Letras de Amor nº15

271 visualizações

Publicada em

Informativo da Associação Espírita Teresa d'Ávila Porto Alegre/RS

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
271
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Letras de Amor nº15

  1. 1. LETRAS DE AMOR I N FORMAT IV O DA ASSO C IAÇ ÃO E SP ÍR ITA TE RE SA D ’ÁV ILA Nem Só de Pão Vive o Homem ANO 05 — N° 15 O psicólogo americano Abraham Maslow é conhecido pela sua - Pirâmide de Janeiro, Fevereiro e Maslow - proposta que defende a teoria de que o ser humano para alcançar a auto- Março de 2012 realização, necessita satisfazer suas necessidades de forma ascendente. “Para ele, as necessidades fisiológicas precisam ser saciadas para que se precise saciar as necessi- dades de segurança. Estas, se saciadas, abrem campo para as necessidades sociais, que, se saciadas, abrem espaço para as necessida- des de auto-estima. Se uma destas necessidades não está saciada, há a incongruência. Quando todas esti- verem de acordo, abre-se espaço para a auto- realização, que é um aspecto da felicidade do indiví- duo..” Mas o próprio Maslow estava insatisfeito com sua teoria, dizendo que faltava-lhe o fato de o homem ser um ser espiritualizado. E, outros trabalhos foram feitos mostrando que não é correto afirmar que so- mente no momento em que as necessidades básicas estão satisfeitas é que o homem passará a outros pa- tamares da pirâmide. Um outro fator gerador de moti- vação é o que Viktor Frankl , médico e psiquiatra aus- tríaco, que explora o sentido existencial do indivíduo e a dimensão espiritual da existência, chama de von- tade de sentido, que significa vontade de realizar sentido na vida.Tomando conhecimento desses estu-dos, ainda que de forma superficial, podemos concluir que nada do que dissermos ou fizermos estará comple-to se não considerarmos a dimensão espiritual do ser humano. Através dos estudos da Doutrina Espírita con-cretizamos a certeza de que o Espírito “saciado” será sempre o responsável pelo processo de auto-realizaçãodo indivíduo. ”Portanto, embora a teoria de Maslow nos auxilie a entender que as necessidades são fatores demotivação, Frankl nos faz atentar para o fato de que nem sempre as necessidades mais básicas são aquelasque o homem escolhe satisfazer primeiro. O que nos move é a nossa vontade de sentido – em outras pala-vras: aquilo que faz com que nossa vida tenha sentido, afirmando ainda que não é rara a existência de pesso-as que abrem mão das suas necessidades básicas em função de um sonho, de uma auto-realização, perver-tendo totalmente o sentido hierárquico da pirâmide. A família, muitas vezes, é uma fonte de motivação muitomais forte para determinados indivíduos do que a satisfação de uma necessidade física”. Ao assumir o com-promisso de vivenciar a doutrina espírita devemos nos comprometer com a sua proposta de evolução e cres-cimento. Alguns de nossos irmãos do caminho apresentam em nossa porta, necessidades básicas que preci-sam ser atendidas, ao mesmo tempo em que, devemos ajudá-los a fortalecer a fé e a confiança em Deus ena percepção da dimensão espiritual do indivíduo, dando sentido a sua própria vida e a certeza de que, detodos nós será exigido o progresso moral e espiritual, além e apesar da (in)satisfação material. Nosso Endereço: Rua Gomes de Freitas, 340 — Porto Alegre — RS Email: aeteresadavila@gmail.com
  2. 2. Página 2 LETRAS DE AMOREDITORIALO que você quer ser quando crescer ? Na fase da infância, principalmente, Você não é um ser material passando por ouvimos esta questão com certa frequência, uma experiência espiritual, mas sim, um ser mas ela, geralmente, está associada ao futu- espiritual passando por uma experiência ma- ro profissional de quem responde. Reflexo terial. de nossa cultura materialista onde os valo- Investir em nossa essência é funda- res importantes são aqueles ligados ao ter e mental para a felicidade que desejamos, culti- não ao ser. var os valores morais, desde a infância, bus- Se nossa educação estivesse mini- cando fortalecer em nosso íntimo o bem que mamente ligada aos valores morais, a res- já somos capazes de fazer, e lutar sempre posta a esta indagação deveria girar em tor- para escapar das armadilhas ilusórias deste no de expressões como, um bom homem, mundo material que nos cerca. uma pessoa caridosa, etc., e, mesmo quan- Auxiliar os mais jovens a perceberem do a resposta viesse ligada a uma profissão, que todo investimento na área intelectual não estas deveriam ser acompanhadas de adjeti- é somente para gerar renda e conforto, mas, vos, como por exemplo: um bom médico, um e principalmente, um sentimento de utilidade, bombeiro corajoso, um professor dedicado. de colaboração com a sociedade, de colabo- Você não é um ser Nós, Espíritas, sabemos que o gran- ração com a obra divina, o que certamente material passando de teste proposto pelo Criador é justamente gerará uma grande satisfação pessoal.por uma experiência avaliar, e fazer crescer, valores morais e O investimento na alma que somos espiritual... espirituais, quando estamos fora do ambien- não possui qualquer risco, pelo contrário, con- te espiritual e esquecidos de que este existe. tém a certeza de um rendimento seguro que Mergulhamos no mundo material para forta- resultará na felicidade real que todos deseja- lecer valores espirituais, portanto lembre-se:DEDO - Depto. DoutrinárioO Homem Consciente Gurdieff, o eminente psicólogo russo, em uma análise feliz a respeito do homem, referiu-se aos dois esta-dos em que o mesmo se apresenta como decorrência do seu nível de consciência: adormecido e desperto. O trânsito pela reencarnação enseja ao ser o desenvolvimento dos valores éticos, ampliando-lhe o espa-ço mental para as conquistas relevantes. Ao mesmo tempo, quando entorpecida à consciência, antes lúcida, oindivíduo deixa-se conduzir através do mergulho nas distrações, que lhe constituem os interesses máximos dodia-a-dia, olvidando as qualidades superiores que propiciam realmente a felicidade. Quando convidado às refle-xões profundas a respeito da sua realidade como ser imortal, encharcado pelas paixões como se encontra, nãoconsegue deter-se em uma demorada análise de si mesmo, porque logo os pensamentos se expandem em vá-rias direções, afugentando-o do objetivo essencial propiciador do auto-encontro. Despertar significa identificar novos recursos ao alcance, descobrir valores expressivos que estão desper-diçados, propor-se significados novos para a vida e antes não percebidos. O despertamento retira o véu da ilusãoe faculta a percepção da realidade não fugidia, aquela que precede a forma e permanece depois da sua disjun-ção. Estar desperto é encontrar-se partícipe da vida, estuante, tudo realizando com integral lucidez. Estar des-perto é mais do que encontrar-se vivo, do ponto de vista fisiológico, superando os automatismos, para localizar-se nas realizações da inteligência e do sentimento enobrecido. As distrações habilmente se disfarçam, justifican¬do trabalho exaustivo, repouso demorado, conversa-ções prolongadas, caminhadas e ginásticas que consomem horas, e que, não obstante úteis, desviam da metaessencial que é o despertamento de si mesmo. Há uma generalizada preferência humana pelas distrações, pelafuga da realidade, consumindo-se tempo e saúde no secundário, com desconsideração ou por ignorância do es-sencial. Lentamente, por processo de saturação das distrações ou pelo imperativo de novas reencarnações, ohomem aspira à conquista de outros níveis de consciência e emerge do sono, passando a identificar o atraso emque se encontra, diante das infinitas possibilidades de que dispõe.
  3. 3. LETRAS DE AMOR Página 3DAFA – Depto. de Assuntos da FamíliaLar: Escola Espiritual Allan Kardec pergunta na questão 919 de O Livro transformando dia a dia o lar em um “lar espiritualizado”.dos Espíritos. Qual é o meio mais prático e mais eficaz pa- Os Bons Espíritos nos ajudam, dando algumas dicas parara se melhorar na vida, e resistir aos arrastamentos do uma convivência harmoniosa no lar:mal? E a resposta dada por Santo Agostinho é uma frasede Sócrates, sábio da antiguidade. “Conhece-te a ti mes- ⇒ Tenha Deus sempre presente na sua vida e na demo”. Indicando que o caminho para a evolução moral e seus familiares.espiritual do homem é o autoconhecimento, é buscar den-tro de si mesmo a força para vencer o mal. ⇒ Tenha fé no futuro, colocando os bens espirituais aci- ma dos materiais. Tudo está dentro de nós em nossa consciência: asleis divinas, as respostas, a fé e a felicidade. A maldade e o ⇒ Seja bondoso. A bondade é capaz de iluminar o nos-sofrimento do homem é o resultado da falta de espirituali- so coração e diminuir o sofrimento do próximo. Bondade nosdade. Espiritualidade não é apenas seguir uma crença, não pensamentos, palavras, olhar, e atitudes.é algo externo a nós, e não pode estar desvinculada da ⇒ Trate todos os homens como irmãos.vida cotidiana. É muito mais. É o “oxigênio da alma” quetransforma o ser para melhor, dá sentido à vida e o faz ⇒ Reconheça as próprias imperfeições e trabalhe semcompreender que fomos criados por Deus para o bem e cessar para combatê-las.para sermos felizes. ⇒ Cumpra seus deveres domésticos, fazendo a sua par- O ser espiritualizado sabe que a vida não acaba e te com alegria, ânimo e sendo o primeiro a dar o bom exem-aprende a ver além de si mesmo. plo. A Doutrina Espírita nos diz que as pessoas se reú- ⇒ Descubra a felicidade nas pequenas coisas e nosnem num mesmo lar com a finalidade de progredirem, atra- pequenos gestos.vés do Amor. Devem ajudar-se mutuamente, buscando o ⇒ Seja caridoso.entendimento e o bom relacionamento com respeito àsdiferenças, compreensão, paciência e perdão das faltas, ⇒ Acumule tesouros espirituais para alcançar o Reino dos Céus, a verdadeira felicidade.DIJ – Depto. de Infância e JuventudeO que você quer ser quando crescer ? - Quero ser muito rico! - disse sorrindo Gabriel, e acrescentou: Quero ser rico e não ter que trabalhar nunca! A res-posta surpreendeu sua mãe, que quis saber mais. De um modo geral, as crianças querem ser médico, astronauta, veteriná-rio, mas o garoto explicou que para ser feliz era necessário ser muito rico muito poderoso e mandar em todo mundo. Comoespírita, a mãe de Gabriel sabe que os filhos são Espíritos reencarnados que trazem sua própria bagagem de outras reencar-nações, ou seja, possuem valores e experiências adquiridos ao longo das existências. Mas ela sabe, também, que a infânciaé o período ideal para ensinar aos filhos valores como o amor, a caridade, o respeito, o trabalho e o perdão. Ela passou,então, a observar Gabriel mais de perto. E reparou que os jogos que ele gostava de jogar no vídeo-game eram de guerra, deviolência, e que ele adorava “matar os inimigos”! Acompanhando o que o menino via na televisão, descobriu que, nas nove-las e nos filmes, Gabriel torcia pelo bandido, e achava normal roubar, mentir e enganar as pessoas. Dona Antônia trabalhavao dia todo, mas conversando com a senhora que cuidava de Gabriel, concluiu que o menino passava muitas horas em frenteà televisão, assistindo programas que não eram apropriados à sua idade. Ela sentiu, então, que o filho estava precisando deajuda para diferenciar o mocinho e o bandido, o certo e o errado. Com muito amor, Dona Antônia determinou limites no tem-po e nos programas que o menino podia assistir na televisão, e passou a conversar com Gabriel sobre os personagens e ashistórias que ele gostava. Ela também ensinou a ele o valor do trabalho, determinando que ele realizasse pequenas tarefasdomésticas e observando, depois, se foram cumpridas adequadamente. O tempo que estavam juntos passou a ser mais va-lorizado: brincavam e se divertiam, liam histórias, e a mãe ajudava o garoto nas tarefas da escola. Ela conheceu melhoros amigos do filho, e de longe, acompanhava as brincadeiras dos meninos, conversando com Gabriel sobre os acontecimen-tos, à noite, antes de dormirem. Semanalmente passaram a realizar o Evangelho no Lar, com histórias que tinham sempreuma bela lição, auxiliando no crescimento espiritual dos dois, mãe e filho. O menino passou a freqüentar, também, as aulasde evangelização espírita infantil, e a mãe acompanhava atenta o que o menino aprendia, reforçando as lições durante asemana. Com o passar dos meses, Gabriel deixou de torcer pelos bandidos e passou a refletir mais sobre o que era melhorpara ele. Ele também aprendeu que trabalhar é importante, que trabalhando aprendemos muitas coisas e que as atitudespositivas como o respeito ao próximo trazem como retorno o bem para todos.Uma noite, depois de ter ajudado o menino coma l i ç ã o d e c a s a , a m ã e p e r g u n t o u : - Você já sabe o que quer ser quando crescer?- Não sei ainda.... Quero escolher uma profissão que eu possa ajudaros outros... - disse o menino, pensativo. Foi quando a mãe teve a certeza de que, independente de qual profissão ele esco-lhesse, ela estava fazendo a parte dela na construção de um Homem de Bem. Claudia Sch-midt - do Grupo Espírita Seara do Mestre
  4. 4. Página 4DECOM - Depto. Comunicação Social DROGAS – Está precisando de auxílio? Temos um grupo de Auto Ajuda para o Dependente Químico e para aqueles que os amam e se importam com eles e consigo mesmo. Venha conhecer, encontros todos os sábados das 8h50min até às 10h:30min, inclusive feriados. No dia 03 de dezembro, houve o encerramento dos grupos de estudo de 2011, sempre uma data muito especial para a família Teresa d’Ávila, por que reúne todos os estudantes e seus familia- res, em uma linda confraternização. Apresentaram-se todos os gru- pos de estudo de nossa Casa, desde as crianças a partir dos 3 a- nos de idade, os jovens, os pais, os adultos e os idosos, que se alegram e se emocionam com suas habilidades artísti- cas. Jesus nos deixou dois ensinamentos: Amai-vos e Instruí- vos, e é assim que esta família busca através da instrução, do co- nhecimento das verdades divinas, o aprendizado do amor, traba- lhando o despertamento da nossa consciência, para o verdadeiro sentido de nossa existência, ou seja, o nosso crescimento moral e espiritual. Ao encerrarmos o ano de 2011, agradecemos a Deus, a Jesus, pelas suas bênçãos, e aos Benfeitores Espirituais desta casa da Irmã Teresa d´Ávila pelo acolhimento e por suas boa energias. Agradecemos, também a todos vocês, por mais um ano de convi- vência fraterna, desejando que possamos estar novamente juntos em 2012, e aguardamos a chegada de novos irmãos para aumentar esta família. PRÓXIMO BRECHÓ 15/04/2012 das 9:00 às 13:00 horas Programação de palestras ASSOCIE-SE A NOSSA SALA DE LEITURA JANEIRO Tenha à sua disposição mais de 700 títulos de livros espíritas,02, 05– EU NÃO VIM DESTRUIR A LEI DVD’s de Congressos e Seminários espíritas, bem como de filmes09, 12– MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO16, 19– HÁ MUITAS MORADAS NA CASA MEU PAI Nossas Atividades23, 26– NASCER DE NOVO - Estudo para adultos: Terças-feiras às 20h - Grupo terceira idade: Quintas-feiras às 14h20min FEVEREIRO - Infância e Juventude: Sábados às 13h20min30, 02– BEM AVENTURADOS OS AFLITOS - Grupo de pais: Sábados às 13h20min - Apoio Fraterno aos dependentes químicos e seus fami-06, 09– OS TEMPOS SÃO CHEGADOS liares: Sábados às 8h50min13, 16– A FELICIDADE NÃO É DESTE MUNDO Palestras Públicas20, 23– FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO Segundas-feiras às 15h Quintas-feiras às 20h30min27, 01– A MELANCOLIA MARÇO EXPEDIENTE05, 08– PEDI E OBTEREI Boletim Informativo da Associação Espírita Teresa d’Ávila.12, 15– CONSOLADOR PROMETIDO Departamento Comunicação Social – DECOM15, 19– BEM AVENTURADOS OS POBRES DE ESP. Contato: aeteresadavila@gmail.com26, 29– O ORGULHO E A HUMILDADE DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

×