SlideShare uma empresa Scribd logo
APRESENTAÇÃO DE
RESULTADOS - 2012
Rio de Janeiro | 27 de março de 2013
1
DESTAQUES DE 2012
DESTAQUES DE 2012 E EVENTOS SUBSEQUENTES
OGX alcança a fase de produção:

   OGX atingiu um marco histórico em 2012, iniciando a produção de óleo apenas 4 anos após sua criação. A produção no Campo de
    Tubarão Azul alcançou 3,2 milhões de barris e foram vendidos 2,4 milhões de barris em 2012

   OGX registrou pela primeira vez receita de R$325 milhões

   Eficiente desenvolvimento do Campo de Tubarão Martelo com seis poços produtores perfurados e com completação inferior

   Produção comercial de gás no Campo de Gavião Real iniciada em janeiro de 2013

Importante avanço na campanha exploratória:

   Três campos adicionais declarados comerciais nas acumulações de Pipeline e Fuji-Illimani na Bacia de Campos; além do Campo de Gavião
    Branco (antiga acumulação de Bom Jesus) na Bacia terrestre do Parnaíba

   Novos Planos de Avaliação de Descoberta (PAD) submetidos para outras acumulações nas bacias de Campos e Santos

   Novas descobertas de óleo como Tulum e Viedma na Bacia de Campos e de gás em Fazenda Chicote, na Bacia do Parnaíba

Reavaliação das estimativas iniciais:

   Em 2012, a produção dos dois primeiros poços de Tubarão Azul estabilizou em 5 mil boepd por poço

   Terceiro poço produtor de Tubarão Azul, conectado em janeiro de 2013, ainda não estabilizou, enquanto que os dois primeiros estão
    produzindo em 2013 conjuntamente a uma média pouco inferior a 10 mil boepd

OGX está preparada para continuar o desenvolvimento de seus negócios em 2013:

   Desenvolvimento do Bloco BS-4, na Bacia de Santos, que recentemente adquirimos participação

   Capex planejado de US$1,3 bilhão para alavancar o portfólio de ativos da Companhia

   Oportunidades para revigorar a base de ativos através de desinvestimentos, aquisições e importantes parcerias
                                                                                                                                           3
2
DESTAQUES FINANCEIROS E
OPERACIONAIS
DESTAQUES FINANCEIROS
Primeiro fluxo de receitas alcançado em 2012

PRINCIPAIS MÉTRICAS
                                                                         4T 2012                         2012
FINANCEIRAS

Receita (R$ mm)¹                                                             175                           325                     Receita de R$325 milhões registrada
                                                                                                                                   em 2012 da entrega da 3ª e 4ª
EBITDA – Pro forma (R$ mm)                                                   (38)                        (343)                     cargas


Lucro Líquido (R$ mm)                                                       (286)                       (1.173)                    Entrega de 2,4 milhões de barris em
                                                                                                                                   2012 e 1,2 milhão de barris no 1T13
Preço realizado do óleo por barril
                                                                             104                            99
(US$)¹
                                                                                                                                   Posição de caixa de R$3,4 bilhões
CAPEX (R$ mm)                                                             (1.150)                       (4.336)                    (~US$1,7 bilhão) em 31 de
                                                                                                                                   dezembro de 2012
Posição de Caixa (US$ mm)                                                  1.655                         1.655
                                                                                                                                   Volume médio de produção de 9,8
Volume de Produção (kboepd)                                                 10,2                          9,8 ²                    kboepd no ano


Notas:
¹ Refere-se às cargas contabilizadas como receita após a conclusão do Teste de Longa Duração e a Declaração de Comercialidade do
Campo de Tubarão Azul
² Volume de produção de 31 de janeiro de 2012 a 31 de dezembro de 2012                                                                                                   5
POSIÇÃO DE CAIXA
    Disciplina na gestão do caixa com foco na manutenção de flexibilidade para as operações em andamento
    e oportunidades adicionais

    Fluxo de Caixa (US$ milhões)1,2                                                                       Desembolso de Caixa – Regime de Competência (US$ milhões) 1
                                              394               (2.310)
                          708
                                                                                                                                                                Capex
                                                                                                                                                                SG&A/G&G
    2.862
                                                                                                                                                                Capex Adicional Parnaíba³

                                                                                                                     734
                                                                                                                      81                                                 588                611
                                                                                   1.655                                                      521                                38                52
                                                                                                                                                           56
                                                                                                                                                                                 67                9
                                                                                                                                                           5
                                                                                                                     653
                                                                                                                                                                         483                550
                                                                                                                                               460



    4T11          Atividades de  Atividades                 Atividades de          4T12
                 financiamentos operacionais                investimento                                            1T12                     2T12                        3T12               4T12



                                    OGX detém a opção de exigir que seu acionista controlador, Eike Batista, subscreva até
                                    US$1,0 bilhão em novas ações ordinárias de emissão da Companhia ao preço de R$6,30
                                    por ação
Notas:
¹ Considera taxas de câmbio médias equivalentes a: BRL 1,77/USD (1T12); BRL 1,96/USD (2T12); BRL 2,03/USD (3T12); BRL 2,06/USD (4T12)
² Considera taxas de câmbio de final de período equivalentes a: BRL 1,88/USD (4T11); BRL1,82/USD (1T12); BRL 2,02/USD (2T12); BRL 2,03/USD (3T12); BRL 2,04/USD (4T12)
³ Finalização da montagem da UTG e duas sondas terrestres adicionais                                                                                                                                    6
DESTAQUES OPERACIONAIS DO 4T12 E 2012: PRODUÇÃO
Produção avançando

Bacia de Campos:

   907 mil barris de óleo produzidos no 4T12 com uma produção média diária de 10,2 kboepd


   Volume total produzido de 3,2 milhões de barris no Campo de Tubarão Azul em 2012


   3º poço produtor no Campo de Tubarão Azul em operação desde 4 de janeiro de 2013


   Produzidos mais de 3,9 milhões de barris de óleo e seis carregamentos entregues até Fev/13


   Custo diário médio de aproximadamente US$531.000 por dia


Bacia do Parnaíba:

   Concluída perfuração e completação de todos os 16 poços produtores planejados para o Campo de Gavião Real


   Primeiro gás produzido no final de novembro de 2012 no Campo de Gavião Real, com o comissionamento da Unidade
    de Tratamento de Gás (UTG)


   Produção líquida média de gás de 3,2 kboepd e 5,5 kboepd em janeiro e fevereiro de 2013, respectivamente
                                                                                                                    7
DESTAQUES OPERACIONAIS: BACIA DE CAMPOS
Desenvolvimento do Campo de Tubarão Azul                                             Desenvolvimento do Campo de Tubarão Martelo
 BM-C-41                                                                                  BM-C-39

                         TUBARÃ
                                                                                                       TUBARÃO
                            O
                                                                                                       MARTELO
                            AZUL


                                                                                                                35D
                                                                                                           TBMT-10H

                                                                                                           TBMT-8H
                                                                                                      25
                                                                                                            TBMT-6HP
                                                                                           TBMT-4HP
                                           Poços exploratórios perfurados                    TBMT-2HP
                                                                                                                                 Poços exploratórios perfurados
                                                                                                            44HP
                                                                                                                       BM-C-40
                                           Poços produtores perfurados                                                           Poços produtores perfurados



Produção Média Trimestral / Mensal (kboepd)
                                                                    13,2
                    11,0                                                    11,3
                                                      10,2
                                   9,1   9,3
                                                                                         Concluída a perfuração e realizada a completação inferior de

                                                                                          6 poços produtores horizontais (TBMT-2HP, TBMT-4HP,

                                                                                          TBMT-6HP, OGX-44HP, TBMT-8H e TBMT-10H)
Dias Efetivos de
                    1T12       2T12      3T12         4T12         Jan-13   Fev-13
   Produção                                                                              Chegada do FPSO OSX-3 estimada para o 3T13
   OGX-26HP          60            79     57           92             29      28
   OGX-68HP          -             47     92           92             29      28         Primeiro óleo do Campo de Tubarão Martelo estimado para o
   TBAZ-1HP          -              -     -             -             26      28
      Total          60            126   149           184            84      84          4T13
 Média por poço
                    11,0           9,1   9,3          10,2           4,9     3,8
offshore (kboepd)
                                                                                                                                                                  8
DESTAQUES OPERACIONAIS: BACIA DO PARNAĺBA
Desenvolvimento do Campo de Gavião Real



 Três turbinas sincronizadas desde 16 de março de
                                                       Produção média mensal (kboepd)
  2013; produção líquida média de gás de 5,5 kboepd
                                                                              5,5
  (0,9 M m³/d) em fevereiro de 2013

 Capacidade de produção disponível de ~6 Mm³/dia;
                                                            3,2
  capacidade de produção futura de até 7,5 Mm³/dia

 Margem EBITDA da UTG de aproximadamente 73%.

  Espaço para aumento de margem após o pleno
                                                          jan-13            fev-13
  ramp-up da produção com o comissionamento final

  das duas turbinas restantes, estimado para março e

  abril de 2013, respectivamente




                                                                                        9
DESTAQUES OPERACIONAIS DO 4T12 E 2012: EXPLORAÇÃO
70% de taxa de sucesso na campanha exploratória e de delimitação em 2012
Bacia de Campos:
   Declaração de Comercialidade das acumulações de Pipeline e Fuji-Illimani (campos de Tubarão Tigre, Tubarão Gato e
    Tubarão Areia)
   PADs submetidos à ANP para as acumulações de Vesúvio, Viedma, Tulum e Itacoatiara

Bacia do Parnaíba:
   Declaração de Comercialidade da acumulação de Bom Jesus (Campo de Gavião Branco)
   Três novas descobertas na bacia:

        •   66 metros de net pay de gás na acumulação de Fazenda Chicote com teste de formação indicando vazão de gás
            de 3,2 Mm³/d (em Absolute Open Flow)
        •   24 metros de net pay de gás na acumulação de Fazenda Santa Isabel
        •   27 metros de net pay de gás na acumulação de São Raimundo
Bacia de Santos:
   PADs submetidos à ANP para as acumulações de Belém, Curitiba e Natal
   Devolução dos blocos BM-S-57 e BM-S-29 à ANP

Outras Bacias:
   Retomando a campanha exploratória na Bacia do Espírito Santo com a perfuração de dois poços em 2013
   Planejado iniciar a perfuração do primeiro poço exploratório na Colômbia no primeiro semestre de 2014

                                                                                                                        10
DESTAQUES EXPLORATÓRIOS
  Bacia de Campos – Novos Campos e PADs                                    Bacia de Santos – Novos PADs




                                                                                                                                   Novos Campos Declarados Comerciais
                                                                                                                                   PAD
                                                                                                                                   Áreas Devolvidas à ANP
                                                                                                                                   Campos já Declarados Comerciais




Declarações de Comercialidade – Bacia de Campos                            PADs – Bacia de Santos
                                           Volume in situ total estimado    Acumulação             Bloco(s)        Compromisso Firme                                 Prazo
   Campo        Acumulação       Bloco              (mmboe)
                                                                                 Natal   1
                                                                                                   BM-S-59        - Reprocessamento sísmico                             1S13
                                            P90        P50         P10
                                                                               C uritiba     1
                                                                                                   BM-S-58        - Teste de Formação (OGX-94DA)                        2S13
Tubarão Tigre     Pipeline      BM-C -41    314         461        675
                                                                                 Belém             BM-S-56        - Teste de Formação (OGX-17)                          2S13
Tubarão Gato      Pipeline      BM-C -41    50          71         101
Tubarão Areia   Fuji/Illimani   BM-C -41    157         291        563
                                                                           Nota:
                                 Total      521        823        1.339    ¹ Pendente aprovação do PAD pela ANP

                                                                                                                                                                               11
3
OUTLOOK DA COMPANHIA
OUTLOOK PARA 2013
  Capex Estimado para 2013
                                                                    Desenvolvimento
         Abertura Capex 2013
                                                   Tubarão Martelo: Preparação para a chegada do
                             Estimativa anual
                                para 2013:          FPSO OSX-3
Exploração                    ~US$1,3 bilhão
   25%                                             Tubarão Tigre, Tubarão Gato e Tubarão Areia:

                                                    Finalizando engenharia de reservatório

                                                   BS-4: Primeiro poço a ser perfurado até final de 2013


                                                                       Exploração
                              Desenvolvimento      Bacia de Campos: Compromisso de perfurar três
                                   75%              poços nos PADs até o segundo semestre de 2013

                                                   Bacia de Santos: Testes de formação e

                                                    reprocessamento sísmico

                                                   Bacia do Parnaíba: ~10 poços em 2013

                                                   Bacia do Espírito Santo: Dois poços em 2013
                                                                                                            13
PRÓXIMOS EVENTOS

                    Eventos por Bacia                                      Outros Eventos Importantes

Bacia de Campos:
                                                                 Relatório de certificação de recursos
   Perfurar poços de delimitação e realizar testes durante
    a execução dos PADs                                          Chegada dos FPSOs OSX-2 e OSX-3

Bacia do Parnaíba:                                                    •   Início de produção esperado para até o final do
   Ramp-up da produção de gás com o comissionamento
                                                                          ano de 2013
    da última turbina da UTE

   Continuar a campanha de exploração com a perfuração
    de poços pioneiros


Bacia de Santos:
   Realizar testes durante a execução dos PADs

Bacia do Espírito Santo:
   Continuar a campanha exploratória com dois poços
    pioneiros



                                                                                                                            14
APÊNDICE
DEMOSNTRAÇÕES FINANCEIRAS
                                                                                                                                                        R$ ('000)

DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS                                 2012               2011                    ∆              4T12                4T11                    ∆


Receita líquida de vendas                              325.393                  -             325.393             174.707                 -              174.707

   Custo dos produtos vendidos (CPV) ¹                  (224.802)              -               (224.802)          (100.203)               -              (100.203)
   Despesas de exploração                               (227.350)          (189.775)            (37.575)           (54.784)            (64.618)             9.834
   Despesas de vendas                                     (5.831)               -                (5.831)            (5.831)                -               (5.831)
   Despesas administrativas e gerais                    (210.732)          (240.733)             30.001            (52.121)            (61.080)             8.959

EBITDA                                                (343.322)           (430.508)             87.186            (38.232)          (125.698)             87.466

   Depreciação                                           (31.838)            (4.504)            (27.334)           (17.173)            (1.465)            (15.708)
   Amortização                                           (11.859)            (5.938)             (5.921)            (4.522)            (1.768)             (2.754)
   Stock option                                          (54.663)           (56.989)              2.326             (7.372)           (34.512)             27.140
   Poços/Áreas secos ou subcomerciais                   (691.474)          (236.055)           (455.419)          (231.238)          (236.055)              4.817

EBIT                                                (1.133.156)           (733.994)          (399.162)           (298.537)          (399.498)            100.961

    Receita financeira                                   265.382            417.322            (151.940)            43.145              71.573            (28.428)
    Despesa financeira                                  (478.790)          (216.853)           (261.937)          (149.637)            (83.683)           (65.954)
   Resultado financeiro líquido                         (213.408)           200.469            (413.877)          (106.492)            (12.110)           (94.382)
   Variação cambial                                     (364.292)           (71.644)           (292.648)             1.788             (67.453)            69.241
   Derivativos                                            16.385           (122.705)            139.090             (1.909)            (40.890)            38.981

EBT                                                 (1.694.471)           (727.874)          (966.597)           (405.150)          (519.951)            114.801

   (-) Imposto de renda                                  508.595            217.989             290.606            119.444            187.364             (67.920)

Prejuízo líquido do exercício (pro forma)           (1.185.876)           (509.885)          (675.991)           (285.706)          (332.587)             46.881

   Incorporação OGX Campos                                13.102                 -               13.102                -                   -                  -

Prejuízo líquido do exercício (contábil)            (1.172.774)           (509.885)          (662.889)           (285.706)          (332.587)             46.881

Atribuído a:
    Acionistas não controladores                         (34.109)           (27.720)             (6.389)           (12.803)           (10.553)             (2.250)
    Acionistas controladores                          (1.138.665)          (482.165)           (656.500)          (272.903)          (322.034)             49.131
Nota:
¹ O total não inclui as parcelas do custo do produto vendido (CPV) referentes à depreciação, amortização e royalties, as quais são apresentadas em linha específicas do quadro acima   16
DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS
                                                                                                                                                              R$ ('000)

BALANÇO PATRIMONIAL                                   31/dez/12     31/dez/11                                                              31/dez/12       31/dez/11

ATIVO                                                                             PASSIVO
Circulante                                                                        Circulante
    Caixa e equivalentes de caixa                       3.381.326     5.367.451       Fornecedores                                             925.513         431.931
    Títulos e valores mobiliários                             -          52.290       Impostos, contribuições e participações a recolher        22.894          26.070
    Depósitos vinculados                                   14.963        39.039       Salários e encargos trabalhistas                          58.921          54.507
    Impostos e contribuições a recuperar                      -          78.137       Empréstimos e financiamentos                              84.534          22.301
    Instrumentos financeiros derivativos                   26.350         8.879       Instrumentos financeiros derivativos                       1.416             -
    Estoque de óleo                                       118.027           -         Contas a pagar com partes relacionadas                   100.845          96.692
    Outros créditos                                        94.686        27.934       Outras contas a pagar                                     20.096          87.807

Total Ativo Circulante                                 3.635.352     5.573.730                                                              1.214.219         719.308
                                                                                  Não Circulante
                                                                                     Empréstimos e financiamentos                            7.960.166       4.750.113
                                                                                     Provisões diversas                                        210.887          11.743
                                                                                                                                            8.171.053       4.761.856
Não Circulante
  Realizável a longo prazo                                                        Patrimônio Líquido
   Estoque de materiais                                   206.511       390.071      Capital social                                           8.821.155      8.810.307
   Impostos e contribuições a recuperar                   215.311       278.810      Reservas de capital                                        178.793        274.109
   Imposto de renda e contribuição social diferidos       791.893       282.693      Reservas de lucros                                             -              -
   Créditos com partes relacionadas                       179.454       139.386      Ajustes acumulados de conversão                             42.571         19.588
                                                                                     Prejuízos acumulados                                    (1.343.306)      (289.444)
  Imobilizado                                          10.027.389     6.172.783
                                                                                  Atribuído a participação dos acionistas controladores      7.699.213       8.814.560
  Intangível                                           2.060.438     1.512.724    Participações de acionistas não controladores                 31.863          54.473

                                                      13.480.996     8.776.467                                                              7.731.076       8.869.033

Ativo Total                                           17.116.348    14.350.197    Passivo Total                                            17.116.348      14.350.197




                                                                                                                                                                          17
DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS
                                        R$ ('000)                                              R$ ('000)

IMOBILIZADO                                           EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS


 Saldo em 31 de dezembro de 2011        6.172.783     Saldo em 31 de dezembro de 2011:        (4.772.414)

(+) CAPEX
                                                      (-) Novas captações                     (2.536.892)
    Bacia de Campos                      2.707.599
                                                      (-) Juros incorridos                      (608.572)
    Bacia de Santos                        706.817
                                                      (-) Variação cambial                      (714.834)
    Bacia do Parnaíba                      477.697
                                                      (+) Pagamento de juros                     565.682
    Bacia do Espírito Santo                 49.650
                                                      (+) Custo de captação                       39.032
    Bacia do Pará-Maranhão                  46.902
    Bacias Colombianas                            -   (-) Amortização do custo de captação       (16.702)
    Corporativo                            347.511
                                        4.336.175     Saldo em 31 de dezembro de 2012:       (8.044.701)


 (+) Juros capitalizados                 173.136

 (+) Provisão para abandono de poços     146.302

 (-) Margem bruta do TLD                  (79.644)

 (-) Alienações                               (98)

 (-) Depreciação                          (49.892)

 (-) Baixa poços secos                  (671.373)

 Saldo em 31 de dezembro de 2012       10.027.389




                                                                                                            18
OGX 2012 Apresentação Resultados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Webcast: Divulgação de Resultados - 2º trimestre de 2007
Webcast: Divulgação de Resultados - 2º trimestre de 2007Webcast: Divulgação de Resultados - 2º trimestre de 2007
Webcast: Divulgação de Resultados - 2º trimestre de 2007
Petrobras
 
Apresentação Resultados 2011
Apresentação Resultados 2011Apresentação Resultados 2011
Apresentação Resultados 2011
Ogx2011
 
Webcast 2009-2013
Webcast 2009-2013Webcast 2009-2013
Webcast 2009-2013
Petrobras
 
Edição 37 - Petrobras em Ações - nº 01/2012
Edição 37 - Petrobras em Ações - nº 01/2012Edição 37 - Petrobras em Ações - nº 01/2012
Edição 37 - Petrobras em Ações - nº 01/2012
Petrobras
 
Detalhamento do Plano de Negócios e Gestão 2012-2016 - Exploração e Produção
Detalhamento do Plano de Negócios e Gestão 2012-2016 - Exploração e ProduçãoDetalhamento do Plano de Negócios e Gestão 2012-2016 - Exploração e Produção
Detalhamento do Plano de Negócios e Gestão 2012-2016 - Exploração e Produção
Petrobras
 
Webcast: Divulgação de Resultados - 1º trimestre de 2007
Webcast: Divulgação de Resultados - 1º trimestre de 2007Webcast: Divulgação de Resultados - 1º trimestre de 2007
Webcast: Divulgação de Resultados - 1º trimestre de 2007
Petrobras
 
Divulgação de Resultados do 2° trimestre de 2011 - IFRS
Divulgação de Resultados do 2° trimestre de 2011 - IFRSDivulgação de Resultados do 2° trimestre de 2011 - IFRS
Divulgação de Resultados do 2° trimestre de 2011 - IFRS
Petrobras
 
Apresentação petrobras port 01 03-11
Apresentação petrobras port 01 03-11Apresentação petrobras port 01 03-11
Apresentação petrobras port 01 03-11
Petrobras
 
Edição 29 - Petrobras em Ações - n° 04/2008
Edição 29 - Petrobras em Ações - n° 04/2008Edição 29 - Petrobras em Ações - n° 04/2008
Edição 29 - Petrobras em Ações - n° 04/2008
Petrobras
 
Apresentação resultados 2 t09
Apresentação resultados 2 t09Apresentação resultados 2 t09
Apresentação resultados 2 t09
Ogx2011
 
Apresentação Webcast Plano de Negócios 2011-2015
Apresentação Webcast Plano de Negócios 2011-2015 Apresentação Webcast Plano de Negócios 2011-2015
Apresentação Webcast Plano de Negócios 2011-2015
Petrobras
 
Geralnews13abr
Geralnews13abrGeralnews13abr
Geralnews13abr
geralinvestimentos
 
Apresentacao plano
Apresentacao planoApresentacao plano
Apresentacao plano
Luis Nassif
 
13º Café da Manhã Orbe Investimentos 2
13º Café da Manhã Orbe Investimentos 213º Café da Manhã Orbe Investimentos 2
13º Café da Manhã Orbe Investimentos 2
FirebitsProducoes
 
Webcast 3 t06
Webcast 3 t06Webcast 3 t06
Webcast 3 t06
Petrobras
 
Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017
Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017
Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017
Petrobras
 
Edição 26 - Petrobras em Ações - n° 01/2008
Edição 26 - Petrobras em Ações - n° 01/2008Edição 26 - Petrobras em Ações - n° 01/2008
Edição 26 - Petrobras em Ações - n° 01/2008
Petrobras
 
Resultados 2 T09
Resultados 2 T09Resultados 2 T09
Resultados 2 T09
CR2
 
Webcast - 4º trimestre de 2012
Webcast - 4º trimestre de 2012Webcast - 4º trimestre de 2012
Webcast - 4º trimestre de 2012
Petrobras
 
4 t12 br properties divulgação dos resultados apresentação - final
4 t12 br properties   divulgação dos resultados apresentação - final4 t12 br properties   divulgação dos resultados apresentação - final
4 t12 br properties divulgação dos resultados apresentação - final
brproperties
 

Mais procurados (20)

Webcast: Divulgação de Resultados - 2º trimestre de 2007
Webcast: Divulgação de Resultados - 2º trimestre de 2007Webcast: Divulgação de Resultados - 2º trimestre de 2007
Webcast: Divulgação de Resultados - 2º trimestre de 2007
 
Apresentação Resultados 2011
Apresentação Resultados 2011Apresentação Resultados 2011
Apresentação Resultados 2011
 
Webcast 2009-2013
Webcast 2009-2013Webcast 2009-2013
Webcast 2009-2013
 
Edição 37 - Petrobras em Ações - nº 01/2012
Edição 37 - Petrobras em Ações - nº 01/2012Edição 37 - Petrobras em Ações - nº 01/2012
Edição 37 - Petrobras em Ações - nº 01/2012
 
Detalhamento do Plano de Negócios e Gestão 2012-2016 - Exploração e Produção
Detalhamento do Plano de Negócios e Gestão 2012-2016 - Exploração e ProduçãoDetalhamento do Plano de Negócios e Gestão 2012-2016 - Exploração e Produção
Detalhamento do Plano de Negócios e Gestão 2012-2016 - Exploração e Produção
 
Webcast: Divulgação de Resultados - 1º trimestre de 2007
Webcast: Divulgação de Resultados - 1º trimestre de 2007Webcast: Divulgação de Resultados - 1º trimestre de 2007
Webcast: Divulgação de Resultados - 1º trimestre de 2007
 
Divulgação de Resultados do 2° trimestre de 2011 - IFRS
Divulgação de Resultados do 2° trimestre de 2011 - IFRSDivulgação de Resultados do 2° trimestre de 2011 - IFRS
Divulgação de Resultados do 2° trimestre de 2011 - IFRS
 
Apresentação petrobras port 01 03-11
Apresentação petrobras port 01 03-11Apresentação petrobras port 01 03-11
Apresentação petrobras port 01 03-11
 
Edição 29 - Petrobras em Ações - n° 04/2008
Edição 29 - Petrobras em Ações - n° 04/2008Edição 29 - Petrobras em Ações - n° 04/2008
Edição 29 - Petrobras em Ações - n° 04/2008
 
Apresentação resultados 2 t09
Apresentação resultados 2 t09Apresentação resultados 2 t09
Apresentação resultados 2 t09
 
Apresentação Webcast Plano de Negócios 2011-2015
Apresentação Webcast Plano de Negócios 2011-2015 Apresentação Webcast Plano de Negócios 2011-2015
Apresentação Webcast Plano de Negócios 2011-2015
 
Geralnews13abr
Geralnews13abrGeralnews13abr
Geralnews13abr
 
Apresentacao plano
Apresentacao planoApresentacao plano
Apresentacao plano
 
13º Café da Manhã Orbe Investimentos 2
13º Café da Manhã Orbe Investimentos 213º Café da Manhã Orbe Investimentos 2
13º Café da Manhã Orbe Investimentos 2
 
Webcast 3 t06
Webcast 3 t06Webcast 3 t06
Webcast 3 t06
 
Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017
Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017
Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017
 
Edição 26 - Petrobras em Ações - n° 01/2008
Edição 26 - Petrobras em Ações - n° 01/2008Edição 26 - Petrobras em Ações - n° 01/2008
Edição 26 - Petrobras em Ações - n° 01/2008
 
Resultados 2 T09
Resultados 2 T09Resultados 2 T09
Resultados 2 T09
 
Webcast - 4º trimestre de 2012
Webcast - 4º trimestre de 2012Webcast - 4º trimestre de 2012
Webcast - 4º trimestre de 2012
 
4 t12 br properties divulgação dos resultados apresentação - final
4 t12 br properties   divulgação dos resultados apresentação - final4 t12 br properties   divulgação dos resultados apresentação - final
4 t12 br properties divulgação dos resultados apresentação - final
 

Semelhante a OGX 2012 Apresentação Resultados

Resultados 2005
Resultados 2005Resultados 2005
Resultados 2005
EDP - Energias do Brasil
 
Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo - O Dia - FIRJAN - Qualificar e C...
Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo - O Dia - FIRJAN - Qualificar e C...Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo - O Dia - FIRJAN - Qualificar e C...
Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo - O Dia - FIRJAN - Qualificar e C...
Petrobras
 
Webcast 1T12
Webcast 1T12Webcast 1T12
Webcast 1T12
Petrobras
 
Apresentação 4 t08
Apresentação 4 t08Apresentação 4 t08
Apresentação 4 t08
SiteriCR2
 
Apresentação Resultados 4T08
Apresentação Resultados 4T08Apresentação Resultados 4T08
Apresentação Resultados 4T08
CR2
 
01 04-2009 - apresentação resultados 4 t08
01 04-2009 - apresentação resultados 4 t0801 04-2009 - apresentação resultados 4 t08
01 04-2009 - apresentação resultados 4 t08
SiteriCR2
 
Apresentação – Reunião Pública em São Paulo
Apresentação – Reunião Pública em São PauloApresentação – Reunião Pública em São Paulo
Apresentação – Reunião Pública em São Paulo
CR2
 
Apresentação venda da light cemig
Apresentação venda da light   cemigApresentação venda da light   cemig
Apresentação venda da light cemig
EquatorialRI
 
Release Resultados 4T12
Release Resultados 4T12Release Resultados 4T12
Release Resultados 4T12
Embraer RI
 
BTG Pactual | XIV CEO Conference
BTG Pactual | XIV CEO ConferenceBTG Pactual | XIV CEO Conference
BTG Pactual | XIV CEO Conference
CPFL RI
 
Apresentação 1T09
Apresentação 1T09Apresentação 1T09
Apresentação 1T09
CR2
 
Cr2 apresentacao 1_t09_port
Cr2 apresentacao 1_t09_portCr2 apresentacao 1_t09_port
Cr2 apresentacao 1_t09_port
SiteriCR2
 
Cr2 Apresentacao 1 T09 Port
Cr2 Apresentacao 1 T09 PortCr2 Apresentacao 1 T09 Port
Cr2 Apresentacao 1 T09 Port
CR2
 
Apresentação 1 t09
Apresentação 1 t09Apresentação 1 t09
Apresentação 1 t09
SiteriCR2
 
Presidente Jose Sergio Gabrielli de Azevedo - Os Novos Desafios do Pré-Sal - ...
Presidente Jose Sergio Gabrielli de Azevedo - Os Novos Desafios do Pré-Sal - ...Presidente Jose Sergio Gabrielli de Azevedo - Os Novos Desafios do Pré-Sal - ...
Presidente Jose Sergio Gabrielli de Azevedo - Os Novos Desafios do Pré-Sal - ...
Petrobras
 
Release Resultados BR 3T12
Release Resultados BR 3T12Release Resultados BR 3T12
Release Resultados BR 3T12
Embraer RI
 
Análise financeira 2006
Análise financeira 2006Análise financeira 2006
Análise financeira 2006
Petrobras
 
Análise financeira 2006_port
Análise financeira 2006_portAnálise financeira 2006_port
Análise financeira 2006_port
Petrobras
 
Ogx apresentação apimec 2012
Ogx apresentação apimec 2012Ogx apresentação apimec 2012
Ogx apresentação apimec 2012
Gustavo Kahil
 
22 06-2009 - apresentação palestra banco geração futuro
22 06-2009 - apresentação palestra banco geração futuro22 06-2009 - apresentação palestra banco geração futuro
22 06-2009 - apresentação palestra banco geração futuro
SiteriCR2
 

Semelhante a OGX 2012 Apresentação Resultados (20)

Resultados 2005
Resultados 2005Resultados 2005
Resultados 2005
 
Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo - O Dia - FIRJAN - Qualificar e C...
Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo - O Dia - FIRJAN - Qualificar e C...Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo - O Dia - FIRJAN - Qualificar e C...
Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo - O Dia - FIRJAN - Qualificar e C...
 
Webcast 1T12
Webcast 1T12Webcast 1T12
Webcast 1T12
 
Apresentação 4 t08
Apresentação 4 t08Apresentação 4 t08
Apresentação 4 t08
 
Apresentação Resultados 4T08
Apresentação Resultados 4T08Apresentação Resultados 4T08
Apresentação Resultados 4T08
 
01 04-2009 - apresentação resultados 4 t08
01 04-2009 - apresentação resultados 4 t0801 04-2009 - apresentação resultados 4 t08
01 04-2009 - apresentação resultados 4 t08
 
Apresentação – Reunião Pública em São Paulo
Apresentação – Reunião Pública em São PauloApresentação – Reunião Pública em São Paulo
Apresentação – Reunião Pública em São Paulo
 
Apresentação venda da light cemig
Apresentação venda da light   cemigApresentação venda da light   cemig
Apresentação venda da light cemig
 
Release Resultados 4T12
Release Resultados 4T12Release Resultados 4T12
Release Resultados 4T12
 
BTG Pactual | XIV CEO Conference
BTG Pactual | XIV CEO ConferenceBTG Pactual | XIV CEO Conference
BTG Pactual | XIV CEO Conference
 
Apresentação 1T09
Apresentação 1T09Apresentação 1T09
Apresentação 1T09
 
Cr2 apresentacao 1_t09_port
Cr2 apresentacao 1_t09_portCr2 apresentacao 1_t09_port
Cr2 apresentacao 1_t09_port
 
Cr2 Apresentacao 1 T09 Port
Cr2 Apresentacao 1 T09 PortCr2 Apresentacao 1 T09 Port
Cr2 Apresentacao 1 T09 Port
 
Apresentação 1 t09
Apresentação 1 t09Apresentação 1 t09
Apresentação 1 t09
 
Presidente Jose Sergio Gabrielli de Azevedo - Os Novos Desafios do Pré-Sal - ...
Presidente Jose Sergio Gabrielli de Azevedo - Os Novos Desafios do Pré-Sal - ...Presidente Jose Sergio Gabrielli de Azevedo - Os Novos Desafios do Pré-Sal - ...
Presidente Jose Sergio Gabrielli de Azevedo - Os Novos Desafios do Pré-Sal - ...
 
Release Resultados BR 3T12
Release Resultados BR 3T12Release Resultados BR 3T12
Release Resultados BR 3T12
 
Análise financeira 2006
Análise financeira 2006Análise financeira 2006
Análise financeira 2006
 
Análise financeira 2006_port
Análise financeira 2006_portAnálise financeira 2006_port
Análise financeira 2006_port
 
Ogx apresentação apimec 2012
Ogx apresentação apimec 2012Ogx apresentação apimec 2012
Ogx apresentação apimec 2012
 
22 06-2009 - apresentação palestra banco geração futuro
22 06-2009 - apresentação palestra banco geração futuro22 06-2009 - apresentação palestra banco geração futuro
22 06-2009 - apresentação palestra banco geração futuro
 

Mais de Ogx2011

Anexo xiv metodologia do cálculo do índice de custo benefício - icb
Anexo xiv   metodologia do cálculo do índice de custo benefício - icbAnexo xiv   metodologia do cálculo do índice de custo benefício - icb
Anexo xiv metodologia do cálculo do índice de custo benefício - icb
Ogx2011
 
Apresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGXApresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGX
Ogx2011
 
Ogx management presentation port
Ogx management presentation portOgx management presentation port
Ogx management presentation port
Ogx2011
 
Apresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGXApresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGX
Ogx2011
 
OGX Management Presentation
OGX Management PresentationOGX Management Presentation
OGX Management Presentation
Ogx2011
 
1Q13 Earnings Presentation
1Q13 Earnings Presentation1Q13 Earnings Presentation
1Q13 Earnings Presentation
Ogx2011
 
Apresentação Resultados 1T13
Apresentação Resultados 1T13Apresentação Resultados 1T13
Apresentação Resultados 1T13
Ogx2011
 
Apresentação Resultados 1T13
Apresentação Resultados 1T13Apresentação Resultados 1T13
Apresentação Resultados 1T13
Ogx2011
 
1Q13 Earnings Presentation
1Q13 Earnings Presentation1Q13 Earnings Presentation
1Q13 Earnings Presentation
Ogx2011
 
OGX Management Presentation
OGX Management PresentationOGX Management Presentation
OGX Management Presentation
Ogx2011
 
OGX Apresentação Institucional
OGX Apresentação InstitucionalOGX Apresentação Institucional
OGX Apresentação Institucional
Ogx2011
 
OGX 2012 Earnings Presentation
OGX 2012 Earnings PresentationOGX 2012 Earnings Presentation
OGX 2012 Earnings Presentation
Ogx2011
 
OGX 4Q12 Earnings Presentation
OGX 4Q12 Earnings PresentationOGX 4Q12 Earnings Presentation
OGX 4Q12 Earnings Presentation
Ogx2011
 
Apresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGXApresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGX
Ogx2011
 
OGX Management Presentation
OGX Management PresentationOGX Management Presentation
OGX Management Presentation
Ogx2011
 
OGX Management Presentation
OGX Management PresentationOGX Management Presentation
OGX Management Presentation
Ogx2011
 
Apresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGXApresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGX
Ogx2011
 
Apresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGXApresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGX
Ogx2011
 
OGX Management Presentation
OGX Management PresentationOGX Management Presentation
OGX Management Presentation
Ogx2011
 
Ogx management presentation v2
Ogx management presentation v2Ogx management presentation v2
Ogx management presentation v2
Ogx2011
 

Mais de Ogx2011 (20)

Anexo xiv metodologia do cálculo do índice de custo benefício - icb
Anexo xiv   metodologia do cálculo do índice de custo benefício - icbAnexo xiv   metodologia do cálculo do índice de custo benefício - icb
Anexo xiv metodologia do cálculo do índice de custo benefício - icb
 
Apresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGXApresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGX
 
Ogx management presentation port
Ogx management presentation portOgx management presentation port
Ogx management presentation port
 
Apresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGXApresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGX
 
OGX Management Presentation
OGX Management PresentationOGX Management Presentation
OGX Management Presentation
 
1Q13 Earnings Presentation
1Q13 Earnings Presentation1Q13 Earnings Presentation
1Q13 Earnings Presentation
 
Apresentação Resultados 1T13
Apresentação Resultados 1T13Apresentação Resultados 1T13
Apresentação Resultados 1T13
 
Apresentação Resultados 1T13
Apresentação Resultados 1T13Apresentação Resultados 1T13
Apresentação Resultados 1T13
 
1Q13 Earnings Presentation
1Q13 Earnings Presentation1Q13 Earnings Presentation
1Q13 Earnings Presentation
 
OGX Management Presentation
OGX Management PresentationOGX Management Presentation
OGX Management Presentation
 
OGX Apresentação Institucional
OGX Apresentação InstitucionalOGX Apresentação Institucional
OGX Apresentação Institucional
 
OGX 2012 Earnings Presentation
OGX 2012 Earnings PresentationOGX 2012 Earnings Presentation
OGX 2012 Earnings Presentation
 
OGX 4Q12 Earnings Presentation
OGX 4Q12 Earnings PresentationOGX 4Q12 Earnings Presentation
OGX 4Q12 Earnings Presentation
 
Apresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGXApresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGX
 
OGX Management Presentation
OGX Management PresentationOGX Management Presentation
OGX Management Presentation
 
OGX Management Presentation
OGX Management PresentationOGX Management Presentation
OGX Management Presentation
 
Apresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGXApresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGX
 
Apresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGXApresentação Institucional OGX
Apresentação Institucional OGX
 
OGX Management Presentation
OGX Management PresentationOGX Management Presentation
OGX Management Presentation
 
Ogx management presentation v2
Ogx management presentation v2Ogx management presentation v2
Ogx management presentation v2
 

OGX 2012 Apresentação Resultados

  • 1. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS - 2012 Rio de Janeiro | 27 de março de 2013
  • 3. DESTAQUES DE 2012 E EVENTOS SUBSEQUENTES OGX alcança a fase de produção:  OGX atingiu um marco histórico em 2012, iniciando a produção de óleo apenas 4 anos após sua criação. A produção no Campo de Tubarão Azul alcançou 3,2 milhões de barris e foram vendidos 2,4 milhões de barris em 2012  OGX registrou pela primeira vez receita de R$325 milhões  Eficiente desenvolvimento do Campo de Tubarão Martelo com seis poços produtores perfurados e com completação inferior  Produção comercial de gás no Campo de Gavião Real iniciada em janeiro de 2013 Importante avanço na campanha exploratória:  Três campos adicionais declarados comerciais nas acumulações de Pipeline e Fuji-Illimani na Bacia de Campos; além do Campo de Gavião Branco (antiga acumulação de Bom Jesus) na Bacia terrestre do Parnaíba  Novos Planos de Avaliação de Descoberta (PAD) submetidos para outras acumulações nas bacias de Campos e Santos  Novas descobertas de óleo como Tulum e Viedma na Bacia de Campos e de gás em Fazenda Chicote, na Bacia do Parnaíba Reavaliação das estimativas iniciais:  Em 2012, a produção dos dois primeiros poços de Tubarão Azul estabilizou em 5 mil boepd por poço  Terceiro poço produtor de Tubarão Azul, conectado em janeiro de 2013, ainda não estabilizou, enquanto que os dois primeiros estão produzindo em 2013 conjuntamente a uma média pouco inferior a 10 mil boepd OGX está preparada para continuar o desenvolvimento de seus negócios em 2013:  Desenvolvimento do Bloco BS-4, na Bacia de Santos, que recentemente adquirimos participação  Capex planejado de US$1,3 bilhão para alavancar o portfólio de ativos da Companhia  Oportunidades para revigorar a base de ativos através de desinvestimentos, aquisições e importantes parcerias 3
  • 5. DESTAQUES FINANCEIROS Primeiro fluxo de receitas alcançado em 2012 PRINCIPAIS MÉTRICAS 4T 2012 2012 FINANCEIRAS Receita (R$ mm)¹ 175 325 Receita de R$325 milhões registrada em 2012 da entrega da 3ª e 4ª EBITDA – Pro forma (R$ mm) (38) (343) cargas Lucro Líquido (R$ mm) (286) (1.173) Entrega de 2,4 milhões de barris em 2012 e 1,2 milhão de barris no 1T13 Preço realizado do óleo por barril 104 99 (US$)¹ Posição de caixa de R$3,4 bilhões CAPEX (R$ mm) (1.150) (4.336) (~US$1,7 bilhão) em 31 de dezembro de 2012 Posição de Caixa (US$ mm) 1.655 1.655 Volume médio de produção de 9,8 Volume de Produção (kboepd) 10,2 9,8 ² kboepd no ano Notas: ¹ Refere-se às cargas contabilizadas como receita após a conclusão do Teste de Longa Duração e a Declaração de Comercialidade do Campo de Tubarão Azul ² Volume de produção de 31 de janeiro de 2012 a 31 de dezembro de 2012 5
  • 6. POSIÇÃO DE CAIXA Disciplina na gestão do caixa com foco na manutenção de flexibilidade para as operações em andamento e oportunidades adicionais Fluxo de Caixa (US$ milhões)1,2 Desembolso de Caixa – Regime de Competência (US$ milhões) 1 394 (2.310) 708 Capex SG&A/G&G 2.862 Capex Adicional Parnaíba³ 734 81 588 611 1.655 521 38 52 56 67 9 5 653 483 550 460 4T11 Atividades de Atividades Atividades de 4T12 financiamentos operacionais investimento 1T12 2T12 3T12 4T12 OGX detém a opção de exigir que seu acionista controlador, Eike Batista, subscreva até US$1,0 bilhão em novas ações ordinárias de emissão da Companhia ao preço de R$6,30 por ação Notas: ¹ Considera taxas de câmbio médias equivalentes a: BRL 1,77/USD (1T12); BRL 1,96/USD (2T12); BRL 2,03/USD (3T12); BRL 2,06/USD (4T12) ² Considera taxas de câmbio de final de período equivalentes a: BRL 1,88/USD (4T11); BRL1,82/USD (1T12); BRL 2,02/USD (2T12); BRL 2,03/USD (3T12); BRL 2,04/USD (4T12) ³ Finalização da montagem da UTG e duas sondas terrestres adicionais 6
  • 7. DESTAQUES OPERACIONAIS DO 4T12 E 2012: PRODUÇÃO Produção avançando Bacia de Campos:  907 mil barris de óleo produzidos no 4T12 com uma produção média diária de 10,2 kboepd  Volume total produzido de 3,2 milhões de barris no Campo de Tubarão Azul em 2012  3º poço produtor no Campo de Tubarão Azul em operação desde 4 de janeiro de 2013  Produzidos mais de 3,9 milhões de barris de óleo e seis carregamentos entregues até Fev/13  Custo diário médio de aproximadamente US$531.000 por dia Bacia do Parnaíba:  Concluída perfuração e completação de todos os 16 poços produtores planejados para o Campo de Gavião Real  Primeiro gás produzido no final de novembro de 2012 no Campo de Gavião Real, com o comissionamento da Unidade de Tratamento de Gás (UTG)  Produção líquida média de gás de 3,2 kboepd e 5,5 kboepd em janeiro e fevereiro de 2013, respectivamente 7
  • 8. DESTAQUES OPERACIONAIS: BACIA DE CAMPOS Desenvolvimento do Campo de Tubarão Azul Desenvolvimento do Campo de Tubarão Martelo BM-C-41 BM-C-39 TUBARÃ TUBARÃO O MARTELO AZUL 35D TBMT-10H TBMT-8H 25 TBMT-6HP TBMT-4HP Poços exploratórios perfurados TBMT-2HP Poços exploratórios perfurados 44HP BM-C-40 Poços produtores perfurados Poços produtores perfurados Produção Média Trimestral / Mensal (kboepd) 13,2 11,0 11,3 10,2 9,1 9,3  Concluída a perfuração e realizada a completação inferior de 6 poços produtores horizontais (TBMT-2HP, TBMT-4HP, TBMT-6HP, OGX-44HP, TBMT-8H e TBMT-10H) Dias Efetivos de 1T12 2T12 3T12 4T12 Jan-13 Fev-13 Produção  Chegada do FPSO OSX-3 estimada para o 3T13 OGX-26HP 60 79 57 92 29 28 OGX-68HP - 47 92 92 29 28  Primeiro óleo do Campo de Tubarão Martelo estimado para o TBAZ-1HP - - - - 26 28 Total 60 126 149 184 84 84 4T13 Média por poço 11,0 9,1 9,3 10,2 4,9 3,8 offshore (kboepd) 8
  • 9. DESTAQUES OPERACIONAIS: BACIA DO PARNAĺBA Desenvolvimento do Campo de Gavião Real  Três turbinas sincronizadas desde 16 de março de Produção média mensal (kboepd) 2013; produção líquida média de gás de 5,5 kboepd 5,5 (0,9 M m³/d) em fevereiro de 2013  Capacidade de produção disponível de ~6 Mm³/dia; 3,2 capacidade de produção futura de até 7,5 Mm³/dia  Margem EBITDA da UTG de aproximadamente 73%. Espaço para aumento de margem após o pleno jan-13 fev-13 ramp-up da produção com o comissionamento final das duas turbinas restantes, estimado para março e abril de 2013, respectivamente 9
  • 10. DESTAQUES OPERACIONAIS DO 4T12 E 2012: EXPLORAÇÃO 70% de taxa de sucesso na campanha exploratória e de delimitação em 2012 Bacia de Campos:  Declaração de Comercialidade das acumulações de Pipeline e Fuji-Illimani (campos de Tubarão Tigre, Tubarão Gato e Tubarão Areia)  PADs submetidos à ANP para as acumulações de Vesúvio, Viedma, Tulum e Itacoatiara Bacia do Parnaíba:  Declaração de Comercialidade da acumulação de Bom Jesus (Campo de Gavião Branco)  Três novas descobertas na bacia: • 66 metros de net pay de gás na acumulação de Fazenda Chicote com teste de formação indicando vazão de gás de 3,2 Mm³/d (em Absolute Open Flow) • 24 metros de net pay de gás na acumulação de Fazenda Santa Isabel • 27 metros de net pay de gás na acumulação de São Raimundo Bacia de Santos:  PADs submetidos à ANP para as acumulações de Belém, Curitiba e Natal  Devolução dos blocos BM-S-57 e BM-S-29 à ANP Outras Bacias:  Retomando a campanha exploratória na Bacia do Espírito Santo com a perfuração de dois poços em 2013  Planejado iniciar a perfuração do primeiro poço exploratório na Colômbia no primeiro semestre de 2014 10
  • 11. DESTAQUES EXPLORATÓRIOS Bacia de Campos – Novos Campos e PADs Bacia de Santos – Novos PADs Novos Campos Declarados Comerciais PAD Áreas Devolvidas à ANP Campos já Declarados Comerciais Declarações de Comercialidade – Bacia de Campos PADs – Bacia de Santos Volume in situ total estimado Acumulação Bloco(s) Compromisso Firme Prazo Campo Acumulação Bloco (mmboe) Natal 1 BM-S-59 - Reprocessamento sísmico 1S13 P90 P50 P10 C uritiba 1 BM-S-58 - Teste de Formação (OGX-94DA) 2S13 Tubarão Tigre Pipeline BM-C -41 314 461 675 Belém BM-S-56 - Teste de Formação (OGX-17) 2S13 Tubarão Gato Pipeline BM-C -41 50 71 101 Tubarão Areia Fuji/Illimani BM-C -41 157 291 563 Nota: Total 521 823 1.339 ¹ Pendente aprovação do PAD pela ANP 11
  • 13. OUTLOOK PARA 2013 Capex Estimado para 2013 Desenvolvimento Abertura Capex 2013  Tubarão Martelo: Preparação para a chegada do Estimativa anual para 2013: FPSO OSX-3 Exploração ~US$1,3 bilhão 25%  Tubarão Tigre, Tubarão Gato e Tubarão Areia: Finalizando engenharia de reservatório  BS-4: Primeiro poço a ser perfurado até final de 2013 Exploração Desenvolvimento  Bacia de Campos: Compromisso de perfurar três 75% poços nos PADs até o segundo semestre de 2013  Bacia de Santos: Testes de formação e reprocessamento sísmico  Bacia do Parnaíba: ~10 poços em 2013  Bacia do Espírito Santo: Dois poços em 2013 13
  • 14. PRÓXIMOS EVENTOS Eventos por Bacia Outros Eventos Importantes Bacia de Campos:  Relatório de certificação de recursos  Perfurar poços de delimitação e realizar testes durante a execução dos PADs  Chegada dos FPSOs OSX-2 e OSX-3 Bacia do Parnaíba: • Início de produção esperado para até o final do  Ramp-up da produção de gás com o comissionamento ano de 2013 da última turbina da UTE  Continuar a campanha de exploração com a perfuração de poços pioneiros Bacia de Santos:  Realizar testes durante a execução dos PADs Bacia do Espírito Santo:  Continuar a campanha exploratória com dois poços pioneiros 14
  • 16. DEMOSNTRAÇÕES FINANCEIRAS R$ ('000) DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS 2012 2011 ∆ 4T12 4T11 ∆ Receita líquida de vendas 325.393 - 325.393 174.707 - 174.707 Custo dos produtos vendidos (CPV) ¹ (224.802) - (224.802) (100.203) - (100.203) Despesas de exploração (227.350) (189.775) (37.575) (54.784) (64.618) 9.834 Despesas de vendas (5.831) - (5.831) (5.831) - (5.831) Despesas administrativas e gerais (210.732) (240.733) 30.001 (52.121) (61.080) 8.959 EBITDA (343.322) (430.508) 87.186 (38.232) (125.698) 87.466 Depreciação (31.838) (4.504) (27.334) (17.173) (1.465) (15.708) Amortização (11.859) (5.938) (5.921) (4.522) (1.768) (2.754) Stock option (54.663) (56.989) 2.326 (7.372) (34.512) 27.140 Poços/Áreas secos ou subcomerciais (691.474) (236.055) (455.419) (231.238) (236.055) 4.817 EBIT (1.133.156) (733.994) (399.162) (298.537) (399.498) 100.961 Receita financeira 265.382 417.322 (151.940) 43.145 71.573 (28.428) Despesa financeira (478.790) (216.853) (261.937) (149.637) (83.683) (65.954) Resultado financeiro líquido (213.408) 200.469 (413.877) (106.492) (12.110) (94.382) Variação cambial (364.292) (71.644) (292.648) 1.788 (67.453) 69.241 Derivativos 16.385 (122.705) 139.090 (1.909) (40.890) 38.981 EBT (1.694.471) (727.874) (966.597) (405.150) (519.951) 114.801 (-) Imposto de renda 508.595 217.989 290.606 119.444 187.364 (67.920) Prejuízo líquido do exercício (pro forma) (1.185.876) (509.885) (675.991) (285.706) (332.587) 46.881 Incorporação OGX Campos 13.102 - 13.102 - - - Prejuízo líquido do exercício (contábil) (1.172.774) (509.885) (662.889) (285.706) (332.587) 46.881 Atribuído a: Acionistas não controladores (34.109) (27.720) (6.389) (12.803) (10.553) (2.250) Acionistas controladores (1.138.665) (482.165) (656.500) (272.903) (322.034) 49.131 Nota: ¹ O total não inclui as parcelas do custo do produto vendido (CPV) referentes à depreciação, amortização e royalties, as quais são apresentadas em linha específicas do quadro acima 16
  • 17. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS R$ ('000) BALANÇO PATRIMONIAL 31/dez/12 31/dez/11 31/dez/12 31/dez/11 ATIVO PASSIVO Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 3.381.326 5.367.451 Fornecedores 925.513 431.931 Títulos e valores mobiliários - 52.290 Impostos, contribuições e participações a recolher 22.894 26.070 Depósitos vinculados 14.963 39.039 Salários e encargos trabalhistas 58.921 54.507 Impostos e contribuições a recuperar - 78.137 Empréstimos e financiamentos 84.534 22.301 Instrumentos financeiros derivativos 26.350 8.879 Instrumentos financeiros derivativos 1.416 - Estoque de óleo 118.027 - Contas a pagar com partes relacionadas 100.845 96.692 Outros créditos 94.686 27.934 Outras contas a pagar 20.096 87.807 Total Ativo Circulante 3.635.352 5.573.730 1.214.219 719.308 Não Circulante Empréstimos e financiamentos 7.960.166 4.750.113 Provisões diversas 210.887 11.743 8.171.053 4.761.856 Não Circulante Realizável a longo prazo Patrimônio Líquido Estoque de materiais 206.511 390.071 Capital social 8.821.155 8.810.307 Impostos e contribuições a recuperar 215.311 278.810 Reservas de capital 178.793 274.109 Imposto de renda e contribuição social diferidos 791.893 282.693 Reservas de lucros - - Créditos com partes relacionadas 179.454 139.386 Ajustes acumulados de conversão 42.571 19.588 Prejuízos acumulados (1.343.306) (289.444) Imobilizado 10.027.389 6.172.783 Atribuído a participação dos acionistas controladores 7.699.213 8.814.560 Intangível 2.060.438 1.512.724 Participações de acionistas não controladores 31.863 54.473 13.480.996 8.776.467 7.731.076 8.869.033 Ativo Total 17.116.348 14.350.197 Passivo Total 17.116.348 14.350.197 17
  • 18. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS R$ ('000) R$ ('000) IMOBILIZADO EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS Saldo em 31 de dezembro de 2011 6.172.783 Saldo em 31 de dezembro de 2011: (4.772.414) (+) CAPEX (-) Novas captações (2.536.892) Bacia de Campos 2.707.599 (-) Juros incorridos (608.572) Bacia de Santos 706.817 (-) Variação cambial (714.834) Bacia do Parnaíba 477.697 (+) Pagamento de juros 565.682 Bacia do Espírito Santo 49.650 (+) Custo de captação 39.032 Bacia do Pará-Maranhão 46.902 Bacias Colombianas - (-) Amortização do custo de captação (16.702) Corporativo 347.511 4.336.175 Saldo em 31 de dezembro de 2012: (8.044.701) (+) Juros capitalizados 173.136 (+) Provisão para abandono de poços 146.302 (-) Margem bruta do TLD (79.644) (-) Alienações (98) (-) Depreciação (49.892) (-) Baixa poços secos (671.373) Saldo em 31 de dezembro de 2012 10.027.389 18