SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
Tipos
Maconha
É a droga de entrada para consumo das outras drogas.
Barata e de fácil acesso, o seu uso continuado interfere na
aprendizagem, memorização e na fertilidade. É uma
combinação de flores e folhas da planta conhecida como
Cannabis sativa, e pode ser verde, marrom ou cinza.
Causa vermelhidão nos olhos, boca seca, taquicardia;
angústia e medo para uns, calma e relaxamento para
outros.
Vício mundial, a maconha é usada comendo-a, mascando-a,
fumando-a; aspirando-a sob a forma de rapé, ou engolindo-
a.
No Brasil, ela é mais usada e, seu emprego é mais comum sob a forma de "cigarros",
que apresentam vários nomes, como: fininho, baseado, dólar, beck e pacau.
Há cachimbos especiais para fumantes, e são conhecidos, em alguns países como
"josie" e, outros, "narguilé".
Existe um cachimbo que filtra a fumaça com água que é conhecido em inglês como
"bong". Algumas pessoas misturam a maconha com a comida e também é usada em
forma de chá.
A maconha é considerada um alucinógeno, isto é, faz o cérebro funcionar de forma
desconcertante e fora do normal e seu princípio ativo é o delta nove
tetrahidrocanabinol (THC). O THC produz vários efeitos: avermelhamento da
conjuntiva dos olhos (olhos injetados), redução da imunidade pela queda dos glóbulos
brancos, sinusite crônica, faringite , constrição das vias aéreas, atua sobre o equilíbrio,
movimentos e memória.
A potência da droga é medida de acordo com a quantidade média de THC encontrada
nas amostras de maconha confiscadas pelas agências policiais.
· A maconha comum contem uma média de 3% de THC.
· A variedade “sinsemilla” (sem semente, que só contem botões e as flores da planta
fêmea) tem uma média de 7.5% de THC, mas pode chegar a ter até 24%.
· O haxixe (a resina gomosa das flores das plantas fêmeas) tem uma média de
3.6%,mas pode chegar a ter até 28%.
· A maconha cultivada por hidroponia, conhecida popularmente como SKANK pode ter
até 35% de THC.
· O óleo de haxixe, um líquido resinoso e espesso que se destila do haxixe, tem em
média de 16% de THC, mas pode chegar a ter até 43%.
Não cria a dependência física, mas a psicológica. Dependendo da personalidade do
usuário, pode ser brutal; logo se retirada imediatamente, a saúde não correrá nenhum
risco, porém, a força de vontade do paciente tem de ser grande, exatamente para
vencer sua necessidade psíquica de buscar a maconha.
(Fonte: Como agem as drogas, Gesina L. Longenecker,PH.D. Quark books. Ilustrações de Nelson W.Hee)
Como posso saber se meu filho está usando a maconha?
Existem certos sintomas que podem ser percebidos. Aqueles que estão drogados com
maconha podem:
· Parecer estar meio tonto e com alguma dificuldade para caminhar;
· Parecer estar rindo exageradamente ou sem nenhuma razão ;
· Olhos vermelhos e irritados; e
· Dificuldade para lembrar como as coisas aconteceram.
Quando desaparecem os primeiros efeitos, depois de algumas horas, a pessoa pode
sentir muito sono.
Ainda que seja difícil distinguir nos adolescentes, os pais têm atentos para mudanças
no comportamento deles.
Devem tentar perceber se seu filho se afasta de todos, se está deprimido, se tem
fadiga, se não cuida de sua aparência pessoal, se é hostil, ou se suas relações com
familiares e amigos se deterioraram.
Também pode haver mudanças no desempenho acadêmico, ausência escolar, menor
interesse pelo esporte e por outras atividades favoritas, ou modificação nos hábitos
alimentícios ou no sono. Tudo isto pode indicar o uso de drogas, ainda que não em
todos os casos.
Os pais também devem estar pendentes de:
· Coisas que possam indicar o uso de drogas, como cachimbos, ou papéis para enrolar
cigarros;
· O cheiro da roupa;
· O uso de incenso e desodorante de ambiente;
· O uso de colírios para os olhos;
· Que haja roupa, posters, jóias, etc., que promovam o uso das drogas;
· Aumento do apetite (doces);
· Distúrbios na percepção do tempo e do espaço;
· Anhedonia - perda de prazer nas atividades comuns;
Como abordar um usuário de maconha?
Não é com uma bronca ou com agressão que se aborda um dependente. Realismo e
objetividade são fundamentais. Neste momento, o usuário necessita encarar os seus
limites, conhecer as regras, os horários, as tarefas e seus deveres para com sua
família, que tem um papel importantíssimo. O aconselhamento familiar esclarece e
auxilia na melhor maneira de lidar com o usuário, que precisa querer receber ajuda.
Caso isso não ocorra, não force uma situação. Mas, lembre-se: uma boa conversa e
uma atitude amiga, certamente, poderão salvar uma vida.
O que acontece depois que a pessoa fuma maconha?
Quase imediatamente depois de inalar a maconha, a pessoa pode sentir,
intoxicação,boca seca, batidas aceleradas do coração, dificuldades na coordenação do
movimento e do equilíbrio, e reações ou reflexos lentos. Os vasos sangüíneos dos
olhos se expandem,por isso ficam avermelhados.
Em algumas pessoas, a maconha aumenta a pressão sangüínea e pode até duplicar o
ritmo cardíaco. Este efeito pode acentuar-se quando se mistura outras drogas com a
maconha; algo sobre o qual nem sempre o fumante pode ter certeza do que é. Depois
de 2 ou 3 horas, a pessoa pode sentir muito sono.
O que acontece no organismo
A substância ativa da planta, o THC, age no cérebro em 20 minutos
1. Após ser tragada, a droga leva aos pulmões toxinas como o alcatrão, que
prejudicam o aparelho respiratório, e o THC, que segue para a circulação sanguínea
2. Parte do THC chega ao estômago, fígado e depois aos rins e é eliminada pela urina
2a. Outra parte chega ao baço; acredita-se que nele o THC reduza a produção de
linfócitos e enfraqueça o sistema de defesa do organismo
2b. Há pesquisas que apontam redução pelo THC dos níveis do hormônio sexual
masculino testosterona, podendo provocar infertilidade temporária
3. No cérebro, entre as várias substâncias conhecidas como receptores, existe uma
que é ativada pelo THC
3a. No cerebelo, que regula o equilíbrio, postura e coordenação motora, o THC
provoca letargia, redução no controle dos movimentos e desorientação espacial e
temporal
3b. No hipocampo, o THC reduz a atividade de neurônios relacionados à memória de
curto prazo
3c. No córtex cerebral, que regula a percepção pelos sentidos, o THC pode promover
alterações transitórias nas sensações pelo tato, visão e audição
4. O THC estimula também o aumento da produção de serotonina, substância que
promove sensação de prazer
Por quanto tempo a maconha permanece no corpo?
A substância THC na maconha é absorvida pelos tecidos gordurosos de vários órgãos
do corpo, onde são armazenados. Geralmente podemos encontrar restos de THC nos
exames regulares de urina até vários dias depois da pessoas ter fumado maconha.
Contudo, no caso das pessoas que fumam muita maconha (fumantes crônicos),
podemos encontrar restos da substância, inclusive várias semanas depois de ter
parado de usar a droga.
Skank :
A Supermaconha
Cannabis sativa é a espécie da
maconha mais difundida no mundo,
embora outras espécies do mesmo
gênero - a Cannabis indica ou a
ruderalis, por exemplo - também
sejam utilizadas na fabricação da
droga. O skank é uma variação
genética, produzida em laboratório, da
planta da maconha, que cresce mais
rapidamente e pode, portanto, ser
cultivada em estufas (mais escondida
da fiscalização). Sua principal
característica é o fato de conter uma
quantidade até sete vezes maior de
THC (a substância ativa) do que a
maconha comum.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Canabinóides: da droga ao medicamento
Canabinóides: da droga ao medicamentoCanabinóides: da droga ao medicamento
Canabinóides: da droga ao medicamento
 
Maconha
Maconha Maconha
Maconha
 
A Droga1
A Droga1A Droga1
A Droga1
 
Droga é uma droga 1 maconha
Droga é uma droga 1   maconhaDroga é uma droga 1   maconha
Droga é uma droga 1 maconha
 
A cannabis sativa
A cannabis sativaA cannabis sativa
A cannabis sativa
 
Maconha
MaconhaMaconha
Maconha
 
Maconha apres
Maconha apresMaconha apres
Maconha apres
 
MACONHA
MACONHAMACONHA
MACONHA
 
Maconha e Tabaco
Maconha e TabacoMaconha e Tabaco
Maconha e Tabaco
 
Maconha e Tabaco
Maconha e TabacoMaconha e Tabaco
Maconha e Tabaco
 
Cannabis E CannabinóIs Em Medicina
Cannabis E CannabinóIs Em MedicinaCannabis E CannabinóIs Em Medicina
Cannabis E CannabinóIs Em Medicina
 
Maconha
MaconhaMaconha
Maconha
 
Maconha e tabaco
Maconha e tabacoMaconha e tabaco
Maconha e tabaco
 
Redação especial tema legalização da maconha
Redação   especial tema  legalização da maconhaRedação   especial tema  legalização da maconha
Redação especial tema legalização da maconha
 
Livreto maconha
Livreto maconhaLivreto maconha
Livreto maconha
 
LegalizaçAo
LegalizaçAoLegalizaçAo
LegalizaçAo
 
Trabalho sobre a maconha. pdf
Trabalho sobre a maconha. pdfTrabalho sobre a maconha. pdf
Trabalho sobre a maconha. pdf
 
Liberdade é viver sem drogas.
Liberdade é viver sem drogas.Liberdade é viver sem drogas.
Liberdade é viver sem drogas.
 
Como funciona o tráfico de drogas
Como funciona o tráfico de drogasComo funciona o tráfico de drogas
Como funciona o tráfico de drogas
 
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticasAs drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
 

Destaque (7)

113a
113a113a
113a
 
Grafica sub 17 var
Grafica sub 17 varGrafica sub 17 var
Grafica sub 17 var
 
Practica geogebra 01
Practica geogebra 01Practica geogebra 01
Practica geogebra 01
 
Tercer pre parcial
Tercer pre parcialTercer pre parcial
Tercer pre parcial
 
125a
125a125a
125a
 
幸福参考資料集
幸福参考資料集幸福参考資料集
幸福参考資料集
 
APD MAROC : FORMATION_MANAGER EFFICACEMENT UNE ENTREPRISE DANS UN MARCHE CONC...
APD MAROC : FORMATION_MANAGER EFFICACEMENT UNE ENTREPRISE DANS UN MARCHE CONC...APD MAROC : FORMATION_MANAGER EFFICACEMENT UNE ENTREPRISE DANS UN MARCHE CONC...
APD MAROC : FORMATION_MANAGER EFFICACEMENT UNE ENTREPRISE DANS UN MARCHE CONC...
 

Semelhante a Os efeitos da maconha no organismo (20)

Slide sobre drogas
Slide sobre drogasSlide sobre drogas
Slide sobre drogas
 
Trabalho de slide
Trabalho de slideTrabalho de slide
Trabalho de slide
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Drogas de abuso
Drogas de abusoDrogas de abuso
Drogas de abuso
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Cartilha principais drogas e seus efeitos
Cartilha principais drogas e seus efeitosCartilha principais drogas e seus efeitos
Cartilha principais drogas e seus efeitos
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Maconha
MaconhaMaconha
Maconha
 
7º A
7º A7º A
7º A
 
Palestra Eldorado
Palestra EldoradoPalestra Eldorado
Palestra Eldorado
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Adolescentes e drogas
Adolescentes e drogasAdolescentes e drogas
Adolescentes e drogas
 
Drogas andry david
Drogas andry davidDrogas andry david
Drogas andry david
 
Prevenção ao uso de álcool,tabaco e outras drogas - LORENA.pptx
Prevenção ao uso de álcool,tabaco e outras drogas - LORENA.pptxPrevenção ao uso de álcool,tabaco e outras drogas - LORENA.pptx
Prevenção ao uso de álcool,tabaco e outras drogas - LORENA.pptx
 
Drogadicción
DrogadicciónDrogadicción
Drogadicción
 
Ish
IshIsh
Ish
 
Diga não ás drogas (2)
Diga não ás drogas (2)Diga não ás drogas (2)
Diga não ás drogas (2)
 
Seminário de psicologia.
Seminário de psicologia.Seminário de psicologia.
Seminário de psicologia.
 

Mais de Nucleo Nacional

A preveno da recada apostila
A preveno da recada apostila A preveno da recada apostila
A preveno da recada apostila Nucleo Nacional
 
Terapiacognitiva mod 01 ao 08
Terapiacognitiva mod 01 ao 08Terapiacognitiva mod 01 ao 08
Terapiacognitiva mod 01 ao 08Nucleo Nacional
 
Doze passos elementos terapêuticos para codependência
Doze passos  elementos terapêuticos para codependênciaDoze passos  elementos terapêuticos para codependência
Doze passos elementos terapêuticos para codependênciaNucleo Nacional
 
Primeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemindPrimeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Primeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemindPrimeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Terceira e-quarta-ferramentas-freemind
Terceira e-quarta-ferramentas-freemindTerceira e-quarta-ferramentas-freemind
Terceira e-quarta-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Quinta e-sexta-ferramentas-freemind
Quinta e-sexta-ferramentas-freemindQuinta e-sexta-ferramentas-freemind
Quinta e-sexta-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Setima e-oitava-ferramentas-freemind
Setima e-oitava-ferramentas-freemindSetima e-oitava-ferramentas-freemind
Setima e-oitava-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Nona e-decima-ferramentas-freemind
Nona e-decima-ferramentas-freemindNona e-decima-ferramentas-freemind
Nona e-decima-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Decima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemind
Decima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemindDecima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemind
Decima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Relatorio inspecao-comunidades-terapeuticas
Relatorio inspecao-comunidades-terapeuticasRelatorio inspecao-comunidades-terapeuticas
Relatorio inspecao-comunidades-terapeuticasNucleo Nacional
 
Folheto explicativo sobre as drogas de abuso
Folheto explicativo sobre as drogas de abusoFolheto explicativo sobre as drogas de abuso
Folheto explicativo sobre as drogas de abusoNucleo Nacional
 
Permanecer sóbrio completo
Permanecer sóbrio completoPermanecer sóbrio completo
Permanecer sóbrio completoNucleo Nacional
 
Guia estratégico drogas
Guia estratégico drogasGuia estratégico drogas
Guia estratégico drogasNucleo Nacional
 
T.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVA
T.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVAT.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVA
T.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVANucleo Nacional
 
Livro eletrônico anti drogas
Livro eletrônico anti drogasLivro eletrônico anti drogas
Livro eletrônico anti drogasNucleo Nacional
 
A arte de envelhecer com sabedoria
A arte de envelhecer com sabedoriaA arte de envelhecer com sabedoria
A arte de envelhecer com sabedoriaNucleo Nacional
 

Mais de Nucleo Nacional (20)

A preveno da recada apostila
A preveno da recada apostila A preveno da recada apostila
A preveno da recada apostila
 
Terapiacognitiva mod 01 ao 08
Terapiacognitiva mod 01 ao 08Terapiacognitiva mod 01 ao 08
Terapiacognitiva mod 01 ao 08
 
Doze passos elementos terapêuticos para codependência
Doze passos  elementos terapêuticos para codependênciaDoze passos  elementos terapêuticos para codependência
Doze passos elementos terapêuticos para codependência
 
Primeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemindPrimeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemind
 
Primeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemindPrimeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemind
 
Terceira e-quarta-ferramentas-freemind
Terceira e-quarta-ferramentas-freemindTerceira e-quarta-ferramentas-freemind
Terceira e-quarta-ferramentas-freemind
 
Quinta e-sexta-ferramentas-freemind
Quinta e-sexta-ferramentas-freemindQuinta e-sexta-ferramentas-freemind
Quinta e-sexta-ferramentas-freemind
 
Setima e-oitava-ferramentas-freemind
Setima e-oitava-ferramentas-freemindSetima e-oitava-ferramentas-freemind
Setima e-oitava-ferramentas-freemind
 
Nona e-decima-ferramentas-freemind
Nona e-decima-ferramentas-freemindNona e-decima-ferramentas-freemind
Nona e-decima-ferramentas-freemind
 
Decima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemind
Decima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemindDecima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemind
Decima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemind
 
Relatorio inspecao-comunidades-terapeuticas
Relatorio inspecao-comunidades-terapeuticasRelatorio inspecao-comunidades-terapeuticas
Relatorio inspecao-comunidades-terapeuticas
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
 
13 princpios nida
13 princpios nida13 princpios nida
13 princpios nida
 
Folheto explicativo sobre as drogas de abuso
Folheto explicativo sobre as drogas de abusoFolheto explicativo sobre as drogas de abuso
Folheto explicativo sobre as drogas de abuso
 
Permanecer sóbrio completo
Permanecer sóbrio completoPermanecer sóbrio completo
Permanecer sóbrio completo
 
Guia estratégico drogas
Guia estratégico drogasGuia estratégico drogas
Guia estratégico drogas
 
Livro co-dependencia
Livro co-dependenciaLivro co-dependencia
Livro co-dependencia
 
T.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVA
T.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVAT.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVA
T.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVA
 
Livro eletrônico anti drogas
Livro eletrônico anti drogasLivro eletrônico anti drogas
Livro eletrônico anti drogas
 
A arte de envelhecer com sabedoria
A arte de envelhecer com sabedoriaA arte de envelhecer com sabedoria
A arte de envelhecer com sabedoria
 

Os efeitos da maconha no organismo

  • 1. Tipos Maconha É a droga de entrada para consumo das outras drogas. Barata e de fácil acesso, o seu uso continuado interfere na aprendizagem, memorização e na fertilidade. É uma combinação de flores e folhas da planta conhecida como Cannabis sativa, e pode ser verde, marrom ou cinza. Causa vermelhidão nos olhos, boca seca, taquicardia; angústia e medo para uns, calma e relaxamento para outros. Vício mundial, a maconha é usada comendo-a, mascando-a, fumando-a; aspirando-a sob a forma de rapé, ou engolindo- a. No Brasil, ela é mais usada e, seu emprego é mais comum sob a forma de "cigarros", que apresentam vários nomes, como: fininho, baseado, dólar, beck e pacau. Há cachimbos especiais para fumantes, e são conhecidos, em alguns países como "josie" e, outros, "narguilé". Existe um cachimbo que filtra a fumaça com água que é conhecido em inglês como "bong". Algumas pessoas misturam a maconha com a comida e também é usada em forma de chá. A maconha é considerada um alucinógeno, isto é, faz o cérebro funcionar de forma desconcertante e fora do normal e seu princípio ativo é o delta nove tetrahidrocanabinol (THC). O THC produz vários efeitos: avermelhamento da conjuntiva dos olhos (olhos injetados), redução da imunidade pela queda dos glóbulos brancos, sinusite crônica, faringite , constrição das vias aéreas, atua sobre o equilíbrio, movimentos e memória. A potência da droga é medida de acordo com a quantidade média de THC encontrada nas amostras de maconha confiscadas pelas agências policiais. · A maconha comum contem uma média de 3% de THC. · A variedade “sinsemilla” (sem semente, que só contem botões e as flores da planta fêmea) tem uma média de 7.5% de THC, mas pode chegar a ter até 24%. · O haxixe (a resina gomosa das flores das plantas fêmeas) tem uma média de 3.6%,mas pode chegar a ter até 28%. · A maconha cultivada por hidroponia, conhecida popularmente como SKANK pode ter até 35% de THC. · O óleo de haxixe, um líquido resinoso e espesso que se destila do haxixe, tem em média de 16% de THC, mas pode chegar a ter até 43%. Não cria a dependência física, mas a psicológica. Dependendo da personalidade do usuário, pode ser brutal; logo se retirada imediatamente, a saúde não correrá nenhum risco, porém, a força de vontade do paciente tem de ser grande, exatamente para vencer sua necessidade psíquica de buscar a maconha. (Fonte: Como agem as drogas, Gesina L. Longenecker,PH.D. Quark books. Ilustrações de Nelson W.Hee) Como posso saber se meu filho está usando a maconha? Existem certos sintomas que podem ser percebidos. Aqueles que estão drogados com maconha podem: · Parecer estar meio tonto e com alguma dificuldade para caminhar; · Parecer estar rindo exageradamente ou sem nenhuma razão ; · Olhos vermelhos e irritados; e
  • 2. · Dificuldade para lembrar como as coisas aconteceram. Quando desaparecem os primeiros efeitos, depois de algumas horas, a pessoa pode sentir muito sono. Ainda que seja difícil distinguir nos adolescentes, os pais têm atentos para mudanças no comportamento deles. Devem tentar perceber se seu filho se afasta de todos, se está deprimido, se tem fadiga, se não cuida de sua aparência pessoal, se é hostil, ou se suas relações com familiares e amigos se deterioraram. Também pode haver mudanças no desempenho acadêmico, ausência escolar, menor interesse pelo esporte e por outras atividades favoritas, ou modificação nos hábitos alimentícios ou no sono. Tudo isto pode indicar o uso de drogas, ainda que não em todos os casos. Os pais também devem estar pendentes de: · Coisas que possam indicar o uso de drogas, como cachimbos, ou papéis para enrolar cigarros; · O cheiro da roupa; · O uso de incenso e desodorante de ambiente; · O uso de colírios para os olhos; · Que haja roupa, posters, jóias, etc., que promovam o uso das drogas; · Aumento do apetite (doces); · Distúrbios na percepção do tempo e do espaço; · Anhedonia - perda de prazer nas atividades comuns; Como abordar um usuário de maconha? Não é com uma bronca ou com agressão que se aborda um dependente. Realismo e objetividade são fundamentais. Neste momento, o usuário necessita encarar os seus limites, conhecer as regras, os horários, as tarefas e seus deveres para com sua família, que tem um papel importantíssimo. O aconselhamento familiar esclarece e auxilia na melhor maneira de lidar com o usuário, que precisa querer receber ajuda. Caso isso não ocorra, não force uma situação. Mas, lembre-se: uma boa conversa e uma atitude amiga, certamente, poderão salvar uma vida. O que acontece depois que a pessoa fuma maconha? Quase imediatamente depois de inalar a maconha, a pessoa pode sentir, intoxicação,boca seca, batidas aceleradas do coração, dificuldades na coordenação do movimento e do equilíbrio, e reações ou reflexos lentos. Os vasos sangüíneos dos olhos se expandem,por isso ficam avermelhados. Em algumas pessoas, a maconha aumenta a pressão sangüínea e pode até duplicar o ritmo cardíaco. Este efeito pode acentuar-se quando se mistura outras drogas com a maconha; algo sobre o qual nem sempre o fumante pode ter certeza do que é. Depois de 2 ou 3 horas, a pessoa pode sentir muito sono. O que acontece no organismo A substância ativa da planta, o THC, age no cérebro em 20 minutos 1. Após ser tragada, a droga leva aos pulmões toxinas como o alcatrão, que prejudicam o aparelho respiratório, e o THC, que segue para a circulação sanguínea 2. Parte do THC chega ao estômago, fígado e depois aos rins e é eliminada pela urina 2a. Outra parte chega ao baço; acredita-se que nele o THC reduza a produção de linfócitos e enfraqueça o sistema de defesa do organismo 2b. Há pesquisas que apontam redução pelo THC dos níveis do hormônio sexual masculino testosterona, podendo provocar infertilidade temporária 3. No cérebro, entre as várias substâncias conhecidas como receptores, existe uma
  • 3. que é ativada pelo THC 3a. No cerebelo, que regula o equilíbrio, postura e coordenação motora, o THC provoca letargia, redução no controle dos movimentos e desorientação espacial e temporal 3b. No hipocampo, o THC reduz a atividade de neurônios relacionados à memória de curto prazo 3c. No córtex cerebral, que regula a percepção pelos sentidos, o THC pode promover alterações transitórias nas sensações pelo tato, visão e audição 4. O THC estimula também o aumento da produção de serotonina, substância que promove sensação de prazer Por quanto tempo a maconha permanece no corpo? A substância THC na maconha é absorvida pelos tecidos gordurosos de vários órgãos do corpo, onde são armazenados. Geralmente podemos encontrar restos de THC nos exames regulares de urina até vários dias depois da pessoas ter fumado maconha. Contudo, no caso das pessoas que fumam muita maconha (fumantes crônicos), podemos encontrar restos da substância, inclusive várias semanas depois de ter parado de usar a droga. Skank : A Supermaconha Cannabis sativa é a espécie da maconha mais difundida no mundo, embora outras espécies do mesmo gênero - a Cannabis indica ou a ruderalis, por exemplo - também sejam utilizadas na fabricação da droga. O skank é uma variação genética, produzida em laboratório, da planta da maconha, que cresce mais rapidamente e pode, portanto, ser cultivada em estufas (mais escondida da fiscalização). Sua principal característica é o fato de conter uma quantidade até sete vezes maior de THC (a substância ativa) do que a maconha comum.