A mesopotâmia

711 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
711
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A mesopotâmia

  1. 1. A MESOPOTÂMIA:
  2. 2. • Mesopotâmia é uma palavra de origem grega que significa "entre rios“; na verdade a Mesopotâmia é a Terra “entre rios” porque estava localizada entre os rios Tigre e Eufrates.
  3. 3. Mesopotâmia:
  4. 4. • A Mesopotâmia é uma estreita faixa de terra situada na Ásia Ocidental, entre as mesetas do Irã, a Armênia, os desertos da Síria e da Arábia e o Golfo Pérsico. Seu clima é extremado com rigorosos invernos e ardentes verões. A parte sul, mais fértil, chamava-se Caldéia.
  5. 5. • Ao norte, numa região montanhosa, desolada, com escassas pastagens, encontrava-se a Assíria. A fertilidade do seu solo deve-se aos rios Tigre e Eufrates, que nascem nas montanhas da Armênia e deságuam no golfo Pérsico.
  6. 6. • A Mesopotâmia sofreu diversas invasões de outros povos, mas que ao invés de interferirem negativamente em sua cultura, ao contrário aprenderam e adotaram muitos conhecimentos dos mesopotâmicos.
  7. 7. • O aparecimento de tantas culturas nessa região é explicado pela importância das cheias dos rios, que fertilizavam as terras da região. Em busca de sobrevivência, sumérios, assírios e acádios criaram vários centros urbanos, travaram guerras e promoveram uma intensa troca de valores e costumes.
  8. 8. • Segundo alguns estudos realizados, a ocupação dessa região do Oriente Médio aconteceu há 4000 a.C., graças ao deslocamento de pequenas populações provenientes da Ásia Central e de regiões montanhosas da Eurásia.
  9. 9. Eurásia:
  10. 10. • Aproximadamente em 3.000 a.C., os povos semitas também habitaram essa mesma região. Já nesse período, a Mesopotâmia possuía um expressivo conjunto de cidadesEstado, como Nipur, Lagash, Uruk e Ur.
  11. 11. Os Sumérios: • Os sumérios tinham rebanhos bovinos, ovinos e praticavam agricultura para a qual haviam inventado um arado e uma semeadora puxados por bois. Eles aumentaram a produtividade natural do vale fluvial construindo canais de irrigação.
  12. 12. • Aprenderam a construir suas aldeias em montes naturais ou artificiais, de modo a ficarem a salvo das águas de enchentes e terem maior segurança contra ataques. Por volta de 3.500 a .C., como sabemos por escavações feitas em UR, os sumerianos haviam atingido uma brilhante civilização.
  13. 13. • Uma grande evolução técnica chegou a caracterizar a vida das cidades sumerianas. Eles construíam suas casas com tijolos, a pedra era usada para esculpir estátuas de deuses e de reis.
  14. 14. A invenção da escrita: • Os sumérios desenvolveram um sistema de escrita que inicialmente se destinava ao registro de contabilidade dos templos. Os registros escritos eram necessários para a administração do rico patrimônio acumulado pelos templos através de oferendas religiosas, como escravos, rebanhos, terras.
  15. 15. • A administração desses bens exigia que os sacerdotes mantivessem um console preciso de operações como empréstimos de animais ou sementes, pagamentos a construtores de barcos ou a comerciantes estrangeiros, relação de mercadorias vendidas, emprestadas e estocadas. Para manter esse controle a solução foi registrar por escrito as operações realizadas.
  16. 16. Escrita Cuneiforme:
  17. 17. Sumérios:
  18. 18. Zigurate:
  19. 19. SISTEMA POLÍTICO DOS SUMÉRIOS: • Durante a maior parte de sua história os sumerianos viveram numa confederação de cidades-estados, unidas somente para fins militares. Comandando cada uma delas, estava um patesi, que acumulava as funções de primeiro sacerdote, comandante do exército e superintendente do sistema de irrigação.
  20. 20. Patesi:
  21. 21. • Ocasionalmente um desses governadores mais ambiciosos teria estendido seu poder sobre certo número de cidades a assumindo o título de rei. No entanto foi só na época de DUNGI, mais ou menos 2300 a .C., que todos os sumerianos se uniram sob a autoridade única de um chefe de sua nacionalidade.
  22. 22. Patesi:
  23. 23. • O enfraquecimento político dos sumerianos, decorrentes da desunião, permitiu que povos semitas vindos do norte da cidade de ACAD, invadissem a região.
  24. 24. Cidade Suméria:
  25. 25. • O povo não tinha quase nenhum patrimônio como também propriedades. A escravidão não era uma instituição importante, muitos dos que eram considerados escravos não passavam na realidade de servos que haviam hipotecado sua pessoa por dívida.
  26. 26. • A agricultura era o principal interesse econômico da maior parte da população, sendo os sumerianos excelentes lavradores. Devido ao seu conhecimento de irrigação, conseguiram farta colheita de frutas e também de cereais.
  27. 27. Canais de Irrigação:
  28. 28. • A terra era dividida em grandes latifúndios que achavam nas mãos dos governadores, dos sacerdotes e dos oficiais do exército, o cidadão médio ou era rendeiro ou servo. No comércio estava a segunda parte da riqueza sumeriana.
  29. 29. • Os sumerianos eram muito religiosos Consideravam o culto a seus deuses a principal função a desempenhar na vida. Quando interrompiam as orações, deixavam estatuetas de pedras que os representavam diante dos altares para rezarem em seu nome.
  30. 30. Zigurate de Ur:
  31. 31. • Dentro dos templos havia oficinas para artesãos, cujos produtos contribuíram par a prosperidade da SUMÉRIA. Os sumerianos acreditavam num dado número de deuses, tendo cada um deles uma personalidade distinta com atributos humanos. Podemos citar alguns deuses: ISHTAR, a deusa do princípio feminino da natureza,
  32. 32. Deuses Sumérios:
  33. 33. Ishtar:
  34. 34. • SHAMASH, era o deus do sol, dava o calor, luz em beneficio do homem, mas também podia mandar seus raios abrasadores para secar o solo e as plantas. O dualismo religiosos, envolvendo a crença em divindades inteiramente separadas do bem e do mal, só aparecem na civilização muito depois.
  35. 35. Shamash:
  36. 36. • Os sumerianos destinavam sua religião exclusivamente a este mundo e não ofereciam qualquer esperança à outra vida, não faziam mumificação e nem construíram túmulos complicados. Os mortos eram enterrados sob o piso da casa sem caixão.
  37. 37. • Os sumérios não realizavam grandes coisas nas atividades intelectuais. Sua grande realização foi a escrita. Na matemática, descobriram o processo de multiplicação e divisão a até a raiz quadrada e cúbica. Seu sistema de numeração, pesos e medidas, era duodecimal, com o número sessenta como unidade mais comum.
  38. 38. • A astronomia era pouco mais que astrologia e a medicina, era apenas uma mistura de ervas e magia. O receituário dos médicos consistia principalmente em feitiços para exorcizar os espíritos maus e acreditavam serem causas das doenças.
  39. 39. Astronomia:
  40. 40. Signos:
  41. 41. • Como artistas os sumerianos, destacaram-se nos trabalhos com metal, na lapidação de pedras preciosas e esculturas. Os edifícios característicos da arquitetura sumeriana é o ZIGURATE, depois de muito copiado pelos povos que se sucederam na região,era uma construção em forma de torre composta por sucessivos terraços e encimada por pequeno templo.
  42. 42. Zigurate:
  43. 43. • A educação estava nas mãos dos sacerdotes e assim sua influência era culminante sobre e a vida intelectual total da nação. Nas escolas dos templos, ensinavam aos estudantes o complicado sistema de escrita. Também se ensinava a matemática e ainda a língua sumeriana e semítica.
  44. 44. OS ACÁDIOS:
  45. 45. • As cidades sumerianas ocupavam as melhores terras da MESOPOTÂMIA. Por esse motivo atraíram a atenção dos acádios povos que habitavam a cidade de ACAD, esses povos estabeleceram ao norte dos sumérios, fundando algumas cidades; ACADE era a mais importante.
  46. 46. • Por volta de 2.500 a .C., os acádios dominaram as cidades dos sumérios. Nas batalhas os acádios utilizaram o arco e a flecha, mostrando-se mais rápidos e eficientes que a infantaria (tropa que luta a pé) armada com pesadas lanças e escudos.
  47. 47. • Comandados por SARGÃO I, os acadianos conquistaram e unificaram as cidades sumerianas, fundaram o primeiro império mesopotâmico que expandiu desde o Golfo Pérsico até a ASSÍRIA.
  48. 48. Sargão I:
  49. 49. • Sargão I, estendeu seus domínios sobre os assírios, chegou a dominar a Ásia Menor, a Síria, assim como a conquistar terras da Suméria e tornar a influência semítica, ali mais forte do que nunca.
  50. 50. Ásia Menor:
  51. 51. • Por suas conquistas Sargão obteve o controle de regiões de grande riqueza mineral re comercial que pretendiam organizar como partes de seu império. • A unidade do Império Acádio porém durou pouco. Revoltas interferiram nos planos de Sargão I e seus sucessores não foram capazes de manter o império, após a sua morte.
  52. 52. AMORITAS OU BABILÔNICOS:
  53. 53. • Vindo do deserto Arábico por volta de 2000 a.C. o povo amorita, também conhecido como babilônico, chegou a Mesopotâmia e se estabeleceram na babilônia.Por isso os Amoritas ficaram conhecidos como babilônicos.
  54. 54. • A características mais importante dos dominadores da Babilônia consistiu em aprender com a civilização suméria. Sua técnica arquitetônica, suas invenções para o controle das inundações, sua escrita, suas indústrias, tudo foi aproveitado pelos babilônios e desenvolvidos até em grau notável de progresso.
  55. 55. Portões de Ishtar:
  56. 56. • A cidade da Babilônia que tinha como deus protetor MARDUC possuía notáveis templos, cobriu-se de construções belíssimas e se tornou um centro muito importante.
  57. 57. Hamurábi:
  58. 58. • Hamurábi (1728 – 1686 a.C.), um dos principais reis desse império, foi responsável pela unificação de toda a Mesopotâmia e autor de um código de leis escritas conhecido como Código de Hamurábi. Esse conjunto de leis contava com cerca de 280 artigos e determinava diversas punições com base em critérios de prestígio social.
  59. 59. Código de Hamurábi
  60. 60. O PRIMEIRO CÓDIGO JURÍDICO: Vejamos algumas normas que mostram o rigor das punições: • Se um filho bater com as mãos em seu pai, terá suas mãos cortadas. • Se um homem furar o olho de um homem livre, terá o seu olho também furado. • Se furar o olho de um escravo pagará metade do seu valor.
  61. 61. • Se um médico tratou a ferida grave de um homem com faca de bronze e ele morrer, o médico terá suas mãos cortadas; se um homem arrancar os dentes de outro homem livre, seus próprios dentes serão também arrancados. • Se um arquiteto construir uma casa e ela cair matando o dono, o arquiteto poderá ser morto.
  62. 62. • Se o filho do dono da casa morrer, o filho do arquiteto também será morto. • Se um homem roubar uma casa, será morto no local onde praticou o roubo.
  63. 63. • Neste código podemos estudar qual era a organização da família, a condição dos indivíduos, o regime da propriedade, o sistema penal. Para as punições, esse código adotava a "lei de talião", que determinava que a pena aplicada ao criminoso fosse igual ao crime por ele cometido ou seja " olho por olho, dente por dente".
  64. 64. • Hamurábi também fez uma grande reforma religiosa, transformando o deus MARDUC da Babilônia no principal deus da Mesopotâmia, mesmo mantendo as antigas divindades. A Marduc foi levantando um templo, junto ao qual foi erguido o zigurate da BABEL, citado pelo LIVRO GÊNESIS (Bíblia) como uma torre para se chegar aos céus.
  65. 65. Torre de Babel:
  66. 66. Jardins suspensos da Babilônia:
  67. 67. Os Assírios:
  68. 68. • Assíria é uma palavra derivada de assur, que significa lugar de passagem. A criação do Império assírio aconteceu no século IX a .C. Dali por diante os assírios ocuparam o centro da Ásia Ocidental, até a sua queda no fim do século VII a .C..
  69. 69. • O Império Assírio chegou ao ápice sob SARGÃO II ( 722-705 a . C ) . Ele derrotou os israelitas e todos os outros inimigos, incluindo os egípcios, mas quando aconteceram revoltas em ELÃ e BABILÔNIA os egípcios se valeram da oportunidade para recuperar sua independência.
  70. 70. Sargão II:
  71. 71. • A Assíria estava localizada em um lugar de fácil acesso e possuir muitos atrativos, por isso sofreu ataques de muitos invasores. • Foi talvez o perigo constante de invasões que despertou no povo assírio um feroz espírito de guerra.
  72. 72. • Os assírios organizaram um dos primeiros exércitos permanentes do mundo. Comandados por reis como Sargão II, Senaquerib, Assurbanipal, os assírios fizeram grandes conquistas militares e construíram um dos maiores impérios da antiguidade.
  73. 73. Assurbanipal:
  74. 74. • Do século VIII ao século VI a .C. dominaram uma extensa região que incluía toda a Mesopotâmia, o Egito e a Síria. • As conquistas sem precedentes dos assírios foram devidas ao seu exército que foi o mais altamente organizado da história do Oriente Antigo.
  75. 75. O Império Assírio:
  76. 76. • Nos primeiros tempos, o exército baseava-se no recrutamento dos camponeses porém mais tarde tornou-se uma força permanente constituída de soldados que se engajavam por longo tempo
  77. 77. • O exército compendia vários ramos: engenheiros, cujos os serviços eram usados em operações de sitio como nas marchas, cavalaria, corpo de carretas, infantaria em que se incluíam ladeiros e arqueiros. Os soldados eram providos de malhas protetoras, escudos de metal ou vime.
  78. 78. • Utilizavam muitos espiões e a topografia da região a ser invadida era cuidadosamente estudada antes de ser iniciada uma campanha.
  79. 79. • Em suas campanhas, os assírios deliberadamente recorriam a uma política de aterrorização. Não só matavam ou escravizavam seus inimigos e devastavam-lhes as terras, como se vangloriavam com o maior sangue-frio de suas atrocidades.
  80. 80. • Cidades eram arrasadas ou destruídas por meio do fogo e inundações. As cabeças dos cadáveres eram cortadas e amontoadas em pirâmide, ou fincadas em postes.Vítimas eram esfoladas vivas, cegadas, empaladas ou sepultadas vivas. Outras eram mutiladas e deixadas ao sol para morrer lentamente.
  81. 81. Empalamento:
  82. 82. • No que diz respeito à arte da guerra, a Mesopotâmia tem uma vantagem geológica, pois possui uma reserva de estanho considerável. O estanho misturado ao cobre produz o bronze, metal muito mais duro do que o cobre, utilizado por muitos de seus inimigos.
  83. 83. Cobre:
  84. 84. Estanho:
  85. 85. Bronze:
  86. 86. • Não foi o desenvolvimento técnico que fez os exércitos mesopotâmicos serem temidos, mas seu poder de organização, o que prova, mais uma vez, a capacidade de mobilização e de planejamento de suas cidades. Os registros mostram que, por volta de 2.500 a.C., as batalhas eram comuns na região. Elmos e armaduras (ainda muito primitivas) foram encontrados em vários sítios arqueológicos.
  87. 87. • Mesmo assim, apesar de suas proezas tecnológicas, culturais e militares, marcos na evolução do homem, os povos da Mesopotâmia acabaram vencidos e conquistados pelos persas, uma civilização que tinha suas bases político-econômicas na expansão territorial.

×