Curso 58

836 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
836
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curso 58

  1. 1. Sumário - Introdução - Ativação Elétrica do Coração - Vetorcardiograma - Potencial de Ação x ECG - Repolarização Ventricular
  2. 2. Eletrocardiograma Eletrocardiologia ECG 2001 2001 2011
  3. 3. Clinical Disorders Diagnoses By Electrocardiography Kadish et al. ACC/AHA Clinical Competence Statement on Electrocardiography JACC Vol. 38, Nº7, December 2001: 2091-100. CNS disease Chronic pulmonary disease End-stage renal disease Hypercalcemia Hyperkalemia Hypocalcemia Hypokalemia Hypothermia Hypothiroidism Pulmonary embolism
  4. 4. Cardiac Disorders Diagnoses By Electrocardiography Kadish et al. ACC/AHA Clinical Competence Statement on Electrocardiography JACC Vol. 38, Nº7, December 2001: 2091-100. Brugada syndrome Digitalis toxicity Hypertrophic cardiomyopathy Long QT syndrome Mitral stenosis Myocardial infarction Orthotopic heart transplant Pericarditis and pericardial effusion RV displasia Sick sinus syndrome Wolff-Parkinson-White syndrome
  5. 5. Doença Familiares com Base Monogênica para Arritmias Cardíacas e Morte Súbita Wellens,H.J.;JACC.Vol.44.n.6,2004 Cardiomiopatia Hipertrófica Cardiomiopatia Dilatada Síndrome do QT Longo Síndrome do QT curto Síndrome de Brugada TV polimórfica Catecolaminérgica Fibrilação Atrial Doença do Nó Sinusal Bloqueio Atrioventricular Distrofia Muscular
  6. 6. ECG/VCG/BSPM
  7. 7. O sistema elétrico cardíaco RBB AV node LBB LPF LAF LSF RSF RMF Tranchesi J et al. Arq.Bras.Cardiol. 1979: 32/6; 365-360. RIF O sistema trifascicular
  8. 8. Sistema de Condução Elétrica do Coração AE FEIXE DE HIS NÓ SA B A -V AD P M RAMO ESQUERDO A AS AM PI RAMO DIREITO VD VE
  9. 9. Ativação Elétrica atrial Alça VCG de P LA RA LA RA
  10. 10. Alça VCG de QRS Sistema De Condução Elétrica Do Coração 3. 1. Complexo QRS Ativação Ventricular (VD - VE) 2.
  11. 11. ECG x VCG Frontal Plane Alça Vetorcardiográfica do QRS Bayés de Luna Horizontal Plane
  12. 12. ATIVAÇÃO SEPTAL 1
  13. 13. ATIVAÇÃO DAS PAREDES LIVRES 2
  14. 14. ATIVAÇÃO DAS PORÇÕES BASAIS 3
  15. 15. ATIVAÇÃO ELÉTRICA VETORCARDIOGRAMA
  16. 16. VETORCARDIOGRAMA DA ATIVAÇÃO VENTRICULAR Ativação Septal F e D, 0- 20 ms Vetor 1; Ativação das paredes livres Vetor 2; B, T, E 40-60 ms 3 Ativação das porções basais Vetor 3; T,D,C 80 -100 ms 2 1 Onda T Ventricular Recuperação
  17. 17. Novo olhar da Interpretação do ECG
  18. 18. Eixos - Derivações Plano Frontal S Plano Horizontal -90º -120º -120º aVR - - -60º + - -30º -150º D aVL D + E DI 0º -180º +180º + +150º - + + III +120º aVF +90º + II +30º +60º Plano Frontal
  19. 19. Definição Definição São batimentos precoces que podem ter origem São batimentos precoces que podem ter origem emem qualquer qualquer lugar no coração, desde oSinusal atéaté lugar no coração, desde o Nó Nó Sinusal as fibras musculares ventriculares. as fibras musculares ventriculares. Eletrocardiograma NORMAL 1. Ritmo Sinusal - P 4 2. Duração Bloqueios 1. 5 2. 3. VoltagemSobrecarga 4. Eixos - 3. 6 5. Ondas Q AEIs 6. ST - T-Repolar
  20. 20. Potencial de Ação x ECG
  21. 21. Atividade elétrica cardíaca esquemática, da molécula ao paciente Canal: corrente única x tempo (patch-clamp) Célula: corrente K+ externa por canais abertos de K+ na membrana. Tecido: PA resultante de todos os canais de um miócito (voltage-clamp). Homem: ECG mostra a atividade elétrica das diferentes regiões cardíacas
  22. 22. Potencial de Ação Sódio inicia a desp. e mantém a condução Cálcio é responsável p/ contração miocárdica - Ions Potássio é o ion da repolarização
  23. 23. Potencial de Ação da Célula Cardíaca
  24. 24. Canalopatias
  25. 25. Resumindo Doenças Elétricas - Potencial de Ação prolongado – Lentificação da condução - Alterações nas correntes iônicas e canais
  26. 26. De volta à Ativação Elétrica do Coração
  27. 27. Ativação Septal 1 r q
  28. 28. Ativação das Paredes Livres 2 1 R rr S
  29. 29. Ativação das Porções Basais 3 S
  30. 30. Conceito Básico “ O ECG enxerga o fenômeno Ativação elétrica do coração (S1,PL2,PB3) de ângulos diversos (derivações) gerando complexos QRSs diferentes”
  31. 31. Plano Horizontal P 2 2 3 V6 D E + 1 2 1 1 3 1 3 + V5 + + + V1 2 2 V4 + V2 V3 A 1 3 3
  32. 32. Plano Frontal S 2 + 1 + D1 3 D E + 1 aVR 2 aVL 2 + + D3 + I 1 3 2 aVF D2 1 3 3
  33. 33. ECG NORMAL D1 aVF D1 aVF D1 aVF
  34. 34. ECG de indivíduo longilíneo D1 aVF D1 aVF D1 aVF
  35. 35. ECG de indivíduo brevilíneo D1 aVF D1 D1 aVF aVF
  36. 36. P D E A V1 V2

×