Estabelecimento de zonas de manejo a 
partir da variabilidade espacial e 
temporal da produção de matéria seca 
do milho p...
 AP é um conjunto de ferramentas de gestão da 
atividade agrícola que , leva em consideração a 
variabilidade espacial e ...
Introdução: 
 O conhecimento da variabilidade espacial e temporal da 
produtividade das culturas é útil para subsidiar as...
Introdução: 
 Estes mapas podem ser utilizados na investigação das 
causas da variabilidade, e podem subsidiar as decisõe...
Objetivo: 
Mapear a variabilidade espacial e temporal 
da produção de matéria seca do milho para 
silagem.
Material & Métodos
Material & Métodos 
 Área de 18 ha 
 Produção de silagem de milho - Carlos (SP) 
 21°57’15,11” S e 47°50’54,20” W; 858 ...
Material & Métodos
Produtividade em 3 
safras
Produtividade em 3 
safras
Produtividade em 3 
safras
Produtividade em 3 
safras
mapas raster 
convertidos para 
vetorial 
Convertidos para matricial. 
Cruzamentos dos mapas = LEGAL 
(Linguagem Espacial ...
= Média
 Solo regula o crescimento vegetal pelo fornecimento de 
água, nutrientes e oxigênio. 
 Entre os fatores necessários par...
Textura do solo 
(analisador granulométrico)
Textura do solo 
(analisador granulométrico)
Curva de retenção 
de umidade 
(modelo de Arya & Paris)
Curva de retenção 
de umidade 
(modelo de Arya & Paris)
Resistência à 
penetração 
& 
Densidade partículas
Coeficientes de correlação (r) 
Arg Silte Areia 
PMP 
1500kPa 
Produtividade X 
CC 
5kPa 
Água 
disp. 
Dens. 
partic. 
Res...
Manejo da fertilidade do solo
 Geoestatística e SIG = ferramentas decisivas para 
mostrar variabilidade espacial e temporal da produtividade 
do milho....
http://www.embrapa.br/agriculturadeprecisao
Agricultura de Precisão: 
Resultados de um novo olhar
Obrigado! 
Alberto Bernardi 
alberto.bernardi@embrapa.br 
www.embrapa.br/agriculturadeprecisao
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estabelecimento de zonas de manejo a partir da variabilidade espacial e temporal da produção de matéria seca do milho para silagem

366 visualizações

Publicada em

Estabelecimento de zonas de manejo a partir da variabilidade espacial e temporal da produção de matéria seca do milho para silagem_Alberto Bernardi_Siagro2014_Embrapa Instrumentação

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
366
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estabelecimento de zonas de manejo a partir da variabilidade espacial e temporal da produção de matéria seca do milho para silagem

  1. 1. Estabelecimento de zonas de manejo a partir da variabilidade espacial e temporal da produção de matéria seca do milho para silagem Alberto Bernardi, Karoline Santos, Giovana Bettiol, Carlos Vaz, Ricardo Inamasu São Carlos - SP, 18/nov/2014
  2. 2.  AP é um conjunto de ferramentas de gestão da atividade agrícola que , leva em consideração a variabilidade espacial e temporal .  AP é: ferramenta gerencial, ou seja, auxilia na coleta de informações, interpretação dos resultados que irão auxiliar na tomada de decisão sobre o manejo das culturas.
  3. 3. Introdução:  O conhecimento da variabilidade espacial e temporal da produtividade das culturas é útil para subsidiar as decisões sobre o manejo do solo e da cultura.  Estabelecimento de zonas de manejo possibilita o melhor planejamento do sistema de produção, uma vez que as mesmas são uma estratégia de simplificação dos dados.  Uma das formas para a definição dessas zonas de manejo pode ser a partir dos mapas de produtividade.  Estes mapas são a informação mais completa para visualizar a variabilidade espacial e temporal das lavouras em relação aos fatores de produção.
  4. 4. Introdução:  Estes mapas podem ser utilizados na investigação das causas da variabilidade, e podem subsidiar as decisões sobre o manejo do solo e da cultura.  Acompanhamento e análise dos mapas de produtividade: considerar histórico de várias safras e de diferentes culturas para que sejam observadas as variabilidades espacial e temporal por pelo menos 3 safras.  Potencial produtivo das culturas é determinado pela espécie e/ou cultivar e também pelos fatores edafo-climáticos.
  5. 5. Objetivo: Mapear a variabilidade espacial e temporal da produção de matéria seca do milho para silagem.
  6. 6. Material & Métodos
  7. 7. Material & Métodos  Área de 18 ha  Produção de silagem de milho - Carlos (SP)  21°57’15,11” S e 47°50’54,20” W; 858 m  Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico textura média.  Produtividade do talhão = 40 pontos georreferenciados  3 safras agrícolas.  Variabilidade espacial da produtividade 3 safras  Geoestatística = VESPER  ArcGIS 10.1 e SPRING = zonas de manejo
  8. 8. Material & Métodos
  9. 9. Produtividade em 3 safras
  10. 10. Produtividade em 3 safras
  11. 11. Produtividade em 3 safras
  12. 12. Produtividade em 3 safras
  13. 13. mapas raster convertidos para vetorial Convertidos para matricial. Cruzamentos dos mapas = LEGAL (Linguagem Espacial para Geoprocessamento Algébrico)
  14. 14. = Média
  15. 15.  Solo regula o crescimento vegetal pelo fornecimento de água, nutrientes e oxigênio.  Entre os fatores necessários para se alcançar altas produtividades estão atributos do solo (químicos, físicos e biológicos).  As propriedades do solo podem variar em função de fatores intrínsecos (formação do solo), e extrínsecos (práticas de manejo, adubação e rotação de culturas).  Variações das propriedades do solo devem ser monitoradas para se compreender os efeitos sobre a produtividade.
  16. 16. Textura do solo (analisador granulométrico)
  17. 17. Textura do solo (analisador granulométrico)
  18. 18. Curva de retenção de umidade (modelo de Arya & Paris)
  19. 19. Curva de retenção de umidade (modelo de Arya & Paris)
  20. 20. Resistência à penetração & Densidade partículas
  21. 21. Coeficientes de correlação (r) Arg Silte Areia PMP 1500kPa Produtividade X CC 5kPa Água disp. Dens. partic. Res. penetração (0-30cm) Res. penetração (30-60cm) 0,185 0,680 0,224 0,438 0,542 0,810 0,646 0,550 0,533
  22. 22. Manejo da fertilidade do solo
  23. 23.  Geoestatística e SIG = ferramentas decisivas para mostrar variabilidade espacial e temporal da produtividade do milho.  Determinação dos atributos físicos e químicos = auxiliaram a explicar variabilidade da produção  Ferramentas de AP = apoiaram estratégias de manejo agronômicas. Conclusão:
  24. 24. http://www.embrapa.br/agriculturadeprecisao
  25. 25. Agricultura de Precisão: Resultados de um novo olhar
  26. 26. Obrigado! Alberto Bernardi alberto.bernardi@embrapa.br www.embrapa.br/agriculturadeprecisao

×