Plano de aula preparação vocal

16.120 visualizações

Publicada em

0 comentários
21 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
16.120
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
690
Comentários
0
Gostaram
21
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano de aula preparação vocal

  1. 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADE EM MONTENEGRO CURSO DE LICENCIATURA EM MÚSICA PATRICK DA COSTA SILVA PRÁTICA EM CONJUNTO VOCAL: PLANO DE AULA – PREPARAÇÃO PARA O CANTO MONTENEGRO UERGS 2012
  2. 2. 1 A VOZ E SEUS DEVIDOS CUIDADOS A voz, assim como qualquer parte do nosso corpo, requer muitos cuidados. O mau uso dela pode causar lesões nas cordas vocais da pessoa. É importante citar que o segredo do bom uso da voz não está relacionado só ao aquecimento vocal antes de cantar, e sim também aos cuidados que temos sobre nossas cordas vocais no dia-a-dia. Para conservarmos nossa voz podemos evitar algumas coisas como: cuidar ao tossir para não agredir as cordas vocais, evitar pegar correntes de ar ao final de uma apresentação ou aula vocal, descansar a voz, evitar beber água gelada, ter uma alimentação balanceada. Cantar bem não significa cantar da forma correta. Muitas vezes, bons cantores, artisticamente falando, acabam com um envelhecimento vocal precoce por causa do mau uso da voz. Para cantar devemos trabalhar a impostação da voz. Assim como qualquer instrumento, nosso corpo também produz sons e, além disso, podemos explorá-lo fazendo diversas experimentações musicais, principalmente com a voz. 2 PREPARAÇÃO PARA UMA AULA VOCAL O primeiro procedimento que se deve fazer ao iniciar uma aula vocal ou alguma outra atividade intensa com a voz é a preparação corporal e o aquecimento vocal e respiratório. Estes exercícios disponibilizam ao corpo condições adequadas para uma atividade mais intensa, prevenindo-o de possíveis danos. Preparando a musculatura de forma correta, evitamos esforços desnecessários, além de também nos dar maior resistência e flexibilidade. Os exercícios corporais, respiratórios e vocais podem ser feito com duração de aproximadamente dez a vinte minutos. 2.1 EXERCÍCIOS CORPORAIS Primeiramente antes de aquecermos nossa voz, é importante alongar e relaxar nosso corpo, pois assim estaremos libertando nossos músculos de tensões que podem atrapalhar na emissão da voz.
  3. 3. Para a realização destes exercícios, convidemos a todos os alunos que fiquem em pé formando um círculo na sala. Exercícios 1 - Primeiramente relaxamos todo nosso corpo, balançando as mãos e os pés para livrar nosso corpo das tensões. - Em seguida mexer os quadris para esquerda e para direita com os braços soltos. - Dobre a coluna estendendo os braços para baixo e começa a tencionar cada parte, uma de cada vez: primeiro os dedos, depois os braços, os ombros, o abdômen, as pernas, os pés, leve os braços para trás para tencionar a coluna e depois solta tudo para relaxar. Exercícios 2 - Estenda o braço para cima com as mãos encaixadas, contraia um pouco o abdômen e após cinco segundos continue este mesmo levantando um pouco o calcanhar. - Após isso fizemos o mesmo só que desta vez estendendo o braço para frente e deixando o joelho relaxado. - O próximo alongamento é estender os braços para trás, cruzando as mãos de forma contrária dos dois primeiros. - Estique o braço esquerdo para frente fazendo sinal de pare com mão e puxe levemente com a outra mão os dedos da mão esquerda para alongar os tendões. Repita isso com a outra mão. - Da mesma forma do exercício anterior esticamos o braço virado, com a palma da mão para frente, e puxamos os dedos para trás com a mão inversa. Exercícios 3 - Leve o braço direito para o lado esquerdo e puxe-o com a outra mão na altura do cotovelo. Repita isso com o outro braço. - Ainda com o braço, leve-o para trás da cabeça e puxe com a outra mão na altura do cotovelo. Repita isso com o outro braço. - Apóie a mão esquerda no joelho esquerdo e leve o braço direito para cima e depois para o lado esquerdo (ao lado da cabeça). Repita isso trocando o lado.
  4. 4. Exercícios 4 - Em dupla (um de frente para o outro), dobre o joelho esquerdo levando o pé e a panturrilha para trás, segurando o pé esquerdo com a mão esquerda e com a mão direita apóie no ombro do colega. Após isso faça o mesmo com a outra perna. Exercícios 5 - Faça movimentos giratórios com os ombros, primeiro para frente e depois para trás. - Ainda com os ombros levante-os tentando encosta-los na ponta das orelhas para tencioná-los, após alguns segundos solte-os. - Leve a cabeça para esquerda e puxando-a levemente com a mão esquerda. Após isso repita com o outro lado. - Faça movimentos giratórios com a cabeça no sentido horário e depois no anti-horário. - Por fim voltamos ao primeiro exercício relaxando todo nosso corpo, balançando as mãos e os pés para livrar nosso corpo das tensões. Observação: cada alongamento deve ser feito em média com uma duração de dez segundos e usando a respiração diafragmática. Também é de extrema importância fazer exercícios faciais, afinal uma boa articulação facial também gera uma boa emissão da voz. Exercícios - Massagear toda a face e a cabeça com os dedos, passando pelas bochechas, nariz, boca, testa, pescoço. - Articular bem a boca e a face como se fosse emitir o som “uoai”. - Mexer o maxilar para esquerda e para direita. - Simular um bocejo. - Com a língua empurrar a bochecha esquerda, e depois a direita simultaneamente. - Ainda com a língua fazer movimentos giratórios.
  5. 5. 2.2 EXERCÍCIOS RESPIRATÓRIOS Após os exercícios corporais partimos para os exercícios respiratórios que são fundamentais para emissão da voz, pois com eles aprendemos a controlar o fluxo de ar que é expelido pelos pulmões. Além disso, aprender a respirar corretamente é um dos primeiros passos para quem pretende educar sua voz. Exercícios - Inspirar (usando a respiração diafragmática) em quatro segundos, segurar e soltar em som de “sss” em cinco segundos. Começar em cinco segundos e ir aumentando até quinze. - Fazer o mesmo exercício anterior levantando os braços na hora da inspiração até 90º e baixar lentamente na expiração. - Dar golpes diafragmáticos emitindo os sons: “ss”, “ch”, “fu”, “ka”. Fazer o mesmo dando dois golpes seguidos de cada vez. - Caminhar pela sala e respirar (usando a respiração diafragmática) lentamente, prestando atenção na respiração. - Inspirar e soltar emitindo o som de “trr”, “grr” e “brr”. 3.3 EXERCÍCIOS VOCAIS (VOCALIZES) Após fazermos exercícios corporais e respiratórios partimos para os vocalizes. É sempre importante aquecermos a voz, não somente antes de cantar, mas antes de fazer alguma atividade intensa com a voz. A preparação vocal diminui o esforço das cordas vocais e previne-as de alguns possíveis danos. Vocalizes - Continuando o exercício anterior inspirando e soltando nos sons “trr”, “grr” e “brr” partindo do grave pro agudo e do agudo para o grave. Primeiro fazemos um de cada vez e depois misturamos os três. - Repetir o som “Lá” em cada semínimas de um compasso quaternário simples, em um mesmo tom. Continuar o vocalize aumentando o tom a cada compasso.
  6. 6. - Fazer escalas ascendentes e descendentes (até o quinto grau) pronunciando palavras e sílabas como: móbi, nhié, lu, ío, olha, mínimo, ziu. Além de trabalhar a voz este exercício também trabalha a articulação. Para finalizar os exercícios de vocalizes será passado a música Peixe vivo (no tom de dó maior) com acompanhamento de um violão. Peixe Vivo Como pode o peixe vivo Viver fora da água fria Como pode o peixe vivo Viver fora da água fria Como poderei viver Como poderei viver Sem a tua, sem a tua Sem a tua companhia Sem a tua, sem a tua Sem a tua companhia Os pastores desta aldeia Já me fazem zombaria Os pastores desta aldeia Já me fazem zombaria Por me verem assim chorando Por me verem assim chorando Sem a tua, sem a tua Sem a tua companhia Sem a tua, sem a tua Sem a tua companhia C F C G C F C G C F F C C F C G C F C CG F C G C F C G C F C F C F C G C F C CG
  7. 7. 4 INFORMAÇÕES ADICIONAIS Este plano de aula foi desenvolvido através de métodos trabalhados nas disciplinas de “Expressão vocal” e “Prática de conjunto vocal”. Este tem como objetivo educar a voz do aluno, trabalhando a respiração de forma correta e mais recomendada para o canto e a impostação da voz do aluno, para que ele use-a de forma correta. Estes objetivos se dão por meio do ensino de exercícios corporais, respiratórios e vocais. Cantar é saudável, mas assim como qualquer exercício que fizemos, o canto também precisa de alguns cuidados.

×