Prémio Nobel da Economia 2008<br />Paul Robin Krugman<br />
Nasceu no dia 28 de Fevereiro de 1953 em LongIsland, Nova York.<br />Colabora desde 2000 com o New York Times onde tratava...
<ul><li>Estudou na universidade de Yale onde leccionou bem como na universidade de Stanford e na de London School ofEconom...
Foi considerado um keynesiano(opõe-se às teorias neoliberais, que defendem a intervenção mínima do Estado na economia).
Escreveu mais de 200 artigos e 20 livros, um deles bastante importante International Economics: Theory andPolicy.
Entre 1982 e 1983, trabalhou na Casa Branca como membro do conselho de Economistas.</li></li></ul><li><ul><li>Membro do Gr...
Actualmente, blogger de uma página na internet (krugman.blogs.nytimes.com), onde publica alguns dos seus artigos.
Premiado em 1991 com Medalha John Bates Clark, American Economic Association, quando tinha menos de 40 anos, onde esta med...
Em 2002 foi considerado Colunista e Editor do Ano.
Em 2004 ganhou dois prémios, o Príncipe das Astúrias nas Ciências Sociais, Fundação Príncipe das Asturias, Espanha, o Doct...
Teoria da Localização Económica<br />Para Paul Krugman, Geografia Económica significa a localização da produção no espaço,...
Teoria da Localização Económica<br />A produção de algumas indústrias está marcadamente concentrada no espaço, estas conce...
Teoria da Localização Económica<br />Krugman preocupa-se em explicar a importância dos rendimentos decrescentes e dos proc...
A Nova Teoria do Comércio<br />Paul mostrou a existência de  um comércio internacional tão intenso entre países muito idên...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Paul robin krugman

1.594 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.594
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Paul robin krugman

  1. 1. Prémio Nobel da Economia 2008<br />Paul Robin Krugman<br />
  2. 2. Nasceu no dia 28 de Fevereiro de 1953 em LongIsland, Nova York.<br />Colabora desde 2000 com o New York Times onde tratava da dinâmica da escala, quantidade de produção, na troca de bens entre os países.<br />Professor de Economia e Assuntos Internacionais na Universidade de Princeton.<br />Biografia<br />
  3. 3. <ul><li>Estudou na universidade de Yale onde leccionou bem como na universidade de Stanford e na de London School ofEconomics.
  4. 4. Foi considerado um keynesiano(opõe-se às teorias neoliberais, que defendem a intervenção mínima do Estado na economia).
  5. 5. Escreveu mais de 200 artigos e 20 livros, um deles bastante importante International Economics: Theory andPolicy.
  6. 6. Entre 1982 e 1983, trabalhou na Casa Branca como membro do conselho de Economistas.</li></li></ul><li><ul><li>Membro do Grupo do Trinta(G30, organização internacional privada sem fins lucrativos, composta por representantes do mais alto nível do Mundo financeiro).
  7. 7. Actualmente, blogger de uma página na internet (krugman.blogs.nytimes.com), onde publica alguns dos seus artigos.
  8. 8. Premiado em 1991 com Medalha John Bates Clark, American Economic Association, quando tinha menos de 40 anos, onde esta medalha só é atribuída apenas uma vez de dois em dois anos, a um economista de topo, sendo por isso muito importante e considerado por alguns mais difícil de ganhar do que um prémio Nobel.</li></li></ul><li><ul><li>Em 2000 ganhou o Prémio H.C. Recktenwald em Economia, Universidade de Erlangen-Nuremberg, Alemanha.
  9. 9. Em 2002 foi considerado Colunista e Editor do Ano.
  10. 10. Em 2004 ganhou dois prémios, o Príncipe das Astúrias nas Ciências Sociais, Fundação Príncipe das Asturias, Espanha, o Doctor of Humane Letters honoris causa, Haverford College.</li></li></ul><li>Atribuição do prémio nobel<br />Aos 55 anos, foi premiado no ano de 2008 com prémio Nobel da Economia, TheSverigesRiksbankPrizeinEconomicSciencesinMemoryofAlfred Nobel, pelas suas contribuições para a Nova Teoria do Comércio (análise dos padrões de comércio e localização da actividade económica).<br />
  11. 11. Teoria da Localização Económica<br />Para Paul Krugman, Geografia Económica significa a localização da produção no espaço, isto é, o ramo da Economia que se preocupa com “onde é que as coisas acontecem em relação a outras”.<br />Tradicionalmente, a localização da actividade económica baseia-se nos rendimentos constantes e na concorrência perfeita, quando na verdade são os rendimentos crescentes e a concorrência imperfeita que interessa nos estudos da geografia económica.<br />
  12. 12. Teoria da Localização Económica<br />A produção de algumas indústrias está marcadamente concentrada no espaço, estas concentram-se nos locais onde existem rendimentos crescentes.<br />A Geografia Económica para Paul deveria ressurgir como um campo maior dentro da economia e para este é necessário estudar a análise locativa das actividades económicas dentro dos próprios países, estudar a fusão da economia internacional com a economia regional, elaborar novos conceitos e estudar a importância da História.<br />
  13. 13. Teoria da Localização Económica<br />Krugman preocupa-se em explicar a importância dos rendimentos decrescentes e dos processos cumulativos no desenvolvimento regional divergente, para assim perceber melhor a teoria da localização Económica.<br />
  14. 14. A Nova Teoria do Comércio<br />Paul mostrou a existência de um comércio internacional tão intenso entre países muito idênticos em dotações de recursos, como as nações ricas em geral. O comércio internacional, na visão clássica de David Ricardo, conhecida como “teoria das vantagens comparativas”, o comércio entre o mundo desenvolvido e o subdesenvolvido é bem explicado. Como esses países são dotados de diferentes recursos, com abundância de capital nos países ricos e abundância de matérias-primas e mão-de-obra barata nos pobres.<br />
  15. 15. O comércio internacional coloca todos em melhor situação, ao fazer com que cada um produza aquilo que tem condições de fazer melhor: matérias-primas, produtos de baixo valor agregado, nos países subdesenvolvidos, e produtos mais sofisticados nos desenvolvidos. Isso não explica, porém, por que os países ricos têm entre si um comércio tão volumoso, na realidade, ainda representa a maior parte do comércio internacional.<br />A Nova Teoria do Comércio<br />
  16. 16. A Nova Teoria do Comércio<br />Paul Krugman demonstrou que uma combinação entre desejo de variedade, por parte dos consumidores, e economias de escala, por parte dos produtores, combinam-se para tornar viável o comércio entre nações desenvolvidas.<br />
  17. 17. A Nova Teoria do Comércio<br />Com Krugman também foi possível mostrar que existem situações em que barreiras comerciais ou subsídios à exportação produzem benefícios reais ao país que usa estes instrumentos.<br />
  18. 18. Trabalho realizado por:<br />Micael Queiroga dos Santos 38736<br />Nuno André Pinto de Sousa 38738<br />

×