Breve história da relação escola família

1.011 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.011
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Breve história da relação escola família

  1. 1. QUE HISTÓRIA É ESSA? EMEB Armando Zóboli 2013
  2. 2. Era uma vez, um reino bem distante, chamado Bromil, governado pelo ReiDom Fonseca. Dom Fonseca e seus conselheiros achavam que o povo do reino estava muito“mal criado” e resolveram criar a primeira escola de Bromil, pois o povo precisavaaprender a se comportar. .
  3. 3. “Naquele tempo”, havia uma diferença entre o atendimento escolar pararicos e para pobres. Cinderela que era pobre foi para escola aprender as regrassociais, os hábitos de higiene, a moral e os bons costumes. Já o príncipeencantado, que nascera em berço de ouro, foi enviado para Europa para ser doutor.
  4. 4. Surgiu, então, um grande dilema: teriam as famílias pobres, a capacidade deeducar seus filhos? O rei decidiu que a escola deveria ensinar a família como se comportar, se vestir, o que falar e como cuidar da higiene, saúde e educação das crianças. Afinal, alguém precisava manter a ordem! O rei caprichou! As escolas pareciam verdadeiros palácios de tão grandiosas e limpas que eram.
  5. 5. Algum tempodepois, surgiu um “Novo reino”chamado de Estado Novo. E aforma de governar mudou! O novo “rei”Getulino, propunha uma“reforma” na escola da camadamais pobre, queria além deensinar bons costumes que os“soldados” professores dessemdestaque para higiene ealimentação. Naquela época o Estadoera um “paizão” e a sociedadeera vista como imatura, indecisae carente.
  6. 6. Neste tempo, em Bromil, os papéis ficaram “bem definidos”... A escola ensinava TUDO a TODOS. Com claro objetivo de homogeneizar! O aluno era intermediário entre a família e escola. Influenciava a educação dos adultos.
  7. 7. Mas, nem tudo era perfeito! As desigualdades de responsabilidades quanto à educação dascrianças, inevitavelmente, geraram conflitos entre escola e família. No entanto, o rei era teimoso e colocou a família em seu devido lugar! A escola continuou no comando do processo de educação. Enquanto as famílias se contentaram em ser auxiliares nesse processo.
  8. 8. Algum tempo depois, o palácio do rei “caiu” e de tão triste que ficou ele atirou-se de um penhasco e morreu. Com isso, muitas coisas mudaram no reino. Havia muita gente de olho no trono. E passaram-se muitos reis por lá. Felizmente, alguns súditos do bem começaram a pensar e a olhar para a educação e algumas coisas, mesmo que lentamente, começaram a mudar na escola. Magia? Não, reflexão! O primeiro Plano Nacional de Educação em 1948. A Primeira LDB, de 1961.A Constituição de 1946, que estabelecia oensino primário obrigatório e gratuito. Qualquer semelhança é A separação do MEC e do mera coincidência. Ministério da Saúde .
  9. 9. O tempo passou e, sem sabermos como e nem porque, algunssúditos do mal, tomaram conta das escolas, das famílias, dos artistas ede todo o reino! O povo de Bromil, se entristeceu, porque não podiamais falar, nem cantar, nem ler e escrever o que queria.
  10. 10. Desesperados, sem saber o que fazer apenas clamavam: - Queremos escola! Por favor, escola! E não é que alguém (um gênio do mal?) ouviu a voz do povo eatendeu aos seus desejos! Criou um monte de escolas privadas!
  11. 11. Foi então, que os “reis” daquela época, resolveram obrigar ascrianças a ficar mais tempo nas escolas. Ficavam por oito anos. Osprofessores, coitados, precisavam de muitas ‘poções mágicas’ pra dar contade ensinar tanta gente. A solução foi contratar mais professores e repartir“melhor” o seu salário. Muitos não queriam mais ser professores e partiram para outrasprofissões no reino: camareiras, arrumadeiras e até bobo da corte estavammelhor remunerados.
  12. 12. Cada ano que passava tinha mais e mais crianças na escola. E pra piorar a situação asmulheres resolveram queimar o sutiã e saíram para trabalhar. Os governantes do reino achavamque era necessário compensar as crianças pela falta da mãe, pela falta de alimento, pela falta decultura e por todas as faltas. A família não era mais a mesma...a criança não era mais a mesma...oreino não era mais o mesmo...a escola...ah, a escola...bem...deixa isso para lá!
  13. 13. Foi realmente um tempo de muitas mudanças no reino... O papel da mulher.
  14. 14. As configurações da família...
  15. 15. A globalização e a revolução tecnológica.
  16. 16. E os professores? Contam que até hoje sonham com a família ideal, com oaluno ideal, com o governo ideal, com o salário ideal...
  17. 17. Quem sabe um dia a escola e a família encontrem um caminho para se unir, jáque cuidam da formação de um mesmo sujeito?
  18. 18. Hoje, neste reino, todos aprenderam a falar uma palavra bonitachamada DEMOCRACIA. Dizem que é a chave para o entendimento entreescola e família no futuro. Será mesmo?
  19. 19. Que história é essa... Que entrou por uma porta e saiu por outra,quem quiser construa outra...
  20. 20. FIM

×