O uso das mídias sociais

161 visualizações

Publicada em

A atividade reflete sobre a importância de usar as mídias sociais em benefício do ensino e da aprendizagem.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
161
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O uso das mídias sociais

  1. 1. Curso Redes de Aprendizagem •Cursista: Elisângela Alves Ribeiro, Silvia Martos, Lusimar Araújo, Luiza Gonçalves e Naudimar Batista •Tutora: Carmem Sperling
  2. 2. A escola frente ao uso das mídias sociais
  3. 3.  A internet abre um mundo favorável à criatividade. Ter seu próprio blog ou seu site de fotos, por exemplo, dá abertura para que o jovem se expresse e mostre seu talento. Ao compartilhar com os outros, ele tem um feedback instantâneo sobre a sua produção, o que pode motivá-lo e até mesmo ajudá-lo a construir e seguir sonhos e objetivos. As redes sociais ensinam os jovens importantes situações do mundo real. Por exemplo, a noção de “rede de contatos” é exercitada por meio de comunidades como Facebook e isso pode ajudar o jovem ao longo de sua vida. Ser capaz de criar redes de contato sólidas é extremamente
  4. 4.  A popularidade das redes sociais e a velocidade que é característica ao mundo online criaram novas maneiras de escrever e falar, enfim, transformaram a língua portuguesa, dando a ela, novos aspectos e sentidos. Isso pode interferir na qualidade de redação desses jovens.  A linguagem da internet ainda não foi naturalizada como padrão em nossa sociedade, ela ainda se limita ao meio online. Trabalhos escolares, por exemplo, ainda exigem a linguagem formal. Contudo, palavras como “vc”, “eh”, “baum” acabam aparecendo em trabalhos acadêmicos e os jovens, por muitas vezes desconhecerem a escrita formal, acabam dependendo de corretores automáticos
  5. 5.  O adolescente de hoje é multifuncional, faz tudo ao mesmo tempo, porém, isso pode ter consequências negativas se não for bem administrado. Muitos estudantes não sabem lidar com a grande oferta de informações disponível na internet. Alguns tomam tudo o que lêem na web como verdade absoluta e isso interfere no processo de aprendizagem e no desenvolvimento de olhar crítico perante o que lhes é apresentado. Cada vez mais cedo, as redes sociais passam a fazer parte do cotidiano dos estudantes e essa é uma realidade imutável. Mais do que entreter, as redes podem se tornar ferramentas de interação valiosas para auxiliar no seu trabalho em sala de aula, desde que bem utilizadas". E cabe a cada educador fazer a diferença!
  6. 6.  Assim, estamos aprendendo com nossos erros nossos acertos, mas sabemos que o papel da educação também cabe a conciliação dessas modernidades dentro de sala de aula. Hoje temos um grande desafio a frente, pois os nossos alunos muitas vezes não gostam da utilização do que eles utilizam para o divertimento de uma hora para a outra virar ferramenta educacional.  Cabe a nós professores essa mediação entre o que é divertido e o que é produtivo, pois nossos alunos são um pouco imaturos quanto ao uso dessas redes sociais que muitas vezes acaba sendo mal utilizada, pois vemos os estudantes cometendo bullying em suas postagens, ou pior ficando vulnerável aos pedófilos que também é muito ruim
  7. 7. O uso de celular na escola
  8. 8.  O projeto de lei que originou a norma diz que o uso do telefone pode desviar a atenção dos alunos, possibilitar fraudes durante as avaliações e provocar conflitos entre professores e alunos e alunos entre si, influenciando o rendimento escolar. Se por um lado, a tecnologia serve de apoio às ações educacionais, Porém Ao usar o celular para encontrar respostas rápidas, os educadores estariam mais livres para cumprir seu papel fundamental de orientadores na navegação do conhecimento. E de aumentar, gradativamente, os padrões de exigência do saber. A questão da utilização desse aplicativo em sala é bastante complexa, dependendo a faixa etária e da capacidade intelectual de cada pessoa, pois pode ser utilizada em prol de seu beneficio ou não, os educadores precisam estar atentos.
  9. 9.  Como nós professores nossas escolas não estão preparadas para essa nova ferramenta, então pela falta de informação ou por ser mais pratico proíbe o uso delas, mas como já foram mencionados os alunos não estão também preparados para esse uso na escola. Os alunos como uma forma de revolta burla toda e qualquer regra estabelecida entre o professor e ele.  Hoje tendo sido preparado ou não as mídias sócias estão dentro da escola, o que devemos fazer é nos adequar a essa realidade latente, nossos alunos tem acesso fácil e rápido a informação, devemos orienta-lo quanto ao uso dentro de sala. Vemos que devido ao acesso rápido a informação os alunos ficam um pouco ociosos quanto ao pensar, ao estudar pois ele pensa que já tem o instrumento que pensa por ele, quanto aos riscos a nós professores estamos expostos muitas vezes ao ridículo, porque os alunos podem tirar uma foto inadequada ou mesmo realizar uma montagem, ou o que dizemos pode ser gravado e utilizado em um contexto diferente ao que foi dito, os riscos são muitos tanto para nós quanto para eles.  Em sala de aula eu muitas vezes os deixo utilizarem o celular para uma tradução, ou mesmo durante uma produção textual a utilização de músicas em seus fones, pois eles acabam se concentrando e realizando a atividade proposta.  É muito difícil essa adequação, pois é novo e controverso, mas como já foi mencionado estamos a passos bem lentos para essa nova ferramenta.
  10. 10. As redes sociais a favor da aprendizagem
  11. 11.  As redes sociais podem ser aliadas da aprendizagem O uso das redes sociais, usufruídas de forma consciente, concebe-se como verdadeiro aliado da aprendizagem.  *como fazer das redes sociais ferramentas aliadas da aprendizagem?  Respostas a tal indagação por certo se tornam plausíveis à medida que um dos atributos do educador é buscar meios, subsídios, os quais lhe proporcionarão a eficácia necessária à concretização dos objetivos a que se propõe, mediante a relação de ensino x aprendizagem. Um deles, por excelência, é fazer com que os educandos se sintam motivados a adquirir o conhecimento de que tanto precisam – dada a condição de que atualmente se mostram mais “exigentes” do que nunca. Dessa forma, por que não fazer do espaço virtual um campo fecundo? Pois, mais do que entreter, elas também podem atuar como forma de interação, tornando-se um dispositivo
  12. 12.  Cada vez mais cedo, as redes sociais passam a fazer parte do cotidiano dos alunos e essa é uma realidade imutável. Mais do que entreter, as redes podem se tornar ferramentas de interação valiosas para auxiliar no seu trabalho em sala de aula, desde que bem utilizadas. O contato com os estudantes na internet ajuda conhecê-los melhor. Quando o professor sabe quais são os interesses dos jovens para os quais dá aulas, ele prepara aulas mais focadas e interessantes, que facilitam a aprendizagem.  Mas, é evidente que em uma rede social o professor não pode agir como se estivesse em um grupo de amigos íntimos. O que não se pode perder de vista é o fato de que, nas redes sociais, o professor está se expondo para o mundo. Ele tem que se dar conta de que está em um espaço público freqüentado por seus alunos. Por isso, no mundo virtual, precisamos continuar dando bons exemplos e devemos se policiar para não comprometermos nossas imagens perante aos alunos.  Portanto, os recursos midiáticos permitem a ampliação do conceito de aula, de espaço e tempo e de comunicação, devendo os mesmos ser considerados como instrumentos e não como solução para os problemas de aprendizagem. A utilização destes recursos nos força a reaprender o conhecimento, transformando o processo de aprendizado em uma troca constante entre alunos e professores, possibilitando uma aproximação da escola com a realidade do aluno, sem esquecer que cabe ao professor atuar como orientador, direcionando o ensino e a utilização destes recursos.

×