Políticas Públicas de Educação para assentados da Reforma                          Agrária:    Experiência de Formação int...
1. Pra início de conversa...    Antes do texto acadêmico da dissertação, num dialogo de vida,situarei o que me leva a real...
2.   Aproximando conceitos e metodologias, mas ainda conversando . .onstruo minha práxis de pesquisa pautada na teoria crí...
De maneira concisa, contextualizarei eidentificarei o PRONERA como Política PúblicaEducacional, posto principalmente que e...
3.   Percursos metodológicos como? Quando? Onde?    Pretendo com este estudo de caso compreender, analisar e descrever ,at...
Terra, trabalho, saúde, educação, crédito, meio-ambiente, desenvolvimento sustentável e condiçõesdignas de vida no campo, ...
Algumas motivações que direcionaram a pesquisa:Compreender, descrever e demonstrar, através de umEstudo de caso do Proner...
Defendo Hipoteticamente, que o Pronera,mas que um programa de inclusão e/oupolitica compensatória e agora lei, por serdive...
Nessas questões, delimitamos a pesquisa. Numametáfora bíblica, digo que no PRONERA não se  aprende só o verbo, porém como ...
Criado em 1997, somente em “novembro de 2010, o PRONERApassou de ação de governo a política de Estado por meio dedecreto a...
5.   O Pronera-saúde na Transamazônica...O curso é estruturado na Pedagogia daAlternância, onde os alunos podem estarexerc...
Os eixos temáticos estruturantes do currículo são:Promoção da Saúde e Cidadania;Saúde e Doença na Amazônia;Trabalho, Me...
A proposta metodológica do Curso visa àformação integrada, considerando as distintasrealidades dos sujeitos em relação ao ...
O projeto pedagógico do Pronera-Saúde é ancoradonos princípios do Materialismo Dialético-Freirianos .como:•Interação Escol...
6.     O Técnico Agente Comunitário de Saúde.    A história dos ACS remonta desde os Visitadores Sanitários eInspetores de...
7. Buscando uma Aproxiamação Teórica e Delimitante!Para Gramsci (1991), a escola deve buscar, enquantoprincipio educativo,...
5. DEFININDO O PROBLEMA OU REFINANDO CONCEITOS.Definir não tem aqui o sentido de “dar fim” mas sim ocomeço da problematiza...
Para além e aquém de Definições e refinamentos deconceitos, empresto de MATURANA ( 2002, p. 34-35)uma reflexão sobre o pro...
Que nossos sonhos,      lutas e históriasejam nossos alimentos......
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

saúde e meio ambiente na transamazônica

429 visualizações

Publicada em

Estudo de caso do Pronera saúde na Transamazônica.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
429
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

saúde e meio ambiente na transamazônica

  1. 1. Políticas Públicas de Educação para assentados da Reforma Agrária: Experiência de Formação integrada na Pedagogia da Alternância. O Caso do PRONERA Saúde na TransamazônicaLINHA DE PESQUISA: Políticas Públicas EducacionaisORIENTADORA: Profª Dr.ª Marilena Loureiro da SilvaDISCENTE: Nicolau Rickmann Neto
  2. 2. 1. Pra início de conversa... Antes do texto acadêmico da dissertação, num dialogo de vida,situarei o que me leva a realizar esse estudo/pesquisa, posto que,como mostrarei mais adiante, eu vivi e vivo meu objeto e sujeitos deestudo.
  3. 3. 2. Aproximando conceitos e metodologias, mas ainda conversando . .onstruo minha práxis de pesquisa pautada na teoria crítica, ondeencontro em Marx e no marxismo, o referencial teóricometodológicopara investigação e analise de categorias como: Educação do Campo,Pedagogia da Alternância, Educação Ambiental e Saúde-Ambiental ,bem como sobre a vida de mais de 90 cidadãos, Agentes Comunitários
  4. 4. De maneira concisa, contextualizarei eidentificarei o PRONERA como Política PúblicaEducacional, posto principalmente que em 2009o PRONERA virou lei (Art. 33 da Lei 11947/09)eno final de 2010, o presidente Lula assinou oDecreto 7.352, que trata da educação docampo e institui formalmente o PRONERA noMinistério do Desenvolvimento Agrário (MDA).Assim, o PRONERA compõe a Política deEducação do Campo, ao mesmo tempo quese caracteriza como Política Pública deEducação vinculada à Reforma Agrária.
  5. 5. 3. Percursos metodológicos como? Quando? Onde? Pretendo com este estudo de caso compreender, analisar e descrever ,através do Pronera-saúde, que o PRONERA , programa criado e conquistadopela lutas das classes populares, é hoje Politica Educacional e que como tal,precisa se consubstanciar e consolidar-se enquanto alternativa educacionalpara as classes historicamente explorada e expropriada da sociedadebrasileira, seja no campo ou na cidade.
  6. 6. Terra, trabalho, saúde, educação, crédito, meio-ambiente, desenvolvimento sustentável e condiçõesdignas de vida no campo, têm arrebatado mentes ecorações no Pará, no Brasil e no Mundo. A resistência deOrganizações Sociais e algumas ações governamentais,como o PRONERA, demonstram o vigor da luta dossujeitos e movimentos sociais do campo na defesa dagarantia de direitos humanos. A pesquisa evidenciará a importância que o PRONERAtem para os sujeitos do campo na Amazônia, emespecial a região da Transamazônica, situada no oestedo Pará.
  7. 7. Algumas motivações que direcionaram a pesquisa:Compreender, descrever e demonstrar, através de umEstudo de caso do Pronera-saúde, o PRONERA enquantoPolitica Educacional e a importância do mesmo naqualificação técnica dos campesinos.Contextualizar e quantificar a influência do PRONERA noPará, em especial na região sudoeste da Transamazônica.Investigar e analisar as concepções e práticas dos ACS econhecer/compreender como o processo pedagógico doPRONERA-Saúde contribui para/na formação, transformaçãoe atuação profissional e socioambiental dos ACS nascomunidades onde estão inseridos.
  8. 8. Defendo Hipoteticamente, que o Pronera,mas que um programa de inclusão e/oupolitica compensatória e agora lei, por serdiverso e voltado para cada realidade eespecificidade sócio-educacional, éinstrumento revolucionário e transformadorda realidade. Desta forma, compreendo que o espaçosocial da educação esta além da escola, estáno concreto das relações sociais, culturais ,econômicas e dialeticamente da relaçãohomem-natureza.
  9. 9. Nessas questões, delimitamos a pesquisa. Numametáfora bíblica, digo que no PRONERA não se aprende só o verbo, porém como este se faz carne, ou seja, não há conteúdo isolado e/ou deslocado de significantes e significados, daí então, através desta pesquisa, verei como issoestá de fato alterando as concepções e práticas dos ACS e a atuação destes nas comunidades onde estes estudantes(profissionais da saúde) estão inseridos.
  10. 10. Criado em 1997, somente em “novembro de 2010, o PRONERApassou de ação de governo a política de Estado por meio dedecreto assinado pelo presidente da República, Luiz Inácio Lulada Silva. Com este ato, o público-alvo do programa, antesformado por assentados da reforma agrária, engloba agora todaa população do campo.Entre os beneficiados estão: agricultores familiares,extrativistas, pescadores artesanais, ribeirinhos,acampados,trabalhadores rurais assalariados, quilombolas,caiçaras, povos da floresta e caboclos”. (http://www.incra.gov.br/portal - em 22 de abril de 2011)
  11. 11. 5. O Pronera-saúde na Transamazônica...O curso é estruturado na Pedagogia daAlternância, onde os alunos podem estarexercendo de forma efetiva a relação teoria-prática.Contempla a formação em nível médio eformação técnica de ACS das áreas deassentamento da reforma agrária, conforme oReferencial Curricular do MS/MEC.
  12. 12. Os eixos temáticos estruturantes do currículo são:Promoção da Saúde e Cidadania;Saúde e Doença na Amazônia;Trabalho, Meio Ambiente e Saúde na Amazônia;Educação, Saúde e Cidadania.
  13. 13. A proposta metodológica do Curso visa àformação integrada, considerando as distintasrealidades dos sujeitos em relação ao seu nível deescolaridade e o contexto sócio-cultural em que
  14. 14. O projeto pedagógico do Pronera-Saúde é ancoradonos princípios do Materialismo Dialético-Freirianos .como:•Interação Escola-Serviço-Comunidade•Politicidade do Ato Educativo•Dialogicidade do Ato Educativo•Multidimensionalidade do Ato Educativo•Transversalidade•Contextualização•Alternância do Ato Educativo
  15. 15. 6. O Técnico Agente Comunitário de Saúde. A história dos ACS remonta desde os Visitadores Sanitários eInspetores de Saneamento que no Brasil do início do século XXestavam relacionados principalmente no combate da peste bubônica afebre amarela e posteriormente a malaria e demais endemias.Também encontramos parte da história dos ACS na Superintendênciade Campanhas de Saúde Pública – SUCAM. Mesmo sendo o referencial histórico acima citado sucinto, semcitar a história popular, como da Pastoral da saúde por exemplo, não émuito considerar a criação do Programa dos Agentes Comunitários deSaúde-PACS- em 1991, como começo da profissionalização do ACS, quese concretiza em 2002 com a Lei 10507, logo substituída pela Lei11.350, de 5 de outubro de 2006.
  16. 16. 7. Buscando uma Aproxiamação Teórica e Delimitante!Para Gramsci (1991), a escola deve buscar, enquantoprincipio educativo, eliminar a separação entretrabalho intelectual e trabalho manual, através darelação dialética entre teoria e prática, “O conceito eo fato do trabalho (atividade teórico-prática) é oprincípio educativo imanente à escola elementar, jáque a ordem social e estatal (direitos e deveres) éintroduzida e identificada na ordem natural pelotrabalho. (GRAMSCI. Antonio. Os intelectuais e a organização da cultura. Cortez, SP, 1991.p. 130).
  17. 17. 5. DEFININDO O PROBLEMA OU REFINANDO CONCEITOS.Definir não tem aqui o sentido de “dar fim” mas sim ocomeço da problematização, por isso, antes dedefinirmos o problema, apresento, de formaelementar, meu entendimento de algumas categoriasde analise que nortearão o problema: Educação Ambiental Educação do Campo Meio-Ambiente Saúde Saúde-Ambiental
  18. 18. Para além e aquém de Definições e refinamentos deconceitos, empresto de MATURANA ( 2002, p. 34-35)uma reflexão sobre o processo do educativo... Para que educar? Às vezes falamos como se não houvesse alternativa para um mundo de luta e competição, e como se devêssemos preparar nossas crianças e jovens para essa realidade. Tal atitude se baseia num erro e gera um engano. [...]
  19. 19. Que nossos sonhos, lutas e históriasejam nossos alimentos......

×