00 apostila completa prof. ascanio online

4.806 visualizações

Publicada em

00 apostila completa prof. ascanio online

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.806
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

00 apostila completa prof. ascanio online

  1. 1. Neon Online Neon Online www.neononline.com.br Língua Portuguesa Equipe Técnica: Arlindo Pionti Diego Bueno Johni Santhiago PROFESSOR: Ascânio Bottini
  2. 2. Neon Online Neon Online www.neononline.com.br Língua Portuguesa Equipe Técnica: Arlindo Pionti Diego Bueno Johni Santhiago (Parte I) PROFESSOR: Ascânio Bottini
  3. 3. Prof. Ascânio ANÁLISE SINTÁTICA INTERNA TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO 1. SUJEITO – é o ser sobre o qual se declara alguma coisa. Classificação: 1.1. Simples – constituído de um só núcleo. Ex.: O vestibular não é mais unificado. 1.2. Composto – constituído de dois ou mais núcleos. Ex.: O sol e a chuva são fenômenos naturais. 1.3. Indeterminado – quando não se pode ou não se quer especi-ficar o ser a quem se refere a ação expressa pelo verbo. Isso ocorre: 1.3.1. Com verbos intransitivos na 3ª pessoa do singular acom-panhados do pronome “se”. Ex.: Trabalha-se muito aqui. 1.3.2. Com verbos transitivos indiretos na 3ª pessoa do singu-lar acompanhados do pronome “se”. Ex.: Precisa-se de livros na biblioteca. 1.3.3. Com verbos na 3ª pessoa do plural, desde que o sujeito não seja identificável. Ex.: Riscaram os cartazes. 1.4. Oração sem sujeito (inexistente) – ocorre nos seguintes ca-sos: 1.4.1. Verbo “haver” com sentido de existir e de tempo ocorri-do. Exs.: Havia pessoas alegres na festa. Há meses que não a vejo. 1.4.2. Verbo “fazer” indicando tempo ou temperatura. Ex.: Faz anos que não viajamos. Fez 40°C à sombra. 1.4.3. Verbo “estar” indicando clima. Ex.: Está frio hoje. 1.4.4. Verbos que indicam fenômenos da natureza. Ex.: Chove muito no inverno. Neva na Europa. 1.4.5. Verbo “ser” indicando tempo, hora, data e distância. Exs.: Era uma vez um presidente muito poderoso. São 4 horas. Hoje são 25 de dezembro. São três quilômetros daqui até o centro da cidade. Obs.: O verbo “ser” é o único verbo impessoal que pode ir para o plural pela possibilidade de poder concordar com o predicado. ATIVIDADES ADICIONAIS I. Identifique e classifique o sujeito das seguintes orações: 01. Ouviu-se um grito na praça. __________________________________________________ 02. Contam muitas histórias sobre esse deputado. __________________________________________________ 03. Contaram-se muitas histórias sobre esse deputado. __________________________________________________ 04. Fazia muito calor naquela região. __________________________________________________ 05. Houve muitas intervenções no plenário. __________________________________________________ 06. Choveram propostas de casamento. __________________________________________________ 07. Necessita-se de balconista. __________________________________________________ 08. Fizeram-se comícios e passeatas nas ruas de Porto Alegre. __________________________________________________ II. Resolva as questões a seguir utilizando-se do seguinte código: a) Pronome apassivador; b) Índice de indeterminação do sujeito; c) Pronome reflexivo; d) Parte integrante do verbo. 1. Sondaram-se as possibilidades de uma nova eleição sindical. ( ) 2. Aspirava-se a futuras nomeações. ( ) 3. Faziam-se carretos. ( ) 4. Ele arrependeu-se de ter tomado tal atitude. ( ) 5. Ela enforcou-se com arame farpado. ( ) 6. Vive-se mal no Brasil. ( ) 7. Discutiu-se sobre assuntos políticos. ( ) III. Sublinhe o sujeito e efetue as correções necessárias. 01. Não lhe interessava os pedidos absurdos. _________________________________________________________ 1
  4. 4. Prof. Ascânio 02. Couberam aos melhores funcionários a tarefa mais difícil. _________________________________________________________ 03. Vai aparecer novas soluções. _________________________________________________________ 04. Ainda hão de ocorrer mais distúrbios. _________________________________________________________ 05. Pode restar ainda algumas dívidas. _________________________________________________________ 06. A transmissão de dados selecionados vai facilitar o trabalho. _________________________________________________________ 07. Costuma existir elementos nocivos à comunicação. _________________________________________________________ 08. Basta R$ 2.000,00 para o conserto do telhado. _________________________________________________________ 09. Devem haver nove grampeadores neste curso. _________________________________________________________ IV. Identifique e classifique o sujeito. 01. Acusavam o comerciante de três motes. _________________________________________________________ 02. Bateram três horas no relógio da igreja. _________________________________________________________ 03. Ainda sobraram quatro folhas. _________________________________________________________ 04. Deve haver muitos compradores para esta casa. _________________________________________________________ 05. Caíram todos os diretores e o presidente desta empresa. _________________________________________________________ 06. Alguém ia fazer tudo por nós. _________________________________________________________ V. Preencha a lacuna com a forma verbal adequada. 01. Já _________ dois anos que haviam casado. (fazia – faziam) 02. ______________ dois anos ontem os gêmeos. (fez – fizeram) 03. ______________ fazer duas horas que estou aqui. (vai – vão) 04. Já ___________ fazer muitos meses que ele partiu. (deve – devem) 05. Nos últimos meses, _____________ dias quentíssimos. (fez – fizeram) 06. __________ haver inúmeras duvidas a respeito deste assunto. (deve – devem) 07. __________ feito o trabalho os mais afoitos. (havia – haviam) VI. Marque a alternativa correta. 01. Assinale a oração que não possui sujeito. a) A noite caiu, repentinamente, sobre a cidade. b) Neste mês, vai fazer um ano de sua partida. c) Choveram tomates sobre o orador. d) O dia amanheceu bastante límpido. e) Não havia existido alguém com tantas qualidades. VII. Reescreva cada frase, transformando o sujeito determinado em indeterminado. 01. Os funcionários reclamavam aumento. _________________________________________________________ 02. A platéia poderá vaiar o conferencista. _________________________________________________________ 03. Alguém ia fazer tudo por nós. _________________________________________________________ 04. A cidade elegeu o prefeito. _________________________________________________________ 05. Todos sabiam o melhor caminho. _________________________________________________________ Preposições: a, ante, após, até, com, contra, de, desde, du-rante, em, entre, para, per, perante, por, sob, trás. Verbos de ligação: ser, estar, andar, ficar, parecer, permanecer, continuar, virar. 2. PREDICADO – é tudo o que se diz do sujeito. Classificação: 2
  5. 5. Prof. Ascânio 2.1. verbal – é aquele que tem por núcleo um verbo transitivo ou intransitivo (ou uma locução verbal) Ex.: As crianças brincam na praça. 2.2. Nominal – é aquele que tem por núcleo um substantivo, um pronome, um adjetivo ou locução adjetiva, acompanhado de um verbo de ligação. Ex.: Eu sou professora. Eu não sou ele. Ele anda triste. Maria está de luto. 2.3. Verbo-nominal – é aquele que tem 2 núcleos significativos: o verbo e o nome. Ex.: Ela saiu cansada da aula. Considero o professor de Matemática um gênio. EXERCÍCIOS I. Classificar o predicado das seguintes orações: 01. Julgaram-no incapaz de resolver o problema de Matemática. _________________________________________________________ 02. Cognominei-o de inteligente. _________________________________________________________ 03. Os alunos voltaram felizes. _________________________________________________________ 04. Os alunos estavam na sala de aula. _________________________________________________________ 05. Eles permanecem silenciosos. _________________________________________________________ 06. Alguns alunos sentiam grande medo do vestibular. _________________________________________________________ 07. Era russo o primeiro heróico astronauta. _________________________________________________________ 08. O professor indicou-lhe, severo, a saída. _________________________________________________________ 09. As andorinhas voavam alegremente pelo céu azul. _________________________________________________________ 10. As constantes vitórias tornaram-no presunçoso. _________________________________________________________ II. Identifique e classifique o predicativo das orações acima: 11. (1) ______________________________________________________________ 12. (2) _________________________________________________________ 13. (3) _________________________________________________________ 14. (4) _________________________________________________________ 15. (5) _________________________________________________________ 16. (6) _________________________________________________________ 17. (7) _________________________________________________________ 18. (8) _________________________________________________________ 19. (9) _________________________________________________________ 20. (10) _________________________________________________________ ATIVIDADES ADICIONAIS 01. Telefonaram para você. ( ) Determinado ( ) Indeterminado ( ) Simples ( ) Composto 02. Os operários acordam cedo. ( ) Determinado ( ) Indeterminado ( ) Simples ( ) Composto 03. Às vezes chegamos atrasados. ( ) Determinado ( ) Indeterminado ( ) Simples ( ) Composto 04. Os governadores do Rio e de São Paulo compareceram à reunião. ( ) Determinado ( ) Indeterminado ( ) Simples ( ) Composto 05. Chove pouco no Nordeste. ( ) Determinado ( ) Indeterminado ( ) Inexistente 3
  6. 6. Prof. Ascânio 06. Solicitaram a presença de um médico. ( ) Determinado ( ) Indeterminado ( ) Inexistente 07. Foi solicitada a presença de médicos e enfermeiros. ( ) Determinado ( ) Indeterminado ( ) Simples ( ) Composto 08. Discutia-se sobre política naquelas ocasiões. ( ) Determinado ( ) Indeterminado ( ) Simples ( ) Composto 09. Você e meu irmão serão convocados amanhã. ( ) Determinado ( ) Indeterminado ( ) Simples ( ) Composto 10. No Sul faz muito frio. ( ) Determinado ( ) Indeterminado ( ) Inexistente 11. Alguns soldados sentiam muito medo. ( ) Determinado ( ) Indeterminado ( ) Simples ( ) Composto II. Nos exercícios a seguir, assinale a alternativa correta: 01. Assinale a alternativa em que o “se” indica indeterminação do sujeito. a) Comenta-se cada uma destas questões. b) Comunicaram-se por telefone o professor e o aluno. c) Numa tarde de maio, casou-se naquela igrejinha. d) Pensa-se me mudanças no plano inicial. e) Julgava-se, apesar de tudo, um excelente governador. 02. Em qual das alternativas abaixo a palavra “se” é partícula apassivadora? a) Necessitava-se de novas fontes de riqueza. b) Falou-se de muitas coisas naquele dia. c) Reconstrui-se aquele colégio. d) Concordou-se em ajudar os alunos mais fracos. e) O rapaz penteou-se em frente ao espelho. 03. Indique a única frase que não tem verbo de ligação. a) O sol estava muito quente. b) Suas palavras pareciam falsas. c) Ela continua triste. d) Ele andava rapidamente pelo parque. e) Ela parece conformada com a situação. 04. Assinale a alternativa correspondente ao período onde há predicativo. a) Como o povo anda tristonho! b) Agradou o chefe, o novo funcionário. c) No Rio não faltam diversões. d) O aluno ficou sabendo hoje cedo de sua aprovação. 05. “O sol entra cada dia mais tarde, pálido, fraco.” “O sol brilhou um pouquinho pela manhã.”. Pela ordem, os predicados das orações acima classificam-se como: a) nominal e verbo-nominal. b) verbal e nominal. c) verbal e verbo-nominal. d) verbo-nominal e nominal. e) verbo-nominal e verbal. EXERCÍCIOS DE REVISÃO I. Classifique o sujeito dos verbos nas orações abaixo: 01. Não há mais posia. (M. Bandeira) ________________________________________________________ 02. Ficavam correndo o dia todo. ________________________________________________________ 03. Cai, balão! (M. Bandeira) ________________________________________________________ 04. Ias triste e lúcido pela rua. ________________________________________________________ 05. Deve haver engano nesta classificação dos poetas modernistas. ________________________________________________________ 06. Necessita-se de outras explicações. ________________________________________________________ 07. Onde estavas? ________________________________________________________ 08. Hoje são 2 de maio de 2002. ________________________________________________________ 09. No Rio faz dias muito quentes. ________________________________________________________ 10. Faltam alguns minutos para o término da aula. ________________________________________________________ 4
  7. 7. Prof. Ascânio 11. Ontem fez 40 graus à sombra. ________________________________________________________ 12. Trabalha-se muito nesta cidade. ________________________________________________________ 13. Por toda a parte era reconhecida a figura humilde e meiga da mãe preta. ________________________________________________________ 14. Choveram comentários maldosos a seu respeito. ________________________________________________________ 15. Havia alegria e rumor ao pé das fogueiras. ________________________________________________________ 16. Andorinha, andorinha, minha cantiga é mais triste! (M. Bandeira) ________________________________________________________ II. Faça a correlação, tendo em vista o tipo de predicado, e sublinhe o predicativo, se houver. (V) Predicado verbal (N) Predicado nominal (VN) Predicado verbo-nominal 01.( ) O homem parecia assustado. (J.L. do Rego) 02.( ) O freguês saiu da loja. 03.( ) Nossos guerreiros voltaram vitoriosos. (E. Veríssimo) 04.( ) O mágico parece ágil. 05.( ) Nossos guerreiros voltaram. 06.( ) Nossos guerreiros lutaram bravamente. 07.( ) Natividade ficou atônita… (M. de Assis) 08.( ) O homem enfrentou seu adversário. 09.( ) O freguês saiu da loja satisfeito. 10.( ) Não sou o herói do dia. (C. Ricardo) 11.( ) Os sapos gargarejavam alto. (R. Pompéia) 12.( ) Virgília entrou tristonha e sossegada. (M. de Assis) 13.( ) Virgília entrou cautelosamente. 14.( ) Os guindastes rangiam. (J. Amado) 15.( ) Os rapazes receberam alegres as medalhas. III. Escreva nos parênteses: (S) para predicativo do sujeito; (O) para predicativo do objeto. 01.( ) Carmela e Marina assistiram alegres ao espetáculo. 02.( ) Consideramos Luzia uma excelente datilógrafa. 03.( ) Estava irritado com as brincadeiras. 04.( ) O inverno será rigoroso. 05.( ) Encontramos Maria Clara mais envelhecida. 06.( ) A lei foi considerada injusta. 07.( ) Consideraram a lei injusta. 08.( ) Estou farto do lirismo comedido. 09.( ) O m eu verso é bom. 10.( ) Na calçada os homens caminhavam descobertos. 11.( ) Qual dos dois era o melhor? 12.( ) Vocês nem parecem brasileiros. IV. Assinale a alternativa correta. 01. Analisando-se a oração “Há neste meu recurso um artifício e mesmo deturpação.”, verifica-se que: a) o sujeito está elíptico. b) há sujeito simples: um artifício. c) o sujeito é indeterminado. d) há sujeito composto: um artifício e mesmo deturpação. e) não existe sujeito. 02. “Ouviram do Ipiranga as margens plácidas, De um povo heróico o brado retumbante…” O sujeito dessa afirmação com que se inicia o Hino Nacional é: a) indeterminado. b) um povo heróico. c) as margens plácidas do Ipiranga. d) do Ipiranga. e) o brado retumbante. 03. Nas seguintes orações: I. Pede-se silêncio. II. A caverna anoitecia aos poucos. III. Fazia um calor tremendo naquela tarde. O sujeito se classifica respectivamente como a) indeterminado inexistente simples b) oculto simples inexistente c) inexistente inexistente inexistente d) oculto inexistente simples e) simples simples inexistente 04. Assinale a alternativa correta em relação à classificação dos predicados das orações abaixo. I. Todos nós consideramos sua atitude infantil. II. A multidão caminhava pela estrada poeirenta. 5
  8. 8. Prof. Ascânio III. A criançada continua emocionada. a) I – predicado verbal; II – predicado nominal; III – predicado verbo-nominal. b) I – predicado nominal; II – predicado verbal; III – predicado verbo-nominal. c) I – predicado verbo-nominal; II – predicado verbal; predicado nominal. d) predicado verbo-nominal; II – predicado nominal; III – predicado verbal. e) I – predicado verbal; II – predicado verbal; III – predicado verbo-nominal. 05. Em “Na mocidade, muitas coisas lhe haviam acontecido.”, tem oração: a) sem sujeito; b) com sujeito simples e claro; c) com sujeito oculto; d) com sujeito composto; e) com sujeito indeterminado. 06. Na oração “Reprovam alguns autores esta história.”, o núcleo do sujeito é: a) história; b) alguns autores; c) reprovam; d) autores; e) alguns. IV. Passe para o plural cada uma das orações abaixo, depois identifique o sujeito e o predicado de cada uma delas. 01. Ocorreu um fato surpreendente. ________________________________________________________ sujeito ______________________ predicado _____________________ 02. Sobrou muito pão na festa. ________________________________________________________ sujeito ______________________ predicado _____________________ 03. Basta-me uma frase de incentivo. ________________________________________________________ sujeito ______________________ predicado _____________________ 04. Faltou um bom quadro naquela exposição. ________________________________________________________ sujeito ______________________ predicado _____________________ 05. Dói-me a perna. ________________________________________________________ sujeito ______________________ predicado _____________________ 06. Caiu um raio sobre aquela árvore. ________________________________________________________ sujeito ______________________ predicado _____________________ 6
  9. 9. Prof. Ascânio ANÁLISE SINTÁTICA INTERNA TERMOS INTEGRANTES 1. OBJETO DIRETO – palavra ou expressão que completa o sentido de um verbo transitivo direto. Aparece (normalmente) sem preposi-ção. OBS.: Quando se personaliza uma expressão que funciona como objeto direto, usam-se os pronomes o, os, a, as. Há casos em que esses pronomes sofrem acomodações eufônicas e tomam a forma no, nos, na, nas ou lo, los, la, las. Ex.: Comprei este livro ontem. Comprei-o ontem. Ela fez o trabalho com dedicação. Ela fê-lo com dedicação. Os alunos leram este livro de literatura. Os alunos leram-no. 2. OBJETO INDIRETO – palavra ou expressão que completa o sentido de um verbo transitivo indireto. Aparece obrigatoriamente regido de preposição. Ex.: Precisamos de melhores amizades. OBS.: Quando se pronominaliza o OI, muitas vezes usa-se lhe ou lhes. No entanto, muitos verbos não aceitam esses pronomes. É necessá-rio, então, usar a preposição mais um pronome oblíquo tônico. Ex.: Dei um livro a Pedro. Tudo isto depende de Pedro. Dei-lhe um livro. Tudo isto depende dele. OBS.: O objeto direto e indireto podem vir repetidos ou reforçados por ênfase. A isso dá-se o nome de objeto PLEONÁSTICO. Ex.: O livro*, li-o** eu. * - OD ** - ODP Ao grmático*, falta-lhe** base científica. * - OI ** - OIP 3. COMPLEMENTO NOMINAL – palavra ou expressão que completa o sentido de um substantivo, de um adjetivo ou de um advérbio, sempre com auxílio de preposição. Ex.: A colocaçãoSUBST. de cartazesCN foi proibida pelo prefeito. A sala está cheiaADJ. de alunosCN. O professor mora pertoADV.do cursinhoCN. 4. AGENTE DA PASSIVA – é o termo que indica, na voz passiva, o ser que pratica ação expressa pelo verbo no particípio, vindo regido das preposições por ou de. Ex.: O exercício foi resolvido pelos alunos. O Brasil está povoado de imigrantes. EXERCÍCIOS I. Classifique, quanto à predicação, os verbos das orações abaixo, sendo: (a) verbo intransitivo (b) verbo transitivo direto (c) verbo transitivo indireto (d) verbo transitivo direto e indireto (e) verbo de ligação 01.( ) Os pássaros vêm de todas as partes. 02.( ) Teus olhos parecem duas contas de cristal. 03.( ) Jequitibá vê o horizonte imenso. 04.( ) Nós o elegemos presidente do grêmio. 05.( ) Os meninos ficaram alegres com a festa. 06.( ) O padre dirigiu-se a seus fiéis. 07.( ) O operário saiu aborrecido. 08.( ) Todo homem é mortal. 09.( ) As formigas parecem agitadas. 10.( ) Para toda gente, ela era ela mesma. 11.( ) Cláudio emprestou sua ferramenta ao colega. II. Resolva as questões a seguir utilizando o seguinte código. (a) objeto direto proposicionado (b) objeto indireto 01.( ) Ele não cumpriu com a palavra. 02.( ) Não concordo com você. 03.( ) A chuva molhou a todos. 04.( ) Eles se referem a todos. 05.( ) Ele precisou de ajuda. 7
  10. 10. Prof. Ascânio III. Diga se o pronome grifado é: (a) objeto direto (b) objeto indireto 01.( ) Eles o ajudaram. 02.( ) Nós lhe demos o recado. 03.( ) Eles nos enviaram a correspondência. 04.( ) Talvez não te vejam aqui. IV. Reconheça a função sintática dos termos grifados, sendo: (a) sujeito (b) predicativo do sujeito (c) predicativo do objeto (d) objeto direto 01.( ) O caçador matou a onça. 02.( ) Índios nus corriam os matos bravios. 03.( ) Considero João um bom rapaz. 04.( ) Certas frutas têm sabor amargo. 05.( ) Meu cachorro anda doente. 06.( ) Maria ficou impressionada com a árvore. 07.( ) Lentamente, desapareciam os últimos raios do sol. V. Dê a função sintática dos termos sublinhados: 01. A leitura da ata foi feita pelo secretário. ________________________________________________________ 02. Houve discursos na praça. ________________________________________________________ 03. Assistia-se a belos filmes. ________________________________________________________ 04. As folhas das árvores foram derrubadas pelo vento. ________________________________________________________ 05. Disseram-me muitas coisas. ________________________________________________________ 06. O bem vence ao mal. ________________________________________________________ 07. O mau aluno, suporta-o o professor. ________________________________________________________ 08. A publicação da notícia preocupou a população da cidade. ________________________________________________________ VI. Assinale a alternativa correta. 01. “E não se diga que Mário Quintana haja sido insensível às legítimas exigências da poética contemporânea.” O termo sublinhado desempenha a função de: a) objeto direto b) sujeito c) predicativo d) complemento nominal e) objeto indireto 02. Indique a única alternativa que não apresenta agente da passiva. a) Ela será arrumada por ti. b) O professor era querido de todos. c) Ela foi eleita por acaso. 03. “Sorvete Kibon decora sua cozinha e dá nome às latas.” Os termos grifados são, respectivamente: a) sujeito, OD, OI b) OD, sujeitio, OI c) Sujeito, OI, OD d) Sujeito, sujeito, OI e) OD, sujeito, OD 04. O termo grifado em “Evidentemente, com esse programa vou desagradar aos mestres.” é: a) complemento nominal b) objeto indireto c) objeto direto preposicionado d) objeto direto e) agente da passiva 05. Assinale a alternativa correta. Em “Retira-te, criatura ávida de vingança.” o é: a) te b) inexistente c) simples (implícito) d) criatura e) n.d.a 06. Nas orações a seguir: I. As chuvas abundantes, pródigas, violentas anunciaram o verão. II. Eu e você vamos juntos. III. Vendeu-se a pá. O sujeito é respectivamente: a) composto, simples, indeterminado b) composto, composto, indeterminado c) simples, simples, implícito d) simples, compsto, “a pá” e) composto, simples, “a pá” 8
  11. 11. Prof. Ascânio VII – Preencha as lacunas com os pronomes o, os, a, as, lhe, lhes 01. - O professor repreendeu o aluno? - Sim, ele _____ repreendeu. 02. - Eles fizeram algumas recomendações aos atletas? - Sim, eles ______ recomendaram calma. 03. - Você já conhecia a moça? - Sim, eu já ______ conhecia. 04. - Você entregará os livros a eles? - sim, eu ______ entregarei a eles. 05. - Você já forneceu o material aos empregados? - Sim, eu já ______ forneci o material. VIII – Dê a função sintática dos pronomes oblíquos em destaque nas seguintes orações. 01. Convocaram-nos para a reunião. ________________________________________________________ 02. Este livro nos pertence. ________________________________________________________ 03. Já te repreenderam várias vezes. ________________________________________________________ 04. Desejamos-te feliz aniversário. ________________________________________________________ 05. Já me deram esse conselho. ________________________________________________________ 06. Procuram-me há algum tempo. ________________________________________________________ 07. Bernardo se atribui um grande valor. ________________________________________________________ 08. O menino feriu-se. ________________________________________________________ 09. Negaram-lhe o documento. ________________________________________________________ 10. Já o adverti do perigo. ________________________________________________________ 9
  12. 12. Prof. Ascânio ANÁLISE SINTÁTICA INTERNA TERMOS ACESSÓRIOS 1. ADJUNTO ADNOMINAL – é a palavra ou expressão que vem junto a um nome de sentido completo. O adjunto adnominal pode ser repre-sentado por: 1.1 – Artigo: Ex.: As folhas do caderno foram rasgadas. 1.2 – Adjetivo: Ex.: Era um aluno esforçado. 1.3 – Numeral: Ex.: Tomamos dois copos de vinho. 1.3 – Pronome Adjetivo: Ex.: Trouxeste meu livro? OBS.: O adjunto adnominal, quando precedido de preposição, pode ser confundido com o complemento nominal. Para distingui-los, veja o quadro abaixo ADJUNTO ADNOMINAL COMPLEMENTO NOMINAL Somente se refere a substantivo. Refere-se a substantivo, a adjeti-vo e a advérbio. Somente vem regido pela preposição DE (DO, DA, DOS, DAS.) Vem regido por qualquer preposição, inclusive DE (DO, DA, DOS, DAS) Encerra idéia de:- posse ——> de = que pertence a.- matéria ——> de = feito (a) de.- fim ——> de = para.- semelhança ——> de = semelhan-te a.Não encerra nenhuma dessas idéias. Pratica a ação expressa pelo nome a que se refere. R e c e - be a ação expressa pelo nome a que se refere. Ex.: O aluno entregou o livro do professor. A casa de madeira queimou. A sala de aula é confortável. Ele tem uma cara de anjo. 2. ADJUNTO ADVERBIAL – é a palavra ou expressão que indica circunstância. Modifica o verbo, o adjetivo ou o próprio advérbio. Ex.: Ela estudou ß muito para o vestibular. Ele é muito à inteligente. Ela veste-se muito à bem. OBS.: A função do advérbio pode ser exercida por uma oração. Ex.: Ele foi elogiado, embora não merecesse. 3. APOSTO - é a palavra ou expressão que explica, especifica, enume-ra ou resume outro termo da oração. Ex.: Castro Alves, poleta dos escravos, é um autor romântico. Ele mora na Rua André. Ela tem dois defeitos: inveja e a preguiça. Paulo, Pedro, Maria, ninguém saiu da sala. 4. VOCATIVO – é a palavra ou expressão que serve para chamar, interpelar uma pessoa ou um ser personificado. Ex.: Meus alunos, estudem para o vestibular! Ó Minuano, por que nos castiga no inverno? OBS.: Distinção entre vocativo e aposto: - O vocativo refere-se ao ser a quem falamos. - O aposto refere-se ao ser de quem falamos. - O vocativo aceita a interjeição ó, o aposto não aceita essa interjeição. EXERCÍCIOS I. Dê a função sintática das palavras sublinhadas nas orações que seguem. 01. Não se deseja outra coisa que não seja encontrar melhores situações de vida. ______________________________________________________________________ 02. Estes copos são de cristal. ______________________________________________________________________ 03. Continuma as reclamações dos operários. ______________________________________________________________________ 04. Chamara-no de covarde. ______________________________________________________________________ 05. Abrir-se-iam novas inscrições. ______________________________________________________________________ 06. A venda de automóveis diminuiu nos últimos meses. ______________________________________________________________________ 07. Ao colega o menino feriu. ______________________________________________________________________ 08. Estes objetos, não os comprei eu. ______________________________________________________________________ 09. Veio procurá-lo um oficial de justiça. ______________________________________________________________________ 10. A sede de justiça deixava-o nervoso. ______________________________________________________________________ 10
  13. 13. Prof. Ascânio 11. As folhas foram espalhadas pelo chão. ______________________________________________________________________ 12. Sou-lhe fiel. ______________________________________________________________________ 13. Roubaram-lhe a bolsa. ______________________________________________________________________ 14. Aspirava-se a melhores amizades. ______________________________________________________________________ 15. Aqui se vendem frutas. _________________________________________________________ 16. O casaco de pele foi roubado pelo ladrão. ______________________________________________________________________ II. Testes de vestibulares 01. A oração não possui sujeito em a) Puseram fogo na loja. b) Vende-se esta casa. c) Naquele ano, surgiram os sintomas da doença. d) Existem vagas para todos. e) Havia rasuras no texto. 02. Leia o texto. Os jornalista deverão mudar, e seu modo de pensar, fragmentário, deverá tornar-se holístico, desenvolvendo uma nova ética profissional baseada na consciência social e ecológica. Em vez de se concentrarem em apresentações sensacionalistas de acontecimentos aberrantes, vio-lentos e destrutivos, repórteres e editores terão que analisar os padrões sociais e culturais complexos que formam o contexto desses aconteci-mentos. O sujeito do verbo concentrar, em destaque, é: a) Apresentações sensacionalistas. b) Apresentações sensacionalistas de acontecimentos aberrantes, violentos e destrutivos. c) Repórteres e editores. d) Consciência social e ecológica. e) O modo de pensar dos jornalistas. 03. O termo sublinhado desempenha o mesmo papel em “O episódio custou-lhe caro.”, e em: a) O presidente pediu-lhe que indicasse um nome para o cargo. b) Assustada, a população não lhe atendia os pedidos. c) A gravidade da situação não lhe permitia fazer concessões. d) A pestilência deu-lhe preocupações. e) A reação das tripulações certamente lhe trouxe empecilhos. 04. “Por que não falar com os pivetes? Por que não convidá-los, eventualmente, para a escola? Por que não lhes oferecer os têrnis? Sobre los e lhes usados nas perguntas acima, está correto afirmar que são: a) pronomes pessoais que funciona, respectivamente, como OD e OI. b) pronomes possessivos que funcionam como complementos verbais. c) pronomes de tratamento que funcionam como OIs. d) pronomes pessoais que funcionam como ODs. e) pronomes pessoais que funcionam, respectivamente, como sujeito e OI. 05. Considere as orações abaixo: 1- O secretário esperou ansioso pela resposta. 2- O secretário ansioso esperou pela resposta. 3- O secretário esperou pela resposta ansiosamente. Sobre elas, são feitas as seguintes afirmativas: I. Em 1, o elemento sublinhado é predicativo do sujeito e, em 2 adjunto adnominal. II. Não há diferença morfológica entre os elementos sublinhados em 1 e 2. III. Não há diferença semântica entre as orações. Quais estão corretas? a) apenas I b) apenas I e II c) apenas III d) apenas II e III e) I, II e III 06. “Antigamente o tênis era um calçado modesto, de desenho tão simples que passava despercebido.” Quanto à função sintática, está correto afirmar: a) que funciona como sujeito da oração que passava despercebido. b) tão funciona como adjunto adnominal de simples. c) antigamente funciona como adjunto adverbial. 11
  14. 14. Prof. Ascânio d) que passava despercebido funciona como oração subordinada adjetiva. e) um calçado modesto funciona como objeto direto. 07. Leia o texto a seguir. O corpo humano, mesmo submetido ao sacrifício de uma dieta ali-mentar rígida, tem tendência a voltar ao peso inicial determinado por um equilíbrio interno1, segundo recente estudo realizado por cientistas norte-americanos. Depois do aumento de alguns quilos supérfluos, o metabolis-mo buscará eliminar o peso excessivo2. O corpo dispõe de um equilíbrio interno que tenta manter seu peso em um nível3 constante, que varia em função de cada indivíduo. O estudo sugere que conservar o peso do corpo4 é um fenômeno biológico, não apenas uma atividade voluntária. O corpo ajusta seu metabolismo5 em resposta a aumentos ou perdas de peso. Está correta a relação a) 1 – por um equilíbrio interno / agente da passiva b) 2 – o peso excessivo / complemento nominal c) 3 – um nível / predicativo do objeto d) 4 – do corpo / OI e) 5 – seu metabolismo / OI Preposicionado 08. Leio o texto. Isso ocorre porque o modelo tem orientado toda a nossa economia, em especial, a nossa industrialização, promove cada vez mais a acumula-ção de renda nas mãos dos que já têm – a classe empresarial - , a custa do empobrecimento do trabalhador, que, com salários cada vez mais arrochados, se vê excluído dos bens de consumo e serviços criados pela modernidade. Os pronomes relativos exercem alguma função sintática nas orações a que dão início. Identifique a função que os relativos das linhas 1 e 3 estão desempe-nhando nas orações que aparecem. a) complemento nominal b) sujeito c) OI d) predicativo do sujeito e) OD 09. “Amanhã, sábado, não sairei de casa.” A palavra grifada funciona como: a) OD b) OI c) agente da passiva d) complemento nominal e) aposto 10. Assinale a alternativa correta: “Para todos os males há dois remédios: o tempo e o silêncio.” a) sujeito – OD b) sujeito – aposto c) OD – aposto d) OD – OD e) OD – complemento nominal 11. “Recebeu o prêmio o jogador que fez o gol.” Nessa frase, qual o sujeito de fez? a) o prêmio b) o jogador c) que d) o gol 12. Ainda que surgissem poucos recursos para o projeto, todos mostravam-se satisfeitos com a boa vontade do chefe. As palavras destacadas no período acima exercem, respectivamente, a função sintática de a) OD – complemento nominal b) sujeito – OI c) OD – adjunto adnominal d) OD – OI e) sujeito – adjunto adnominal 13. Assinale a opção em que o pronome lhe apresenta o mesmo valor significativo que possui em uma espécie de riso sardônico e feroz contrai-lhe as negras mandíbulas. a) A mãe apalpava-lhe o coração. b) Aconteceu-lhe uma desgraça. c) Ao inimigo, não lhe rogo perdão. d) Tudo lhe era diferente. e) Não lhe contei o susto por que passei. III. Fazer a análise sintática completa das seguintes orações: 01. O ensino não é acessível a todos. ________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________ 02. O povo está ansioso por dias melhores. _________________________________________________________ _________________________________________________________ 12
  15. 15. Prof. Ascânio 03. Os jornais noticiaram a prisão do criminoso. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ 04. Toda a cordilheira foi coberta por um nevoeiro escuro. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ 05. Elegeram-na oradora da turma. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ 06. Todos saíram satisfeitos da reunião. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ 07. Quebraram-lhe os dentes. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ 08. O discurso do candidato foi muito aplaudido naquele dia. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ 09. Ao professor, ofereci-lhe alguns livros. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ 10. Narciso, foste caluniado pelos teus amigos. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ 11. Nós, brasileiros, somos um povo alegre. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ 12. Hoje não havia muitos alunos na sala de aula. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ 13. Sou-lhe favorável. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ 14. Os policiais prenderam ao ladrão. ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________________________________ 13
  16. 16. Prof. Ascânio Análise Sintática Externa 1. ORAÇÃO COORDENADA É aquela que está ligada a outra da mesma natureza sintática. As orações coordenadas subdividem-se em dois grupos: 1.1. ORAÇÃO COORDENADA ASSINDÉTICA É aquela que não apresenta conjunção coordenativa. Ex.: Os peixes nadam, os pássaros voam. 1.2 ORAÇÃO COORDENADA SINDÉTICA É aquela que vem introduzida por uma conjunção coordenativa. Classificação: 1.2.1. Oração Coordenada Sindética Aditiva É aquela que simplesmente soma duas orações. Ex.: O diretor chegou e chamou a atenção dos alunos. 1.2.2. Oração Coordenada Sindética Adversativa É aquela que dá a idéia de oposição. Ex.: O operário fez o seu trabalho, mas não foi remunerado. 1.2.3. Oração Coordenada Sindética Alternativa É aquela que dá a idéia de escolha. Ex.: Ou fala, ou cala-te para sempre. 1.2.4. Oração Coordenada Sindética Conclusiva É aquela que dá a idéia de conclusão. Ex.: Trabalho, logo devo ser remunerado. 1.2.5. Oração Coordenada Sindética Explicativa É aquela que dá idéia de explicação. Normalmente, vem antece-dida por um verbo no imperativo. Ex.: Fale baixo, pois ela dorme. Choveu, porque a calçada está molhada. OBS.: As orações subordinadas podem aparecer coordenadas entre si, desde que tenham a mesma natureza. Ex.: Quero que estudesA e (que) aprendasB. A. oração subordinada substantiva objetiva direta. B. oração subordinada substantiva objetiva direta, coorde-nada à anterior pelo conectivo e. EXERCÍCIOS I. Classifique as conjunções coordenativas das orações abaixo. 01. Fomos e voltamos no mesmo dia; por isso é justificável o nosso camsaço. e - _______________________________ por isso - __________________________ 02. Felipe comprou um livro; entretanto não o leu. entretanto - _________________________ 03. Amem muito, pois amar é viver. pois - ___________________________ 04. Ora ele sorria, ora ele chorava. ora - ____________________________ 05. Pedro não estudava nem trabalhava. nem - ____________________________ II. Classifique as orações em destaque. 06. Não só estudou, mas também trabalhou. _________________________________________ 07. Venha logo, pois está chovendo. _________________________________________ 08. Ora chove, ora faz calor. _________________________________________ 09. Não havia necessidade, todavia insistiu em chamar o médico. _________________________________________ 10. Muitos estavam cansados, no entanto ninguém faltou à reunião. _________________________________________ 11. Ele jogou muito no último campeonato, portanto deve ser convocado para a seleção. _________________________________________________________ 12. Ele estudou muito; conseguiu, pois, a sua aprovação. _________________________________________ 13. Ele bateu o carro, pois ele está todo amassado. _________________________________________ 14. Vesti-me rapidamente e tomei um táxi, contudo ainda cheguei atrasado. _________________________________________ 14
  17. 17. Prof. Ascânio 15. Não se preocupe, que logo estarei de volta. _________________________________________ 16. Os livros não somente instruem, mas também divertem. _________________________________________ 17. O atleta estava cansado, pois arfava muito. _________________________________________ 18. A criança devia estar doente, porque chorava muito. _________________________________________ 19. Separe e classifique a oração do período abaixo. A canoa deslizava brandamente, entrava na boca do rio Canumã e despertava as sardinhas entre as duas águas, nenhum passarinho canta-va, as vozes noturnas da floresta haviam-se calado, mas nós estávamos alerta. Ignês de Souza _________________________________________________________ _________________________________________________________ _________________________________________________________ _________________________________________________________ _________________________________________________________ _________________________________________________________ III. Nos exercícios abaixo, reúnas as duas orações através de uma conjunção coordenativa, de tal forma a se manter o sentido do enunciado. 20. O ferimento doía muito. O lavrador não reclamava. _________________________________________________________ 21. O acusado não é criminoso. Ele será absolvido. _________________________________________________________ 22. Ele trabalha durante o dia. Ele estuda à noite. _________________________________________________________ 23. Não faça nenhum barulho. Os animais estão se aproximando. _________________________________________________________ 15
  18. 18. Prof. Ascânio ANÁLISE SINTÁTICA EXTERNA 2. ORAÇÃO SUBORDINADA ADVERBIAL É aquela que exerce a função de um advérbio. São classificados de acordo com o sentido que elas têm em relação à oração principal. 2.1. ORAÇÃO SUBORDINADAADVERBIAL CAUSAL É a que indica uma circunstância de causa. Ex.: O aluno passou no vestibular, porque estudou. 2.2. ORAÇÃO SUBORDINADAADVERBIAL CONDICIONAL É aquela que indica uma circunstância de condição. Ex.: O jogo sairá, se não chover. 2.3. ORAÇÃO SUBORDINADAADVERBIAL CONCESSIVA É aquela que indica uma circunstância de condição. Ex.: Mesmo que não tenha condições, participará da competição. 2.4. ORAÇÃO SUBORDINADAADVERBIAL CONSECUTIVA É aquela que indica uma circunstância de conseqüência. Ex.: Tal era o seu prestígio, que todos o admiravam. 2.5. ORAÇÃO SUBORDINADAADVERBIAL CONFORMATIVA É a que indica um circunstância de conseqüência. Ex.: Ela realizou o trabalho conforme o professor solicitou. 2.6. ORAÇÃO SUBORDINADAADVERBIAL COMPARATIVA É aquela que indica circunstância de comparação. Vem, normalmen-te, com o verbo subentendido. Ex.: Ele estudou como eu. (estudei) 2.7. ORAÇÃO SUBORDINADAADVERBIALTEMPORAL É aquela que indica uma circunstância de tempo. Ex.: Todos o aplaudiram, quando terminou a palestra. 2.8. ORAÇÃO SUBORDINADAADVERBAIL FINAL É aquela que indica uma circunstância de finalidade. Ex.: Pensemos muito, a fim de que não tomemos a resolução errada. 2.9. ORAÇÃO SUBORDINADAADVERBIAL PROPORCIONAL É aquela que indica circunstância de proporção. Ex.: À proporção que estudava, iam terminando as dúvidas. EXERCÍCIOS I. Classifique as orações sublinhadas. 01. Caso eu não estiver, deixa-me um bilhete. _________________________________________________________ 02. Correu tanto, que cansou. _________________________________________________________ 03. Falei claro, para que todos me entendam. _________________________________________________________ 04. Diremos a verdade, ainda que sejamos prejudicados. _________________________________________________________ 05. Ela poderia falar, mas preferiu calar-se. _________________________________________________________ 06. Visitá-lo-emos, logo que pudermos. _________________________________________________________ 07. Carlos estudou tanto como os outros. _________________________________________________________ 08. Como preciso consultar aquele livro, irei à biblioteca. _________________________________________________________ 09. Sei as conjunções; portanto responderei certo. _________________________________________________________ 10. Conto com todos, uma vez que me prometeram colaboração. _________________________________________________________ 11. À medida que o tempo passava, sua cultura retemperava-se. _________________________________________________________ 12. Continuou falando, mesmo que ninguém o ouvisse. _________________________________________________________ 13. Concordou contigo, visto que são bons os teus argumentos. _________________________________________________________ 14. Passou tão apressado, que não me viu. _________________________________________________________ 15. Sempre que puderes, visita-nos. _________________________________________________________ 16
  19. 19. Prof. Ascânio 16. O aeroporto, como nos explicou o despachante, estava fechado. _________________________________________________________ 17. Como tenho tempo, posso esperar. _________________________________________________________ 18. Fechai a janela, que faz frio! _________________________________________________________ 19. Eu estava tão preocupado com os outros. _________________________________________________________ 20. Pensemos bastante, para que não tomemos a resolução errada. _________________________________________________________ 21. Admirava-o muito, conquanto não o conhecesse possoalmente. _________________________________________________________ 22. Você pode ir, contanto que volte cedo. _________________________________________________________ 23. Posto que protestasse, levaram-no preso. _________________________________________________________ 24. Não foi premiado, porquanto a isso não fez jus. _________________________________________________________ EXERCÍCIOS ADICIONAIS I. Assinale a alternativa correta 01. Assinale a alternativa que indica a relação que se estabelece entre as orações do período abaixo: Esta já está tão excessivamente explorada que não poderá sustentar tamanha população. a) tempo anterior / tempo posterior. b) causa / conseqüência. c) meio / fim. d) comparação / comparado. e) condição / condicionado. 02. O fragmento destacado da frase De acordo com nossa própria vontade, ele considera provisório aquilo que escrevemos constitui uma articulação que traduz idéia de: a) conformidade. b) conseqüência. c) concessão. d) finalidade. e) causa. 03. A oração se enfrentarmos com decisão a necessária desconcentração industrial pode ser reescrita, sem prejuízo de seu sentido original, da seguinte forma: a) por enfrentarmos com decisão a necessária desconcentração industrial. b) conforme enfrentarmos com decisão a necessária desconcentração industrial. c) ainda que enfrentarmos com decisão a necessária desconcentração industrial. d) para enfrentarmos com decisão a necessária desconcentração industrial. e) caso enfrentarmos com decisão a necessária desconcentração industrial. 04. Uma vez que tenhamos conseguido reformar os veículos de comunicação de massa, poderemos então decidir o que precisa ser comunicado e como usar eficazmente esses veículos para construir nosso futuro. A oração em que o nexo uma vez que ocorre poderia ser substituída, sem alteração do seu sentido, por: a) Embora tenhamos conseguido reformar os veículos de comunicação de massa. b) Como conseguiremos reformar os veículos de comunicação de massa. c) À medida que conseguirmos reformar os veículos de comunicação de massa. d) Quando tivermos conseguido reformar os veículos de comunicação de massa. e) Visto que conseguiremos reformar os veículos de comunicação de massa. 05. O articulador sublinhado no trecho Vivemos sempre entre esses momentos, como passageiros… indica: a) contraste. b) causalidade. c) alternância. d) comparação. e) oposição. 06. O sonho renova-se, prova da extraordinária capacidade de projeção da população. Ou o sonho não passa da única possibilidade? O Brasil avança a passos lentos, como um “bêbado”, enquanto o salto significaria a incorporação de boa parte dos excluídos. Considere as seguintes afirmações acerca dos anexos ou e como em destaque no texto acima. I. Estão iniciando orações por ser este o papel específico de cada um. II. Os nexos introduzem, respectivamente, por “entretanto” e “tal que”, sem alteração no significado global do texto. Quais estão corretas? a) apenas I b) apenas II c) apenas III d) apenas II e III e) todas 17
  20. 20. Prof. Ascânio 07. Será que não é tempo de pensar nos pivetes como crianças, que querem exatamente o que outras crianças querem, SÓ QUE sem a esperança de o conseguir? A relação estabelecida pela expressão destacada acima permanece a mesma, se essa expressão for substituída por: a) já que b) porquanto c) portanto d) entretanto e) a não ser que 08. A oração destacada no período: Mesmo que eu juntasse, um por um, os cacos todos, nunca mais o espelho seria como antes. (Lygia Fagundes Telles) expressa o aspecto a) temporal. b) concessivo. c) causal. d) conformativo. e) condicional. 09. Leia, com atenção, os períodos abaixo: I. Caso haja justiça social, haverá paz. II. Embora a televisão ofereça imagens concretas, ela não fornece uma reprodução fiel da realidade. III. Como todas aquelas pessoas estavam concentradas, não se escutou um único ruído. Assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, as circunstâncias indicadas pelas orações sublinhadas. a) tempo, concessão, comparação. b) tempo, causa, concessão. c) condição, conseqüência, comparação. d) condição, concessão, causa. e) concessão, causa, conformidade. 10. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o aumento da expectativa de vida no Brasil pode ser um dado negativo, pois, em 25 anos, o país será o quinto mais populoso do mundo. A palavra pois poderia ser substituída, sem alteração de significado da frase, por todas as expressões seguinte, EXCETO: a) já que. b) porque. c) tendo em vista que. d) de modo que. e) haja vista que. 11. Não foi, porém, apenas no terreno da imaginação que o homem procurou dominar ou retardar a morte. Principalmente na ciência, os esforços empreendidos no passado e no presente merecem destaque especial, porquanto, se ainda nem podemos cogitar, a não ser na ficção, de superar o fato do desaparecimento físico, é evidente que conseguimos retardá-lo, através de processos por vezes sensacionais. Considere as seguintes afirmações sobre os nexos porém e porquanto. I. Os nexos introduzem, respectivamente, uma idéia de oposição e uma idéia de concessão. II. Podem ser substituídos, respectivamente, por entretanto e visto que, sem alteração no significado global do texto. III. Estão separados por vírgula, porque ambos estão deslocados nas orações em que aparecem. Quais estão corretas? a) apenas I b) apenas II c) apenas III d) apenas II e III e) todas 12. Apesar disso, não se trata de uma obra para crianças. A construção híbrida da narrativa descarta episódios mais banais ou preocupações que seriam em tese mais comuns às crianças, dando destaque para os diálogos, seja entre Luciana e os pais, seja entre a garota e suas bonecas. As expressões abaixo poderiam substituir a expressão Apesar disso sem causar alteração essencial no significado da frase, à exceção de: a) contudo. b) no entanto. c) todavia. d) portanto. e) entretanto. 13. ______________ Marc Eliot, Walt Disney colaborou com o FBI, tendo participado, __________ de reuniões de nazistas americanos; ____________, de acordo com essas acusações, _____________ um dedo-duro. a) Para – pois – no entanto – seria b) Consoante – logo que – mesmo assim - seria c) Segundo – também – por conseguinte – teria sido d) Conforme – além do mais – entretanto – teria sido e) Devido a – por isso – ainda assim – havia de ser 18
  21. 21. Prof. Ascânio A questão número 14 refere-se ao texto abaixo. É claro que a rua serve também como1° espaço típico do lazer. Mas ela, como2° conceito inclusivo e básico da vida social – como3° “rua” – é o lugar do movimento, em contraste com a calma e a tranqüilidade da casa, do lar e da morada. 14. Quanto ao valor da palavra como, é correto afirmar que a) em sua primeira ocorrência, a palavra “como” estabelece uma relação de conformidade e poderia ser substituída por “para”. b) em sua segunda ocorrência, a palavra “como” estabelece uma relação de causalidade e poderia ser substituída por “logo que”. c) em sua terceira ocorrência, a palavra “como” estabelece uma relação de comparação, podendo ser substituída por “da mesma forma que”. d) na Segunda na terceira ocorrências, a palavra “como” tem o mesmo valor, podendo ser substituída por “enquanto”. e) em suas três ocorrências, a palavra “como” estabelece a mesma relação de idéias. 19
  22. 22. Prof. Ascânio ANÁLISE SINTÁTICA EXTERNA 3.ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA É aquela que tem o valor e a função de um substantivo. 3.1. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA SUBJETIVA É aquela que exerce a função de sujeito do verbo da oração principal. Ex.: Urge que passes no vestibular. OBS.: Nesse tipo de oração, o verbo da oração principal sempre se encontra na 3a pessoa do singular. 3.2. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA PREDICATIVA É aquela que exerce a função de predicativo do sujeito da oração principal. Ex.: A verdade é que não estudas para o vestibular. OBS.: Normalmente, o verbo que aparece nesse tipo de oração é o verbo ser. 3.3. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA OBJETIVA DIRE-TA É aquela que exerce a função de objeto direto da oração principal. Ex.: Desejamos que passes no vestibular. 3.4. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA OBJETIVA INDIRE-TA É aquela que exerce a função de objeto indireto da oração principal. Ex.: Necessito de que passes no vestibular. 3.5. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA COMPLETIVA NO-MINAL É aquela que exerce a função de complemento nominal em relação a um nome da oração principal.. Ex.: Há necessidade de que passes no vestibular. 3.6. ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVAAPOSTIVA É aquela que exerce a função de aposto em relação a um nome ou a um pronome substantivo da oração principal. Ex.: Só quero isto: que passes no vestibular. OBS.: A oração apostiva é a única das substantivas que pode aparecer sem a conjunção integrante. IMPORTANTE: As orações substantivas são normalmente iniciadas pelas conjunções “que” e “se”. Em certos casos, tais orações podem vir introduzidas pelos pronomes ou advérbios interrogativos quem, qual, por que, onde, como, quando e quanto. Ex.: Perguntei-lhe quanto ganhava. Quero saber qual é a tua opinião. EXERCÍCIOS I. Sublinhe e classifique as orações subordinadas substantivas nos períodos que seguem. 01. É bom que ignoremos o futuro. __________________________ 02. Tenho esperança de que venças mais esta etapa. __________________________ 03. Esperava-se que isto acontecesse. __________________________ 04. O professor gosta de que os alunos perguntem. __________________________ 05. Meu desejo há de se realizar: que passes no vestibular. __________________________ 06. Alguns não suportam que lhes dêem ordens. __________________________ 07. O problema é que ele está sem dinheiro. __________________________ 08. O deputado insistia em que a sessão fosse reaberta. __________________________ 09. A idéia de que tudo está perdido é ridícula. __________________________ 10. Nossa sorte foi que o professor anulou a prova. __________________________ 11. A verdade era que ninguém sabia nada. __________________________ 12. Não tenho dúvida de que tudo vai melhorar. __________________________ 13. Não duvidamos de que sua proposta venceria. __________________________ 20
  23. 23. Prof. Ascânio ANÁLISE SINTÁTICA EXTERNA 4. ORAÇÃO SUBORDINADA ADJETIVA É aquela que tem valor e a função de um adjetivo. Vem sempre introduzida por pronome relativo. Pronomes relativos: que, quem, qual, cujo, onde, como, quando OBS.: Tais pronomes são relativos, se tiverem como antecedentes um substantivo ou pronome substantivo e como conseqüente um verbo. Ex.: O exercício que resolvi era difícil. Não sei o que queres. Classificação: 4.1. ORAÇÃO SUBORDINADAADJETIVA RESTRITIVA É aquela que restringe, limita o sentido do nome da oração anterior. Não vem delimitada por vírgulas. Ex.: O livro que li era interessante. 4.2. ORAÇÃO SUBORDINADAADJETIVA EXPLICATIVA É aquela que atribui uma qualificação inerente ao substantivo da oração anterior ou lhe acrescenta uma informação. Ela é delimitada por vírgulas. Ex.: A água, que é líquida, mata a sede. Os alunos, que eram esforçados, passaram no vestibular. IMPORTANTE! A presença ou não de vírgulas nas orações adjetivas é essencial para se definir a idéia que se quer dar ao sentido do texto. Assim nas frases: 1. Os exercícios que eram fáceis foram resolvidos pelos alunos. 2. Os exercícios, que eram fáceis, foram resolvidos pelos alunos. A primeira frase indica que os alunos resolveram apenas os exercíci-os fáceis. A segunda indica que todos os exercícios eram fáceis. OBS.: A oração restritiva funciona sintaticamente como adjunto adnominal, e a explicativa, como aposto. EXERCÍCIOS I. Separe as orações adjetivas dos períodos abaixo e coloque E (explicativa) ou R (restritiva). 01. Ele perdeu o livro que deveria ler. ( ) 02. Não conheço o aluno a quem você emprestou o livro. ( ) 03. Não rasgue os livros em cujas capas há desenhos. ( ) 04. O Rio de Janeiro, que já foi a capital do país, é violento. ( ) 05. Os alunos, que foram aprovados, serão recebidos com alegria. ( ) 06. Considere as orações grifadas em: Os hóspedes, que haviam chegado mais cedo, foram para o salão de jogos onde havia um torneio de xadrez. Elas são pela ordem: a) adjetiva explicativa – adjetiva explicativa b) adjetiva explicativa – adjetiva restritiva c) adjetiva restritiva - adjetiva restritiva d) adjetiva restritiva - adjetiva explicativa 07. Explique a diferença de sentido entre: a) Os homens, que têm seu preço, são facilmente corrompidos. b) Os homens que têm seu preço são facilmente corrompidos. ___________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ 08. Se juntarmos as duas orações abaixo num só período, usando pronome relativo, teremos: I. Apresento-lhe Lúcia. II. Faço tudo por um sorriso de Lúcia. a) Apresento-lhe Lúcia, a quem faço de tudo pelo sorriso dela. b) Apresento-lhe Lúcia, que pelo sorriso dela faço tudo. c) Apresento-lhe Lúcia, a qual faço tudo pelo seu sorriso. d) Apresento-lhe Lúcia, cujo sorriso faço tudo por ele. e) Apresento-lhe Lúcia, por cujo sorriso faço tudo. Nos exercícios abaixo ocorrem duas orações isoladas. Reuna-as usando um pronome relativo. 01. O menino foi reprovado. O pai do menino é professor. ________________________________________________________________________________ 02. A cantora gravou novo disco. Sou admirador da cantora. ________________________________________________________________________________ 21
  24. 24. Prof. Ascânio 03. A casa é nova. Moro na casa. ________________________________________________________________________________ 04. Não conheço o escritor. Você se referiu ao livro do escritor. ________________________________________________________________________________ 05. Você se referiu ao livro. O livro está esgotado. ________________________________________________________________________________ 06. As tropas da OTAN estavam confiantes. Suas manobras vinham sendo preparadas por grandes estrategistas. ________________________________________________________________________________ 07. Este é o meu amigo. Eu mês hospedei na casa no meu amigo. ________________________________________________________________________________ 08. Eis o móvel. O documento ficou escondido sob o móvel. ________________________________________________________________________________ 09. Mostraram-me resultados. Nesses resultados eu não acreditei. ________________________________________________________________________________ 10. Não tolero as pessoas. Você convive com essas pressoas. ________________________________________________________________________________ Pontue os períodos abaixo, classifique a oração subordinada e identifique a função sintática do pronome relativo. 01. O assunto sobre o qual falamos ontem é sigiloso. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 02. Não reconheci a pessoa que me cumprimentou no cinema. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 03. A saúde que é fundamental para o bom desempenho profissional deve ser preservada. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 04. A loja de onde provém essa mercadoria fica no centro da cidade. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 05. A irritação cujas manifestações podem surgir por variados motivos é comum entre os seres humanos. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 06. O Presidente da República do qual dependem os destinos do país precisa ser honestos e responsável. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 07. O material que encomendaste ainda não chegou. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 08. O vestibular que representa uma das grandes preocupações dos candidatos à universidade não avalia adequadamente os alunos. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 09. As pessoas em quem eu mais confiava falharam. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 10. No salão principal cuja decoração foi totalmente mudada serão colocadas obras obras de arte muito valiosas. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 11. O cartão de ingresso sem o qual não poderás fazer as provas estará sendo entregue a partir de amanhã. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 12. Era uma família problemática a mãe que trabalhava o dia inteiro só os filhos à noite o pai que viajava constantemente não participava das decisões os filhos que se sentiam abandonados tinham baixo rendimento escolar. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 13. As crianças da 4ª série que foram ao passeio voltaram cansadas. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 14. Meu tio que mora em Londres é diplomata. Oração subordinada ________________________________ Função ___________________________________________ 22
  25. 25. Prof. Ascânio ATIVIDADES ADICIONAIS 01. Assinale a única alternativa em que a oração grifada não é subordinada substantiva subjetiva. a) Foi combinado que o encontro seria aqui. b) Não convinha que o trabalho fosse realizado hoje. c) Ele não sabia se assistiria àquela peça teatral. d) Foi necessário que viajássemos para São Paulo. e) Consta que ele foi aprovado no vestibular. 02. Meu maior desejo é que ele retorne logo. A oração grifada exerce a função sintática de: a) OI b) OD c) sujeito d) complemento nominal e) predicativo 03. Em É possível que comunicassem sobre política, a segunda oração é: a) subordinada substantiva subjetiva b) subordinada substantiva predicativa c) subordinada adverbial predicativa d) principal e) subordinada substantiva objetiva direta 04. Em Queria que me ajudasse, o trecho destacado pode ser substituído por: a) a sua ajuda. b) a vossa ajuda. c) a ajuda de vocês. d) a ajuda deles. e) a tua ajuda. 05. Nos períodos: I. Os dias de primavera, que são os mais lindos do ano, dão-nos uma grande alegria interior. II. A partir de hoje, só lerei is livros que me forem indicados com antecedência. Podemos dizer que: a) em I há oração adjetiva, mas em II não. b) a oração adjetiva de I é restritiva e a de II, explicativa. c) apenas em II há oração adjetiva. d) em I, a oração adjetiva é explicativa e em II restritiva. e) em ambos os períodos a oração adjetiva é restritiva. 06. Indique o objeto direto e o objeto indireto do verbo grifado em: Perguntei-lhe se sairia hoje. OD: _________________________ OI: __________________________ 07. Nos períodos: I. Ele disse que nunca mais voltaria aqui. II. Ele disse coisas que não entendi direito. Assinale a alternativa correta a respeito das orações grifadas. a) Em I é oração subordinada adjetiva restritiva. b) A palavra “que” em I é pronome relativo. c) A palavra “que” é conjunto integrante em I e pronome relativo em II. d) Em I, a oração sublinhada é objetiva direta e em II, a oração grifada, é adjetiva restritiva. e) As alternativas C e D são corretas. 08. Sei que esperavas desde cedo o início que eu te dissesse hoje o meu canto solene. Sei que a única alma que eu posso é mais numerosa que os cardumes do mar. (Jorge de Lima) As orações grifadas são, respectivamente, orações subordinadas a) substantiva subjetiva – adjetiva – adverbial consecutiva. b) adjetiva – substantiva objetiva direta – adverbial consecutiva. c) substantiva objetiva direta – adjetiva – adverbial comparativa. d) adjetiva – substantiva subjetiva – adverbial correlativa. e) substantiva predicativa – adjetiva – adverbial consecutiva. A questão 09 refere-se ao texto abaixo. Este livro é um relato pessoal de 1964. participei como jornalista e conheci algumas pessoas que tiveram bastante a ver com aquele desfe-cho que influiu (quanto?) na nossa história; perguntei a amigos sobre nomes, ocorrências e alguns dados de que me sentia incerto. 09. Observe as seguintes afirmações sobre a relação entre o pronome que e seus possíveis antecedentes. I. O primeiro “que” retoma “pessoas”. II. O segundo “que” retoma “desfecho”. III. O terceiro “que”retoma “amigos”. a) apenas I b) apenas II c) apenas III d) apenas I e II e) I, II e III 23
  26. 26. Prof. Ascânio ANÁLISE SINTÁTICA EXTERNA ORAÇÃO SUBORDINADA REDUZIDA As orações subordinadas podem aparecer sob a forma de orações reduzidas. Para que a oração subordinada seja reduzida, são necessárias as seguintes condições: 1° - Que haja verbo numa das formas nominais (infinitivo, gerúndio ou particípio); 2° - Que não haja conetivo subordinativo expresso; 3° - Que seja possível desdobrar essa oração de tal modo que, sem quebra de sentido, apareça um conetivo subordinativo expresso. Ex.: O policial permitiu fugir o preso. que o preso fugisse. Oração subordinada reduzida de infinitivo, substantiva objetiva direta. Ex.: O ladrão foi encontrado, roubando o automóvel. quando roubava o automóvel. Oração subordinada reduzida de gerúndio, adverbial temporal. Ex.: Terminado o espetáculo, iniciaram-se as críticas. IMPORTANTE: quando a oração reduzida de infinitivo tiver como sujeito um pronome átono oblíquo, no desdobramento, esse pronome passa a pronome reto. Ex.: Deixei-o falar. que ele falasse. (o=ele) Oração subordinada reduzida de infinitivo, substantiva objetiva direta. EXERCÍCIOS I. Desdobre e classifique as seguintes orações reduzidas. 01. O foragido foi encontrado, roubando o automóvel. _________________________________________________ 02. O professor deixou o aluno sair. _________________________________________________ 03. Correndo tudo bem, chegaremos logo à fazenda. _________________________________________________ 04. Terminado o espetáculo, iniciaram-se as críticas. _________________________________________________ 05. Não temos certeza de ele ser o ladrão. _________________________________________________ 06. Ele afirmava haver fantasmas naquele casarão. _________________________________________________ 07. É bom estudares. _________________________________________________ 08. Terminadas as provas, viajarei imediatamente. _________________________________________________ II. Assinale a alternativa correta. 01. Em Ao me deitar, antes, eu tinha posto uma caixa de fósforos num tamborete… a oração grifada é reduzida: a) causal. b) final. c) temporal. d) concessiva. 02. A oração reduzida está corretamente desenvolvida em todas as alternativas, exceto em: a) Aconselhou-me a ler a mão. Aconselhou-me que lesse a mão. b) Terminada a brincadeira, a meninada acomodou-se. Quando terminou a brincadeira, a meninada acomodou-se. c) Passaram guardas conduzindo presos. Passaram guardas que conduziam presos. d) Por estar adoentado, não saí de casa. Como estava meio adoentado, não saí de casa. e) Mesmo correndo muito, não alcançarás aquele ônibus. Se correres muito, não alcançarás aquele ônibus. 03. Outro dia, conversando com um editor, fui devidamente catequizada: o livro como o conhecemos hoje, feito de papel, está condenado. Abram alas para o livro digital! O fragmento destacado no texto, constitui uma estrutura que expressa uma circunstância de: a) finalidade b) causa c) concessão d) condição e) tempo 04. Bebendo muito e se alimentando pouco, Noel se tornou presa fácil da tuberculose. Naquele tempo, a doença era meia morte. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas da frase. O trecho “Bebendo muito” e “se alimentando pouco” tem valor ___________ em relação à afirmativa iniciada na palavra Noel, podendo ser substituído por orações desenvolvidas iniciadas por __________ ou __________, caso em que haveria mudança na forma dos verbos beber e alimentar-se. a) causal – embora – porque. b) explicativo – embora – porém. c) causal – já que – porque. d) causal – quando – onde. e) explicativo – como – quando. 24
  27. 27. Prof. Ascânio 05. A verdade, porém, é que toda escravidão é a mesma, e, quanto à bondade dos senhores, esta não passa de resignação dos escravos. Assinale a alternativa que contém um nexo que poderia substituir porém na mesma posição em que tal conjunção ocorre, sem alterar o significado da frase. a) assim. b) apesar disso. c) portanto. d) contudo. e) aliás. 06. Foi apenas superficial, tendo um caráter de ocidentalização ou anglo-americanização, uma vez que representou a adoção , por parte de alguns, de padrões de produção, consumo, comportamento e valores característicos de sociedades mais avançadas do Primeiro Mundo, mantendo, no entanto, a extrema desigualdade social e condições subumanas de vida para parte da população. Considere as afirmações feitas a respeito do texto acima. I. O período apresenta quatro orações; II. O nexo que introduz a terceira oração tem valor causal; III. A quarta oração classifica-se como reduzida, estabelecendo, como a anterior, uma relação de conseqüência. IV. O sujeito da segunda oração é o mesmo das demais orações do período. Quais estão corretas. a) apenas I e IV b) apenas II, III e IV c) apenas II e III d) I, II e IV e) todas estão corretas. A questão de número 07 refere-se ao texto abaixo. Levantou-se com certa dificuldade e ausentou-se da cozinha, onde ficamos suspensos por um fio em pleno abismo. Logo, porém, ele retornou com o argumento na mão. Girou o tambor do argumento. Depois, com um gesto calmo, solene, botou o argumento na cintura. Sentou-se nova-mente e disse, pausadamente: - Tem uma coisinha, Dirce: ou este tal de feminismo acaba hoje, ou o que acaba é tua mesada, se não acabar minha paciência antes. Certo? Agora vamos jantar. 07. Sobre o uso de nexos no texto, são feitas as seguintes afirmativas. I. A palavra “onde” (em destaque no texto) refere-se à palavra “cozinha” (em destaque no texto); II. A palavra “logo” (em destaque no texto) poderia ser substituída pela palavra “portanto”, sem alteração do significado original da frase; III. Se a palavra “ou” (em destaque no texto) de “ou este tal de feminismo” fosse retirada, a frase não sofreria alteração do seu significado original. Quais estão corretas? a) apenas I b) apenas II c) apenas I e III d) apenas II e III e) todas estão corretas. ATIVIDADES ADICIONAIS 01. Transforme a 2ª oração coordenada em subordinada adjetiva, empregando o pronome relativo adequado, precedido ou não de preposição: a) O jantar estava ótimo; o conde presidiu a ele. ___________________________________________________________ b) O vestido é muito bonito; Maria precisa dele. ___________________________________________________________ c) Cláudia era uma aluna aplicada; os pais admiravam-se de suas boas notas. ___________________________________________________________ d) O bairro era pobre; nele vivi muitos anos. ___________________________________________________________ As questões de 02 à 06 apresentam um período que você deve modificar, iniciando-o conforme se sugere, mas sem alterar a idéia contida no primeiro. Em conseqüência, outras partes da frase sofrerão alterações. Assinale a alternativa que contém o elemento adequado ao novo período. Ex.: Abraçou-me com tal ímpeto, que não pude evitá-lo. Comece com: Não pude evitá-lo… a) assim b) quando c) à medida que d) então e) porque Neste caso a resposta certa é E, pois a frase transformada seria: Não pude evitá-lo porque me abraçou com grande ímpeto. 01. Estava tão quente, que ligamos o ventilador. Comece com: Ligamos o ventilador… a) conforme b) dado que c) à medida que d) não obstante e) ao passo que 02. Como me assustei, ele avançou. Comece com: Eu me assustei… a) quando b) no caso de c) todavia d) não obstante e) e então 25
  28. 28. Prof. Ascânio 03. Havendo tempo, assistiremos ao espetáculo do U2. Comece com: Assistiremos ao espetáculo do U2… a) desde que haja b) ainda que houvesse c) visto que houvera d) caso houvesse e) embora haja 04. Trabalhamos com tal afinco, que fomos recompensados. Comece com: Fomos recompensados… a) uma vez que b) caso c) por isso d) no entanto e) embora 05. Não tendo confirmado sua chegada, não fui esperá-lo. Comece com: Não fui esperá-lo… a) a menos que b) se bem que c) por que d) visto que e) contudo II. Assinale a alternativa correta 07. A conjunção “e” liga elementos de construção semelhantes na alternativa: a) O jornal destina-se à divulgação dos fatos e a comentá-los. b) O comentário ou análise dos fatos buscam ser imparciais e que não permaneçam dúvidas no público. c) Todos esperam que a informação seja completa e a análise criteriosa dos fatos. d) A análise dos fatos serve para orientar os indivíduos e formar a opinião pública. e) O público quer que os informes do jornal e poder confiar neles. 08. O período em que a segunda oração apresenta uma idéia de condição é: a) Os artistas devem trabalhar na solidão, uma vez que desejam uma visão mais profunda dos fatos. b) O jornalista tem que trabalhar dentro dos fatos, posto que tal cuidado acarrete dificuldades. c) O jornalista podem bem informar, já que participa dos fatos. d) Os artistas trabalham na solidão, até que consigam revelar o sentido profundo dos fatos. e) O jornalista vive no meio dos acontecimentos, de modo que pode bem informar. 09. A relação entre as idéias das orações é a mesma em O exercício é útil ao escritor; ele deve, pois, redigir freqüentemente e na alternativa: a) Ele deve exercitar-se muito, pois escreve bem. b) Ele se expressa com propriedade, porque escolhe bem as palavras. c) Ele realiza bons trabalhos, já que reflete antes da redação. d) Ele analisa o tema, pois quer desenvolvê-lo adequadamente. e) Ele planeja sua redação, portanto escreve bem. 10. Na frase Entrando na faculdade, procurei emprego, a oração sublinhada pode indicar idéia de: a) concessão. b) oposição. c) condição. d) lugar. e) conseqüência. 11. Classifique as orações destacadas no período: Ao analisar o desempenho da economia brasileira, os empresários afirmaram que os resultados eram bastante razoáveis, uma vez que a produção não aumentou, mas também não caiu. a) principal – subordinada adverbial final. b) subordinada adverbial temporal – subordinada adjetiva restritiva. c) principal – subordinada substantiva objetiva direta. d) subordinada adverbial temporal – subordinada substantiva objetiva direta. e) subordinada adverbial temporal – subordinada substantiva subjetiva. 12. No período É possível discernir no seu percurso momentos de rebeldia contra a estandardização e o consumismo, a oração grifada é a) subordinada adverbial causal, reduzida de particípio. b) subordinada objetiva direta, reduzida de infinitivo. c) subordinada objetiva direta, reduzida de particípio. d) subordinada substantiva subjetiva, reduzida de infinitivo. 13. Visa-se a uma vida tranqüila em que não haja necessidade de que se trabalhe mais do que permita a saúde. a) Quantas orações existem no período acima? __________ b) Como elas se classificam? ___________________________________________________ 14. Assinale a oração subordinada adjetiva. a) Provou-se que existe pouco petróleo no Brasil. b) Ninguém desejava que ele morresse. c) Os dois vivemos momentos que não se esquecem. d) O provável é que tu te demitas do cargo. e) Não tenho interesse em que ele volte. 15. Em É difícil o dia em que não acontece um acidente, temos uma oração: a) subordinada substantiva predicativa b) subordinada substantiva completiva nominal c) subordinada substantiva subjetiva d) subordinada adjetiva restritiva 26
  29. 29. Prof. Ascânio e) subordinada adjetiva explicativa 16. Eis as armas de que tanto gostas. Classifique a oração grifada usando a seguinte convenção: a) oração principal b) oração coordenada c) oração subordinada adjetiva d) oração subordinada adverbial e) oração subordinada substantiva 17. Dos termos grifados nas orações que seguem, diga qual deles tem função sintática idêntica a “ser objeto de ódio” em tornara-se doloroso para mim ser objeto do ódio daquele homem. a) Não seria conveniente tramar toda aquela história. b) Dizia ser ele homem de moral forte. c) O pretexto era sair daquele lugar incômodo. 18. Observe com atenção este trecho de notícia de jornal. I. Saindo de casa, não amarrou o sapato. II. Ao descer da calçada, foi atropelado. III. O motorista não o socorreu, por não ter carta. Classificando, corretamente, as orações grifadas, temos que: a) as três são subordinadas adjetivas reduzidas. b) as três são subordinadas adverbiais reduzidas. c) as três são subordinadas substantivas reduzidas. d) são subordinadas, respectivamente, substantiva, adjetiva e adverbial. e) são reduzidas, respectivamente, substantiva, adjetiva e adverbial. 19. Numere a primeira coluna (frases com conetivo) de acordo com a segunda (tipos de conetivo) e assinale a resposta correta. ( ) Aguardo que você compareça. ( ) Comprei o livro que recomendaste. ( ) Tenho que sair. ( ) não precisa correr, que não é urgente. ( 1 ) Conjunção Coordenativa ( 2 ) Conjunção Subordinativa ( 3 ) Pronome Relativo ( 4 ) Preposição (acidental) III. Separe e classifique as orações dos seguintes períodos. 01. Deixando a taba, viu o falcão negro que despendia o vôo para as águas. ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 02. Espero que, quando tiveres tempo, encare nossas reivindicações com solicitude. ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 03. Não renovou o contrato, porque achou inconveniente, entretanto, a fim de demonstrar isenção, exigiu que testemunhassem a sua atitude. ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 04. Temos poucas possibilidades, mas, se Deus nos ajudar, talvez vençamos. ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 05. Esperávamos que ele quisesse resolver o grave problema que criou mo fim da última semana. ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 06. É necessário que realizes o que sonhaste, pois, quando o sonho se torna realidade, a vida é mais bela, e o encanto não morre. ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ 07. Conversamos toda a noite, enquanto a lua cintilava como uma pétala de prata, e eu, quando vi que ela estava ali tão próxima, não resisti e beijei-a. ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 08. Aquele jovem médico, quando notou que ela menosprezara o diagnóstico que ele propusera e considerava infalível, desistiu de tudo o que julgara importante, embora demonstrasse com isso que não tinha a serenidade de que necessitava naquele momento. ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 27
  30. 30. Língua Portuguesa Teoria e Exercícios Prof. Ascânio GABARITO Página 3 I 1.Simples - um grito 2.Indeterminado 3.Simples - muitas histórias 4.Oração sem sujeito 5.Oração sem sujeito 6.Simples - propostas 7.Indeterminado 8.Composto - comícios e passeatas II 1.A 2.B 3.A 4.D 5.C 6.B 7.B III 1. Os pedidos absurdos - interessavam 2. A tarefa mais difícil - coube 3. Novas soluções - vão 4. Mais distúrbios - correta 5. Algumas dívidas - podem 6. A transmissão de dados selecionados - correta 7. Elementos nocivos - costumam 8. R$ 2.000 - bastam 9. Oração sem sujeito - deve IV 1. Indeterminado 2. Simples - três horas 3. Simples - quatro folhas 4. Oração sem sujeito 5. Composto - diretores e presidente 6. Simples - alguém V 1. Fazia 2. Fizeram 3. Vai 4. Deve 5. Fez 6. Deve 7. Haviam VI 1. B VII 1. Reclamavam aumento 2. Poderão vaiar ... 3. Iam fazer ... 4. Elegeram .. 5. Sabiam ... 28
  31. 31. Língua Portuguesa Teoria e Exercícios Prof. Ascânio I 1. Primeira - PVN Segunda - PV 2. PVN 3. PVN 4. PV 5. PN 6. PV 7. PN 8. PVN 9. PV 10. PVN 11. PO - Incapaz 12. PO - Inteligente 13. PS - Felizes 14. Não há 15. PS - Silenciosos 16. Não há 17. PS - Russo 18. PS - Severo 19. Não há 20. PO - Presunçoso ATIVIDADES ADICIONAIS 1.i 2.d/s 3.d 4.d/s 5. inexistente 6.i 7.d/s 8.i 9.d/c 10. inexistente 11.d/s II 1.d 2.c 3.d 4.a 5.e REVISÃO I 1. OSS 2. Indeterminado 3.Oculto 4. Oculto 5. OSS 6. Indeterminado 7. Oculto 8. OSS 9. OSS 10. Simples 11. OSS 12. Indeterminado 13. Simples 14. Simples 15. OSS 16. Simples II 1.N 2.V 3. VN 4. N 5. V 6. V 7. N 8. V 9. VN 10. N 11. V 12. VN 13. V 14. V 15. VN III 1. S 2. O 3. S 4. S 5. O 6. S 7. O 8. S 9. S 10. S 11. S 12. S IV 1.E 2.C 3.E 4.C 5.B 6.D V 1. Ocorreram alguns fatos surpreendentes. Suj.: alguns fatos surpreendentes Pred.: ocorreram 2. Sobraram muitos pães na festa Suj.: muitos pães Pred.: sobraram na festa 3. Bastam-me umas frases de incentivo Suj.: umas frases de incentivo Pred.: bastam-me 4. Faltaram uns bons quadros naquela exposição Suj.: uns bons quadros Pred.: faltaram naquela exposição 29
  32. 32. Língua Portuguesa Teoria e Exercícios Prof. Ascânio I 1.A 2.E 3.B 4.B 5.E 6.C 7.A 8.E 9.E 10.E 11.D II 1.A 2.B 3.A 4.B 5.B III 1.A 2.B 3.B 4.A IV 1.D 2.D 3.C 4.D 5.B 6.B 7.A V 1.CN/P 2.OD 3.OI 4.AADN/ AP 5.S 6.ODP 7.OD 8.CN VI 1.D 2.C 3.A 4.B 5.C 6.D VII 1.O 2.LHES 3.A 4.OS 5.LHES VII 1.OD 2.OI 3.OD 4.OI 5.OI 6.OD 7.OD 8.OD 9.OI 10.OD I 1.PA/SP 2.AADN/PS 3.S 4.OD/PO 5.PA/SP 6.CN/AAT 7.ODP/S 8.OD/ODPleonástico 9.OD/AADN 10.CN/PO 11.S/AAL 12.CN/PS 13.AADN/OD 14. IIS/OI 15.AAL/PA/SP 16.AADN/AP II 1.E 2.C 3.B 4.A 5.B 6.C 7.C 8.B 9.E 10.C 11.C 12.E 13.A PÁGINA 14 e 15 III 1. O ensino (suj) não (aan) é (vl) acessível (ps) a todos (cn) 2. O povo (suj) está (vl) ansioso (os) por dias melhores (cn) 3. Os jornais (suj) noticiaram (vtd) a prisão (od) do criminoso (cn) 4. Toda a cordilheira (suj. pac) foi coberta (loc.verb. na voz passiva) por um nevoeiro escuro (ap) 5. Elegeram (vtd) –na (od) oradora da turma (po) 6. Todos (suj) saíram (vi) satisfeitos (ps) da reunião (aal) 7. Quebraram (vtd) – lhe (a adn) os dentes (od) 8. O discurso do candidato (suj) foi aplaudido (loc.verb. na voz passiva) naquele dia (aat) 9. Ao professor (oi) ofereci (vtdi) –lhe (oi pleon.) alguns livros (od) 10. Narciso (voc), foste caluniado (loc.verb. na voz passiva) por seus amigos (ap) 11. Nós (suj), brasileiros (aposto), somos (vl) um povo alegre (ps) 12. Hoje (aat) não (aan) havia (vtd) muitos alunos (od) na sala de aula (aal) 13. Sou (vl) – lhe (cn) favorável (ps) 14. Os policiais (suj) prenderam (vtd) ao ladrão (od prep.) 30
  33. 33. Língua Portuguesa Teoria e Exercícios Prof. Ascânio I 1. Aditiva/Conclusiva 2. Adversativa 3. Explicativa 4. Alternativa 5. Aditiva II 6. Aditiva 7. Explicativa 8. Alternativa 9. Adversativa 10. Adversativa 11. Conclusiva 12. Conclusiva 13. Explicativa 14. Adversativa 15. Explicativa 16. Aditiva 17. Explicativa 18. Explicativa 19. OCA/OCA/OCS Aditiva/OCA/OCA/OCS Adversativa III 20. MAS 21. PORTANTO 22.E 23.POIS I 1. Condicional 2. Consecutiva 3. Final 4. Concessiva 5. OCS Adversativa 6. Temporal 7. Comparativa 8. Causal 9. OCS Conclusiva 10. Causal 11. Proporcional 12. Concessiva 13. Causal 14. Consecutiva 15. Temporal 16. Conformativa 17. Causal 18. Causal 19. Comparativa 20. Final 21. Concessiva 22. Condicional 23. O Principal 24. Causal 31
  34. 34. Língua Portuguesa Teoria e Exercícios Prof. Ascânio EXERCÍCIOS ADICIONAIS I 1.B 2.A 3.E 4.D 5.D 6. NULO 7.D 8.B 9.D 10.D 11.B 12.D 13.C 14.D I 1.S 2.CN 3.S 4.OI 5.A 6.OD 7.P 8.OI 9.CN 10.P 11.P 12.CN 13.OI I 1.R 2.R 3.R 4.E 5.E 6.A 7.a - Todos se corrompem e têm seu preço b - Só alguns têm seu preço e se corrompem 8.E II 1. O menino cujo pai é professor foi reprovado. 2. A cantora de quem sou admirador gravou novo disco. 3. A casa onde moro é nova. 4. Não conheço o escritor a cujo livro você se referiu. 5. O livro a que você se referiu está esgotado. 6. As tropas da OTAN cujas manobras vinham sendo preparadas por grandes estrategistas estavam confiantes. 7. Este é meu amigo em cuja casa me hospedei. 8. Eis o móvel sob o qual o documento ficou escondido. 9. Mostraram - me resultados nos quais não acreditei. 10. Não tolero as pessoas com quem você convive. III 1. AR/AA Assunto 2. AR/S 3. AE/S 4. AR/AA Lugar 5. AE/AADN 6. AE/OI 7. AR/OD 8. AE/S 9. AR/OI 10. AE/AADN 11. AE/AA Modo 12. AE/S - AE/S - AE/S 13. AR/S 14. AE/S ATIVIDADES ADICIONAIS 1.C 2.E 3.A 4.A 5.D 6.OD/ Se Sairia hoje - OI/LHE 7.C 8.C 9.D PÁGINA 26 I 1.OSA Temp 2. OSSOD 3. OSA Cond 4. OSA Temp 5. OSSSN 6. OSSOD 7. OSSS 8. OSA Temp II 1.C 2.E 3.E 4.C 5.E 6.E 7.C ATIVIDADES ADICIONAIS 1. a) O jantar a que o conde presidiu estava ótimo. b) O vestido de que Maria precisa é muito bonito. c) Cláudia, de cujas notas os pais admiravam-se, era uma aluna aplicada. d) O bairro em que vivi muitos anos era pobre. II 1.B 2.E 3.A 4.A 5.D 7.D 8.D 9.E 10.C 11.D 12.D 13.a-4 b-OP/OSAR/OSSCN/OSA Comparativa 14.C 15.E 16.C 17.A 18.B 19. 2-3-4-1 III 1. OSAT/OP/OSAR 2. OP/OSSOD/OSAT 3. OP/OSA Causal/OCS Adversativa/OSA Final/OSSOD 4. OP/OCS Adversativa/OCA Condicional 5. OP/OSSOD/OSAR 6. OP/OSSS/OSAR/OCS Explicativa/OSA Temporal/OCS Aditiva 7. OP/OCS Aditiva/OSA Temporal/OSSOD/OCS Aditiva 32
  35. 35. Neon Online Neon Online www.neononline.com.br Língua Portuguesa Equipe Técnica: Arlindo Pionti Diego Bueno Johni Santhiago (Parte II) PROFESSOR: Ascânio Bottini
  36. 36. Prof. Ascânio POR QUE – POR QUÊ – PORQUE - PORQUÊ 1. PORQUÊ – motivo (único substantivado) Ex.: Não entendo o porquê da tua reação. 3. POR QUÊ – por que motivo (somente em final de frase) Ex.: Ela está chorando, e eu não sei por quê. Vocês não gostaram da prova? Por quê? EXERCÍCIOS 2. POR QUE – por que motivo 4. PORQUE – nos outros casos ou como sinônimo de “pois”. I. Preencha os espaços, usando por que, por quê, porque ou porquê. 01. Não falei, _______________ achei o momento imprórpio. 02. Esta é das priores frases ______________ já passou. 03. Ficamos todos surpresos, ______________ jamais nos havia falado nisso. 04. Vocês não gostaram da prova, _______________? Ex.: Entendi por que agiste assim. Os caminhos por que ela passou foram difíceis. Ex.: Não passei no vestibular, porque não estudei. Ele não fez a prova do vestibular porque não estudou? 05. Quem fala bem e escreve da maneira ________________ fala, não escreve bem. 06. Quero saber o ________________ dessa atitude tão insólita. 07. Ainda não sabes a correta grafia do ________________? 08. O colega agiu assom sem saber ___________________. pelo qual, pela qual, pelos quais, pelas quais 09. __________________ erraste o exercício? ____________________ não sabias ou _________________ não aplicaste bem a fórmula? 10. Será que tudo na vida tem o seu __________________? 11. Não falaste nesse _____________? Agora, _________________ duvidas? Sinceramente, eu não sei ______________? 12. Eis _____________ não compreendo o ______________ das coisas. Há tanto _______________ na vida! ____________ não lutar por um mundo melhor? 13. Ninguém soube explicar o _____________ de sua tristeza; e você sabe _________________? 14. O _______________ de tua recusa me preocupa! _____________ tu fizeste isso? _____________? 15. Não sei ____________ V. Sª veio até aqui, se já conhece de sobejo as razões ______________ foi exonerado. 37
  37. 37. Prof. Ascânio EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 01. Indique a frase onde ocorre erro. a) Este é o caminho por que devemos seguir. b) Ninguém disse por que ele sumiu. c) Por que estão cercando a praça? d) As pessoas andam tristes, porquê? e) Vou embora, porque não suporto tuas reclamações. 02. Assinale a alternativa que completa a frase abaixo. “______________ não venho mais? Não venho ______________ já não agüento responder aos _____________ de sua esposa.” a) Por que – por que – por quê b) Porque – porquê - porques c) Por que – por quê - porquês d) Por que – porque - porquês e) Porque – por que - porquê 03. Assinale a alternativa que completa adequadamente as lacunas das frases abaixo. - _____________ me julgas indiferente? - _____________ tenho meu ponto de vista. - E não revelas _____________? - Nem sei o _____________. a) por que – porque – por que – por quê b) por que – porque – por quê - porquê c) porque – por que – porque – por quê d) por quê – porque – por que – porquê e) porque – porque – por quê – por quê 04. “Ela nos contou o ___________ da viagem, _______________ não quis partir sem esclarecer a situação.” a) porquê - porque b) por quê - porque c) porque – por quê d) porquê – por que e) por que – por que 05. “Não tínhamos a menor dúvida dos motivos ____________ lutávamos; ________________ não nos fizemos ouvir? Talvez __________ não tenhamos usado argumentos convincentes.” a) por que – por que – por que b) porque – porque – porque c) por que – por que – porque d) porque – por que – por que 06. Assinale a frase gramaticalmente correta. a) Não sei por que discutimos. b) Ele não veio por que estava doente. c) Mas porque não veio ontem? d) Não respondi porquê não sabia. e) Eis o porque da minha viagem. 07. Assinale a alternativa que preencha, adequadamente, as lacunas das respectivas frases. I. Ele não o procurou, __________? II. Ninguém explicou o ___________ da sua desistência. III. Desejo saber ___________ não compareceste à assembléia. IV. __________ é sonhador, o jovem cultiva as ideais. a) por quê – porquê – por que - porque b) por que – porque – porque – por que c) por quê – porquê – porque – por que d) porquê – por que – por que - porque e) por que – porquê – porque - porque 08. Considere as frases: I. O porquê da evasão escolar parece muito claro. II. Por que você não veio? III. Você não veio por quê? IV. O motivo porque ele saiu não interessa. V. Irei porque me agrada sua companhia. Escolha a alternativa correta. a) Todas são corretas. b) Todas são corretas, exceto a IV. c) I, III e IV são corretas. d) II e IV são corretas. e) Todas são incorretas. 09. Assinale o item que apresenta erro no emprego do por que, por quê, porque, porquê: a) Não sei por que não vieste ontem. / Não vim porque estava doente. b) Por que não voltaste cedo? / Não sei por que estou nervosa. c) Eis a razão porque me empenho tanto. / Ele está intranqüilo sem saber o por quê. d) Não vais, por quê? / Desconheço o porquê de semelhante atitude. e) Não é fácil o emprego do porquê. / O teu porquê me aborrece. 38

×