O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Gestão da Produção

1.690 visualizações

Publicada em


Gestão da Produção é a atividade de gerenciamento de recursos escassos e processos que produzem e entregam bens e serviços, visando a atender as necessidades e/ou desejos de qualidade, tempo e custo de seus clientes.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Gestão da Produção

  1. 1. Gestão da Produção
  2. 2. Historia Nos primórdios da humanidade não havia produção, povos nômades se alimentavam da natureza. As mulheres mudaram a realidade, começando a plantar, fixando os povos em locais onde havia sustento. Há predomínio da agricultura até o século XVIII.
  3. 3. O Início do Processo Produtivo  O Homem primitivo - qualidade nos utensílios fabricados para garantir a sobrevivência;  A formação da sociedade, fez surgir a figura do artesão; e  A intensificação da atividade Comercial.
  4. 4. Evolução Histórica Pré-história Escambo Artesães Organização Revolução Industrial 1764 - Máquina à Vapor Fábricas 1790 Eli Whitney Padronização de Componentes Função Projeto Fim do século XIX Taylor Produtividade 1913 Henry Ford Montagem Seriada Produção em Massa Engenharia Industrial 1960 Produção Enxuta Produção Customizada MANUFATURA ONE BEST WAY PRODUÇÃO SISTEMA ARTESANAL (TAYLOR) EM MASSA TOYOTA
  5. 5. Evolução Histórica A administração científica de Taylor trouxe inovações: Estudos para saber qual a melhor maneira para executar as tarefas; estudo de tempos/movimentos e plano de incentivos.
  6. 6.  Inspeção  A Revolução industrial - surgimento da Fase da Inspeção;  Frederick Taylor e a Teoria da Administração Científica: “a melhor maneira de fazer as coisas”; e  Henry Ford e a linha de montagem.
  7. 7. Toyotismo O Sistema Toyota de Produção é um sistema de produção desenvolvido pela Toyota entre 1948 e 1975, que aumenta a produtividade e a eficiência, evitando o desperdício, como a de tempo de espera, superprodução, gargalos de transporte e inventário desnecessário etc, foi desenvolvido por Taiichi Ohno, o sistema integra o lean manufacturing, just-in-time,[1] kanban e o nivelamento de produção ou heijunka. Controle da Qualidade  Aprimoramento da técnica de inspeção. O controle DA qualidade e não apenas um controle DE qualidade;  Técnicas estatísticas; e  Controle Estatístico da Qualidade no Japão.
  8. 8. Objetivo da Gestão da Produção A função clássica da Gestão da Produção é ser eficaz no planejamento e na organização da produção, de modo a melhorar a qualidade dos bens produzidos, sejam eles produtos ou serviços.
  9. 9. O que é Gestão de Produção? Gestão da Produção é a atividade de gerenciamento de recursos escassos e processos que produzem e entregam bens e serviços, visando a atender as necessidades e/ou desejos de qualidade, tempo e custo de seus clientes. Toda organização, vise ela ao lucro ou não, tem dentro de si uma função de produção, pois gera algum “pacote de valor” para seus clientes que inclui algum composto de produtos e serviços, mesmo que, dentro da organização, a função de produção não tenha este nome.
  10. 10. 1.1 Conceituação • A administração da produção, segundo Rentes (2011, p.41) pode ser definida como o conjunto das atividades de planejamento, gerenciamento e controle operacional da produção.
  11. 11. • De acordo com Chiavenato (2005, p.12-13 ) a administração da produção utiliza recursos físicos, materiais e a tecnologia de forma integrada e coordenada transformando-os em produtos e ou serviços.
  12. 12. • Outra definição bastante difundida é que a administração da produção é: “o gerenciamento dos recursos diretos que são necessários para a obtenção dos produtos e serviços de uma organização”, sendo que essa função está concentrada em um processo de transformação de insumos (matéria- prima) através de componentes (pessoas, máquinas, ferramentas) obtendo o resultado desejado (DAVIS, AQUILANO E CHASE, 2001, p. 24 - 25).
  13. 13. 1.2 Fatores da produção Os fatores de produção são os bens necessários à realização de um dado produto final. São os elementos que tornam possível a existência de produção.
  14. 14. Recursos Naturais • é constituído pelo conjunto de bens disponibilizados pela Natureza e que não são objeto de qualquer transformação prévia: é o caso da terra, dos rios, dos minérios do subsolo, etc. É usual fazer-se a distinção entre recursos naturais renováveis e não renováveis.
  15. 15. Recursos não renováveis • são recursos naturais que, uma vez consumidos, não podem ser substituídos, (pelo menos num espaço de tempo razoável). São produtos resultantes de processos extremamente lentos da litosfera, e não são auto-renováveis. Esses recursos existem muitas vezes em quantidades fixas, ou são consumidos mais rapidamente do que natureza pode produzi-los. Estes recursos, se forem sobre explorados, podem provocar poluição, e a sua exploração pode ser afectada pelo risco sísmico, e pelo risco vulcânico.
  16. 16. Combustíveis Fósseis • PETRÓLEO • GÁS NATURAL • CARVÃO NATURAL
  17. 17. Recursos Naturais Renovavéis  são considerados renováveis quando possibilitam a sua utilização sistemática sem risco de se esgotarem. A sua reposição ou regeneração é feita de forma contínua pela Natureza. Em termos de reservas naturais, trata-se de um bem ilimitado. • Energia Solar • Energia Eólica • Biomassa • Energia Hidroeléctrica • Energia Geotérmica • Energia Nuclear
  18. 18. Trabalho  é considerado como um factor de produção primário; representa não apenas o tempo de trabalho humano dispêndio na produção, mas também as capacidades e conhecimentos das pessoas utilizados na produção; este factor produtivo é geralmente considerado como a chave do desenvolvimento económico.
  19. 19. Capital  inclui todos os bens duráveis produzidos com o fim de produzirem ou apoiarem na produção de outros bens ou serviços; podem ser incluídos neste tipo de factores produtivos as máquinas industriais, os equipamentos informáticos, os equipamentos de telecomunicações, os equipamentos de transportes, as instalações, entre diversos outros.

×