Vivendo os sonhos de Deus Gn 37.5,9

290 visualizações

Publicada em

com base na historia de José fizemos este pequeno estudo para você meditar.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
290
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vivendo os sonhos de Deus Gn 37.5,9

  1. 1. Tema: Vivendo os sonhos de Deus (Jheisson Batista Ferreira) Texto: Gn 37.5,9 Frases famosas sobre sonhos. O objetivo fundamental dos sonhos não é o sucesso, mas nos livrar do fantasma do conformismo. Augusto Cury Não deixe que alguém te diga que não pode fazer algo. Nem mesmo eu. Se você tem um sonho tem que protegê-lo. As pessoas que não podem fazer por si mesmas, dirão que você não consegue fazer. Se você deseja alguma coisa, se quer realmente, lute por isso. Ponto final! Chris Gardner, filme “A procura da felicidade”. Introdução “Todos podem ter aspirações („sonhos‟), é claro, não é pecado, pecado é você querer viver os teus sonhos sem levar em conta a vontade de Deus”. A capacidade de sonhar sempre foi o grande segredo daqueles que mudaram o mundo. Os sonhos alimentam a alma e dão asas a inteligência. Os sonhadores mudaram a história da humanidade. Eles fizeram da derrota, o pódio para a vitória; das críticas, o palco, de onde receberam os aplausos. O Mestre dos mestres foi o mais ousado dos sonhadores. Ele fez de homens simples e iletrados, arquitetos da vida. A estes, vendeu o sonho de um reino justo, em um mundo de injustiça, de liberdade em uma terra de escravidão, de vida eterna em um território onde imperava a morte, de felicidade em um país onde reinava o ódio. (“o povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; sobre os que viviam na terra da sombra da morte raiou uma luz”. Mateus 4:16) Jesus Cristo tirou aqueles homens da plateia e os introduzir no palco da vida. Fez deles autores de sua própria história. Ao encantá-los com suas palavras e surpreendê-los com suas atitudes, ele tocou o inconsciente dos seus discípulos, reeditou novas janelas em sua memória e abalou os fundamentos da psicologia. (Os homens ficaram perplexos e perguntaram: "Quem é este que até os ventos e o mar lhe obedecem?” Mateus 8:27) Em Provérbios 16.1-2, está escrito: “Do homem são as preparações do coração, mas do Senhor a resposta da boca. Todos os caminhos do homem são limpos aos seus olhos, mas o Senhor pesa os espíritos”. A Palavra de Deus nos alerta quanto ao nosso coração, que é enganoso (Jr 17.9). Embora o Senhor nos revele muitas coisas mediante sonhos — sonhos de verdade como aconteceram com o jovem José, e não “sonhos” (aspirações, projetos), nós devemos ser guiados pelas Santas Escrituras. O que aconteceu na vida de José não foi diferente, José teve um sonho que Deus colocou em seu coração. Mas o fato dele ser apenas um rapaz inexperiente de 17 anos no contexto da vida, o faz cometer erros e acertos (escolhas) que mudaria o rumo da sua história. E dentro da história de José podemos tirar lições profundas acerca de como podemos viver os sonhos de Deus em nossa vida? 1. Saber que somos um projeto de Deus, Ele sonhou com você. José com certeza sabia que ele era um sonho que havia se realizado, tanto para o seu pai como para sua mãe que era estéril. Jacó amava tanto a Raquel que foi capaz de trabalhar 14 anos
  2. 2. por ela. E naquela época a esterilidade era considerada uma maldição. Raquel via que era a única mulher que não dava filhos a Jacó, enquanto Lia, Bila e Zilpa o enchiam de filhos. Gn 30.1-21. Mas um dia Deus ouviu o clamor de Raquel e a fez fértil tornando assim o sonho da maternidade uma realidade. Gn 30.22-24 (Então Deus lembrou-se de Raquel. Deus ouviu o seu clamor e a tornou fértil. Ela engravidou, e deu à luz um filho e disse: "Deus tirou de mim a minha humilhação". Deu-lhe o nome de José e disse: "Que o Senhor me acrescente ainda outro filho".). “Desde que nasci fui entregue a ti; desde o ventre materno és o meu Deus.” Salmos 22:10 “Mas Deus me separou desde o ventre materno e me chamou por sua graça. Quando lhe agradou” Gálatas 1:15 “Escutem-me, vocês, ilhas; ouçam vocês, nações distantes: Antes de eu nascer o Senhor me chamou; desde o meu nascimento ele fez menção de meu nome”. Isaías 49:1 A palavra do Senhor veio a mim, dizendo: "Antes de formá-lo no ventre eu o escolhi; antes de você nascer, eu o separei e o designei profeta às nações". Mas eu disse: "Ah, Soberano Senhor! Eu não sei falar, pois ainda sou muito jovem". O Senhor, porém, me disse: "Não diga que é muito jovem. A todos a quem eu o enviar você irá e dirá tudo o que eu lhe ordenar. Não tenha medo deles, pois eu estou com você para protegê-lo", diz o Senhor. O Senhor estendeu a mão, tocou a minha boca e disse-me: “Agora ponho em sua boca as minhas palavras”. Jeremias 1:4-9 “Você não fruto do acaso, você não é um acidente, não deixe as pessoas dizerem que você não é importante, Jesus pagou um alto preço por você!” 2. Não conte seus sonhos a qualquer pessoa, escolha pessoas que te ajudem a realizar os teus sonhos e não destruí-los. De todos os filhos que Jacó tinha somente um tinha sonhos, José o sonhador, estamos rodeados de pessoas por toda parte em nossas vidas, mas nem todas estão dispostas a sonhar, talvez porque perderam as esperanças de terem seus sonhos realizados, ou talvez porque elas mesmas não acreditam em si mesmas, eu porque tiveram seus sonhos roubados. O diabo, o inimigo de nossas almas, sonhou no seu coração ser igual a Deus (Você que dizia no seu coração: "Subirei aos céus; erguerei o meu trono acima das estrelas de Deus; eu me assentarei no monte da assembleia, no ponto mais elevado do monte santo. Subirei mais alto que as mais altas nuvens; serei como o Altíssimo". Mas às profundezas do Sheol você será levado, irá ao fundo do abismo! Isaías 14:13-15) e teve seus planos frustrados, por isso hoje ele vem para roubar, matar e destruir (O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. João 10:10), ou seja, ele tenta roubar você, depois tenta matar você e quando vê que não consegue nenhuma das duas coisas, ele trabalha para destruir o que você conquistou. Após ter sonhado a primeira vez, José relata o sonho que tivera a sua família, pois estava muito feliz com o que acontecera, e isso é uma reação normal na vida do ser humano, quando compartilhamos as coisas boas que nos acontecem nos sentimos melhor, realizados. Mas o sentimento brotado no coração dos seus irmãos foi totalmente contrário ao que José estava sentido, nasce assim o sentimento de inveja. E pela segunda vez, no versículo nove, Deus dá a José outro sonho com significado ainda mais ousado, e neste momento os seus irmãos decidem se livrar do sonhador.
  3. 3. 3. Confiar no Senhor é aceitar que seus caminhos são melhores que os nossos. “Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nEle, e Ele o fará.” Sl 37.5. As pessoas que não sonham também não querem que você sonhe, é um instinto de defesa, de sobrevivência, elas querem que você continue no meio da multidão, no mesmo patamar em que estão. Quando procuramos nos sobressair elas tentam nos puxar para baixo, não querem que sejamos bem sucedidas e fazem de tudo para te manter na multidão dos sonhadores frustrados. Os irmãos de José intentaram em mata-lo (Gn 37.18), mas este não era o plano de Deus para ele, então o jogaram em uma cova e depois venderam José, como escravo, por vinte moedas de prata para uma caravana de ismaelitas (Gn 37.28). Por quanto você está vendendo seus sonhos? Pelo prazer que pode dar o dinheiro? Um dia ele acaba, foi o que aconteceu com o filho pródigo, que pediu sua herança e gastou nos prazeres da vida, com pessoas que se diziam amigas, mas o abandonaram depois que todo seu dinheiro foi consumido. (Lc 15.11-32). Por pior que seja a situação Deus nunca nos deixará, o caminho que José estava trilhando, não era o mais fácil de andar, mas mesmo assim ele não se deixou levar pela situação em que estava. (Gn39.2). “E o SENHOR estava com José, e foi homem próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio.” 4. Escolher realizar seus sonhos, ou seja, pagar o preço. Se você tem grandes sonhos eles exigirão de você grandes responsabilidades, Davi se tornou rei e ficou conhecido no meio do povo após ter decidido matar o gigante Filisteu, ou seja, um grande obstáculo ficou na frente de Davi, mas ele escolheu confiar no Senhor e planejou a conquista de seus sonhos, pois o rei Saul havia prometido muita riqueza e a mão de sua filha em casamento, ou seja, oportunidade. Muitos hoje querem realizar seus sonhos, mas nada fazem para que os mesmo se concretizem, mesmo quando as oportunidades batem a sua porta. (I Sm 17). José estava em uma condição que não favorecia a realização de seus sonhos, aos nossos olhos, mas aos olhos de Deus era o caminho certo que dependia somente de como ele se comportaria para realiza-lo. O interessante na vida de José é que ele nunca aceitou a situação em que se encontrava, porque sabia que não era aquela que Deus queria para ele. 4.1 O que você tem escolhido? 4.1.1 Assumir uma posição que não é sua? Escravo! 4.1.2 Trocar seus sonhos por um momento de prazer com a mulher de Potifar? 4.1.3 Ficar chorando e revoltado num canto porque você ajudou o copeiro a realizar o sonho dele e depois ele se esqueceu de você? E permaneceu quase dois anos na prisão? José tinha tudo para ser um jovem frustrado, foi odiado pelos irmãos, vendido para uma caravana de ismaelitas como escravo, vendido para Potifar, foi caluniado pela mulher de Potifar, foi prisioneiro, para só então está diante de faraó. Mas o diferencial de José, é que em todas estas circunstâncias Deus estava com ele. Quando José teve o sonho era muito novo e precisava de um preparo para receber o que Deus estava preparando para ele, e muitas vezes precisamos passar por situações adversas que colocarão em xeque a nossa fé, para só então depois de provados sermos aprovados. I Ts. 2.4. 4 Mas, como fomos aprovados de Deus para que o evangelho nos fosse confiado, assim falamos, não como para agradar aos homens, mas a Deus, que prova os nossos corações.

×