comunitária se desenvolve no cotidiano de cada indivíduo. Nossa filosofia de ministério está embasada no compromisso de cumprir as cinco missões que Cristo ordenou: 1 – Amar a Deus com todo o seu coração - A palavra que descreve este propósito é ADORAÇÃO. A igreja existe para adorar a Deus. Quando expressamos o nosso amor por Deus, o adoramos. 2 – Amar ao seu próximo como a si mesmo - A palavra para descrever este propósito é SERVIÇO. A igreja deve servir a Deus e às pessoas nos diversos tipos de necessidades: espiritual, emocional E física. 3 – Ir e fazer discípulos - Este propósito chamamos de MISSÕES. A igreja existe para comunicar a Palavra de Deus. É responsabilidade de cada crente compartilhar as boas novas em qualquer lugar que ele vá. Somos convidados a participar, trazendo pessoas para a família eterna de Deus. 4 – Batizar - Indo, batizando e ensinando, são elementos essenciais no processo de se estar fazendo discípulos. A igreja existe para proporcionar comunhão aos Crentes. Batismo não é somente um símbolo de salvação, é um símbolo de COMUNHÃO. 5 – Ensinar a obedecer - A palavra que normalmente usamos quando nos referimos a este propósito é DISCIPULADO. A igreja existe para edificar ou educar o povo a Deus. Como igreja, não somos somente chamados para alcançar pessoas, mas também para ensiná-las. Nossos VALORES são princípios que orientam nossas ações e esclarecem PORQUE fazemos, O QUE fazemos, do JEITO que fazemos: alinham nossas ações com a nossa VISÃO. E assim, faremos tudo o que foi descrito acima, baseados em quatro VALORES, a saber: 1- AMAR a Deus e as pessoas 2- ALCANÇAR as pessoas para Cristo 3- ACOLHER a todos e integrá-los à família de Deus 4- FORMAR Cristo na vida de todos 5- SERVIR a Deus e às pessoas em suas necessidades com amor e disposição Através desses valores, compromissos e ênfases é que temos nos tornado igreja com o a visão de ”Ser uma igreja viva, acolhedora, que ame as pessoas e ensine e pratique a Palavra de Deus.”
  • 3. QUADRO I - PLANO ESTRATÉGICO 1. IGREJA IGREJA BATISTA EM JARDIM TIETE 2. DECLARAÇÃO DE MISSÃO DA IGREJA Conduzir as pessoas a salvação em cristo , integrando-as à família de deus, ensinando-as a viver como verdadeiros discípulos, à luz dos princípios bíblicos e dos propósitos de deus. 3. FATORES DO AMBIENTE EXTERNO FATORES EXTERNOS À IGREJA OPORTUNIDADES (Aspectos Favoráveis) AMEAÇAS (Aspectos Desfavoráveis) A igreja está inserida em uma comunidade com população numerosa Vasto campo para evangelização Dificuldade de penetração A igreja está inserida em uma comunidade com baixo poder aquisitivo Oportunidade para realização de projetos sociais Dificuldade de conseguir recursos para o trabalho Comunidade composta por pessoas oriundas de famílias mal estruturadas Oportunidade p/ realização de projetos voltados para as famílias Dificuldade de reunir as familias em um evento 4. FATORES DO AMBIENTE INTERNO PONTOS FORTES PONTOS FRACOS Ministério Infantil atuante Falta de assiduidade dos membros Ministério de Mulheres atuante Baixo grau de comprometimento dos lideres Boa Infraestrutura da igreja Poucas pessoas dispostas a exercer liderança 5. OBJETIVO ESTRATÉGICO Nossa visão foi definida para os próximos 10 anos e os alvos estratégicos para o período de 3 anos. O resultado esperado é o crescimento integral (crescimento quantitativo, crescimento espiritual e desenvolvimento de lideres). O crescimento quantitativo esperado é o atingimento de pelo menos 300 membros nos próximos 3 anos. 6. TEMAS ESTRATÉGICOS PRIORIDADE 1 Envisionar a diretoria executiva/administrativa e os líderes 2 Capacitar os líderes para o atingimento dos objetivos estratégicos 3 Multiplicar o número de membros através de Pequenos Grupos
  • 4. QUADRO II - PLANO TÁTICO 1. OBJETIVO ESTRATÉGICO CRESCIMENTO INTEGRAL - crescimento quantitativo, crescimento espiritual e desenvolvimento de lideres 2. TEMA ESTRATÉGICO Priorizar os TEMAS ESTRATÉGICOS para que o OBJETIVO ESTRATÉGICO traçado possa ser alcançado 3. AÇÃO CORRESPONDENTE PRIORIDADE 1 Envisionar a diretoria executiva/administrativa e demais lideres para que disseminem a visão 1 Promover encontro de lideres e diretoria para estudo da visão e missão 2 Promover a participação dos lideres em treinamentos externos 3 Promover jornadas de oração dos lideres em favor dos objetivos estratégicos 2 Capacitar os lideres nas áreas de liderança, planejamento, crescimento e implantação de pequenos grupos 1 Identificar e desenvolver líderes multiplicadores 2 Implantar programa de desenvolvimento graduado e contínuo de lideres para atuarem dentro e fora da igreja 3 Capacitar líderes com a visao de gerarem novos lideres, produzindo a multiplicação dos ministérios e grupos 3 Gerir a multiplicação dos pequenos grupos, corrigindo rotas, quando necessário 1 Criar um grupo gestor do planejamento com métricas e valiações periódicas 2 Nomear coordenadores para os planos de ação e alinhar suas ações conjuntas 3 Desenvolver líderes dos pequenos grupos e ampliar o numero deles
  • 5. QUADRO III - PLANO OPERACIONAL Deve ser feito um plano operacional para cada tema estratégico, porém neste trabalho demonstramos de forma simplificada. 1. Objetivo Estratégico: CRESCIMENTO INTEGRAL - crescimento quantitativo, crescimento espiritual e desenvolvimento de lideres 2. TEMAS ESTRATÉGICOS 2.1 - ENVISIONAR Macro objetivo: Envisionar a diretoria executiva e demais lideres para que assimilem e disseminem a visão Item AÇÃO (descrição) INÍCIO FIM COMO RESPONSÁVEL 01 Promover encontro de lideres e diretoria para estudo da visão 19/01/17 21/01/17 Treinamento: Atualizando e ampliando a Visão Sívia Mara 02 Promover a participação dos lideres em treinamentos externos 31/03/17 15/06/17 01/04/17 17/06/17 The Global L,Summit Conf Nacional MEES Sílvia Mara 03 Promover jornadas de oração em favor dos objetivos estratégicos 25/01/17 02/04/17 02/07/17 08/10/17 05/03/17 11/05/17 10/08/17 16/11/17 4 Jornadas de 40 dias a cada trimestre Ministério de Intercessão 2.2 CAPACITAR Macro objetivo: Capacitar os líderes para o atingimento dos objetivos estratégicos Item AÇÃO (descrição) INÍCIO FIM COMO RESPONSÁVEL 01 Identificar e desenvolver líderes multiplicadores 02/04/17 28/04/17 Série de Mensagens Semanais (4) Júlio Holanda 02 Implantar programa de desenvolvimento graduado e contínuo de lideres para atuarem dentro e fora da igreja 07/05/17 30/07/17 Curso de Maturidade Osana Oliveira 03 Capacitar líderes com a visão de gerarem novos lideres, produzindo a multiplicação dos ministérios e PGs 06/08/17 26/11/17 Trein. de Lideres - CTL Waldelei Oliveira 2.3 - MULTIPLICAR Macro objetivo: Multiplicar o número de membros através dos pequenos grupos Item AÇÃO (descrição) INÍCIO FIM COMO RESPONSÁVEL 01 Criar um grupo gestor do planejamento com métricas e avaliações periódicas 26/03/17 26/03/17 Assembléia Diretoria Executiva 02 Nomear coordenadores para os planos de ação e alinhar suas ações conjuntas 26/03/17 26/03/17 Assembléia Diretoria Executiva 03 Desenvolver líderes dos pequenos grupos e ampliar o numero deles 15/01/18 01/08/18 31/07/18 31/12/18 Curso de Liderança- Células Trein Pastoral Lideres - TPL Rogel Brito Ecísio França
  • 6. QUADRO IV - ORGANOGRAMA IGREJA BATISTA EM JARDIM TIETÊ
  • 7. QUADRO V – CALENDÁRIO ANUAL Para viabilizar a execução do planejamento para os próximos três anos, daremos os seguintes passos: ANO FOCO 2017 Ano da Comunidade da Visão e da Capacitação 2018 Ano da Multiplicação 2020 Ano da Consolidação e Crescimento CALENDÁRIO ANUAL - 2017 JANEIRO Mês da Comunhão 01 19h00 Ceia do Senhor 08 19h00 Celebração Dominical 15 09h00 Assembleia Regular 15 19h00 Celebração Dominical 19 a 21 19h00 Treinamento: Atualização e ampliação da Visão 22 19h00 Celebração Dominical 25/01 a 05/03 Jornada de Oração 29 19h00 Celebração Dominical FEVEREIRO Mês do Discipulado 12 19h00 Ceia do Senhor 17 21h00 Culto de Vigília 18 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças 19 19h00 Celebração Dominical 24 a 28/02 Retiro de Jovens - Sítio Atibaia 26 19h00 Culto do Amigo MARÇO Mês de Missões Mundiais 05 19h00 31° Aniversário da Igreja - Culto de Gratidão 11 18h00 Reunião – Ordem dos Diáconos Associação ABC 12 19h00 31° Aniversário da Igreja - Culto de Gratidão 18 19h00 Encontro Homens, Mulheres e Crianças 19 19h00 31° Aniversário da Igreja - Culto de Gratidão 26 09h00 Assembleia: Nomear grupo gestor e coordenadores planos de ação 26 19h00 31° Aniversário da Igreja – Culto de Gratidão 31/03 a 01/04 Global Leadership Summit - 2017 – IB Morumbi
  • 8. QUADRO V – CALENDÁRIO ANUAL CALENDÁRIO ANUAL - 2017 ABRIL Mês da Escola Bíblica Dominical 31/03 a 01/04 Global Leadership Summit - 2017 – IB Morumbi 02/04 a 11/05 Jornada de Oração 02/04 a 30/04 Série de Mensagens – Sensibilização Líderes 02 19h00 Ceia do Senhor 08 21h00 Corujão – Adolescentes – Palavra da Vida 09 19h00 Celebração Dominical 15 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças 16 19h00 Cantata de Páscoa - Coral 23 09h00 Dia da Escola Dominical – 4º domingo do mês 23 19h00 Celebração Dominical 28 21h00 Culto de Vigília 30 19h00 Celebração Dominical MAIO Mês da Família 07 09h00 Início do Curso de Maturidade Espiritual 07 19h00 Celebração Dominical 13 19h00 Reunião Ordem dos Diáconos Associação ABC 14 09h00 Dia das Mães – 2º domingo do mês 14 19h00 Celebração Dominical 20 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças 21 9h00 Assembleia Regular 21 19h00 Celebração Dominical 27 19h00 Encontro de Casais 28 19h00 Culto das Famílias JUNHO Mês do Pastor 04 19h00 Dia do Homem Batista - 1º domingo do mês 11 19h00 Dia do Pastor – 2º domingo do mês 15 a 17/06 Conferência Nacional MEES Brasil – IB Morumbi 18 19h00 Ceia do Senhor 23 21h00 Culto de Vigília 24 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças 25 19h00 Celebração Dominical QUADRO V – CALENDÁRIO ANUAL
  • 10. JULHO Mês de Missões Estaduais 02/07 a 10/08 Jornada de Oração 02 19h00 Ceia do Senhor 08 19h00 Reunião Ordem dos Diáconos Associação ABC 09 19h00 Culto de Missões Estaduais - 2º domingo do mês 15 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças 16 09h00 Assembleia Regular 16 19h00 Celebração Dominical 19 a 23: 14h00 EBF - Escola Bíblica de Férias 23 19h00 Celebração Dominical 29 19h00 Culto de Jovens 30 19h00 Celebração Dominical - Certificação do Curso de Maturidade Espiritual AGOSTO Mês da Juventude e dos Adolescentes 05 14-18h EBA – Escola Bíblica de Adolescentes 06 09h00 Início do Curso de Treinamento de Líderes - CTL 06 19h00 Ceia do Senhor - Dia do Adolescente Batista – 1º domingo do mês 13 09h00 Dia dos Pais – 2º domingo do mês 13 19h00 Celebração Dominical 19 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças 20 19h00 Dia do Jovem Batista – 3º domingo do mês 25 21h00 Culto de Vigília 27 19h00 Celebração Dominical SETEMBRO Mês de Missões Nacionais 03 19h00 Ceia do Senhor 09 19h00 Reunião Ordem dos Diáconos 10 19h00 Dia de Missões Nacionais – 2º domingo do mês 16 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças 17 09h00 Assembleia Regular 17 19h00 Celebração Dominical 23 19h00 Culto de Jovens 24 19h00 Culto do Amigo
  • 11. QUADRO V – CALENDÁRIO ANUAL CALENDÁRIO ANUAL - 2017 OUTUBRO Mês das Crianças 01 19h00 Celebração Dominical 08/10 a 16/11 Jornada de Oração 08 19h00 Dia da Criança Batista – 2º domingo do mês 12 09h00 Dia Feliz - Ministério Infantil 14 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças 15 19h00 Celebração Dominical 22 19h00 Celebração Dominical 27 21h00 Culto de Vigília 29 19h00 Celebração Dominical NOVEMBRO Mês de Ação de Graças 05 19h00 Celebração Dominical 06 20h00 Dia Batista de Oração Mundial – 1ª segunda-feira do mês 11 19h00 Ordem dos Diáconos Associação ABC 12 19h00 Dia do Diácono Batista – 2º domingo 18 18h00 Encontro de Homens, Mulheres e Crianças 19 09h00 Assembleia Regular 19 19h00 Celebração Dominical 25 19h00 Culto de Jovens 26 19h00 Dia do Ministro de Música Batista – 4º domingo Certificação Conclusão do CTL – Curso de Treinamento de Líderes 30 20h00 Dia Nacional de Ação de Graças – Última 5ª feira do mês DEZEMBRO Mês da Bíblia e Natal 03 19h00 Cantata Coral 10 19h00 Dia da Bíblia – 2º domingo do mês 16 19h00 Encontro de Famílias em Confraternização 17 19h00 Cantata Coro Infantil 24 19h00 Culto de Natal 31 21h00 Culto de Vigília