SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
FÍSICA
Introdução à Óptica geométrica
Aula 3
Ensino Médio
Princípio da propagação retilínea da luz
Nos meios transparentes e homogêneos, a luz se propaga em linha reta.
Para que a luz da vela
atinja o olho do
observador, os três
orifícios devem estar
alinhados.
Formação de sombra
A formação de sombra é consequência da propagação retilínea da luz.
Fonte puntiforme
Corpo opaco
Anteparo
Regiões iluminadas
Região de sombra
Sombra projetada
Formação de sombra e penumbra
A formação de penumbra também decorre da propagação retilínea da luz.
Fonte extensa
Corpo opaco
Anteparo
Regiões iluminadas
Região de sombra
Sombra projetada
Regiões de penumbra
Penumbras projetadas
Atividade com OED
Assista ao vídeo do OED “Os eclipses” e, depois de responder aos
testes que se seguem ao vídeo, tente reproduzir os esquemas de
sombra e penumbra que explicam o eclipse solar.
Princípio da independência dos raios de luz
A propagação de um feixe de luz não é perturbada pela propagação de
outros feixes, ou seja, depois de se cruzarem, cada raio de luz mantém as
características que apresentava antes do cruzamento.
Cada raio de luz
apresenta a mesma
trajetória e a mesma cor
que apresentaria caso
não tivesse se cruzado
com o outro raio.
Princípio da reversibilidade dos raios de luz
Se um raio de luz segue em um sentido ao se deslocar de um ponto a outro, então o
sentido inverso da mesma trajetória também pode ser seguido por um raio de luz.
Sentido de
A para B.
Superfície
refletora
A
B
Sentido
de B para A.
Aplicação: Pelo espelho retrovisor interno, o
motorista enxerga o passageiro no banco de
trás; pelo mesmo espelho e ao mesmo tempo,
o passageiro enxerga o motorista.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Maquinas simples-cris
Maquinas simples-crisMaquinas simples-cris
Maquinas simples-cris
cristbarb
 
Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano]
Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano] Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano]
Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano]
Ronaldo Santana
 
Aula05 forças
Aula05 forçasAula05 forças
Aula05 forças
cristbarb
 
Ciências 9º Ano (Física): estudo dos movimentos: Conceitos Básicos de Cinemática
Ciências 9º Ano (Física): estudo dos movimentos: Conceitos Básicos de CinemáticaCiências 9º Ano (Física): estudo dos movimentos: Conceitos Básicos de Cinemática
Ciências 9º Ano (Física): estudo dos movimentos: Conceitos Básicos de Cinemática
Ronaldo Santana
 

Mais procurados (20)

Óptica da visão
Óptica da visãoÓptica da visão
Óptica da visão
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
 
Aula 04 espelhos esféricos
Aula 04   espelhos esféricosAula 04   espelhos esféricos
Aula 04 espelhos esféricos
 
Física optica
Física opticaFísica optica
Física optica
 
9 ano leis de newton
9 ano leis de newton9 ano leis de newton
9 ano leis de newton
 
Energia Cinética e Potencial
Energia Cinética e PotencialEnergia Cinética e Potencial
Energia Cinética e Potencial
 
Introdução a Física
Introdução a FísicaIntrodução a Física
Introdução a Física
 
Maquinas simples-cris
Maquinas simples-crisMaquinas simples-cris
Maquinas simples-cris
 
Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano]
Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano] Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano]
Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano]
 
Espelhos planos
Espelhos planosEspelhos planos
Espelhos planos
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Óptica
www.aulasdefisicaapoio.com - Física -  Ópticawww.aulasdefisicaapoio.com - Física -  Óptica
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Óptica
 
Aula05 forças
Aula05 forçasAula05 forças
Aula05 forças
 
Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
 
Ondas
OndasOndas
Ondas
 
Ciências 9º Ano (Física): estudo dos movimentos: Conceitos Básicos de Cinemática
Ciências 9º Ano (Física): estudo dos movimentos: Conceitos Básicos de CinemáticaCiências 9º Ano (Física): estudo dos movimentos: Conceitos Básicos de Cinemática
Ciências 9º Ano (Física): estudo dos movimentos: Conceitos Básicos de Cinemática
 
Gráficos do MU e MUV
Gráficos do MU e MUVGráficos do MU e MUV
Gráficos do MU e MUV
 
Aula 1 velocidade média
Aula 1  velocidade médiaAula 1  velocidade média
Aula 1 velocidade média
 
Aula 008 energia cinetica
Aula 008 energia cineticaAula 008 energia cinetica
Aula 008 energia cinetica
 
Ondas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticasOndas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticas
 
Fenômenos Ópticos
Fenômenos ÓpticosFenômenos Ópticos
Fenômenos Ópticos
 

Semelhante a Aula3 introducao-a-optica-geometrica

Princípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica GeométricaPrincípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica Geométrica
laizdiniz
 
Optica geometrica
Optica geometricaOptica geometrica
Optica geometrica
Johnyn89
 
1 +óptica+e+reflexão+da+luz
1 +óptica+e+reflexão+da+luz1 +óptica+e+reflexão+da+luz
1 +óptica+e+reflexão+da+luz
Wagner Tenorio
 
ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2.pptx
ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2.pptxÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2.pptx
ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2.pptx
Flavio Silva
 
ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2 (1).pptx
ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2 (1).pptxÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2 (1).pptx
ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2 (1).pptx
ElaneAraujo11
 

Semelhante a Aula3 introducao-a-optica-geometrica (20)

Princípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica GeométricaPrincípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica Geométrica
 
Óptica Geométrica.pptx
Óptica Geométrica.pptxÓptica Geométrica.pptx
Óptica Geométrica.pptx
 
Óptica geométrica - Conceitos iniciais de óptica
Óptica geométrica - Conceitos iniciais de ópticaÓptica geométrica - Conceitos iniciais de óptica
Óptica geométrica - Conceitos iniciais de óptica
 
Aula_Optica-ondulatoria vibrações_01.ppt
Aula_Optica-ondulatoria vibrações_01.pptAula_Optica-ondulatoria vibrações_01.ppt
Aula_Optica-ondulatoria vibrações_01.ppt
 
Aula optica 01
Aula optica 01Aula optica 01
Aula optica 01
 
Física óptica geométrica
Física   óptica geométricaFísica   óptica geométrica
Física óptica geométrica
 
Óptica prof Ivanise Meyer
Óptica prof Ivanise MeyerÓptica prof Ivanise Meyer
Óptica prof Ivanise Meyer
 
Biofísica da visão
Biofísica da visãoBiofísica da visão
Biofísica da visão
 
Optica geometrica
Optica geometricaOptica geometrica
Optica geometrica
 
Optica
OpticaOptica
Optica
 
Ótica
ÓticaÓtica
Ótica
 
Optica
OpticaOptica
Optica
 
Introducao_a_Optica_geometrica.pptx
Introducao_a_Optica_geometrica.pptxIntroducao_a_Optica_geometrica.pptx
Introducao_a_Optica_geometrica.pptx
 
Aula Optica-01.ppt
Aula Optica-01.pptAula Optica-01.ppt
Aula Optica-01.ppt
 
óPtica 01
óPtica 01óPtica 01
óPtica 01
 
Optica
OpticaOptica
Optica
 
1 +óptica+e+reflexão+da+luz
1 +óptica+e+reflexão+da+luz1 +óptica+e+reflexão+da+luz
1 +óptica+e+reflexão+da+luz
 
óPtica fundamentos
óPtica   fundamentosóPtica   fundamentos
óPtica fundamentos
 
ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2.pptx
ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2.pptxÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2.pptx
ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2.pptx
 
ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2 (1).pptx
ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2 (1).pptxÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2 (1).pptx
ÓPTICA GEOMÉTRICA AULA TEÓRICA 2 (1).pptx
 

Mais de Moseo (9)

Aula3 reflexao-da-luz-e-espelho-plano
Aula3 reflexao-da-luz-e-espelho-planoAula3 reflexao-da-luz-e-espelho-plano
Aula3 reflexao-da-luz-e-espelho-plano
 
Aula1 introducao-a-optica-geometrica
Aula1 introducao-a-optica-geometricaAula1 introducao-a-optica-geometrica
Aula1 introducao-a-optica-geometrica
 
Aula2 reflexao-da-luz-e-espelho-plano
Aula2 reflexao-da-luz-e-espelho-planoAula2 reflexao-da-luz-e-espelho-plano
Aula2 reflexao-da-luz-e-espelho-plano
 
Aula2 introducao-a-optica-geometrica
Aula2 introducao-a-optica-geometricaAula2 introducao-a-optica-geometrica
Aula2 introducao-a-optica-geometrica
 
Aula1 reflexao-da-luz-e-espelho-plano
Aula1 reflexao-da-luz-e-espelho-planoAula1 reflexao-da-luz-e-espelho-plano
Aula1 reflexao-da-luz-e-espelho-plano
 
Aula1 introducao-a-optica-geometrica
Aula1 introducao-a-optica-geometricaAula1 introducao-a-optica-geometrica
Aula1 introducao-a-optica-geometrica
 
Emmanuel emmanuel - chico xavier - ano 1938
Emmanuel   emmanuel - chico xavier  - ano 1938Emmanuel   emmanuel - chico xavier  - ano 1938
Emmanuel emmanuel - chico xavier - ano 1938
 
A extraordinária vida de jésus gonçalves (eduardo carvalho monteiro)
A extraordinária vida de jésus gonçalves (eduardo carvalho monteiro)A extraordinária vida de jésus gonçalves (eduardo carvalho monteiro)
A extraordinária vida de jésus gonçalves (eduardo carvalho monteiro)
 
Ensinos e-parabolas-de-jesus-1
Ensinos e-parabolas-de-jesus-1Ensinos e-parabolas-de-jesus-1
Ensinos e-parabolas-de-jesus-1
 

Último

ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
azulassessoria9
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 

Aula3 introducao-a-optica-geometrica

  • 1. FÍSICA Introdução à Óptica geométrica Aula 3 Ensino Médio
  • 2. Princípio da propagação retilínea da luz Nos meios transparentes e homogêneos, a luz se propaga em linha reta. Para que a luz da vela atinja o olho do observador, os três orifícios devem estar alinhados.
  • 3. Formação de sombra A formação de sombra é consequência da propagação retilínea da luz. Fonte puntiforme Corpo opaco Anteparo Regiões iluminadas Região de sombra Sombra projetada
  • 4. Formação de sombra e penumbra A formação de penumbra também decorre da propagação retilínea da luz. Fonte extensa Corpo opaco Anteparo Regiões iluminadas Região de sombra Sombra projetada Regiões de penumbra Penumbras projetadas
  • 5. Atividade com OED Assista ao vídeo do OED “Os eclipses” e, depois de responder aos testes que se seguem ao vídeo, tente reproduzir os esquemas de sombra e penumbra que explicam o eclipse solar.
  • 6. Princípio da independência dos raios de luz A propagação de um feixe de luz não é perturbada pela propagação de outros feixes, ou seja, depois de se cruzarem, cada raio de luz mantém as características que apresentava antes do cruzamento. Cada raio de luz apresenta a mesma trajetória e a mesma cor que apresentaria caso não tivesse se cruzado com o outro raio.
  • 7. Princípio da reversibilidade dos raios de luz Se um raio de luz segue em um sentido ao se deslocar de um ponto a outro, então o sentido inverso da mesma trajetória também pode ser seguido por um raio de luz. Sentido de A para B. Superfície refletora A B Sentido de B para A. Aplicação: Pelo espelho retrovisor interno, o motorista enxerga o passageiro no banco de trás; pelo mesmo espelho e ao mesmo tempo, o passageiro enxerga o motorista.