ESTRATÉGIA CONTRÁRIA E EFEITO LIQUIDEZNO BRASIL: UMA ANÁLISE ECONOMÉTRICAOdilon SaturninoValéria SaturninoMarcos GoisPierr...
APRESENTAÇÃONEFI/UFPE: Estudos sobre Anomalias no Mercadode Capitais Brasileiro;Análise de retornos anormais em carteira...
1. INTRODUÇÃOQuebra do pressuposto da eficiência de mercado:Forma FracaPretende-se testar a hipótese de reversão dos re...
2. BASES DO OVERREACTIONDeBondt and Thaler (1985) – evidenciaram a estratégiacontrária em um período de três anos, sendo ...
2. BASES DO OVERREACTIONAvramov, Chordia and Goyal (2006) – Overreaction nocurtíssimo prazo entre as ações com alta liqui...
2. OVERREACTION NO BRASILBonomo e Dall’Agnol (2003) - Evidências deOverreaction no curto prazo e Momentum no longo prazo,...
2. OVERREACTION NO BRASILSanvicente e Minardi (1998) - analisaram a liquidezatravés do índice de negociabilidade, desenvo...
3. METODOLOGIADados: retornos mensais das ações negociadas na Bovespa dejaneiro de 1995 a dezembro de 2011;Amostra: apen...
3. METODOLOGIARetorno Anormal Acumulado:Períodos de formação e de análise:RtRjtû Formação Análise09 meses (03 trimestr...
3. METODOLOGIAModelos ARIMAH0: Não há diferença significativa entre os retornos das açõesnos períodos de formação e os re...
3. METODOLOGIAIncorporação de Variáveis ao CAPMModelo Multifatorial).()()( 321 RfRNEGRRRR formlDiferenciafmflDiferencia ...
4. ANÁLISE DOS RESULTADOSRetorno Anormal Acumulado - 9 meses de formação e 63 meses de análise
4. ANÁLISE DOS RESULTADOSRetorno Anormal Acumulado - 12 meses de formação e 60 meses de análise
4. ANÁLISE DOS RESULTADOSRetorno Anormal Acumulado - 18 meses de formação e 54 meses de análise
4. ANÁLISE DOS RESULTADOSRetorno Anormal Acumulado - 21 meses de formação e 51 meses de análise
4. ANÁLISE DOS RESULTADOSRetorno Diferencial (Vencedoras – Perdedoras)
4. ANÁLISE DOS RESULTADOSÍndice de NegociabilidadeFormaçãoÍndice NEGVencedorasÍndice NEGPerdedorasÍndice NEGDiferencial09 ...
4. ANÁLISE DOS RESULTADOSCorrelograma do RetornoDiferencial Médio
4. ANÁLISE DOS RESULTADOSArgumento Dickey-Fuller e Correlograma (2ª Diferenciação)Argumento de Dickey-FullerTeste T Prob.-...
4. ANÁLISE DOS RESULTADOSModelos ARIMAModelos Akaike SchwarzARIMA (1,2,0) -4.241518 -4.169832ARIMA (0,2,1) -4.667809 -4.59...
4. ANÁLISE DOS RESULTADOSResultados da Regressão com Dados em PainelVariável Coeficiente Erro-Padrão Estatística T Probabi...
5. REFERÊNCIAS AVRAMOV, Doron; CHORDIA, Tarun; GOYAL, Amit. Liquidity and Autocorrelations inIndividual Stock Returns. Th...
5. REFERÊNCIAS DeBONDT, W. F.M.; THALER, R. Does the stock market overreact? Journal of finance,v.40, nº 3, July 1985, pp...
5. REFERÊNCIAS GUJARATI, Damodar N.; PORTER, Dawn C.; Econometria Básica. 5. ed. Porto Alegre:Bookman, 2011. HONG, Harri...
5. REFERÊNCIAS PICCOLI, Pedro Guilherme Ribeiro; SILVA, Wesley Vieira da; DEL CORSO, Jansen Maia;SOUZA, Alceu. A existênc...
OBRIGADO!Dúvidas, sugestões e comentáriosOdilon SaturninoDoutorando em Administração pela UFPE(81) 8773-5839 / (81) 9665-7...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Overreaction e Liquidez - SBFIN 2012

429 visualizações

Publicada em

Estratégia Contrária e Efeito Liquidez no Brasil: Uma Análise Econométrica - 12º Encontro da Sociedade Brasileira de Finanças - 2012.

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
429
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Overreaction e Liquidez - SBFIN 2012

  1. 1. ESTRATÉGIA CONTRÁRIA E EFEITO LIQUIDEZNO BRASIL: UMA ANÁLISE ECONOMÉTRICAOdilon SaturninoValéria SaturninoMarcos GoisPierre LucenaLuiz Fernando
  2. 2. APRESENTAÇÃONEFI/UFPE: Estudos sobre Anomalias no Mercadode Capitais Brasileiro;Análise de retornos anormais em carteiras investidascom base em algum índice contábil/financeiro;Trabalhos concluídos: PVPA, P/L, Índice PEG(Crescimento);Trabalhos em andamento: estratégia contrária, impulso,ROE e IPO.
  3. 3. 1. INTRODUÇÃOQuebra do pressuposto da eficiência de mercado:Forma FracaPretende-se testar a hipótese de reversão dos retornosdas ações da Bovespa no longo prazo;Busca-se avaliar os resultados relacionando-os com aliquidez dos papéis.
  4. 4. 2. BASES DO OVERREACTIONDeBondt and Thaler (1985) – evidenciaram a estratégiacontrária em um período de três anos, sendo maissignificativa em cinco anos;Jegadeesh and Titman (1993) – Efeito Momentum nocurto prazo;Chopra, Lakonishock e Ritter (1992) – Overreactionentre as ações de empresas pequenas.
  5. 5. 2. BASES DO OVERREACTIONAvramov, Chordia and Goyal (2006) – Overreaction nocurtíssimo prazo entre as ações com alta liquidez;Lee and Swaminathan (2000) – manutenção de retornono curto prazo entre as ações mais líquidas;Hong and Stein (1999) – após um ano volta umatendência de reversão impulsionada pelos traders demomento.
  6. 6. 2. OVERREACTION NO BRASILBonomo e Dall’Agnol (2003) - Evidências deOverreaction no curto prazo e Momentum no longo prazo,no período de 1986 a 2000;Fonte Neto e Carmona (2005) – rejeição do Momentume do Overreaction de junho de 1994 a junho de 2004;Poli e Oda (2005) – análise semanal e evidências deOverreaction no curtíssimo prazo de 1995 a 2003;Sanvicente e Minardi (1998) – ausência de prêmiorelacionado à baixa liquidez, de 1994 a 1998.
  7. 7. 2. OVERREACTION NO BRASILSanvicente e Minardi (1998) - analisaram a liquidezatravés do índice de negociabilidade, desenvolvido porPaula Leite e Sanvicente (1995);Bruni e Famá (1998) - não rejeitam a existência de umprêmio pela baixa liquidez (análise de 1988 a 1996);Kimura (2003) – identificou o Momentum no curto prazo,análise de 1994 a 2001;Rogers e Securato (2009) – encontraram significância novalor de mercado como explicativo do prêmio de risco.
  8. 8. 3. METODOLOGIADados: retornos mensais das ações negociadas na Bovespa dejaneiro de 1995 a dezembro de 2011;Amostra: apenas as ações ativas que apresentassem nomínimo uma negociação mensal no período analisado;Softwares: Economática, Microsoft Excel 2010 e Eviews 7.0;Carteiras: foram criadas duas carteiras, uma com as 20 açõesque tiveram o melhor desempenho e a outra com as 20 pioresações durante o período de formação, sendo as duas carteirasrebalanceadas a cada novo período, e analisadas nos 60 mesesseguintes.
  9. 9. 3. METODOLOGIARetorno Anormal Acumulado:Períodos de formação e de análise:RtRjtû Formação Análise09 meses (03 trimestres) 63 meses (05 anos e 01 trimestre)12 meses (01 ano) 60 meses (05 anos)18 meses (01 ano e meio) 54 meses (04 anos e meio)21 meses (01 ano e 03 trimestres) 51 meses (04 anos e um trimestre)
  10. 10. 3. METODOLOGIAModelos ARIMAH0: Não há diferença significativa entre os retornos das açõesnos períodos de formação e os rendimentos verificados nossessenta meses posteriores.H1: há Overreaction no mercado acionário em longo prazo, que éum período no qual ações vencedoras (perdedoras) passam a serperdedoras (vencedoras).0)|()|( 11   tPttVt FûEFûE0)|(0)|(11tPttVtFûEFûE
  11. 11. 3. METODOLOGIAIncorporação de Variáveis ao CAPMModelo Multifatorial).()()( 321 RfRNEGRRRR formlDiferenciafmflDiferencia  
  12. 12. 4. ANÁLISE DOS RESULTADOSRetorno Anormal Acumulado - 9 meses de formação e 63 meses de análise
  13. 13. 4. ANÁLISE DOS RESULTADOSRetorno Anormal Acumulado - 12 meses de formação e 60 meses de análise
  14. 14. 4. ANÁLISE DOS RESULTADOSRetorno Anormal Acumulado - 18 meses de formação e 54 meses de análise
  15. 15. 4. ANÁLISE DOS RESULTADOSRetorno Anormal Acumulado - 21 meses de formação e 51 meses de análise
  16. 16. 4. ANÁLISE DOS RESULTADOSRetorno Diferencial (Vencedoras – Perdedoras)
  17. 17. 4. ANÁLISE DOS RESULTADOSÍndice de NegociabilidadeFormaçãoÍndice NEGVencedorasÍndice NEGPerdedorasÍndice NEGDiferencial09 meses 0,66% 0,80% -0,13%01 ano 0,68% 0,55% 0,13%01 ano e 06 meses 0,68% 0,70% -0,02%01 ano e 09 meses 0,62% 0,73% -0,11%
  18. 18. 4. ANÁLISE DOS RESULTADOSCorrelograma do RetornoDiferencial Médio
  19. 19. 4. ANÁLISE DOS RESULTADOSArgumento Dickey-Fuller e Correlograma (2ª Diferenciação)Argumento de Dickey-FullerTeste T Prob.-5.461653 0.0000Valores críticos do testeNível de 1% -3.557472Nível de 5% -2.916566Nível de 10% -2.596116
  20. 20. 4. ANÁLISE DOS RESULTADOSModelos ARIMAModelos Akaike SchwarzARIMA (1,2,0) -4.241518 -4.169832ARIMA (0,2,1) -4.667809 -4.596760ARIMA (1,2,1) -4.500893 -4.393364ARIMA (0,2,[11]) -5.020676 -4.985151ARIMA (1,2,[11]) -5.069735 -4.998049Variável Coeficiente Erro Padrão Teste T ProbabilidadeMA (11) -0.929127 0.018176 -51.11794 0.0000Melhor modelo – ARIMA (0,2,[11])
  21. 21. 4. ANÁLISE DOS RESULTADOSResultados da Regressão com Dados em PainelVariável Coeficiente Erro-Padrão Estatística T ProbabilidadeC 0.218756 0.051724 4.229287 0.0000RF -0.296587 0.059907 -4.950818 0.0000RM-RF 0.187378 0.036267 5.16667 0.0000NEGDiferencial -17.13716 1.424466 -12.03059 0.0000RFORM-RF -0.178771 0.027958 -6.394359 0.0000)(178771.013716.17)(187378.0296587.0218756.0 fformfmflDiferencia RRNEGRRRR 
  22. 22. 5. REFERÊNCIAS AVRAMOV, Doron; CHORDIA, Tarun; GOYAL, Amit. Liquidity and Autocorrelations inIndividual Stock Returns. The Journal of Finance, v. 61, n. 5, out. 2006. BONOMO, M., & Dall’AGNOL I. Retornos anormais e estratégias contrárias. WorkingPaper, FGV-482, Rio de Janeiro., 2003. BROOKS, Chris. Introductory Econometrics for Finance. 2. ed. Cambridge UniversityPress, New York – EUA, 2008. BRUNI, A. L.; FAMÁ, R. Liquidez e Avaliação de Ativos Financeiros. In: ENANPAD –Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação em Administração. Anais do XXIIENANPAD: Foz do Iguaçu, 1998. CHOPRA, Navin, LAKONISHOCK, Josef, & RITTER, Jay R. Measuring abnormalperformance: do stocks overreact? Journal of Financial Economics, 31, pp. 235-268, 1992. DAMODARAN, Aswath. Mitos de Investimentos. São Paulo: Financial Times – PrenticeHall, 2006.
  23. 23. 5. REFERÊNCIAS DeBONDT, W. F.M.; THALER, R. Does the stock market overreact? Journal of finance,v.40, nº 3, July 1985, pp.793-805, 1985. FAMA, E. Efficient Capital Markets: A review of theory and empirical work. The Journalof Finance, 25, pp. 383-417, 1970. FAMA, E. Efficient Capital Markets II. The Journal of Finance, v. 46, n. 5, December1991. FAMA, E.; FRENCH, K. The Cross Section of Expected Returns. The Journal ofFinance, v. 47, n. 2, June 1992. FAMA, E.F.; FRENCH, E. Multifactor explanations of asset pricing anomalies. Journal ofFinance, v.51, nº1. pp.55-84, March 1996. FONTE NETO, Jayme Wanderley da., & CARMONA, Charles Ulises de Montreuil.Eficiência do mercado acionário brasileiro pós-Plano Real: há evidências de overeaction?.In: XXV Encontro Nacional de Engenharia de Produção – Porto Alegre, RS. 29 out./01nov. 2005.
  24. 24. 5. REFERÊNCIAS GUJARATI, Damodar N.; PORTER, Dawn C.; Econometria Básica. 5. ed. Porto Alegre:Bookman, 2011. HONG, Harrison; STEIN, Jeremy C. A Unified Theoty of Underreaction, MomentumTrading, and Overreaction in Asset Markets. The Journal of Finance, v, 54, n. 6, December1999. JEGADEESH, N.; TITMAN, S. (1993). Returns to buying winners and selling losers:implications for stock market efficiency. Journal of Finance, v.48, n. 1, pp. 65-91. March1993. KIMURA, Herbert. Aspectos Comportamentais Associados às Reações do Mercado deCapitais. RAE-eletrônica, v. 2, n. 1, jan./jun. 2003. LEE, Charles M. C.; SWAMINATHAN, Bhaskaran. (2000). Price momentum and tradingvolume. Journal of Finance, v. 55, n. 5, pp. 2017-2069, October 2000. PAULA LEITE, H.; SANVICENTE, A. Z. Índice BOVESPA: Um Padrão para osInvestimentos Brasileiros. São Paulo: Atlas, 1995.
  25. 25. 5. REFERÊNCIAS PICCOLI, Pedro Guilherme Ribeiro; SILVA, Wesley Vieira da; DEL CORSO, Jansen Maia;SOUZA, Alceu. A existência do Efeito Momento no Mercado de Capitais Brasileiro no períodocompreendido entre 2005 e 2008. Associação Brasileira de Engenharia de Produção – ABEPRO.UFSC. ISSN 1676 – 1901, v. 9, n. 3, 2009. POLI, Paulo de Castro Rubio, & ODA, Andre Luiz. Estratégia contrária de curtíssimo prazo: umteste de padrões de reversão aplicado às ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo noperíodo 1995 a 2003. In: anais do VIII SEMEAD: USP, 2005. ROGERS, Pablo; SECURATO, José Roberto. Estudo Comparativo no Mercado Brasileiro doCapital Asset Pricing Model (CAPM), Modelo 3 Fatores de Fama e French e Reward BetaApproach. RAC Eletrônica, Curitiba, v. 3, n. 1, art. 9, p. 159-179, jan./abr. 2009. SANVICENTE, Antônio Zoratto; MINARDI Andrea M. A. Fonseca. A liquidez é relevante nomercado de ações? Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais. São Paulo: Ibmec, 1998. WATANABE, Akiko; WATANABE, Masahiro. Time-Varying Liquidity Risk and the Cross-Section of Stock Returns. The Review Financial Studies, v. 21, n. 6, nov. 2008, pp. 2249-2486,2008.
  26. 26. OBRIGADO!Dúvidas, sugestões e comentáriosOdilon SaturninoDoutorando em Administração pela UFPE(81) 8773-5839 / (81) 9665-7415 / (81) 3454-9410odilon.saturnino@gmail.com

×