07/01/2015 1www.upempreendedor.com.br
Empreendedorismo a partir de
Instituição de Ensino
Mário Luiz Santos Evangelista, Dr...
07/01/2015 2www.upempreendedor.com.br
INTRODUÇÃO
O presente artigo refere-se a um estudo de caso da elaboração e implantaç...
07/01/2015 3www.upempreendedor.com.br
OBJETIVOS
O objetivo geral do estudo foi o de elaborar um cenário para auxiliar o pl...
07/01/2015 4www.upempreendedor.com.br
METODOLOGIA
O presente estudo pode ser classificado quanto aos fins como uma pesquis...
07/01/2015 5www.upempreendedor.com.br
REFERENCIAL TEÓRICO
07/01/2015 6www.upempreendedor.com.br
RESULTADOS
Travessia
para Porto
Seguro
Difícil
Navegação
Cenários
Recuo para
Mudança...
07/01/2015 7www.upempreendedor.com.br
Travessia
para Porto
Seguro
Difícil
Navegação
Cenários
Recuo para
Mudança de
Rumo
Na...
07/01/2015 8www.upempreendedor.com.br
Travessia
para Porto
Seguro
Difícil
Navegação
Cenários
Recuo para
Mudança de
Rumo
Na...
07/01/2015 9www.upempreendedor.com.br
Travessia
para Porto
Seguro
Difícil
Navegação
Cenários
Recuo para
Mudança de
Rumo
Na...
07/01/2015 10www.upempreendedor.com.br
CONCLUSÃO
A SETREM está inserida numa região com vocação para o agronegócio e busca...
07/01/2015 11www.upempreendedor.com.br
CONCLUSÃO
Esse estudo vem de encontro aos anseios da população no sentido de dar um...
07/01/2015 12www.upempreendedor.com.br
CONCLUSÃO
Geo. Analítica
Álgebra Linear
Inglês Téc. I
Cálculo II Química I Desenho ...
07/01/2015 13www.upempreendedor.com.br
REFERÊNCIAS
ANTUNES, Luciano Médici; RIES, Leandro Reneu. Gerência agropecuária. Gu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Empreendedorismo a partir de instituição de ensino superior

239 visualizações

Publicada em

Empreendedorismo a partir de instituição de ensino superior

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
239
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Empreendedorismo a partir de instituição de ensino superior

  1. 1. 07/01/2015 1www.upempreendedor.com.br Empreendedorismo a partir de Instituição de Ensino Mário Luiz Santos Evangelista, Dr. Eng. Produção Jorge Antônio Rambo, MSc. Eng. Produção Cristiano Henrique Antonelli da Veiga, MSc. Eng. Produção
  2. 2. 07/01/2015 2www.upempreendedor.com.br INTRODUÇÃO O presente artigo refere-se a um estudo de caso da elaboração e implantação de forma eficaz, de como uma Instituição de Ensino pode ser empreendedora na instalação de um curso superior em Engenharia de Produção na região Noroeste do Rio Grande do Sul, mediante a análise de cenários e planejamento estratégico. Para a realização do referido trabalho, buscou-se um referencial nas disciplinas de elaboração de cenários, planejamento estratégico e empreendedorismo onde se pode na prática verificar o complemento da teoria. Após os estudos de cenários e das diversas técnicas de condução dos trabalhos, optou-se por adotar uma metodologia que reproduzisse a realidade do ambiente e que vislumbrasse uma alternativa viável a ser aproveitada pela Faculdade Três de Maio - SETREM.
  3. 3. 07/01/2015 3www.upempreendedor.com.br OBJETIVOS O objetivo geral do estudo foi o de elaborar um cenário para auxiliar o planejamento estratégico da Instituição SETREM, na implantação de um curso superior de engenharia de produção com vistas a um ensino voltado para a realidade regional. Objetivo específicos: realizar estudos de mercado, escolher o perfil dos egressos, definir a grade curricular, adequar as práticas profissionais e estágios, satisfazer as necessidades da população regional.
  4. 4. 07/01/2015 4www.upempreendedor.com.br METODOLOGIA O presente estudo pode ser classificado quanto aos fins como uma pesquisa exploratória e metodológica, uma vez que é realizada em área na qual há um acúmulo e sistematização de conhecimento e estudo de caso, por referir-se à captação da realidade, associada a caminhos, formas e procedimentos a fim de atingir um objetivo. No entanto, quanto aos meios, pode-se classificar como sendo uma pesquisa bibliográfica uma vez que se baseia em material publicado.
  5. 5. 07/01/2015 5www.upempreendedor.com.br REFERENCIAL TEÓRICO
  6. 6. 07/01/2015 6www.upempreendedor.com.br RESULTADOS Travessia para Porto Seguro Difícil Navegação Cenários Recuo para Mudança de Rumo Naufrágio Superavit prim. alto e juros com viés de baixa Eficaz, aplacando forte a demanda social 4,5 4,0 3,8 Press. inflacion. Cambiais su- peravit prim comp. Vacilante em termos de decisão 3,0 3,0 Reestruturação forçada da dívida pública Eficaz em termos de decisão 3,5 3,2 2,8 Forte press. Inf. Camb. Superavit prim. Comprom. Vacilante com paralisia decisória e conflitos internos 2,5 2,2 2,3 Situação Econômica Operação Política e Administrativa Crescimento Ind. (%) Crescimento Agric. (%) Crescimento Serviços (%) 3,0 Variáveis Fonte: Adaptado de Macroplan
  7. 7. 07/01/2015 7www.upempreendedor.com.br Travessia para Porto Seguro Difícil Navegação Cenários Recuo para Mudança de Rumo Naufrágio 72 58 3,5 4,0 3,20 60 55 2,5 5,0 55 53 2,2 5,5 3,80 45 65 1,5 7,0 Acima 4,00 Bal. Com. Exp. (US$ Bi) Bal. Com. Imp. (US$ Bi) Crescimento do PIB (%) Inflação (%) Anual Câmbio (R$/US$) 3,60 Variáveis RESULTADOS Fonte: Adaptado de Macroplan
  8. 8. 07/01/2015 8www.upempreendedor.com.br Travessia para Porto Seguro Difícil Navegação Cenários Recuo para Mudança de Rumo Naufrágio Alto 15 milhões 5 milhões Estruturado com alta tecnologia Médio 10 milhões 3,5 milhões Estruturado com baixa tecnologia Médio 12 milhões 4 milhões Estruturado com média tecnologia Baixo 9 milhões 3 milhões Não estruturado Nível de Inv. em Educação Nº Alunos Ensino Médio - BR Nº Alunos Ensino Superior - BR Setor Agroindustrial da Região Variáveis RESULTADOS Fonte: Adaptado de Macroplan
  9. 9. 07/01/2015 9www.upempreendedor.com.br Travessia para Porto Seguro Difícil Navegação Cenários Recuo para Mudança de Rumo Naufrágio 15,0 7,0 Mudanças Com Melhorias 22,0 8,0 Paralisia Decisória, Inv., só Federais 20,0 8,5 Mudança MEC pouco inv. Em Fac. comunitárias 25,0 11,0 Queda Provão e não autorização novos Cursos Juros (%) anual Desemprego Formal (%) Educação Superior Brasil faz travessia para um Porto Seguro Vacilante. O Brasil “patina” O Brasil volta- se para dentro Desorganização Econômica e Social Características de transição Inv. com melhorias Paralisia decisória Pouco Investimento Sem Investimento Educação Fundam/Médio Variáveis RESULTADOS Fonte: Adaptado de Macroplan
  10. 10. 07/01/2015 10www.upempreendedor.com.br CONCLUSÃO A SETREM está inserida numa região com vocação para o agronegócio e busca otimizar os seus recursos físicos, materiais e humanos para uma agricultura, pecuária e agroindústria diferenciada, tendo por base a produção de alimentos com tecnologias limpas e renováveis. O agronegócio da região é caracterizado pelas indústrias que processam ou beneficiam produtos oriundos do setor primário, sejam eles, agrícolas ou pecuários e de uma grande quantidade de outras indústrias que atuam ao longo da cadeia produtiva do agronegócio, além das indústrias do vestuário, a moveleira e a metal mecânica, atuantes na região.
  11. 11. 07/01/2015 11www.upempreendedor.com.br CONCLUSÃO Esse estudo vem de encontro aos anseios da população no sentido de dar uma identidade empreendedora para a região, diagnosticando e apontando alguns rumos no setor do agronegócio e na estrutura da matriz produtiva. A SETREM encontrou a estratégia correta para tomar a decisão de escolher a melhor prática de ensino e implantar o curso superior em Engenharia de Produção.
  12. 12. 07/01/2015 12www.upempreendedor.com.br CONCLUSÃO Geo. Analítica Álgebra Linear Inglês Téc. I Cálculo II Química I Desenho Téc. Teoria das Organizações Física II Estatística Pesquisa OperacionalI Bioquímica Logística e Distribuição MarketingInteligência Tecnológica * Estratégias de Produção- PCP Planejamentoe Projetos Gestão de Custos Gestão da Qualidade Cálculo I Estrutura Curricular do Curso de Eng. Produção - SETREM Informática Microbiologia Tec. Conservação de Alimentos Comunicação e Expressão Metodologia da Pesquisa Proc. Prod. Prim. e Secundário Fitotecnia * Máq. Agroind. * Sist. Agroind. Física ITópicos Oper. Unitárias * Prod. Agroind. Origem veg. * Prod. Agroind. Origem animal * Tec.de Prod. Alimentos I Química II Inglês Téc. II Microbiologiade Alimentos Tec.de Prod. Alimentos II Legislação e Normalização Pesquisa OperacionalII Projeto de Produto Economia e Mercado ErgonomiaSeg. no Trabalho Ética e Sociologia Engenharia Econômica Gestão Financeira Sistemas de Informação Filosofia Mercado de Capitais * Prática Prod. III (Des. Produto) Prática Prod. I (Fat. Prod. Sist. Agro.) Estágio de Conclusão de Curso Automação Industrial Transf. Calor e Refrigeração Metrologia Inspe. Ensaios Eletricidade Eng. Prod. Prática Prod. II (Processo Inovador) TermodinâmicaMateriais de Engenharia Gestão Ambiental Biotecnologiae Prod. Org. Empreendedorism o * Desenvolvimento Regional * 1º Sem. 5º Sem. 4º Sem. 3º Sem. 2º Sem. 8º Sem. 7º Sem. 6º Sem. 9º Sem. Agronegócio Disciplinas Básicas Eng. Eng. Produção (*) DisciplinasEletivas
  13. 13. 07/01/2015 13www.upempreendedor.com.br REFERÊNCIAS ANTUNES, Luciano Médici; RIES, Leandro Reneu. Gerência agropecuária. Guaíba: Agropecuária, 2001. CAVALCANTI, Marly. (2001). (org.). Gestão Estratégica de Negócios: Evolução, Cenários, Diagnóstico e Ação. Pioneira Thomonson Learning. São Paulo. CUNHA, Gilberto Dias da. Um panorama atual para a engenharia de produção. Disponível em: www.jung.pro.br/panorama%20ep . Acesso 30/09/2003. DOLABELA, Fernando. (1999) - Oficina do empreendedor: a metodologia de ensino que ajuda a transformar conhecimento em riqueza. Cultura. São Paulo. FARIA, José Carlos. (1996). Administração: introdução ao estudo. 2 ed. Pioneira. São Paulo. LEGISLAÇÕES e RESOLUÇÕES. Engenharia. Disponível em: www.abepro.org.br/legislação . Acesso 16/09/2003. LEIS e DECRETOS. Ensino Superior. Disponível em: www.mec.org.br/legis/educsuperior . Acesso 16/09/2003. MINTZBERG, Henry; QUINN, James Brian. (2001). O Processo da Estratégia. 3 ed. Bookman. Porto Alegre. NASCIMENTO, Elimar Pinheiro do. Macroplan – Prospectiva & Estratégia: Quatro Cenários para o Brasil 2003-2006. Disponível em: www.macroplan.com.br . Acesso 16/09/2003. On line. IBGE. Dados estatísticos. Disponível em: www.ibge.gov.br. Acesso 16/06/2003. TACHIZAWA, Takeshy & REZENDE, Wilson. (2000). Estratégia Empresarial: Tendências e Desafios – Um enfoque na realidade Brasileira. São Paulo: Makron Books. TAVARES, Mauro Calixta. (1991). Planejamento Estratégico: A Opção entre o sucesso e fracasso empresarial. Atlas. São Paulo. ______. (2000). Gestão Estratégica. Atlas. São Paulo. VASCONCELLOS FILHO, Paulo de. & PAGNONCELLI, Dernizo. (2001). Construindo Estratégias para Vencer: Um método prático, objetivado e testado para o sucesso da sua empresa. Campus. Rio de Janeiro. VERGARA, Sylvia Constant. (1998). Projeto e Relatórios de Pesquisa em Administração. Atlas. São Paulo.

×