SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
1ª Guerra Mundial – Início e Expansão
O início da guerra
 Em 1914, as grandes nações europeias eram divididas em 2 blocos rivais:
o A Tríplice Aliança ou Impérios Centrais, formada por: Alemanha, Império Austro-
Húngaro e a Itália.
o Tríplice Entente, composta por Rússia, Inglaterra e França.
 Em 28 de Junho de 1914, o arquiduque da Áustria chamado Francisco Ferdinando e
sua esposa foram assassinados por um estudante do movimento nacionalista sérvio-
bósnio em uma visita à Bósnia
 Um mês depois, o império Austro-Húngaro declarou guerra à Sérvia.
 A Rússia, que era aliada (ligada) à Sérvia reagiu, mandando as suas tropas para a
região.
 A França, aliada da Rússia, mandou também suas tropas.
 A Alemanha, ligada ao Império Austro-Húngaro, declarou guerra à França e a Rússia.
 Marchando em direção ao território francês, os alemães ocuparam a Bélgica, que até
aquele momento era um país neutro, ou seja, estava em paz com todos. Com isso, a
Grã-Bretanha entrou no conflito.
 O império Turco-Otomano aliou-se à Tríplice Aliança porque tinha grande interesse nas
regiões dos Bálcãs.
 Na Ásia, o Japão juntou-se aos Aliados, ou seja, os países da Entente.
A expansão da guerra
 A guerra tomou um imenso território e foi travada em frentes de batalha.
o Frente Ocidental - Ficava nas fronteiras entre a França, Alemanha e Bélgica.
o Frente Oriental - Lutavam Rússia, Alemanha e Áustria-Hungria
o Frente dos Bálcãs
 Pela Tríplice Entente - Lutavam Sérvia, Romênia e Grécia.
 Pela Tríplice Aliança - Lutavam Áustria-Hungria, Império Turco-Otomano e
Bulgária.
o Frente Alpina – Ficava na fronteira da Áustria com a Itália.
 No Oriente Médio, os ingleses e os turcos lutavam na Síria, na Arábia e na Palestina.
 Na África e nas regiões do Pacífico, ocorreram conflitos a partir das invasões inglesas
e japonesas dos territórios coloniais da Alemanha.
 Grande parte do Oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo foi ocupada pela guerra
marítima.
 Na Frente Ocidental, depois de invadir a Bélgica, o exército alemão planejava entrar na
França e marchar até sua capital, que é Paris. Com o apoio britânico, os franceses
conseguiram parar o avanço alemão.
 Daí em diante, foi estabelecida uma guerra de posições, marcada por lutas em
trincheiras.
 Na Frente Oriental, onde a área do conflito era maior, as batalhas ocorriam de forma
direta. Nesse lado da guerra, a Alemanha conseguiu vitórias importantes sobre os
russos. Na Ásia, os alemães perderam vários territórios para os japoneses.
A guerra de trincheiras
 As trincheiras eram valas cavadas na terra onde os soldados se protegiam dos ataques
adversários e onde esperavam outros acontecimentos.
 As trincheiras foram usadas pela primeira vez na Guerra Civil Americana entre os anos
de 1861 a 1865.
 As primeiras trincheiras da 1ª Guerra Mundial foram construídas em 1914, quando os
alemães foram barrados, ou seja, impedidos pelos franceses. O exército alemão, que
não queria recuar, utilizou as trincheiras para esperar outra oportunidade para atacar a
França.
 As trincheiras ocuparam os territórios da suíça até o litoral norte da França.
 Essas valas úmidas eram as casas dos soldados durante os conflitos. Sobreviver nas
trincheiras era muito difícil, pois as condições sanitárias eram péssimas. Quando chovia
a água acumulava-se nos fossos. O frio, a umidade, os ratos eram alguns dos problemas
que os soldados enfrentavam nas trincheiras.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Ii 2ª guerra mundial – a guerra na europa
Ii 2ª guerra mundial – a guerra na europaIi 2ª guerra mundial – a guerra na europa
Ii 2ª guerra mundial – a guerra na europa
 
Terceiros anos primeira guerra
Terceiros anos   primeira guerraTerceiros anos   primeira guerra
Terceiros anos primeira guerra
 
Primeira guerra mundial, história
Primeira guerra mundial, históriaPrimeira guerra mundial, história
Primeira guerra mundial, história
 
Da revolução industrial à 1ª grande guerra
Da revolução industrial à 1ª grande guerraDa revolução industrial à 1ª grande guerra
Da revolução industrial à 1ª grande guerra
 
I guerra mundial_8aserie
I guerra mundial_8aserieI guerra mundial_8aserie
I guerra mundial_8aserie
 
3º Primeira Guerra Mundial: O Primeiro Conflito Mundial
3º Primeira Guerra Mundial: O Primeiro Conflito Mundial3º Primeira Guerra Mundial: O Primeiro Conflito Mundial
3º Primeira Guerra Mundial: O Primeiro Conflito Mundial
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
 
Apresentação Segunda Guera Mundial
Apresentação Segunda Guera MundialApresentação Segunda Guera Mundial
Apresentação Segunda Guera Mundial
 
Asd
AsdAsd
Asd
 
A 2ª guerra mundial 2015
A 2ª guerra mundial   2015A 2ª guerra mundial   2015
A 2ª guerra mundial 2015
 
A 2ª guerra mundial 2014
A 2ª guerra mundial   2014A 2ª guerra mundial   2014
A 2ª guerra mundial 2014
 
A 2ª guerra mundial 2013
A 2ª guerra mundial   2013A 2ª guerra mundial   2013
A 2ª guerra mundial 2013
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
 
2 G.M.
2 G.M.2 G.M.
2 G.M.
 
Aprimeiraguerramundial 090925120513-phpapp02
Aprimeiraguerramundial 090925120513-phpapp02Aprimeiraguerramundial 090925120513-phpapp02
Aprimeiraguerramundial 090925120513-phpapp02
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
Segunda guerra
Segunda guerraSegunda guerra
Segunda guerra
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Primeira guerra-mundial
Primeira guerra-mundialPrimeira guerra-mundial
Primeira guerra-mundial
 

Semelhante a 1ª Guerra Mundial - início e expansão

I_GUERRA_MUNDIAL.ppt
I_GUERRA_MUNDIAL.pptI_GUERRA_MUNDIAL.ppt
I_GUERRA_MUNDIAL.pptocg50
 
Historiageral Hisger28 Arquivo
Historiageral Hisger28 ArquivoHistoriageral Hisger28 Arquivo
Historiageral Hisger28 ArquivoRiKond
 
Primeira guerra mundial (1914 1918)
Primeira guerra mundial (1914 1918)Primeira guerra mundial (1914 1918)
Primeira guerra mundial (1914 1918)Valdemir França
 
APOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docx
APOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docxAPOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docx
APOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docxNewageCentroestudos
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundialsissapb
 
1 primeira guerra mundial
1   primeira guerra mundial 1   primeira guerra mundial
1 primeira guerra mundial Marilia Pimentel
 
A primeira guerra mundial
A primeira guerra mundialA primeira guerra mundial
A primeira guerra mundialprofrogerio1
 
Aprimeiraguerramundial 090925120513-phpapp02 (1)
Aprimeiraguerramundial 090925120513-phpapp02 (1)Aprimeiraguerramundial 090925120513-phpapp02 (1)
Aprimeiraguerramundial 090925120513-phpapp02 (1)alexandredcg
 
1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf
1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf
1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdfProfMarcosRocha
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesjanahlira
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesjanahlira
 

Semelhante a 1ª Guerra Mundial - início e expansão (20)

I guerra mundial
I guerra mundialI guerra mundial
I guerra mundial
 
I_GUERRA_MUNDIAL.ppt
I_GUERRA_MUNDIAL.pptI_GUERRA_MUNDIAL.ppt
I_GUERRA_MUNDIAL.ppt
 
Historiageral Hisger28 Arquivo
Historiageral Hisger28 ArquivoHistoriageral Hisger28 Arquivo
Historiageral Hisger28 Arquivo
 
Primeira guerra mundial (1914 1918)
Primeira guerra mundial (1914 1918)Primeira guerra mundial (1914 1918)
Primeira guerra mundial (1914 1918)
 
I Guerra Mundial - slide 3
I Guerra Mundial - slide 3I Guerra Mundial - slide 3
I Guerra Mundial - slide 3
 
APOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docx
APOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docxAPOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docx
APOGEU E DECLÍNIO DA INFLUÊNCIA EUROPEIA.docx
 
Dsdsdsdsds
DsdsdsdsdsDsdsdsdsds
Dsdsdsdsds
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
1 primeira guerra mundial
1   primeira guerra mundial 1   primeira guerra mundial
1 primeira guerra mundial
 
A primeira guerra mundial
A primeira guerra mundialA primeira guerra mundial
A primeira guerra mundial
 
A 1a Guerra Mundial
A 1a Guerra MundialA 1a Guerra Mundial
A 1a Guerra Mundial
 
Aprimeiraguerramundial 090925120513-phpapp02 (1)
Aprimeiraguerramundial 090925120513-phpapp02 (1)Aprimeiraguerramundial 090925120513-phpapp02 (1)
Aprimeiraguerramundial 090925120513-phpapp02 (1)
 
A 1a Guerra Mundial
A 1a Guerra MundialA 1a Guerra Mundial
A 1a Guerra Mundial
 
1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf
1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf
1º guerra mundial - prof marcos rocha.pdf
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
1 guerra
1 guerra1 guerra
1 guerra
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra  MundialPrimeira Guerra  Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
 

Mais de NAPNE

Literatura - Naturalismo
Literatura - NaturalismoLiteratura - Naturalismo
Literatura - NaturalismoNAPNE
 
Fisiologia Vegetal - Resumo
Fisiologia Vegetal - ResumoFisiologia Vegetal - Resumo
Fisiologia Vegetal - ResumoNAPNE
 
Sistema circulatório e excretor - Resumo
Sistema circulatório e excretor - ResumoSistema circulatório e excretor - Resumo
Sistema circulatório e excretor - ResumoNAPNE
 
Slide renascimento cultural
Slide   renascimento culturalSlide   renascimento cultural
Slide renascimento culturalNAPNE
 
Período composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoPeríodo composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoNAPNE
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasNAPNE
 
NAFTA
NAFTANAFTA
NAFTANAPNE
 
Imperialismo - EUA
Imperialismo - EUAImperialismo - EUA
Imperialismo - EUANAPNE
 
Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)
Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)
Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)NAPNE
 
Literatura - Realismo
Literatura - RealismoLiteratura - Realismo
Literatura - RealismoNAPNE
 
Romantismo - Exercícios
Romantismo - ExercíciosRomantismo - Exercícios
Romantismo - ExercíciosNAPNE
 
Resumo - Física
Resumo - FísicaResumo - Física
Resumo - FísicaNAPNE
 
Digestão em humanos
Digestão em humanosDigestão em humanos
Digestão em humanosNAPNE
 
Reino Monera (Arqueas e Bactérias)
Reino Monera (Arqueas e Bactérias)Reino Monera (Arqueas e Bactérias)
Reino Monera (Arqueas e Bactérias)NAPNE
 
Biologia - vírus e príon
Biologia - vírus e príonBiologia - vírus e príon
Biologia - vírus e príonNAPNE
 
Atividades - Pré-História
Atividades - Pré-HistóriaAtividades - Pré-História
Atividades - Pré-HistóriaNAPNE
 
Geografia - Paisagens
Geografia - PaisagensGeografia - Paisagens
Geografia - PaisagensNAPNE
 
Ciências - Atividade
Ciências - AtividadeCiências - Atividade
Ciências - AtividadeNAPNE
 
Cruzada - Arte e Cultura
Cruzada - Arte e CulturaCruzada - Arte e Cultura
Cruzada - Arte e CulturaNAPNE
 
Apostila - Grécia e Roma
Apostila - Grécia e RomaApostila - Grécia e Roma
Apostila - Grécia e RomaNAPNE
 

Mais de NAPNE (20)

Literatura - Naturalismo
Literatura - NaturalismoLiteratura - Naturalismo
Literatura - Naturalismo
 
Fisiologia Vegetal - Resumo
Fisiologia Vegetal - ResumoFisiologia Vegetal - Resumo
Fisiologia Vegetal - Resumo
 
Sistema circulatório e excretor - Resumo
Sistema circulatório e excretor - ResumoSistema circulatório e excretor - Resumo
Sistema circulatório e excretor - Resumo
 
Slide renascimento cultural
Slide   renascimento culturalSlide   renascimento cultural
Slide renascimento cultural
 
Período composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoPeríodo composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - Introdução
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
NAFTA
NAFTANAFTA
NAFTA
 
Imperialismo - EUA
Imperialismo - EUAImperialismo - EUA
Imperialismo - EUA
 
Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)
Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)
Literatura - Realismo / Naturalismo (introdução)
 
Literatura - Realismo
Literatura - RealismoLiteratura - Realismo
Literatura - Realismo
 
Romantismo - Exercícios
Romantismo - ExercíciosRomantismo - Exercícios
Romantismo - Exercícios
 
Resumo - Física
Resumo - FísicaResumo - Física
Resumo - Física
 
Digestão em humanos
Digestão em humanosDigestão em humanos
Digestão em humanos
 
Reino Monera (Arqueas e Bactérias)
Reino Monera (Arqueas e Bactérias)Reino Monera (Arqueas e Bactérias)
Reino Monera (Arqueas e Bactérias)
 
Biologia - vírus e príon
Biologia - vírus e príonBiologia - vírus e príon
Biologia - vírus e príon
 
Atividades - Pré-História
Atividades - Pré-HistóriaAtividades - Pré-História
Atividades - Pré-História
 
Geografia - Paisagens
Geografia - PaisagensGeografia - Paisagens
Geografia - Paisagens
 
Ciências - Atividade
Ciências - AtividadeCiências - Atividade
Ciências - Atividade
 
Cruzada - Arte e Cultura
Cruzada - Arte e CulturaCruzada - Arte e Cultura
Cruzada - Arte e Cultura
 
Apostila - Grécia e Roma
Apostila - Grécia e RomaApostila - Grécia e Roma
Apostila - Grécia e Roma
 

Último

As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 

Último (20)

As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 

1ª Guerra Mundial - início e expansão

  • 1. 1ª Guerra Mundial – Início e Expansão O início da guerra  Em 1914, as grandes nações europeias eram divididas em 2 blocos rivais: o A Tríplice Aliança ou Impérios Centrais, formada por: Alemanha, Império Austro- Húngaro e a Itália. o Tríplice Entente, composta por Rússia, Inglaterra e França.  Em 28 de Junho de 1914, o arquiduque da Áustria chamado Francisco Ferdinando e sua esposa foram assassinados por um estudante do movimento nacionalista sérvio- bósnio em uma visita à Bósnia  Um mês depois, o império Austro-Húngaro declarou guerra à Sérvia.  A Rússia, que era aliada (ligada) à Sérvia reagiu, mandando as suas tropas para a região.  A França, aliada da Rússia, mandou também suas tropas.  A Alemanha, ligada ao Império Austro-Húngaro, declarou guerra à França e a Rússia.  Marchando em direção ao território francês, os alemães ocuparam a Bélgica, que até aquele momento era um país neutro, ou seja, estava em paz com todos. Com isso, a Grã-Bretanha entrou no conflito.  O império Turco-Otomano aliou-se à Tríplice Aliança porque tinha grande interesse nas regiões dos Bálcãs.  Na Ásia, o Japão juntou-se aos Aliados, ou seja, os países da Entente. A expansão da guerra  A guerra tomou um imenso território e foi travada em frentes de batalha. o Frente Ocidental - Ficava nas fronteiras entre a França, Alemanha e Bélgica. o Frente Oriental - Lutavam Rússia, Alemanha e Áustria-Hungria o Frente dos Bálcãs  Pela Tríplice Entente - Lutavam Sérvia, Romênia e Grécia.  Pela Tríplice Aliança - Lutavam Áustria-Hungria, Império Turco-Otomano e Bulgária. o Frente Alpina – Ficava na fronteira da Áustria com a Itália.
  • 2.  No Oriente Médio, os ingleses e os turcos lutavam na Síria, na Arábia e na Palestina.  Na África e nas regiões do Pacífico, ocorreram conflitos a partir das invasões inglesas e japonesas dos territórios coloniais da Alemanha.  Grande parte do Oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo foi ocupada pela guerra marítima.  Na Frente Ocidental, depois de invadir a Bélgica, o exército alemão planejava entrar na França e marchar até sua capital, que é Paris. Com o apoio britânico, os franceses conseguiram parar o avanço alemão.  Daí em diante, foi estabelecida uma guerra de posições, marcada por lutas em trincheiras.  Na Frente Oriental, onde a área do conflito era maior, as batalhas ocorriam de forma direta. Nesse lado da guerra, a Alemanha conseguiu vitórias importantes sobre os russos. Na Ásia, os alemães perderam vários territórios para os japoneses. A guerra de trincheiras  As trincheiras eram valas cavadas na terra onde os soldados se protegiam dos ataques adversários e onde esperavam outros acontecimentos.  As trincheiras foram usadas pela primeira vez na Guerra Civil Americana entre os anos de 1861 a 1865.  As primeiras trincheiras da 1ª Guerra Mundial foram construídas em 1914, quando os alemães foram barrados, ou seja, impedidos pelos franceses. O exército alemão, que não queria recuar, utilizou as trincheiras para esperar outra oportunidade para atacar a França.  As trincheiras ocuparam os territórios da suíça até o litoral norte da França.  Essas valas úmidas eram as casas dos soldados durante os conflitos. Sobreviver nas trincheiras era muito difícil, pois as condições sanitárias eram péssimas. Quando chovia a água acumulava-se nos fossos. O frio, a umidade, os ratos eram alguns dos problemas que os soldados enfrentavam nas trincheiras.