SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
Está com dificuldade de dar nome
aos seus Comportamentos ?
Veja abaixo e comece a definir seus
defeitos e Comportamentos
Luxúria
* Eu do Adultério (quer unir-se sexualmente a uma mulher, ou homem, porém que já possui um companheiro)
* Eu da Amizade (querer a amizade de alguém para conseguir a união sexual)
* Eu Aproveitador (aproveita qualquer circunstância para satifação sexual)
* Eu Dançarino (excita-se ao dançar; há também os que se excitam vendo alguém dançar)
* Eu Altura (sente-se atração por pessoas altas e/ou baixas)
* Eu Bissexual (sente-se atraído por ambos os sexos)
* Eu Don-Juan (conquista por satisfação, mesmo sem interesse nem atração; nasce de outros eus)
* Eu dos Ciúmes (possessão sexual; nasce do eu da insegurança)
* Eu Voyeur (sente prazer em ficar observando)
* Eu Galã (sente-se atraente e gosta de conquistar com gestos, delicadezas, olhares, sorrisos e gentilezas)
* Eu Fantasia (quando a imaginação erótica é frequente; eu muito instintivo e forte)
* Eu Esfregador (sente prazer ao se esfregar em outra pessoa; em ônibus, metrô, trens, locais públicos)
* Eu Exibicionista (mostra suas partes íntimas ou roupas íntimas, como decotes, saias curtas, calças apertadas
mostrando volumes)
* Eu Coprolalia (conversa em linguagem obscena)
* Eu Esquentador (aquele ou aquela que excita e depois rechaça)
* Eu Sádico (sente prazer golpeando o parceiro; suave ou violentamente: é uma questão de grau, desde
simples tapas nas nádegas a estupros abomináveis)
* Eu Travesti (sente grande prazer em vestir roupas e assumir gestos do sexo oposto; homem que sente
excitação ao usar vestidos e lingeries e mulher que usa ternos e cuecas; sutil ou clara tendência bissexual ou
até mesmo homossexual)
* Eu Sexivestido (sente grade prazer em usar roupas do sexo oposto sem assumir gestos; grau menor que o Eu
Travesti)
* Eu Cantador (sente prazer em fazer galanteios a todas as pessoas; o famoso eu da cantada)
* Eu Ninfolepera (atração por jovens de pouca idade; o grau mais acentuado é o Eu Pedófilo)
* Eu Narcisista (sente atração pelo próprio corpo, é uma espécie de auto homossexualismo)
* Eu Masoquista (sente prazer sexual apanhando; ligado ao eu da Ira; procura por parceiros com tendências
sádicas)
* Eu Sentimental (expressa sentimentos fingidos para conquistar e/ou excitar)
* Eu Grafite (gosta de fazer desenhos obscenos em banheiros públicos e outros lugares)
* Eu Masturbador (sente prazer na masturbação, mais até do que no próprio ato)
* Eu Fornicário (sente prazer no derrame da energia, no orgasmo, na ejaculação)
Ira
* Eu da Antipatia (maior ou menor grau de repugnância, repúdio ou aversão. “Não fui com a cara de fulano”,
“Não gostei” etc. Há dois tipos: provocada ou mecânica; nascem da inveja ou dos complexos e das
comparações)
* Eu Educador (pais, professores ou educadores “dizem” querer encaminhar a criança ou o jovem com
disciplina, mas o que se manifesta neles é a atitude descontrolada da ira; seu símbolo é a palmatória)
* Eu da Crítica Mordaz (ofende e afeta para destruir, age com ferocidade verbal, auxiliado por ironias,
sarcasmos e palavras de duplo sentido)
* Eu Burlador (faz atos ou gestos, por causa da Ira, para ridicularizar, como mostrar o dedo do meio)
* Eu da Crueldade (sente satisfação em ver alguém sofrer; às vezes acompanha o Eu Educador)
* Eu Briguento (não levo desaforo pra casa, não tenho sangue de barata)
* Eu da Cólera (zanga-se descontroladamente)
* Eu da Displicência (mostra-se indiferente a outro, em palavras, roupas ou gestos)
* Eu Discutidor (entra em polêmicas, dialoga exageradamente, é um eu mentaloide)
* Eu da Imposição (impõe e domina; típico de chefias)
* Eu Irreflexivo (age sem nenhuma lógica)
* Eu Grosseiro (usa vocabulário grosseiro e obsceno)
* Eu Iniquidade (pratica a injustiça por maldade, é a Ira admitida)
* Eu da Injúria (ultraja por palavras)
* Eu da Intolerância (não quer entender os demais, é lunático e temperamental)
* Eu Assassino Verbal (vontade de matar meu chefe; eu mato quem mexeu nas minhas coisas… usar a palavra
matar no sentido egoico é típico das 96 leis infernais)
* Eu Irritadiço (irrita-se por qualquer coisa, típico em mulheres com tpm, crianças mimadas e pessoas ansiosas)
* Eu Irritável (irrita-se com tudo o que as pessoas fazem ou falam)
* Eu Machista (sente-se dono da mulher ou superior a elas, quer protegê-la pensando que a ama)
* Eu do Ódio (é o contrário do Amor)
* Eu Suscetível (“Estão rindo de mim, vou tomar satisfações”; “está olhando o quê?”)
* Eu Ressentimento (sentimento profundo de dor, que ativa o Eu do Rancor)
* Eu Ofensivo (fere com palavras)
* Eu Inconformado (tudo o desagrada, as pessoas, os lugares, as coisas; comum em adolescentes)
* Eu Desagradável (faz e fala coisas que o tornam desagradável, fala o que as pessoas ao seu redor não
querem ouvir, se crê uma pessoa autêntica)
* Eu Blasfemo (renega, maldiz, insulta ou atenta contra o que é sagrado, contra Deus e as religiões)
* Eu do Protesto (pessoa que não está de acordo com qualquer determinação, opinião etc.)
Orgulho
* Autoconsideração (É A PORTA DE ENTRADA DE TODOS OS DEFEITOS. A pessoa sente-se ferida, mal
amada, mal agradecida, injustiçada. Atrai, primeiro, a ira)
* Autossimpatia (esforça-se em ser simpático para ter aceitação, típico em ambiente profissional, manifesta-se
especialmente pela distribuição de sorrisos para todos)
* Automérito (crê-se merecedor, mesmo não fazendo nada)
* Autovalorização (valorizar os esforços realizados. Quer recompensa)
* Autossuficiência (não necessita de ninguém, só acredita no próprio valor, não admite que alguém o ajude)
* Burla (caçoar ou debochar de alguém através dos olhos ou de gargalhada, quer chamar a atenção)
* Impontualidade (chega atrasado para ser notado)
* Gargalhão (ri estrondosa e escandalosamente)
* Complexo de inferioridade (crer-se menos que os outros, gera indecisos)
* Complexo de superioridade (crer-se mais que os outros)
* Indiferença (não ligar para os demais, fingir que não escuta ou liga para os outros)
* Pilatos (justifica seus erros ou atitudes)
* Desobediência (não aceita seguir ordens ou sugestões)
* Orgulho físico (ególatra que admira o corpo ou determinada parte dele)
* Orgulho mental (admira-se de seu preparo intelectual, seu diploma acadêmico, sua experiência etc.)
* Eu Fama (ambiciona ser famoso, conhecido, notório, quer ser manequim, ator/atriz, político, sentir a luz dos
holofotes em seu rosto etc.)
* Nacionalista (apego ao país, à região – Eu Sulista, Eu Nordestino, Eu Gaúcho, Eu Argentino etc.; pode chegar
ao genocídio)
* Paranoico (doença mental, nunca aceitaria seus erros ou deficiências; complexo de perseguição)
* Egotismo (só fala de si mesmo, incessantemente; gosta de interromper quem está falando para falar de si)
* Incredulidade (não aceita os fatos por excesso de orgulho)
* Pudorado (manifestar demasiado pudor, veste-se de forma pudica, com shador, lenço na cabeça, roupa preta
pesada como os fundamentalistas de qualquer religião)
* Ressentimento (emoção mediana entre a ira e a autoconsideração)
* Eu Guru (pretende sempre dar respostas “superiores”, dar “lição de moral” nos outros, sempre tem uma frase
de efeito para mostrar sua presença “humildemente superior”)
Preguiça
* Apatia (pouca ou nenhuma iniciativa)
* Desinteresse (não se interessa por nada, para não ter com que se preocupar)
* Abandono de Si (a pessoa se estira numa cadeira, sofá ou outro lugar, joga as pernas e sente que a preguiça
tomou conta de si)
* Bocejo Frequente (tudo provoca indiferença, sono e cansaço, não confundir com esgotamento físico ou
mental)
* Busca de Desculpas (“hoje estou cansado, com dor de cabeça”)
* Dormir Demais (ter mais de sete ou oito horas de sono é uma manifestação de preguiça, mas também pode
ser escapismo)
* Desalento (apoia-se, com os cotovelos ou pés sobre a mesa, como num eterno cansaço, ou inclina-se na
cadeira)
* Enfermidade do Amanhã (vive o futuro sem experimentar o presente, cria desculpas para adiar: depois eu lavo
a louça, depois estudo)
* Esquecimento Constante (não se esforça para pensar)
* Desperdício de tempo (não dá importância ao tempo)
* Impontual (nunca chega no horário, sai de casa sempre na última hora)
* Inércia (incapacidade de ação, não sabe ter ação ou iniciativa, muito menos ser proativo, lei do mínimo
esforço)
* Inconstância (está sempre mudando para não terminar, não termina um livro, um documentário, um trabalho)
* Incapacidade (por preguiça de assumir, incompetente por preguiça)
* Mal Vestir (preguiça de combinar, às vezes até de abrir o guarda-roupas; por pouco não anda de pijama na
rua ou no trabalho)
* Preguiça de Ler (alguém leu as obras gnósticas recomendadas? Ou se lê, termina o livro? Ou medita nele?)
* Pessimismo (“Para que mudar se não vai dar certo mesmo?”)
* Tradicionalismo (segue só a sua tradição, religião, família, com preguiça de mudar sua vida)
* Surdez (a preguiça muitas vezes afeta até os sentidos físicos)
* Preguiça Verbal (não entra em discussão ou não responde por preguiça)
* Preguiça Física (esse ego determina até as formas, como a barriga, o rosto, o andar, a postura; dá-se a
impressão de que o preguiçoso físico está a ponto de derreter)
Cobiça
* Ânsia de Poder Material (mais dinheiro, mais cargos…)
* Poder Psíquico
* Avarento (apego exagerado ao dinheiro)
* Explorador
* Ladrão
* Mau Orientador
* Conhecedor (adquire conhecimentos só para atingir fim anelado)
* Eu do Assalto
* Cleptomaníaco
* Mesquinho (não divide seus bens com ninguém)
* Usurário (empresta dinheiro a juros)
Inveja
Enquanto a Cobiça é o querer para si, a Inveja é o pesar ou desgosto pelo bem, pela felicidade ou pelo sucesso
alheio.
* Eu Bruxo (consciente ou inconscientemente lança vibrações psíquicas de fracasso a outrem: “Você comprou
um carro? Que maravilha”)
* Eu Competitivo (pode até matar por inveja)
* Traidor (a Grande Fraternidade Branca considera o grau extremo desse defeito como Alta Traição, cuja
condenação é a queda ao Nono Inferno Dantesco, mesmo que a pessoa ainda esteja viva; ou seja, o corpo da
pessoa ainda está vivo, mas sua Alma já não está mais ali: é o chamado Morto-Vivo)
* Falso Julgamento (Caluniador)
* Fracasso de Alguém (este Eu se manifesta na maioria das pessoas, porém, em nível inconsciente; por isso se
pede ao gnóstico que mantenha sigilo e não fique “fofocando”, comentando com todo mundo suas experiências,
seus projetos, planos materiais ou espirituais)
Gula
* Eu do Meio-Dia (“sente” fome ao saber que determinada hora chegou)
* Devorador (não mastiga os alimentos, ou no máximo, dá duas mastigadas e engole afoitamente)
* Ideia Fixa (de comer sempre. Não mede consequências físicas, morais ou internas)
* Medo da Fome (come por medo de passar fome mais cedo ou mais tarde)
* Acumulador (mistura de medo e gula)
Não Classificados/Diversos/Secundários
* Eu da Timidez (nervosismo crônico em todas as situações; não confundir com a timidez natural)
* Eu Pedinte (pede demasiadamente tudo: informações, cura, dinheiro, milagres etc.)
* Eu Santarrão (muito comum entre os esoteristas, que falam excessivamente em Conduta, Santidade etc., não
lembrando que o único Santo é Deus)
* Eu Piromaníaco (atração mórbida pelo fogo)
* Eu Patada (ou, como o mestre Samuel o chamava, Yo Patón: brincadeiras com chutes e empurrões, entre
irmãos, amigos etc.)
* Eu Místico (usa roupas extravagantes nas ruas, tem palavrório e postura de mãos, rosto, olhos, sorrisos, com
aparência mística na hora errada)
* Eu Malicioso (capcioso, duplo sentido, irônico)
* Eu Tiques Nervosos (ombros, piscar, coçar-se, repetições de palavras: né?, você tá me entendendo?)
* Eu Raciocinador (quer encaixar tudo em suas lógicas, não reflete ou medita)
* Eu Palhaço (sempre há um funcionário na empresa, família, escola, que é o “palhaço da turma”, insiste em
fazer os outros rir)
* Eu Suicídio (medo de viver, tédio, desejo de vingança; forma sutil )
* Eu Imitador (muito visto nesses “humoristas” que sempre imitam as pessoas, com voz e gestos)
* Eu Homicida
* Eu Irresponsável (orgulho de falar e agir sem consideração e consciência)
* Eu do Aborto (eu assassino que se disfarça de Feminista, Moderno, Progressista etc., influenciado pelo
Inferno)
* Eu Presenteador (típico de pessoas inseguras, que querem a aprovação do outro, ou orgulhosas)
* Eu Musical (adolescentes que só querem ouvir música e esquecem de seus deveres na escola)
* Eu Humilde (faceta ridícula do orgulho, pode ser também timidez ou complexo de inferioridade)
* Eu da Falsa Promessa (eu enganador, que descumpre a Lei da Promessa)
* Eu da Mentira (que nasce da dissimulação, medo, interesses; seu karma futuro será nascer com corpo
defeituoso)
* Eu Ateu (eu mental, superficial, baseado somente nos cinco sentidos; ligado ao orgulho)
* Eu Explicador (você pergunta como vai e ele conta toda a vida dele; liga-se ao orgulho, às frustrações, ao
sadismo ou ao eu mentaloide)
* Eu da Curiosidade (que se confunde com os Anelos da Alma; quer saber de tudo e sobre tudo)
* Eu da Ingenuidade Esotérica (“Ora, para que manter discrição e segredo? Vamos falar sobre Rituais”)
* Eu Roedor de Unhas (inseguranças, bloqueios, tristezas, que geram esse hábito)
* Eu Sectário (minha linha gnóstica, minha seita, minha religião, meu partido, time etc.)
* Eu Fingidor (observe duas mulheres elogiando uma à outra).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Palestraassertividade
PalestraassertividadePalestraassertividade
Palestraassertividade
 
Edson Marques - 50 questoes
Edson Marques - 50 questoesEdson Marques - 50 questoes
Edson Marques - 50 questoes
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - apostila - auto analise
( Espiritismo)   # - amag ramgis - apostila - auto analise( Espiritismo)   # - amag ramgis - apostila - auto analise
( Espiritismo) # - amag ramgis - apostila - auto analise
 
Auto aceitação
Auto aceitaçãoAuto aceitação
Auto aceitação
 
Liberdade, angústia e autenticidade
Liberdade, angústia e autenticidadeLiberdade, angústia e autenticidade
Liberdade, angústia e autenticidade
 
A autoestima
A autoestimaA autoestima
A autoestima
 
A sabedoria dosilenciointerno
A sabedoria dosilenciointernoA sabedoria dosilenciointerno
A sabedoria dosilenciointerno
 
A sabedoria dosilenciointerno
A sabedoria dosilenciointernoA sabedoria dosilenciointerno
A sabedoria dosilenciointerno
 
Assertividade
AssertividadeAssertividade
Assertividade
 
Tarot, Vida e Relacionamento
Tarot, Vida e RelacionamentoTarot, Vida e Relacionamento
Tarot, Vida e Relacionamento
 
Sede perfeitos (1)
Sede perfeitos (1)Sede perfeitos (1)
Sede perfeitos (1)
 
A sabedoria do silencio
A sabedoria do silencioA sabedoria do silencio
A sabedoria do silencio
 
Eneagrama teste
Eneagrama testeEneagrama teste
Eneagrama teste
 
O Tao
O TaoO Tao
O Tao
 
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITAA INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
 
Teste Eneagrama
Teste EneagramaTeste Eneagrama
Teste Eneagrama
 
Instituto Espírita de Educação - Autoestima
Instituto Espírita de Educação -  AutoestimaInstituto Espírita de Educação -  Autoestima
Instituto Espírita de Educação - Autoestima
 
Parábola do Últimos Lugares
Parábola do Últimos LugaresParábola do Últimos Lugares
Parábola do Últimos Lugares
 
17 formas de se começar a amar a si mesmo
17 formas de se começar a amar a si mesmo17 formas de se começar a amar a si mesmo
17 formas de se começar a amar a si mesmo
 
A Construção da Paz Interior
A Construção da Paz InteriorA Construção da Paz Interior
A Construção da Paz Interior
 

Destaque

Destaque (20)

Guia de Tratamento para Dependentes Químicos
Guia de Tratamento para Dependentes QuímicosGuia de Tratamento para Dependentes Químicos
Guia de Tratamento para Dependentes Químicos
 
Bem vindo a na
Bem vindo a naBem vindo a na
Bem vindo a na
 
Recuperação
RecuperaçãoRecuperação
Recuperação
 
Auto aceitação
Auto aceitaçãoAuto aceitação
Auto aceitação
 
Os 12 passos por ronaldo toncheis
Os 12 passos por ronaldo toncheisOs 12 passos por ronaldo toncheis
Os 12 passos por ronaldo toncheis
 
1º PASSO
1º PASSO1º PASSO
1º PASSO
 
OS 12 PASSOS_por RONALDO TONCHEIS
OS 12 PASSOS_por RONALDO TONCHEISOS 12 PASSOS_por RONALDO TONCHEIS
OS 12 PASSOS_por RONALDO TONCHEIS
 
Livro eletrônico anti drogas
Livro eletrônico anti drogasLivro eletrônico anti drogas
Livro eletrônico anti drogas
 
Como ser feliz no trabalho
Como ser feliz no trabalhoComo ser feliz no trabalho
Como ser feliz no trabalho
 
Causas do alcoolismo
Causas do alcoolismoCausas do alcoolismo
Causas do alcoolismo
 
Como lidar com as frustrações da vida
Como lidar com as frustrações da vidaComo lidar com as frustrações da vida
Como lidar com as frustrações da vida
 
Palestra Sou um Adicto
Palestra Sou um AdictoPalestra Sou um Adicto
Palestra Sou um Adicto
 
Alcoólicos anônimos os 12 passos
Alcoólicos anônimos os 12 passosAlcoólicos anônimos os 12 passos
Alcoólicos anônimos os 12 passos
 
Grandiosidade
GrandiosidadeGrandiosidade
Grandiosidade
 
Apostila PPR
Apostila PPRApostila PPR
Apostila PPR
 
O luto
O lutoO luto
O luto
 
Negação
NegaçãoNegação
Negação
 
Rei bebê
Rei bebêRei bebê
Rei bebê
 
Pensamento destrutivo
Pensamento destrutivoPensamento destrutivo
Pensamento destrutivo
 
PPR - Plano de Prevenção a Recaída
PPR - Plano de Prevenção a Recaída PPR - Plano de Prevenção a Recaída
PPR - Plano de Prevenção a Recaída
 

Semelhante a Defeitos e comportamentos

Reciclagens para a Formação de Dupla Evolutiva
Reciclagens para  a Formação de Dupla EvolutivaReciclagens para  a Formação de Dupla Evolutiva
Reciclagens para a Formação de Dupla EvolutivaCosmoconsciencia
 
61 familia-mudar prá melhor
61 familia-mudar prá melhor61 familia-mudar prá melhor
61 familia-mudar prá melhorAntonio SSantos
 
As cinco pessoas que habitam dentro do nosso ser
As cinco pessoas que habitam dentro do nosso serAs cinco pessoas que habitam dentro do nosso ser
As cinco pessoas que habitam dentro do nosso serKátia Rumbelsperger
 
Gestao de conflitos.ppt
Gestao de conflitos.pptGestao de conflitos.ppt
Gestao de conflitos.pptFtfmatta
 
Roda das Habilidades Socioemocionais.pptx
Roda das Habilidades Socioemocionais.pptxRoda das Habilidades Socioemocionais.pptx
Roda das Habilidades Socioemocionais.pptxJeffersonMonteiro46
 
Comunicacao nao violenta
Comunicacao nao violentaComunicacao nao violenta
Comunicacao nao violentaKenia Lima
 
Preconceitodiscriminação jasmine
Preconceitodiscriminação   jasminePreconceitodiscriminação   jasmine
Preconceitodiscriminação jasmineJasmine Nunes
 

Semelhante a Defeitos e comportamentos (13)

Reciclagens para a Formação de Dupla Evolutiva
Reciclagens para  a Formação de Dupla EvolutivaReciclagens para  a Formação de Dupla Evolutiva
Reciclagens para a Formação de Dupla Evolutiva
 
Sala do educador 03
Sala do educador 03Sala do educador 03
Sala do educador 03
 
Trab Neuro Apresent Hist
Trab Neuro Apresent HistTrab Neuro Apresent Hist
Trab Neuro Apresent Hist
 
61 familia-mudar prá melhor
61 familia-mudar prá melhor61 familia-mudar prá melhor
61 familia-mudar prá melhor
 
As cinco pessoas que habitam dentro do nosso ser
As cinco pessoas que habitam dentro do nosso serAs cinco pessoas que habitam dentro do nosso ser
As cinco pessoas que habitam dentro do nosso ser
 
Gestao de conflitos.ppt
Gestao de conflitos.pptGestao de conflitos.ppt
Gestao de conflitos.ppt
 
Aula M1 (09/06/2011) - Pensamento
Aula M1 (09/06/2011) - PensamentoAula M1 (09/06/2011) - Pensamento
Aula M1 (09/06/2011) - Pensamento
 
Tre1
Tre1Tre1
Tre1
 
Preconceito homofobia
Preconceito homofobiaPreconceito homofobia
Preconceito homofobia
 
Preconceito homofobia
Preconceito homofobiaPreconceito homofobia
Preconceito homofobia
 
Roda das Habilidades Socioemocionais.pptx
Roda das Habilidades Socioemocionais.pptxRoda das Habilidades Socioemocionais.pptx
Roda das Habilidades Socioemocionais.pptx
 
Comunicacao nao violenta
Comunicacao nao violentaComunicacao nao violenta
Comunicacao nao violenta
 
Preconceitodiscriminação jasmine
Preconceitodiscriminação   jasminePreconceitodiscriminação   jasmine
Preconceitodiscriminação jasmine
 

Mais de Nucleo Nacional

A preveno da recada apostila
A preveno da recada apostila A preveno da recada apostila
A preveno da recada apostila Nucleo Nacional
 
Terapiacognitiva mod 01 ao 08
Terapiacognitiva mod 01 ao 08Terapiacognitiva mod 01 ao 08
Terapiacognitiva mod 01 ao 08Nucleo Nacional
 
Doze passos elementos terapêuticos para codependência
Doze passos  elementos terapêuticos para codependênciaDoze passos  elementos terapêuticos para codependência
Doze passos elementos terapêuticos para codependênciaNucleo Nacional
 
Primeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemindPrimeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Primeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemindPrimeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Terceira e-quarta-ferramentas-freemind
Terceira e-quarta-ferramentas-freemindTerceira e-quarta-ferramentas-freemind
Terceira e-quarta-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Quinta e-sexta-ferramentas-freemind
Quinta e-sexta-ferramentas-freemindQuinta e-sexta-ferramentas-freemind
Quinta e-sexta-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Setima e-oitava-ferramentas-freemind
Setima e-oitava-ferramentas-freemindSetima e-oitava-ferramentas-freemind
Setima e-oitava-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Nona e-decima-ferramentas-freemind
Nona e-decima-ferramentas-freemindNona e-decima-ferramentas-freemind
Nona e-decima-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Decima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemind
Decima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemindDecima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemind
Decima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Relatorio inspecao-comunidades-terapeuticas
Relatorio inspecao-comunidades-terapeuticasRelatorio inspecao-comunidades-terapeuticas
Relatorio inspecao-comunidades-terapeuticasNucleo Nacional
 
Folheto explicativo sobre as drogas de abuso
Folheto explicativo sobre as drogas de abusoFolheto explicativo sobre as drogas de abuso
Folheto explicativo sobre as drogas de abusoNucleo Nacional
 
Permanecer sóbrio completo
Permanecer sóbrio completoPermanecer sóbrio completo
Permanecer sóbrio completoNucleo Nacional
 
Guia estratégico drogas
Guia estratégico drogasGuia estratégico drogas
Guia estratégico drogasNucleo Nacional
 
T.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVA
T.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVAT.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVA
T.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVANucleo Nacional
 
A arte de envelhecer com sabedoria
A arte de envelhecer com sabedoriaA arte de envelhecer com sabedoria
A arte de envelhecer com sabedoriaNucleo Nacional
 
11 razões do porque os adolescentes usam drogas
11 razões do porque os adolescentes usam drogas11 razões do porque os adolescentes usam drogas
11 razões do porque os adolescentes usam drogasNucleo Nacional
 

Mais de Nucleo Nacional (20)

A preveno da recada apostila
A preveno da recada apostila A preveno da recada apostila
A preveno da recada apostila
 
Terapiacognitiva mod 01 ao 08
Terapiacognitiva mod 01 ao 08Terapiacognitiva mod 01 ao 08
Terapiacognitiva mod 01 ao 08
 
Doze passos elementos terapêuticos para codependência
Doze passos  elementos terapêuticos para codependênciaDoze passos  elementos terapêuticos para codependência
Doze passos elementos terapêuticos para codependência
 
Primeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemindPrimeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemind
 
Primeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemindPrimeira e-segunda-ferramentas-freemind
Primeira e-segunda-ferramentas-freemind
 
Terceira e-quarta-ferramentas-freemind
Terceira e-quarta-ferramentas-freemindTerceira e-quarta-ferramentas-freemind
Terceira e-quarta-ferramentas-freemind
 
Quinta e-sexta-ferramentas-freemind
Quinta e-sexta-ferramentas-freemindQuinta e-sexta-ferramentas-freemind
Quinta e-sexta-ferramentas-freemind
 
Setima e-oitava-ferramentas-freemind
Setima e-oitava-ferramentas-freemindSetima e-oitava-ferramentas-freemind
Setima e-oitava-ferramentas-freemind
 
Nona e-decima-ferramentas-freemind
Nona e-decima-ferramentas-freemindNona e-decima-ferramentas-freemind
Nona e-decima-ferramentas-freemind
 
Decima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemind
Decima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemindDecima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemind
Decima primeira-e-decima-segunda-ferramentas-freemind
 
Relatorio inspecao-comunidades-terapeuticas
Relatorio inspecao-comunidades-terapeuticasRelatorio inspecao-comunidades-terapeuticas
Relatorio inspecao-comunidades-terapeuticas
 
13 princpios nida
13 princpios nida13 princpios nida
13 princpios nida
 
Folheto explicativo sobre as drogas de abuso
Folheto explicativo sobre as drogas de abusoFolheto explicativo sobre as drogas de abuso
Folheto explicativo sobre as drogas de abuso
 
Permanecer sóbrio completo
Permanecer sóbrio completoPermanecer sóbrio completo
Permanecer sóbrio completo
 
Guia estratégico drogas
Guia estratégico drogasGuia estratégico drogas
Guia estratégico drogas
 
Livro co-dependencia
Livro co-dependenciaLivro co-dependencia
Livro co-dependencia
 
T.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVA
T.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVAT.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVA
T.R.E. TERAPIA RACIONAL EMOTIVA
 
A arte de envelhecer com sabedoria
A arte de envelhecer com sabedoriaA arte de envelhecer com sabedoria
A arte de envelhecer com sabedoria
 
11 razões do porque os adolescentes usam drogas
11 razões do porque os adolescentes usam drogas11 razões do porque os adolescentes usam drogas
11 razões do porque os adolescentes usam drogas
 
Maconha
MaconhaMaconha
Maconha
 

Defeitos e comportamentos

  • 1. Está com dificuldade de dar nome aos seus Comportamentos ? Veja abaixo e comece a definir seus defeitos e Comportamentos Luxúria * Eu do Adultério (quer unir-se sexualmente a uma mulher, ou homem, porém que já possui um companheiro) * Eu da Amizade (querer a amizade de alguém para conseguir a união sexual) * Eu Aproveitador (aproveita qualquer circunstância para satifação sexual) * Eu Dançarino (excita-se ao dançar; há também os que se excitam vendo alguém dançar) * Eu Altura (sente-se atração por pessoas altas e/ou baixas) * Eu Bissexual (sente-se atraído por ambos os sexos) * Eu Don-Juan (conquista por satisfação, mesmo sem interesse nem atração; nasce de outros eus) * Eu dos Ciúmes (possessão sexual; nasce do eu da insegurança) * Eu Voyeur (sente prazer em ficar observando) * Eu Galã (sente-se atraente e gosta de conquistar com gestos, delicadezas, olhares, sorrisos e gentilezas) * Eu Fantasia (quando a imaginação erótica é frequente; eu muito instintivo e forte) * Eu Esfregador (sente prazer ao se esfregar em outra pessoa; em ônibus, metrô, trens, locais públicos) * Eu Exibicionista (mostra suas partes íntimas ou roupas íntimas, como decotes, saias curtas, calças apertadas mostrando volumes) * Eu Coprolalia (conversa em linguagem obscena) * Eu Esquentador (aquele ou aquela que excita e depois rechaça) * Eu Sádico (sente prazer golpeando o parceiro; suave ou violentamente: é uma questão de grau, desde simples tapas nas nádegas a estupros abomináveis) * Eu Travesti (sente grande prazer em vestir roupas e assumir gestos do sexo oposto; homem que sente excitação ao usar vestidos e lingeries e mulher que usa ternos e cuecas; sutil ou clara tendência bissexual ou até mesmo homossexual) * Eu Sexivestido (sente grade prazer em usar roupas do sexo oposto sem assumir gestos; grau menor que o Eu Travesti) * Eu Cantador (sente prazer em fazer galanteios a todas as pessoas; o famoso eu da cantada) * Eu Ninfolepera (atração por jovens de pouca idade; o grau mais acentuado é o Eu Pedófilo) * Eu Narcisista (sente atração pelo próprio corpo, é uma espécie de auto homossexualismo) * Eu Masoquista (sente prazer sexual apanhando; ligado ao eu da Ira; procura por parceiros com tendências sádicas) * Eu Sentimental (expressa sentimentos fingidos para conquistar e/ou excitar) * Eu Grafite (gosta de fazer desenhos obscenos em banheiros públicos e outros lugares) * Eu Masturbador (sente prazer na masturbação, mais até do que no próprio ato) * Eu Fornicário (sente prazer no derrame da energia, no orgasmo, na ejaculação) Ira * Eu da Antipatia (maior ou menor grau de repugnância, repúdio ou aversão. “Não fui com a cara de fulano”, “Não gostei” etc. Há dois tipos: provocada ou mecânica; nascem da inveja ou dos complexos e das comparações)
  • 2. * Eu Educador (pais, professores ou educadores “dizem” querer encaminhar a criança ou o jovem com disciplina, mas o que se manifesta neles é a atitude descontrolada da ira; seu símbolo é a palmatória) * Eu da Crítica Mordaz (ofende e afeta para destruir, age com ferocidade verbal, auxiliado por ironias, sarcasmos e palavras de duplo sentido) * Eu Burlador (faz atos ou gestos, por causa da Ira, para ridicularizar, como mostrar o dedo do meio) * Eu da Crueldade (sente satisfação em ver alguém sofrer; às vezes acompanha o Eu Educador) * Eu Briguento (não levo desaforo pra casa, não tenho sangue de barata) * Eu da Cólera (zanga-se descontroladamente) * Eu da Displicência (mostra-se indiferente a outro, em palavras, roupas ou gestos) * Eu Discutidor (entra em polêmicas, dialoga exageradamente, é um eu mentaloide) * Eu da Imposição (impõe e domina; típico de chefias) * Eu Irreflexivo (age sem nenhuma lógica) * Eu Grosseiro (usa vocabulário grosseiro e obsceno) * Eu Iniquidade (pratica a injustiça por maldade, é a Ira admitida) * Eu da Injúria (ultraja por palavras) * Eu da Intolerância (não quer entender os demais, é lunático e temperamental) * Eu Assassino Verbal (vontade de matar meu chefe; eu mato quem mexeu nas minhas coisas… usar a palavra matar no sentido egoico é típico das 96 leis infernais) * Eu Irritadiço (irrita-se por qualquer coisa, típico em mulheres com tpm, crianças mimadas e pessoas ansiosas) * Eu Irritável (irrita-se com tudo o que as pessoas fazem ou falam) * Eu Machista (sente-se dono da mulher ou superior a elas, quer protegê-la pensando que a ama) * Eu do Ódio (é o contrário do Amor) * Eu Suscetível (“Estão rindo de mim, vou tomar satisfações”; “está olhando o quê?”) * Eu Ressentimento (sentimento profundo de dor, que ativa o Eu do Rancor) * Eu Ofensivo (fere com palavras) * Eu Inconformado (tudo o desagrada, as pessoas, os lugares, as coisas; comum em adolescentes) * Eu Desagradável (faz e fala coisas que o tornam desagradável, fala o que as pessoas ao seu redor não querem ouvir, se crê uma pessoa autêntica) * Eu Blasfemo (renega, maldiz, insulta ou atenta contra o que é sagrado, contra Deus e as religiões) * Eu do Protesto (pessoa que não está de acordo com qualquer determinação, opinião etc.) Orgulho * Autoconsideração (É A PORTA DE ENTRADA DE TODOS OS DEFEITOS. A pessoa sente-se ferida, mal amada, mal agradecida, injustiçada. Atrai, primeiro, a ira) * Autossimpatia (esforça-se em ser simpático para ter aceitação, típico em ambiente profissional, manifesta-se especialmente pela distribuição de sorrisos para todos) * Automérito (crê-se merecedor, mesmo não fazendo nada) * Autovalorização (valorizar os esforços realizados. Quer recompensa) * Autossuficiência (não necessita de ninguém, só acredita no próprio valor, não admite que alguém o ajude) * Burla (caçoar ou debochar de alguém através dos olhos ou de gargalhada, quer chamar a atenção) * Impontualidade (chega atrasado para ser notado) * Gargalhão (ri estrondosa e escandalosamente) * Complexo de inferioridade (crer-se menos que os outros, gera indecisos) * Complexo de superioridade (crer-se mais que os outros) * Indiferença (não ligar para os demais, fingir que não escuta ou liga para os outros) * Pilatos (justifica seus erros ou atitudes) * Desobediência (não aceita seguir ordens ou sugestões) * Orgulho físico (ególatra que admira o corpo ou determinada parte dele) * Orgulho mental (admira-se de seu preparo intelectual, seu diploma acadêmico, sua experiência etc.)
  • 3. * Eu Fama (ambiciona ser famoso, conhecido, notório, quer ser manequim, ator/atriz, político, sentir a luz dos holofotes em seu rosto etc.) * Nacionalista (apego ao país, à região – Eu Sulista, Eu Nordestino, Eu Gaúcho, Eu Argentino etc.; pode chegar ao genocídio) * Paranoico (doença mental, nunca aceitaria seus erros ou deficiências; complexo de perseguição) * Egotismo (só fala de si mesmo, incessantemente; gosta de interromper quem está falando para falar de si) * Incredulidade (não aceita os fatos por excesso de orgulho) * Pudorado (manifestar demasiado pudor, veste-se de forma pudica, com shador, lenço na cabeça, roupa preta pesada como os fundamentalistas de qualquer religião) * Ressentimento (emoção mediana entre a ira e a autoconsideração) * Eu Guru (pretende sempre dar respostas “superiores”, dar “lição de moral” nos outros, sempre tem uma frase de efeito para mostrar sua presença “humildemente superior”) Preguiça * Apatia (pouca ou nenhuma iniciativa) * Desinteresse (não se interessa por nada, para não ter com que se preocupar) * Abandono de Si (a pessoa se estira numa cadeira, sofá ou outro lugar, joga as pernas e sente que a preguiça tomou conta de si) * Bocejo Frequente (tudo provoca indiferença, sono e cansaço, não confundir com esgotamento físico ou mental) * Busca de Desculpas (“hoje estou cansado, com dor de cabeça”) * Dormir Demais (ter mais de sete ou oito horas de sono é uma manifestação de preguiça, mas também pode ser escapismo) * Desalento (apoia-se, com os cotovelos ou pés sobre a mesa, como num eterno cansaço, ou inclina-se na cadeira) * Enfermidade do Amanhã (vive o futuro sem experimentar o presente, cria desculpas para adiar: depois eu lavo a louça, depois estudo) * Esquecimento Constante (não se esforça para pensar) * Desperdício de tempo (não dá importância ao tempo) * Impontual (nunca chega no horário, sai de casa sempre na última hora) * Inércia (incapacidade de ação, não sabe ter ação ou iniciativa, muito menos ser proativo, lei do mínimo esforço) * Inconstância (está sempre mudando para não terminar, não termina um livro, um documentário, um trabalho) * Incapacidade (por preguiça de assumir, incompetente por preguiça) * Mal Vestir (preguiça de combinar, às vezes até de abrir o guarda-roupas; por pouco não anda de pijama na rua ou no trabalho) * Preguiça de Ler (alguém leu as obras gnósticas recomendadas? Ou se lê, termina o livro? Ou medita nele?) * Pessimismo (“Para que mudar se não vai dar certo mesmo?”) * Tradicionalismo (segue só a sua tradição, religião, família, com preguiça de mudar sua vida) * Surdez (a preguiça muitas vezes afeta até os sentidos físicos) * Preguiça Verbal (não entra em discussão ou não responde por preguiça) * Preguiça Física (esse ego determina até as formas, como a barriga, o rosto, o andar, a postura; dá-se a impressão de que o preguiçoso físico está a ponto de derreter) Cobiça * Ânsia de Poder Material (mais dinheiro, mais cargos…) * Poder Psíquico
  • 4. * Avarento (apego exagerado ao dinheiro) * Explorador * Ladrão * Mau Orientador * Conhecedor (adquire conhecimentos só para atingir fim anelado) * Eu do Assalto * Cleptomaníaco * Mesquinho (não divide seus bens com ninguém) * Usurário (empresta dinheiro a juros) Inveja Enquanto a Cobiça é o querer para si, a Inveja é o pesar ou desgosto pelo bem, pela felicidade ou pelo sucesso alheio. * Eu Bruxo (consciente ou inconscientemente lança vibrações psíquicas de fracasso a outrem: “Você comprou um carro? Que maravilha”) * Eu Competitivo (pode até matar por inveja) * Traidor (a Grande Fraternidade Branca considera o grau extremo desse defeito como Alta Traição, cuja condenação é a queda ao Nono Inferno Dantesco, mesmo que a pessoa ainda esteja viva; ou seja, o corpo da pessoa ainda está vivo, mas sua Alma já não está mais ali: é o chamado Morto-Vivo) * Falso Julgamento (Caluniador) * Fracasso de Alguém (este Eu se manifesta na maioria das pessoas, porém, em nível inconsciente; por isso se pede ao gnóstico que mantenha sigilo e não fique “fofocando”, comentando com todo mundo suas experiências, seus projetos, planos materiais ou espirituais) Gula * Eu do Meio-Dia (“sente” fome ao saber que determinada hora chegou) * Devorador (não mastiga os alimentos, ou no máximo, dá duas mastigadas e engole afoitamente) * Ideia Fixa (de comer sempre. Não mede consequências físicas, morais ou internas) * Medo da Fome (come por medo de passar fome mais cedo ou mais tarde) * Acumulador (mistura de medo e gula)
  • 5. Não Classificados/Diversos/Secundários * Eu da Timidez (nervosismo crônico em todas as situações; não confundir com a timidez natural) * Eu Pedinte (pede demasiadamente tudo: informações, cura, dinheiro, milagres etc.) * Eu Santarrão (muito comum entre os esoteristas, que falam excessivamente em Conduta, Santidade etc., não lembrando que o único Santo é Deus) * Eu Piromaníaco (atração mórbida pelo fogo) * Eu Patada (ou, como o mestre Samuel o chamava, Yo Patón: brincadeiras com chutes e empurrões, entre irmãos, amigos etc.) * Eu Místico (usa roupas extravagantes nas ruas, tem palavrório e postura de mãos, rosto, olhos, sorrisos, com aparência mística na hora errada) * Eu Malicioso (capcioso, duplo sentido, irônico) * Eu Tiques Nervosos (ombros, piscar, coçar-se, repetições de palavras: né?, você tá me entendendo?) * Eu Raciocinador (quer encaixar tudo em suas lógicas, não reflete ou medita) * Eu Palhaço (sempre há um funcionário na empresa, família, escola, que é o “palhaço da turma”, insiste em fazer os outros rir) * Eu Suicídio (medo de viver, tédio, desejo de vingança; forma sutil ) * Eu Imitador (muito visto nesses “humoristas” que sempre imitam as pessoas, com voz e gestos) * Eu Homicida * Eu Irresponsável (orgulho de falar e agir sem consideração e consciência) * Eu do Aborto (eu assassino que se disfarça de Feminista, Moderno, Progressista etc., influenciado pelo Inferno) * Eu Presenteador (típico de pessoas inseguras, que querem a aprovação do outro, ou orgulhosas) * Eu Musical (adolescentes que só querem ouvir música e esquecem de seus deveres na escola) * Eu Humilde (faceta ridícula do orgulho, pode ser também timidez ou complexo de inferioridade) * Eu da Falsa Promessa (eu enganador, que descumpre a Lei da Promessa) * Eu da Mentira (que nasce da dissimulação, medo, interesses; seu karma futuro será nascer com corpo defeituoso) * Eu Ateu (eu mental, superficial, baseado somente nos cinco sentidos; ligado ao orgulho) * Eu Explicador (você pergunta como vai e ele conta toda a vida dele; liga-se ao orgulho, às frustrações, ao sadismo ou ao eu mentaloide) * Eu da Curiosidade (que se confunde com os Anelos da Alma; quer saber de tudo e sobre tudo) * Eu da Ingenuidade Esotérica (“Ora, para que manter discrição e segredo? Vamos falar sobre Rituais”) * Eu Roedor de Unhas (inseguranças, bloqueios, tristezas, que geram esse hábito) * Eu Sectário (minha linha gnóstica, minha seita, minha religião, meu partido, time etc.) * Eu Fingidor (observe duas mulheres elogiando uma à outra).