O reino de kush

3.256 visualizações

Publicada em

Slides sobre o Reino de Kush e sobre o Reino de Aksum

Publicada em: Educação
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.256
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
50
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O reino de kush

  1. 1. O Reino de Kush:
  2. 2. • A Núbia é uma região situada no vale do rio Nilo, que atualmente é partilhada pelo Egito e pelo Sudão, mas na antiguidade se desenvolveu nesta região o que se pensa ser a civilização negra mais antiga da África.
  3. 3. • Em seus primeiros tempos, viviam da caça, da coleta e da pesca. Represaram e distribuíram as águas do Nilo, aproveitando-as para a agricultura. Cultivavam, dentre outras coisas, trigo, cevada e sorgo.
  4. 4. • O Reino do Kush começou quando surgiram comunidades nas margens do rio Nilo e houve a união delas, que passaram a obedecer um único rei. Foi conquistado pelo Egito em 1530 a.C., mas em 730 a.C. os cuxitas conquistaram o Egito, dando início a uma dinastia de faraós negros.
  5. 5. • Em 713 a.C. o rei kushita Shabaka invadiu e controlou o Egito, iniciando assim a 25ª Dinastia. No Antigo Testamento, encontramos várias citações sobre os temíveis guerreiros negros do império kushita.
  6. 6. Características do Reino de Kush: • A escolha do rei era baseada no voto em candidatos mais preparados. Consulta ao deus da cidade para confirmação. • O poder maior cabia ao rei, mas os governadores das províncias tinham certa autonomia.
  7. 7. • O papel da mulher na política era importante. A mãe do rei recebia do título de Candace, influenciando no governo do filho e da nora. Às vezes também ocupavam o poder político.
  8. 8. • Os cuchitas, como seu povo era chamado, eram africanos negros, agricultores na maioria, mas entre eles havia também artesãos e mercadores. Às vezes capturavam pessoas de outros povos e tornavam os cativos seus escravos.
  9. 9. • O reino de Kush era muito rico, possuía minas de ouro e terras cultiváveis. Além disso, ficava numa ótima localização para comerciar com outros povos. • Os cuchitas transportavam mercadorias pelo rio Nilo e também por estradas que levavam ao mar Vermelho. Vendiam ouro, incenso, marfim, ébano, óleos, penas de avestruz e pele de leopardo.
  10. 10. • Quando o Egito foi invadido pelos Assírios, os kushitas fugiram para o sul e mantiveram o controle sobre a Núbia, a partir de Napata. Para se afastarem ainda mais dos conflitos do território egípcio, os kushitas transferiram sua capital para Méroe (século 6 a.C.), ainda mais ao sul.
  11. 11. Napata:
  12. 12. Meroé:
  13. 13. • No ano 350 , o reino de Aksum derrotou e conquistou o reino de Kush.
  14. 14. Reino Cristão de Aksum ou Axum:
  15. 15. • Aksum ou Axum foi um reino africano que se tornou conhecido pelos povos da região, incluindo o Mediterrâneo, por volta do século I. • Tinha a sua capital na cidade de Aksum, na atual Etiópia, embora as cidades mais prósperas fossem os portos do Mar Vermelho de Adulis e Matara, na atual Eritreia.
  16. 16. • Aparentemente, este reino começou a se estabelecer nesta região no século V a.C., uma vez que muitos dos monumentos de Aksum são dessa época. No entanto, não há muita informação sobre esses tempos antigos, até Aksum atingir o seu auge.
  17. 17. • No século II, Aksum adquiriu estados na Península Arábica, conquistou o norte da Etiópia e, finalmente, o Reino de Kush, no ano 350. Os aksumitas controlavam uma das mais importantes rotas comerciais do mundo e ocupavam uma das mais férteis regiões no Mundo.
  18. 18. • Aksum estava diretamente no caminho das crescentes rotas comerciais entre a África, a Arábia e a Índia e, como resultado, tornou-se fabulosamente rica e as suas maiores cidades tornaram-se centros cosmopolitas, com populações de judeus, núbios, cristãos e até budistas.
  19. 19. Ouro:
  20. 20. Seda Chinesa:
  21. 21. Escravos:
  22. 22. • No século IV, o rei Ezana adotou o cristianismo e foi batizado. O reino de Aksum foi o primeiro estado africano a cunhar a sua própria moeda, aparentemente começando no reinado de Endubis (cerca de 270) até ao de Armah (aproximadamente 610). Este estado criou igualmente, também no século III o seu próprio alfabeto, denominado ge'ez (que corresponde igualmente a uma língua ainda falada na região).
  23. 23. Obelisco de Aksum:
  24. 24. Templo da Arca da Aliança:
  25. 25. Terras altas da Etiópia:
  26. 26. Mapa da Etiópia:
  27. 27. Vale do Rio Omo: Onde a vida humana surgiu
  28. 28. Rio Omo:
  29. 29. Povo Karo – Vale do Rio Omo - Etiópia
  30. 30. Menino da Etnia Karo
  31. 31. Habitações dos povos do Vale do Rio Omo:
  32. 32. Mulher da Tribo Hammar:
  33. 33. Mulher do povo Dassanech – Vale do Rio Omo - Etiópia
  34. 34. Jovem da Etnia Surma:
  35. 35. Povo Oromo
  36. 36. Menino do povo Arbore
  37. 37. • No Século VIII, árabes muçulmanos invadiram o reino destruíram Adulis e passaram a dominar o comércio; então o reino de Axum enfraqueceu e empobreceu.
  38. 38. • Um novo crescimento voltou a ocorrer nos séculos XII e XIII durante o governo do rei Lalibela que procurou restaurar a grandeza de Axum. Nessa época, floresceram a arquitetura, a pintura, a escultura e a literatura com livros ricamente ilustrados. Lalibela mandou escavar na pedra onze igrejas cristãs consideradas, atualmente, um dos mais extraordinários conjunto de templos do mundo.
  39. 39. Patrimônio Cultural da Humanidade: Igrejas escavadas em Lalibela
  40. 40. As Igrejas de Lalibela:
  41. 41. Peregrinos em Lalibela:
  42. 42. Capital da Etiópia – Adis Abeba:
  43. 43. Cidade de Gondar:

×