SlideShare uma empresa Scribd logo
Flebografia
O que é e para que serve?
A Flebografia é o estudo das veias superficiais e profundas dos membros superiores e/ou inferiores que
promovem a drenagem venosa dos membros à direita e esquerda. Este exame avalia os processos
estenosantes, compressivos ou oclusivos que acometem as veias dos membros.

Como é realizado?
São seguidas as seguintes etapas:
Assepsia e antisepssia;
Punção de veia periférica no membro a ser estudado (direito e esquerdo);
Injeção de contraste não-iônico;
Compressão do local de punção;
Curativo.

Há riscos?
Há riscos em dois aspectos:
Inerentes à punção: hematomas, fistulas arteriovenosas, embolia e trombose;
Inerentes à injeção: reações alérgicas.

Há algum preparo?
Jejum de 6 horas;
Orientação específica quanto a medicamentos a manter e a suspender;
Vir sempre acompanhado e trazendo todos os exames recentemente realizados;

Há alguma outra orientação?
Orientação Pós-procedimento: Não mobilizar o membro puncionado por período de 06 horas;
Retirar curativo no dia seguinte ao procedimento;
Permanecer em observação por período de 06 horas.

Há contra indicação para realização do procedimento?
Absoluta: Não há, a não ser a recusa deliberada em realizar o exame.
Relativa: Febre, estados infecciosos, alergia ou sensibilidade aos contrastes iodados, insuficiência renal,
gravidez, situações de risco pelo uso de anticoagulantes ou antiagregantes plaquetários e instabilidade
hemodinâmica.
Implante de filtro de veia cava
O que é e para que serve?
A Implantação de Filtro de Veia Cava tem como finalidade o implante de prótese metálica no setor venoso
Cava, filtrando coágulos para o Pulmão. Esta intervenção é uma prevenção para o Tromboembolismo
Pulmonar.

Como é realizado?
Assepsia e antissepsia;
Anestesia local;
Punção venosa no pescoço ou virilha segundo a técnica de Seldinger;
Introdução de um cateter para implante do filtro;
Posicionamento e Implante do filtro.

Há riscos?
Há riscos de complicações no sítio de punção, Trombose da veia Cava, Migração do filtro.

Há algum preparo?
Jejum de 08 horas;
Exames de avaliação prévia da permeabilidade e diâmetro da Veia Cava e sítio de punção.

Há alguma outra orientação?
Orientação Pós-procedimento: Não mobilizar o membro puncionado por período de 06 horas;
Retirar curativo no dia seguinte ao procedimento;

Há contra indicação para a realização do procedimento?
Absoluta: Trombose do sistema venoso cava.
Relativo: Ausência de acesso venoso periférico.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Alula contrastado urografia e uretrocistografia
Alula contrastado  urografia e uretrocistografiaAlula contrastado  urografia e uretrocistografia
Alula contrastado urografia e uretrocistografia
lucianooliveira306
 
Aula de tomografia - Wendesor Oliveira
Aula de tomografia  - Wendesor Oliveira Aula de tomografia  - Wendesor Oliveira
Aula de tomografia - Wendesor Oliveira
Wendesor Oliveira
 
Rotinas Específicas nas Incidências do Punho
Rotinas Específicas nas Incidências do PunhoRotinas Específicas nas Incidências do Punho
Rotinas Específicas nas Incidências do Punho
Robson Rocha
 
Aula PráTica 1 TóRax Normal
Aula PráTica 1   TóRax NormalAula PráTica 1   TóRax Normal
Aula PráTica 1 TóRax Normal
Vera Luís
 
Urografia excretora e seus cuidados
Urografia excretora e seus cuidadosUrografia excretora e seus cuidados
Urografia excretora e seus cuidados
Luis Barcellos
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
Rayomara Lima
 
Procedimentos de radiologia intervencionista
Procedimentos de radiologia intervencionistaProcedimentos de radiologia intervencionista
Procedimentos de radiologia intervencionista
Marcus Paulo Belem
 
Lequesne e ducroquet
Lequesne e ducroquetLequesne e ducroquet
Lequesne e ducroquet
Douglas Henrique
 
Aula 6 - Sialografia e Dacriocistografia.pdf
Aula 6  - Sialografia e Dacriocistografia.pdfAula 6  - Sialografia e Dacriocistografia.pdf
Aula 6 - Sialografia e Dacriocistografia.pdf
MateusCanovas1
 
Aula introdutória á radiologia
Aula introdutória á radiologiaAula introdutória á radiologia
Aula introdutória á radiologia
RONALDO COSTA
 
Contrastado sialografia ,fistulografia, flebografia
Contrastado sialografia ,fistulografia, flebografiaContrastado sialografia ,fistulografia, flebografia
Contrastado sialografia ,fistulografia, flebografia
lucianooliveira306
 
Apostila sobre a aula de incidências do ombro
Apostila sobre a aula de incidências do ombroApostila sobre a aula de incidências do ombro
Apostila sobre a aula de incidências do ombro
Robson Rocha
 
Radiologianota10 Turma 88 - urografia excretora
Radiologianota10 Turma 88 - urografia excretoraRadiologianota10 Turma 88 - urografia excretora
Radiologianota10 Turma 88 - urografia excretora
Danilo Leandro Sanches
 
Meios de Contraste em Tomografia
Meios de Contraste em Tomografia Meios de Contraste em Tomografia
Meios de Contraste em Tomografia
Rodrigo Ribeiro Jr.
 
RM COLUNA VERTEBRAL
RM COLUNA VERTEBRALRM COLUNA VERTEBRAL
Controle de qualidade em Densitometria Óssea
Controle de qualidade em Densitometria ÓsseaControle de qualidade em Densitometria Óssea
Controle de qualidade em Densitometria Óssea
Rafael Sciammarella
 
Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
Profissão Professor
 
Contraste radiologico
Contraste radiologicoContraste radiologico
Contraste radiologico
radiomed
 
Técnicas Avançadas em Neuro RM
Técnicas Avançadas em Neuro RMTécnicas Avançadas em Neuro RM
Técnicas Avançadas em Neuro RM
Fabiano Ladislau
 
Radiologia do Joelho
Radiologia do JoelhoRadiologia do Joelho
Radiologia do Joelho
Camila Furtado
 

Mais procurados (20)

Alula contrastado urografia e uretrocistografia
Alula contrastado  urografia e uretrocistografiaAlula contrastado  urografia e uretrocistografia
Alula contrastado urografia e uretrocistografia
 
Aula de tomografia - Wendesor Oliveira
Aula de tomografia  - Wendesor Oliveira Aula de tomografia  - Wendesor Oliveira
Aula de tomografia - Wendesor Oliveira
 
Rotinas Específicas nas Incidências do Punho
Rotinas Específicas nas Incidências do PunhoRotinas Específicas nas Incidências do Punho
Rotinas Específicas nas Incidências do Punho
 
Aula PráTica 1 TóRax Normal
Aula PráTica 1   TóRax NormalAula PráTica 1   TóRax Normal
Aula PráTica 1 TóRax Normal
 
Urografia excretora e seus cuidados
Urografia excretora e seus cuidadosUrografia excretora e seus cuidados
Urografia excretora e seus cuidados
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Procedimentos de radiologia intervencionista
Procedimentos de radiologia intervencionistaProcedimentos de radiologia intervencionista
Procedimentos de radiologia intervencionista
 
Lequesne e ducroquet
Lequesne e ducroquetLequesne e ducroquet
Lequesne e ducroquet
 
Aula 6 - Sialografia e Dacriocistografia.pdf
Aula 6  - Sialografia e Dacriocistografia.pdfAula 6  - Sialografia e Dacriocistografia.pdf
Aula 6 - Sialografia e Dacriocistografia.pdf
 
Aula introdutória á radiologia
Aula introdutória á radiologiaAula introdutória á radiologia
Aula introdutória á radiologia
 
Contrastado sialografia ,fistulografia, flebografia
Contrastado sialografia ,fistulografia, flebografiaContrastado sialografia ,fistulografia, flebografia
Contrastado sialografia ,fistulografia, flebografia
 
Apostila sobre a aula de incidências do ombro
Apostila sobre a aula de incidências do ombroApostila sobre a aula de incidências do ombro
Apostila sobre a aula de incidências do ombro
 
Radiologianota10 Turma 88 - urografia excretora
Radiologianota10 Turma 88 - urografia excretoraRadiologianota10 Turma 88 - urografia excretora
Radiologianota10 Turma 88 - urografia excretora
 
Meios de Contraste em Tomografia
Meios de Contraste em Tomografia Meios de Contraste em Tomografia
Meios de Contraste em Tomografia
 
RM COLUNA VERTEBRAL
RM COLUNA VERTEBRALRM COLUNA VERTEBRAL
RM COLUNA VERTEBRAL
 
Controle de qualidade em Densitometria Óssea
Controle de qualidade em Densitometria ÓsseaControle de qualidade em Densitometria Óssea
Controle de qualidade em Densitometria Óssea
 
Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
 
Contraste radiologico
Contraste radiologicoContraste radiologico
Contraste radiologico
 
Técnicas Avançadas em Neuro RM
Técnicas Avançadas em Neuro RMTécnicas Avançadas em Neuro RM
Técnicas Avançadas em Neuro RM
 
Radiologia do Joelho
Radiologia do JoelhoRadiologia do Joelho
Radiologia do Joelho
 

Semelhante a 43630965 flebografia

Flebografia - Castedo instituto vascular
Flebografia - Castedo instituto vascularFlebografia - Castedo instituto vascular
Flebografia - Castedo instituto vascular
anyelaryston
 
exames
examesexames
Ev bset2011
Ev bset2011Ev bset2011
Ev bset2011
Paolo Salvalaggio
 
Aula Cuidados Pré Operatórios
Aula Cuidados Pré OperatóriosAula Cuidados Pré Operatórios
Aula Cuidados Pré Operatórios
fernandomadureira
 
Transplantes Renais parte 1
Transplantes Renais parte 1Transplantes Renais parte 1
Transplantes Renais parte 1
Ladocriativo
 
Vasectomia final - dicas e aspectos práticos sobre vasectomia - aula para cur...
Vasectomia final - dicas e aspectos práticos sobre vasectomia - aula para cur...Vasectomia final - dicas e aspectos práticos sobre vasectomia - aula para cur...
Vasectomia final - dicas e aspectos práticos sobre vasectomia - aula para cur...
Conrado Alvarenga
 
Transplante renal final
Transplante renal finalTransplante renal final
Transplante renal final
Cláudia Sofia
 
Assistência de Enfermagem ao paciente oncológico em Quimioterapia.pptx
Assistência de Enfermagem ao paciente oncológico em Quimioterapia.pptxAssistência de Enfermagem ao paciente oncológico em Quimioterapia.pptx
Assistência de Enfermagem ao paciente oncológico em Quimioterapia.pptx
Jehovansbarreto
 
Assistencia pre e pos operatoria sistema urinario e sistema reprodutor masculino
Assistencia pre e pos operatoria sistema urinario e sistema reprodutor masculinoAssistencia pre e pos operatoria sistema urinario e sistema reprodutor masculino
Assistencia pre e pos operatoria sistema urinario e sistema reprodutor masculino
Zilda Romualdo
 
assistencia de enfermagem à cirurgias nefrológicas.pdf
assistencia de enfermagem à cirurgias nefrológicas.pdfassistencia de enfermagem à cirurgias nefrológicas.pdf
assistencia de enfermagem à cirurgias nefrológicas.pdf
EvelineMachado3
 
Assistência de Enfermagem na Estimulação Cardíaca Artificial
Assistência de Enfermagem na Estimulação Cardíaca ArtificialAssistência de Enfermagem na Estimulação Cardíaca Artificial
Assistência de Enfermagem na Estimulação Cardíaca Artificial
resenfe2013
 
Puncao venosa tecnicos
Puncao venosa tecnicosPuncao venosa tecnicos
Puncao venosa tecnicos
shara cedraz
 
cepeti-trauma-abdominal-1f208408.pptx
cepeti-trauma-abdominal-1f208408.pptxcepeti-trauma-abdominal-1f208408.pptx
cepeti-trauma-abdominal-1f208408.pptx
ruanelucelia20gmailc
 
Avaliação pré-operatória.pptx
Avaliação pré-operatória.pptxAvaliação pré-operatória.pptx
Avaliação pré-operatória.pptx
raylandias
 
Eventos Adversos - Pronto Atendimento
Eventos Adversos - Pronto AtendimentoEventos Adversos - Pronto Atendimento
Eventos Adversos - Pronto Atendimento
TISocor
 
Aula margarete nóbrega 2012
Aula margarete nóbrega 2012Aula margarete nóbrega 2012
Aula margarete nóbrega 2012
Katia Pontes Remijo
 
Aula margarete nóbrega 2012
Aula margarete nóbrega 2012Aula margarete nóbrega 2012
Aula margarete nóbrega 2012
Katia Pontes Remijo
 
Cirurgias nefrológicas.pdf
Cirurgias nefrológicas.pdfCirurgias nefrológicas.pdf
Cirurgias nefrológicas.pdf
EvelineMachado3
 
Aula Sangue
Aula SangueAula Sangue
Aula Sangue
MaianaTeixeira1
 
Transplante renal - Liga de Nefrologia UFC - Sobral
Transplante renal - Liga de Nefrologia UFC - SobralTransplante renal - Liga de Nefrologia UFC - Sobral
Transplante renal - Liga de Nefrologia UFC - Sobral
Renan Miranda Cavalcante
 

Semelhante a 43630965 flebografia (20)

Flebografia - Castedo instituto vascular
Flebografia - Castedo instituto vascularFlebografia - Castedo instituto vascular
Flebografia - Castedo instituto vascular
 
exames
examesexames
exames
 
Ev bset2011
Ev bset2011Ev bset2011
Ev bset2011
 
Aula Cuidados Pré Operatórios
Aula Cuidados Pré OperatóriosAula Cuidados Pré Operatórios
Aula Cuidados Pré Operatórios
 
Transplantes Renais parte 1
Transplantes Renais parte 1Transplantes Renais parte 1
Transplantes Renais parte 1
 
Vasectomia final - dicas e aspectos práticos sobre vasectomia - aula para cur...
Vasectomia final - dicas e aspectos práticos sobre vasectomia - aula para cur...Vasectomia final - dicas e aspectos práticos sobre vasectomia - aula para cur...
Vasectomia final - dicas e aspectos práticos sobre vasectomia - aula para cur...
 
Transplante renal final
Transplante renal finalTransplante renal final
Transplante renal final
 
Assistência de Enfermagem ao paciente oncológico em Quimioterapia.pptx
Assistência de Enfermagem ao paciente oncológico em Quimioterapia.pptxAssistência de Enfermagem ao paciente oncológico em Quimioterapia.pptx
Assistência de Enfermagem ao paciente oncológico em Quimioterapia.pptx
 
Assistencia pre e pos operatoria sistema urinario e sistema reprodutor masculino
Assistencia pre e pos operatoria sistema urinario e sistema reprodutor masculinoAssistencia pre e pos operatoria sistema urinario e sistema reprodutor masculino
Assistencia pre e pos operatoria sistema urinario e sistema reprodutor masculino
 
assistencia de enfermagem à cirurgias nefrológicas.pdf
assistencia de enfermagem à cirurgias nefrológicas.pdfassistencia de enfermagem à cirurgias nefrológicas.pdf
assistencia de enfermagem à cirurgias nefrológicas.pdf
 
Assistência de Enfermagem na Estimulação Cardíaca Artificial
Assistência de Enfermagem na Estimulação Cardíaca ArtificialAssistência de Enfermagem na Estimulação Cardíaca Artificial
Assistência de Enfermagem na Estimulação Cardíaca Artificial
 
Puncao venosa tecnicos
Puncao venosa tecnicosPuncao venosa tecnicos
Puncao venosa tecnicos
 
cepeti-trauma-abdominal-1f208408.pptx
cepeti-trauma-abdominal-1f208408.pptxcepeti-trauma-abdominal-1f208408.pptx
cepeti-trauma-abdominal-1f208408.pptx
 
Avaliação pré-operatória.pptx
Avaliação pré-operatória.pptxAvaliação pré-operatória.pptx
Avaliação pré-operatória.pptx
 
Eventos Adversos - Pronto Atendimento
Eventos Adversos - Pronto AtendimentoEventos Adversos - Pronto Atendimento
Eventos Adversos - Pronto Atendimento
 
Aula margarete nóbrega 2012
Aula margarete nóbrega 2012Aula margarete nóbrega 2012
Aula margarete nóbrega 2012
 
Aula margarete nóbrega 2012
Aula margarete nóbrega 2012Aula margarete nóbrega 2012
Aula margarete nóbrega 2012
 
Cirurgias nefrológicas.pdf
Cirurgias nefrológicas.pdfCirurgias nefrológicas.pdf
Cirurgias nefrológicas.pdf
 
Aula Sangue
Aula SangueAula Sangue
Aula Sangue
 
Transplante renal - Liga de Nefrologia UFC - Sobral
Transplante renal - Liga de Nefrologia UFC - SobralTransplante renal - Liga de Nefrologia UFC - Sobral
Transplante renal - Liga de Nefrologia UFC - Sobral
 

43630965 flebografia

  • 1. Flebografia O que é e para que serve? A Flebografia é o estudo das veias superficiais e profundas dos membros superiores e/ou inferiores que promovem a drenagem venosa dos membros à direita e esquerda. Este exame avalia os processos estenosantes, compressivos ou oclusivos que acometem as veias dos membros. Como é realizado? São seguidas as seguintes etapas: Assepsia e antisepssia; Punção de veia periférica no membro a ser estudado (direito e esquerdo); Injeção de contraste não-iônico; Compressão do local de punção; Curativo. Há riscos? Há riscos em dois aspectos: Inerentes à punção: hematomas, fistulas arteriovenosas, embolia e trombose; Inerentes à injeção: reações alérgicas. Há algum preparo? Jejum de 6 horas; Orientação específica quanto a medicamentos a manter e a suspender; Vir sempre acompanhado e trazendo todos os exames recentemente realizados; Há alguma outra orientação? Orientação Pós-procedimento: Não mobilizar o membro puncionado por período de 06 horas; Retirar curativo no dia seguinte ao procedimento; Permanecer em observação por período de 06 horas. Há contra indicação para realização do procedimento? Absoluta: Não há, a não ser a recusa deliberada em realizar o exame. Relativa: Febre, estados infecciosos, alergia ou sensibilidade aos contrastes iodados, insuficiência renal, gravidez, situações de risco pelo uso de anticoagulantes ou antiagregantes plaquetários e instabilidade hemodinâmica.
  • 2. Implante de filtro de veia cava O que é e para que serve? A Implantação de Filtro de Veia Cava tem como finalidade o implante de prótese metálica no setor venoso Cava, filtrando coágulos para o Pulmão. Esta intervenção é uma prevenção para o Tromboembolismo Pulmonar. Como é realizado? Assepsia e antissepsia; Anestesia local; Punção venosa no pescoço ou virilha segundo a técnica de Seldinger; Introdução de um cateter para implante do filtro; Posicionamento e Implante do filtro. Há riscos? Há riscos de complicações no sítio de punção, Trombose da veia Cava, Migração do filtro. Há algum preparo? Jejum de 08 horas; Exames de avaliação prévia da permeabilidade e diâmetro da Veia Cava e sítio de punção. Há alguma outra orientação? Orientação Pós-procedimento: Não mobilizar o membro puncionado por período de 06 horas; Retirar curativo no dia seguinte ao procedimento; Há contra indicação para a realização do procedimento? Absoluta: Trombose do sistema venoso cava. Relativo: Ausência de acesso venoso periférico.