Opções Pedagógicas no ensino de Línguas

774 visualizações

Publicada em

I Simpósio da Especialização UFF 2009

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Opções Pedagógicas no ensino de Línguas

  1. 1. Olga Sueli Waldmann BrasilOlga Sueli Waldmann Brasil Monografia de especializaçãoMonografia de especialização Linguística Aplicada ao ensino aprendizagem deLinguística Aplicada ao ensino aprendizagem de Inglês como Língua estrangeira – UFFInglês como Língua estrangeira – UFF –– 20062006 1
  2. 2. Opções PedagógicasOpções Pedagógicas Conceitos  Procedimento e técnicas que vão além do conceito de um método (Stern, 1992).  Um planejamento que resulta em alguma forma de atividade pedagógica. Estratégia específica para apresentar instruções (Ellis, 1997).  Construtos pedagógicos (Ur, 1998). 2
  3. 3. CONCEITO Nesta pesquisa, IFF será considerada como um termo geral que engloba qualquer técnica ou opção pedagógica designada a chamar atenção dos aprendizes tanto de forma espontânea como intencional, contrastando apenas com o foco no significado ( Ellis, 2001). 3
  4. 4. Teoria do Processamento da Informação:Teoria do Processamento da Informação: Um modelo computacional de Aquisição de L2Um modelo computacional de Aquisição de L2 ((ELLIS;1998:43ELLIS;1998:43 )) 4
  5. 5. Opções de Instrução com foco na forma.Opções de Instrução com foco na forma. Vidal (2008, manuscrito) Figura 2.Vidal (2008, manuscrito) Figura 2. 5
  6. 6. Instrução Baseada no InsumoInstrução Baseada no Insumo  Instrução baseada no Insumo enriquecidoInstrução baseada no Insumo enriquecido Torrente de insumoTorrente de insumo 6 ((Richard, 2000Richard, 2000))
  7. 7. Instrução Baseada no InsumoInstrução Baseada no Insumo Instrução baseada no Insumo enriquecidoInstrução baseada no Insumo enriquecido Acentuação do InsumoAcentuação do Insumo 7 (Maurer, 1995)(Maurer, 1995)
  8. 8. Instrução baseada no processamento doInstrução baseada no processamento do insumoinsumo Tarefas de interpretaçãoTarefas de interpretação ((Thornbury, 1999Thornbury, 1999)) 8
  9. 9. Instrução baseada no processamento doInstrução baseada no processamento do insumoinsumo Tarefas deTarefas de interpretaçãointerpretação (( Richard, 2000)Richard, 2000) 9
  10. 10. Instrução ExplícitaInstrução Explícita InstruçãoInstrução Explícita DiretaExplícita Direta (Coe, 1995 )(Coe, 1995 ) 10
  11. 11. InstruçãoInstrução ExplícitaExplícita InstruçãoInstrução Explícita IndiretaExplícita Indireta (O’Neil, 1992)(O’Neil, 1992) (Macmillan, 2001)(Macmillan, 2001) 11
  12. 12. Instrução Baseada na ProduçãoInstrução Baseada na Produção Manipulação de TextoManipulação de Texto (Macmillan, 2001)(Macmillan, 2001) (Greenall, 1997)(Greenall, 1997) (Richard, 2000)(Richard, 2000) 12
  13. 13. Criação de Texto - DictoglossCriação de Texto - Dictogloss Versão do ProfessoVersão do Professorr Versão do aprendizVersão do aprendiz (Thornbury, 1999)(Thornbury, 1999) 13 Instrução Baseada na ProduçãoInstrução Baseada na Produção
  14. 14. Instrução Baseada na RetroalimentaçãoInstrução Baseada na Retroalimentação CorretivaCorretiva CorreçãoCorreção explícitaexplícita  Student: Tea is grow in… India (Error – grammatical)  Teacher: Say “grown” (Feedback – explicit)  Student: “Grown” (uptake) (Brasil O., 2005)(Brasil O., 2005) 14
  15. 15. ReformulaçãoReformulação  Student: The Chinese invented gunpowder [gundpowder] (Erro – fonológico)  Teacher: Gunpowder… (Reformulação) (Brasil O., 2005)(Brasil O., 2005) 15 Instrução Baseada na RetroalimentaçãoInstrução Baseada na Retroalimentação CorretivaCorretiva
  16. 16. Instrução Baseada na RetroalimentaçãoInstrução Baseada na Retroalimentação CorretivaCorretiva PedidosPedidos dede ClarificaçãoClarificação Student:The Chinese [discovered] gunpowder. (Erro – lexical) Teacher: discovered? (Pedido de clarificação) Student: Invented. The Chinese invented. (absorção do insumo) (Brasil O., 2005)(Brasil O., 2005) 16
  17. 17. Instrução Baseada na RetroalimentaçãoInstrução Baseada na Retroalimentação CorretivaCorretiva CorreçãoCorreção MetalinguísticaMetalinguística Student: She without (Erro – gramatical) Teacher: Without…what is the verb? (Correção Metalinguística) (Lyster & Ranta, 1997)(Lyster & Ranta, 1997) 17
  18. 18. Instrução Baseada naInstrução Baseada na Retroalimentação CorretivaRetroalimentação Corretiva ElicitacãoElicitacão Student: Because I enjoy city life [laip] (Erro – fonológico) Teacher: City… (Feedback – Elicitation) Student: life (From Lyster & Ranta, 1997)(From Lyster & Ranta, 1997) 18
  19. 19. Instrução Baseada naInstrução Baseada na Retroalimentação CorretivaRetroalimentação Corretiva RepetiçãoRepetição Student: When I don’t understand what garden [kuden] is in Japan, (Error – phonological) Teacher: [kuden] (Feedback – Repetition) (From Lyster & Ranta, 1997)(From Lyster & Ranta, 1997) 19
  20. 20. RationaleRationale 20 Input-Input- basedbased instructioninstruction Chomsky(1981)Chomsky(1981) UniversalUniversal GrammarGrammar Krashen(1982)Krashen(1982) The InputThe Input hypothesishypothesis Schmidt (1990)Schmidt (1990) The NoticingThe Noticing hypothesishypothesis ExplicitExplicit InstructionInstruction Thornbury (1999)Thornbury (1999) Cognition processCognition process Ellis (1995,1997,Ellis (1995,1997, 1999)1999) MetalanguageMetalanguage abilityability Output-Output- basedbased InstructionInstruction Swain (1995)Swain (1995) The noticingThe noticing functionfunction The hypothesis-The hypothesis- testing functiontesting function TheThe metalinguisticmetalinguistic functionfunction Feedback-Feedback- basedbased InstructionInstruction Lyster &RantaLyster &Ranta (1994)Corrective(1994)Corrective feedbackfeedback Schmidt (1990Schmidt (1990)) The NoticingThe Noticing hypothesishypothesis Swain (1995)Swain (1995) The metalinguisticThe metalinguistic functionfunction
  21. 21. COOK, V.J. Chomsky's Universal Grammar: An Introduction. Oxford: Basil Blackwell. 1988. ELLIS, R. Interpretation tasks for grammar teaching. TESOL Quarterly. V.29, n.1, p.87-105, Spring. 1995. ______. Options in grammar teaching. In: SLA Research and language Teaching. Oxford, OUP, 1997. _________. Input-based approaches to teaching grammar: a review of classroom-oriented research. Annual Review of Applied Linguistics. 19, p.64- 80, USA: CUP, 1999. KRASHEN, S. The input hypothesis: Issues and implications. London: Longman,1985. 21
  22. 22. LYSTER, Roy; RANTA, Leila. Corrective feedback and learner uptake: negotiation of form in communicative classrooms. Studies in Second Language Acquisition.V.19, n.1, p. 37-66, 1997. SCHMIDT, R. The role of consciousness in second language learning . Applied Linguistics 11:17-46. 1990. SWAIN, M. Three functions of output in second language learning. In G. Cook and B. Seidlhofer (Eds.), Principle and practice in applied linguistics: Studies in honour of H.G. Widdowson (pp. 125-144). Oxford: Oxford University Press.1995. THORNBURY, S. How to teach grammar . England: Longman, 1999.. VIDAL, R. ‘Ensino-aprendizagem do foco na forma: retorno ou recomeço? The Especialist, 28,2, Sao Paulo: Educ. 2008. 22

×