SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
Profª MÁRCIA MOREIRA DE ARAÚJO
MS. UFES-ES
DOUTORANDA EM EDUCAÇÃO-UFES-ES
FUNDAMENTOS E METODOLOGIA DO ENSINO DAS CIÊNCIAS NO
ENSINO FUNDAMENTAL
Curriculo
de
Ciências
• Dimensão Histórica;
• Fundamentos Teórico-
Metodológico;
• Conteúdos Estruturantes;
• Encaminhamentos
Metodológicos;
• Avaliação.
DIMENSÃO HISTÓRICA
Objeto de Estudo
• “A disciplina de Ciências tem como
objeto de estudo o conhecimento
científico que resulta da investigação
da Natureza.”
• “Do ponto de vista científico, entende-
se por Natureza o conjunto de
elementos integradores que constitui o
Universo em toda sua complexidade.”
Objeto de Estudo
• “Ao ser humano cabe interpretar os
fenômenos observados na Natureza,
resultantes das relações entre elementos
fundamentais como tempo, espaço, matéria,
movimento, força, campo, energia e vida.”
• “A Natureza legitima, então, o objeto de
estudo das ciências naturais e da disciplina
de Ciências. ”
ENSINO DE CIÊNCIAS
NO BRASIL
Resumindo:
• Chegada da Corte Portuguesa;
• Século XIX, influência Portuguesa – Universidades e
Museus de História Natural:
• Ex. Museu de História Natural do Rio de Janeiro (1818);
• até 1950:
• Ensinar Ciências não é prioridade até 1930;
• Poucas escolas, voltadas para os filhos da elite,
professores estrangeiros;
• Ensino voltado para os produtos da Ciência na época;
• Classe trabalhadora – ensino informativo, professores
sem formação especializada;
Resumindo:
• 1950-1970:
• Programas de Ensino rígidos;
• Futuros cientistas - elite intelectual
• Reprodução do método científico e experimentação
• 1970-1990:
• Formação do cidadão trabalhador
• Tecnicismo (início)
• Pensamento lógico crítico (final)
• 1990-2000:
• Questões sociais + importantes que o conteúdo
• Conhecimento por meio de temas transversais
Panorama Atual
• A) Educação científica a partir do que o aluno já sabe;
• B) Superação do tecnicismo, compreensão maior sobre a
história da ciência, currículo e valorização do
conhecimento escolar;
• C) Crítica a neutralidade da Ciência, a hegemonia, a
verdade absoluta (El-hani e Sepúlveda, 2007).
FUNDAMENTOS
TEÓRICO-METODOLÓGICO
Conceito de Ciência
• “A ciência é uma atividade humana
complexa, histórica e coletivamente
construída, que influencia e sofre
influências de questões sociais,
tecnológicas, culturais, éticas e políticas
(KNELLER, 1980; ANDERY et al., 1998).”
• A ciência não revela a verdade, mas
propõe modelos explicativos construídos a
partir da aplicabilidade de método(s)
científico(s).
CIÊNCIAS
• “o quadro conceitual da disciplina de
Ciências é composto por referências da
Biologia, da Física, da Química, da
Geologia, da Astronomia, entre outras
(MACEDO e LOPES, 2002), este
documento pressupõe uma perspectiva
pedagógica de integração conceitual.”
Conteúdos Estruturantes
• Astronomia;
• Matéria;
• Sistemas Biológicos;
• Energia;
• Biodiversidade.
Conteúdos Estruturantes
• Propõe-se, então, que:
• o ensino de Ciências aconteça por integração
conceitual e que estabeleça relações entre os
conceitos científicos escolares de diferentes
conteúdos estruturantes da disciplina
(relações conceituais);
• entre eles e os conteúdos estruturantes das
outras disciplinas do Ensino Fundamental
(relações interdisciplinares);
• entre os conteúdos científicos escolares e o
processo de produção do conhecimento
científico (relações contextuais).
Lembre-se:
• Conteúdos de Ciências:
• valorizam conhecimentos científicos das diferentes :
• Biologia, Física, Química, Geologia, Astronomia, entre outras.
• Metodologia de Ensino:
• promover inter-relações para promover o entendimento do objeto de
estudo da disciplina de Ciências;
• integração conceitual:
• relações entre os conceitos científicos escolares de diferentes
conteúdos estruturantes da disciplina relações conceituais;
• entre eles e os conteúdos estruturantes das outras disciplinas do
Ensino Fundamental  relações interdisciplinares;
• entre os conteúdos científicos escolares e o processo de
produção do conhecimento científico  relações contextuais.
Antes de começar...
Canal de Ciência - DEB/SEEDPR:
Lose This Child (HD Version) – http://www.youtube.com/watch?v=yVAZh8UGbxo
Astronomia
• Tendo a lua aquela
gravidade aonde o
homem flutua/
Merecia a visita
não de
militares,/mas de
bailarinos /e de
você e eu.
(Tendo A Lua -
Os Paralamas do
Sucesso);
• Quando o segundo
sol chegar/ Para
realinhar as órbitas
dos planetas/
Derrubando com
assombro exemplar/
O que os astrônomos
diriam se tratar/
De um outro cometa
(O SEGUNDO SOL –
NANDO REIS)
Astronomia
• Uso do software Stellarium – (http://www.stellarium.org/pt/)
• Foto: Stellarium – consultado em julho de 2011.
Disponivel em: http://ibxk.com.br/materias/stellarium_artigo_1.jpg
Conteúdos Básicos - Astronomia
• Universo;
• Sistema Solar;
• Movimentos terrestres;
• Astros;
• Movimentos celestes;
• Origem e evolução do Universo;
• Gravitação Universal.
Matéria
• “as coisas tem peso, massa, volume/ tamanho, tempo, forma,
cor/posição, textura, duração/ densidade, cheiro, valor/
consistência, profundidade/contorno, temperatura, função/
aparência, preço, destino e idade/ sentido/ as coisas não tem
paz(4x)” (As Coisas - Arnaldo Antunes)
Canal de Ciência - DEB/SEEDPR:
http://www.youtube.com/user/debciencias?feature=mhee#p/a/f/0/fVTG049pTzI
Conteúdos Básicos - Matéria
• Constituição da matéria;
• Propriedades da matéria.
Sistemas Biológicos
Foto: Caranguejo usando o gargalo de uma garrafa em vez de uma concha.
Autor: Alex Marttunen – consultado em julho de 2011
Disponível em: http://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/1036-fotografia#foto-19483
Conteúdos Básicos – Sistemas
Biológicos
• Níveis de organização;
• Célula;
• Morfologia e fisiologia dos seres vivos;
• Mecanismos de herança genética.
Energia
Conteúdos Básicos - Energia
• Formas de energia;
• Conversão de energia;
• Transmissão de energia;
• Conservação da energia.
Biodiversidade
Conteúdos Básicos -
Biodiversidade
• Organização dos seres vivos;
• Ecossistemas;
• Evolução dos seres vivos;
• Origem da vida;
• Sistemática;
• Evolução dos seres vivos;
• Interações ecológicas.
PLANO DE TRABALHO
DOCENTE
Conteúdos
Justificativa
Avaliação
Encaminhamentos Metodológicos
Recursos Didáticos
PLANO DE TRABALHO DOCENTE
Exemplo:
• Conteúdo: Sistemas Biológicos
• Justificativa: Apresentar as adaptações dos seres vivos
ao ambiente
• Encaminhamentos Metodológicos:
• - Utilizar a imagem do caranguejo que ilustra o tópico
sistemas biológicos como ponto de partida para a
discussão do tema.
• - Levantar o conhecimento prévio dos estudantes sobre o
organismo mostrado, por meio de questionamentos sobre
a imagem.
• - Buscar no conteúdo encontrado nos recursos
pedagógicos (imagem, livro didático, vídeo, entre outros)
Exemplo :
• Recursos Didáticos:
• Fotos, vídeos, livro didático, revistas de divulgação
científica, textos selecionados.
• Avaliação:
• Propor questões que levem os alunos a refletir sobre a
adaptação dos seres vivos ao ambiente e a sua relação
com a poluição da água.
Avaliação
• Mediadora:
• “ação, movimento, provocação, tentativa de
reciprocidade intelectual entre os sujeitos da
ação educativa. Professor e aluno buscando
coordenar seus pontos de vista, trocando
idéias, reorganizando-as” (Hoffmann, 1991)
Avaliação
• “[...] avaliar no ensino de Ciências implica
intervir no processo ensino-aprendizagem
do estudante, para que ele compreenda o
real significado dos conteúdos científicos
escolares e do objeto de estudo de
Ciências, visando uma aprendizagem
realmente significativa para sua vida.”
Expectativas e Referenciais
• Expectativas:
• em processo de elaboração;
• consultas junto aos professores;
• um subsídio para o planejamento do professor;
• aponta o que é fundamental o aluno saber dentro de cada conteúdo
básico;
• Referencias
• DIRETRIZES CURRICULARES ORIENTADORAS DA EDUCAÇÃO
BÁSICA PARA A REDE ESTADUAL (PARECER CEE/CEB Nº
130/10).
• BRASIL. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO
FUNDAMENTAL.PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS:
CIÊNCIAS NATURAIS.3 ED.BRASÍLIA: MEC/SEF,2001.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Artigo astronomia feira de ciencias
Artigo   astronomia feira de cienciasArtigo   astronomia feira de ciencias
Artigo astronomia feira de cienciasfisicadu
 
Artigo astronomia e astronáutica em feira de ciências
Artigo   astronomia e astronáutica em feira de ciênciasArtigo   astronomia e astronáutica em feira de ciências
Artigo astronomia e astronáutica em feira de ciênciasfisicadu
 
Seminario visões estela_ferreira_30_03_2017
Seminario visões estela_ferreira_30_03_2017Seminario visões estela_ferreira_30_03_2017
Seminario visões estela_ferreira_30_03_2017PIBID QUÍMICA UNIFESP
 
Considerações importantes sobre ensinar e aprender ciências
Considerações importantes sobre ensinar e aprender ciênciasConsiderações importantes sobre ensinar e aprender ciências
Considerações importantes sobre ensinar e aprender ciênciasMirtes Campos
 
Alfabetização cientifica slide2
Alfabetização cientifica slide2Alfabetização cientifica slide2
Alfabetização cientifica slide2Andreus Cruz
 
Para uma imagem não deformada do conhecimento científico
Para uma imagem não deformada do conhecimento científicoPara uma imagem não deformada do conhecimento científico
Para uma imagem não deformada do conhecimento científicoFabiano Antunes
 
Ppgecmresenha v 2
Ppgecmresenha v 2Ppgecmresenha v 2
Ppgecmresenha v 2adenilse
 
a origem da biologia e as bases do pensamento
a origem da biologia e as bases do pensamento a origem da biologia e as bases do pensamento
a origem da biologia e as bases do pensamento Gisleno Alves
 
41 a historia-da-ciencia-no-ensino-da-termodinamica-revisado
41 a historia-da-ciencia-no-ensino-da-termodinamica-revisado41 a historia-da-ciencia-no-ensino-da-termodinamica-revisado
41 a historia-da-ciencia-no-ensino-da-termodinamica-revisadoFabiano Antunes
 
PNAIC - Ano 1, 2, 3 uni dade 5 cien e geo
PNAIC - Ano 1, 2, 3   uni dade 5 cien e geoPNAIC - Ano 1, 2, 3   uni dade 5 cien e geo
PNAIC - Ano 1, 2, 3 uni dade 5 cien e geoElieneDias
 
Discutindo as concepções epistemológicas a partir 3234 werner
Discutindo as concepções epistemológicas a partir 3234 wernerDiscutindo as concepções epistemológicas a partir 3234 werner
Discutindo as concepções epistemológicas a partir 3234 wernerdiana bernardino
 
Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014
Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014
Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014prangel251
 

Mais procurados (17)

PCN ciencias
PCN cienciasPCN ciencias
PCN ciencias
 
Sensoriamento remoto como recurso para o estudo de ecologia na educação cient...
Sensoriamento remoto como recurso para o estudo de ecologia na educação cient...Sensoriamento remoto como recurso para o estudo de ecologia na educação cient...
Sensoriamento remoto como recurso para o estudo de ecologia na educação cient...
 
O que-é-natureza-da-ciência-e-qual
O que-é-natureza-da-ciência-e-qualO que-é-natureza-da-ciência-e-qual
O que-é-natureza-da-ciência-e-qual
 
Artigo astronomia feira de ciencias
Artigo   astronomia feira de cienciasArtigo   astronomia feira de ciencias
Artigo astronomia feira de ciencias
 
Artigo astronomia e astronáutica em feira de ciências
Artigo   astronomia e astronáutica em feira de ciênciasArtigo   astronomia e astronáutica em feira de ciências
Artigo astronomia e astronáutica em feira de ciências
 
Artigo bioterra v1_n1_2019_07
Artigo bioterra v1_n1_2019_07Artigo bioterra v1_n1_2019_07
Artigo bioterra v1_n1_2019_07
 
Seminario visões estela_ferreira_30_03_2017
Seminario visões estela_ferreira_30_03_2017Seminario visões estela_ferreira_30_03_2017
Seminario visões estela_ferreira_30_03_2017
 
Considerações importantes sobre ensinar e aprender ciências
Considerações importantes sobre ensinar e aprender ciênciasConsiderações importantes sobre ensinar e aprender ciências
Considerações importantes sobre ensinar e aprender ciências
 
Alfabetização cientifica slide2
Alfabetização cientifica slide2Alfabetização cientifica slide2
Alfabetização cientifica slide2
 
Met. Cientifica
Met. CientificaMet. Cientifica
Met. Cientifica
 
Para uma imagem não deformada do conhecimento científico
Para uma imagem não deformada do conhecimento científicoPara uma imagem não deformada do conhecimento científico
Para uma imagem não deformada do conhecimento científico
 
Ppgecmresenha v 2
Ppgecmresenha v 2Ppgecmresenha v 2
Ppgecmresenha v 2
 
a origem da biologia e as bases do pensamento
a origem da biologia e as bases do pensamento a origem da biologia e as bases do pensamento
a origem da biologia e as bases do pensamento
 
41 a historia-da-ciencia-no-ensino-da-termodinamica-revisado
41 a historia-da-ciencia-no-ensino-da-termodinamica-revisado41 a historia-da-ciencia-no-ensino-da-termodinamica-revisado
41 a historia-da-ciencia-no-ensino-da-termodinamica-revisado
 
PNAIC - Ano 1, 2, 3 uni dade 5 cien e geo
PNAIC - Ano 1, 2, 3   uni dade 5 cien e geoPNAIC - Ano 1, 2, 3   uni dade 5 cien e geo
PNAIC - Ano 1, 2, 3 uni dade 5 cien e geo
 
Discutindo as concepções epistemológicas a partir 3234 werner
Discutindo as concepções epistemológicas a partir 3234 wernerDiscutindo as concepções epistemológicas a partir 3234 werner
Discutindo as concepções epistemológicas a partir 3234 werner
 
Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014
Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014
Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014
 

Destaque

Descritores Ciências Humanas
Descritores Ciências HumanasDescritores Ciências Humanas
Descritores Ciências Humanaslucavao2010
 
Crescimento da RMMaringá...O Que fazer??
Crescimento da RMMaringá...O Que fazer??Crescimento da RMMaringá...O Que fazer??
Crescimento da RMMaringá...O Que fazer??Allan Vieira
 
Evoluohumana 090817204951-phpapp02
Evoluohumana 090817204951-phpapp02Evoluohumana 090817204951-phpapp02
Evoluohumana 090817204951-phpapp02Marcia Moreira
 
Em ciencias humanas_e_suas_tecnologias_final
Em ciencias humanas_e_suas_tecnologias_finalEm ciencias humanas_e_suas_tecnologias_final
Em ciencias humanas_e_suas_tecnologias_finalSandra Coelho Mesquita
 
Palestra - Teoria e Prática da Terapia de Vidas Passadas
Palestra - Teoria e Prática da Terapia de Vidas PassadasPalestra - Teoria e Prática da Terapia de Vidas Passadas
Palestra - Teoria e Prática da Terapia de Vidas Passadastacio111
 
Ciências humanas e ciências exatas
Ciências humanas e ciências exatasCiências humanas e ciências exatas
Ciências humanas e ciências exatasvinivs
 
Terceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parte
Terceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parteTerceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parte
Terceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parteCeiClarencio
 
Proficiência Ciências Humanas
Proficiência Ciências HumanasProficiência Ciências Humanas
Proficiência Ciências Humanaslucavao2010
 
A prece estudo mediunico
A prece  estudo mediunicoA prece  estudo mediunico
A prece estudo mediunicoAlice Lirio
 
Ciências sociais e humanas
Ciências sociais e humanasCiências sociais e humanas
Ciências sociais e humanasenfanhanguera
 
7ª aula desenvolvimento mediunico - coem
7ª aula   desenvolvimento mediunico - coem7ª aula   desenvolvimento mediunico - coem
7ª aula desenvolvimento mediunico - coemWagner Quadros
 
Plano de Ação do SPAECE 2012
Plano de Ação do SPAECE 2012Plano de Ação do SPAECE 2012
Plano de Ação do SPAECE 2012maricelio
 
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanasA ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanasLuciana Mara Silveira
 
Curso estudo pratica da mediunidade
Curso estudo pratica da mediunidadeCurso estudo pratica da mediunidade
Curso estudo pratica da mediunidadeFilipe Lima
 
Ciências da natureza
Ciências da naturezaCiências da natureza
Ciências da naturezaPAFB
 

Destaque (20)

Descritores Ciências Humanas
Descritores Ciências HumanasDescritores Ciências Humanas
Descritores Ciências Humanas
 
Crescimento da RMMaringá...O Que fazer??
Crescimento da RMMaringá...O Que fazer??Crescimento da RMMaringá...O Que fazer??
Crescimento da RMMaringá...O Que fazer??
 
Evoluohumana 090817204951-phpapp02
Evoluohumana 090817204951-phpapp02Evoluohumana 090817204951-phpapp02
Evoluohumana 090817204951-phpapp02
 
Em ciencias humanas_e_suas_tecnologias_final
Em ciencias humanas_e_suas_tecnologias_finalEm ciencias humanas_e_suas_tecnologias_final
Em ciencias humanas_e_suas_tecnologias_final
 
Meditacao e Mediunidade
Meditacao e MediunidadeMeditacao e Mediunidade
Meditacao e Mediunidade
 
Palestra - Teoria e Prática da Terapia de Vidas Passadas
Palestra - Teoria e Prática da Terapia de Vidas PassadasPalestra - Teoria e Prática da Terapia de Vidas Passadas
Palestra - Teoria e Prática da Terapia de Vidas Passadas
 
Ciências humanas e ciências exatas
Ciências humanas e ciências exatasCiências humanas e ciências exatas
Ciências humanas e ciências exatas
 
Terceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parte
Terceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parteTerceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parte
Terceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parte
 
O ESPIRITISMO E A CIÊNCIA MODERNA
O ESPIRITISMO E A CIÊNCIA MODERNAO ESPIRITISMO E A CIÊNCIA MODERNA
O ESPIRITISMO E A CIÊNCIA MODERNA
 
Proficiência Ciências Humanas
Proficiência Ciências HumanasProficiência Ciências Humanas
Proficiência Ciências Humanas
 
A prece estudo mediunico
A prece  estudo mediunicoA prece  estudo mediunico
A prece estudo mediunico
 
Ciências sociais e humanas
Ciências sociais e humanasCiências sociais e humanas
Ciências sociais e humanas
 
7ª aula desenvolvimento mediunico - coem
7ª aula   desenvolvimento mediunico - coem7ª aula   desenvolvimento mediunico - coem
7ª aula desenvolvimento mediunico - coem
 
Mediunidade
MediunidadeMediunidade
Mediunidade
 
Plano de Ação do SPAECE 2012
Plano de Ação do SPAECE 2012Plano de Ação do SPAECE 2012
Plano de Ação do SPAECE 2012
 
Slide caderno 2 ciências humanas
Slide   caderno 2 ciências humanasSlide   caderno 2 ciências humanas
Slide caderno 2 ciências humanas
 
Mesmer 2
Mesmer 2Mesmer 2
Mesmer 2
 
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanasA ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
A ciência na história/ As ciências da Natureza/ As ciências humanas
 
Curso estudo pratica da mediunidade
Curso estudo pratica da mediunidadeCurso estudo pratica da mediunidade
Curso estudo pratica da mediunidade
 
Ciências da natureza
Ciências da naturezaCiências da natureza
Ciências da natureza
 

Semelhante a Dce ciencias

CURSO 1 - Ciências no Ensino Fundamental
CURSO 1 - Ciências no Ensino FundamentalCURSO 1 - Ciências no Ensino Fundamental
CURSO 1 - Ciências no Ensino FundamentalSANTINA CÉLIA BORDINI
 
História das Ciências e Educação em Ciências
História das Ciências e Educação em CiênciasHistória das Ciências e Educação em Ciências
História das Ciências e Educação em CiênciasCatir
 
Pcn cincias-130902130158-phpapp02
Pcn cincias-130902130158-phpapp02Pcn cincias-130902130158-phpapp02
Pcn cincias-130902130158-phpapp02Fernanda Ciandrini
 
Relatório, pibid, puc pasquale, astronomia e astronautica
Relatório, pibid, puc pasquale, astronomia e astronauticaRelatório, pibid, puc pasquale, astronomia e astronautica
Relatório, pibid, puc pasquale, astronomia e astronauticafisicadu
 
PCN e Ensino de Ciências
PCN e Ensino de CiênciasPCN e Ensino de Ciências
PCN e Ensino de Ciênciasfimepecim
 
Artigo, pibid pasquale, astronomia e astronautica
Artigo, pibid pasquale, astronomia e astronauticaArtigo, pibid pasquale, astronomia e astronautica
Artigo, pibid pasquale, astronomia e astronauticafisicadu
 
MPEMC AULA 9: Ciências na BNCC
MPEMC AULA 9: Ciências na BNCCMPEMC AULA 9: Ciências na BNCC
MPEMC AULA 9: Ciências na BNCCprofamiriamnavarro
 
Ciências nos anos iniciais: currículo e experimentação (1º dia)
Ciências nos anos iniciais: currículo e experimentação (1º dia)Ciências nos anos iniciais: currículo e experimentação (1º dia)
Ciências nos anos iniciais: currículo e experimentação (1º dia)ensinodecienciassme
 
Jornada_Cientifica_2013
Jornada_Cientifica_2013Jornada_Cientifica_2013
Jornada_Cientifica_2013Major Ribamar
 
Recursos para ambiente virtual
Recursos para ambiente virtualRecursos para ambiente virtual
Recursos para ambiente virtualSolange Quintella
 
Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014
Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014
Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014prangel251
 
A teoria da aprendizagem de Ausubel e a produção de hipertextos didáticos
A teoria da aprendizagem de Ausubel e a produção de hipertextos didáticosA teoria da aprendizagem de Ausubel e a produção de hipertextos didáticos
A teoria da aprendizagem de Ausubel e a produção de hipertextos didáticoscasifufrgs
 
Metodol ens ciencias ataide
Metodol ens ciencias   ataideMetodol ens ciencias   ataide
Metodol ens ciencias ataideryanfilho
 
Métodos e técnicas de pesquisa
Métodos e técnicas de pesquisaMétodos e técnicas de pesquisa
Métodos e técnicas de pesquisaFelipe Hiago
 
Apresentação avaliação educação infantil.pptx
Apresentação avaliação educação infantil.pptxApresentação avaliação educação infantil.pptx
Apresentação avaliação educação infantil.pptxTiagoMiranda85
 

Semelhante a Dce ciencias (20)

1ª Mostra Ciências da Natureza e Geografia
1ª Mostra Ciências da Natureza e Geografia1ª Mostra Ciências da Natureza e Geografia
1ª Mostra Ciências da Natureza e Geografia
 
CURSO 1 - Ciências no Ensino Fundamental
CURSO 1 - Ciências no Ensino FundamentalCURSO 1 - Ciências no Ensino Fundamental
CURSO 1 - Ciências no Ensino Fundamental
 
História das Ciências e Educação em Ciências
História das Ciências e Educação em CiênciasHistória das Ciências e Educação em Ciências
História das Ciências e Educação em Ciências
 
Pcn ciências
Pcn   ciênciasPcn   ciências
Pcn ciências
 
Pcn cincias-130902130158-phpapp02
Pcn cincias-130902130158-phpapp02Pcn cincias-130902130158-phpapp02
Pcn cincias-130902130158-phpapp02
 
Relatório, pibid, puc pasquale, astronomia e astronautica
Relatório, pibid, puc pasquale, astronomia e astronauticaRelatório, pibid, puc pasquale, astronomia e astronautica
Relatório, pibid, puc pasquale, astronomia e astronautica
 
PCN e Ensino de Ciências
PCN e Ensino de CiênciasPCN e Ensino de Ciências
PCN e Ensino de Ciências
 
Artigo, pibid pasquale, astronomia e astronautica
Artigo, pibid pasquale, astronomia e astronauticaArtigo, pibid pasquale, astronomia e astronautica
Artigo, pibid pasquale, astronomia e astronautica
 
MPEMC AULA 9: Ciências na BNCC
MPEMC AULA 9: Ciências na BNCCMPEMC AULA 9: Ciências na BNCC
MPEMC AULA 9: Ciências na BNCC
 
Ciências nos anos iniciais: currículo e experimentação (1º dia)
Ciências nos anos iniciais: currículo e experimentação (1º dia)Ciências nos anos iniciais: currículo e experimentação (1º dia)
Ciências nos anos iniciais: currículo e experimentação (1º dia)
 
Jornada_Cientifica_2013
Jornada_Cientifica_2013Jornada_Cientifica_2013
Jornada_Cientifica_2013
 
ABED
ABEDABED
ABED
 
Recursos para ambiente virtual
Recursos para ambiente virtualRecursos para ambiente virtual
Recursos para ambiente virtual
 
Cientistas dialogam com a escola básica
Cientistas dialogam com a escola básicaCientistas dialogam com a escola básica
Cientistas dialogam com a escola básica
 
Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014
Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014
Caderno ativ auto_reguladas-alunos-1ªsérie-1ºbim2014
 
Fis planej 1medio
Fis planej 1medioFis planej 1medio
Fis planej 1medio
 
A teoria da aprendizagem de Ausubel e a produção de hipertextos didáticos
A teoria da aprendizagem de Ausubel e a produção de hipertextos didáticosA teoria da aprendizagem de Ausubel e a produção de hipertextos didáticos
A teoria da aprendizagem de Ausubel e a produção de hipertextos didáticos
 
Metodol ens ciencias ataide
Metodol ens ciencias   ataideMetodol ens ciencias   ataide
Metodol ens ciencias ataide
 
Métodos e técnicas de pesquisa
Métodos e técnicas de pesquisaMétodos e técnicas de pesquisa
Métodos e técnicas de pesquisa
 
Apresentação avaliação educação infantil.pptx
Apresentação avaliação educação infantil.pptxApresentação avaliação educação infantil.pptx
Apresentação avaliação educação infantil.pptx
 

Mais de Marcia Moreira

Doc 09 01-2017 08-25-58
Doc 09 01-2017 08-25-58Doc 09 01-2017 08-25-58
Doc 09 01-2017 08-25-58Marcia Moreira
 
Doc 08 25-2017 07-22-15
Doc 08 25-2017 07-22-15Doc 08 25-2017 07-22-15
Doc 08 25-2017 07-22-15Marcia Moreira
 
1º ano membranas da célula
1º ano membranas da célula 1º ano membranas da célula
1º ano membranas da célula Marcia Moreira
 
Doc 08 11-2017 08-08-09
Doc 08 11-2017 08-08-09Doc 08 11-2017 08-08-09
Doc 08 11-2017 08-08-09Marcia Moreira
 
Ensino+de+++ciências+abordando+a+pesquisa+e+a+prática+no+ensino+fundamental++...
Ensino+de+++ciências+abordando+a+pesquisa+e+a+prática+no+ensino+fundamental++...Ensino+de+++ciências+abordando+a+pesquisa+e+a+prática+no+ensino+fundamental++...
Ensino+de+++ciências+abordando+a+pesquisa+e+a+prática+no+ensino+fundamental++...Marcia Moreira
 
A biologia tem uma história que não é natural
A biologia tem uma história que não é naturalA biologia tem uma história que não é natural
A biologia tem uma história que não é naturalMarcia Moreira
 
Respostas ciclos biogeoquímicos
Respostas ciclos biogeoquímicosRespostas ciclos biogeoquímicos
Respostas ciclos biogeoquímicosMarcia Moreira
 
Ciclos biogeoquimicos gabarito
Ciclos biogeoquimicos   gabaritoCiclos biogeoquimicos   gabarito
Ciclos biogeoquimicos gabaritoMarcia Moreira
 
Ciclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicosCiclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicosMarcia Moreira
 

Mais de Marcia Moreira (20)

Aula 3
Aula 3Aula 3
Aula 3
 
Doc 09 01-2017 08-25-58
Doc 09 01-2017 08-25-58Doc 09 01-2017 08-25-58
Doc 09 01-2017 08-25-58
 
Doc 08 25-2017 07-22-15
Doc 08 25-2017 07-22-15Doc 08 25-2017 07-22-15
Doc 08 25-2017 07-22-15
 
1º ano membranas da célula
1º ano membranas da célula 1º ano membranas da célula
1º ano membranas da célula
 
Doc 08 11-2017 08-08-09
Doc 08 11-2017 08-08-09Doc 08 11-2017 08-08-09
Doc 08 11-2017 08-08-09
 
Ensino+de+++ciências+abordando+a+pesquisa+e+a+prática+no+ensino+fundamental++...
Ensino+de+++ciências+abordando+a+pesquisa+e+a+prática+no+ensino+fundamental++...Ensino+de+++ciências+abordando+a+pesquisa+e+a+prática+no+ensino+fundamental++...
Ensino+de+++ciências+abordando+a+pesquisa+e+a+prática+no+ensino+fundamental++...
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
A biologia tem uma história que não é natural
A biologia tem uma história que não é naturalA biologia tem uma história que não é natural
A biologia tem uma história que não é natural
 
1ª lei de Mendel
1ª lei de Mendel1ª lei de Mendel
1ª lei de Mendel
 
Respostas vírus
Respostas vírusRespostas vírus
Respostas vírus
 
Respostas ciclos biogeoquímicos
Respostas ciclos biogeoquímicosRespostas ciclos biogeoquímicos
Respostas ciclos biogeoquímicos
 
Ciclos biogeoquimicos gabarito
Ciclos biogeoquimicos   gabaritoCiclos biogeoquimicos   gabarito
Ciclos biogeoquimicos gabarito
 
Ciclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicosCiclos biogeoquímicos
Ciclos biogeoquímicos
 
áCidos nucléicos
áCidos nucléicosáCidos nucléicos
áCidos nucléicos
 
Fungos
FungosFungos
Fungos
 
Protistas
ProtistasProtistas
Protistas
 
Moneras completa
Moneras completa Moneras completa
Moneras completa
 
Moneras
MonerasMoneras
Moneras
 
Virus
VirusVirus
Virus
 
Taxonomia
TaxonomiaTaxonomia
Taxonomia
 

Dce ciencias

  • 1. Profª MÁRCIA MOREIRA DE ARAÚJO MS. UFES-ES DOUTORANDA EM EDUCAÇÃO-UFES-ES FUNDAMENTOS E METODOLOGIA DO ENSINO DAS CIÊNCIAS NO ENSINO FUNDAMENTAL
  • 2. Curriculo de Ciências • Dimensão Histórica; • Fundamentos Teórico- Metodológico; • Conteúdos Estruturantes; • Encaminhamentos Metodológicos; • Avaliação.
  • 4. Objeto de Estudo • “A disciplina de Ciências tem como objeto de estudo o conhecimento científico que resulta da investigação da Natureza.” • “Do ponto de vista científico, entende- se por Natureza o conjunto de elementos integradores que constitui o Universo em toda sua complexidade.”
  • 5. Objeto de Estudo • “Ao ser humano cabe interpretar os fenômenos observados na Natureza, resultantes das relações entre elementos fundamentais como tempo, espaço, matéria, movimento, força, campo, energia e vida.” • “A Natureza legitima, então, o objeto de estudo das ciências naturais e da disciplina de Ciências. ”
  • 7. Resumindo: • Chegada da Corte Portuguesa; • Século XIX, influência Portuguesa – Universidades e Museus de História Natural: • Ex. Museu de História Natural do Rio de Janeiro (1818); • até 1950: • Ensinar Ciências não é prioridade até 1930; • Poucas escolas, voltadas para os filhos da elite, professores estrangeiros; • Ensino voltado para os produtos da Ciência na época; • Classe trabalhadora – ensino informativo, professores sem formação especializada;
  • 8. Resumindo: • 1950-1970: • Programas de Ensino rígidos; • Futuros cientistas - elite intelectual • Reprodução do método científico e experimentação • 1970-1990: • Formação do cidadão trabalhador • Tecnicismo (início) • Pensamento lógico crítico (final) • 1990-2000: • Questões sociais + importantes que o conteúdo • Conhecimento por meio de temas transversais
  • 9. Panorama Atual • A) Educação científica a partir do que o aluno já sabe; • B) Superação do tecnicismo, compreensão maior sobre a história da ciência, currículo e valorização do conhecimento escolar; • C) Crítica a neutralidade da Ciência, a hegemonia, a verdade absoluta (El-hani e Sepúlveda, 2007).
  • 11. Conceito de Ciência • “A ciência é uma atividade humana complexa, histórica e coletivamente construída, que influencia e sofre influências de questões sociais, tecnológicas, culturais, éticas e políticas (KNELLER, 1980; ANDERY et al., 1998).” • A ciência não revela a verdade, mas propõe modelos explicativos construídos a partir da aplicabilidade de método(s) científico(s).
  • 12. CIÊNCIAS • “o quadro conceitual da disciplina de Ciências é composto por referências da Biologia, da Física, da Química, da Geologia, da Astronomia, entre outras (MACEDO e LOPES, 2002), este documento pressupõe uma perspectiva pedagógica de integração conceitual.”
  • 13. Conteúdos Estruturantes • Astronomia; • Matéria; • Sistemas Biológicos; • Energia; • Biodiversidade.
  • 14. Conteúdos Estruturantes • Propõe-se, então, que: • o ensino de Ciências aconteça por integração conceitual e que estabeleça relações entre os conceitos científicos escolares de diferentes conteúdos estruturantes da disciplina (relações conceituais); • entre eles e os conteúdos estruturantes das outras disciplinas do Ensino Fundamental (relações interdisciplinares); • entre os conteúdos científicos escolares e o processo de produção do conhecimento científico (relações contextuais).
  • 15. Lembre-se: • Conteúdos de Ciências: • valorizam conhecimentos científicos das diferentes : • Biologia, Física, Química, Geologia, Astronomia, entre outras. • Metodologia de Ensino: • promover inter-relações para promover o entendimento do objeto de estudo da disciplina de Ciências; • integração conceitual: • relações entre os conceitos científicos escolares de diferentes conteúdos estruturantes da disciplina relações conceituais; • entre eles e os conteúdos estruturantes das outras disciplinas do Ensino Fundamental  relações interdisciplinares; • entre os conteúdos científicos escolares e o processo de produção do conhecimento científico  relações contextuais.
  • 16. Antes de começar... Canal de Ciência - DEB/SEEDPR: Lose This Child (HD Version) – http://www.youtube.com/watch?v=yVAZh8UGbxo
  • 17. Astronomia • Tendo a lua aquela gravidade aonde o homem flutua/ Merecia a visita não de militares,/mas de bailarinos /e de você e eu. (Tendo A Lua - Os Paralamas do Sucesso); • Quando o segundo sol chegar/ Para realinhar as órbitas dos planetas/ Derrubando com assombro exemplar/ O que os astrônomos diriam se tratar/ De um outro cometa (O SEGUNDO SOL – NANDO REIS)
  • 18. Astronomia • Uso do software Stellarium – (http://www.stellarium.org/pt/) • Foto: Stellarium – consultado em julho de 2011. Disponivel em: http://ibxk.com.br/materias/stellarium_artigo_1.jpg
  • 19. Conteúdos Básicos - Astronomia • Universo; • Sistema Solar; • Movimentos terrestres; • Astros; • Movimentos celestes; • Origem e evolução do Universo; • Gravitação Universal.
  • 20. Matéria • “as coisas tem peso, massa, volume/ tamanho, tempo, forma, cor/posição, textura, duração/ densidade, cheiro, valor/ consistência, profundidade/contorno, temperatura, função/ aparência, preço, destino e idade/ sentido/ as coisas não tem paz(4x)” (As Coisas - Arnaldo Antunes) Canal de Ciência - DEB/SEEDPR: http://www.youtube.com/user/debciencias?feature=mhee#p/a/f/0/fVTG049pTzI
  • 21. Conteúdos Básicos - Matéria • Constituição da matéria; • Propriedades da matéria.
  • 22. Sistemas Biológicos Foto: Caranguejo usando o gargalo de uma garrafa em vez de uma concha. Autor: Alex Marttunen – consultado em julho de 2011 Disponível em: http://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/1036-fotografia#foto-19483
  • 23. Conteúdos Básicos – Sistemas Biológicos • Níveis de organização; • Célula; • Morfologia e fisiologia dos seres vivos; • Mecanismos de herança genética.
  • 25. Conteúdos Básicos - Energia • Formas de energia; • Conversão de energia; • Transmissão de energia; • Conservação da energia.
  • 27. Conteúdos Básicos - Biodiversidade • Organização dos seres vivos; • Ecossistemas; • Evolução dos seres vivos; • Origem da vida; • Sistemática; • Evolução dos seres vivos; • Interações ecológicas.
  • 30. Exemplo: • Conteúdo: Sistemas Biológicos • Justificativa: Apresentar as adaptações dos seres vivos ao ambiente • Encaminhamentos Metodológicos: • - Utilizar a imagem do caranguejo que ilustra o tópico sistemas biológicos como ponto de partida para a discussão do tema. • - Levantar o conhecimento prévio dos estudantes sobre o organismo mostrado, por meio de questionamentos sobre a imagem. • - Buscar no conteúdo encontrado nos recursos pedagógicos (imagem, livro didático, vídeo, entre outros)
  • 31. Exemplo : • Recursos Didáticos: • Fotos, vídeos, livro didático, revistas de divulgação científica, textos selecionados. • Avaliação: • Propor questões que levem os alunos a refletir sobre a adaptação dos seres vivos ao ambiente e a sua relação com a poluição da água.
  • 32. Avaliação • Mediadora: • “ação, movimento, provocação, tentativa de reciprocidade intelectual entre os sujeitos da ação educativa. Professor e aluno buscando coordenar seus pontos de vista, trocando idéias, reorganizando-as” (Hoffmann, 1991)
  • 33. Avaliação • “[...] avaliar no ensino de Ciências implica intervir no processo ensino-aprendizagem do estudante, para que ele compreenda o real significado dos conteúdos científicos escolares e do objeto de estudo de Ciências, visando uma aprendizagem realmente significativa para sua vida.”
  • 34. Expectativas e Referenciais • Expectativas: • em processo de elaboração; • consultas junto aos professores; • um subsídio para o planejamento do professor; • aponta o que é fundamental o aluno saber dentro de cada conteúdo básico; • Referencias • DIRETRIZES CURRICULARES ORIENTADORAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA PARA A REDE ESTADUAL (PARECER CEE/CEB Nº 130/10). • BRASIL. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL.PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS: CIÊNCIAS NATURAIS.3 ED.BRASÍLIA: MEC/SEF,2001.