SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Esquistossomose

Barriga D’água
A esquistossomose é causada por platelmintos da
classe Trematoda. Estes ocorrem em diversas regiões do
mundo, sendo que, no Brasil, o responsável pela doença é
o Schistossoma mansoni. Este tem a espécie humana
como hospedeiro definitivo, e caramujos de água doce
do gênero Biomphalaria, como hospedeiros
intermediários.
Pessoas contaminadas permitem com que outros
indivíduos adquiram a doença ao liberar ovos do parasita
em suas fezes e urina, quando estas são depositadas em
rios, córregos e outros ambientes de água doce; ou quando
chegam até estes locais pelas enxurradas.
Na água, a larvas - denominadas miracídios - são liberadas e só
continuam seus ciclos de vida se alojarem-se em caramujos do
gênero Biomphalaria. Estes possuem como característica
principal concha achatada nas laterais e de cor marrom
acinzentada.
As larvas, agora denominadas cercarias, se desenvolvem e são
liberadas na água. Em contato com a pele e mucosa humanas,
penetram no organismo e podem causar inflamação, coceira e
vermelhidão nessas regiões. Lá, desenvolvem-se, reproduzem-se e
eliminam ovos a partir de veias do fígado e intestino, obstruindo-as.

  Os sintomas, quando aparecem, surgem aproximadamente cinco
semanas após o contato com as larvas.

  Na fase aguda (a mais comum), a doença se manifesta por meio de
vermelhidão e coceira cutâneas, febre, fraqueza, náusea e vômito. O
indivíduo pode, também, ter diarreias, alternadas ou não por
constipações intestinais.

 Na fase crônica, fígado e baço podem aumentar de tamanho.
Hemorragias, com liberação de sangue em vômitos e fezes, e aumento
do abdome (barriga-d’água) são outras manifestações possíveis.
O diagnóstico é feito via exames de fezes em três coletas,
onde se verifica a presença de ovos do verme; ou por biópsia da
mucosa do final do intestino. Há também como diagnosticar
verificando, em amostra sanguínea, a presença de anticorpos
específicos.

  O tratamento é feito com antiparasitários, geralmente em
dose única.

  A prevenção consiste em identificação e tratamento das
pessoas adoecidas, saneamento básico, combate aos caramujos,
e informação à população de risco. Evitar contato com água
represada ou de enxurrada e usar roupas adequadas ao entrar
em contato com água suspeita de estar infectada são medidas
individuais necessárias.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Pse esquistossom atualizada
Pse esquistossom atualizadaPse esquistossom atualizada
Pse esquistossom atualizada
 
Aula 8 Schistosoma Mansoni 2007 Ok
Aula 8   Schistosoma Mansoni 2007 OkAula 8   Schistosoma Mansoni 2007 Ok
Aula 8 Schistosoma Mansoni 2007 Ok
 
Ascaris lumbricoides
Ascaris lumbricoidesAscaris lumbricoides
Ascaris lumbricoides
 
Schistosoma mansoni e esquistossomíase
Schistosoma mansoni e esquistossomíaseSchistosoma mansoni e esquistossomíase
Schistosoma mansoni e esquistossomíase
 
Ascaris lumbricoides
Ascaris lumbricoidesAscaris lumbricoides
Ascaris lumbricoides
 
Malária
MaláriaMalária
Malária
 
Esquistossomose
EsquistossomoseEsquistossomose
Esquistossomose
 
Doença de chagas
Doença de chagasDoença de chagas
Doença de chagas
 
Trichuris trichiura
Trichuris trichiuraTrichuris trichiura
Trichuris trichiura
 
Ascaris lumbricoides
Ascaris lumbricoidesAscaris lumbricoides
Ascaris lumbricoides
 
Sarna
SarnaSarna
Sarna
 
Aula de Parasitologia Médica sobre Esquistossomose
Aula de Parasitologia Médica sobre EsquistossomoseAula de Parasitologia Médica sobre Esquistossomose
Aula de Parasitologia Médica sobre Esquistossomose
 
Parasitologia: Amebíase
Parasitologia: AmebíaseParasitologia: Amebíase
Parasitologia: Amebíase
 
Malária
MaláriaMalária
Malária
 
Aula n° 2
Aula n° 2  Aula n° 2
Aula n° 2
 
Trabalho esquistossomose
Trabalho esquistossomoseTrabalho esquistossomose
Trabalho esquistossomose
 
O que é Ascaridíase
O que é AscaridíaseO que é Ascaridíase
O que é Ascaridíase
 
Ascaridíase
AscaridíaseAscaridíase
Ascaridíase
 
Ancilostomose
AncilostomoseAncilostomose
Ancilostomose
 
Doença de Chagas
Doença de ChagasDoença de Chagas
Doença de Chagas
 

Destaque

Schistosoma mansoni e esquistissomíase o parasito
Schistosoma mansoni  e esquistissomíase o parasitoSchistosoma mansoni  e esquistissomíase o parasito
Schistosoma mansoni e esquistissomíase o parasitoThúlio Bezerra
 
Imunopatologia da Esquistossomose (slide final)
Imunopatologia da Esquistossomose (slide final)Imunopatologia da Esquistossomose (slide final)
Imunopatologia da Esquistossomose (slide final)Hemilly Rayanne
 
Esquistossomose Mansônica
Esquistossomose MansônicaEsquistossomose Mansônica
Esquistossomose Mansônicasanamb13
 
Seminário de paz e prevenção/resolução de conflitos - Palestra de Bianca Cent...
Seminário de paz e prevenção/resolução de conflitos - Palestra de Bianca Cent...Seminário de paz e prevenção/resolução de conflitos - Palestra de Bianca Cent...
Seminário de paz e prevenção/resolução de conflitos - Palestra de Bianca Cent...Rotary Club de Americana
 
Teníase e Esquistossomose
Teníase e EsquistossomoseTeníase e Esquistossomose
Teníase e EsquistossomoseMaurício Coelho
 
Plasmídeos- Genética Bacteriana
Plasmídeos- Genética BacterianaPlasmídeos- Genética Bacteriana
Plasmídeos- Genética BacterianaHemilly Rayanne
 
Hepatite b crônica e esquistossomose mansoni uma associação deletéria jose ...
Hepatite b crônica e esquistossomose mansoni   uma associação deletéria jose ...Hepatite b crônica e esquistossomose mansoni   uma associação deletéria jose ...
Hepatite b crônica e esquistossomose mansoni uma associação deletéria jose ...Nádia Elizabeth Barbosa Villas Bôas
 
Schistosomas
Schistosomas Schistosomas
Schistosomas Fili Cab
 
Imunopatologia da esquistossomose
Imunopatologia da esquistossomose Imunopatologia da esquistossomose
Imunopatologia da esquistossomose Hemilly Rayanne
 

Destaque (16)

Schistosoma mansoni e esquistissomíase o parasito
Schistosoma mansoni  e esquistissomíase o parasitoSchistosoma mansoni  e esquistissomíase o parasito
Schistosoma mansoni e esquistissomíase o parasito
 
Imunopatologia da Esquistossomose (slide final)
Imunopatologia da Esquistossomose (slide final)Imunopatologia da Esquistossomose (slide final)
Imunopatologia da Esquistossomose (slide final)
 
Esquistossomose Mansônica
Esquistossomose MansônicaEsquistossomose Mansônica
Esquistossomose Mansônica
 
Seminário de paz e prevenção/resolução de conflitos - Palestra de Bianca Cent...
Seminário de paz e prevenção/resolução de conflitos - Palestra de Bianca Cent...Seminário de paz e prevenção/resolução de conflitos - Palestra de Bianca Cent...
Seminário de paz e prevenção/resolução de conflitos - Palestra de Bianca Cent...
 
Seminário platelmintos
Seminário platelmintosSeminário platelmintos
Seminário platelmintos
 
Teníase e Esquistossomose
Teníase e EsquistossomoseTeníase e Esquistossomose
Teníase e Esquistossomose
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
Plasmídeos- Genética Bacteriana
Plasmídeos- Genética BacterianaPlasmídeos- Genética Bacteriana
Plasmídeos- Genética Bacteriana
 
Hepatite b crônica e esquistossomose mansoni uma associação deletéria jose ...
Hepatite b crônica e esquistossomose mansoni   uma associação deletéria jose ...Hepatite b crônica e esquistossomose mansoni   uma associação deletéria jose ...
Hepatite b crônica e esquistossomose mansoni uma associação deletéria jose ...
 
Impacto Ambiental
Impacto Ambiental Impacto Ambiental
Impacto Ambiental
 
Medicamentos
MedicamentosMedicamentos
Medicamentos
 
Himenolepsiase
HimenolepsiaseHimenolepsiase
Himenolepsiase
 
Trabalho d bio
Trabalho d bioTrabalho d bio
Trabalho d bio
 
Schistosomas etiologia
Schistosomas etiologiaSchistosomas etiologia
Schistosomas etiologia
 
Schistosomas
Schistosomas Schistosomas
Schistosomas
 
Imunopatologia da esquistossomose
Imunopatologia da esquistossomose Imunopatologia da esquistossomose
Imunopatologia da esquistossomose
 

Semelhante a Esquistossomose

Semelhante a Esquistossomose (20)

Plano de aula 10
Plano de aula 10Plano de aula 10
Plano de aula 10
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Microbiologia
MicrobiologiaMicrobiologia
Microbiologia
 
Reino Protoctista
Reino ProtoctistaReino Protoctista
Reino Protoctista
 
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).pptAMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
 
Saneamento
SaneamentoSaneamento
Saneamento
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Protozoarios
 
5a série a importância da água potável
5a série   a importância da água potável5a série   a importância da água potável
5a série a importância da água potável
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 
Parasitologia - Balantidium coli
Parasitologia - Balantidium coliParasitologia - Balantidium coli
Parasitologia - Balantidium coli
 
7º ano cap 7 reino protoctistas
7º ano cap 7  reino protoctistas7º ano cap 7  reino protoctistas
7º ano cap 7 reino protoctistas
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 
Doenças água
Doenças águaDoenças água
Doenças água
 
Seminário zoob bruna
Seminário zoob brunaSeminário zoob bruna
Seminário zoob bruna
 
1ª protozoarios
 1ª protozoarios 1ª protozoarios
1ª protozoarios
 
Reino protista: protozoarios
Reino protista: protozoariosReino protista: protozoarios
Reino protista: protozoarios
 
Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia
Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia
Filo porífero, cnidário, platelminto Biologia
 
Toxoplasmose
ToxoplasmoseToxoplasmose
Toxoplasmose
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 

Mais de Murderdoll_Natty

Mais de Murderdoll_Natty (17)

Simple past, simple present and simple future
Simple past, simple present and simple futureSimple past, simple present and simple future
Simple past, simple present and simple future
 
Fibrose cística
Fibrose císticaFibrose cística
Fibrose cística
 
Harvest Moon - Grand Bazaar (Villagers)
Harvest Moon - Grand Bazaar (Villagers)Harvest Moon - Grand Bazaar (Villagers)
Harvest Moon - Grand Bazaar (Villagers)
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
 
Agnosticismo
AgnosticismoAgnosticismo
Agnosticismo
 
Harvest Moon - Grand Bazaar (Introdução)
Harvest Moon - Grand Bazaar (Introdução)Harvest Moon - Grand Bazaar (Introdução)
Harvest Moon - Grand Bazaar (Introdução)
 
As fronteiras naturais do Brasil
As fronteiras naturais do BrasilAs fronteiras naturais do Brasil
As fronteiras naturais do Brasil
 
Claude monet
Claude monetClaude monet
Claude monet
 
Saint-Simon
Saint-SimonSaint-Simon
Saint-Simon
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Os direitos humanos
Os direitos humanosOs direitos humanos
Os direitos humanos
 
Terrorismo religião e soberania
Terrorismo religião e soberaniaTerrorismo religião e soberania
Terrorismo religião e soberania
 
Garrafa térmica e panela de pressão
Garrafa térmica e panela de pressãoGarrafa térmica e panela de pressão
Garrafa térmica e panela de pressão
 
Nicolas antoine taunay
Nicolas antoine taunayNicolas antoine taunay
Nicolas antoine taunay
 
Eugène Delacroix
Eugène DelacroixEugène Delacroix
Eugène Delacroix
 
Amebíase e toxoplasmose
Amebíase e toxoplasmoseAmebíase e toxoplasmose
Amebíase e toxoplasmose
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 

Último

Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaanapsuls
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxMarceloMonteiro213738
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 

Último (20)

Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 

Esquistossomose

  • 2. A esquistossomose é causada por platelmintos da classe Trematoda. Estes ocorrem em diversas regiões do mundo, sendo que, no Brasil, o responsável pela doença é o Schistossoma mansoni. Este tem a espécie humana como hospedeiro definitivo, e caramujos de água doce do gênero Biomphalaria, como hospedeiros intermediários.
  • 3. Pessoas contaminadas permitem com que outros indivíduos adquiram a doença ao liberar ovos do parasita em suas fezes e urina, quando estas são depositadas em rios, córregos e outros ambientes de água doce; ou quando chegam até estes locais pelas enxurradas.
  • 4.
  • 5. Na água, a larvas - denominadas miracídios - são liberadas e só continuam seus ciclos de vida se alojarem-se em caramujos do gênero Biomphalaria. Estes possuem como característica principal concha achatada nas laterais e de cor marrom acinzentada.
  • 6. As larvas, agora denominadas cercarias, se desenvolvem e são liberadas na água. Em contato com a pele e mucosa humanas, penetram no organismo e podem causar inflamação, coceira e vermelhidão nessas regiões. Lá, desenvolvem-se, reproduzem-se e eliminam ovos a partir de veias do fígado e intestino, obstruindo-as. Os sintomas, quando aparecem, surgem aproximadamente cinco semanas após o contato com as larvas. Na fase aguda (a mais comum), a doença se manifesta por meio de vermelhidão e coceira cutâneas, febre, fraqueza, náusea e vômito. O indivíduo pode, também, ter diarreias, alternadas ou não por constipações intestinais. Na fase crônica, fígado e baço podem aumentar de tamanho. Hemorragias, com liberação de sangue em vômitos e fezes, e aumento do abdome (barriga-d’água) são outras manifestações possíveis.
  • 7. O diagnóstico é feito via exames de fezes em três coletas, onde se verifica a presença de ovos do verme; ou por biópsia da mucosa do final do intestino. Há também como diagnosticar verificando, em amostra sanguínea, a presença de anticorpos específicos. O tratamento é feito com antiparasitários, geralmente em dose única. A prevenção consiste em identificação e tratamento das pessoas adoecidas, saneamento básico, combate aos caramujos, e informação à população de risco. Evitar contato com água represada ou de enxurrada e usar roupas adequadas ao entrar em contato com água suspeita de estar infectada são medidas individuais necessárias.