O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Iso 14001 - Sistema de Gestão Ambiental

184 visualizações

Publicada em

Iso 14001, implantação norma.

Publicada em: Meio ambiente
  • Seja o primeiro a comentar

Iso 14001 - Sistema de Gestão Ambiental

  1. 1. I M P L E M E N TA Ç Ã O D A N O R M A ISO 14001
  2. 2. O QUE É A ISO 14001 • ISO significa Organização Internacional para Normalização (International Organization for Standardization ) localizada em Genebra, Suíça, fundada em 1947. • A norma ISO 14001 é uma ferramenta criada para auxiliar empresas a identificar, priorizar e gerenciar seus riscos ambientais como parte de suas práticas usuais. • A ISO 14001 exige que as empresas se comprometam com a prevenção da poluição e com melhorias contínuas, como parte do ciclo normal de gestão empresarial.
  3. 3. • A norma reconhece que organizações podem estar preocupadas tanto com a sua lucratividade quanto com a gestão de impactos ambientais. • A principal função dessa norma é implantar corretamente um Sistema de Gestão Ambiental (SGA);
  4. 4. ESTRATÉGIAS DE IMPLEMENTAÇÃO Fatores econômicos: • Redução do consumo de recursos naturais; • Redução da geração de resíduos; • Competitividade (Manutenção dos negócios); • Política de seguros;
  5. 5. Fatores sociais: • Preservação do meio ambiente; • Melhor qualidade de vida; • Prestígio da imagem da organização;
  6. 6. OBJETIVOS E CAMPO DE APLICAÇÃO • Esta Norma especifica os requisitos relativos a um sistema de gestão ambiental, permitindo a uma organização formular uma política e objetivos que levem em conta os requisitos legais e as informações referentes aos impactos ambientais significativos.
  7. 7. A NORMA SE DIVIDE EM 4 ETAPAS: • Planejamento: Visa prover um processo que permita que a organização identifique os aspectos ambientais significativos para então começar a implantação do SGA. • Objetivos: Estes devem ser mensuráveis, exequíveis e específicos. Avaliando questões de curto e longo prazo.
  8. 8. • Implementação e Operação: Todos os profissionais devem ser treinados e deve haver um sistema de comunicação interno eficiente. • A empresa deve ter controle dos documentos e das operações. • Também é necessário que os funcionários estejam preparados para situações emergenciais dentro do piso de fábrica.
  9. 9. • Verificação: Esta etapa consiste na avaliação dos resultados por meio de uma Auditoria Interna, e posteriormente constante monitoramento, a fim de propor medidas preventivas e de correção, se necessário.
  10. 10. DEFINIÇÕES • Para os efeitos desta Norma, aplicam-se as seguintes definições. • Melhoria contínua: processo de aprimoramento do sistema de gestão ambiental, visando atingir melhorias no desempenho ambiental global de acordo com a política ambiental da organização.
  11. 11. • meio ambiente: circunvizinhança em que uma organização opera, incluindo ar, água, solo, recursos naturais, flora, fauna, seres humanos e suas inter-relações. • NOTA - Neste contexto, circunvizinhança estende-se do interior das instalações para o sistema global.
  12. 12. • Aspecto ambiental: elemento das atividades, produtos ou serviços de uma organização que pode interagir com o meio ambiente. • NOTA - Um aspecto ambiental significativo é aquele que tem ou pode ter um impacto ambiental significativo.
  13. 13. • Impacto ambiental: qualquer modificação do meio ambiente, adversa ou benéfica, que resulte, no todo ou em parte, das atividades, produtos ou serviços de uma organização.
  14. 14. • Sistema de gestão ambiental: a parte do sistema de gestão global que inclui estrutura organizacional, atividades de planejamento, responsabilidades, práticas, procedimentos, processos e recursos para desenvolver, implementar, atingir, analisar criticamente e manter a política ambiental.
  15. 15. • Auditoria do sistema de gestão ambiental: processo sistemático e documentado de verificação, executado para obter e avaliar, de forma objetiva, evidências que determinem se o sistema de gestão ambiental de uma organização está em conformidade com os critérios de auditoria do sistema de gestão ambiental.
  16. 16. • Objetivo ambiental: propósito ambiental global, decorrente da política ambiental, que uma organização se propões a atingir, sendo quantificado sempre que exequível.
  17. 17. • Desempenho ambiental: resultados mensuráveis do sistema de gestão ambiental, relativos ao controle de uma organização sobre seus aspectos ambientais, com base na sua política, seus objetivos e metas ambientais.
  18. 18. • Política ambiental: declaração da organização, expondo suas intenções e princípios em relação ao seu desempenho ambiental global, que provê uma estrutura para ação e definição de seus objetivos e metas ambientais.
  19. 19. • Meta ambiental: requisito de desempenho detalhado, quantificado sempre que exequível, aplicável à organização ou partes dela, resultante dos objetivos ambientais e que necessita ser estabelecido e atendido para que tais objetivos sejam atingidos.
  20. 20. • Parte interessada: indivíduo ou grupo interessado ou afetado pelo desempenho ambiental de uma organização. • Organização: companhia, corporação, firma, empresa ou instituição, ou parte ou combinação destas, pública ou privada, sociedade anônima, limitada ou com outra forma estatutária, que tem funções e estrutura administrativa próprias. • NOTA - Para organizações com mais de uma unidade operacional cada unidade isolada pode ser definida como uma organização.
  21. 21. • Prevenção de poluição: uso de processos, práticas, materiais ou produtos que evitem, reduzam ou controlem a poluição, os quais podem incluir reciclagem, tratamento, mudanças no processo, mecanismos de controle, uso eficiente de recursos e substituição de materiais. • NOTA - Os benefícios potenciais da prevenção incluem a redução de impactos ambientais adversos, a melhoria da eficiência e a redução de custos.
  22. 22. COLOCANDO A ISO 14001 EM PRÁTICA ! • Politicas Ambientais; • Objetivos e Metas; • Implantação; • Treinamentos; • Comunicação; • Documentação; • Não conformidade; • Auditoria;
  23. 23. POLÍTICA AMBIENTAL A alta administração deve estabelecer e manter um sistema de gestão ambiental, cujo requisitos são: • Seja apropriada à natureza, aos impactos ambientais; • Comprometido com a prevenção de poluição; • Cumpra com a legislação ambiental, as normas e os requisitos subscritos pela natureza;
  24. 24. • Fornecer estrutura para rever os objetivos e metas ambientais; • Seja cumprida, documentada e comunicada a todos os empregados; • Esteja disponível para o público; • A organização deve manter essas informações sempre atualizadas;
  25. 25. OBJETIVOS E METAS • A organização deve estabelecer e manter objetivos e metas ambientais documentados, em cada nível e função pertinentes da organização, associar os objetivos e requisitos dos seus aspectos ambientais nas áreas tecnológicas, financeiras, operacionais e comerciais e devem ser compatíveis com a política ambiental.
  26. 26. A organização deve estabelecer e manter programa(s) para atingir seus objetivos e metas, devendo incluir: • A atribuição de responsabilidades em cada função e nível pertinente da organização, visando atingir os objetivos e metas; • Os meios e o prazo dentro do qual eles devem ser atingidos.
  27. 27. TREINAMENTO, CONSCIENTIZAÇÃO E COMPETÊNCIA Manter procedimentos que façam com que seus empregados ou membros, em todo nível e função, estejam conscientes: • Da importância da conformidade, dos procedimentos e requisitos; • Dos impactos significativos, resultantes da melhoria do seu desempenho pessoal; • Das suas funções e responsabilidades em atingir a conformidade com a política ambiental;
  28. 28. O pessoal que executa tarefas que possam causar impactos ambientais significativos devem ser competentes, com base em educação, treinamento e/ou experiência apropriados.
  29. 29. COMUNICAÇÃO A organização deve estabelecer e manter procedimentos para: • Comunicação interna entre vários níveis e funções da organização; • Recebimento, documentação e resposta a comunicações pertinentes das partes interessadas externas.
  30. 30. DOCUMENTAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL A organização deve estabelecer e manter informações, em papel ou em meio eletrônico, para: • Descrever os principais elementos do sistema de gestão e a interação entre eles; • Fornecer orientação sobre a documentação relacionada;
  31. 31. CONTROLE DE DOCUMENTOS Manter controle de todos os documentos exigidos por esta Norma, para assegurar que: • Possam ser localizados com segurança; • Sejam analisados, revisados quando necessário, pelo pessoal autorizado; • As versões atualizadas dos documentos estejam disponível em todos os locais onde se executa as operações.
  32. 32. • Documentos obsoletos sejam prontamente removidos, garantindo o uso não-intencional; A documentação deve ser legível, datada (com data e revisão) e facilmente identificável, mantida de forma organizada.
  33. 33. PREPARAÇÃO E ATENDIMENTO A EMERGÊNCIAS • A organização deve estabelecer e manter procedimentos para identificar acidentes e situações de emergência, bem como para prevenir e mitigar os impactos ambientais que possam estar associados a eles. • A organização deve analisar e revisar, onde necessário, seus procedimentos de preparação e atendimento a emergências, em particular após ocorrência de acidentes ou situações de emergência.
  34. 34. • Os equipamentos de monitoramento devem ser calibrados e mantidos, e os registros desse processo devem ficar retidos, segundo procedimentos definidos pela organização. • A organização deve estabelecer e manter um procedimento documentado para avaliação periódica do atendimento à legislação e regulamentos ambientais pertinentes.
  35. 35. NÃO CONFORMIDADE E AÇÕES CORRETIVAS E PREVENTIVAS Ao estabelecer e manter procedimentos para investigar e corrigir não-conformidades, é recomendado que a organização inclua os seguintes elementos básicos: • Identificação da causa da não-conformidade; • Identificação e implementação da ação corretiva necessária;
  36. 36. • Controles necessários para evitar a repetição da não- conformidade; • Registro de quaisquer mudanças em procedimentos escritos resultante da ação corretiva.
  37. 37. AUDITORIA DO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL É recomendado que o programa e os procedimentos de auditoria abranjam: • As atividades e áreas a serem consideradas nas auditorias; • A frequência das auditorias; • As responsabilidades associadas à gestão e condução de auditorias; • Comunicação dos resultados de auditorias; • Competência dos auditores;
  38. 38. ANÁLISE CRÍTICA PELA ADMINISTRAÇÃO Para manter a melhoria contínua, adequação e eficácia do sistema de gestão ambiental, e consequentemente o seu desempenho, é recomendado que a administração da organização analise criticamente e avalie o sistema de gestão ambiental em intervalos definidos.
  39. 39. É recomendado que a análise crítica inclua: • Os resultados de auditorias; • O nível de atendimento aos objetivos e metas; • A contínua adequação do sistema de gestão ambiental em relação a mudanças de condições e informações; • As preocupações das partes interessadas pertinentes.
  40. 40. • É recomendado que as observações, conclusões e recomendações sejam documentadas, para que as ações necessárias sejam empreendidas. 14001 SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL - ESPECIFICAÇÀO E DIRETRIZES PARA USO.
  41. 41. QUANTO CUSTA PARA IMPLANTAR UM SISTEMA ISO ? • Obtenção das normas: . As normas ISO 9001, ISO 14001 e ABNT 16001 custam, em média, R$ 100 cada e estão disponíveis em uma brochura impressa, entregue em até sete dias úteis a contar da solicitação, com frete por conta do interessado, e também em formato digital, com impressão a partir do link www.abnt.org.br .
  42. 42. Implantação na empresa: Nas pequenas e médias empresas, que normalmente têm um quadro de funcionários mais enxuto, pode ser difícil deslocar alguém da equipe para cuidar do processo de certificação, o que torna o consultor ainda mais necessário. Ferreira comenta que é possível encontrar bons profissionais dessa área por, em média, R$ 80 a hora.
  43. 43. • Certificadora: Depois da empresa se adequar aos requisitos, precisa contratar um organismo certificador, órgão independente sem qualquer ligação com a entidade ou com o consultor que ajudou na implantação, para atestar se ela realmente age em conformidade com as normas.
  44. 44. QUANTO CUSTA A ISSO 14001? • Obtenção da norma : A norma ISO 14001 custa, em média, R$ 100 cada e estão disponíveis em uma brochura impressa . • Implantação na empresa: Com as normas em mãos, é preciso implantar um sistema de gestão que atenda aos seus requisitos, a presença de um consultor não é fundamental, mas a sua contratação pode acelerar o processo de implantação um consultor custa em média R$80,00 a hora.
  45. 45. • Certificadora: O preço médio de uma certificação, válida por três anos para pequena empresa, está em torno de R$ 2 mil por ano. Para empresas de médio porte, esse valor é de R$ 3,5 mil por ano, em média.
  46. 46. ESTUDO DE CASO : HOTEL ECOLÓGICO • Um hotel criou um agressivo programa que provê as bases de implantação do registro na ISSO 14001, sendo esse hotel histórico, possuindo alta clientela de classe alta. Decidiram reduzir o impacto com reciclagem e redução do consumo de energia e água.
  47. 47. REDUÇÃO DE ENERGIA • Lâmpadas econômicas e eficientes foram instaladas em áreas que precisam de iluminação 24 horas. • Lâmpadas incandescentes de 60 watts, foi substituídas por fluorescentes de 15 watts, economizando R$3.622,00 mil anualmente. • Lâmpadas incandescentes de 90 watts, foi substituídas por fluorescentes de 2 watts, economizando R$1.540,00 mil anualmente. • Lâmpadas de led 30 watts, foi sbstituídas por de 1,8 led economizando R$1.179,00
  48. 48. REDUÇÃO DE ÁGUA • Substitui nos toaletes descargas de 1,5 galão de capacidade, por de 3,5 capacidade economizando R$3.276,00 e 430.00 galões de água anualmente. • Chuveiros de grande eficiência foram instalados, economizando R$6.546,00 e 859.000 galões anualmente. • Foi oferecido aos hóspedes a opção de reutilizar duas toalhas e lençóis no caso de permanecerem por mais de um dia e economizou R$4.000,00 mil anualmente.
  49. 49. Todos no hotel participam do programa e podem contribuir, o que é visto como responsabilidade de seu cargo. Logo a participação de todos trouxe resultados importantes e positivos.

×