SlideShare uma empresa Scribd logo
INTRODUÇÃO À
ADMINISTRAÇÃO
PROF. SÉRGIO OLIVEIRA
O QUE TEM DE COMUM ENTRE ELES?
ORGANIZAÇÃO
SÃO UNIDADES SOCIAIS
OU AGRUPAMENTOS
HUMANOS
INTENCIONALMENTE
CONSTRUÍDAS E
RECONSTRUÍDAS A FIM
DE ATINGIR OBJETIVOS
ESPECÍFICOS.
(PARSONS, 1962, in
CHIAVENATO, 2009).
ORIGEM –
do Grego "organon" que
significa instrumento,
utensílio, órgão ou aquilo
com que se trabalha. De
modo geral, organização é
a forma como se dispõe
um sistema para atingir os
resultados pretendidos.
SÃO SOCIAIS
AGRUPAMENTOS HUMANOS
CONSTRUÍDAS
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
RECONSTRUÍDAS
CONSTANTE TRANSFORMAÇÃO
EMPRESAS
SÃO ENTIDADES SOCIAIS FORMADA
POR DUAS OU MAIS PESSOAS QUE
TRABALHAM DE FORMA
COORDENADA EM DETERMINADO
AMBIENTE EXTERNO VISANDO UM
OBJETIVO COLETIVO. ENVOLVE A
DIVISÃO DE TAREFAS E ATRIBUIÇÃO
DE RESPONSABILIDADES.
(SIGNIFICADOS.COM.BR)
SÃO ORGANIZAÇÕES SOCIAIS
CONSTITUÍDAS DE PESSOA, QUE
TRABALHAM EM CONJUNTO PARA A
EXPLORAÇÃO DE ALGUM NEGÓCIO OU
ATIVIDADE LUCRATIVA.
UTILIZAM UMA CADEIA DE RECURSOS
PARA ATINGIR DETERMINADOS
OBJETIVOS.
(CHIAVENATO, 2009)
TIPOS DE EMPRESAS PUBLICAS
PRIVADAS DE PROPRIEDADE
PARTICULAR, TEM O
OBJETIVO DE PRODUZIR
BENS (PRODUTOS) OU
PRESTAR SERVIÇOS A FIM
DE OBTER LUCROS
SUFICIENTE PARA
REMUNERAR O CAPITAL
INVESTIDO PELOS
PROPRIETÁRIOS,
ACIONISTAS,
INVESTIDORES.
SÃO DE PROPRIEDADE DO
ESTADO, SUSTENTADA COM O
DINHEIRO DOS IMPOSTOS
PAGOS PELO CIDADÃO. MAIORIA
NÃO TEM FINS LUCRATIVOS.
OBJETIVO: PRESTAR SERVIÇOS
PÚBLICOS À SOCIEDADE.
TIPO DE PRODUÇÃO
PRIMÁRIA
SECUNDÁRIA OU
TRANSFORMAÇÃO TERCIÁRIA OU
PRESTADORAS SERVIÇO
CLASSIFICAÇÃO DO TAMANHO DAS EMPRESAS
02. Quanto ao número de
Empregados
Indústria:
Micro: com até 19 empregados
Pequena: de 20 a 99 empregados
Média: 100 a 499 empregados
Grande: mais de 500 empregados
Comércio e Serviços
Micro : até 9 empregados
Pequena: de 10 a 49 empregados
Média: de 50 a 99 empregados
Grande: mais de 100 empregados
Fonte: Sebrae
01.Quanto à Receita Bruta Anual
- Microempreendedor Individual - Até R$ 60.000,00
- Microempresa - Até R$ 360.000,00
- Empresa de Pequeno Porte - EPP - De R$ 360.000,01 até
R$ 3.600.000,00
Fonte: Sebrae
Fonte:BNDES
CONCEITO – O QUE É ADMINISTRAÇÃO
A ADMINISTRAÇÃO É A CONDUÇÃO
RACIONAL DAS ATIVIDADES DE UMA
ORGANIZAÇÃO, SEJA LUCRATIVA OU NÃO
LUCRATIVA.
SUAS ATIVIDADES ESTÃO RELACIONADAS
AO PLANEJAMENTO, DA ORGANIZAÇÃO
(ESTRUTURAÇÃO), DA DIREÇÃO E DO
CONTROLE DA AÇÃO EMPRESARIAL E SÃO
DIFERENCIADAS PELA DIVISÃO DE
TRABALHO, DENTRO DA ORGANIZAÇÃO OU
EMPRESA.
SUA TAREFA CONSISTEM EM
INTERPRETAR OS OBJETIVOS
PROPOSTOS PELA EMPRESA E
TRADUZI-LOS EM AÇÃO
EMPRESARIAL POR MEIO DAS SUAS
ATIVIDADES EM TODOS OS NÍVEIS
DA EMPRESA PARA ATINGIR OS
OBJETIVOS DA MELHOR MANEIRA
POSSÍVEL.
DEFINIÇÕES
Administração é o
alcance de objetivos
Organizacionais de
maneira eficaz e
eficiente por meio do
planejamento,
organização,
liderança e controle
dos recursos
organizacionais
(DAFT, 1993)
É o processo de
planejar, organizar,
liderar e controlar o
trabalho dos membros
da organização e utilizar
todos os recursos
organizacionais
disponíveis para
alcançar objetivos
organizacionais
definidos (STONER ET
AL., 1995)
É o ato de
trabalhar com e
por intermédio
de outras
pessoas para
realizar os
objetivos da
organização,
bem como de
seus membros.
MONTANA;
CHARNOV, 2003)
É o processo de
planejar,
organizar, liderar
e controlar o uso
de recursos
para alcançar
objetivos de
Desempenho.
(SCHERMERHORN,
1996)
1. A administração é um processo
contínuo e sistêmico,
envolvendo uma série de
atividades impulsionadoras com
foco nos objetivos estabelecidos;
2. Envolve articulação e aplicação de
vários conjuntos de recursos e
competências organizacionais –
humanos, financeiros, materiais,
tecnológicos e de informação;
3. Exige ações orientadas para o
objetivo – individuais, grupais e
organizacionais
4. Envolve liderança e
direcionamento das atividades em
todos os níveis da organização.
É o processo de planejar,
organizar, dirigir e controlar o uso
dos recursos e de
competências organizacionais
para alcançar determinados
objetivos de maneira eficiente
e eficaz de um arranjo integrado
e convergente.
(CHIAVENATO, 2006)
PODEMOS CONCLUIR, ENTÃO, QUE A ADMINISTRAÇÃO
1. OCORRE EXCLUSIVAMENTE DENTRO DE
ORGANIZAÇÕES;
2. REQUER FAZER AS COISAS POR MEIO
DAS PESSOAS;
3. REQUER LIDAR SIMULTANEAMENTE
COM SITUAÇÃO MÚLTIPLAS E
COMPLEXAS, MUITAS VEZES
INESPERADAS E POTENCIALMENTE
CONFLITIVAS;
4. O ADMINISTRAÇÃO DEVE
CONTINUAMENTE BUSCAR,
LOCALIZAR E APROVEITAR
NOVAS OPORTUNIDADES DE
NEGÓCIOS;
5. O ADMINISTRADOR PRECISA
SABER REUNIR
SIMULTANEAMENTE
CONCEITOS E AÇÃO – JUNTAR
TEORIA COM A PRÁTICA,
PENSAR E AGIR.
O QUE FAZ O ADMINISTRADOR
Define estratégias, efetua
diagnósticos de situações,
dimensiona recursos,
planeja sua aplicação,
resolve problemas e gera
inovação e
competitividade. Ele pode
atuar em vários níveis de
administração dentro de
uma organização:
1. PRESIDENTE;
2. DIRETOR;
3. GERENTES;
4. SUPERVISORES;
5. LÍDERES DE EQUIPES
PAPÉIS DO ADMINISTRADOR
PREVISÃO
O administrador deve
estar atento quanto à
futura natureza da
organização e os
desafios existentes no
ambiente de negócios,
na conjuntura
econômica, no mercado,
na concorrência, nas
mudanças de
comportamento do
cliente, etc;
PLANEJAMENTO
Definir objetivos a
serem alcançados e
maneiras de fazer, ou
caminhos, para que
esses objetivos se
tornem realidade no
curto, médio e longo
prazo.
ALOCAÇÃO DE
RECURSOS
Assegura e providencia
os recursos necessários
para que os objetivos
da organização sejam
cumpridas à risca.
CRIAÇÃO DE
COMPETÊNCIAS
Treina e desenvolve
as pessoas para que
aprendam
habilidades e
competências
necessárias para o
sucesso da
organização.
DIREÇÃO
Incentiva e dinamiza as
pessoas dando-lhes
metas, objetivos a
alcançar, motivação,
comunicação, liderança
e entusiasmo para obter
comprometimento e
engajamento com os
objetivos da
organização.
ORGANIZAÇÃO
Cuida para que os
recursos e
competências estejam
interligados entre si
em uma estrutura
organizacional
adequada e conectada.
CONTROLE
Monitora, acompanha,
avalia, e toma ações
corretivas no sentido
de garantir que os
objetivos
organizacionais sejam
devidamente
alcançados.
NÍVEIS DE ATUAÇÃO
OPERACIONAL
Chamado de Gerente,
interliga o nível operacional
com o nível estratégico.
Interpreta as decisões
tomadas pelo CEO e as
transformam em programas
de ação para o nível
operacional. Atua sobre os
supervisores de primeira
linha.
Recebe o nome de
Supervisor de primeira
Linha.
Nível mais baixo da
organização. Local em que
as tarefas e operação são
executadas
cotidianamente e
rotineiramente.
TÁTICO ESTRATÉGICO
Chamado de Presidente ou
CEO – Chief Executive Office
- Nível institucional, mais
voltado para o ambiente
externo do negócio da
empresa. É o nível que toma
as decisões sobre os rumos
que a empresa deverá tomar.
Age sobre todos os demais
níveis da organização.
HABILIDADES DO ADMINISTRADOR
TÉCNICAS
Envolvem o uso de
conhecimento especializado
e a facilidade na execução
de técnicas relacionadas ao
trabalho e aos
procedimentos de
realização. É o caso de
habilidade em
contabilidade, programação
de computador, engenharia,
etc.
HUMANAS
Relacionadas ao trabalho com
pessoas e referem-se à
facilidade de relacionamento
interpessoal e grupal.
Envolve a capacidade de
comunicar, motivar, coordenar,
liderar e resolver conflitos,
incentivar a cooperação
dentro da equipe, o
encorajamento da
participação.
Envolvem a visão da organização
ou da unidade organizacional
como um todo, a facilidade em
trabalhar com ideias e conceitos,
teorias e abstrações.
Estão relacionadas com o
pensar, o raciocinar, o
diagnóstico das situações e a
formulação de alternativas de
solução para os
problemas.
CONCEITUAIS
AS TRÊS HABILIDADES DO ADMINISTRADOR
COMPETÊNCIAS DURÁVEIS DO ADMINISTRADOR
COMPETÊNCIAS PESSOAIS DO ADMINISTRADOR
As dificuldades de Roberto
Roberto é um excelente profissional, muito responsável e admirado por seus
conhecimentos técnicos. Depois de diplomar-se em Administração, Roberto
não parou mais de estudar e de tentar aplicar seus conhecimentos. Sabe
melhor do que ninguém equacionar os problemas e definir as melhores
soluções. Sua dificuldade maior é lidar com pessoas: não sabe explicar nem
treinar ou argumentar, tampouco tem paciência com os subordinados.
Apesar de seu excelente preparo técnico, Roberto não consegue progredir
na empresa. Quer ser promovido a gestor de equipe, mas fica sempre na fila
de espera. O que está acontecendo com ele?
EXERCÍCIO
REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO BÁSICO –
CHIAVENATO, I. INTRODUÇÃO A TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO. 8 ED. SÃO
PAULO: ELSEVIER, 2011.
MAXIMINIANO, A. C. A. INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO. SÃO PAULO: ATLAS,
2011.
REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO SUPLEMENTAR
MAXIMINIANO, A. C. A. TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO. 6 ED. SÃO PAULO:
ATLAS, 2011.
CHIAVENATO, I. INICIAÇÃO A ADMINISTRAÇÃO GERAL. 3 ED. SÃO PAULO:
MANOLE, 2009.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Planejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controlePlanejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controle
Rodrigo Ribeiro
 
Administração científica e teoria clássica da administração
Administração científica e teoria clássica da administraçãoAdministração científica e teoria clássica da administração
Administração científica e teoria clássica da administração
Jean Leão
 
Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
Denis Carlos Sodré
 
A teoria de sistemas
A teoria de sistemasA teoria de sistemas
A teoria de sistemas
Tiago Maboni Derlan
 
Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial
Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial
Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial
renato fabregat
 
Teoria Geral de Sistemas
Teoria Geral de SistemasTeoria Geral de Sistemas
Teoria Geral de Sistemas
paulocsm
 
Teoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração pptTeoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração ppt
icbianchi
 
Teoria Geral de Sistemas - Abordagem Sistêmica da Administração
Teoria Geral de Sistemas - Abordagem Sistêmica da AdministraçãoTeoria Geral de Sistemas - Abordagem Sistêmica da Administração
Teoria Geral de Sistemas - Abordagem Sistêmica da Administração
Cleidiane Martins
 
Abordagem contingencial da administracao
Abordagem contingencial da administracaoAbordagem contingencial da administracao
Abordagem contingencial da administracao
Felipe Leo
 
Gestão Estratégica das Organizações
Gestão Estratégica das OrganizaçõesGestão Estratégica das Organizações
Gestão Estratégica das Organizações
Kenneth Corrêa
 
Gestão Estratégica de Pessoas
Gestão Estratégica de PessoasGestão Estratégica de Pessoas
Gestão Estratégica de Pessoas
marcelaosoares
 
IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)
IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)
IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)
pdrohfa
 
Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01
Milton Henrique do Couto Neto
 
Evolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias AdministrativasEvolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias Administrativas
William Costa
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
Prof. Leonardo Rocha
 
Organização_formal_e_informal
Organização_formal_e_informalOrganização_formal_e_informal
Organização_formal_e_informal
Jordanio Silva Santos
 
Teoria clássica da administração
Teoria clássica da administraçãoTeoria clássica da administração
Teoria clássica da administração
Luzinete Silva
 
Abordagem sistêmica da administração
Abordagem sistêmica da administração Abordagem sistêmica da administração
Abordagem sistêmica da administração
admetz01
 
Aula 4 - Funções do Administrador e Conceito de Administração.ppt
Aula 4 - Funções do Administrador e Conceito de Administração.pptAula 4 - Funções do Administrador e Conceito de Administração.ppt
Aula 4 - Funções do Administrador e Conceito de Administração.ppt
AntonioCarlosMarques20
 
Slide planejamento estratégico
Slide planejamento estratégicoSlide planejamento estratégico
Slide planejamento estratégico
Larissa_cog
 

Mais procurados (20)

Planejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controlePlanejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controle
 
Administração científica e teoria clássica da administração
Administração científica e teoria clássica da administraçãoAdministração científica e teoria clássica da administração
Administração científica e teoria clássica da administração
 
Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
 
A teoria de sistemas
A teoria de sistemasA teoria de sistemas
A teoria de sistemas
 
Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial
Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial
Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial
 
Teoria Geral de Sistemas
Teoria Geral de SistemasTeoria Geral de Sistemas
Teoria Geral de Sistemas
 
Teoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração pptTeoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração ppt
 
Teoria Geral de Sistemas - Abordagem Sistêmica da Administração
Teoria Geral de Sistemas - Abordagem Sistêmica da AdministraçãoTeoria Geral de Sistemas - Abordagem Sistêmica da Administração
Teoria Geral de Sistemas - Abordagem Sistêmica da Administração
 
Abordagem contingencial da administracao
Abordagem contingencial da administracaoAbordagem contingencial da administracao
Abordagem contingencial da administracao
 
Gestão Estratégica das Organizações
Gestão Estratégica das OrganizaçõesGestão Estratégica das Organizações
Gestão Estratégica das Organizações
 
Gestão Estratégica de Pessoas
Gestão Estratégica de PessoasGestão Estratégica de Pessoas
Gestão Estratégica de Pessoas
 
IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)
IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)
IADM 2012.1 - História da administração (até teoria dos sistemas)
 
Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01
 
Evolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias AdministrativasEvolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias Administrativas
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
 
Organização_formal_e_informal
Organização_formal_e_informalOrganização_formal_e_informal
Organização_formal_e_informal
 
Teoria clássica da administração
Teoria clássica da administraçãoTeoria clássica da administração
Teoria clássica da administração
 
Abordagem sistêmica da administração
Abordagem sistêmica da administração Abordagem sistêmica da administração
Abordagem sistêmica da administração
 
Aula 4 - Funções do Administrador e Conceito de Administração.ppt
Aula 4 - Funções do Administrador e Conceito de Administração.pptAula 4 - Funções do Administrador e Conceito de Administração.ppt
Aula 4 - Funções do Administrador e Conceito de Administração.ppt
 
Slide planejamento estratégico
Slide planejamento estratégicoSlide planejamento estratégico
Slide planejamento estratégico
 

Destaque

Conceito bens serviços_curva de produção e modelos
Conceito bens serviços_curva de produção e modelosConceito bens serviços_curva de produção e modelos
Conceito bens serviços_curva de produção e modelos
Priscila Reis
 
Trabalho de TGA I - Modelos de Organização
Trabalho de TGA I - Modelos de OrganizaçãoTrabalho de TGA I - Modelos de Organização
Trabalho de TGA I - Modelos de Organização
Josester Teixeira de Souza
 
Administração e Organização
Administração e OrganizaçãoAdministração e Organização
Administração e Organização
Jonathan Nascyn
 
ADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizaçõesADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizações
Gabriel Faustino
 
Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Desafios logísticos no Brasil ...
Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Desafios logísticos no Brasil ...Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Desafios logísticos no Brasil ...
Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Desafios logísticos no Brasil ...
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Casos1
Casos1Casos1
Antecedentes históricos da administração
Antecedentes históricos da administraçãoAntecedentes históricos da administração
Antecedentes históricos da administração
Sérgio Oliveira
 
Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap faculdade parais...
Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap   faculdade parais...Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap   faculdade parais...
Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap faculdade parais...
Antonio Bezerra ON
 
Teoria da Administração
Teoria da AdministraçãoTeoria da Administração
Teoria da Administração
Siebra Neto
 
Quadro Resumo Evolução das Teorias administrativas
Quadro Resumo Evolução das Teorias administrativasQuadro Resumo Evolução das Teorias administrativas
Quadro Resumo Evolução das Teorias administrativas
Daliane Castro
 
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLARSLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
ProfRibamar Campos
 
Modelo trabalho na ABNT
Modelo trabalho na ABNTModelo trabalho na ABNT
Modelo trabalho na ABNT
Micheli Wink
 

Destaque (12)

Conceito bens serviços_curva de produção e modelos
Conceito bens serviços_curva de produção e modelosConceito bens serviços_curva de produção e modelos
Conceito bens serviços_curva de produção e modelos
 
Trabalho de TGA I - Modelos de Organização
Trabalho de TGA I - Modelos de OrganizaçãoTrabalho de TGA I - Modelos de Organização
Trabalho de TGA I - Modelos de Organização
 
Administração e Organização
Administração e OrganizaçãoAdministração e Organização
Administração e Organização
 
ADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizaçõesADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizações
 
Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Desafios logísticos no Brasil ...
Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Desafios logísticos no Brasil ...Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Desafios logísticos no Brasil ...
Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Desafios logísticos no Brasil ...
 
Casos1
Casos1Casos1
Casos1
 
Antecedentes históricos da administração
Antecedentes históricos da administraçãoAntecedentes históricos da administração
Antecedentes históricos da administração
 
Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap faculdade parais...
Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap   faculdade parais...Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap   faculdade parais...
Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap faculdade parais...
 
Teoria da Administração
Teoria da AdministraçãoTeoria da Administração
Teoria da Administração
 
Quadro Resumo Evolução das Teorias administrativas
Quadro Resumo Evolução das Teorias administrativasQuadro Resumo Evolução das Teorias administrativas
Quadro Resumo Evolução das Teorias administrativas
 
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLARSLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
 
Modelo trabalho na ABNT
Modelo trabalho na ABNTModelo trabalho na ABNT
Modelo trabalho na ABNT
 

Semelhante a Introdução à tga organizações e o papel da administração

Pratica da Administracao nas organizações
Pratica da Administracao nas organizaçõesPratica da Administracao nas organizações
Pratica da Administracao nas organizações
artelajeans
 
OraganizaçãO E AministraçãO
OraganizaçãO E AministraçãOOraganizaçãO E AministraçãO
OraganizaçãO E AministraçãO
lupajero
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
Débora Reis
 
Conceitos Centrais de Gestão Organizacional
Conceitos Centrais de Gestão OrganizacionalConceitos Centrais de Gestão Organizacional
Conceitos Centrais de Gestão Organizacional
Gustavo Pereira
 
Trabalho adm
Trabalho admTrabalho adm
Trabalho adm
Tatiana Maciel
 
Administração
AdministraçãoAdministração
Administração
Shirlei Cardão
 
Administração farmacêutica aula 01
Administração farmacêutica aula 01Administração farmacêutica aula 01
Administração farmacêutica aula 01
Jeferson De Oliveira Salvi
 
Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]
Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]
Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]
Elvio M. de Carvalho
 
Dicionário de termos técnico da administração
Dicionário de termos técnico da administraçãoDicionário de termos técnico da administração
Dicionário de termos técnico da administração
Iron Milhomem
 
Giovanna administracaopublica-modulo01-001
Giovanna administracaopublica-modulo01-001Giovanna administracaopublica-modulo01-001
Giovanna administracaopublica-modulo01-001
MGS High School
 
Nova forma de gestão século 21.pptx
Nova forma de gestão século 21.pptxNova forma de gestão século 21.pptx
Nova forma de gestão século 21.pptx
denildobarros1
 
Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)
Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)
Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)
Thiago Costa
 
atividade 01.docx
atividade 01.docxatividade 01.docx
atividade 01.docx
LeandroFernandes17198
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
A. Rui Teixeira Santos
 
Fundamentos da Administação Contemporânea
Fundamentos da Administação ContemporâneaFundamentos da Administação Contemporânea
Fundamentos da Administação Contemporânea
George Maia
 
organizaciones.pptx
organizaciones.pptxorganizaciones.pptx
organizaciones.pptx
MultscanTecnologiaEl
 
ADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTE
ADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTEADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTE
ADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTE
ADM ETEC
 
ADM ETEC
ADM ETECADM ETEC
ADM ETEC
ADM ETEC
 
Aula 1 - Processos Gerenciais
Aula 1 - Processos GerenciaisAula 1 - Processos Gerenciais
Aula 1 - Processos Gerenciais
Murilo Amorim
 
Planejamento Estrategico
Planejamento EstrategicoPlanejamento Estrategico
Planejamento Estrategico
azevedoac
 

Semelhante a Introdução à tga organizações e o papel da administração (20)

Pratica da Administracao nas organizações
Pratica da Administracao nas organizaçõesPratica da Administracao nas organizações
Pratica da Administracao nas organizações
 
OraganizaçãO E AministraçãO
OraganizaçãO E AministraçãOOraganizaçãO E AministraçãO
OraganizaçãO E AministraçãO
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Conceitos Centrais de Gestão Organizacional
Conceitos Centrais de Gestão OrganizacionalConceitos Centrais de Gestão Organizacional
Conceitos Centrais de Gestão Organizacional
 
Trabalho adm
Trabalho admTrabalho adm
Trabalho adm
 
Administração
AdministraçãoAdministração
Administração
 
Administração farmacêutica aula 01
Administração farmacêutica aula 01Administração farmacêutica aula 01
Administração farmacêutica aula 01
 
Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]
Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]
Trabalho processos gerenciais-wpsg[1]
 
Dicionário de termos técnico da administração
Dicionário de termos técnico da administraçãoDicionário de termos técnico da administração
Dicionário de termos técnico da administração
 
Giovanna administracaopublica-modulo01-001
Giovanna administracaopublica-modulo01-001Giovanna administracaopublica-modulo01-001
Giovanna administracaopublica-modulo01-001
 
Nova forma de gestão século 21.pptx
Nova forma de gestão século 21.pptxNova forma de gestão século 21.pptx
Nova forma de gestão século 21.pptx
 
Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)
Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)
Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)
 
atividade 01.docx
atividade 01.docxatividade 01.docx
atividade 01.docx
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 
Fundamentos da Administação Contemporânea
Fundamentos da Administação ContemporâneaFundamentos da Administação Contemporânea
Fundamentos da Administação Contemporânea
 
organizaciones.pptx
organizaciones.pptxorganizaciones.pptx
organizaciones.pptx
 
ADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTE
ADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTEADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTE
ADM ETEC 2010 NOVO HORIZONTE
 
ADM ETEC
ADM ETECADM ETEC
ADM ETEC
 
Aula 1 - Processos Gerenciais
Aula 1 - Processos GerenciaisAula 1 - Processos Gerenciais
Aula 1 - Processos Gerenciais
 
Planejamento Estrategico
Planejamento EstrategicoPlanejamento Estrategico
Planejamento Estrategico
 

Mais de Sérgio Oliveira

Orientação de Marketing
Orientação de MarketingOrientação de Marketing
Orientação de Marketing
Sérgio Oliveira
 
Introdução ao Marketing
Introdução ao MarketingIntrodução ao Marketing
Introdução ao Marketing
Sérgio Oliveira
 
Marketing relacionamento e mídias sociais by sérgio oliveira
Marketing relacionamento e mídias sociais by sérgio oliveiraMarketing relacionamento e mídias sociais by sérgio oliveira
Marketing relacionamento e mídias sociais by sérgio oliveira
Sérgio Oliveira
 
MÍDIAS SOCIAIS – Ferramentas de estratégia de marketing de relacionamento par...
MÍDIAS SOCIAIS – Ferramentas de estratégia de marketing de relacionamento par...MÍDIAS SOCIAIS – Ferramentas de estratégia de marketing de relacionamento par...
MÍDIAS SOCIAIS – Ferramentas de estratégia de marketing de relacionamento par...
Sérgio Oliveira
 
Vendedor de Sucesso
Vendedor de SucessoVendedor de Sucesso
Vendedor de Sucesso
Sérgio Oliveira
 
Estratratégia de Marketing - Aula 19_10_08
Estratratégia de Marketing - Aula 19_10_08Estratratégia de Marketing - Aula 19_10_08
Estratratégia de Marketing - Aula 19_10_08
Sérgio Oliveira
 
CRM - Customer Relationship Managment
CRM - Customer Relationship ManagmentCRM - Customer Relationship Managment
CRM - Customer Relationship Managment
Sérgio Oliveira
 
Aula gestão de informção
Aula gestão de informçãoAula gestão de informção
Aula gestão de informção
Sérgio Oliveira
 
Aula gestão estratégica de informação
Aula gestão estratégica de informaçãoAula gestão estratégica de informação
Aula gestão estratégica de informação
Sérgio Oliveira
 
Quem é o nosso consumidor
Quem é o nosso consumidorQuem é o nosso consumidor
Quem é o nosso consumidor
Sérgio Oliveira
 
Marketing de relacionamento
Marketing de relacionamentoMarketing de relacionamento
Marketing de relacionamento
Sérgio Oliveira
 

Mais de Sérgio Oliveira (11)

Orientação de Marketing
Orientação de MarketingOrientação de Marketing
Orientação de Marketing
 
Introdução ao Marketing
Introdução ao MarketingIntrodução ao Marketing
Introdução ao Marketing
 
Marketing relacionamento e mídias sociais by sérgio oliveira
Marketing relacionamento e mídias sociais by sérgio oliveiraMarketing relacionamento e mídias sociais by sérgio oliveira
Marketing relacionamento e mídias sociais by sérgio oliveira
 
MÍDIAS SOCIAIS – Ferramentas de estratégia de marketing de relacionamento par...
MÍDIAS SOCIAIS – Ferramentas de estratégia de marketing de relacionamento par...MÍDIAS SOCIAIS – Ferramentas de estratégia de marketing de relacionamento par...
MÍDIAS SOCIAIS – Ferramentas de estratégia de marketing de relacionamento par...
 
Vendedor de Sucesso
Vendedor de SucessoVendedor de Sucesso
Vendedor de Sucesso
 
Estratratégia de Marketing - Aula 19_10_08
Estratratégia de Marketing - Aula 19_10_08Estratratégia de Marketing - Aula 19_10_08
Estratratégia de Marketing - Aula 19_10_08
 
CRM - Customer Relationship Managment
CRM - Customer Relationship ManagmentCRM - Customer Relationship Managment
CRM - Customer Relationship Managment
 
Aula gestão de informção
Aula gestão de informçãoAula gestão de informção
Aula gestão de informção
 
Aula gestão estratégica de informação
Aula gestão estratégica de informaçãoAula gestão estratégica de informação
Aula gestão estratégica de informação
 
Quem é o nosso consumidor
Quem é o nosso consumidorQuem é o nosso consumidor
Quem é o nosso consumidor
 
Marketing de relacionamento
Marketing de relacionamentoMarketing de relacionamento
Marketing de relacionamento
 

Introdução à tga organizações e o papel da administração

  • 2. O QUE TEM DE COMUM ENTRE ELES?
  • 3. ORGANIZAÇÃO SÃO UNIDADES SOCIAIS OU AGRUPAMENTOS HUMANOS INTENCIONALMENTE CONSTRUÍDAS E RECONSTRUÍDAS A FIM DE ATINGIR OBJETIVOS ESPECÍFICOS. (PARSONS, 1962, in CHIAVENATO, 2009). ORIGEM – do Grego "organon" que significa instrumento, utensílio, órgão ou aquilo com que se trabalha. De modo geral, organização é a forma como se dispõe um sistema para atingir os resultados pretendidos.
  • 6. EMPRESAS SÃO ENTIDADES SOCIAIS FORMADA POR DUAS OU MAIS PESSOAS QUE TRABALHAM DE FORMA COORDENADA EM DETERMINADO AMBIENTE EXTERNO VISANDO UM OBJETIVO COLETIVO. ENVOLVE A DIVISÃO DE TAREFAS E ATRIBUIÇÃO DE RESPONSABILIDADES. (SIGNIFICADOS.COM.BR) SÃO ORGANIZAÇÕES SOCIAIS CONSTITUÍDAS DE PESSOA, QUE TRABALHAM EM CONJUNTO PARA A EXPLORAÇÃO DE ALGUM NEGÓCIO OU ATIVIDADE LUCRATIVA. UTILIZAM UMA CADEIA DE RECURSOS PARA ATINGIR DETERMINADOS OBJETIVOS. (CHIAVENATO, 2009)
  • 7. TIPOS DE EMPRESAS PUBLICAS PRIVADAS DE PROPRIEDADE PARTICULAR, TEM O OBJETIVO DE PRODUZIR BENS (PRODUTOS) OU PRESTAR SERVIÇOS A FIM DE OBTER LUCROS SUFICIENTE PARA REMUNERAR O CAPITAL INVESTIDO PELOS PROPRIETÁRIOS, ACIONISTAS, INVESTIDORES. SÃO DE PROPRIEDADE DO ESTADO, SUSTENTADA COM O DINHEIRO DOS IMPOSTOS PAGOS PELO CIDADÃO. MAIORIA NÃO TEM FINS LUCRATIVOS. OBJETIVO: PRESTAR SERVIÇOS PÚBLICOS À SOCIEDADE.
  • 8. TIPO DE PRODUÇÃO PRIMÁRIA SECUNDÁRIA OU TRANSFORMAÇÃO TERCIÁRIA OU PRESTADORAS SERVIÇO
  • 9. CLASSIFICAÇÃO DO TAMANHO DAS EMPRESAS 02. Quanto ao número de Empregados Indústria: Micro: com até 19 empregados Pequena: de 20 a 99 empregados Média: 100 a 499 empregados Grande: mais de 500 empregados Comércio e Serviços Micro : até 9 empregados Pequena: de 10 a 49 empregados Média: de 50 a 99 empregados Grande: mais de 100 empregados Fonte: Sebrae 01.Quanto à Receita Bruta Anual - Microempreendedor Individual - Até R$ 60.000,00 - Microempresa - Até R$ 360.000,00 - Empresa de Pequeno Porte - EPP - De R$ 360.000,01 até R$ 3.600.000,00 Fonte: Sebrae Fonte:BNDES
  • 10. CONCEITO – O QUE É ADMINISTRAÇÃO A ADMINISTRAÇÃO É A CONDUÇÃO RACIONAL DAS ATIVIDADES DE UMA ORGANIZAÇÃO, SEJA LUCRATIVA OU NÃO LUCRATIVA. SUAS ATIVIDADES ESTÃO RELACIONADAS AO PLANEJAMENTO, DA ORGANIZAÇÃO (ESTRUTURAÇÃO), DA DIREÇÃO E DO CONTROLE DA AÇÃO EMPRESARIAL E SÃO DIFERENCIADAS PELA DIVISÃO DE TRABALHO, DENTRO DA ORGANIZAÇÃO OU EMPRESA. SUA TAREFA CONSISTEM EM INTERPRETAR OS OBJETIVOS PROPOSTOS PELA EMPRESA E TRADUZI-LOS EM AÇÃO EMPRESARIAL POR MEIO DAS SUAS ATIVIDADES EM TODOS OS NÍVEIS DA EMPRESA PARA ATINGIR OS OBJETIVOS DA MELHOR MANEIRA POSSÍVEL.
  • 11. DEFINIÇÕES Administração é o alcance de objetivos Organizacionais de maneira eficaz e eficiente por meio do planejamento, organização, liderança e controle dos recursos organizacionais (DAFT, 1993) É o processo de planejar, organizar, liderar e controlar o trabalho dos membros da organização e utilizar todos os recursos organizacionais disponíveis para alcançar objetivos organizacionais definidos (STONER ET AL., 1995) É o ato de trabalhar com e por intermédio de outras pessoas para realizar os objetivos da organização, bem como de seus membros. MONTANA; CHARNOV, 2003) É o processo de planejar, organizar, liderar e controlar o uso de recursos para alcançar objetivos de Desempenho. (SCHERMERHORN, 1996)
  • 12. 1. A administração é um processo contínuo e sistêmico, envolvendo uma série de atividades impulsionadoras com foco nos objetivos estabelecidos; 2. Envolve articulação e aplicação de vários conjuntos de recursos e competências organizacionais – humanos, financeiros, materiais, tecnológicos e de informação; 3. Exige ações orientadas para o objetivo – individuais, grupais e organizacionais 4. Envolve liderança e direcionamento das atividades em todos os níveis da organização. É o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar o uso dos recursos e de competências organizacionais para alcançar determinados objetivos de maneira eficiente e eficaz de um arranjo integrado e convergente. (CHIAVENATO, 2006)
  • 13.
  • 14. PODEMOS CONCLUIR, ENTÃO, QUE A ADMINISTRAÇÃO 1. OCORRE EXCLUSIVAMENTE DENTRO DE ORGANIZAÇÕES; 2. REQUER FAZER AS COISAS POR MEIO DAS PESSOAS; 3. REQUER LIDAR SIMULTANEAMENTE COM SITUAÇÃO MÚLTIPLAS E COMPLEXAS, MUITAS VEZES INESPERADAS E POTENCIALMENTE CONFLITIVAS; 4. O ADMINISTRAÇÃO DEVE CONTINUAMENTE BUSCAR, LOCALIZAR E APROVEITAR NOVAS OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS; 5. O ADMINISTRADOR PRECISA SABER REUNIR SIMULTANEAMENTE CONCEITOS E AÇÃO – JUNTAR TEORIA COM A PRÁTICA, PENSAR E AGIR.
  • 15. O QUE FAZ O ADMINISTRADOR Define estratégias, efetua diagnósticos de situações, dimensiona recursos, planeja sua aplicação, resolve problemas e gera inovação e competitividade. Ele pode atuar em vários níveis de administração dentro de uma organização: 1. PRESIDENTE; 2. DIRETOR; 3. GERENTES; 4. SUPERVISORES; 5. LÍDERES DE EQUIPES
  • 16. PAPÉIS DO ADMINISTRADOR PREVISÃO O administrador deve estar atento quanto à futura natureza da organização e os desafios existentes no ambiente de negócios, na conjuntura econômica, no mercado, na concorrência, nas mudanças de comportamento do cliente, etc; PLANEJAMENTO Definir objetivos a serem alcançados e maneiras de fazer, ou caminhos, para que esses objetivos se tornem realidade no curto, médio e longo prazo. ALOCAÇÃO DE RECURSOS Assegura e providencia os recursos necessários para que os objetivos da organização sejam cumpridas à risca. CRIAÇÃO DE COMPETÊNCIAS Treina e desenvolve as pessoas para que aprendam habilidades e competências necessárias para o sucesso da organização.
  • 17. DIREÇÃO Incentiva e dinamiza as pessoas dando-lhes metas, objetivos a alcançar, motivação, comunicação, liderança e entusiasmo para obter comprometimento e engajamento com os objetivos da organização. ORGANIZAÇÃO Cuida para que os recursos e competências estejam interligados entre si em uma estrutura organizacional adequada e conectada. CONTROLE Monitora, acompanha, avalia, e toma ações corretivas no sentido de garantir que os objetivos organizacionais sejam devidamente alcançados.
  • 18.
  • 19.
  • 20. NÍVEIS DE ATUAÇÃO OPERACIONAL Chamado de Gerente, interliga o nível operacional com o nível estratégico. Interpreta as decisões tomadas pelo CEO e as transformam em programas de ação para o nível operacional. Atua sobre os supervisores de primeira linha. Recebe o nome de Supervisor de primeira Linha. Nível mais baixo da organização. Local em que as tarefas e operação são executadas cotidianamente e rotineiramente. TÁTICO ESTRATÉGICO Chamado de Presidente ou CEO – Chief Executive Office - Nível institucional, mais voltado para o ambiente externo do negócio da empresa. É o nível que toma as decisões sobre os rumos que a empresa deverá tomar. Age sobre todos os demais níveis da organização.
  • 21. HABILIDADES DO ADMINISTRADOR TÉCNICAS Envolvem o uso de conhecimento especializado e a facilidade na execução de técnicas relacionadas ao trabalho e aos procedimentos de realização. É o caso de habilidade em contabilidade, programação de computador, engenharia, etc. HUMANAS Relacionadas ao trabalho com pessoas e referem-se à facilidade de relacionamento interpessoal e grupal. Envolve a capacidade de comunicar, motivar, coordenar, liderar e resolver conflitos, incentivar a cooperação dentro da equipe, o encorajamento da participação. Envolvem a visão da organização ou da unidade organizacional como um todo, a facilidade em trabalhar com ideias e conceitos, teorias e abstrações. Estão relacionadas com o pensar, o raciocinar, o diagnóstico das situações e a formulação de alternativas de solução para os problemas. CONCEITUAIS
  • 22. AS TRÊS HABILIDADES DO ADMINISTRADOR
  • 23. COMPETÊNCIAS DURÁVEIS DO ADMINISTRADOR
  • 24. COMPETÊNCIAS PESSOAIS DO ADMINISTRADOR
  • 25. As dificuldades de Roberto Roberto é um excelente profissional, muito responsável e admirado por seus conhecimentos técnicos. Depois de diplomar-se em Administração, Roberto não parou mais de estudar e de tentar aplicar seus conhecimentos. Sabe melhor do que ninguém equacionar os problemas e definir as melhores soluções. Sua dificuldade maior é lidar com pessoas: não sabe explicar nem treinar ou argumentar, tampouco tem paciência com os subordinados. Apesar de seu excelente preparo técnico, Roberto não consegue progredir na empresa. Quer ser promovido a gestor de equipe, mas fica sempre na fila de espera. O que está acontecendo com ele? EXERCÍCIO
  • 26. REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO BÁSICO – CHIAVENATO, I. INTRODUÇÃO A TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO. 8 ED. SÃO PAULO: ELSEVIER, 2011. MAXIMINIANO, A. C. A. INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO. SÃO PAULO: ATLAS, 2011. REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO SUPLEMENTAR MAXIMINIANO, A. C. A. TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO. 6 ED. SÃO PAULO: ATLAS, 2011. CHIAVENATO, I. INICIAÇÃO A ADMINISTRAÇÃO GERAL. 3 ED. SÃO PAULO: MANOLE, 2009.