SlideShare uma empresa Scribd logo

Trab indiv nuno

Este documento apresenta um plano de marketing para a GE Security Portugal. Apresenta informações sobre a organização incluindo seu organograma e portfólio de produtos. Também discute o mercado de segurança e a posição da GE Security, e propõe estratégias de marketing digital e comunicação para aumentar a presença da empresa online.

1 de 18
Baixar para ler offline
Curso: Gestão de Marketing

                              Trabalho elaborado para a Unidade
                              Curricular: Plano de Marketing

                              Data: Ano Lectivo 2009 / 2010

                              Docente: Dr. João Pinto Barbosa




“WEB MARKETING VS GE-SECURITY PORTUGAL”

     TURMA G3NA - NUNO   FIGUEIREDO Nº 207056
QUADROS

QUADRO I – Ericsson's cool Get Ready video! – A Net ..................................................……...4


QUADRO II – Organigrama da GE Security Portugal.....................................................................7


QUADRO III – Recursos Humanos....................................................................................................8


QUADRO IV – Mercado e segmentação do mesmo........................................................................9


QUADRO V – Esquema do projecto................................................................................................10


QUADRO VI – Esquema do Forúm.................................................................................................12


ÍNDICE:

     1. Abstract........................................................................................................................................3

     2.     Apresentação do Tema proposto...........................................................................................3

     3. . Enquadramento Conceptual...................................................................................................5

     4. . Apresentação da organizaçãoGeneral Electric....................................................................6

     4.1.        GE Security Portugal..........................................................................................................7

     4.2.        Portfolio................................................................................................................................9

     5. . Desenvolvimento estratégico ou formulação estratégica.................................................11

     6. . Proposta Operacional............................................................................................................13

     7. . Bibliografia / Netgrafia.........................................................................................................15

     8. Anexos.......................................................................................................................................16

Anexo I - Estudo comércio electrónico Portugal 2009...................................................................16

Anexo II – Ferramentas de SEO.........................................................................................................18



                                                            Nuno Figueiredo nº 207056
                                                                                                                                                          2
1. ABSTRACT

    This paper aims is the practical application of webmarketing to the reality of an
organization, idea, product, service, person, location.

    At a time when the evidence of figures and statistics on the use of the Internet means that
the Digital Marketing is no longer a poor cousin of the strategies for any brand or company,
raises the question of what will be the evolution of the market marketing agencies and
advertising.

    It is true that the agencies who were born in the digital in their DNA have an innate ability
to reinvent themselves.

    Are these same genes present in the traditional agencies?

    Which one is better prepared to survive the current and future paradigms of marketing,
communication, media, consumer behavior and technological change?

2. APRESENTAÇÃO DO TEMA PROPOSTO

    Numa altura em que as evidências dos números e estatísticas sobre o consumo de internet
leva a que o Marketing Digital deixe de ser um dos parentes pobres nas estratégias de qualquer
marca ou empresa, coloca-se a questão sobre qual irá ser a evolução do mercado das agências
de marketing e publicidade.

    É um facto que as agências que nasceram no digital têm no seu ADN uma capacidade
inata de se reinventarem.

    Estarão esses mesmos genes presentes nas agências tradicionais?

    Qual delas estará melhor preparada para sobreviver aos actuais e futuros paradigmas do
marketing, comunicação, meios, comportamentos dos consumidores e evolução tecnológica?

    Em apenas 10 anos o mercado da web tem sofrido uma maior evolução do que qualquer
outro.




                                       Nuno Figueiredo nº 207056
                                                                                                3
QUADRO I – Ericsson's cool Get Ready video! – A Net


                  Em cada 3 segundos                            1 pessoa compra um dispositivo para aceder à internet
                           "                                                      começam 2 Blogs
                           "                                                4 pessoas aderem ao Facebook
                           "                                                 500 palavras são adicionadas
                           "                                             3 videos são colocados no YouTube
                                                               250.000 Mensagens enviadas e recebidas (E-Mails; SMS)
    Uma pessoa de 21 anos a entrar no mercado de
                 trabalho hoje tem
                                                                     passou 10.000 horas a falar ao seu Telemóvel
                              "
                              "                                      Jogou mais de 5.000 horas de Video Jogos
                                                                Passou mais de 3.500 horas "On Line" fazendo "Social
                          "                                                         Networking"
  20 Milhões de pessoas visitam pelo menos uma vez
            serviços de "On Line Dating"                                     120.000 casamentos por ano
          Entre 25 e 31 de Janeiro de 2009                         18 Mil Milhões de SMS foram enviados na China

                                                                 O nº de Transistores por m2 dobra cada 18 meses
                                                                O nº de conversações e informação dobra em cada 2,5
                                                                                        anos
                                                                Largura de banda cresce 3 vezes mais rápida do que a
                                                                           capacidade dos computadores

                                                                210 Milhões de chamadas são feitas em cada segundo
                                                                Estima-se que em 2020 50 Mil Milhões de dispositivos
                                                                                estejam em Network

                                                               O Mercado de pagamentos móveis estima-se crescer até
                                                                       aos 600 Mil Milhões de USD até 2013
                                                               O táfego da Internet na Europa e na América do Norte
                                                                         excederá o tráfego global em 2001
                                                               Em Dezembro de 2008 o nº de utilizadores da Internet
                                                                             excedeu os 1.000.000.000

                                                                20% de todos os utilizadores da Internet são Chineses
                                                               1.400.000 novos videos são colocados no YouTube por
                                                                                       semana
                                                                  350 Milhões de utilizadores activos no FaceBook
                                                               A Publicidade na Internet chegará aos 50 Mil Milhões de
                                                                                   USD em 2011


Fonte: Ericsson's cool Get Ready video! - [em linha], 2009,
http://www.youtube.com/watch?
v=TQQKW_GKvWc&feature=player_embedded
[consultado em 24-10-09]




                                                  Nuno Figueiredo nº 207056
                                                                                                                    4
3. . ENQUADRAMENTO CONCEPTUAL

    O web marketing é o nome dado ao conjunto de instrumentos e 'modus operandi' que
realçam a presença ou a existencia de uma empresa, profissional, pessoa, ou mesmo uma ideia
numa área pré-definida ou em toda a rede mundial de computadores interligados com a
utilização da internet.

    É fundamental a divulgação dos sites nos motores de busca, porque só uma pequena
percentagem de tudo que existe na WEB é publicado nos motores de busca, sendo os mesmos
responsáveis pela maioria de acessos aos sites. Para isso, os profissionais da WEB cadastram
os seus sites em diversos tipos de motores de busca, entre eles e o mais conhecido o Google.

    Os profissionais do WEB Marketing têm a tarefa de cadastrar ou optimizar os sites para
obterem melhores resultados devido ás caracteríssticas de cada tipo de motor de busca.

    As acções de Web marketing podem ser classificadas entre 'ativas' e 'receptivas', sendo que
a primeira trata dos projetos e actividades feitas no sentido de despertar a atenção dos
utilizadores (consumidores) para uma comunicação específica, enquanto que as receptivas
tratam do ambiente digital para onde o utilizador é direcionado.

    O webmarketing também é conhecido por marketing na web, marketing na internet, ou
ainda, e-marketing.

    Algumas ferramentas podem ser citadas:

    Websites institucionais; Hotsites promocionais e/ou temporaries; SEO - Search Engine
Optimization (anexo II); SEM - Search Engine Marketing - Ações de links patrocinados; E-
mail marketing; Ações de Web 2.0 e interactivas, como Blogs, videologs, conteúdos
interactivos, fóruns, entre outros.

    O webmarketing quando trabalho dentro do ambiente corporativo, trata do conceito do
marketing dentro da web, auxiliando as empresas a captarem “Leads” (clientes potenciais)
qualificados. Ou seja, pessoas que procuraram informações sobre seus produtos e ou serviços
na web e se interessaram pelas suas soluções.




                                      Nuno Figueiredo nº 207056
                                                                                               5
Todas as ferramentas citadas acima são válidas também para o ambiente corporativo,
destacando o uso bastante atual de Blogs Corporativos, onde as empresas buscam uma
aproximação aos seus clientes e/ou potenciais clientes.

4. . APRESENTAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO




    A General Electric é uma empresa global de Tecnologia de Serviços e Financeira.
Foi fundada por Thomas Edison em 1878, como Edison Electric Co. A única empresa cotada
no índice industrial Dow Jones tal como estava incluído no índice original de 1896. Um
logótipo reconhecido por todo o Mundo e praticamente inalterado desde a sua fundação.

    A GE é composta por 4 Divisões Globais (cada uma composta por inúmeras áreas de
negócio) a operar em mais de 100 países. Em termos Comerciais divide o Mundo em 3
grandes áreas: Américas; Ásia Pacífico (APAC) e Europa, Médio Oriente e África (EMEA).

316.000 Funcionários em todo o mundo; 163.4 MM$ de receitas (dados de 2006); 78 MM$ de
receitas Internacionais fora dos E.U.A. (dados de 2006); 40.7 MM$ de receitas EMEA (dados
de 2006). “A tecnologia é a chave do crescimento - Este é o lema Global da GE”

        A GE aposta na criação de novas oportunidades de negócio, gera a criação de mais
valias para os clientes e garante a liderança nos serviços e produtos.




                                       Nuno Figueiredo nº 207056
                                                                                         6

Recomendados

Palestra Marketing Digital e oportunidades para comunicadores 3.0 | Senac-SP
Palestra Marketing Digital e oportunidades para comunicadores 3.0 | Senac-SP Palestra Marketing Digital e oportunidades para comunicadores 3.0 | Senac-SP
Palestra Marketing Digital e oportunidades para comunicadores 3.0 | Senac-SP Kleber Pinto
 
Apresentação Novo Consumidor Final - Alexandre Crivellaro
Apresentação Novo Consumidor Final - Alexandre CrivellaroApresentação Novo Consumidor Final - Alexandre Crivellaro
Apresentação Novo Consumidor Final - Alexandre CrivellaroReclame Aqui
 
Palestra Uninove Bauru - O impacto das novas mídias digitais no comportamento...
Palestra Uninove Bauru - O impacto das novas mídias digitais no comportamento...Palestra Uninove Bauru - O impacto das novas mídias digitais no comportamento...
Palestra Uninove Bauru - O impacto das novas mídias digitais no comportamento...Paulo Milreu
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...
Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...
Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...Paulo Milreu
 
Criatividade e oportunidades em mídia online rbs porto alegre : florianópolis
Criatividade e  oportunidades em mídia online   rbs porto alegre : florianópolisCriatividade e  oportunidades em mídia online   rbs porto alegre : florianópolis
Criatividade e oportunidades em mídia online rbs porto alegre : florianópolisTiago Flores Dias
 
Apresentação.
Apresentação.Apresentação.
Apresentação.mcvswi
 
Construindo um Planeta Mais Inteligente
Construindo um Planeta Mais InteligenteConstruindo um Planeta Mais Inteligente
Construindo um Planeta Mais InteligenteMarcelo Sávio
 
Case Copa: Marketing Digital
Case Copa: Marketing DigitalCase Copa: Marketing Digital
Case Copa: Marketing Digitalbianchiassociates
 
O Corretor de Imóveis e a Internet
O Corretor de Imóveis e a InternetO Corretor de Imóveis e a Internet
O Corretor de Imóveis e a InternetGuru do Corretor
 
Marketing Digital Eleitoral ESPM - maio 2010
Marketing Digital Eleitoral ESPM - maio 2010Marketing Digital Eleitoral ESPM - maio 2010
Marketing Digital Eleitoral ESPM - maio 2010Sandra Turchi
 
Conferencistas Estacio
Conferencistas EstacioConferencistas Estacio
Conferencistas EstacioCezar Taurion
 
O que as Mídias Digitais têm a ver com a Educação
O que as Mídias Digitais têm a ver com a EducaçãoO que as Mídias Digitais têm a ver com a Educação
O que as Mídias Digitais têm a ver com a EducaçãoFelipe Pereira
 
AppSense_EnterpriseConsumerization_POR
AppSense_EnterpriseConsumerization_PORAppSense_EnterpriseConsumerization_POR
AppSense_EnterpriseConsumerization_PORNuno Alves
 
Tecnologia e novas mídias influenciando decisões de compra - Evento Trade Mar...
Tecnologia e novas mídias influenciando decisões de compra - Evento Trade Mar...Tecnologia e novas mídias influenciando decisões de compra - Evento Trade Mar...
Tecnologia e novas mídias influenciando decisões de compra - Evento Trade Mar...Mario Faria
 

Mais procurados (20)

Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...
Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...
Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...
 
Criatividade e oportunidades em mídia online rbs porto alegre : florianópolis
Criatividade e  oportunidades em mídia online   rbs porto alegre : florianópolisCriatividade e  oportunidades em mídia online   rbs porto alegre : florianópolis
Criatividade e oportunidades em mídia online rbs porto alegre : florianópolis
 
Apresentação.
Apresentação.Apresentação.
Apresentação.
 
Apresentação.
Apresentação.Apresentação.
Apresentação.
 
Construindo um Planeta Mais Inteligente
Construindo um Planeta Mais InteligenteConstruindo um Planeta Mais Inteligente
Construindo um Planeta Mais Inteligente
 
Case Copa: Marketing Digital
Case Copa: Marketing DigitalCase Copa: Marketing Digital
Case Copa: Marketing Digital
 
Palestra iPad (sem videos)
Palestra iPad (sem videos)Palestra iPad (sem videos)
Palestra iPad (sem videos)
 
O Corretor de Imóveis e a Internet
O Corretor de Imóveis e a InternetO Corretor de Imóveis e a Internet
O Corretor de Imóveis e a Internet
 
Marketing Digital Eleitoral ESPM - maio 2010
Marketing Digital Eleitoral ESPM - maio 2010Marketing Digital Eleitoral ESPM - maio 2010
Marketing Digital Eleitoral ESPM - maio 2010
 
Pptwhitepaperipad
PptwhitepaperipadPptwhitepaperipad
Pptwhitepaperipad
 
Conferencistas Estacio
Conferencistas EstacioConferencistas Estacio
Conferencistas Estacio
 
Gerando oportunidades com o marketing digital para PME e profissionais liberais
Gerando oportunidades com o marketing digital para PME e profissionais liberaisGerando oportunidades com o marketing digital para PME e profissionais liberais
Gerando oportunidades com o marketing digital para PME e profissionais liberais
 
O que as Mídias Digitais têm a ver com a Educação
O que as Mídias Digitais têm a ver com a EducaçãoO que as Mídias Digitais têm a ver com a Educação
O que as Mídias Digitais têm a ver com a Educação
 
Palestra CRECI/CE
Palestra CRECI/CEPalestra CRECI/CE
Palestra CRECI/CE
 
Web 3.0 - FEI, 2014
Web 3.0 - FEI, 2014Web 3.0 - FEI, 2014
Web 3.0 - FEI, 2014
 
Alexandre Crivellaro
Alexandre CrivellaroAlexandre Crivellaro
Alexandre Crivellaro
 
AppSense_EnterpriseConsumerization_POR
AppSense_EnterpriseConsumerization_PORAppSense_EnterpriseConsumerization_POR
AppSense_EnterpriseConsumerization_POR
 
Manufatura Interactive
Manufatura InteractiveManufatura Interactive
Manufatura Interactive
 
Tecnologia e novas mídias influenciando decisões de compra - Evento Trade Mar...
Tecnologia e novas mídias influenciando decisões de compra - Evento Trade Mar...Tecnologia e novas mídias influenciando decisões de compra - Evento Trade Mar...
Tecnologia e novas mídias influenciando decisões de compra - Evento Trade Mar...
 
Como atrair a classe C
Como atrair a classe CComo atrair a classe C
Como atrair a classe C
 

Destaque

Destaque (9)

Pataca
PatacaPataca
Pataca
 
Pawerpoint
Pawerpoint Pawerpoint
Pawerpoint
 
Conmutaci..[1]
Conmutaci..[1]Conmutaci..[1]
Conmutaci..[1]
 
Contaminación del agua clau
Contaminación del agua clauContaminación del agua clau
Contaminación del agua clau
 
Energía solar
Energía solarEnergía solar
Energía solar
 
Janela aberta outubro_2012_vf
Janela aberta outubro_2012_vfJanela aberta outubro_2012_vf
Janela aberta outubro_2012_vf
 
Europa física. nivel 1
Europa física. nivel 1Europa física. nivel 1
Europa física. nivel 1
 
Javier arana
Javier aranaJavier arana
Javier arana
 
Final comportamento organizacional g2 na grupo 3
Final comportamento organizacional g2 na grupo 3Final comportamento organizacional g2 na grupo 3
Final comportamento organizacional g2 na grupo 3
 

Semelhante a Trab indiv nuno

Qual o futuro da internet?
Qual  o futuro da internet?Qual  o futuro da internet?
Qual o futuro da internet?Emanuel Limeira
 
Mídias Digitais - Aula 1
Mídias Digitais - Aula 1Mídias Digitais - Aula 1
Mídias Digitais - Aula 1renatamruiz
 
Políticas de Uso de Mídias Sociais
Políticas de Uso de Mídias SociaisPolíticas de Uso de Mídias Sociais
Políticas de Uso de Mídias SociaisButikus
 
Palestra - Inovação no Mundo Digital (ADM SERGIPE)
Palestra - Inovação no Mundo Digital (ADM SERGIPE)Palestra - Inovação no Mundo Digital (ADM SERGIPE)
Palestra - Inovação no Mundo Digital (ADM SERGIPE)Clemisson Alves
 
Futuro internet
Futuro internetFuturo internet
Futuro internetphqscon
 
Futuro internet
Futuro internetFuturo internet
Futuro internetphqscon
 
Futuro internet
Futuro internetFuturo internet
Futuro internetphqscon
 
A Nova Economia Digital - o que a internet fez com nossos mercados
A Nova Economia Digital - o que a internet fez com nossos mercadosA Nova Economia Digital - o que a internet fez com nossos mercados
A Nova Economia Digital - o que a internet fez com nossos mercadosSIDNEY LONGO
 
apresentcao tecnologia
apresentcao tecnologiaapresentcao tecnologia
apresentcao tecnologiaDiniz Leão
 
Apresentação TagPoint Empresas
Apresentação TagPoint EmpresasApresentação TagPoint Empresas
Apresentação TagPoint EmpresasHerbert de Carvalho
 
Tendências Dispositivos Móveis 2010
Tendências Dispositivos Móveis 2010Tendências Dispositivos Móveis 2010
Tendências Dispositivos Móveis 2010frgo
 
Inovação e novo contexto das empresas e pessoas
Inovação e novo contexto das empresas e pessoasInovação e novo contexto das empresas e pessoas
Inovação e novo contexto das empresas e pessoasDaniel Costa
 
Comunicação, Marketing e Web 2.0
Comunicação, Marketing e Web 2.0Comunicação, Marketing e Web 2.0
Comunicação, Marketing e Web 2.0Poliana Lopes
 
WebTV: Televisão na Internet
WebTV: Televisão na InternetWebTV: Televisão na Internet
WebTV: Televisão na InternetLeonardo Longo
 
1. o impacto socio economico da banda larga
1. o impacto socio economico da banda larga1. o impacto socio economico da banda larga
1. o impacto socio economico da banda largaFlavia Nascimento
 
Oficina I: Internet e Marketing 2.0: o que muda na prática? - Ciclo Comunicac...
Oficina I: Internet e Marketing 2.0: o que muda na prática? - Ciclo Comunicac...Oficina I: Internet e Marketing 2.0: o que muda na prática? - Ciclo Comunicac...
Oficina I: Internet e Marketing 2.0: o que muda na prática? - Ciclo Comunicac...Pedro Cordier
 

Semelhante a Trab indiv nuno (20)

86 0
86 086 0
86 0
 
Qual o futuro da internet?
Qual  o futuro da internet?Qual  o futuro da internet?
Qual o futuro da internet?
 
Organizações Virtuais - 2º sem. 2012
Organizações Virtuais - 2º sem. 2012Organizações Virtuais - 2º sem. 2012
Organizações Virtuais - 2º sem. 2012
 
Mídias Digitais - Aula 1
Mídias Digitais - Aula 1Mídias Digitais - Aula 1
Mídias Digitais - Aula 1
 
Políticas de Uso de Mídias Sociais
Políticas de Uso de Mídias SociaisPolíticas de Uso de Mídias Sociais
Políticas de Uso de Mídias Sociais
 
Palestra - Inovação no Mundo Digital (ADM SERGIPE)
Palestra - Inovação no Mundo Digital (ADM SERGIPE)Palestra - Inovação no Mundo Digital (ADM SERGIPE)
Palestra - Inovação no Mundo Digital (ADM SERGIPE)
 
Futuro internet
Futuro internetFuturo internet
Futuro internet
 
Futuro internet
Futuro internetFuturo internet
Futuro internet
 
Futuro internet
Futuro internetFuturo internet
Futuro internet
 
A Nova Economia Digital - o que a internet fez com nossos mercados
A Nova Economia Digital - o que a internet fez com nossos mercadosA Nova Economia Digital - o que a internet fez com nossos mercados
A Nova Economia Digital - o que a internet fez com nossos mercados
 
apresentcao tecnologia
apresentcao tecnologiaapresentcao tecnologia
apresentcao tecnologia
 
Apresentação TagPoint Empresas
Apresentação TagPoint EmpresasApresentação TagPoint Empresas
Apresentação TagPoint Empresas
 
Apresenta
ApresentaApresenta
Apresenta
 
Tendências Dispositivos Móveis 2010
Tendências Dispositivos Móveis 2010Tendências Dispositivos Móveis 2010
Tendências Dispositivos Móveis 2010
 
Inovação e novo contexto das empresas e pessoas
Inovação e novo contexto das empresas e pessoasInovação e novo contexto das empresas e pessoas
Inovação e novo contexto das empresas e pessoas
 
Comunicação, Marketing e Web 2.0
Comunicação, Marketing e Web 2.0Comunicação, Marketing e Web 2.0
Comunicação, Marketing e Web 2.0
 
WebTV: Televisão na Internet
WebTV: Televisão na InternetWebTV: Televisão na Internet
WebTV: Televisão na Internet
 
1. o impacto socio economico da banda larga
1. o impacto socio economico da banda larga1. o impacto socio economico da banda larga
1. o impacto socio economico da banda larga
 
Oficina I: Internet e Marketing 2.0: o que muda na prática? - Ciclo Comunicac...
Oficina I: Internet e Marketing 2.0: o que muda na prática? - Ciclo Comunicac...Oficina I: Internet e Marketing 2.0: o que muda na prática? - Ciclo Comunicac...
Oficina I: Internet e Marketing 2.0: o que muda na prática? - Ciclo Comunicac...
 
Modelos de negócios digitais
Modelos de negócios digitaisModelos de negócios digitais
Modelos de negócios digitais
 

Mais de Nuno Tasso de Figueiredo

Certificado de habilitações licenciatura
Certificado de habilitações licenciaturaCertificado de habilitações licenciatura
Certificado de habilitações licenciaturaNuno Tasso de Figueiredo
 
Tecnologia sob o ponto de vista do fabricante
Tecnologia sob o ponto de vista do fabricanteTecnologia sob o ponto de vista do fabricante
Tecnologia sob o ponto de vista do fabricanteNuno Tasso de Figueiredo
 

Mais de Nuno Tasso de Figueiredo (20)

CETO / Drop shot 2017
CETO / Drop shot  2017CETO / Drop shot  2017
CETO / Drop shot 2017
 
Op format word_fy01mwlayout
Op format word_fy01mwlayoutOp format word_fy01mwlayout
Op format word_fy01mwlayout
 
Ws leis regulamentos & normas
Ws leis regulamentos & normasWs leis regulamentos & normas
Ws leis regulamentos & normas
 
Leadership training
Leadership trainingLeadership training
Leadership training
 
Certificado de habilitações licenciatura
Certificado de habilitações licenciaturaCertificado de habilitações licenciatura
Certificado de habilitações licenciatura
 
Diploma licenciatura
Diploma licenciaturaDiploma licenciatura
Diploma licenciatura
 
Certificado mestrado
Certificado mestradoCertificado mestrado
Certificado mestrado
 
Cgma launch report
Cgma launch reportCgma launch report
Cgma launch report
 
Utc ccs corporate 2012 pt
Utc ccs corporate 2012 ptUtc ccs corporate 2012 pt
Utc ccs corporate 2012 pt
 
Tese mestrado 2012_final
Tese mestrado 2012_finalTese mestrado 2012_final
Tese mestrado 2012_final
 
Ws ifs
Ws ifsWs ifs
Ws ifs
 
Ws uma luz_no_caminho_da_seguranca_v1.0
Ws uma luz_no_caminho_da_seguranca_v1.0Ws uma luz_no_caminho_da_seguranca_v1.0
Ws uma luz_no_caminho_da_seguranca_v1.0
 
Workshop with marioff 2012
Workshop with marioff 2012Workshop with marioff 2012
Workshop with marioff 2012
 
A simplicidade da agua na segurança
A simplicidade da agua na segurançaA simplicidade da agua na segurança
A simplicidade da agua na segurança
 
Marioff workshop utc pt
Marioff   workshop utc ptMarioff   workshop utc pt
Marioff workshop utc pt
 
Mkt relacional crm & mobile mkt
Mkt relacional crm & mobile mktMkt relacional crm & mobile mkt
Mkt relacional crm & mobile mkt
 
Trabalho individual Medidas de
Trabalho individual Medidas deTrabalho individual Medidas de
Trabalho individual Medidas de
 
Mkt relacional semestre 21.01.2011
Mkt relacional semestre 21.01.2011Mkt relacional semestre 21.01.2011
Mkt relacional semestre 21.01.2011
 
Desenho & operações de serviço
Desenho & operações de serviçoDesenho & operações de serviço
Desenho & operações de serviço
 
Tecnologia sob o ponto de vista do fabricante
Tecnologia sob o ponto de vista do fabricanteTecnologia sob o ponto de vista do fabricante
Tecnologia sob o ponto de vista do fabricante
 

Trab indiv nuno

  • 1. Curso: Gestão de Marketing Trabalho elaborado para a Unidade Curricular: Plano de Marketing Data: Ano Lectivo 2009 / 2010 Docente: Dr. João Pinto Barbosa “WEB MARKETING VS GE-SECURITY PORTUGAL” TURMA G3NA - NUNO FIGUEIREDO Nº 207056
  • 2. QUADROS QUADRO I – Ericsson's cool Get Ready video! – A Net ..................................................……...4 QUADRO II – Organigrama da GE Security Portugal.....................................................................7 QUADRO III – Recursos Humanos....................................................................................................8 QUADRO IV – Mercado e segmentação do mesmo........................................................................9 QUADRO V – Esquema do projecto................................................................................................10 QUADRO VI – Esquema do Forúm.................................................................................................12 ÍNDICE: 1. Abstract........................................................................................................................................3 2. Apresentação do Tema proposto...........................................................................................3 3. . Enquadramento Conceptual...................................................................................................5 4. . Apresentação da organizaçãoGeneral Electric....................................................................6 4.1. GE Security Portugal..........................................................................................................7 4.2. Portfolio................................................................................................................................9 5. . Desenvolvimento estratégico ou formulação estratégica.................................................11 6. . Proposta Operacional............................................................................................................13 7. . Bibliografia / Netgrafia.........................................................................................................15 8. Anexos.......................................................................................................................................16 Anexo I - Estudo comércio electrónico Portugal 2009...................................................................16 Anexo II – Ferramentas de SEO.........................................................................................................18 Nuno Figueiredo nº 207056 2
  • 3. 1. ABSTRACT This paper aims is the practical application of webmarketing to the reality of an organization, idea, product, service, person, location. At a time when the evidence of figures and statistics on the use of the Internet means that the Digital Marketing is no longer a poor cousin of the strategies for any brand or company, raises the question of what will be the evolution of the market marketing agencies and advertising. It is true that the agencies who were born in the digital in their DNA have an innate ability to reinvent themselves. Are these same genes present in the traditional agencies? Which one is better prepared to survive the current and future paradigms of marketing, communication, media, consumer behavior and technological change? 2. APRESENTAÇÃO DO TEMA PROPOSTO Numa altura em que as evidências dos números e estatísticas sobre o consumo de internet leva a que o Marketing Digital deixe de ser um dos parentes pobres nas estratégias de qualquer marca ou empresa, coloca-se a questão sobre qual irá ser a evolução do mercado das agências de marketing e publicidade. É um facto que as agências que nasceram no digital têm no seu ADN uma capacidade inata de se reinventarem. Estarão esses mesmos genes presentes nas agências tradicionais? Qual delas estará melhor preparada para sobreviver aos actuais e futuros paradigmas do marketing, comunicação, meios, comportamentos dos consumidores e evolução tecnológica? Em apenas 10 anos o mercado da web tem sofrido uma maior evolução do que qualquer outro. Nuno Figueiredo nº 207056 3
  • 4. QUADRO I – Ericsson's cool Get Ready video! – A Net Em cada 3 segundos 1 pessoa compra um dispositivo para aceder à internet " começam 2 Blogs " 4 pessoas aderem ao Facebook " 500 palavras são adicionadas " 3 videos são colocados no YouTube 250.000 Mensagens enviadas e recebidas (E-Mails; SMS) Uma pessoa de 21 anos a entrar no mercado de trabalho hoje tem passou 10.000 horas a falar ao seu Telemóvel " " Jogou mais de 5.000 horas de Video Jogos Passou mais de 3.500 horas "On Line" fazendo "Social " Networking" 20 Milhões de pessoas visitam pelo menos uma vez serviços de "On Line Dating" 120.000 casamentos por ano Entre 25 e 31 de Janeiro de 2009 18 Mil Milhões de SMS foram enviados na China O nº de Transistores por m2 dobra cada 18 meses O nº de conversações e informação dobra em cada 2,5 anos Largura de banda cresce 3 vezes mais rápida do que a capacidade dos computadores 210 Milhões de chamadas são feitas em cada segundo Estima-se que em 2020 50 Mil Milhões de dispositivos estejam em Network O Mercado de pagamentos móveis estima-se crescer até aos 600 Mil Milhões de USD até 2013 O táfego da Internet na Europa e na América do Norte excederá o tráfego global em 2001 Em Dezembro de 2008 o nº de utilizadores da Internet excedeu os 1.000.000.000 20% de todos os utilizadores da Internet são Chineses 1.400.000 novos videos são colocados no YouTube por semana 350 Milhões de utilizadores activos no FaceBook A Publicidade na Internet chegará aos 50 Mil Milhões de USD em 2011 Fonte: Ericsson's cool Get Ready video! - [em linha], 2009, http://www.youtube.com/watch? v=TQQKW_GKvWc&feature=player_embedded [consultado em 24-10-09] Nuno Figueiredo nº 207056 4
  • 5. 3. . ENQUADRAMENTO CONCEPTUAL O web marketing é o nome dado ao conjunto de instrumentos e 'modus operandi' que realçam a presença ou a existencia de uma empresa, profissional, pessoa, ou mesmo uma ideia numa área pré-definida ou em toda a rede mundial de computadores interligados com a utilização da internet. É fundamental a divulgação dos sites nos motores de busca, porque só uma pequena percentagem de tudo que existe na WEB é publicado nos motores de busca, sendo os mesmos responsáveis pela maioria de acessos aos sites. Para isso, os profissionais da WEB cadastram os seus sites em diversos tipos de motores de busca, entre eles e o mais conhecido o Google. Os profissionais do WEB Marketing têm a tarefa de cadastrar ou optimizar os sites para obterem melhores resultados devido ás caracteríssticas de cada tipo de motor de busca. As acções de Web marketing podem ser classificadas entre 'ativas' e 'receptivas', sendo que a primeira trata dos projetos e actividades feitas no sentido de despertar a atenção dos utilizadores (consumidores) para uma comunicação específica, enquanto que as receptivas tratam do ambiente digital para onde o utilizador é direcionado. O webmarketing também é conhecido por marketing na web, marketing na internet, ou ainda, e-marketing. Algumas ferramentas podem ser citadas: Websites institucionais; Hotsites promocionais e/ou temporaries; SEO - Search Engine Optimization (anexo II); SEM - Search Engine Marketing - Ações de links patrocinados; E- mail marketing; Ações de Web 2.0 e interactivas, como Blogs, videologs, conteúdos interactivos, fóruns, entre outros. O webmarketing quando trabalho dentro do ambiente corporativo, trata do conceito do marketing dentro da web, auxiliando as empresas a captarem “Leads” (clientes potenciais) qualificados. Ou seja, pessoas que procuraram informações sobre seus produtos e ou serviços na web e se interessaram pelas suas soluções. Nuno Figueiredo nº 207056 5
  • 6. Todas as ferramentas citadas acima são válidas também para o ambiente corporativo, destacando o uso bastante atual de Blogs Corporativos, onde as empresas buscam uma aproximação aos seus clientes e/ou potenciais clientes. 4. . APRESENTAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO A General Electric é uma empresa global de Tecnologia de Serviços e Financeira. Foi fundada por Thomas Edison em 1878, como Edison Electric Co. A única empresa cotada no índice industrial Dow Jones tal como estava incluído no índice original de 1896. Um logótipo reconhecido por todo o Mundo e praticamente inalterado desde a sua fundação. A GE é composta por 4 Divisões Globais (cada uma composta por inúmeras áreas de negócio) a operar em mais de 100 países. Em termos Comerciais divide o Mundo em 3 grandes áreas: Américas; Ásia Pacífico (APAC) e Europa, Médio Oriente e África (EMEA). 316.000 Funcionários em todo o mundo; 163.4 MM$ de receitas (dados de 2006); 78 MM$ de receitas Internacionais fora dos E.U.A. (dados de 2006); 40.7 MM$ de receitas EMEA (dados de 2006). “A tecnologia é a chave do crescimento - Este é o lema Global da GE” A GE aposta na criação de novas oportunidades de negócio, gera a criação de mais valias para os clientes e garante a liderança nos serviços e produtos. Nuno Figueiredo nº 207056 6
  • 7. 4.1. GE SECURITY PORTUGAL A GE Security é uma das muitas empresas da GE. Em Portugal o Departamento Comercial concentra o maior volume de colaboradores, até porque a vocação da estrutura é “VENDAS”. QUADRO II – Organigrama da GE Security Portugal: G E -S E C U R IT Y P O R T U G A L JO R G E A FO N SO CO UN TR Y M AN AG E R O P E R A T IO N A L D E P A R T M E N T F IN A N C E D E P A R T M E N T V A S C O N O G U E IR A N U N O F IG U E IR E D O J e a n M ic h e l B u t t ie r T E C H N IC A L M A N A G E R SALES M AN AG ER I b e r ia F in a n c e M a n a g e r ( G E S e c u r ity ) P E D R O Q U IT É R IO NU N O BAR G E M .V A S C O N C E L O S O R D E R P R O C E S S IN G C AR LO S NO BRE K in g a S o t e r S z la y T ib o r T E C H .S U P .E N G . SALES REP. SALES R EP. STO C KS V E R T IC A L M A R K E T A C C O U T IN G C R E D IT C O N T R O L L E R PO RTO L IS B O A L O G IS T IC S S P E C IF IE R S ( G E C o m m e r c ia l F in a n c e ) ( G E C o m m e r c ia l F in a n c e ) R E P A IR S / R E T U R N S H U G O M IR A N D A J .S A N T O S C U S T O M E R S E R V IC E R E C E P C IO N IS T SU PPO R T C USTO M ER SUPPO R T Fonte: Elaboração própria a partir de documentação facultada pela GE Security na pessoa do seu Director Comercial (Nuno Tasso de Figueiredo). QUADRO III – Recursos Humanos: Recursos Hum anos por Área 6 5 4 3 2 1 0 Dep. Comercial Dep. Técnico Serviços de apoio Fonte: Elaboração própria a partir de documentação facultada pela GE Security na pessoa do seu Director Comercial (Nuno Tasso de Figueiredo). Nuno Figueiredo nº 207056 7
  • 8. 4.2. PORTFOLIO Uma gama completa de produtos de vídeo vigilância (Convencional, Digital e IP), compatível com os sistemas de Vídeo detecção de intrusão, controlo de acessos e sistemas integrados Vigilância de segurança. Desde gravadores digitais, matrizes de vídeo, speed domes, câmaras de interior e exterior a todos os acessórios para implementar sistemas de monitorização vídeo. Equipamentos de gravação e transmissão digital de video, Redes de flexíveis e modulares. Unidades de gravação com gestão local, Video distribuída ou centalizada. Módulos de comunicação para transmissão de vídeo, dados, Fibra Óptica áudio e comandos sobre redes de fibra óptica monomodo ou multimodo. Desde pequenos sistemas convencionais a grandes sistemas Detecção de analógicos (com + de 10.000 detectores), a GE garante a solução mais adequada e inteiramente integrável, com os Incêndio restantes sistemas de Segurança. Evacuar um edifício, no mais curto espaço de tempo de uma Sistemas de forma organizada e segura, evitando situações de pânico, obriga Evacuação à instalação de um sistema em que se possa confiar totalmente. Os muitos anos de inovação, pesquisa, desenvolvimento e Detecção de controlo de qualidade nesta área, levaram-nos a uma posição de liderança, só possível pela reputação na fiabilidade e Intrusão performance das soluções. Hoje em dia os Clientes beneficiam a 100% da integração dos Controlo de sistemas de controlo de acessos com os sistemas de intrusão, Acessos combinando a flexibilidade e facilidade de operação. Gestão de chaves e chaves electrónicas com gestão remota. Protecção de Fechaduras com inteligência que registam quem e quando bens acedeu e sem alimentação ou rede local. Nuno Figueiredo nº 207056 8
  • 9. Soluções desde scanners de pessoas e bagagens para Detecção de aeroportos até laboratórios pequenos e portáteis para análise Gases Tóxicos de substancias suspeitas, garantindo uma detecção efectiva de e Explosivos, narcóticos, explosivos assim como outras substancias, de acordo com as suas necessidades. Soluções para detecção de Narcóticos e Gases Tóxicos como o CO (Electroquímico ou Semi- Explosivos conductor) ou Gases Explosivos como o LPG, ME e outros. A integração das diferentes vertentes da segurança, aumentam Software de a capacidade de gestão e a facilidade de utilização. Diversas Gestão plataformas de integração, todas elas capazes de mostrar toda a integrada segurança num único écran. Fonte: “Dados relativos ao portfólio facultados por – GE Security Portugal” QUADRO IV – Mercado e segmentação do mesmo Nota: valores (x 1000) Valor do Mercado versus GE Mercado GE Security 2006 Security % Det. de Incêndios, Evacuação & Gases (SADI & SADCO + SADG) 23.850,00 1.712,19 7,18% Detecção de Intrusão (SADIR) 13.700,00 1.863,26 13,60% Controlo de Acessos (SACA) 3.750,00 352,51 9,40% Video vigilância (CFTV ou CCTV) 27.000,00 1.107,89 4,10% Totais 68.300,00 5.035,85 7,37% Segmentação do mercado Distribution 26% 17.758,00 5.035,85 28,36% Manufacturer, Consulting, Installer & Distributor 42% 28.686,00 Distributor & Installer 32% 21.856,00 Totais 68.300,00 5.035,85 7,37% Fonte: Elaboração própria através de dados facultados por – GE Security Portugal”; “Dados relativos ao mercado retirados do Anuário do Sector da Segurança 2007 – PREMIVALOR” Nuno Figueiredo nº 207056 9
  • 10. 5. . DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGICO OU FORMULAÇÃO ESTRATÉGICA Objectivo: Aumentar a notoriedade da Indústria da Segurança e da GE Security, junto dos mais diversos actores no mercado, entidades profissionais do meio, entidades governamentais e do Público em geral, estabelecendo canais alternativos de comunicação com os grupos alvo (Redes Sociais como o “FaceBook” e um Portal integrado como o “Website” da Empresa). Target: Destina-se a toda a indústria, aos seus profissionais, bem como ás entidades públicas. Desenvolvimento de uma plataforma interactiva que deverá ser composta por: DAcessível através da internet A Acesso livre e controlado dependendo dos contextos Conteúdos controlados dependendo dos contextos Direccionada para a área Adaptável a outros Mercados QUADRO V – Esquema do projecto Nuno Figueiredo nº 207056 10
  • 11. Qual a Vantagem Competitiva? QAdiciona valor oferta, soluções e serviços divulgados AProporciona um serviço de formação on-line, de valor técnico-científico, em parceria com as diversos actores deste mercado e entidades públicas. d Disponibiliza informação, conhecimento e experiência, de forma interactiva e divertida, através de conteúdos relacionados com inovação na área. Pontos Fortes P Nova fonte de informação (cria valor no cliente, mensagem do produto) N Prestar um serviço de formação com conteúdos científicos (não existe pressão de visita) Serviço inovador Promove a imagem da Industria (inovação; first movers advantage) Pontos Fracos P Necessidade permanente de conteúdos atractivos e dinâmicos NRelação impessoal R Dificuldade de acesso – Questões técnicas Oportunidades OProbabilidade de obter novos prescritores P Chegar junto de clientes com acesso dificultado C Contribuír para a melhoria de competências C Notoriedade pode gerar outros serviços / clientes NEstreitar laços de relação (Target - Produto; Target - Industria) Nuno Figueiredo nº 207056 11
  • 12. Ameaças ATarget sem acesso a Internet T Sem hábitos de utilização de Internet S Perda de interesse por deficiente qualidade de conteúdos P Cultura de Formação > Share de Formação on-line ainda baixo 6. PROPOSTA OPERACIONAL QUADRO VI – Esquema do Fórum Componente INFORMATIVA • Promoção de Produtos existentes e novos Produtos A empresa poderá fazer a divulgação não só dos produtos existentes, mas também a poderá perceber o impacto que os novos produtos possam vir a ter no mercado. Nuno Figueiredo nº 207056 12
  • 13. Da mesma forma que a empresa pode ter acesso ao impacto após o lançamento dos novos produtos, todos os restantes membros (desde que devidamente registados no site) poderão conhecer todos os produtos, manifestar o seu interesse nestes e formular questões, sendo responsabilidade da empresa responder às diversas solicitações. • Criação de Acções de Entretenimento (Formações, Outdoor's) A empresa poderá não só criar acções de formação com opinion lider’s, mas também formações internas ou mesmo externas dependendo dos tópicos. • As formações serão online. Pode-se também criar outdoor’s a fim de juntar não só os elementos da empresa, mas também os restantes membros da plataforma, com o objectivo de através de diversas actividades, reunirmos: - Opiniões sobre a empresa, produtos ou o próprio serviço; - Divulgar futuros Eventos (Congressos, Acções de Formação, Workshops), por exemplo: Desenvolver um cronograma que permita informar as datas dos eventos aos utilizadores por email/mensagem. - Interacção entre os membros da empresa e os próprios membros que estão registados no site, por exemplo, através de “salas” onde possam comunicar online. • Componente Pedagógica : Educativa e Formativa • Demonstrações Online / Formação Online Esta componente vai apresentar por exemplo:  Case Studies;  Demonstrações online;  Entrevistas a opinion-leaders;  Vídeos de apresentações;  Guidelines por especialidade;  Colóquios/Debates;  Discussão de Casos; Nuno Figueiredo nº 207056 13
  • 14.  Legislação;  Apresentação de novidades;  Soluções;  Novas Tecnologias nas diversas especialidades. • Auxilio na Pesquisa  GE Security;  Acesso a link’s de referência;  Revistas da Especialidade – Online • Partilha de Informação Partilha dos conteúdos de cada um dos itens enúmerados nos pontos anteriores. Nota: Estas componentes (Informativa; Educativa; Formativa) serão de acesso restrito ou livre aos utilizadores registados de acordo com os contextos/conteúdos. Nuno Figueiredo nº 207056 14
  • 15. 7. BIBLIOGRAFIA / NETGRAFIA • Máquina de Vendas On Line [em linha], 2009,http://www.mvo.pt/servicos/web- marketing-e-publicidade-online [consultado em 24-10-09] • Portal Web Marketing [em linha], 2009,http://www.portalwebmarketing.com/ [consultado em 24-10-09] • Web Marketing Today[ em linha], 2009, http://www.wilsonweb.com/ [consultado em 24-10-09] • Kazulo E-Mkt [em linha], 2009, http://webmarketing.kazulo.pt/ [consultado em 24-10-09] • Ericsson's cool Get Ready video! - [em linha], 2009, http://www.youtube.com/watch? v=TQQKW_GKvWc&feature=player_embedded, [consultado em 24-10-09] 8. ANEXOS Nuno Figueiredo nº 207056 15
  • 16. Anexo I - Estudo comércio electrónico Portugal 2009 Terça-Feira, 24 de Novembro de 2009 Publicado por Redacção Kazulo (Kazulo E-Mkt http://webmarketing.kazulo.pt/) Um recente inquérito aos utilizadores do Kazulo revela alguns dados interessantes sobre o comportamento dos portugueses em relação às compras online e ao mercado electrónico. De forma geral, a abertura ao comércio online é grande e cerca de 76 por cento dos inquiridos admite ter feito ou vir a fazer compras na internet, elegendo para isso três marcas já bem firmadas no mercado, sendo factor determinante, a sua credibilidade: Fnac, Pixmania e Miau. A grande fatia chega às lojas online através dos motores de busca e compram sobretudo material de escritório ou serviços, como a revelação de fotografias. As razões apontadas pelos utilizadores para esta escolha, a das compras pela internet, prendem-se sobretudo com a comodidade: porque não tem de sair de casa, porque podem fazê-lo a qualquer hora e porque entregam ao domicílio. Nuno Figueiredo nº 207056 16
  • 17. Foi detectado também que aqueles mais fiéis a uma marca de produtos, tendem a comprar mais facilmente online devido à segurança que esta lhes garante. Esta razão superou aliás, o factor «preço» ainda que apenas ligeiramente. No conjunto, a variedade de produtos oferecida, os preços relativamente baixos - quando comparados aos das lojas físicas - os serviços de pré e pós venda, são factores que levam a generalidade dos utilizadores, não a preferir mas também a utilizar as lojas online, e a estarem satisfeitos na globalidade da oferta. Anexo II – Ferramentas de SEO Webtools Interactivas Nuno Figueiredo nº 207056 17
  • 18. Ferramentas de SEO Backlink Checker Cloaking Checker Google Banned Checker Google Datacenter Search Google PageRank Prediction Index Checker Keyword Density Checker Keyword Suggestion Link Popularity Multi-Rank Checker PageRank Checker Rank Checker Search Engine Position Page Size Lookup Tool Fonte: Portal Web Marketing [em linha], 2009,http://www.portalwebmarketing.com/ [consultado em 24-10-09] Nuno Figueiredo nº 207056 18