A CULPA – Versão A

236 visualizações

Publicada em

SENSO COMUM é a capacidade que as pessoas tem para perceber que alguém fez alguma coisa mal feita, chAmá-lo de CULPADO Eavaliar porque fez mal feito e até sugerir uma pena para o malfeitor. SENSO COMUM é a capacidade que as pessoas tem para perceber que alguém fez alguma coisa mal feita, chAmá-lo de CULPADO Eavaliar porque fez mal feito e até sugerir uma pena para o malfeitor.

A CULPA – Versão A - Serrano Neves – Slide PDF 16_9 – 1,6 MB 22/05/13 - Editora Liber Liber, SP - Contato com o editor: Serrano Neves – pmsneves@gmail.com

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
236
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A CULPA – Versão A

  1. 1. http://editoraliberliber.netVersão ‘A’Por Serrano NevesA CULPAO conceito de CULPA é natural, as pessoas são sensíveis aprocurar culpados para as coisas erradas.1
  2. 2. As pessoas comuns avaliam a culpa dosoutros por seus próprios critérios.http://editoraliberliber.net 2Os critérios pessoais sãobaseados no conhecimento, naafeição, ou até mesmo na“paixão”, como é o caso dostorcedores de futebol.
  3. 3. Examinaremos o resultado de um jogode futebol no qual o time ‘A’ perdeu de6 x 0 para o time ‘B’http://editoraliberliber.net 3Alguns torcedores do time ‘A’reuniram-se para encontrar osculpados e puní-los
  4. 4. http://editoraliberliber.net 4Enquanto isto ostorcedores do timevitorioso estavamaplaudindo otécnicoresponsável.
  5. 5. http://editoraliberliber.net 5E os torcedoresdo time ‘A’REPROVAM.
  6. 6. http://editoraliberliber.net 6Os técnicos de ambos ostimes são responsáveis: umpela vitória do time ‘B’ e ooutro pela derrota do time ‘A’Mas os torcedoresimaginam que existemoutros culpados peladerrota.
  7. 7. http://editoraliberliber.net 7Todos sãoRESPONSÁVEISpelo que fazem ...... mas CULPADOé palavrareservada paraaqueles que fazemalguma coisa não-boa, não certa ounão justa.
  8. 8. http://editoraliberliber.net 8Alguns torcedores do time ‘A’ reuniram-separa encontrar os culpados e puní-los, eencontraram:TÉCNICOCARTOLAPATROCINADORMÉDICO
  9. 9. http://editoraliberliber.net 9Se fosseumCULPADOsó seriabem maisfácil, né?PATROCINADORMÉDICOCARTOLATÉCNICO
  10. 10. http://editoraliberliber.net 10Mas aCULPAdeveráserrepartidaPATROCINADORMÉDICOCARTOLATÉCNICO
  11. 11. http://editoraliberliber.net 11Mas aCULPAdeverá serrepartidaO PATROCINADOR SABIA QUE OOJOGADOR ESTAVA CONTUNDIDOMAS EXIGIU SUA ESCALAÇÃO
  12. 12. http://editoraliberliber.net 12Mas aCULPAdeverá serrepartidaO cartola precisavarenovar o patrocínio e fezpressão sobre o médico;
  13. 13. http://editoraliberliber.net 13Mas aCULPAdeverá serrepartidaO médico precisava semanter o emprego eliberou o jogadorcontundido;
  14. 14. http://editoraliberliber.net 14Mas aCULPAdeverá serrepartidaO técnico queria se manter“prestigiado” e escalou ojogador.
  15. 15. http://editoraliberliber.net 15Cada CULPA temum tamanho euma “cara”, é aCULPA DE CADAUM
  16. 16. http://editoraliberliber.net 16CULPADECADAUMXINGADO“MALHADO”VAIADOCENSURADO
  17. 17. http://editoraliberliber.net 17Mas, um torcedor observouque o PATROCINADOR teriasido o principal CULPADO poisele não sofreu pressão deninguém e não podiaconsiderar justo para o timeescalar o jogador contundido.
  18. 18. http://editoraliberliber.net 18E sugeriu que cadaum fosse ‘julgado’ e‘penalizado’ pelaculpa relativa à suafunção no time.
  19. 19. Os torcedoresrediscutiram echegaramàs seguintesconclusões:http://editoraliberliber.net 19
  20. 20. http://editoraliberliber.net 20O PATROCINADOR sabia que o jogador estavacontundido e queria apenas divulgar seu‘jogador propaganda’, sem se importar com aderrota do time.CULPADO EM GRAU MÉDIO
  21. 21. http://editoraliberliber.net 21O CARTOLA sabia que o jogadorestava contundido mas precisavarenovar o patrocínio.CULPADO EM GRAU QUASE MÁXIMO
  22. 22. http://editoraliberliber.net 22CULPADO EM GRAU MAIS QUE MÉDIOO MÉDICO, melhor do que ninguém, sabiaque o jogador estava contundido, devia favoresao cartola e resolveu agradá-lo.
  23. 23. http://editoraliberliber.net 23CULPADO EM GRAU MÁXIMOO TÉCNICO sabia que o jogador estavacontundido, mas já estava no final docontrato, e tanto faz como tanto fez.
  24. 24. http://editoraliberliber.net 24Cada um respondendo pela suacapacidade e conduta individualem relação à sua função no time.Com a rediscussão parece que ficoumais ‘justo” porque proporcionaltambém à responsabilidadeindividual.
  25. 25. http://editoraliberliber.net 25Agora a pena seria demulta mínima de$20.000 e a máximade $100.000
  26. 26. http://editoraliberliber.net 26Para oPATROCINADORCULPADO EM GRAUMÉDIO será aplicada amulta de $60.000
  27. 27. http://editoraliberliber.net 27Para o CARTOLACULPADO EM GRAUQUASE MÁXIMO seráaplicada a multa de$80.000
  28. 28. http://editoraliberliber.net 28Para o MÉDICOCULPADO EM GRAUMAIS QUE MÉDIOserá aplicada a multa de$60.000
  29. 29. http://editoraliberliber.net 29Para o TÉCNICOCULPADO EM GRAUMÁXIMO será aplicada amulta de $100.000
  30. 30. http://editoraliberliber.net 30É possívelmelhorara mediçãoda culpade cadaum.50%100%60%80%
  31. 31. http://editoraliberliber.net 31É possívelmelhorara mediçãoda culpade cadaum.50%100%60%80%$60.000$100.000$80.000$50.000
  32. 32. http://editoraliberliber.net 32Foram realizadas 3 avaliações:1. Na primeira a culpa foi dividida entreos culpados;2. Na segunda a culpa dividida foimedida;3. Na terceira foi observada a função decada um.
  33. 33. http://editoraliberliber.net 33Em todas foi utilizado o SENSOCOMUM, e se o senso comum forsendo aperfeiçoado resultará numMANUAL DE REGRAS e deixará deser senso comum para se tornarSENSO ESPECIALIZADO.
  34. 34. http://editoraliberliber.net 34No SENSO COMUM os critériossão do avaliador ou do grupo epodem variar muito, mas noSENSO ESPECIALIZADO ouMANUAL DE REGRAS, oscritérios são fixos.
  35. 35. http://editoraliberliber.net 35O MANUAL DE REGRAS ou SENSOESPECIALIZADO dá a segurança deque todos os culpados serãoavaliados pelas mesmas regras,independemente do que “pensa” oavaliador.
  36. 36. http://editoraliberliber.net 36SENSO COMUMCritérios variáveisque permitemavaliação da culpasegundo o que oavaliador ou ogrupo pensam.MANUAL DE REGRASCritérios fixosgarantidores de que aavaliação da culpa seráfeita de modo igualpara todos.
  37. 37. http://editoraliberliber.net 37Vamos fazerum poucode ciência
  38. 38. http://editoraliberliber.net 38É verdadeiro que: se a culpaexiste e pode ser medida (foi oque acabamos de fazer) entãoela é uma GRANDEZA, eisto permite melhorar oscritérios e fixá-los.
  39. 39. http://editoraliberliber.net 39É verdadeiro tambémque: toda GRANDEZAprecisa de uma definição,de uma escala e de umaunidade de medida.
  40. 40. http://editoraliberliber.net 40VAPORGELOÁGUALÍQUIDAA ÁGUA LIQUIDAajudará a definir agrandeza CULPA.Veja a seguir:__________100º0ºCTERMÔMETROGRAUSCELSIUS
  41. 41. http://editoraliberliber.net 4141Na conhecida ESCALA CENTESIMAL (ouCelsius) a ÁGUA LÍQUIDA existe entre0ºC (zero graus centesimais) e100ºC (cem graus centesimais)41Temperatura MÍNIMATemperatura MÁXIMA
  42. 42. http://editoraliberliber.net 426 anosPena MÍNIMA20 anosPena MÁXIMAHomicídio simplesArt 121. Matar alguem:Pena - reclusão, de seis a vinte anos.
  43. 43. http://editoraliberliber.net 43VAPORGELOÁGUALÍQUIDA__________100º0ºCTERMÔMETRO100%0%GRAUSCELSIUSGRAUSDECULPA6 anos20 anosDOSÍMETRO
  44. 44. http://editoraliberliber.net 44100%0%GRAUSDECULPA6 anos20 anosDOSÍMETRO14anos0% aumenta 0 anos100% aumenta 14 anosO % ou grau deculpa aumentaneste intervalo
  45. 45. http://editoraliberliber.net 45100%0%6 anos20 anosDOSÍMETRO7anos0% aumenta 0 anos100% aumenta 14 anos50% aumenta 7 anos50% 6+7=13Complicou?
  46. 46. http://editoraliberliber.net 46DIREITO PENALA BELA?
  47. 47. http://editoraliberliber.net 47Então vamos a um exemplo no canetão:A pena máxima é 20 e a mínima 6A diferença é 14 (20-6=14)A culpa é de 50%50% de 14 é igual a 7 (14x50/100=7)A pena é de 9 (6+7=13)
  48. 48. http://editoraliberliber.net 48Já imaginou a cara do balconista se você chegar epedir “um tanto” de pano para fazer uma camisa?Primeiro ele dará uma risada, depois pegará uma“fita métrica” (régua de escala métrica), medirávocê e cortará a MEDIDA CERTA de pano.PORQUE PRECISAMOS DE UMA ESCALA E PORQUEADOTAMOS A ESCALA CENTESIMAL.
  49. 49. http://editoraliberliber.net 49Uma escala centesimal bem conhecida é a tal do“por cento”, ou percentagem, ou porcentagem, oupercentual, e as pessoas estão acostumadas autilizar.Aumentar 10%, ou 15%, ou 50% em uma quantia (Q) é o quesabemos fazer:1) Calculamos os 10% da quantia (Q=100): 100x10/100=102) Somamos os 10% calculados à quantia: 100+10=1103) O resultado 110 é a quantia aumentada de 10%.
  50. 50. 50http://editoraliberliber.net 50A ESCALA ÉIMPORTANTEO número isolado da escalanão tem significado.Veja porquê?
  51. 51. 51http://editoraliberliber.net 51Se eu disser que a temperatura ambiente éde 298º graus você achará que está dentrode um forno.Mas se eu disser que a temperaturaambiente é de 298ºK (graus Kelvin)você talvez nem saiba o que é isto.
  52. 52. 52http://editoraliberliber.net 52Não sabe porque não conhece adefinição da escala Kelvin, mas istonão importa no momento porque298ºK (graus Kelvin) são a mesmacoisa que 25ºC (graus Celsius) egraus Celsius você sabe, poisusamos para definir a água líquida.
  53. 53. 53http://editoraliberliber.net 5325 % de CULPAQUANTIDADEESCALA CENTESIMALGRANDEZA
  54. 54. 545454http://editoraliberliber.net 54
  55. 55. 55Archeobaldo chegava em casa maiscedo nas quintas-feiras e comiabiscoitos de queijo que sua dedicadaesposa preparava.Certa quinta-feira o Juninho comeu osbiscoitos e quando a mãe viu já nãodava tempo de fazer outros.555555http://editoraliberliber.net 55
  56. 56. 56Archeobaldo chegou, não encontrou osbiscoitos e partiu furioso para cima daesposa, mas esta – que não mentia –apontou Juninho como autor da façanha.Archeobaldo pegou o chinelo paraexemplar Juninho quando sua esposa ointerrompeu:565656http://editoraliberliber.net 56
  57. 57. 57“Não faça isto ! Eu fiz os biscoitoscomo sempre, mas na hora do lanchedo Juninho eu estava fazendo ascontas da casa para economizar seusuado dinheiro e não dei atenção aosseus reclamos. Ele estava com fome ecomeu os biscoitos57575757http://editoraliberliber.net 57
  58. 58. 58Ora, Archeobaldo, o Juninho é umacriança, não podia entender essa suamania de comer biscoitos às quintas-feiras; estava com fome, eu não lhe deiatenção, ele não achou outra coisa paracomer. Então, não merece chineladas,mas deve ganhar um sermão para nãocrescer achando que pode fazer tudo.”58585858http://editoraliberliber.net 58
  59. 59. 59imputabilidade especial,potencial consciência do injusto eexigibilidade de conduta diversa,analisadas de acordo com ascircunstâncias do fato eo domínio sobre elas.Temas que serão vistos emoutras apresentações.Obrigado!59E eu, refletindo sobre apessoa do Juninho!5959595959http://editoraliberliber.net 59
  60. 60. 60http://editoraliberliber.netCONTATO COM O EDITORpmsneves@gmail.com606060606060http://editoraliberliber.net 60

×