SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 43
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Diálogo a respeito do tema e encaminhamento para a ação… Neli Maria Mengalli Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP 09 de abril de 2007
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) ,[object Object],[object Object],Fonte:  http://www.multirio.rj.gov.br/historia/modulo01/imagens/imagem8_17.jpg
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
E, depois dos cursos, o que mais podemos ter?
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Comunidades virtuais se formam para aprender mais. A consciência humana, a atividade e a interação com o novo ambiente precisam de um órgão - a mente humana, o “humanware” - para reger a evolução dos “organismos”. Fonte:  http://www.nueva-acropolis.es/gandia/images/SANARNOS%20CON%20LA%20MENTE.jpg
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Seres humanos precisam de ambientes significativos para a aprendizagem. Encontram nesses ambientes também: ideologias, poder, epistemologia, historicidade, cultura, sociedades,... Fonte:  http://www.partes.com.br/ansiedade-edward%20munch.jpg
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Os objetivos e o comportamento humano ladeados por metas e condições que estão associadas à atividade, ação e operação que ativam os processos mentais - derivados das ações externas através do curso da “internalização” [*]  que ocorre a partir do contato com o ambiente em que a pessoa está inserida. ================  [*]  O processo de absorção de informações (nas suas diversas formas) realizado pela mente humana Fonte:  http://lucaguglielmo.com/IMMAGINISITO/Interno-esteriore_esterno-interiore.jpg
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Nesse mesmo ambiente está a “externalização” [**] , que deverá ser mediada por ferramentas externas ou internas, pois pode ser da experiência social e do conhecimento cultural.  ================= [**]  O processo inverso ao da “internalização”, que pode ser manifestado através de atos ou palavras que podem ser verificados e corrigidos se necessário. Fonte:  http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/agosto2004/imagens/262ilu01.jpg
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Fonte:  ENGESTRÖM, Y., "Learning by Expanding", Helsinki: Orienta-Konsultit, 1987. As atividades não são estáticas - possuem evolução, normalmente, não linear. Cada atividade tem a própria história, embutindo “etapas” passadas. Uma análise histórica do desenvolvimento é freqüentemente necessária para o entendimento da situação diagnosticada.
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Que  tipo de  comunidade iremos trabalhar?
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) [...] é possível viabilizar a construção de Comunidades de Prática (CoP) nas instituição, pois existe naturalmente um agrupamento de pessoas que trabalham de modo informal em atividades comuns ou por necessidade de aprendizado no coletivo.  Fonte:  http://internativa.com.br/img/reuniao.jpg
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) A Comunidade de Prática (CoP) é considerada um modo de trabalho, no qual os membros têm um espaço de tempo e um espaço geográfico ou tecnológico para discutir e compreender a instituição e negociar sentidos com os outros participantes. Podem relacionar-se mutuamente na instituição para trabalhar temas ligados ao trabalho e compartilhar rotinas, responsabilidades, recursos tecnológicos, registros, vocabulários e estilos.  Fonte:  http://www.opte.org/maps/static/1069646562.LGL.2D.small.jpg
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) A colaboração não é temporária, está presente na resolução dos problemas e nas tomadas de decisões. A identidade é fundamental para o aprendizado na organização, possibilitará a criação de jargões e vocabulários próprios que facilitarão o entendimento entre os pares. O desenvolvimento da capacidade de criar e reter conhecimento deve ser entendido pela instituição como um processo que precisa de aprendizagem na comunidade, compartilhamento, interação e tecnologia para não perder o registro ou obstruir os processos de construção.  Fonte:  http://www.clctec.com.br/dokeos-1.6.4/claroline/upload/images/maos1.jpg
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Como é uma Comunidade de Prática (CoP)?
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) O conceito de Comunidade de Prática (CoP) foi cunhado pelo teórico organizacional Etienne Wenger como comunidades que reuniam pessoas unidas informalmente – com responsabilidades no processo – por interesses comuns no aprendizado e principalmente na aplicação prática do aprendido.
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Segundo McDermott, Comunidades de Prática (CoP) também podem ser definidas como agrupamento de pessoas que compartilham e aprendem uns com os outros por contato físico ou virtual, com um objetivo ou necessidade de resolver problemas, trocar experiências, desvelamentos, modelos padrões ou construídos, técnicas ou metodologias, tudo isso com previsão de considerar as melhores práticas.
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Stewart enfatiza que essas comunidades têm características especiais e as  define como grupos que aprendem. Emergem de iniciativa própria, pessoas por força social e profissional colaboram diretamente e aprendem umas com as outras.
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Mais que comunidades de “aprendentes”, a Comunidade de Prática (CoP) pode ser uma comunidade que aprende, pois são compostas por pessoas que têm compromisso de agregar as melhores práticas. Wenger afiança que uma Comunidade de Prática (CoP) não é tão somente um agregado de pessoas definidas por algumas características, são pessoas que aprendem, constroem e “fazem” a gestão baseada no conhecimento.
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) [...] conhecimento e a aprendizagem têm um caráter social e são construídos por indivíduos, as Comunidades de Prática (CoP) tendem a ter identidade própria e, se bem desenvolvida, podem desenvolver uma linguagem própria permitindo aos membros uma melhor comunicação e afirmação na identificação. Faz referência as maneira como os partícipes trabalham em comunhão ou como se integram de modo voluntário.
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) [...] gerido na ação (dados trazidos para a discussão) para a reflexão (gestão baseada no conhecimento construída) e no retorno à prática (conhecimento explícito internalizado – conhecimento tácito).
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) [...] Conexões significativas podem conduzir os indivíduos a estágios de criatividade muito maior que poderiam alcançar sozinhos. Gerir e compartilhar conhecimento faz parte do conceito de Comunidade de Prática (CoP), partilhar, no contexto da estrutura social e temática.
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) [...] Conexões significativas podem conduzir os indivíduos a estágios de criatividade muito maior que poderiam alcançar sozinhos. Gerir e compartilhar conhecimento faz parte do conceito de Comunidade de Prática (CoP), partilhar, no contexto da estrutura social e temática.
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) [...]  As relações de contribuição têm um caráter espontâneo, não hierarquizado e autogerido. Costumam desenvolver-se com colaboradores e gestores que tendem a ter um grau de confiança muito elevado, uma vontade de aprender uns com os outros e uma participação responsável.
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) [...] A melhoria da infra-estrutura para auxiliar a comunicação entre os membros  e a promoção de uma criação de novos papéis para o acesso e a manutenção de comunidade são requisitos para aumentar a existência desse ambiente colaborativo.
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Abertura para Questionamentos
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Referências para a construção da apresentação: Comunidades de Prática (CoP) e Educação: A visão de um currículo em rede. Disponível em:  http://www.pantakulo.com.br/artigos_/artigos/Espaco_Aberto_Julho-06.htm . Acesso em 07 de abril de 2007. Conceitualização de Comunidade de Prática (CoP). Disponível em:  http://www.projeto.org.br/emapbook/map_neli.htm . Acesso em 07 de abril de 2007. Novos locais, outros protagonistas e a mesma esperança. Disponível em:  http://locaisprotagonistasesperanca.weblogger.terra.com.br/index.htm . Acesso em 07 de abril de 2007. Oficina Produção de Página da Comunidade. Disponível em:  http://www.casabrasil.gov.br/oficinas/files/OficinaProducaoPaginaComunidade-ManualParticipante.pdf . Acesso em 07 de abril de 2007.
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Boa noite, até amanhã às 19:00 horas.
Neli Maria Mengalli Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP 10 de abril de 2007 Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Criação  de  Comunidade de Prática (CoP)… Oficina em Moodle
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP)
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) No dia 09 de abril de 2007, os participantes trabalham o conceito de Comunidade de Prática (CoP) segundo os autores que desenvolveram metodologias organizacionais. No dia 10 de abril de 2007, os alunos passam de agentes passivos para protagonizar a criação de uma Comunidade de Prática (CoP) em que gestores educacionais irão trabalhar as 'boas práticas' das escolas participantes. A origem da construção deste espaço é remissiva a seminário aplicado e a oficina de trabalho com alunos e professores. No presencial, os alunos iniciam a confecção de ferramentas que serão divididas de acordo com as funcionalidades na comunidade. No segundo momento, registram os passos a passos do trabalho com as ferramentas. Em seguida, inserem o texto para relatar como foi o trabalho com os 'print screen SysRq'. Assim, que o Moodle tiver funcionalidade de Comunidade de Prática (CoP) serão convidadas pessoas ligadas a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo e artista plástica para tecer impressões acerca do ambiente. Retornaremos para outro encontro. Dessa vez, para discutir a construção e encaminhar mudanças. As professoras Ana Maria di Grado Hessel, Adriana Bruno e Lucile Pesce estão encarregadas de colher as escritas dos alunos e indicar revisões. Os textos escritos são formatados para o gênero artigo, haja vista que são potenciais registros para apresentação em eventos e escrita de livro da turma para edição.
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) ,[object Object],[object Object]
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) ,[object Object],[object Object],[object Object]
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Separação por Grupos
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Fala dos Participantes
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Considerações Finais
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Boa Noite a todas e todos!!!
Incubadora de Comunidade de Prática  (CoP) Nossos Próximos Encontros: (CoP) GBP  http://moodle.pucsp.br/course/view.php?id=286

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Semana de capacitação 2012
Semana de capacitação   2012Semana de capacitação   2012
Semana de capacitação 2012
Carlos Melo
 
Aula 1 disciplina topicos avancados em adm final 2012.1
Aula 1   disciplina topicos avancados em adm final 2012.1Aula 1   disciplina topicos avancados em adm final 2012.1
Aula 1 disciplina topicos avancados em adm final 2012.1
Angelo Peres
 

Mais procurados (20)

Aprendizagem Colaborativa
Aprendizagem ColaborativaAprendizagem Colaborativa
Aprendizagem Colaborativa
 
Google Docs: Aprendizagem Colaborativa
Google Docs: Aprendizagem ColaborativaGoogle Docs: Aprendizagem Colaborativa
Google Docs: Aprendizagem Colaborativa
 
IQPC 2010 - Gestão e Liderança
IQPC 2010 - Gestão e Liderança IQPC 2010 - Gestão e Liderança
IQPC 2010 - Gestão e Liderança
 
Ie Docs(2)
Ie Docs(2)Ie Docs(2)
Ie Docs(2)
 
Integrar Universidade de Brasília
Integrar Universidade de BrasíliaIntegrar Universidade de Brasília
Integrar Universidade de Brasília
 
Plataforma de ensino virtual
Plataforma de ensino virtualPlataforma de ensino virtual
Plataforma de ensino virtual
 
CVACs e CoPs: como e porque construi-las para profissionais da informacao
CVACs e CoPs: como e porque construi-las para profissionais da informacaoCVACs e CoPs: como e porque construi-las para profissionais da informacao
CVACs e CoPs: como e porque construi-las para profissionais da informacao
 
Plataformas de Aprendizagem
Plataformas de AprendizagemPlataformas de Aprendizagem
Plataformas de Aprendizagem
 
Semana de capacitação 2012
Semana de capacitação   2012Semana de capacitação   2012
Semana de capacitação 2012
 
Web 2.0
Web 2.0Web 2.0
Web 2.0
 
Apresentação redes
Apresentação redesApresentação redes
Apresentação redes
 
Redes sociais na educaçao enped
Redes sociais na educaçao   enpedRedes sociais na educaçao   enped
Redes sociais na educaçao enped
 
EVTdigital e CoP
EVTdigital e CoPEVTdigital e CoP
EVTdigital e CoP
 
Aula 1 disciplina topicos avancados em adm final 2012.1
Aula 1   disciplina topicos avancados em adm final 2012.1Aula 1   disciplina topicos avancados em adm final 2012.1
Aula 1 disciplina topicos avancados em adm final 2012.1
 
Categorias de colaboração
Categorias de colaboraçãoCategorias de colaboração
Categorias de colaboração
 
Guia da unidade_4
Guia da unidade_4Guia da unidade_4
Guia da unidade_4
 
Webquest: ferramentas colaborativas para formação dos professores
Webquest: ferramentas  colaborativas  para  formação dos professoresWebquest: ferramentas  colaborativas  para  formação dos professores
Webquest: ferramentas colaborativas para formação dos professores
 
Inteligencia Coletiva
Inteligencia ColetivaInteligencia Coletiva
Inteligencia Coletiva
 
Apresentação - Histórico CdP
Apresentação - Histórico CdPApresentação - Histórico CdP
Apresentação - Histórico CdP
 
Apresentacao aprendizagem colaborativa
Apresentacao aprendizagem colaborativaApresentacao aprendizagem colaborativa
Apresentacao aprendizagem colaborativa
 

Semelhante a Incubadora de Comunidade de Prática (CoP): Dias 09 e 10 de abril de 2007

Comunidades de-prtica-cop-subsdios-para-a-gesto-do-conhecimento
Comunidades de-prtica-cop-subsdios-para-a-gesto-do-conhecimentoComunidades de-prtica-cop-subsdios-para-a-gesto-do-conhecimento
Comunidades de-prtica-cop-subsdios-para-a-gesto-do-conhecimento
angelalage
 
Guião Cva Hist09
Guião Cva Hist09Guião Cva Hist09
Guião Cva Hist09
jdlimaaear
 
Um mix entre o aprendizado presencial e virtual estela s buenoetecgvdocx
Um mix entre o aprendizado presencial e virtual estela s buenoetecgvdocxUm mix entre o aprendizado presencial e virtual estela s buenoetecgvdocx
Um mix entre o aprendizado presencial e virtual estela s buenoetecgvdocx
Estela Sales
 
Design didático
Design didáticoDesign didático
Design didático
Carina
 
45rj 03 is-apresentacao-grupo-a
45rj 03 is-apresentacao-grupo-a45rj 03 is-apresentacao-grupo-a
45rj 03 is-apresentacao-grupo-a
analuciakiv
 
Uso De Comunidades Virtuais Para A Aprendizagem E
Uso De Comunidades Virtuais Para A Aprendizagem EUso De Comunidades Virtuais Para A Aprendizagem E
Uso De Comunidades Virtuais Para A Aprendizagem E
Wilson Azevedo
 

Semelhante a Incubadora de Comunidade de Prática (CoP): Dias 09 e 10 de abril de 2007 (20)

Conexao basico
Conexao basicoConexao basico
Conexao basico
 
Coisas Boas 2007
Coisas Boas 2007Coisas Boas 2007
Coisas Boas 2007
 
COLab.at.school
COLab.at.school COLab.at.school
COLab.at.school
 
trabalho colaborativo
trabalho colaborativotrabalho colaborativo
trabalho colaborativo
 
Pem Gondomar
Pem GondomarPem Gondomar
Pem Gondomar
 
Apresentacao Geral
Apresentacao GeralApresentacao Geral
Apresentacao Geral
 
Comunidades de-prtica-cop-subsdios-para-a-gesto-do-conhecimento
Comunidades de-prtica-cop-subsdios-para-a-gesto-do-conhecimentoComunidades de-prtica-cop-subsdios-para-a-gesto-do-conhecimento
Comunidades de-prtica-cop-subsdios-para-a-gesto-do-conhecimento
 
Comunidades de Prática (CoP): Subsídios para a Gestão do Conhecimento na Ed...
Comunidades de Prática (CoP): Subsídios para a Gestão do  Conhecimento na  Ed...Comunidades de Prática (CoP): Subsídios para a Gestão do  Conhecimento na  Ed...
Comunidades de Prática (CoP): Subsídios para a Gestão do Conhecimento na Ed...
 
6 Passos com TIC para @prender ou Desenvolver a autonomia dos alunos para ger...
6 Passos com TIC para @prender ou Desenvolver a autonomia dos alunos para ger...6 Passos com TIC para @prender ou Desenvolver a autonomia dos alunos para ger...
6 Passos com TIC para @prender ou Desenvolver a autonomia dos alunos para ger...
 
Trabalho Colaborativo
Trabalho ColaborativoTrabalho Colaborativo
Trabalho Colaborativo
 
Cops1
Cops1Cops1
Cops1
 
Palestra-oficina USP São Carlos
Palestra-oficina USP São CarlosPalestra-oficina USP São Carlos
Palestra-oficina USP São Carlos
 
Integrar
IntegrarIntegrar
Integrar
 
Guião Cva Hist09
Guião Cva Hist09Guião Cva Hist09
Guião Cva Hist09
 
Um mix entre o aprendizado presencial e virtual estela s buenoetecgvdocx
Um mix entre o aprendizado presencial e virtual estela s buenoetecgvdocxUm mix entre o aprendizado presencial e virtual estela s buenoetecgvdocx
Um mix entre o aprendizado presencial e virtual estela s buenoetecgvdocx
 
19248-Texto do artigo-78853-1-10-20121205.pdf
19248-Texto do artigo-78853-1-10-20121205.pdf19248-Texto do artigo-78853-1-10-20121205.pdf
19248-Texto do artigo-78853-1-10-20121205.pdf
 
Magiz - Plataforma Educacional Sciere - LMS
Magiz - Plataforma Educacional Sciere - LMSMagiz - Plataforma Educacional Sciere - LMS
Magiz - Plataforma Educacional Sciere - LMS
 
Design didático
Design didáticoDesign didático
Design didático
 
45rj 03 is-apresentacao-grupo-a
45rj 03 is-apresentacao-grupo-a45rj 03 is-apresentacao-grupo-a
45rj 03 is-apresentacao-grupo-a
 
Uso De Comunidades Virtuais Para A Aprendizagem E
Uso De Comunidades Virtuais Para A Aprendizagem EUso De Comunidades Virtuais Para A Aprendizagem E
Uso De Comunidades Virtuais Para A Aprendizagem E
 

Último

Último (9)

ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
 
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor SucroenergéticoConvergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
Convergência TO e TI nas Usinas - Setor Sucroenergético
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 

Incubadora de Comunidade de Prática (CoP): Dias 09 e 10 de abril de 2007

  • 1. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Diálogo a respeito do tema e encaminhamento para a ação… Neli Maria Mengalli Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP 09 de abril de 2007
  • 2.
  • 3.
  • 4. E, depois dos cursos, o que mais podemos ter?
  • 5. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Comunidades virtuais se formam para aprender mais. A consciência humana, a atividade e a interação com o novo ambiente precisam de um órgão - a mente humana, o “humanware” - para reger a evolução dos “organismos”. Fonte: http://www.nueva-acropolis.es/gandia/images/SANARNOS%20CON%20LA%20MENTE.jpg
  • 6. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Seres humanos precisam de ambientes significativos para a aprendizagem. Encontram nesses ambientes também: ideologias, poder, epistemologia, historicidade, cultura, sociedades,... Fonte: http://www.partes.com.br/ansiedade-edward%20munch.jpg
  • 7. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Os objetivos e o comportamento humano ladeados por metas e condições que estão associadas à atividade, ação e operação que ativam os processos mentais - derivados das ações externas através do curso da “internalização” [*] que ocorre a partir do contato com o ambiente em que a pessoa está inserida. ================ [*] O processo de absorção de informações (nas suas diversas formas) realizado pela mente humana Fonte: http://lucaguglielmo.com/IMMAGINISITO/Interno-esteriore_esterno-interiore.jpg
  • 8. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Nesse mesmo ambiente está a “externalização” [**] , que deverá ser mediada por ferramentas externas ou internas, pois pode ser da experiência social e do conhecimento cultural. ================= [**] O processo inverso ao da “internalização”, que pode ser manifestado através de atos ou palavras que podem ser verificados e corrigidos se necessário. Fonte: http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/agosto2004/imagens/262ilu01.jpg
  • 9. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Fonte: ENGESTRÖM, Y., "Learning by Expanding", Helsinki: Orienta-Konsultit, 1987. As atividades não são estáticas - possuem evolução, normalmente, não linear. Cada atividade tem a própria história, embutindo “etapas” passadas. Uma análise histórica do desenvolvimento é freqüentemente necessária para o entendimento da situação diagnosticada.
  • 10. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Que tipo de comunidade iremos trabalhar?
  • 11. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) [...] é possível viabilizar a construção de Comunidades de Prática (CoP) nas instituição, pois existe naturalmente um agrupamento de pessoas que trabalham de modo informal em atividades comuns ou por necessidade de aprendizado no coletivo. Fonte: http://internativa.com.br/img/reuniao.jpg
  • 12. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) A Comunidade de Prática (CoP) é considerada um modo de trabalho, no qual os membros têm um espaço de tempo e um espaço geográfico ou tecnológico para discutir e compreender a instituição e negociar sentidos com os outros participantes. Podem relacionar-se mutuamente na instituição para trabalhar temas ligados ao trabalho e compartilhar rotinas, responsabilidades, recursos tecnológicos, registros, vocabulários e estilos. Fonte: http://www.opte.org/maps/static/1069646562.LGL.2D.small.jpg
  • 13. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) A colaboração não é temporária, está presente na resolução dos problemas e nas tomadas de decisões. A identidade é fundamental para o aprendizado na organização, possibilitará a criação de jargões e vocabulários próprios que facilitarão o entendimento entre os pares. O desenvolvimento da capacidade de criar e reter conhecimento deve ser entendido pela instituição como um processo que precisa de aprendizagem na comunidade, compartilhamento, interação e tecnologia para não perder o registro ou obstruir os processos de construção. Fonte: http://www.clctec.com.br/dokeos-1.6.4/claroline/upload/images/maos1.jpg
  • 14. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Como é uma Comunidade de Prática (CoP)?
  • 15. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) O conceito de Comunidade de Prática (CoP) foi cunhado pelo teórico organizacional Etienne Wenger como comunidades que reuniam pessoas unidas informalmente – com responsabilidades no processo – por interesses comuns no aprendizado e principalmente na aplicação prática do aprendido.
  • 16. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Segundo McDermott, Comunidades de Prática (CoP) também podem ser definidas como agrupamento de pessoas que compartilham e aprendem uns com os outros por contato físico ou virtual, com um objetivo ou necessidade de resolver problemas, trocar experiências, desvelamentos, modelos padrões ou construídos, técnicas ou metodologias, tudo isso com previsão de considerar as melhores práticas.
  • 17. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Stewart enfatiza que essas comunidades têm características especiais e as define como grupos que aprendem. Emergem de iniciativa própria, pessoas por força social e profissional colaboram diretamente e aprendem umas com as outras.
  • 18. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Mais que comunidades de “aprendentes”, a Comunidade de Prática (CoP) pode ser uma comunidade que aprende, pois são compostas por pessoas que têm compromisso de agregar as melhores práticas. Wenger afiança que uma Comunidade de Prática (CoP) não é tão somente um agregado de pessoas definidas por algumas características, são pessoas que aprendem, constroem e “fazem” a gestão baseada no conhecimento.
  • 19. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) [...] conhecimento e a aprendizagem têm um caráter social e são construídos por indivíduos, as Comunidades de Prática (CoP) tendem a ter identidade própria e, se bem desenvolvida, podem desenvolver uma linguagem própria permitindo aos membros uma melhor comunicação e afirmação na identificação. Faz referência as maneira como os partícipes trabalham em comunhão ou como se integram de modo voluntário.
  • 20. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) [...] gerido na ação (dados trazidos para a discussão) para a reflexão (gestão baseada no conhecimento construída) e no retorno à prática (conhecimento explícito internalizado – conhecimento tácito).
  • 21. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) [...] Conexões significativas podem conduzir os indivíduos a estágios de criatividade muito maior que poderiam alcançar sozinhos. Gerir e compartilhar conhecimento faz parte do conceito de Comunidade de Prática (CoP), partilhar, no contexto da estrutura social e temática.
  • 22. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) [...] Conexões significativas podem conduzir os indivíduos a estágios de criatividade muito maior que poderiam alcançar sozinhos. Gerir e compartilhar conhecimento faz parte do conceito de Comunidade de Prática (CoP), partilhar, no contexto da estrutura social e temática.
  • 23. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) [...] As relações de contribuição têm um caráter espontâneo, não hierarquizado e autogerido. Costumam desenvolver-se com colaboradores e gestores que tendem a ter um grau de confiança muito elevado, uma vontade de aprender uns com os outros e uma participação responsável.
  • 24. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) [...] A melhoria da infra-estrutura para auxiliar a comunicação entre os membros e a promoção de uma criação de novos papéis para o acesso e a manutenção de comunidade são requisitos para aumentar a existência desse ambiente colaborativo.
  • 25. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Abertura para Questionamentos
  • 26. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Referências para a construção da apresentação: Comunidades de Prática (CoP) e Educação: A visão de um currículo em rede. Disponível em: http://www.pantakulo.com.br/artigos_/artigos/Espaco_Aberto_Julho-06.htm . Acesso em 07 de abril de 2007. Conceitualização de Comunidade de Prática (CoP). Disponível em: http://www.projeto.org.br/emapbook/map_neli.htm . Acesso em 07 de abril de 2007. Novos locais, outros protagonistas e a mesma esperança. Disponível em: http://locaisprotagonistasesperanca.weblogger.terra.com.br/index.htm . Acesso em 07 de abril de 2007. Oficina Produção de Página da Comunidade. Disponível em: http://www.casabrasil.gov.br/oficinas/files/OficinaProducaoPaginaComunidade-ManualParticipante.pdf . Acesso em 07 de abril de 2007.
  • 27. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Boa noite, até amanhã às 19:00 horas.
  • 28. Neli Maria Mengalli Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC-SP 10 de abril de 2007 Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Criação de Comunidade de Prática (CoP)… Oficina em Moodle
  • 29. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP)
  • 30. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) No dia 09 de abril de 2007, os participantes trabalham o conceito de Comunidade de Prática (CoP) segundo os autores que desenvolveram metodologias organizacionais. No dia 10 de abril de 2007, os alunos passam de agentes passivos para protagonizar a criação de uma Comunidade de Prática (CoP) em que gestores educacionais irão trabalhar as 'boas práticas' das escolas participantes. A origem da construção deste espaço é remissiva a seminário aplicado e a oficina de trabalho com alunos e professores. No presencial, os alunos iniciam a confecção de ferramentas que serão divididas de acordo com as funcionalidades na comunidade. No segundo momento, registram os passos a passos do trabalho com as ferramentas. Em seguida, inserem o texto para relatar como foi o trabalho com os 'print screen SysRq'. Assim, que o Moodle tiver funcionalidade de Comunidade de Prática (CoP) serão convidadas pessoas ligadas a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo e artista plástica para tecer impressões acerca do ambiente. Retornaremos para outro encontro. Dessa vez, para discutir a construção e encaminhar mudanças. As professoras Ana Maria di Grado Hessel, Adriana Bruno e Lucile Pesce estão encarregadas de colher as escritas dos alunos e indicar revisões. Os textos escritos são formatados para o gênero artigo, haja vista que são potenciais registros para apresentação em eventos e escrita de livro da turma para edição.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Separação por Grupos
  • 39.
  • 40. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Fala dos Participantes
  • 41. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Considerações Finais
  • 42. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Boa Noite a todas e todos!!!
  • 43. Incubadora de Comunidade de Prática (CoP) Nossos Próximos Encontros: (CoP) GBP http://moodle.pucsp.br/course/view.php?id=286